Issuu on Google+

Viver Magazine Magazine || Setembro Viver Novembro2011 2010

11


22

ViverMagazine Magazine | | Novembro Setembro 2011 Viver 2010


Viver Magazine Magazine || Setembro Viver Novembro2011 2010

33


EDITORIAL

Olá queridos leitores, obrigada pela oportunidade de estar novamente ao alcance dos seus olhos. Esta edição esta leve, apesar de tantos furacões, tufões e tragédias por tantos lugares, aqui no nosso pequeno mundo de “imigrante brasileiro vivendo em Atlanta”, as coisas estão bem mais tranqüilas do que nos meses passados. Uma brisa suave que veio trazer as boas novas que o Presidente Obama ordenou em nosso favor, para que parem com as deportações injustas, está trazendo também o início do Outono, fazendo com que o calor quase insuportável já se torne mais ameno no final das tardes e noites. O outono é a minha estação predileta. Ainda me lembro dos meus desenhos na infância, eram sempre desenhos de jardins com folhas secas espalhadas pelo chão. Eu não sei explicar de onde vinham aquelas idéias, pois no Brasil, mais precisamente em Goiás, não dá pra separar direito, visualmente as estações do ano, pelo menos não como aqui, que onde não precisamos saber em qual mês estamos ,para perceber qual é a estação do momento. No verão o calor é intenso, no inverno o frio castiga, na primavera as flores estão por todos os lados e no outono as folhas voam com vento, colorindo o gramado, as calçadas, os caminhos e as arvores. Aproveitando este clima de outono que está batendo a nossa porta, a Viver Magazine publicou alguns artigos com a intenção de fazer você refletir e quem sabe até decidir por mudanças drásticas em sua vida. Se você fuma, estamos te dando uma força a mais na sua decisão de parar. Se você é sedentário e não pratica exercícios, 44

ViverMagazine Magazine | | Novembro Setembro 2011 Viver 2010

estamos te dando uma ótima opção para que você comece um novo e saudável estilo de vida. Estamos também, esclarecendo o que são realmente as novas mudanças nas leis de Imigração, e até que ponto isto vai trazer mudanças para os imigrantes que ainda estão ilegalmente no país. Também estamos nos despedindo da nossa fotógrafa predileta, Indy Zanardo, que trabalhou conosco por mais de um ano, com muita dedicação e profissionalismo. Ela continuará colaborando conosco, pela internet, na seleção e edição das melhores fotos a serem publicadas, mas é claro que preferíamos que ela continuasse conosco aqui, no dia a dia, com o carisma que ela emana por onde passa. Enfim, a Viver Magazine de Setembro está em suas mãos, eu quero te dizer, querido leitor, que diante de todas as provações e de um intenso enfraquecimento da nossa comunidade, é uma vitória muito grande, estarmos firmes, lutando para que vocês possam ter, no conforto de suas casas, gratuitamente, uma revista que é feita pensando em você, no seu bem estar, nos seus interesses e principalmente, feita com a intenção de agradar, surpreender e levar informação e entretenimento, para que você se sinta acolhido e parte de um grupo. É por isto que publicamos tantas fotos, queremos mostrá-los, queremos unir as pessoas, privilegiar, incentivar e fortalecer a nossa comunidade. Eu desejo um excelente mês, comemorem a Independência do Brasil com moderação e responsabilidade. Se beber NÃO dirija. As leis aqui nos Estados Unidos, por mais que nos beneficiem, jamais vão deixar de ser duras, principalmente com o vandalismo, a irresponsabilidade e o crime. Portanto, não vacile. Seja prudente sempre. Que a prudência seja integrada ao seu caráter e que isto não seja para ti, um sacrifício. Até a próxima.

Dilla Campos. Publicadora Viver Magazine

Expediente EDIÇÃO E PUBLICAÇÃO Dilla Campos PROJETO GRÁFICO Direção de Arte - Saulo Oliveira S2dm | www.s2dm.com © 2011 - Todos os Direitos Reservados. FOTOGRAFIA Indy Zana Viver Magazine COLUNISTAS Dilla Campos Gabriel Mialchi Márcia Silva COLABORADORES Pr. Sergio Santos Kamilla Oliveira Joel Soto DISTRIBUIÇÃO Metro Atlanta, GA

A Viver Magazine® é uma publicação independente com a finalidade de informar a comunidade brasileira e divulgar produtos e serviços que sejam de interesse dessa comunidade. As informações aqui veiculadas são resultado da demanda de nossos leitores e variam de acordo com a atualidade, podendo ser alteradas sem aviso prévio. Esta é uma publicação aberta a participação de leitores e da comunidade brasileira em geral, na qual encorajamos e agradecemos. A publicação de conteúdo e fotografias enviadas para a redação está sujeita a aprovação e disponibilidade de espaço e não é prometida ou garantida. Os anúncios aqui contidos, bem como seus conteúdos são de responsabilidade de cada anunciante. A diversificação e conteúdo dos artigos são de responsabilidade de seus autores e não refletem necessariamente a opinião desta publicação. Todo e qualquer conteúdo e anúncio aqui contidos são de propriedade da Viver Magazine e não devem ser reproduzidos total ou parcialmente. A versão impressa desta publicação é gratuita, assim como nossa versão online. Outros veículos de comunicação online na qual fazemos parte estão à disposição de nossos anunciantes e da comunidade em geral nos seguintes segmentos: Facebook / Twitter / Orkut e no nosso portal: www.vivermagazine.com. É proibida qualquer reprodução impressa ou digital, cópia do conteúdo, matérias, anúncios ou elementos visuais, bem como do projeto gráfico apresentados na Viver Magazine com base na LEI DE DIREITOS AUTORAIS Nº 9.610, DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998, com respaldo internacional. Tiragem: 5.000 exemplares

www.vivermagazine.com 770-953-4250

E-mail: vivermagazine@gmail.com


www.vivermagazine.com Edição: Setembro 2011

Conteúdo 6 8 AGENDA

CAPA

Por que alguns americanos ainda não estão conectados à Internet? (NAPS)—Para a maioria dos americanos, usar a Internet é uma atividade de rotina, cuja importância é muitas vezes subestimada.

14

BEM-ESTAR 10 razões para fazer pilates

1 - Pilates é um exercício completo, que ao contrário de muito outros esportes, o Pilates trabalha no desenvolvimento de todo o corpo, promovendo força e desenvolvimento muscular, equilibrando assim, flexibilidade e aumento da amplitude de movimento para as articulações.

26 32

Entenda as novas mudanças nas leis de Imigração

PONTO DE VISTA A Fantástica Fábrica de Falsos Talentos Eu amo a globalização. Amo com todas as minhas forças. Por mais que eu tente, eu não consigo voltar a viver na idade da pedra que era a época em que o computador servia única e exclusivamente para jogar EliFoot e Pokémon de GameBoy.

ALERTA

Na edição de maio deste ano da Viver Magazine, abordei um assunto sobre comportamento infantil, que resultou em vários telefonemas e e-mails, principalmente por pais preocupados com seus filhos, para a redação da Viver Magazine. O artigo foi sobre a “Síndrome de Asperger”. Fico feliz por ter cooperado com vocês, pais de “Crianças Especiais”.

VEJA AINDA... ESPIRITUALIDADE CONSUMO ENTRETENIMENTO

48 44 50

Hookah...Esta moda, não me pega!!! Você realmente sabe o que é Hookah, Nargulé ou shisha? Ou você está entre os que acreditam que Hookah é só uma diversão saborosa e com cheirinho bom, e que além de estar fazendo sucesso entre a sua galera, também ajuda a compor o cenário de distração e modernismo ao qual você está acostumado a fazer parte?

SAÚDE Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade

Por que alguns americanos ainda não estão conectados à Internet?

O anúncio do Department of Homeland Security (DHS), no dia 18 de Agosto, de que revisará os mais de 300 mil casos de imigrantes indocumentados em processo de deportação, deixando de lado aqueles que não tiverem antecedentes criminais, encheu de esperança milhares de imigrantes que esperam por alguma boa notícia. Porém, de acordo com especialistas, é preciso ter cautela e não tomar decisões precipitadas.

38

COMPORTAMENTO Pais, saibam orientar seus filhos. 1. A educação não pode ser delegada à escola. Aluno é transitório. Filho é para sempre.

Foto: Divulgação

12

20

Na capa

IMIGRAÇÃO

Warrior Um dos destaques nos cinemas em Setembro Viver Magazine Magazine || Setembro Viver Novembro2011 2010

55


14

Setembro

<Agenda< 17

Wicked - The Musical Horário: 8:00pm Fox Teatre 660 Peachtree St NE Atlanta - GA 30308 $33 a $130 404.881.2100

23

Festa da Independência Horário: 10:00pm - 4am Local: Mad Mad Whirled (Antigo Cinema da Delk) Música ao vivo com a Banda Mistura Fina e participação da dupla Pablo e Divino Goiano. DJ Emerson Informações: 404.468.6939

Setembro

Foto: Divulgação

The Atlanta Comedy Festival IV

Horário: 10:00pm Apache Café 64 Third St. NW Atlanta GA 30308 $10 a $20 404.876.5436

Tome Nota! Sertanejão Universitário - A Festa. com a Dupla DJ Maluco e Aladim 1a. USA Tur. Local: Antigo cinema da Delk Rd. 2854 Delk Rd Marietta Ga 30067 Horário: 10:pm Valor: $39 com CD duplo grátis. Organização: BRS e Ipanema Productions Maiores informações: Helio Vianei 404.552.2642

66

ViverMagazine Magazine | | Novembro Setembro 2011 Viver 2010

Setembro

* Todas as programações estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.

29

Setembro

Venha Celebrar Conosco as Festas Bíblicas na Igreja da Restauração Rosh Hashaná - 29 de Setembro 2011 (Dia da expiação) Lv 23:26-32 Yom Kipur - 08 de Outubro, 2011 (Dia do Perdão) Lv 16:30 Sucot - 13 de Outubro, 2011 (Festa de Tabernáculos) Lv 23:33-44 “A festa dos tabernáculos celebrarás sete dias, quando tiveres colhido da tua eira e do teu lagar” Deuteronômio 16:13 1395 South Marietta Pkwy, Bldg.600, Suite 604, Marietta, GA 30067

Tome Nota! Dias, 2, 9, 16, 23 e 30 de Setembro na Igreja MSBN Campanha de Curas e Milagres Todas as Sextas-Feiras do mês Horário: 8pm Venha participar conosco. 505 Commercd Park Dr. Suite A Marietta, GA 30060 Tel: 678-581-0471

17

Setembro

MMA Fight Night Horário: 7:00pm Harley Davidson of Cartersville 2281 Highway 411 NE Cartersville, GA $$13.95 a $62.05


Viver Magazine Magazine || Setembro Viver Novembro2011 2010

77


CAPA Fonte: Améredia

Por que alguns americanos ainda não estão conectados à Internet? ção digital impresso, online e presencial. Com início no ano escolar 2011-2012, o programa será implementado em mais de 4.000 distritos escolares em 39 estados e em Washington, D.C.

Foto: Banco de Imagens

Novo programa fornece Internet de baixo custo e computadores de preço acessível.

(NAPS)—Para a maioria dos americanos, usar a Internet é uma atividade de rotina, cuja importância é muitas vezes subestimada. Seja para trabalhar, fazer tarefas de pesquisa escolar, ler as notícias mais recentes, ou acessar informações de saúde ou entretenimento, usar a Internet é parte do dia-a-dia. Porém, embora a maior parte dos EUA tenham se tornado uma naçãodigital, muitas famílias de baixa renda ainda estão em desvantagem, porque não têm um computador ou um serviço de Internet em casa. Uma pesquisa da Comissão Federal de Comunicações dos EUA e da Administração Nacional de Telecomunicações e Informação do Departamento do Comércio mostrou que mais de 33% das famílias nos EUA ainda não estão conectadas à Internet. Uma análise mais detalhada dos dados revela que um número desproporcionalmente grande 88

ViverMagazine Magazine | | Novembro Setembro 2011 Viver 2010

dessas famílias é de baixa renda. Para ajudar a fechar essa brecha digital, a Comcast está oferecendo um novo programa, chamado Internet Essentials. Os especialistas identificaram três barreiras primárias para a adoção da banda larga: falta de entendimento sobre como a Internet é relevante e útil para a vida diária, o custo de um computador residencial e o custo do serviço de Internet. O Internet Essentials é uma experiência de adoção de banda larga ambiciosa e abrangente, para abordar essas barreiras de frente. O programa fornecerá a famílias de baixa renda, definidas como aquelas com crianças elegíveis para receber almoços gratuitos pelo National School Lunch Program (NSLP): acesso de baixo custo à Internet, um cupom para comprar um computador de baixo custo e treinamento de alfabetiza-

O objetivo da Comcast é ajudar a tentar fechar a brecha digital e nivelar o campo para famílias de baixa renda, conectando os alunos online aos seus professores e aos recursos educacionais da escola, habilitando os pais ou mães a se candidatar a empregos online, ou as famílias a usar a Internet para se informar mais sobre serviços governamentais e de saúde disponíveis onde moram. Porém, para que um programa como este tenha êxito e faça diferença para muitas famílias, é necessário que receba apoio. A Comcast está solicitando a ajuda de pais, educadores, líderes comunitários e representantes do governo nesse esforço, para que as pessoas elegíveis possam se conectar à Internet, obter um computador e receber treinamento. Para informações gerais sobre o Internet Essentials, visite: www.internetessentials.com (em inglês) ou www. internetbasico.com (em espanhol). Educadores e terceiros interessados em mais informações devem acessar www.internetessentials.com/partner. Pais ou mães que desejam se inscrever no programa podem telefonar para 1-855-846-8376 ou, em espanhol, para 1-855-765-6995.

Você sabia? O programa Internet Essentials da Comcast oferece, para famílias com crianças que recebem almoço gratuito na escola como parte de sua inscrição no National School Lunch Program, um serviço de Internet de baixo custo e um computador de baixo custo. Para informações, visite: www.internetessentials.com (inglês) ou www.internetbasico.com (espanhol), ou telefone para (855) 846-8376 (inglês) ou (855) 765-6995 (espanhol).


Viver Viver Magazine Magazine | Junho 2011 Viver Magazine || Setembro Novembro 2010

99


10 10

Viver 2011 ViverMagazine Magazine | | Setembro Novembro 2010


Viver Viver Viver Magazine Magazine Magazine | Setembro | Agosto | Julho2010 2011 Viver Magazine | Novembro

11 11


BEM-ESTAR Foto: Banco de Imagens

Por: Dilla Campos

10 razões para fazer

pilates 1 - Pilates é um exercício completo, que ao contrário de muito outros esportes, o Pilates trabalha no desenvolvimento de todo o corpo, promovendo força e desenvolvimento muscular, equilibrando assim, flexibilidade e aumento da amplitude de movimento para as articulações. Ou seja, Pilates é um exercício para o corpo inteiro, incluindo a respiração e a mente. O Pilates proporciona um nível de atividade integradora que é difícil encontrar em outro esporte. 2 - O Pilates, tanto é uma ótima opção, para você que é um atleta experiente ou que está apenas começando a se exercitar, pois ele possui milhares de exercícios que podem ser usados de acordo as suas necessidades individuais. 3 - Cria força sem massa. No Pilates, não queremos construir músculos para mostrar, queremos construir músculos tonificados que funcionam perfeitamente no contexto do corpo como um todo e a adequação funcional às necessidades de uma pessoa, como elas se movem ao longo da vida. O Pilates cria longos e fortes músculos, tirando proveito de um tipo de contração muscular chamada de contração excêntrica. 4 - Aumenta a flexibilidade, dando mais segurança, alongamento dos músculos e amplitude de movimentos das articulações. 5 - Desenvolve a força do núcleo. Os músculos do núcleo do corpo são os músculos profundos das costas, abdômen e do assoalho pélvico. Estes são os músculos que dão o apoio para as costas ficarem fortes, com agilidade, boa postura e padrões de movimentos eficientes. Quando o núcleo é forte, a estrutura do corpo

12 12

Viver 2011 ViverMagazine Magazine | | Setembro Novembro 2010

é suportada. Isto significa que o pescoço e os ombros podem relaxar, e o resto dos músculos e articulações, estarão livres para fazer o seu trabalho. Outro benefício que o núcleo de formação promove, é o abdômen liso e definido que todos cobiçam. 6 - Melhora a postura. Uma boa postura é um alinhamento apoiado por um núcleo forte. É uma posição da qual se pode circular livremente. Começando com os fundamentos do Pilates e movendo-se através de exercícios de solo e de equipamentos. No Pilates, você treina o seu corpo para expressar-se com força e harmonia. 7 - Aumento de Energia. Pode parecer um paradoxo, mas quanto mais você exercita o Pilates, mais energia você tem e mais você gosta, pois ele trabalha a respiração junto com os movimentos, estimula a coluna e os músculos, e inunda o corpo com os bons sentimentos e energia. 8 - Promove a perda de peso. Se você pratica Pilates regularmente, o seu corpo irá mudar. Conhecido por criar a longo prazo, músculos fortes, o Pilates melhora o tônus muscular, e o equilíbrio muscular traz uma postura bonita, ensina como se mover com facilidade e graça. Todas estas coisas vão fazer você se olhar melhor e sentir-se muito saudável e atraente. Se você quer perder peso, a fórmula para a perda de peso continua a mesma: queime mais calorias do que você consome. Como método de atividade física para todo o corpo, o Pilates ajudará você a fazer isto. 9 - Aumenta a consciência corporal: conexão corpo e mente. Joseph Pilates

falava muito de “A completa coordenação de corpo, mente e espírito”. Este é um dos segredos do exercício de Pilates: Praticamos cada movimento com total atenção. Quando nos exercitamos, o corpo e a mente se unem para trazer o maior benefício possível de cada exercício. Os princípios do Pilates são: Centralização, concentração, controle, precisão, respiração e fluxo. Estes são os principais conceitos que usamos para integrar corpo e mente. 10 - Há muitas maneiras de aprender Pilates. A popularidade crescente do Pilates o colocou no mapa de todo o mundo. Isto é bom porque quando você começar o treinamento, é importante que seja em um estúdio ou academia, e de preferência com um instrutor certificado. Mas você pode complementar o seu aprendizado, depois de algum tempo de aulas com o instrutor, você pode praticar em casa e não precisa de equipamentos sofisticados, basta uma roupa confortável e um tapete. O Pilates é o esporte da moda, apesar de já existir a muito tempo, agora ele está conquistando muito mais espaço entre as mulheres jovens e maduras, pois os benefícios como você percebe, são muitos, vão muito além dos 10 que citamos aqui. Sabemos da importância do exercício para melhorar a nossa qualidade de vida. A nossa dica do mês é o Pilates, mas se mesmo com todos os benefícios que colocamos a favor do dele para tornar a sua vida e o seu corpo mais atraentes e saudáveis, não conseguimos convencê-lo, então visite algumas academias,algum esporte que te agrada, aulas de dança, lutas, musculação, etc... Existem inúmeras opções e com certeza alguma delas vai fisgar você. O importante é se movimentar, praticar um esporte, buscar uma maneira de equilibrar o corpo e a mente. O corpo humano é sensível, precisa de cuidados extras, de uma alimentação saudável, de uma atenção que valorize cada membro. Pois todos são extremamente importantes para o funcionamento do nosso corpo. Os nossos ossos precisam estar fortalecidos e isto é possível com uma boa alimentação, mas os nossos músculos precisam de movimentos, e movimentos certos, para que estejam fortes e cumprindo com as suas devidas funções. A postura e a flexibilidade do corpo humano é muito frágil e vulnerável se não cuidarmos a tempo, podemos ter prejuízos irrecuperáveis. Portanto, seja como for, em qualquer opção esportiva que você escolha, persista, pratique com freqüência, insista em tem uma boa saúde física e mental.


Viver Magazine| Novembro | Setembro2010 2011 Viver Magazine

13 13


SAÚDE

Foto: Banco de Imagens

Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade

Na edição de maio deste ano da Viver Magazine, abordei um assunto sobre comportamento infantil, que resultou em vários telefonemas e e-mails, principalmente por pais preocupados com seus filhos, para a redação da Viver Magazine. O artigo foi sobre a “Síndrome de Asperger”. Fico feliz por ter cooperado com vocês, pais de “Crianças Especiais”. No artigo deste mês, quero continuar abordando dentro da mesma linha de reflexão, outro assunto que também meche com os nervos, e que tem levado muitos pais, “a loucura”, a TDAH. Pessoas talentosas deixam de desenvolver todas as suas capacidades devido a todos esses sintomas citados. Ações impulsivas levam a consequências indesejadas e a agitação mental impede descansar, recuperar as forças, podendo levar à exaustão. Desatenção, problemas com memória, falta de organização, dificuldades em levar tarefas e projetos até o final; Estas são queixas comuns, na área profissional ou acadêmica. Para as crianças, os prejuízos maiores estão na área escolar e no controle da agitação motora (hiperatividade) e na impulsividade excessiva. Em adultos, as áreas mais comprometidas têm relação 14 14

Viver 2011 ViverMagazine Magazine | | Setembro Novembro 2010

com a vida profissional. A hiperatividade e déficit de atenção é um problema mais comumente visto em crianças e se baseia nos sintomas de desatenção (pessoa muito distraída) e hiperatividade (pessoa muito ativa, por vezes agitada, bem além do comum). Tais aspectos são normalmente encontrados em pessoas sem o problema, mas para haver o diagnóstico desse transtorno a falta de atenção e a hiperatividade devem interferir significativamente na vida e no desenvolvimento normal da criança ou do adulto. Estima-se que cerca de 3 a 6% das crianças na idade escolar (mais ou menos de 6 a 12 anos de idade) apresentem hiperatividade e/ou déficit de atenção. O diagnóstico antes dos quatro ou cinco anos raramente é feito, pois o comportamento das crianças nessa idade é muito variável, e a atenção não é tão exigida quanto de crianças maiores. Mesmo assim, algumas crianças desenvolvem o transtorno numa idade bem precoce. Aproximadamente 60% dos pacientes que apresentaram TDAH na infância permanecem com sintomas na idade adulta, embora que em menor grau de intensidade. Na infância, o transtorno é mais comum em

Por Marcia Silva Psicóloga, Neuropsicológica Clinica, Mestre em Ciências da Educação Superior

meninos e predominam os sintomas de hiperatividade. Com o passar dos anos, os sintomas de hiperatividade tendem a diminuir, permanecendo mais frequentemente a desatenção, e diminuindo a proporção homem x mulher, que passa a ser de um para um. Geralmente o problema é mais notado quando a criança inicia atividades de aprendizado na escola, observado pelos professores das séries iniciais, quando o ajustamento à escola mostra-se comprometido. Durante o início da adolescência o quadro geralmente mantém-se o mesmo, com problemas predominantemente escolares, mas no final da adolescência e início da vida adulta o transtorno pode acompanhar-se de problemas de conduta (mau comportamento) e problemas de trabalho e de relacionamentos com outras pessoas. Porém, no final da adolescência e início da vida adulta ocorre melhora global dos sintomas, principalmente da hiperatividade, o que permite que muitos pacientes adultos não necessitem mais realizar tratamento medicamentoso para os sintomas. Os estudos mais recentes apontam para a genética como principal causa relacionada ao transtorno. Aproximadamente 75% das chances de alguém desenvolver ou não o TDAH são herdadas dos pais. Além da genética, situações externas como o fumo durante a gestação também parecem estar relacionados com o transtorno. Fatores orgânicos como atraso no amadurecimento de determinadas áreas cerebrais, e alterações em alguns de seus circuitos estão atualmente relacionados com o aparecimento dos sintomas. Além disso, as exposições a eventos psicológicos estressantes, como uma perturbação no equilíbrio familiar, ou outros fatores geradores de ansiedade, podem agir como desencadeadores ou mantenedores dos sintomas. Podemos ter três grupos de crianças (e também adultos) com este problema. 1. Apresenta predomínio de desatenção, 2.Outro tem predomínio de hiperatividade/impulsividade e 3. Apresenta ambos, desatenção e hiperatividade. É muito importante termos em mente que um “certo grau” de desatenção e hiperatividade ocorre normalmente nas pessoas, e nem por isso elas têm o transtorno. Para dizer que a pessoa tem realmente esse problema, a desatenção e/


Viver Viver Magazine Magazine | Setembro | Julho2010 2011 Viver Magazine | Novembro

15 15


ou a hiperatividade têm que ocorrer de tal forma a interferir no relacionamento social do indivíduo, na sua vida escolar ou no seu trabalho. Além disso, os sintomas têm que ocorrer necessariamente na escola (ou no trabalho, no caso de adultos) e também em casa. Por exemplo, uma criança que “apronta todas” em casa, mas na escola se comporta bem, muito provavelmente não tem hiperatividade. O que pode estar havendo é uma falta de limites (na educação) em casa. Na escola, responde à colocação de limites, comportando-se adequadamente em sala de aula. No adulto, para se ter esse diagnóstico, é preciso uma investigação que mostre que ele já apresentava os sintomas antes dos 7 anos de idade. IMPORTÂNCIA DE TRATAMENTO MÉDICO. São vários os motivos que mostram ser de grande importância médica fazer o diagnóstico e se tratar a criança (ou o adulto) com o transtorno de déficit de atenção e hiperatividade. Primeiro - é importante se fazer o tratamento desse transtorno para que a criança não cresça estigmatizada como o “bagunceiro da turma” ou como ou “vagabundo”, ou como o “terror dos professores”, ou ate mesmo adquirindo

16 16

Viver 2011 ViverMagazine Magazine | | Setembro Novembro 2010

apelidos desagradáveis por todos. Segundo - para que a criança não fique durante anos com o desenvolvimento prejudicado na escola e na sua vida social, atrasado em relação aos outros colegas, com uma vida adulta prejudicada numa sociedade cada vez mais competitiva, Terceiro - é importante fazer um tratamento do transtorno para se tentar minimizar consequências futuras do problema, como a propensão ao uso de drogas (o que é relativamente frequente em adolescentes e adultos com o problema), transtorno do humor (depressão, principalmente) e transtorno de conduta. Em adultos são também comuns os transtornos ansiosos, os transtornos depressivos, o abuso de drogas (incluindo o álcool e tranquilizantes), transtornos do apetite e do sono. COMO É DIAGNOSTICADO O diagnóstico deve ser feito por um profissional de saúde capacitado, geralmente neurologista, pediatra, psiquiatra ou psicólogo. O diagnóstico pode ser auxiliado por alguns testes psicológicos ou neuropsicológicos, principalmente em casos duvidosos, como em adultos, ou mesmo em crianças, para o acompanhamento adequado do tratamento. O tratamento envolve o uso de medicação,

geralmente algum psico-estimulante específico para o sistema nervoso central, uso de alguns antidepressivos ou outras medicações. Deve haver um acompanhamento do progresso da terapia, através da família e da escola. Além do tratamento medicamentoso, uma psicoterapia deve ser mantida, na maioria dos casos, pela necessidade de atenção à criança (ou adulto) devido à mudança de comportamento que deve ocorrer com a melhora dos sintomas, por causa do aconselhamento que se deve fazer aos pais e para tratamento de qualquer problema específico do desenvolvimento que possa estar associado. Um aspecto fundamental desse tratamento é o acompanhamento da criança, de sua família e de seus professores, para que a criança possa reestruturar seu ambiente, reduzindo sua ansiedade. Uma exigência quase universal consiste em ajudar os pais a reconhecerem que a permissividade não é útil para a criança, mas que utilizando um modelo claro e previsível de recompensas e punições, baseado em terapias comportamentais, o desenvolvimento da criança pode ser melhor acompanhado. Se esse for o caso, não tenha vergonha de procurar ajuda. Jesus reconheceu que os doentes precisam de médico. (Mateus 9:12)


Viver Viver Magazine Magazine | Setembro | Agosto2010 2011 Viver Magazine | Novembro

17 17


18 18

Viver 2011 ViverMagazine Magazine | | Setembro Novembro 2010


Viver Magazine| Novembro | Setembro2010 2011 Viver Magazine

19 19


IMIGRAÇÃO Fonte: Gazeta Brazilian News

Entenda as novas mudanças nas

leis de Imigração O anúncio do Department of Homeland Security (DHS), no dia 18 de Agosto, de que revisará os mais de 300 mil casos de imigrantes indocumentados em processo de deportação, deixando de lado aqueles que não tiverem antecedentes criminais, encheu de esperança milhares de imigrantes que esperam por alguma boa notícia. Porém, de acordo com especialistas, é preciso ter cautela e não tomar decisões precipitadas. “Essas novas medidas não são novas leis e muito menos um tipo de anistia”, disse a advogada de imigração Ingrid Domingues McConvile. “A nova medida é uma forma de aliviar a quantidade de casos nas mãos do juízes, mas ainda não há nada certo sobre quais os casos específicos que terão mais alívio”. O pastor Silair Almeida publicou um alerta em sua página do Facebook dizendo para ninguém se entregar para a Imigração. “É hora de esperar”, disse. Um outro comentário alertava: cuidado com advogados que venham com promessas para se aproveitarem dos desinformados. Embora ainda haja pouca informação adicional sobre as novas medidas, McConvile julga importante delinear o que esta medida é e o que não é. “Eu tenho recebido telefonemas de pessoas pedindo informações de como ‘dar entrada na nova lei’, mas isso não é uma lei”, explica. De acordo com McConvile, a Casa Branca emitiu um comunicado alertando pessoas sobre possíveis fraudes que possam vir em decorrência da notícia. “Agora tudo que se tem que fazer é esperar e procurar um advogado caso queira verificar exatamente como está seu status com a imigração”, explica. A American Immigration Lawyers Association (AILA) publicou um memorandum explicando sobre as novas medidas. Entenda a nova medida: O que a nova medida não é, de acordo com o memorandum: O anúncio da Administração Obama não é uma anistia, não é a concessão do estatuto legal, e não é algo que você possa se inscrever. A Administração Obama deixou bem 20 20

Viver 2011 ViverMagazine Magazine | | Setembro Novembro 2010

claro que os anúncios não fornecem alguma maneira de “aplicar” para uma autorização de trabalho e nem há uma nova forma de aplicar a permanecer nos Estados Unidos. A mudança anunciada não é sobre a concessão de autorizações de trabalho ou status legal às pessoas. A medida só se aplica aos casos já no sistema, garantindo que os casos de “baixa prioridade” não continuem entupindo um sistema já sobrecarregado no tribunal de imigração. O que a nova medida é, de acordo com o memorandum: A administração Obama anunciou a criação de um grupo de trabalho com membros do Departamento de Segurança Interna e funcionários do Departamento de Justiça, que devem fazer o seguinte: • Rever todos os processos já em curso nos tribunais de imigração. Aqueles que são considerados de “baixa prioridade” podem ser administrativamente fechados. Aqueles que são considerados de “alta prioridade” serão processados de forma mais agressiva. • Não há regras e garantias que um determinado tipo de caso que será considerado de “baixa” ou “alta prioridade”. Recentes orientações são úteis, mas ninguém pode dizer se seu caso é de “baixa prioridade” – somente as autoridades de imigração tomarão essa decisão. • No futuro, as autoridades de imigração irão rever os casos das pessoas antes de serem colocadas em processo de remoção. Aqueles que são de “baixa prioridade” não podem ser chamadas ao tribunal de imigração. Em outras palavras, o anúncio de 18 Agosto foi somente uma preliminar e nada foi implementado ainda. Processo de deportação - McConvile realça que a medida será aplicada somente a imigrantes que já estejam em processo de deportação. No entanto, é importante frisar, segundo a advogada, que muitas pessoas não se dão conta que estão em processo de deportação.

“Há pessoas que por algum motivo não receberam uma carta pedindo sua deportação e só se dão conta que estão pendentes com a imigração quando visitam um advogado”, disse McConvile.

Categorias A AILA afirma que caso uma pessoa se enquadre em um caso de “baixa prioridade” isso não significa que ela receberá algum tipo de benefício automaticamente. Cada caso será julgado, e ainda especula-se quais as categorias que serão consideradas de “baixa prioridade”. McConvile arrisca algumas categorias que poderão receber o benefício, no entanto é importante lembrar que o momento agora é de esperar novas ações vindas da imigração, uma vez que os casos sejam revisados. Uma vez provado que a pessoa não represente nenhum risco à segurança, algumas categorias poderiam ser (mas não está publicada): - Pessoas com familiares em situação legal; - Pessoas cuidando de alguém que esteja legalmente no país; - Mulheres grávidas ou amamentando; - Crianças pequenas com algum caso de doença; - Pessoas trazidas pelos pais ainda muito jovens que tenham sido colocadas em processo de deportação; - Vítimas de crimes. Mais uma vez, a Viver Magazine, vem até você querido leitor, diante destas informações, para orientá-los a não tomarem nenhuma decisão precipitada, já podemos observar que até agora, só ganhamos em perseverar, em não agir por impulso. É claro que o que está acontecendo agora não é exatamente o que esperamos que aconteça, mas já é uma grande vitória, que nos incentiva a permanecer lutando por merecer o nosso espaço neste país.


Viver Magazine| Novembro | Setembro2010 2011 Viver Magazine

21 21


22 22

Viver 2011 ViverMagazine Magazine | | Setembro Novembro 2010


Viver Magazine| Novembro | Setembro2010 2011 Viver Magazine

23 23


24 24

Viver 2011 ViverMagazine Magazine | | Setembro Novembro 2010


Viver Magazine| Novembro | Setembro2010 2011 Viver Magazine

25 25


PONTO DE VISTA Por: Gabriel Mialchi Jornalista, Produtor Musical, Cinéfilo e Nerd Email: gabrielmialchi@gmail.com

A Fantástica Fábrica de Falsos Talentos Eu amo a globalização. Amo com todas as minhas forças. Por mais que eu tente, eu não consigo voltar a viver na idade da pedra que era a época em que o computador servia única e exclusivamente para jogar EliFoot e Pokémon de GameBoy. Eu gosto das redes sociais, interagir com pessoas de outros lugares, mostrar a elas o que eu faço e saber delas o que elas fazem. Conhecer os problemas sociais do ponto de vista de alguém que está lá e não do jornalismo tendencioso que temos que engolir entre um “plimplim” e outro. Eu gosto disso tudo, mas nem tudo é perfeito. Acho que, tendo eu, alguma sensibilidade musical e atuando na área da produção, tenho algumas pequenas implicâncias com o cenário musical. Nada contra os estilos que a mídia nos faz engolir todos os dias, afinal, não é disso que quero falar, mas sim, de como essa mídia acaba trazendo para o cenário, falsos talentos que a massa passa a amar, mesmo sem existir o mínimo de esforço artístico. Posso estar sendo extremamente conservador ao dizer que sou contra pessoas que tem seus 15 minutos de fama na televisão, nenhum talento musical, mas que se lançam na carreira musical, seja com funk, seja com eletropop ou o que mais deve existir por aí. Afinal, é tranquilo para a sociedade aceitar, em horário nobre, músicas cuja finalidade, nada mais é, do que incitar ao sexo e a vulgarização do corpo da mulher. Mas daí alguém fala: “e o tal do Sexo, Drogas e Rock n’ Roll”? Esses sim são um temas polêmicos, afinal, acabei de criticar justamente algo parecido com isso, mas, por algum motivo, o “Sexo”, a “Droga” e o “Rock n’ Roll” viraram ícones da cultura pop contemporânea. E não é um motivo chulo qualquer. Não é porque a mídia tocava desesperadamente os rocks 26 26

Viver 2011 Agosto 2011 ViverMagazine Magazine | | Setembro Novembro 2010

antigos nas rádios afim de alienar as pessoas que os ouviam, para que o comércio de lixo sonoro fosse lucrativo acima das expectativas. E sim porque, numa época onde as músicas eram tão comerciais e os políticos pregavam, de porta em porta, a política dos bons costumes, alguns jovens intelectuais da época ( década de 60 e 70) resolveram se rebelar contra esse pífio sistema manipulador. Algo parecido com o que acontece hoje mas, na minha opinião, hoje é ainda pior. Afinal, naquela época a música era, pelo menos levada no mínimo a sério, onde cantores estudados eram contratados pelas grandes gravadoras para lançarem sua propaganda de que a vida é boa quando se casa com uma linda mulher, compram uma bela casa, têm belos filhos e um maravilhoso cachorro. Hoje em dia, com o avanço tecnológico, pegar alguém que não entende “lhufas” de música, nunca cantou na vida, coloca-lo num aquário de gravação e apertar REC/PLAY, faz com que, esses avanços tecnológicos transformem a pessoa mais tapada do mundo em um verdadeiro Luciano Pavarotti. Não que eu esteja duvidando da capacidade intelectual de alguns artistas de hoje em dia, mas se você ver algumas entrevistas de alguns ídolos pop da atualidade, não verá nada além de um vazio constrangedor em suas palavras. Muitos deles com algum orgulho esdrúxulo de ser rico, poderoso, ter qualquer mulher na palma da mão e possuir um carro importado da moda, no qual fica exibindo em seus videoclipes. Assim como, se você ver entrevistas de ídolos pop de alguns anos atrás, verá (não só em sua entrevista, mas também em sua música) apelos por uma sociedade diferente, críticas sociais acirradas e um desejo incontrolável por mudança nos costumes mesquinhos e fúteis. Mas é preciso entender e aceitar que a vida é cíclica. As vezes vivemos um ótimo momento artístico-cultural. Com pessoas que se interessam pela arte de melhor qualidade, e isso, em geral, não apenas num círculo fechado. Porém, essa tendência é como uma montanharussa. Uma vez a sociedade estando no auge da sua produtividade cultural, o caminho para o fundo do poço é rápido e acontece de uma forma assustadoramente repentina. E enquanto você implora por um novo pico de qualidade (no caso, sonora), você percebe que a subida até lá é longa, cansativa, de-


morada. Mas que um dia vai chegar. Eu não sei com relação a vocês, mas eu acredito que o fundo do poço já esteja permeando nossa sociedade com alguns artistas que eu prefiro não citar o nome. E que a caminhada é longa e cheia de espinhos, mas eu estou nela! Na verdade, o que mais me entristece nisso tudo, é que no fundo tudo isso não passa de uma busca irracional do ser humano por fama, sucesso, dinheiro e luxo. A maioria das pessoas que ouvem, não se importam de estar consumindo o pior que o mercado tem a oferecer, desde que eles possam abocanhar uma fatia do montante de grana que rola nesse meio. E a grana é alta! Eu estive recentemente na casa do Sorocaba, da dupla Fernando & Sorocaba e vi, com meus próprios olhos, o tanto de grana que esses caras têm e, eu não entendo muito de sertanejo, mas sei que eles não são a maior dupla sertaneja do país. Temos Chitãozinho & Xororó, Zezé di Camargo & Luciano, Bruno & Marrone, só pra citar alguns bem mais conhecidos que eles e que, também, óbvio, são podres de ricos. Mas, quantos deles realmente vivem o sertanejo pela “arte” agregada a essa cultura? Aquela interiorana, simples, do mato? Por que, um exemplo, a dupla Edson & Hudson, o segundo já assumiu publicamente ser roqueiro e tocar sertanejo pela grana. E agora, Galvão? Pode, Arnaldo? Então, aprofundando só mais um pouco a reflexão, como eu disse, nada contra o estilo sertanejo, funk e pop. Mesmo porque, quando bem feitos, bem executados e com um certo apelo cultural, eu gosto de ouvi-los, até mesmo para entender o contexto da arte, como por exemplo sertanejo raiz, que trata

de um momento histórico-cultural importante. Mas, voltando ao aprofundamento... Já sabemos que esses falsos talentos fazem isso pela grana e que não se importam muito com o que estão tocando, se é lixo ou não. E que eles são ponto de influência para o consumidor que, vendo a vida fácil que eles levam, tendem a segui-los. Então, porque ao invés de usar essa influência e o seu gosto musical aprimorado com o lixo que eles atualmente produzem, não partem pra algo mais profundo, dando o real valor a essa arte? Ah, mas eu sei o porque! Porque como eu disse no começo do artigo, eles não são talentosos o suficiente para produzir uma obra de arte de alta qualidade (dentro de seus respectivos estilos, seja rap, brega, romântica, funk, sertanejo ou mesmo rock, porque, sim, existe lixo até no meu bom e velho rock). Eles estão preocupados única e exclusivamente com o faturamento no final do mês e com o luxo que eles têm direito ao dar para as pessoas, cada vez mais lixo para elas consumirem. E onde fica a globalização nisso tudo? Ah, mas é claro que o avanço tecnológico das telecomunicações influenciam para que esse “vírus” se espalhe rapidamente pelas pessoas que, quanto mais tempo passam no Facebook e Twitter, menos habilidade de desenvolver uma linha de raciocínio tem (não se ofenda se você é esse tipo de pessoa...) e mais probabilidade de consumir essa “arte mastigada” tem. Eu tenho Facebook e Twitter, não se enganem! Afinal, eu amo a globalização, mas a consciente!

Viver Magazine| Novembro | Setembro2010 2011 Viver Magazine

27 27


28 28

Viver 2011 ViverMagazine Magazine | | Setembro Novembro 2010


Viver Viver Magazine Magazine | Setembro | Julho2010 2011 Viver Magazine | Novembro

29 29


30 30

Viver 2011 ViverMagazine Magazine | | Setembro Novembro 2010


Viver Magazine| Novembro | Setembro2010 2011 Viver Magazine

31 31


ALERTA Por: Dilla Campos

Hookah...Esta moda, não me pega!!! Você realmente sabe o que é Hookah, Nargulé ou shisha? Ou você está entre os que acreditam que Hookah é só uma diversão saborosa e com cheirinho bom, e que além de estar fazendo sucesso entre a sua galera, também ajuda a compor o cenário de distração e modernismo ao qual você está acostumado a fazer parte? Ou pior ainda... você não sabe o que é, mas os seus amigos, filhos ou conhecidos já lhe disseram que é legal e que não é cigarro de verdade, então baseado nisto você está fazendo vista grossa e usando ou permitindo que seus filhos usem? Se a sua resposta, aí na sua intimidade for que você na verdade não sabe o que é e o que o uso pode causar, então vamos esclarecer para você. Hookah é droga, vicia, faz mal à saúde e pode causar danos irreversíveis! Hookah é uma forma de tabagismo que tem atraído muitos jovens brasileiros por causa dos aromas e sabores diversificados e do ritual de ser usado pelo grupo com uma só “piteira”. O que motivou um alerta entre médicos a princípio pelos riscos de transmissão de doenças como 32 32

Viver 2011 ViverMagazine Magazine | | Setembro Novembro 2010

hepatite e outras. Mas ao realizarem um estudo a respeito dos componentes usados, comprovou que os narguilés, ou narguíles, são mais perigosos para a saúde do que o cigarro comum. A fumaça com vários aromas, entre eles, frutas vermelhas, menta, essências de frutas como morango, cerejas, etc... produzida um vaso que recebe carvão em brasa pra queimar o fumo aromatizado, a fumaça passa então pela água e sai por uma mangueira, com uma piteira na ponta, e vai direto para o pulmão do fumante. Alguns dizem que não “tragam” ou não “engolem” a fumaça, mas até mesmo uma criança sabe que o simples fato de estar “respirando” a fumaça, próximo a um fumante, a pessoa está automaticamente fumando. Uma pesquisa mostrou que o uso do aparelho de origem oriental virou hábito para 37% dos jovens fumantes e é sucesso entre muitos “não fumantes” também, no Brasil, Estados Unidos e outros países. Mais uma vez podemos perceber o que as “tendências e o modismo” pode fazer com as pessoas. O mundo moderno está levando os nossos jovens ao

uso e a dependência de drogas e álcool muito mais rápido do que à poucos anos atrás, e as armadilhas vem camufladas das mais diferentes formas, fazendo com que as pessoas só vejam o mal que elas causam depois que já estão envolvidas. O mal que um cigarro provoca no organismo já é bem conhecido, mas pouca gente sabe que a fumaça produzida num vaso de Hookah é ainda mais perigosa do que um cigarro comum, com alto teor de nicotina, o tabaco colocado dentro dele, quando queimado, libera as mesmas substâncias tóxicas, mas numa concentração bem maior do que as que um fumante comum está habituado a inalar. Um estudo da Organização Mundial de Saúde mostrou que uma rodada de narguilé, shisha ou Hookah, equivale a fumar até 100 cigarros. Essa espécie de cachimbo d’água tem 100 vezes mais alcatrão, 4 vezes mais nicotina e 11 vezes mais monóxido de carbono que um cigarro comum. O tabaco pode produzir mais de 4 mil espécies de substâncias nocivas que provocam câncer, tuberculose, arritmia cardíaca, doenças vasculares, osteoporose etc. Anualmente, cerca de 5 milhões de pessoas morrem em virtude destas doenças. Devido a isto, muitos fumantes querem abandonar o cigarro. Mas, poucos deles podem atingir a meta. “Infelizmente, muitos adolescentes acreditam que a água por onde passa a fumaça no vaso da hookah vai purificar e tirar os metais pesados e isso não é verdade”, explica a diretora do programa de apoio ao tabagista, a médica Stella Regina Martins, que ainda alerta para um perigo extra: o grupo quando fuma, costuma compartilhar a piteira: “E isso, para saúde pública, também é grave, porque os níveis de contaminação por tuberculose, por herpes labial e por hepatite aumentam, além de ser extremamente anti-higiênico”. No estado de São Paulo, desde 2009, a venda do aparelho é proibida para menores de 18 anos e a ANVISA quer impedir que fumos e cigarros aromatizados cheguem às mãos dos consumidores: uma maneira de tornar o tabagismo menos atraente para os jovens. Mas infelizmente, muitos “pais” mal informados e envolvidos pela euforia dos filhos, fazem vista grossa para esta nova “moda”, que já pegou entre os jovens e até mesmo entre os adolescentes. O fumo utilizado no narguile contém as mesmas substâncias tóxicas do tabaco (nicotina, alcatrão, monóxido de carbono, que tira o oxigênio das células) e sua fumaça contém também os aditivos aromatizantes e substâncias nocivas do carvão. Causa, portanto, dependência,


Viver Magazine| Novembro | Setembro2010 2011 Viver Magazine

33 33


perda dos dentes, câncer de boca e todos os riscos do tabaco à saúde, como doenças respiratórias, câncer e doenças cardiovasculares. Especialistas em doenças respiratórias advertem que 50 tragadas numa hookah, são suficientes para viciar, levando-se em consideração a sensibilidade de cada pessoa. Isso ocorre devido à nicotina, que causa a chamada sensação de bem-estar e como todos sabem a nicotina é droga e vicia. Portanto papais, mamães e amigos, tomem cuidado com o que estão permitindo em nas noites de lazer dos seus filhos e até mesmo dentro de suas casas. É preciso promover a saúde, a qualidade de vida e principalmente o habito de conhecer antes de provar das novas “tendências” do mundo “moderno”, pois nem tudo o que “reluz” é ouro. Infelizmente as pessoas, principalmente no Brasil por causa de alguns exemplos que tivemos, criaram uma maneira errada de ver, absorver e medir as conseqüências de uma vida destruída pelas drogas, e não aprenderam a separar autor e obra, achando que para admirar a obra, precisam admirar “e copiar” o autor e o modo como ele vivia. Um exemplo do que estou dizendo é o cantor Cazuza, idolatrado pelos fãs, principalmente depois da sua morte, boa parte de quem o reverencia não sabe direito

34 34

Viver 2011 ViverMagazine Magazine | | Setembro Novembro 2010

separar o excelente cantor / compositor, digno de respeito e aplausos, autor de lindas canções que provavelmente ainda serão cantadas por muitas gerações, do garoto rebelde, viciado em drogas, péssimo filho e inconseqüente que foi Cazuza como pessoa. E esta mistura, de talento e inconseqüência confunde as pessoas, que por gostar da obra, de certa forma também querem viver como viveu o autor. Infelizmente, no mês de Julho passado, tivemos outro exemplo terrível da devastação que as drogas podem causar da vida das pessoas. A cantora Amy Winehouse morreu, depois de tentar inutilmente, sair dos vícios de álcool e drogas. Com uma voz maravilhosa, única e com uma obra que também perdurará por gerações, ela foi “mais uma” que além de ter conquistado as pessoas pelo talento, corre o risco de ser responsável por influenciar outras pessoas à terem o mesmo estilo de vida que ela teve, e conseqüentemente, o mesmo final também. Será que algum dia, o artista olhará para o seu público com respeito e carinho, consciente de que é “FORMADOR DE OPINIÕES, INFLUENCIADOR E EXEMPLO DE VIDA”? Todos nós temos o direito de sermos nós mesmos, de viver e dar à nossa vida o destino que quisermos, entre quatro paredes, mas não em cima de um palco, não temos o direito de usar a credibili-

dade e a admiração das pessoas para influenciá-las. Fumar pode ser a moda de ontem, a moda do momento, a moda da próxima década, ou do século, não importa, é droga, e droga mata. Foi, é e será sempre uma moda mortal, nociva, nojenta, pavorosa, responsável pela morte e decadência de muitas pessoas, e pelo sofrimento de muitas famílias. O inimigo não chega de preto e de cara feia e bate a sua porta, pois ele sabe que se assim o fizer, você não a abrirá. É claro que no primeiro momento tudo é lindo e maravilhoso, e com certeza vai contar pontos com a sua “galera” e com o mundo que você julga “importante”. Mas saiba, querido leitor, que existe um inimigo maior ainda do que o inimigo que está la fora, querendo te influenciar, o seu maior inimigo é você mesmo, com esse seu medo de dizer o que pensa e ser taxado de quadrado. Dizer não às pessoas é difícil, mas não é impossível, agora... para dizer não à você mesmo, tem que ter muita fibra. É difícil se olhar no espelho e decididamente dizer: “Eu quero”, MAS NÃO VOU FAZER, não importa o que me digam, está errado, além de causar sofrimento aos que me amam, eu posso morrer por causa deste ato de burrice. Eu tenho fibra! Hookah... to fora, e você ?


Viver Magazine| Novembro | Setembro2010 2011 Viver Magazine

35 35


36 36

Viver Agosto 2011 2011 ViverMagazine Magazine | | Setembro Novembro 2010


Viver Viver Magazine Magazine | Setembro | Agosto2010 2011 Viver Magazine | Novembro

37 37


COMPORTAMENTO Por: Içami Tiba Médico Psiquiatra

Pais, saibam orientar seus filhos. 1. A educação não pode ser delegada à escola. Aluno é transitório. Filho é para sempre. 2. O quarto não é lugar para fazer criança cumprir castigo. Não se pode castigar com internet, som, TV, etc... 3. Educar significa punir as condutas derivadas de um comportamento errôneo. Queimou índio pataxó, a pena (condenação judicial) deve ser passar o dia todo em hospital de queimados. 4. É preciso confrontar o que o filho conta com a verdade real. Se falar que professor o xingou, tem que ir até a escola e ouvir o outro lado, além das testemunhas. 5. Informação é diferente de conhecimento. O ato de conhecer vem após o ato de ser informado de alguma coisa. Não são todos que conhecem. Conhecer camisinha e não usar significa que não se tem o conhecimento da prevenção que a camisinha proporciona. 6. A autoridade deve ser compartilhada entre os pais. Ambos devem mandar. Não podem sucumbir aos desejos da criança. Criança não quer comer? A mãe não pode alimentá-la. A criança deve aguardar até a próxima refeição que a família fará. A criança não pode alterar as regras da casa. A mãe NÃO PODE interferir nas regras ditadas pelo pai (e nas punições também) e vice-versa. Se o pai determinar que não haverá um passeio, a mãe não pode interferir. Tem que respeitar sob pena de criar um delinqüente. 7. Em casa que tem comida, criança não morre de fome. Se ela quiser comer, saberá a hora. E é o adulto quem tem que dizer QUAL É HORA de se comer e o que comer. 8. A criança deve ser capaz de explicar aos pais a matéria que estudou e na qual será testada. Não pode simplesmente repetir, decorar. Tem que entender. 38 38

Viver 2011 ViverMagazine Magazine | | Setembro Novembro 2010

9. É preciso transmitir aos filhos a ideia de que temos de produzir o máximo que podemos. Isto porque na vida não podemos aceitar a média exigida pelo colégio: não podemos dar 70% de nós, ou seja, não podemos tirar 7,0. 10. As drogas e a gravidez indesejada estão em alta porque os adolescentes estão em busca de prazer. E o prazer é inconsequente. 11. A gravidez é um sucesso biológico e um fracasso sob o ponto de vista sexual. 12. Maconha não produz efeito só quando é utilizada. Quem está são, mas é dependente, agride a mãe para poder sair de casa, para fazer uso da droga . A mãe deve, então, virar as costas e não aceitar as agressões. Não pode ficar discutindo e tentando dissuadi-lo da idéia. Tem que dizer que não conversará com ele e pronto. Deve ‘abandoná-lo’. 13. A mãe é incompetente para ‘abandonar’ o filho. Se soubesse fazê-lo, o filho a respeitaria. Como sabe que a mãe está sempre ali, não a respeita. 14. Se o pai ficar nervoso porque o filho aprontou alguma coisa, não deve alterar a voz. Deve dizer que está nervoso e, por isso, não quer discussão até ficar calmo. A calmaria, deve o pai dizer, virá em 2, 3, 4 dias. Enquanto isso, o videogame, as saídas, a balada, ficarão suspensas, até ele se acalmar e aplicar o devido castigo. 15. Se o filho não aprendeu ganhando, tem que aprender perdendo. 16. Não pode prometer presente pelo sucesso que é sua obrigação. Tirar nota boa é obrigação. Não xingar avós é obrigação. Ser polido é obrigação. Passar no vestibular é obrigação. Se ganhou o carro após o vestibular, ele o perderá se for mal na faculdade. 17. Quem educa filho é pai e mãe. Avós não podem interferir na educação do

neto, de maneira alguma. Jamais. Não é cabível palpite. Nunca. 18. Se a mãe engolir sapos do filho, ele pensará que a sociedade terá que engolir também. 19. Videogames são um perigo: os pais têm que explicar como é a realidade, mostrar que na vida real não existem ‘vidas’, e sim uma única vida. Não dá para morrer e reviver. Não dá para apostar tudo, apertar o botão e zerar a dívida. 20. Professor tem que ser líder. Inspirar liderança. Não pode apenas bater cartão. 21. Pais e mães não pode se valer do filho por uma inabilidade que eles tenham. ‘Filho, digite isso aqui pra mim porque não sei lidar com o computador’. Pais têm que saber usar o Skype, no mundo em que a ligação é gratuita pelo Skype, é inconcebível pagarem para falar com o filho que mora longe. 22. O erro mais frequente na educação do filho é colocá-lo no topo da casa. O filho não pode ser a razão de viver de um casal. O filho é um dos elementos. O casal tem que deixá-lo, no máximo, no mesmo nível que eles. A sociedade pagará o preço quando alguém é educado achando-se o centro do universo. 23. Filhos drogados são aqueles que sempre estiveram no topo da família. 24. Cair na conversa do filho é criar um marginal. Filho não pode dar palpite em coisa de adulto. Se ele quiser opinar sobre qual deve ser a geladeira, terá que mostrar qual é o consumo (KWh) da que ele indicar. Se quiser dizer como deve ser a nova casa, tem que dizer quanto isso (seus supostos luxos) incrementará o gasto final. 25. Dinheiro ‘a rodo’ para o filho é prejudicial. Mesmo que os pais o tenham, precisam controlar e ensinar a gastar.


Viver Viver Magazine Magazine | Setembro | Agosto2010 2011 Viver Magazine | Novembro

39 39


40 40

Viver 2011 ViverMagazine Magazine | | Setembro Novembro 2010


Viver Viver Magazine Magazine | Setembro | Agosto2010 2011 Viver Magazine | Novembro

41 41


42 42

Viver Agosto 2011 2011 ViverMagazine Magazine | | Setembro Novembro 2010


Viver Viver Magazine Magazine | Setembro | Agosto2010 2011 Viver Magazine | Novembro

43 43


CONSUMO $

$

98

6.

Women’s Miss Trish for Target® Flower Flat Sandals - Blue Patent www.target.com

90

15.

Licensed Character Halloween Costumes for Dogs http://oldnavy.gap.com

Dragon Saurous Toddler Costume www.spirithalloween.com $ $

99

19.

88

30.

$

99

49.

Padula Pens

CAPTAIN AMERICA MUSCLE COSTUME www.wondercostumes.com Dinky Dragon Baby Costume www.spirithalloween.com

Canetas únicas e sofisticadas em diversos modelos disponíveis no website abaixo. www.padulapens.com Relógio Ed Hardy quartz com bracelete de couro www.lorenza-jewelry.com $

9

9.9

$

149

$

Captain America Boys 8-20 Captain America Shield Graphic Tee www.amazon.com

22

Anel de inox giratório com oração do Pai nosso em português www.lorenza-jewelry.com

*Todos os produtos e/ou preços aqui apresentados são de responsabilidade dos seus respectivos fabricantes e podem sofrer alterações sem aviso prévio. A disponibilidade do produto não é garantida.

44 44

Viver Setembro 2011 2011 ViverMagazine Magazine | |Setembro Novembro 2010


Viver Magazine| Novembro | Setembro2010 2011 Viver Magazine

45 45


46 46

Viver 2011 ViverMagazine Magazine | | Setembro Novembro 2010


Viver Magazine| Novembro | Setembro2010 2011 Viver Magazine

47 47


ESPIRITUALIDADE

Persistência – Este é o grande segredo do sucesso! Recentemente a indústria da tecnologia sofreu uma perda inevitável e prevista. Steve Jobs disse ao conselho da Apple e ao mundo que estava se demitindo do cargo de diretor executivo da empresa. Jobs concluiu sua carta de demissão nestes termos: “Acredito que dias mais brilhantes e inovadores da Apple estão pela frente. E estou ansioso para assistir e contribuir para seu sucesso em um novo papel”. Não havia outro momento melhor para ele deixar o cargo. O iPhone e outros lançamentos são enormes sucessos; deixaram os concorrentes da Apple desconcertados; a capitalização de mercado ultrapassou a da Microsoft. Graças ao iPhone, a Apple está pronta para prosperar na era PósPC. O iPhone 5, o iPad e a próxima rodada de Macs certamente prometem ser sucesso. Steve Jobs foi responsável pela consistência da visão da Apple. Seu estilo inovador e empreendedor marcaram um era. Jobs se despede com êxito, deixando uma filosofia de trabalho a ser seguida: simplicidade, estilo, atenção obsessiva aos detalhes e inovação. Uma grande parte de seu segredo foi a disciplina que ele mostrou na persistência de idéias que realmente fazem sentido. Disciplina e persistência são as chaves para o êxito. Irei aqui defender a afirmação acima. Os argumentos a favor dessa proposição são os seguintes: “Persistência é a chave que abre todas as portas”; Ela é muito mais importante do que talento e torna possível o que algum dia foi impossível; o dom ajuda, mas quem ensina é a persistência. A atriz considerada “A madame do teatro” Helen Hayes, certa vez fez uma observação perspicaz que é tão pertinente para a liderança empresarial como foi sua própria profissão como atriz: “ Talento e capacidade não são suficientes”, ela completou: “Nada é bom sem resistência”. A fonte última da capacidade de alguém se manter em curso até o fim, quando os talentos já foram explorados é a autodisciplina. Muitos talentosos gênios não tiveram reconhecimento e respeito porque lhes faltou persistência; os que isso alcançaram, fizeram-no não por mérito, mas por fazer da tenacidade sua única força. Lembro-me daquela maratona que tornou célebre a cena de uma atleta chegando ao fim da prova, completamente desconjuntada, cambaleando sobre os pés, embriagada de exaustão. Alguém lembra quem foi o vencedor daquela prova? Tenho minhas dúvidas. Todavia, ninguém esquece aquela notável chegada. Aquela imagem foi explorada muito mais pela mídia do que a premiação da prova. Sabe por quê? Porque a persistência valoriza o fracassado. Você até pode ser um perdedor, mas terá dignidade, se perder persistindo, até o fim. O problema é que a natureza humana possui uma vocação para relaxar. Durante a Segunda Guerra Mundial, psicólogos da Força Aérea da Realeza Britânica observaram que os pilotos cometeram mais erros nas aterrissagens, ao retornarem para a base, do que em ataques perigosos. A causa, disseram os analistas, foi uma tendência quase irresistível para relaxar.

48 48

Viver 2011 ViverMagazine Magazine | | Setembro Novembro 2010

Jesus ressaltou a necessidade de diligência e perseverança. Ele aplicou o tema à prática da oração. Para ilustrar seu ensino contou uma bemhumorada parábola. “Qual de vocês tendo um amigo, e este for procurá-lo à meia noite e disser: Amigo, empresta-me três pães, pois um amigo, chegando de viagem, procurame, e não tenho o que lhe oferecer. O outro responda lá de dentro, dizendo: Não me importunes: a porta está fechada para eu te dar; meus filhos estão deitados. Não posso levantar para te dar; Jesus concluiu a parábola dizendo: Digo, que se não se levantar para dar, por ser seu amigo, todavia o fará por causa da importunação, e lhe dará tudo de que tiver necessidade” (Lc. 11:5-8). Para ratificar a lição desta estória, Jesus citou a frase: “Pedi, e se dará; buscai, e se achará; batei, e se abrirá” (Lc. 11:9,10). Um comentarista da Bíblia sugere que “pedir significa o desejo de um objeto, buscar, que o objeto está perdido; bater que o objeto está trancado” (Lange). Os temores e ansiedades da humanidade oscilam entre ser bem- sucedidos ou fracassar; ou, de igual modo, persistir ou desistir. William Feather tem uma frase apropriada: “...parte de todo sucesso parece ser uma questão de persistência quando os outros desistiram”. O famoso ator, produtor e comediante Charles Chaplin afirmou: “A persistência é o caminho do êxito”. Tenho uma admiração pela pessoa e pelo conjunto da obra desse artista. Certo biógrafo afirmou que ninguém tenha feito um número tão grande de pessoas rirem como ele, principalmente quando a humanidade mais precisava, quando os corações e mentes estavam partidos pela Guerra mundial. C. Chaplin pode falar com propriedade sobre persistência, pois foi um dos poucos que conseguiram manter-se empregados naquele caótico período. A Segunda Grande Guerra teria sido pior se não fosse o humor de Carlitos. Ninguém talvez tenha tentado tanto, depois de repetidos fracassos como o 16o presidente dos Estados Unidos, Abraham Lincon. Sem dúvida, ele é um exemplo de alguém que não desistiu. Nascido na miséria, defrontou-se com a derrota ao longo de sua vida. Perdeu oito eleições, fracassou duas vezes nos negócios e teve um colapso nervoso. Sepultou a mãe e, depois, a noiva. Ele poderia ter desistido muitas vezes, mas não desistiu. Por sua persistência, tornou-se um dos melhores presidentes dos Estados Unidos. Claro, há coisas sobre as quais não vale a pena persistir, pois persistir é repetir com sabedoria. O que isso significa? Persistir é perseverar sobre o que pode dar certo e é certo. Tal compreensão pede exame de consciência e algum senso de “certo e errado” do qual somos dotados; por outro lado, existe a teimosia, caracterizada pela atitude não muito inteligente de insistir no erro. Assim, a questão torna-se moral e ética. Não está mais em foco a força, mas a virtude. Assim

Por: Pr. Sergio Santos 404.839.9764 orasergio@gmail.com

diz o livro de Provérbios de Salomão: “melhor é o longânimo do que o valente, e o que domina o espírito do que o que toma uma cidade” (Pv. 16:32) Por isso, digo que a persistência ensina. Dom e talento ajudam, mas a persistência ensina. O que somos levados a aprender na vida é que não se deve insistir no erro, mas persistir na verdade, no que é bom, justo e correto. Há outra lição importante na persistência: a de que devemos sempre pedir a Deus o que realmente queremos. Assim afirmou Jesus: “Qual entre vocês é o pai que, se o filho lhe pedir um pão, lhe dará uma cobra? Ou, se lhe pedir um ovo, lhe dará um escorpião? Ora, se vocês são maus e sabem dar boas coisas para seus filhos, quanto mais o pai celestial dará boas coisas aos que lhe pedirem”. A persistência ensina que Deus é bom, que Ele é Pai e que dará boas coisas aos que lhe pedirem. Quem desiste de pedir a Deus o que deseja, nunca saberá que ele é bom. Muitas vezes não recebemos o que pedimos, “porque pedimos mal, pedimos para esbanjar em nossos próprios prazeres (Tg. 4:3). O “x” da questão é que o mundo tornou-se um lugar mau, e por ser mau, no lugar onde vivemos, estamos sempre desconfiados da bondade. Como o filósofo Nietzsche disse: “Há uma exuberância na bondade que parece ser maldade”. Acredito que a bondade de Deus é tão exuberante que parece maldade, aos olhos maus. A bondade tem este poder – ela revela a maldade. Basta somente um gesto de bondade de Deus para que a maldade da humanidade apareça: inveja, cobiça, maledicência, julgamento. Por isso, Jesus falou: “que o mal sai do homem, pois é do coração que procedem os maus desígnios...” (Mc. 8:21,22). Alguém sugeriu uma oração que é pertinente neste caso e que sintetiza o que estou tentando dizer: “Deus proteja-me de mim mesmo. Proteja-me da maldade de gente boa, e da bondade de gente má”. Quanto à bondade de Deus, há uma verdade. Ele não faz questão de mostrá-la; aliás, bondade que é bondade não se mostra. Embora, a bondade não se mostre, é preciso que ela seja vista. Em suma, tenha esta certeza: Deus é bom. Deus aprovará minha persistência e pedido, se estou no caminho certo. Se não, havendo sido aprovados os motivos do seu coração, a bondade de Deus conduzirá sua vida ao arrependimento. Por essas razões, aconselho você a persistir sempre confiante em Deus. Espero que você se sinta encorajado a continuar resistindo. Tome o exemplo daqueles que nunca desistiram. Lembre-se de que a persistência é uma escola. Persista em dizer “sim” ao bem; persista em dizer “não” ao mal; persista em dizer “não” àquilo sobre o que você não está convicto de que seja apropriado. E, assim como Jobs fez, persista em procurar descobrir a próxima grande coisa a fazer e faça-a melhor do que ninguém.


Viver Magazine| Novembro | Setembro2010 2011 Viver Magazine

49 49


ENTRETENIMENTO

Warrior

Nos Cinemas

Estreia dia 9 Gênero: Ação, Drama

Estreias para o mês de Setembro

Estreia: dia 9 Gênero: Ação, Aventura, Suspense

Tanner Hall

Bucky Larson: Born to Be a Star

Where Soldiers Come From

Estreia: dia 9 Gênero: Comédia

Estreia: dia 9 Gênero: Documentário, Guerra

Creature

Granito: How to Nail A Dictator

Estreia: dia 9 Gênero: Suspense, Horror

Main Street Estreia: dia 9 Gênero: Drama

Shaolin Estreia: dia 9 Gênero: Ação, Aventura

50 50

Viver 2011 ViverMagazine Magazine | | Setembro Novembro 2010

Restless Estreia: dia 16 Gênero: Drama, Romance

The Whale Estreia: dia 16 Gênero: Documentário

I Don’t Know How She Does It

Abduction

Estreia: dia 16 Gênero: Comédia

Estreia: dia 23 Gênero: Ação, Aventura, Drama, Suspense

Straw Dogs

Killer Elite Estreia: dia 23 Gênero: Ação, Aventura, Suspense

Estreia: dia 16 Gênero: Drama, Suspense

Dê uma volta em um Stockcar 5 emocionantes voltas como passageiro em um Stockcar.

Foto: Divulgação

Fotos: Divulgação

Foto: Divulgação

www.balloonsovergeorgia.com

Estreia: dia 19 Gênero: Ação

Estreia: dia 14 Gênero: Documentário

Balloons Over Georgia Realize o seu desejo em voar de balão pelos céus de Atlanta. Passeios de balão de ar quente se tornou uma forma de lazer para a maioria das pessoas. Pilotos experientes e com registro de segurança para que você com tranquilidade.

Drive

Estreia: dia 9 Gênero: Drama

Imagens: Divulgação

Contagion

Local: Atlanta Motor Speedway (Hampton Geórgia) Preço: $119 Consulte website para maiores informações.

www.xperiencedays.com


Viver Viver Magazine Magazine | Setembro | Junho2010 2011 Viver Magazine | Novembro

51 51


52 52

Viver 2011 ViverMagazine Magazine | | Setembro Novembro 2010


Viver Magazine Edição Setembro 2011