Page 1

Agosto de 2021 Ano 13 - Nº 165

www.maiorde60.com.br

Caminhos para a felicidade A psicóloga Lidiane Klein convida a reflitir sobre este tema e responder: O que é felicidade?

Associação dos Trabalhadores Aposentados e Pensionistas de Novo Hamburgo

Página 3

Página 4 e 5

Estamos acabando com o nosso Planeta

Sim, nossas ações irresponsáveis estão acabando com o Planeta, e como resultado, estamos enfrentando o aquecimento global e as já sentidas e temidas, mudanças climáticas. Isso está sendo desencadeado tanto pelo modo de vida que levamos - nosso consumismo exagerado de bens, como pelas nossas escolhas alimentares. E neste caso, a carne é a grande vilã. Segundo relatório da ONU, o consumo da carne está diretamente ligado ao aquecimento global. Isto quer dizer que, se quisermos combater as mudanças climáticas, devemos diminuir – e muito, a quantidade de carne produzida e consumida. O relatório foi divulgado no dia 8 pelo Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC), parceiro da ONU contra o combate ao aquecimento global. Uma pesquisa como esta abre uma larga discussão sobre nosso papel no mundo. Realmente precisamos consumir carne? Segundo dados do Deter – Sistema de Detecção do Desmatamento na Amazônia Legal em Tempo Real, no último ano o desmatamento da Amazônia aumentou 278%. E o que isto tem a ver com o consumo de carne? No pulmão verde do planeta, florestas inteiras vêm sendo substituídas por pastos de grandes empresas produtoras de carne. Continua na página 2


2 | AGOSTO DE 2021 | MAIOR DE 60

OPINIÃO

Continuação da capa

Estamos acabando com o nosso Planeta

TÉS HORA!

Cumôia! E êsde dêmbo malúc? Híts, cáld, zeraçôn, júva, vinda tinôvo, máiz galôr... azín os álda vô bro lôch pen lichêro, uma vêiz! Eu chá tís gue acóra nôn dô máiz pepêndo múido, borgue chá non me fais múido pên. Um pôc te pía, um pôc te váin... Máiz o gásso é gue guãnto gomezô a amenissíra ésda bantemía, um crupinho te amico ressolveu fassê um jurasguinho brá gonversíra um pôc ao vivo, Borgue ninquén máiz aquênda o vatsáp tãndo cumôia, cuntách e pôa nôide dôto tía. Eu ájo gue pepí alén tá gonda, borgue a resbósda gue eu têi brá Hulda me gustô í tormí no chôp, chúndo gôn as cúh. O Pheda, veio me puscá te carêt as zêis e meia e a Hulda critô: “du non me vên tebôis tás tés hora, zenôn vai dê!” Eu zaí pên jateado... Foi múido tiverdito e oví umas drinda piada velha, máiz a chênde riu pasdãnde e pepêu ôdro tanto. E máiz zê ria, mais chop a chênde domava e eu me bertí na lidrachen e na hora te voldá. E os amíco rindo borgue eu dava breogupado brá checá em gássa e levá um xincôn fenomenal. E foi... aprí a bórta e o relóchio patêu uma vêiz - era uma e meia tá matrucada, Main Cott! Fui no panhêro e guãnto zaí a Hulda bergundô, lá to guárto: “Chacó, gue hora zôn?” E eu: “Tés hora” E ela: “Máis gômo eu ovi zó uma pataláda?” E eu: E du chá ovíu o relóchio patê o séro?”

CLOSSÁRIO Acóra - agora Álda - velhos Amenissíra - amenizar Bergundô - perguntou Bertí - perdi Bórta - porta Cáld - frio Carêt - carreta Chôp - galpão Cúh - vaca Cumôia - bom dia Cuntách - boa tarde Dêmbo - tempo Gássa - casa Gásso - caso Gomezô - começou Gonda - conta

Gonversíra - conversar Guãnto - quando Guárto - quarto Gustô - custou Híts - calor Jateado - chateado Jurasguinho - churrasquinho Lichêro - ligeiro Lidrachen - litragem Lôch - buraco Main Cott - Meu Deus Matrucada - madrugada Nôide - noite Ovíu - ouviu Pataláda - badalada Pên - bem Pepêndo - bebendo

Pepêu - bebeu Pheda - Pedro Pía - cerveja Pôc - pouco Puscá - buscar Resbósda - resposta Séro - zero Tãndo - tanto Tebôis - depois Tinôvo - de novo Tormí - dormir Váin - vinho Vinda - inverno Voldá - voltar Xincôn - xingão Zenôn - senão Zeraçôn - cerração

Para entender, alguns dados sobre o consumo de carne no Brasil. Nos últimos 50 anos, o consumo de carne no mundo aumentou de forma acelerada. Hoje, a produção é quase cinco vezes maior do que no começo da década de 1960. O salto foi de 70 milhões de toneladas para mais de 330 milhões em 2017. Um brasileiro come, em média, 40 quilos de carne bovina por ano, o que coloca o país na quarta posição do ranking de consumo desse tipo de proteína. Além disso, um brasileiro médio come também 11 quilos de porco e 32 quilos de frango todo ano. Para conter uma crise alimentar e uma catástrofe climática, é importante reduzir a ingestão de proteína de origem animal. Nesse cenário, o relatório do Instituto de Recursos Mundiais (WRI) aponta que os consumidores devem reduzir em 40% a ingestão de carne. As alternativas que o estudo indica para não piorar o quadro do aquecimento global ou gerar desequilíbrio alimentar são praticar o consumo consciente, elevar a produção por hectare e acabar com o desperdício de alimentos, que atinge um terço da população mundial. O alto consumo de carne, além de afetar o meio ambiente de diversas formas, está diretamente relacionado com as emissões de gases. Esses animais liberam grandes quantidades de gás metano na atmosfera, que pode poluir até 21 vezes mais do que o gás carbônico. Além disso, o desmatamento causado para manter a agricultura e a pecuária em ampla escala colabora para a redução de florestas que atuam como importantes regiões de retenção de carbono. Outro problema das grandes áre-

as devastadas é o impacto na biodiversidade local. Há cientistas que afirmam que os países ocidentais devem reduzir 90% do consumo de carne para controlar o aquecimento global e evitar que o Planeta entre em crise. Além dos pontos apresentados, a produção de alimentos usa quantidades insustentáveis de água. A Organização das Nações Unidas (ONU) prevê que a população mundial chegará a 9,7 bilhões de pessoas até 2050, o que exigirá aumentar em 50% a produção de alimentos para sustentar todas as pessoas. Se seguirmos os mecanismos atuais, isso pode gerar impactos ambientais irreparáveis e fazer com que a Terra deixe de ser um espaço seguro para a humanidade. Incêndios, tornados, chuvas torrenciais, secas, temperaturas ora muito baixas, outras muito altas, acabarão por serem frequentes, inviabilizando a vida das próximas gerações. E não podemos começar amanhã, pois vai ser tarde. Precisamos mudar nossas atitudes, AGORA. Saiba mais em: https://www.natgeo.pt https://www.hypeness.com.br/ https://blog.brkambiental.com.br


MAIOR DE 60 | AGOSTO DE 2021 | 3

Lidiane Andreza Klein

Psicóloga - CRP07/22872 Especilização em Neuropsicologia - UFRGS Mestre em Psicologia e Saúde - UFCSPA Doutoranda em Ciências da Reabilitação - UFCSPA

Inicio este artigo questionando: O QUE É FELICIDADE PARA VOCÊ? Reflita e responda para si mesmo! Lendo um artigo dias atrás, sobre o aumento dos atendimentos psicológicos na Pandemia do Coronavírus, me deparei com um levantamento sobre as perguntas mais recorrentes sobre saúde mental feitas no “GOOGLE”, ano passado. As campeãs foram “como tratar a ansiedade?” e “como tratar a depressão?”, seguida da pergunta “o que é felicidade?”. Assim surgiu o meu desejo de abordar este tema, no artigo deste mês. Sabe-se que a felicidade é um sentimento subjetivo e por isso tão difícil de ser definida. É um estado de bem-estar e satisfação que todos buscam alcançar. Ela pode ser uma chave para dar significado às nossas vidas. A busca de felicidade é um combustível que nos move, mas precisamos ter muito cuidado com o revés dos dias atuais, onde vivemos uma época em que ser feliz é uma obrigação. Felicidade não pode virar um peso, nem se tornar uma fonte de ansiedade. Falar em felicidade nos remete à psicologia positiva e ao mais reconhecido pesquisador do tema, o psicólogo americano Martin Seligman. Segundo suas pesquisas, a felicidade é na verdade a soma de três coisas diferentes: prazer, engajamento e significado. Prazer trata-se daquela sensação que costuma tomar nossos corpos quando dançamos uma música boa, ouvimos uma piada engraçada, conversamos com um bom amigo, fazemos sexo ou comemos chocolate. Um jeito fácil de reconhecer se alguém está tendo PRAZER é procurar em seu rosto por um sorriso e por olhos brilhantes. Já ENGAJAMENTO é a profundidade de envolvimento entre a pessoa e sua vida. Um sujeito engajado é aquele que está absorvido pelo que faz, que participa ativamente da vida. E, finalmente, SIGNIFICADO é a sensação de que nossa vida faz parte de algo maior. A vantagem de dividir a felicidade em três é que assim fica mais fácil definirmos nossos objetivos. “BUSCAR A FELICIDADE” é uma meta meio vaga, fica difícil até de saber por onde começar. Mas, se você se conscientizar de que basta juntar essas três coisas – prazer, engajamento e significado – para a felicidade vir de brinde, a tarefa torna-se menos penosa. Seligman acredita que um dos maiores erros das sociedades ocidentais contemporâneas é concentrar a busca da felicidade em apenas um dos três pilares, esquecendo os outros. E geralmente escolhemos justo o mais fraquinho deles: o prazer.

CAMINHOS PARA A FELICIDADE

Esses métodos para se tornar mais feliz foram testados em laboratório, e parecem funcionar. PRAZER  Permita-se ter experiências sensorialmente agradáveis de vez em quando. Não se trata só de emoções fortes. A maior parte dos prazeres é bem simples: conversar, ver uma paisagem bonita, comer algo gostoso.  Tire “fotografias mentais” dos momentos agradáveis de sua vida – repare nos detalhes, nas cores, nos cheiros. Nas horas difíceis, tente

SAÚDE

Caminhos para a felicidade recordar-se de tudo.  Tenha companhia. Quase todas as pessoas sentem-se mais felizes quando estão com outras pessoas. ENGAJAMENTO  Dedique-se a tudo que você faz, no trabalho ou fora. Lembre-se: a diferença entre um emprego chato e um emprego legal pode ser a sua postura.  Arrume uma atividade desafiadora, difícil, e esforce-se para se tornar cada vez melhor nela. Yoga, aeromodelismo, videogame, natação, flauta... há opções para todos os gostos.  Exercite-se. Esporte praticado com frequência aumenta a disposição para a vida e em geral nos deixa mais ligados no mundo e no nosso próprio corpo. Algumas pesquisas sugerem que dar risada é um ótimo exercício. SIGNIFICADO  Pesquisas mostram que escrever num diário as coisas pelas quais você é grato garante um aumento no nível de felicidade que dura seis semanas.  Faça atos de altruísmo ou bondade. Colabore com alguma instituição humanitária, ensine algo que você saiba.  Se tem alguém que foi importante na sua vida, ainda que num passado remoto, faça-o saber disso, de preferência com uma visita pessoal. Os cientistas dizem que essa “visita de gratidão” pode valer um mês de felicidade.

O CAMINHO DA INFELICIDADE

Se você quer mesmo ser feliz, precisa se convencer de que nada disso é a solução Dinheiro: Ele só traz felicidade até o momento em que cobre as necessidades básicas. Depois disso, mais dinheiro não altera o nível de satisfação. E um foco exagerado em coisas materiais vai esvaziar sua vida de significado. Casamento: Condicionar a felicidade a fatores sobre os quais você não tem controle não pode dar certo. Além disso, um casamento não tem nada a ver com um estado perene de alegria. Ele tem altos e baixos como tudo na vida. Futuro: “Vou ser feliz quando eu terminar a minha faculdade. ” É importante ter metas, mas achar que a felicidade está no futuro só adia sua realização. Beleza: Mais um caso de expectativa irreal. Em primeiro lugar, porque é impossível ter um corpo e um rosto perfeitos. Em segundo, porque nada disso é garantia de felicidade. Status: Priorizar símbolos de status indica uma preocupação maior com os outros do que com você mesmo. Que você achou das dicas? Posso te desafiar a praticá-las e ser mais feliz?


PALAVRA DO PRESIDENTE

LEMBRANÇAS

Saudade Término das olimpíadas, só restam as lembranças da época que eu participava dos JIRGS - Jogos Intermunicipais do RS, onde se disputavam diversas modalidades. Nestas olimpíadas, as mulheres deram show em todas as modalidades em que participaram, principalmente nas provas de velocidade. Incrível é o esforço dos atletas a fim de superar as marcas. Nos jornais anteriores, direcionei minha palavra referindo-me à lembrança do nosso povo, que esquece dos brasileiros que defenderam mundo a fora a nossa Pátria. A medalhista brasileira, emocionou-me com sua expressão tranquila de dever cumprido e até para quem já participou de competições ou mesmo para quem não participou, não teve como conter a emoção. Quando a bandeira nacional foi hasteada para a cerimônia da entrega das medalhas, os soldados ficavam em posição de sentido, em respeito ao símbolo sagrado, coisa que não temos com o Monumento dos Pracinhas que lutaram na 2° Guerra Mundial. Saudade do período que estudei no SENAI, onde tínhamos diversas modalidades esportivas. Hoje nas escolas não se vê mais com muita frequência. Saudade dos campeonatos do SESI, das disputas memoráveis onde a gente ia representar Novo Hamburgo, em outras cidades. Íamos para Taquara, Bento Gonçalves, Passo Fundo, Bagé, Canoas, Santa Maria, Porto Alegre, Pelotas, Estância Velha, entre outras.

Alunos do 4º e 5º ano primário, da Escola Municipal Jorge Evaldo Koch, do bairro Rondônia. Da esquerda para a direita, de pé: Idailton Alexandre Velho (Presidente), Varonildo (sócio), Nelci, Ildefonso, Paulo Ruivo e Zeca (Dente de Ouro). Agachados: Cláudio (Ronco) Jorge, Darci (sócio) Jandir e Valdemir (Mimio). Responsável pela equipe: professora Liene M. Martins Schütz. A foto foi tirada onde hoje é o Hotel Suarez. Capa do disco do Trio Vokação (Rui Mathias, nosso Vice-Presidente, João e Jorge Adriano da Silva), em homenagem ao cinquentenário de Novo Hamburgo

Idailton Alexandre Velho Presidente da Atapnh 2º Vice-Presidente da Fetapergs

ESTAMOS ENGAJADOS

Abrelino Bilo Rodrigues da Silva | Arveselina Nunes da Silva | Daltro Xavier Barboza | Eli Gomes | Enio Satanna Pinheiro | Iara Aranguen Rodrigues | Ilario Luiz Grippa | João Carlos Ott | Oswaldo Teixeira Santos | Roberto Trindade | Stefanie Bezpietka | Therezinha Philomena Kumpfer | Valdir José da Conceição Silva | Vilson Ereneu Schell | Werno Tischer Nossos sentimentos aos familiares e amigos!


MAIOR DE 60 | AGOSTO DE 2021 | 5 BENEFÍCIOS OFERECIDOS NA SEDE Clínico Geral (com agendamento) Fisioterapia | Ginástica | Yoga | Dança do Ventre Ginástica: 2ª feira: 8h, 9h e 14h30min e 15h30min 3ª feira: 8h, 9h, 14h30min e 15h30min 4ª feira: 8h, 9h e 14h30min e 15h30min Yoga: 3ª feira 8h às 9h | 9h15min às 10h15min Início dia 14/09 Jogos de Câmbio: 4ª feira às 16h Local: CESAPA - Centro Social Assistencial São Paulo Informações: 3066.4010, com o sr. Idailton

Além de descontos oferecidos por nossos parceiros

ASSOCIADO EM DESTAQUE setembro de 1946, em Novo Hamburgo. É desquitado e tem dois filhos, Jaqueline, Gilberto e Tatiane e os netos Gabriel e Pietra. Quando de sua aposentadoria, era diretor de empresa de comércio de máquinas para indústria de calçados. Seu maior passatempo é conversar com os amigos e assistir futebol. E de futebol ele entende há muito tempo – vide foto na página ao lado.

FIQUE LIGADO!

AULAS DE GINÁSTICA IN Í CIO NO D I A 2 D E AGO ST O

TURMAS

Segunda: 8h Terça: 14h30min Quarta: 9h Quinta: 8h | 14h30min REGRAS * Obrigatório: TODOS vacinados (apresentar o comprovante na Secretaria, junto com a identidade)

Varonildo Olírio da Silva nasceu em 23 de

AGOSTO/2021

3700

Associados

ASSEMBLEIAS De março a novembro Sempre na última quinta-feira do mês às 14h30min

ASSOCIE-SE: A CONTRIBUIÇÃO MENSAL É DE 1,5% DO SALÁRIO DESCONTADO EM FOLHA

* Obrigatório uso de máscara * Tragam cangas ou toalhas para não ter contato com o colchonete * Cada aluno deverá trazer sua garrafinha de água * 15 alunos por turma

COMO SERÃO FEITAS AS INSCRIÇÕES? Cada aluno deverá escolher um dia da semana para participar das aulas As aulas terão 45 min de duração Iremos abrir turmas conforme a necessidade

CONTATO

Mensagem para a professora Cris (98427.1771) comunicando o dia e o horário escolhido

ATAPNH Associação dos Trabalhadores Aposentados e Pensionistas de N.H.


MEU GATINHO JÁ É IDOSO?

Agosto 2021 - Ano 5 - Nº 70 Circulação mensal

AURORA, com Daniel, Pietro e Alice

BUDY, com Rosemari e Joelson

FRIDA, com Andriele e Aline

LAURYN, com Samuel e Juliana

MARVIN, com Wesley e Kerolen

THOR, com Raquel

De modo geral, os felinos são considerados idosos a partir dos 7 anos de vida. E com a chegada dessa fase, novos cuidados que deverão ser acrescentados em sua rotina, sempre com muito carinho, paciência e atenção. Isso porque é comum que algumas doenças se tornem mais suscetíveis nessa faixa etária, assim como nos seres humanos. Por isso, é importante estar sempre atento ao seu pet, observando aspectos como imunidade, sistema cardíaco, renal, além das articulações do seu amiguinho, que provavelmente vivia pulando por aí! Dessa forma, ele ainda poderá viver muitos anos ao seu lado, proporcionando bons momentos e claro, muitas alegrias. Nesta fase o olfato, o paladar e a audição podem sofrer alterações, ficando menos aguçados. Podem surgir problemas dentários, que podem afetar o paladar e o apetite do pet, causando uma possível perda de peso. Outra mudança de comportamento muito comum é a perda de “animação”. Claro, alguns naturalmente já são mais calmos e reclusos, porém com a idade é comum que essa característica fique mais acentuada. Eles também podem passar a ter hábitos que não tinham antes, como fazer suas necessidades fora da caixinha ou até mesmo miar mais alto que o comum. Por isso, é importante observar o comportamento do seu gato e realizar visitas periódicas ao veterinário, para garantir que a saúde dele esteja sempre em dia. Perda de apetite; problemas dentários; osteoartrite (processo degenerativo, inflamatório e imunológico do sistema articular), causando dor e dificuldade de locomoção; aumento da micção ou aumento da ingestão de água (sinal de alerta para problemas urinários), podem ocorrer nesta fase. Então, fique atento à alimentação dele, que deve ser específica para esta faixa etária. Atente ao local onde ele dorme, proporcione um local quentinho e confortável para que o seu felino possa ter uma boa noite de sono e tirar aquele cochilo durante o dia! Brincar continua sendo importante, mesmo que o seu gatinho fique mais recluso, é importante que você o incentive, uma vez que o exercício físico previne uma série de problemas como a obesidade e evita o estresse. Não se esqueça das vacinas, manter o calendário em dia e evitar que o seu gatinho tenha acesso à rua são pontos importantíssimos para evitar doenças. Além disso, não esqueça de continuar fazendo a prevenção correta com vermífugos e antipulgas indicados pelo veterinário. Saiba mais em: https://inovaveterinaria.com.br/gato-idoso/

ZEUS, com Isabel

FRIDA, com Gabriela e Luana

Castração é a melhor opção. Castre seu animal de estimação! 6

Bichos de Estimação | Agosto de 2021

Jornal Maior de 60 - CNPJ: 27.950.751/0001-25 - Inscrição Municipal: 9867 Rua Júlio de Castilhos, 600 - 93900-000 - Ivoti - RS - Fone: 51. 99400.9911 Diretora geral: Sandra Carvalho de Alcantara - Comercial: Gilberto R. Winter - Fone: 51.98456.4614 Jornalista Responsável: Rafael Geyger - MTb/RS: 12397 saberviver3@gmail.com | www.maiorde60.com.br - facebook.com/maiorde60 Retire seu exemplar gratuitamente em Novo Hamburgo: Tabacaria do Junka Em São Leopoldo: Tabacaria Central Os artigos assinados são de inteira responsabilidade de seus autores


A VIDA

ADESTRAMENTO

Coruja Buraqueira

Estou eu, aqui com o computador no colo, sem saber muito o que escrever, pois minhas últimas semanas foram daquelas, sabe? Sombrias. Sempre que converso com alguém sobre momentos difíceis, todos são unânimes e dizem que os momentos ruins e difíceis acontecem todos os anos, em determinadas épocas e eles nunca vêm sozinhos, sempre estão acompanhados. Faz parte da vida, mas desta vez foi pesado. Há quatro semanas, uma surpresa sinalizou que tempos sombrios iniciariam. Ao sair de um cliente, na segunda de manhã, cheguei no meu carro e haviam batido nele e destruído o retrovisor. Um dia depois, minha mãe teve um AVC e sete dias depois, teve outro AVC, este mais forte. Depois, acredite, sete dias depois ela faleceu. Na semana seguinte, quando achávamos que a nuvem havia passado, tivemos uma nova surpresa, com a fossa aqui em casa: o esgoto estava voltando para dentro de casa. É a vida! Onde quero chegar com isso? Bem, estou eu aqui refletindo, com o computador no colo e meus cães deitados na sala, me

fazendo companhia e relembrando que a vida é feita de momentos. Momentos únicos. Ruins ... bons... mas momentos que viraram histórias. Histórias que nos fortalecem e nos ensinam que a vida é curta e que aqueles que amamos, assim como nossos familiares, nossos pets merecem o melhor da gente, sempre. Estamos de passagem e queremos deixar lembranças e memórias agradáveis, pois a tristeza não pode dominar nossa vida. Eis aqui mais um momento. Compartilhei com você algo íntimo, mas que fez parte da minha vida. Assim como ter você aqui, lendo o que escrevo, é um momento que tenho o privilégio de proporcionar. Meu otimismo prevaleceu. Vida que segue. Fé em Deus e pé na tábua. Obrigado por estar aqui. Raphael Piccoli, Adestrador desde 1997, especialista em comportamento obediência. Minhas redes são Facebook Raphael Piccoli Adestrador Instagram @adestradoraphaelpiccoli @petterapiacomajade

Agosto de 2021 | Bichos de Estimação

7


8 | AGOSTO DE 2021 | MAIOR DE 60

PERIODONTIA

Especialidades Odontológicas

Quando pensamos em saúde bucal, a primeira coisa que passa pela nossa cabeça são os cuidados com os dentes, como praticar uma boa higiene bucal (escovação, uso do fio dental e do enxaguante). Mas será que só isso basta para garantir um sorriso mais saudável? Bom, a verdade é que o universo bucal é mais amplo e engloba outros aspectos, como a saúde das gengivas, bochechas, garganta entre outras estruturas. Dentre as várias especialidades que integram a odontologia, a Periodontia é a área que trata dessa região da gengiva e do periodonto, garantindo que os problemas, como a gengivite e periodontite, fiquem bem longe. O ligamento periodontal é a estrutura que une o dente ao osso, e funciona como um amortecedor, absorvendo os impactos da mastigação. Os cuidados com os dentes incluem as gengivas, para que não ocorram inflamações que causem danos a estas estruturas. A gengivite é o estágio inicial da doença periodontal, em que a bactéria está mais superficial, e se não for tratada, poderá invadir o ligamento periodontal e assim agravando a inflamação, inclusive podendo haver perda dentária. Neste estágio é chamada de doença periodontal. A prevenção para a gengivite é simples, bastam os cuidados diários de higiene bucal. Mas na periodontite, é necessário que o cirurgião dentista remova os agentes causadores da inflamação.

Profile for Gilberto Winter

Jornal Maior de 60 Agosto 2021  

Jornal dirigido à Terceira Idade na Grande Porto Alegre

Jornal Maior de 60 Agosto 2021  

Jornal dirigido à Terceira Idade na Grande Porto Alegre

Advertisement

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded