Page 1

www.maiorde60.com.br

Maio de 2016 Ano 9 - Nº 103

COMUNIDADE

SAÚDE

Campanha do Agasalho já está recebendo donativos

Pequisadores testam em cães colírio que dissolve catarata

As prefeituras da região contam com solidariedade da população para ajudar as famílias necessitadas.

A equipe do professor Zhang desenvolveu um colírio contendo lanosterol, para ser usado no tratamento da catarata.

Página 4 e 5

Página 6

Países Pan-americanos unidos para controlar o tabagismo

O tabaco é responsável por cerca de 14% das mortes entre adultos com mais de 30 anos nas Américas, sendo o único fator de risco comum aos quatro principais grupos de doenças não transmissíveis: cardiovasculares, respiratórias crônicas, câncer e diabetes, que são responsáveis por 80% das mortes nas Américas, 35% das quais são consideradas prematuras, ou seja, antes dos 70 anos. Vários países têm feito progressos na implementação de políticas para controle do tabaco com o objetivo de reduzir o sofrimento e mortes em decorrência de seu uso. No entanto, ainda há muito a ser feito para impedir a propagação do

produto, que mata cerca de um milhão de pessoas por ano na região, segundo o Relatório sobre o Controle do Tabaco para a Região das Américas 2016, lançado pela Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS). O uso do tabaco é responsável pelo custo de 33 bilhões de dólares para os sistemas de saúde da América Latina, o que é equivalente a 0,5% de seu Produto Interno Bruto. Os impostos sobre as vendas de cigarros cobrem, atualmente, menos da metade desses custos. A plena implementação da Convenção Quadro para o Controle do Tabaco ajudará os países a alcançar a meta global de redução de 30% na prevalência do consumo de tabaco. Dos 35 países das Américas, 30 ratificaram a Convenção, destes 17 são totalmente livres de fumo em locais públicos fechados, locais de trabalho e sistema público de transporte; 16 países usam advertências gráficas de saúde que cobrem pelo menos 50% das embalagens de cigarros, juntamente com todas as características especificada pela Convenção e suas diretrizes; 13 países nas Américas têm impostos sobre tabaco desde 2012; cinco têm proibido completamente todas as formas de publicidade, promoção e patrocínio; oito oferecem assistência para cessação do tabagismo e fornecem uma linha telefônica gratuita, com aconselhamento e reposição de nicotina sem custos; e três ratificaram o novo protocolo para eliminar o comércio ilícito de produtos com tabaco. Fonte: Organização Pan-Americana da Saúde


2 | MAIO DE 2016 | MAIOR DE 60

OPINIÃO

Vílson Moraes

Aposentado / ex-presidente da Atapnh

Winda = Chnáps Cumôia! Máin Cott, Máin Cott, Máin Cott, vás áin cált! Eu dô esgrevênto ísdo e minhas môn tôn túra. Meu gorpo non bára quiét e dreme zên bará. Meu pescôss tói, te tãndo engolhê te frio. Nen as plúsa, nen a mãnda e nen o míts ressólve. Chá zêi: vô pusgá um chnáps brá ressolvê ísdo! Uiaaaaa, iêts quêts lôs. Tulivacôt, esguendô adé os tetínho tos pé e queimô o meu pánz. Ájo que tevia domá máiz tevacár, uma vêiz. Máiz vozêis zápe, gue potá um chnáps na môn te um hôme e betí brá domá aos pôc, é imbozível... Bôr fala em imbozível, guên dá aí adráiz, zendáta no zofá, endrocháda em drínda guílo te lãn e fassêndo dricô? Gláro, né, a Hulda. E non vai me techá derminá este dêsdo, borgue vai figá reglamãnto o dêmbo inderínho, uma vêiz: “dú chá dá domãndo chnáps te novo? Bôr guê non póta máiz un iêqchia? Olha as gósta, dá dôto dôrto na gatêra. Tinôvo? Chá é o guíndo chnáps gue du domô, eu dô gondãndo”! E bôr aí vái... Eu eu resbíro fúnto e tígo: Têus, me tá baziêns, bôrgue zê me achúda a levandá tésda gatêra vô zacutí ela brá vê zê bára um pôc. Ôdro tía ela me lemprô gue vômo fassê zezênda ãno te gassádo e gué que eu madá uns híngal. E eu tís, gue gúlba elas dên? Meu olho ainda dá rôch! Eu vô bará te esgrevinhá e vô fumá um balhêro e domá máiz um, esgontído! Cunácht!

Fides servanda est Afirmou Sun Tzu, em “A Arte da Guerra”, que me atrevo repaginar para os caóticos dias atuai no Brasil: “lembra-te ó político voraz, que deves defender, não interesses pessoais, senão que os do teu País. Tuas virtudes, teus vícios, tuas qualidades e teus defeitos influem igualmente no ânimo daqueles que representas. Teus menores erros têm sempre nefastas consequências; teus grandes erros são irreparáveis e funestos. É difícil sustentar um governo que terás levado à beira da ruína. Depois de destruí-lo, é quase impossível reergue-lo. Tampouco se ressuscitam os mortos. Tem político capaz, mas tem também político ca-

paz de tudo em busca de favorecimento. Desta forma, nossos representantes no Congresso, em sua maioria, quase totalidade, enganam o sofrido povo brasileiro. Às vezes, me dá a impressão, nossa gente é por demais ingênua, talvez por viver na obscuridade por falta de conhecimento. Na verdade, somos uma legião de analfabetos, doentes e medrosos. Parlamentarismo já! Quanto à pretensa, provável e, quiçá, necessária Reforma da Previdência, concordaria se precedida por auditoria em suas contas, e sem prejudicar, ainda mais, os aposentados, mormente os + de 80. Com a palavra as, até então inoperantes, entidades que nos representam. Traduzindo o título em latim, destas mal traçadas, assim o faço em memória do lema dos formandos ginasianos de 1952, do não menos saudoso Colégio São Jacó: “É preciso conservar a fé”. Saudade! Aos aposentados, especialmente os + de 80, os meus respeitos e minha solidariedade. E que Deus Pai Todo Poderoso, que tudo sabe, porque tudo vê, nos dê forças para prosseguir nessa caminhada.

CLOSSÁRIO Balhêro - palheiro Baziêns - paciência Betí - pedir Chá - já Chnáps - cachaça Cumôia – bom dia Cunácht – boa noite Dêmbo - tempo Derminá - terminar Dêsdo - texto Dôrto - torto Dreme - treme Dricô - tricô Drínda - trinta Engolhê - encolher Esgontído escondido Esguendô esquentou Fúnto - fundo

Gassádo - casados Pánz - barriga Plúsa - blusa Gatêra - cadeira Pusgá - buscar Gondãndo Quiét - quieto contando Rôch - roxo Gorpo - corpo Tãndo - tanto Guílo - quilo Techá - deixar Guíndo - quinto Tetínho - dedinhos Gúlba - culpa Têus - Deus Híngal - galinha Iêqchia - casaquinho Tevacár - devagar Tígo - digo Iêts quêts lôs Tís - diz – agora vai Lemprô - lembrou Tulivacôt – Levandá - levantar Querido Deus Túra - dura Madá - matar Vás áin cált Máin Cott – – que frio Meu Deus Zacutí - sacudi Mãnda - manta Zendáta - sentada Míts - touca Ôdro - outro Zezênda - sessenta

Nosso Jornal também está a disposição nas Tabacarias: São Leopoldo Campo Bom CNPJ: 12.322.553/0001-40 Inscrição Municipal: 6882 Rua Júlio de Castilhos, 600 CEP 93900-000 - Ivoti - RS Fone: 51.8456.4614

Novo Hamburgo Diretor geral: Gilberto R. Winter maiorde60@maiorde60.com.br Jornalista Responsável Rafael Geyger - MTb/RS: 12397 Arte-final: Sandra Carvalho de Alcantara

Circulação | Ivoti e Vale do Sinos www.maiorde60.com.br

Os artigos assinados são de inteira responsabilidade de seus autores

maiorde60


MAIOR DE 60 | MAIO DE 2016 | 3

SAÚDE


4 | MAIO DE 2016 | MAIOR DE 60

COMUNIDADE

Campanha do Agasalho 2016

Isenção de IPTU para 340 aposentados Divulgação

Economizar tempo e dinheiro sempre foi uma necessidade e, nos dias atuais, maior ainda. O constrangimento na hora de pedir o desconto desejado às vezes é um empecilho e muitos desistem no primeiro “não”. A Madames Pechincha é uma profissional que atua há mais de 15 anos no ramo de negociações, pesquisa e renegocia nos mais diversos segmentos, buscando reduzir custos, otimizar seu tempo e facilitar a realização de sonhos. Você não se envolve na correria para pesquisas de preço, economiza e não perde tempo e ainda não tem custo na contratação. O serviço é pago proporcionalmente, com a redução dos valores inicialmente apresentados.

A Campanha do Agasalho 2016, lançada esta semana pela Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social e Habitação (SEDSH), receberá até o dia 21 de junho doações em seus 50 pontos de coleta distribuídos nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e escolas municipais. Nesta edição são aceitos roupas limpas e em condições de uso de todos os tamanhos, acessórios de frio (como luvas, toucas e cachecóis), calçados e materiais de higiene pessoal e limpeza. A doação de volumes maiores devem ser agendada com a secretaria, que providenciará o transporte. As doações depositadas nos pontos de coleta serão recolhidas uma vez por semana ou sempre que as caixas estiverem cheias. Para solicitar o recolhimento de grandes volumes, basta entrar em contato com a SEDSH pelo telefone 3598 8600 ramal 8784.

Entre em contato e saiba como você pode economizar mais. Fone: (51) 8140-0290 contato@madamespechincha.com.br Moradores do município receberam os certificados que garantem a isenção para aposentados e pensionistas com renda até dois salários mínimos (entre outros critérios) do IPTU deste ano. A isenção é oferecida desde 1994 aos aposentados, que se enquadram na legislação, sendo que a solicitação precisa ser renovada a cada ano. A solicitação para 2017, deve ser feita até o dia 30 de setembro na Prefeitura. Tem direito quem tem renda familiar de até dois salários mínimos, é proprietário de apenas um imóvel, resida nele e esteja em dia com os tributos municipais. Após

Dois Irmãos Jogos de Integração da 3ª idade de Dois Irmãos Édila Vargas

Campo Bom

a solicitação de renovação, uma equipe de fiscalização faz vistoria no local em que reside o morador para conferir as informações. No momento da solicitação é necessário ter em mãos carteira de Identidade; CPF; matrícula atualizada do imóvel junto ao Registro de Imóveis; comprovante de residência; comprovante de renda do INSS; viúvo (a) precisa ter em mãos também atestado de óbito se não tiver feito o inventário.

Após um ano, a cidade de Dois Irmãos sediou novamente os jogos do Projeto Esporte e Saúde na Melhor Idade, nas dependências do Colégio Imaculada Conceição com atividades de Câmbio, Basquete Relógio, Bocha, Jogos de Mesa, Ginástica, Alongamento e Caminhada Orientada. As equipes afastaram o frio da manhã e se empenharam nos jogos das diversas modalidades com alegria e disposição, que lhes é característico. As cidades de Novo Hamburgo, Dois Irmãos, Ivoti, São Leopoldo, Canoas, Santa Cruz do Sul, entre outras, se fizeram presentes com seus times e técnicos, numa linda confraternização. No final, afora os resultados, o que sempre vale é a integração, a amizade, a camaradagem entre todos, é o que comprovam Gerta Leindecker e sua amiga Celuta de Oliveira, esta, assídua participante dos jogos, que completará 90 anos no mês de agosto.


MAIOR DE 60 | MAIO DE 2016 | 5

Encontro entre administração pública e voluntários, marcou o início oficial das atividades de confecção da decoração que tanto encanta os moradores e visitantes durante as atividades do Natal dos Anjos que inicia às 20h30min do dia 18 de novembro. A prefeita Tânia Terezinha da Silva destacou a importância da comunidade colaborar doando garrafas pet brancas que serão usadas para a produção dos enfeites.

cartados em melhores condições de uso, conseguindo melhor reaproveitamento. Parte das doações serão destinadas aos Brechós Solidários, promovidos nos bairros da cidade. Consulte pontos de coleta no site da Prefeitura.

Defensoria e Procon em atendimento itinerante Jorge Boruszewsky

Município já vive o Natal dos Anjos 2016

COMUNIDADE

Lançada campanha do Agasalho 2016 Foi lançada na Fábrica da Cidadania, a Campanha do Agasalho 2016. São 51 pontos de coleta, que já recebem as roupas doadas pela comunidade em geral. A campanha recolherá roupas, roupas de bebê, cobertores, móveis e alimentos não-perecíveis. É na Fábrica da Cidadania, que voluntários, deixam os agasalhos usados e des-

São Leopoldo Terrenos abandonados viram áreas de lazer

Uma parceria entre Unidade Móvel do Procon a Defensoria Comunitária estão realizando atendimentos itinerantes em Novo Hamburgo. O objetivo é aproximar a comunidade dos dois serviços, que pretende fazer o atendimento prévio aos interessados, além de realizar o primeiro contato e a lista de documentos necessários para as ações para que a comunidade precise se deslocar poucas vezes até a sede, no Centro. A proposta é prestar assessoria, tirar dúvidas e facilitar a procura dos hamburguenses pelo serviço São Leopoldo começa a dar vida a espaços púda Defensoria. blicos, até pouco tempo abandonados. No bairro Imperatriz, região leste da cidade, no lugar da grama alta e de resíduos jogados, os moradores vão contar agora com uma área de lazer. A medida busca incentivar a preservação do ambiente e estimular a qualidade de vida. A Secretaria de Atender, acolher e, acima de tudo, prestar au- Obras faz a limpeza, oferece a estrutura e espera xílios relacionados à saúde. Esse é um dos ob- que a população se aproprie e ajude na conserjetivos do projeto de extensão da Universidade vação. Feevale, Saúde do Idoso no Contexto Familiar, Junto com as novas praças segue o trabalho que se iniciou em março e, até o fim de 2016, de manutenção das já existentes. A parceria entre visa atender até 90 idosos em situação de vul- prefeitura e cooperativas vem rendendo frutos. nerabilidade social do bairro Santo Afonso, em No mês de abril o trabalho resultou em 49 esNovo Hamburgo. paços revitalizados em toda a cidade, o que corCoordenado pela professora Sueli Cabral, a responde a quase 170 mil metros quadrados de ação extensionista atende aos idosos semanal- área beneficiada. A iniciativa faz parte do projeto mente, por meio de visitas domiciliares, com o piloto de Geração de Renda Solidária – A Praauxílio do Centro de Referência de Assistência ça é da Comunidade, promovido pela Secretaria Social (CRAS) do bairro, que fornece uma lis- de Desenvolvimento Econômico e Tecnológico ta com a relação das pessoas que necessitam de (Sedetec) com apoio da Semov.

Projeto de extensão voltado à saúde do idoso vulnerável

Novo Hamburgo

atendimento. O principal foco é a diminuição do risco de quedas, aumento da capacidade funcional, melhora no estado nutricional e ampliação da participação social/cultural dos idosos. O projeto, que acontece todas as terças-feiras, entre 13h e 17h, ainda busca voluntários. Interessados podem entrar em contato pelo e-mail suelicabral@feevale.br.


6 | MAIO DE 2016 | MAIOR DE 60

SAÚDE

Pesquisadores desenvolvem colírio que dissolve catarata Colírio impede o bloqueio do lanosterol, responsável pela transparência do cristalino; tratamento ainda será testado em humanos A catarata é uma lesão ocular que atinge e torna opaco o cristalino (lente situada atrás da íris, cuja transparência permite que os raios de luz o atravessem e alcancem a retina para formar a imagem), o que compromete a visão. A evolução costuma ser lenta, e a doença pode afetar primeiro um dos olhos e só mais tarde, o outro. Apesar da doença ser tratável, as cirurgias são caras e precisam de profissionais altamente especializados. Isso é um problema para pacientes que vivem em países subdesenvolvidos e com sistemas de saúde precários. Mas um novo estudo, que usou colírios para regredir cataratas em cachorros, pode tornar o tratamento da doença mais barato e acessível. A maioria dos casos de catarata é relacionada ao envelhecimento, mas algumas pessoas desenvolvem a doença após sofrer alguma lesão ou por terem nascido com uma anomalia genética. Interessada nesta última hipótese, a equipe do professor Kang Zhang, da Universidade da Califórnia, decidiu estudar duas famílias com filhos nascidos com catarata congênita. Os cientistas descobriram que as crianças eram portadoras de uma mutação no gene que produz uma pequena molécula chamada lanosterol. A versão saudável dessa molécula impede que as proteínas causadoras da catarata se reproduzam no olho. Mas, em sua versão anormal, o lanesterol permite que as proteínas se reproduzam e causem a opacidade no cristalino. A equipe do professor Zhang desenvolveu um colírio contendo lanosterol, para ser usado no

tratamento da catarata. Para verificar a eficácia, os pesquisadores retiraram o cristalino de coelhos portadores da doença e mergulhando-os, por seis dias seguidos, em uma solução de lanesterol. Ao final do teste, os cientistas descobriram que a solução reduzia a severidade da catarata e aumentava a claridade do cristalino. Então, os cientistas mudaram de cobaia. "Resolvemos testar o efeito do colírio em cachorros com cataratas. Aplicamos o colírio duas vezes por dia durante seis semanas e descobrimos que ele efetivamente reduzia os efeitos da catarata", afirma Zhang. O estudo, publicado na revista científica Nature, durou apenas alguns meses, então é provável que as cataratas tenham voltado após os cachorros deixarem de receber o colírio. Contudo, o professor Zhang acredita que esses colírios possam até ter uma função importante na precaução da catarata ainda que esteja em sua fase inicial. Contudo, o propósito desses pesquisadores é criar um medicamento eficaz de fácil acesso, que possa ser usado em localidades mais carentes, levando em conta o aumento da expectativa de vida média da população do planeta. Apesar dos estudos, atualmente, o único tratamento eficaz contra a catarata ainda é a cirurgia de facoemulsificação e esse procedimento já evoluiu muito nos últimos anos, a cirurgia é menos invasiva e o pós-operatório é bem mais tranquilo. Fonte: Revista Nature

MAIOR DE 60 MAIO 2016  

Jornal dirigido à Terceira Idade na Grande Porto Alegre

Advertisement