Page 1

VIVER

1


VIVER

2


www.vivermagazine.com

Julho, 2018

conteúdo 6

Departamento de Polícia de Cobb County A Viver Magazine, foi convidada através do Pr. Lindolfo dos Santos, da Igreja Brasileira Eastside de Marietta GA, para conhecer e entrevistar o Sr.R.N. Granell, oficial de polícia do “Departamento de Polícia do Condado de Cobb”, que, entre outros temas, falou sobre uma unidade que foi criada exclusivamente para tratar de assuntos relacionados às comunidades latinas, a “Unidade de Assuntos Comunitários / Qualidade de Vida”.

Famílias separadas nos EUA enfrentam "sistema desumano" para se reunirem

Muitos pais não conseguem falar com os filhos porque ninguém atende os números de telefone que são dados na fronteira. Antigo diretor dos serviços de imigração diz que algumas famílias podem ficar separadas para sempre.

08

Jejum Intermitente – Emagreça e Mantenha-se Magro(a) para sempre!

O jejum intermitente pode ser feito em qualquer dia, mês e ano. Ele é dividido em “janelas” de período de comer e não comer.

14 16

28

“O corpo não é um templo, é um parque de diversões. Aproveita a viagem.” Bourdain em frases Em vida disse que deveria ter morrido aos 20. Gabou-se de ter o melhor trabalho do mundo e viu na cozinha o diálogo universal. Reunimos as frases mais marcantes de Anthony Bourdain.

O plástico e a cosmética: pode a beleza ser eco-friendly? São produzidas todos os anos 120 mil milhões de embalagens pela indústria da cosmética e já se diz que, se nada mudar até 2050, haverá mais plástico no oceano do que peixes. Compre com consciência.

VIVER

3

48

49

Nos Cinemas

Agenda


Editorial

O

lá, espero que esteja tudo bem com você, sim com você, que está lendo este editorial. Quero que você saiba que antes de começar a escrever, fiquei pensando no que ia dizer, buscando as palavras certas e, de repente meu coração deu uma leve acelerada, eu pensei, como eu vou conseguir falar com tantas pessoas diferentes e alcançar o coração de todas elas ao mesmo tempo? Então, eu tomei a decisão de me concentrar em alguém, e escolhi VOCÊ!. Quero falar com você como velhos amigos se falam, com sinceridade, com palavras de valor real e intenso. Hoje, amanheci pensando que estamos envelhecendo, sim estamos, eu e você. Mas eu tenho notado que, algo em mim não está acompanhando a minha, a nossa idade, é o nosso espírito. O “meu” espirito grita dentro de mim e estes gritos me trazem emoções fortes com relação ao passado e ao tempo que desperdicei julgando, condenando, criticando. Tanto tempo perdido com paixões, desilusões, amizades erradas e coisas fúteis. Mas este espírito eternamente jovem e atento aqui dentro de mim, chama a minha a tenção apenas, para que eu entenda que eu não terei nem mesmo um segundo de volta e que é hora de aproveitar o tempo que ainda me resta. Por isso, resolvi dividir este momento com você, porque sinto que o teu espirito também está agitado dentro do seu peito, te pedindo para ser mais tolerante, para olhar ao redor com olhos menos duros, para acordar e perceber que a vida é um flash de luz que passa tão rápido que é bem capaz

EDIÇÃO E PUBLICAÇÃO Dilla Campos vivermagazine@gmail.com

de você não conseguir concretizar tudo o que o seu coração planejou, por estar perdendo tempo com futilidades, bobagens, pessoas erradas e paixões destrutivas e problemas que nem são teus. Vivendo aqui nos Estados Unidos, como imigrantes que seremos “eternamente”, temos a oportunidade de fazer a diferença tanto entre os brasileiros, quanto entre os americanos. Eu aprendi muito como imigrante, aprendi a ser uma pessoa melhor, aprendi que não posso classificar as pessoas sem ouvir as suas histórias de vida. Porque cada uma delas carregam bagagens enormes. Muitas delas, de sofrimento, de dor de decepções e de desilusões e, muitas outras, de malcaratismo, de safadeza, de técnicas de bandidagem e até de crimes. E ter o bom senso de não julgar por uma primeira impressão, é algo que só aprendi com a convivência com todas essas pessoas em comunidade, sendo atenta, observadora, sem pressa no julgamento e me afastando de tudo e todos que não se colaboram para o meu desenvolvimento pessoal e profissional. Eu não preciso, conviver com pessoas e situações que me tiram o sono e que incomodam a minha alma, impedindo que eu seja um ser humano melhor. E, eu quero convidar você, meu amigo, para passar uma peneira nos seus sentimentos, nas suas atitudes e nos seus relacionamentos. Tenho certeza de que você vai se sentir tão leve, que vai querer dividir isso com alguém também. Boa leitura e até a próxima!

Dilla Campos

Publicadora Viver Magazine

vivermagazine VIVER

4

DIREÇÃO DE ARTE / PROJETO GRÁFICO Saulo Oliveira S2dm.com contact@s2dm.com COLUNISTAS Dilla Campos Maitê Hammound (Psicóloga) Tracie Kincle (Advogada) Fernanda Hottle (Advogada) Daniel Ortiz (Advogado) REVISÃO Eliania Bento COLABORADORES Kamilla Oliveira Alex Campos Consulado Geral do Brasil em Atlanta Cesar Restrepo (Empreendedores Latinos) FOTOGRAFIA Dilla Campos Indy Zanardo Alcides Notaro Juliana Frary PARA ANUNCIAR 770.953.4250 vivermagazine@gmail.com www.vivermagazine.com DISTRIBUIÇÃO All Metro Atlanta Area GDL Distribution & Logistics, LLC Phone: (678) 887-2391 (Joanita Bonilla)

A Viver Magazine é uma publicação independente com a finalidade de informar a comunidade brasileira e divulgar produtos e serviços que sejam de interesse dessa comunidade. As informações aqui veiculadas são resultado da demanda de nossos leitores e variam de acordo com a atualidade, podendo ser alteradas sem aviso prévio. Esta é uma publicação aberta a participação de leitores e da comunidade brasileira em geral, na qual encorajamos e agradecemos. A publicação de conteúdo e fotografias enviadas para a redação está sujeita a aprovação e disponibilidade de espaço e não é prometida ou garantida.Os anúncios aqui contidos, bem como seus conteúdos são de responsabilidade de cada anunciante. A diversificação e conteúdo dos artigos são de responsabilidade de seus autores e não refletem necessariamente a opinião desta publicação. Todo e qualquer conteúdo e anúncio aqui contidos são de propriedade da Viver Magazine e não devem ser reproduzidos total ou parcialmente. A versão impressa desta publicação é gratuita, assim como nossa versão online. Outros veículos de comunicação online na qual fazemos parte estão à disposição de nossos anunciantes e da comunidade em geral no Facebook e em nosso portal: www.vivermagazine.com. É proibida qualquer reprodução impressa ou digital, cópia do conteúdo, matérias, anúncios ou elementos visuais, bem como do projeto gráfico apresentados na Viver Magazine com base na LEI DE DIREITOS AUTORAIS Nº 9.610, DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998, com respaldo internacional.


VIVER

5


Capa

Departamento de Polícia de Cobb County “Unidade de Assuntos Comunitários / Qualidade de Vida”.

A

Viver Magazine, foi convidada através do Pr. Lindolfo dos Santos, da Igreja Brasileira Eastside de Marietta GA, para conhecer e entrevistar o Sr.R.N. Granell, oficial de polícia do “Departamento de Polícia do Condado de Cobb”, que, entre outros temas, falou sobre uma unidade que foi criada exclusivamente para tratar de assuntos relacionados às comunidades latinas, a “Unidade de Assuntos Comunitários / Qualidade de Vida”. Em entrevista, o Sr. Granell falou sobre a necessidade de uma aproximação sadia entre as comunidades latinas e a polícia de Cobb County. Ressaltando que eles (os policiais de transito principalmente) estão sendo treinados e educados a não contestarem status imigratório dos condutores de veículos. Reiterando ainda que, o que eles precisam é de uma identidade válida com foto e data de nascimento para que possam identificar as pessoas. Isto não quer dizer que eles aprovam que as pessoas dirijam sem carteira de motorista, mas que, em um primeiro momento, a intensão não é prender o cidadão que está dirigindo sem a mesma, podendo então, diante da identificação e constatação de que não se trata de um criminoso, procurado pela polícia, ter a opção de expedir uma multa de transito pela violação de estar dirigindo sem ou com a carteira vencida. Durante toda a entrevista, o Sr. Granell demonstrou uma grande simpatia pelos imigrantes e pela comunidade brasileira, da qual ele afirmou querer participar ativamente dos eventos principais e assim, ter a oportunidade de conhecer melhor o perfil dos brasileiros que vivem em Cobb. Se você gostaria de ter uma palestra na sua Igreja ou empresa, sobre esta nova iniciativa do Departamento de Polícia de Cobb County, com a finalidade de conhecer melhor, criando uma energia positiva e um relacionamento de menos stress entre os policiais e os membros da sua igreja ou empresa, basta entrar em contato com o Oficial Granell pelos telefones: Office: (770) 499-4185 ou Celular: (404)218-1622 ou também através

de e-mail: Raymond.granell-reyes@ cobbcounty.org. O Endereço: 140 N. Marietta Pkwy Marietta, GA 30060 Gostaria de acrescentar, que é importante conscientizar a nossa comunidade, de que a polícia não é inimiga do cidadão de bem e, se percebemos que existe uma boa vontade do Departamento de Polícia local em praticamente “ignorar” o status imigratório daqueles que ainda não conseguiram se legalizar no país, mas que são pessoas idôneas, trabalhadores honestos, que fazem parte dos imigrantes que ajudam a melhorar e a construir uma América melhor, esta é sim, uma excelente oportunidade para que possamos acalmar um pouco os nervos desse nosso povo. Lembrando ainda, que esta é uma iniciativa SOMENTE DA POLICIA DE COBB COUNTY e que, eles não são responsáveis e não respondem pelas outras cidades ou condados. Veja abaixo, a Missão da “Unidade de Assuntos Comunitários / Qualidade de Vida”. Envolver efetivamente a comunidade e os cidadãos para fortalecer a Segurança Pública e as parcerias com a comunidade, facilitar um esforço conjunto VIVER

6

na solução de problemas que afetam nossa comunidade e promover maior confiança, comunicação, transparência e respeito mútuo. A Unidade de Assuntos Comunitários procura engajar efetivamente a comunidade e os cidadãos para fortalecer a Segurança Pública e as parcerias comunitárias, facilitar um esforço conjunto na solução de problemas que afetam nossa comunidade e fomentar maior confiança, comunicação, transparência e respeito mútuo. O Oficial de Assuntos Comunitários individual serve para ajudar a fomentar uma forte relação de trabalho entre o departamento e a comunidade que serve. O(s) oficial(ais), trabalham com associações de proprietários de imóveis, organizações comunitárias, grupos de defesa de direitos, escolas públicas e privadas, organizações religiosas e residentes individuais para promover parcerias que sejam mutuamente benéficas. Como resultado dessas parcerias de trabalho, o(s) oficial(ais), podem desenvolver projetos de combate ao crime proativos que são realizados em conjunto pelo pessoal do departamento e pelos cidadãos.


VIVER

7


Imigração

Famílias separadas nos EUA enfrentam "sistema desumano" para se reunirem Muitos pais não conseguem falar com os filhos porque ninguém atende os números de telefone que são dados na fronteira. Antigo diretor dos serviços de imigração diz que algumas famílias podem ficar separadas para sempre. acessível para os pais, sobretudo depois de serem deportados para os seus países de origem.

Várias agências

O

Presidente dos EUA anunciou na quarta-feira que os agentes de imigração iam deixar de separar as famílias que tentam entrar no país sem documentos, mas o decreto que assinou nada diz sobre o futuro das mais de 2000 crianças que foram levadas, nos últimos meses, para centros de acolhimento espalhados pelo país. Segundo as organizações não-governamentais e as associações de advogados que dão apoio aos pais detidos na fronteira sem os filhos, a tarefa de reunir essas famílias está a ser um pesadelo – e a desorganização, a falta de recursos e o labirinto de agências envolvidas no processo podem levar à separação permanente de algumas famílias. Antes de o Presidente Trump ter decidido impor uma política de

tolerância zero na fronteira, mandando deter e levar a julgamento os adultos que entram no país de forma ilegal, as famílias eram mantidas unidas durante a avaliação dos seus processos. Quando os tribunais entravam em ação para dizerem que as crianças não podiam ficar detidas juntamente com os adultos – o que aconteceu em 2015, quando o Presidente era Barack Obama –, as autoridades optavam por libertar as famílias, com vigilância através de pulseira eletrônica e data marcada para comparecer em tribunal. Para além de ser vista como uma decisão mais respeitadora dos direitos humanos, essa política tinha outro objectivo: evitar que as crianças se perdessem num labirinto de agências que coabitam num sistema jurídico muito complexo e pouco VIVER

8

Quando uma família entra nos EUA, os processos dos adultos ficam a cargo da agência de fronteira (U.S. Immigration and Customs Enforcement, ou ICE) e os das crianças passam para as mãos do Departamento de Saúde e Serviços Sociais. Uma das mães que ficaram detidas na fronteira, Cindy Madrid, ainda não conseguiu falar com a filha de seis anos, Alisson. A criança foi levada para um centro cuja localização não foi revelada nem à mãe, nem às organizações que dão apoio aos migrantes e refugiados. Este processo é igual se as famílias forem separadas fisicamente ou se forem mantidas unidas. Mas a tarefa de reunir pais e filhos é naturalmente mais complicada se os pais ficarem detidos perto da fronteira e os filhos forem enviados para centros de acolhimento a milhares de quilómetros de distância, que foi o que aconteceu nos últimos meses. Na fronteira do Texas, por exemplo, um advogado da associação Texas Civil Rights Project disse à CNN que das 400 crianças que tentou localizar, apenas uma está novamente com um familiar. O processo "leva tempo, é lento e não é transparente", disse Efrén Olivares. Os críticos da Administração Trump dizem que não houve a preocupação de acautelar a reunião das famílias quando a política de tolerância zero entrou em vigor. Na fronteira, os agentes do Gabinete de Realojamento de Refugiados dão um número de telefone aos pais e dizem-lhes para ligarem quando quiserem falar com os filhos – mas, muitas vezes, ou ninguém atende,


VIVER

9


É por isso que um dos antigos diretores do ICE na era Obama, John Sandweg, tem alertado para a possibilidade de algumas famílias ficarem separadas para sempre – ou, pelo menos, até que as crianças atinjam a maioridade.

Enviados para adoção

ou quando alguém atende não liga de volta para marcar a hora da conversa entre pais e filhos. "Eles [os pais] ficam apenas com a esperança de que alguém lhes ligue para dar informações. É um sistema muito desumano", disse à CNN Melissa Lopez, dos Serviços Diocesanos para Migrantes e Refugiados em El Paso, no Texas. Uma das mães que ficaram detidas na fronteira, Cindy Madrid, ainda não conseguiu falar com a filha de seis anos, Alisson. A criança foi levada para um centro cuja localização não foi revelada nem à mãe, nem às organizações que dão apoio aos migrantes e refugiados. "Não falei com ela uma única vez. Tenho falado com a assistente social, mas ela só apontou o meu número e disse-me que a minha filha estava numa atividade", disse Cindy Madrid. Quando voltou a ligar, ninguém atendeu, disse. A repórter da CNN ligou para o mesmo número e recebeu uma resposta automática: "De momento não estou. Deixe uma mensagem com o seu nome, número e o nome da criança com que pretende falar. Obrigado."

Lentidão nos tribunais

Para além da confusão de agências, que muitas vezes não partilham informação em tempo útil, o sistema que tem como objectivo reunir as

famílias tem também muitos outros problemas. Como os processos de autorização ou deportação dos adultos têm prioridade em relação aos das crianças, e como são muitos os processos à espera que os poucos juízes de imigração peguem neles, muitas vezes acontece que os pais são deportados e os seus filhos ficam nos centros para onde foram enviados, nos EUA, em locais não revelados. Um dos antigos diretores do ICE na era Obama, John Sandweg, tem alertado para a possibilidade de algumas famílias ficarem separadas para sempre – ou, pelo menos, até que as crianças atinjam a maioridade. Nesses casos, o processo é ainda mais complicado, já que os pais têm de lutar contra linhas telefônicas que ninguém atende; a falta de dinheiro para pagar os serviços de advogados conhecedores do sistema de imigração norte-americano; e a impossibilidade de voltarem a entrar nos EUA para comparecerem em tribunal nos processos dos seus filhos, porque foram deportados. "Ou o Governo não estava a pensar de todo no que iria fazer para reunir estas famílias, ou então decidiu que simplesmente não queria saber disso", disse ao Washington Post Natalia Cornelio, do Texas Civil Rights Project. VIVER

10

É uma corrida contra o tempo. Como os processos das crianças ficam para o fim, porque os tribunais dão prioridades às pessoas que estão detidas, a sua situação pode demorar três ou quatro anos a ficar resolvida. Muito tempo depois de os seus pais terem sido deportados, essas crianças podem acabar por ser enviadas para um lar de adopção, se os tribunais concluírem que nos seus países de origem não há condições para as receber em segurança. "Quando a criança entra para o sistema de adoção, entram em ação várias leis estaduais que complicam ainda mais a situação. Uma criança de três anos não consegue contar o que lhe aconteceu. Então, é nomeado um tutor para representar os melhores interesses dessa criança. Entretanto, o pai é enviado, digamos, para as Honduras. Não fala inglês. Não tem dinheiro para contratar um advogado norte-americano", exemplificou John Sandweg, Assim que a criança obtém proteção nos EUA, "os direitos de custódia dos pais são cortados", disse Sandweg. E o resultado final pode vir a ser um cenário indesejado pelas mesmas pessoas que não querem permitir a entrada dessa criança: "Podemos estar a criar milhares de órfãos imigrantes nos EUA que um dia terão direito a obter a cidadania quando forem adotados." Para o antigo diretor da agência de imigração, a melhor solução seria libertar os pais que estão detidos e vigiá-los através de pulseiras eletrônicas – Sandweg diz que entre 96% e 99% das pessoas com pulseira eletrônica comparecem às audiências marcadas. Mas isso – a libertação dos adultos que tentaram entrar nos EUA sem documentos – seria também o fim da política de tolerância zero do Presidente Trump.


VIVER

11


VIVER

12


VIVER

13


Saúde

Jejum Intermitente – Emagreça e Mantenha-se Magro(a) para sempre! O jejum intermitente pode ser feito em qualquer dia, mês e ano. Ele é dividido em “janelas” de período de comer e não comer.

Os principais tipos de Jejum Intermitente são: Jejum intermitente de 8h: Você fica sem comer durante 8 horas e se alimenta normalmente durante as outras 16 horas. Jejum intermitente de 12h: Você fica sem comer durante 12 horas e se alimenta normalmente durante as outras 12 horas. Jejum intermitente de 16h: Você fica sem comer durante 16 horas e se alimenta normalmente durante as outras 8 horas. Jejum intermitente de 24h: Você faz apenas uma refeição por dia. Vamos exemplificar: Se você iniciar o JI de 16 horas. Você

faz sua última refeição às 22h e só volta a comer às 14h do dia seguinte. Ficando 16h em jejum e 8 horas se alimentando normalmente. A perda de gordura é excelente, mas não é o único motivo para experimentar o jejum intermitente. O jejum intermitente torna seu dia mais simples. O jejum intermitente proporciona simplicidade à vida, o que é realmente benéfico em todos os sentidos. Imagine acordar e não se preocupar com o café da manhã. Ao invés disso VIVER

14

apenas beber um copo de água e começar o seu dia. Para aqueles que gostam de cozinhar, comer três refeições por dia talvez não seja um problema. No entanto, o jejum intermitente permite comer uma refeição menor, o que também significa planejar uma refeição menor, cozinhar uma refeição menor e enfatizar uma refeição menor. Isso torna a vida um pouco mais simples não acha. O jejum intermitente ajuda você a viver mais tempo. Os cientistas sabem há muito tempo que restringir calorias é


VIVER

15


uma forma de prolongar a vida. Do ponto de vista lógico, isso faz sentido. Quando você está morrendo de fome, seu corpo encontra formas de ampliar sua vida. O jejum intermitente ativa muitos dos mesmos mecanismos para prolongar a vida como restrição calórica. Em outras palavras, você obtém os benefícios de uma vida mais longa sem o incômodo da fome. Em 1945, descobriu-se que o jejum intermitente prolongou a vida em camundongos. Mais recentemente, este estudo descobriu que o jejum intermitente do dia alternativo levou a uma vida útil mais longa. O jejum intermitente é muito mais fácil do que fazer dieta. A razão pela qual a maioria das dietas falham não é porque mudamos para alimentos errados, é porque na verdade não seguimos a dieta de longo prazo. Não é um problema de nutrição, é um problema de mudança de comportamento. Este é o lugar onde o jejum intermitente brilha porque é extremamente fácil de implementar uma vez que você supera a ideia de que você precisa comer o tempo todo. Por exemplo, este estudo descobriu que o jejum intermitente era uma estratégia eficaz para a perda de peso em adultos obesos e concluiu que “assuntos se adaptam rapidamente” a uma rotina de jejum intermitente. As dietas normalmente parecem mais fáceis quando estão no papel, mas se tornam mais difíceis na sua execução. O jejum intermitente é exatamente o oposto, é difícil quando se olha para ele em sua tabela, mas ao executa-lo torna-se fácil. Na minha opinião, a facilidade do jejum intermitente é a melhor

razão para experimentá-lo. Ele fornece uma ampla gama de benefícios para a saúde sem exigir uma mudança de estilo de vida maciça. Exemplos de Horários para Fazer o Jejum Intermitente Se você está pensando em começar a fazer o jejum Intermitente, existem algumas opções diferentes de horário que você pode adequar ao seu estilo de vida. Jejum intermitente diário Algumas pessoas seguem o modelo Leangains de jejum intermitente, que usa um jejum de 16 horas seguido de um período de 8 horas para a janela de alimentação. Este modelo de jejum intermitente diário foi popularizado por Martin Berkhan da Leangains.com , que é onde o nome se originou. Não importa quando você inicia sua janela de 8 horas. Você pode começar às 8h e parar às 4h. Ou você começa às 14h e parar às 10h. Faça o que funciona para você. Algumas pessoas gostam de realizar o período de janela aberta em horários que estão com a família e participar do almoço ou do jantar com eles, elas acham que quando estão sozinhas é mais fácil ignorar uma refeição. Como o jejum intermitente diário é feito todos os dias, torna-se muito fácil entrar no hábito de comer nesta programação. Agora, você provavelmente está comendo a mesma hora todos os dias sem pensar nisso. Bem, com jejum intermitente diário é o mesmo, você simplesmente aprende a não comer em determinados momentos, o que é notavelmente fácil. Uma desvantagem potencial deste cronograma é que, como você acostumar a cortar uma VIVER

16

refeição ou duas do seu dia, torna-se assim mais difícil obter o mesmo número de calorias durante a semana. Simplificando, é difícil ensinarse a comer refeições maiores de forma consistente. O resultado é que muitas pessoas que tentam esse estilo de jejum intermitente acabam perdendo peso. Isso pode ser uma coisa boa ou ruim, dependendo de seus objetivos. O Jejum Intermitente Semanal Uma das melhores maneiras de começar com jejum intermitente é fazê-lo uma vez por semana ou uma vez por mês. O jejum ocasional pode levar a muitos dos benefícios que já falamos, por isso, mesmo que não o use para reduzir calorias de forma consistente, ainda existem muitos outros benefícios para a saúde. Dia alternativo jejum intermitente O jejum intermitente do dia alternativo incorpora períodos de jejum mais longos em dias alternados ao longo da semana. Por exemplo, você pode jantar na segunda-feira à noite e depois não comer novamente até a noite de terça-feira. Na quarta-feira, no entanto, você comeria o dia todo e depois iniciará o ciclo de jejum de 24 horas novamente após o jantar na noite de quarta-feira. Isso permite que você obtenha longos períodos rápidos em uma base consistente, enquanto também come pelo menos uma refeição todos os dias da semana. Você pode aprender muito sobre jejum intermitente, lendo artigos como esse, mas a melhor maneira de aprender sobre o que realmente funciona para você é experimentar.


VIVER

17


VIVER

18


VIVER

19


Beleza e Bem Estar

O plástico e a cosmética: pode a beleza ser eco-friendly? São produzidas todos os anos 120 mil milhões de embalagens pela indústria da cosmética e já se diz que, se nada mudar até 2050, haverá mais plástico no oceano do que peixes. Compre com consciência.

F

icamos chocados quando vemos as imagens de plástico nos oceanos e de animais vítimas dessa poluição (como a baleia que há uns dias morreu por ter ingerido mais de 80 sacos de plástico) mas, na nossa vida diária, pouco ou nada fazemos para contrariar este cenário. “Habituámonos a viver de uma forma que não é amiga do ambiente e no futuro isso vai trazer consequências, nomeadamente na saúde pública, e não é no futuro longínquo porque a quantidade de plástico nos oceanos já é enorme”, disse à agência Lusa Isabel Domingos, do Departamento de Biologia Animal da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa e investigadora do MARE — Centro de Ciências do Mar e do Ambiente. Claro que reciclar ajuda. Mas, avisa a investigadora, isso não resolve o problema porque a reciclagem está longe de ser 100% eficiente. É mesmo preciso diminuir a produção. E as coisas começam devagar mas o importante é começar. A Comissão Europeia definiu 2030 como data limite para acabar com as embalagens de plástico descartáveis na União Europeia. Falamos de coisas tão banais no dia a dia e que nem nos apercebemos como são tóxicas ao ambiente: cotonetes, talheres descartáveis, palhinhas, sacos, embalagens de produtos e outros plásticos que podem ser considerados não

necessários uma vez que existe a sua versão biodegradável. E na beleza? Também na beleza estás mudanças já estão a ter impacto e temos de estar a par destas informações para fazermos compras conscientes. Falamos das embalagens ecofriendly, das cartonagens sem tintas tóxicas e da diminuição do peso das embalagens de cartão e de vidro. São produzidas todos os anos 120 mil milhões de embalagens na cosmética A Zero Waste Week, uma campanha de consciencialização para o impacto ambiental do lixo que acontece desde 2008, diz que mais de 120 mil milhões de embalagens são produzidas todos os anos pela indústria da cosmética global e o cartão que embala perfumes, cremes e hidratantes contribui para a

"Vimos a remoção dos parabenos e de produtos químicos desnecessários e agora estas ideias passaram para as embalagens. Desde marcas que usam materiais biodegradáveis, como o Ecolean que é feito de giz, até embalagens criadas a partir de bambu e algas marinhas, este é um movimento que está ganhando força rapidamente". VIVER

20

perda de 18 milhões de acres de floresta por ano. Se nada mudar, as previsões apontam para que, até 2050, haverá 12 mil milhões de toneladas de plástico em aterros, o equivalente a trinta e cinco mil Empire State Buildings (o icónico arranha-céus de 102 andares em Manhattan). Millie Kendall, fundadora da loja de beleza online BeautyMart, disse à revista britânica Stylist que depois das tendências de consumo mais “green”, o próximo passo lógico vai chegar às embalagens. No Reino Unido, a gigante do grande consumo Garnier lançou pelo segundo ano, em março, a sua campanha Rinse, Recycle, Repeat em parceria com a TerraCycle, empresa de soluções para resíduos de difícil reciclabilidade, e a organização DoSometing.org. Embora 90% dos britânicos reciclem resíduos de cozinha, apenas 50% o faz com os da casa de banho como champôs, condicionadores, cremes e gel de banho, o que corresponde a cerca de 2,7 mil milhões de embalagens de plástico que chegam aos aterros todos os anos. Esta campanha vai permitir que os consumidores entreguem embalagens em troca de pontos que podem ser depois transformados em doações para organizações sem fins lucrativos britânicas. No primeiro ano, esta campanha “salvou” 33 milhões de embalagens do aterro. Claro que isto vai depender


VIVER

21


dos países mas, a correr bem no Reino Unido, pode ser o pontapé de saída para a marca implementar projetos idênticos noutros países como em Portugal. Por cá, fique a saber que muitos dos recipientes de produtos Garnier já são feitos com 25% ou 30% de plástico reciclado e as embalagens são 100% recicláveis se colocadas no ecoponto amarelo. Para se informar mais sobre estes temas, pode acompanhar os artigos que a revista Beauty Packaging vai publicando online. O problema não está só nas embalagens… Mas também na formulação dos cosméticos. Ashlee Piper, personalidade de televisão e especialista em sustentabilidade, disse ao famoso site de beleza americano Fashionista que é óbvio que o ónus do problema tem de estar no lixo que todos nós criamos diariamente, com destaque para as embalagens não alimentares como as dos produtos cosméticos e de cuidados pessoais. Mas era bom que tudo se resumisse a isto. No seu novo livro “Give a Sh*t: Do Good. Live Better. Save the Planet“, Piper explica que a redução das embalagens é apenas uma componente deste movimento “green” mas que há muito mais que tem de ser falado como o desperdício de água e a colheita anti-ética de ingredientes. “A maioria dos produtos de beleza é composto de 80 a 95 por cento de água, como os champôs e os condicionadores, por exemplo. Mas até 2050, mais de 1,8 biliões de pessoas serão afetadas pela escassez de água. Da mesma forma, a indústria da beleza contribui para o tráfico humano onde 68% dos 29,9 milhões de vítimas de tráfico estão presas em trabalhos forçados

na mineração de mica [um mineral de dá brilho aos produtos de beleza], 26% sendo crianças. É importante que os consumidores permaneçam vigilantes e não se foquem apenas no tema das embalagens”, reforça a especialista, acrescentando que a maioria dos produtos está embalado em plástico mas apenas 12% deste plástico é reciclado, o que significa que qualquer coisa como oito milhões de toneladas acabam nos nossos oceanos todos anos. Quer reduzir o seu impacto ambiental na beleza? Pode optar por comprar marcas que já tenham uma filosofia sustentável e que estejam a mudar a sua pegada ambiental. A Davines é um bom exemplo. A marca tem uma filosofia de beleza sustentável e ecoembalagens e apoia a menor utilização de matérias-primas possível, o uso de materiais recicláveis e a otimização do controle de logística e processos de qualidade para evitar o desperdício. A marca escolhe assim materiais recicláveis e a utilização de embalagens primárias por forma a eliminar o cartão. Quando este não pode ser evitado, as embalagens são feitas com materiais reciclados. A Davines aposta ainda na redução do uso de materiais compostos, uma vez que são difíceis de reciclar, e na criação de embalagens de material único. A Lush tem sido uma das líderes no mercado da beleza ética, sustentável e vegan e não é surpresa para ninguém: 80% dos produtos sazonais da marca não tem embalagens e aqueles que normalmente precisam de algum tipo de recipiente, VIVER

22

a Lush tornou-os sólidos para evitar esse desperdício, como os champôs, os exfoliantes e as manteigas corporais. Todos estes produtos são formulados com pouca ou nenhuma água o que os permite manter-se sólidos à temperatura ambiente (e conservados). E para os produtos que precisam de embalagem, a marca tem uma política de retorno com recompensa: quando juntar cinco potes, lave-os, entregueos numa loja e terá uma máscara facial gratuita à sua escolha. O que é que acontece aos potes? São reciclados e transformados em novos potes que seguem de novo para as lojas. Zero desperdício. Informação extra: Em 2014, a Lush substituiu todos os ingredientes que continham a mica natural para uma versão com base em mica sintética para deixar de contribuir para o tráfico de que falámos acima. A L’Occitane é outra marca que, se calhar não sabia, apenas utiliza recursos renováveis ou provenientes de florestas geridas de forma sustentável e utiliza, como seria de esperar, embalagens facilmente recicláveis. Para reduzir o peso dos produtos e criar menos resíduos, a marca também tem vindo a apostar no uso da embalagem única (sem caixas externas). E uma informação interessante: pode comprar apenas as recargas de alguns dos produtos nas lojas (como sabonetes, champôs, sabonete líquido, etc). Uma forma de reabastecer o seu frasco sem ter de comprar outro recipiente. Além de natural, a Ren comprometeu-se a trabalhar para o “zero waste” até 2021 porque quer seguir numa direção mais consciente e sustentável. Atualmente,


VIVER

23


76% das embalagens da Ren são recicladas mas a marca anunciou que vai remover todas as embalagens desnecessárias, vai re-desenhar os seus produtos para os poder tornar reutilizáveis (ou em formatos de recargas) e vai utilizar apenas materiais reciclados e recicláveis. O objetivo é ser uma marca 100% reciclada. A Rituals está a levar a cabo um estudo de Avaliação do Ciclo de Vida das suas embalagens. Assim, neste momento, a marca já tem recargas ecológicas para todos os seus cremes de corpo, cremes de dia e de noite, gel de mãos, sticks perfumadores e perfumes para o carro exatamente para que não tenha de deitar fora essas embalagens, reutilizando-as. Todos os coffrets estão embalados em caixas reutilizáveis, pelo que a Rituals poupa não só no papel de embrulho mas também nas árvores mas é de ressalvar que todo o papel que usa nas embalagens exteriores é certificado pela FSC e a madeira vem de florestas europeias geridas de forma sustentável. E até 2023 o objetivo da marca é ter embalagens 100% recicláveis. No seu relatório de sustentabilidade de 2017, a The Body Shop partilha que acelerou o seu compromisso de ter fórmulas e embalagem mais sustentáveis: biodegradáveis, recicláveis, ambientalmente amigáveis e com mais ingredientes do Comércio Comunitário. Atualmente, 55% das embalagens já é livre de combustíveis fósseis e, até ao fim de 2020, a marca pretende chegar aos 70%. Porque é que isto é importante? Os combustíveis fósseis, como o óleo usado para produzir a maioria dos plásticos, são não-renováveis, e por isso,

"Se ao dia de hoje esta ainda possa parecer ser uma lista pequena, quando os grandes grupos e as marcas de luxo começarem a mudar a sua filosofia, a moda vai acabar por pegar. Mas há muitas mais de que podemos falar" têm de ser utilizados o mais cuidadosamente possível. É também importante referir que muitas das embalagens de plásticos (como as embalagens robustas para líquidos dos produtos de banho), já são “post-consumer recycled”, ou seja, embalagens que já foram recicladas e transformadas para outro uso. Atualmente, a Dior já está a usar tinta natural nas suas embalagens, apenas utiliza madeira de florestas sustentáveis para o papel e cartão e retirou o celofane, o excesso de cartão e até mesmo os folhetos de papel anteriormente incluídos nos seus produtos; as embalagens da gama premium da L’Oréal Paris, a Botanicals Fresh Care, são feita de Politereftalato de etileno (PET) que é 100% reciclado e reciclável; a australiana Jurlique mudou todo o seu processo de fabrico para incentivar a reutilização de água, a produção de energia solar e em 2014 ganhou o prémio de melhor desempenho da APC (Australian Packaging Covenant) por ser, na Austrália, a marca líder na sustentabilidade e inovação de embalagens; nas lojas Kiehl’s portuguesas pode trocar as suas embalagens vazias por VIVER

24

amostras de novos produtos numa iniciativa para incentivar os consumidores a entregar as embalagens para a reciclagem; para evitar o desperdício de embalagens, se devolver seis produtos MAC acabados numa loja, recebe um batom gratuito à sua escolha; a Aveda tem um compromisso de sustentabilidade ambiental e, neste momento, 85% dos seus produtos de pele e cabelo já são feitos com materiais 100% reciclados; as embalagens da Caudalie são fabricadas em papel reciclado e, sempre que possível, a marca utiliza plástico reciclado ou plástico vegetal e até na comunicação privilegia o papel 100% reciclado obtido de florestas geridas de forma sustentável (as mesmas florestas de onde vêm as tampas do Huile Divine, das máscaras e dos esfoliantes).

Pode parecer uma tarefa fácil — é só ser mais sustentável — mas, na verdade, não é bem assim. Muitos produtos de beleza têm necessidades únicas de conservação que tornam o uso de materiais ecológicos um grande desafio. Mas a indústria da beleza está a esforçar-se e o nosso papel passa por privilegiar as marcas que se estão a esforçar um pouco mais. Não conta se anda a tentar poupar água, a reciclar na sua cozinha e a diminuir o gasto de eletricidade se, depois, compra produtos de beleza que deixam tanto desperdício no planeta.


VIVER

25


VIVER

26


VIVER

27


Frases

“O corpo não é um templo, é um parque de diversões. Aproveita a viagem.” Bourdain em frases Em vida disse que deveria ter morrido aos 20. Gabou-se de ter o melhor trabalho do mundo e viu na cozinha o diálogo universal. Reunimos as frases mais marcantes de Anthony Bourdain. Chef, estrela, apresentador e escritor. Anthony Bourdain, que foi encontrado morto dia 8 de Junho aos 61 anos, foi muitas coisas em vida. Um pensador também. Numa tentativa de recordar o homem e a obra, selecionámos algumas das suas citações mais certeiras, com a ajuda de diferentes meios internacionais (Eater, Vanity Fair, BBC, USA Today e The Cut, incluídos), sobre viagens, comida, vida e morte. * 1956 + 2018 "Nunca vi ninguém desfrutar tanto de uma cerveja gelada num copo de plástico como o presidente Obama."

"Estive mais tempo nesta terra do que o que provavelmente mereço. Gosto muito de cigarros, mas agora sinto que devo a esta criança, que me ama, tentar viver um pouco mais."

"As habilidades podem ser ensinadas. O caráter... tens ou não tens." "Sem novas ideias, o sucesso pode tornar-se podre."

"Devia ter morrido aos 20. Tornei-me bem-sucedido aos 40. Fui pai aos 50. Sinto-me como se tivesse roubado um carro -- um carro muito bom -- e continuo a olhar para o espelho retrovisor, para as luzes que piscam. Mas ainda não aconteceu nada."

"Sem experimentação, vontade de fazer perguntas e tentar coisas novas, certamente nos tornaremos estáticos, repetitivos e moribundos." "O teu corpo não é um templo, é um parque de diversões. Aproveita a viagem."

"Enquanto passas por esta vida e por este mundo mudas ligeiramente as coisas, deixas marcas, por menores que sejam. E, em troca, a vida - e as viagens - deixam marcas em ti. Na maioria das vezes, essas marcas - no teu corpo ou no teu coração - são lindas. Muitas vezes, porém, doem." VIVER

28

"[Quando morrer], decididamente não me vou arrepender de oportunidades perdidas em troca de bons momentos. Os meus arrependimentos estarão mais relacionados com pessoas que magoei e pessoas que desiludi, bens e vantagens desperdiçadas."


VIVER

29


VIVER

30


VIVER

31


Copa do Mundo

20 Curiosidades sobre a Copa do Mundo 2018 na Rússia! 1. Embora já tenha sediado grandes torneios e eventos esportivos, incluindo os Jogos Olímpicos, é a primeira vez que a Rússia recebe a Copa do Mundo. 2. O mascote da Copa do Mundo da Rússia é um lobo chamado Zabivaka (em sua tradução significa "aquele que escreve"). O mais curioso é que ele foi escolhido por crianças russas através de uma pesquisa online. 3. Os criadores da série de animes Oliver e Benji confirmaram que o desenho retornará por ocasião da Copa do Mundo. Além disso, a animação incorporará alguns novos recursos, como o aparecimento de estrelas atuais como Messi e Cristiano Ronaldo. 4. Entre o grupo de árbitros da copa destaca-se o árbitro Sandro Meira Ricci. E, escalados como auxiliares: Emerson de Carvalho e Marcelo Van Gasse. Serão esses os árbitros Brasileiros que trabalharão como juízes na disputa de futebol mais importante do mundo. 5. Embora a participação de 32 nações permaneça, a derrota da Itália contra a Suécia e a consequente não classificação do país para a Copa do Mundo de 2018 da Rússia surpreendeu a todos. 6. A Copa do Mundo foi disputada 20 vezes e o Brasil é o país que alcançou um maior número de títulos, 5 no total. Logo atrás estão a Itália e a Alemanha. 7. E falando da Alemanha, o país

continua sendo o favorito dos especialistas e das apostas para conquistar o mundial. Brasil, Espanha, Argentina e Portugal são outras opções de destaque. 8. O torneio será realizado em um total de 11 cidades russas, que incluem Moscou, São Petersburgo ou Samara. 9. A maioria desses estádios está localizada na parte ocidental da Rússia, coincidindo com as áreas de poder econômico. De fato, o único assento pertencente ao lado asiático será Yekaterinburg. 10. O jogo de abertura será disputado entre a Rússia e a Arábia Saudita e realizado no remodelado estádio Luzhniki (Moscou), que também será o local da final no dia 15 de julho. 11. Apesar da copa ser sediada em 11 cidades, a Copa do Mundo da Rússia será jogada em um total de 12 estádios; 2 deles, o Luzhniki Olympic e o Spartak, estão localizados em Moscou. 12. Além disso, quatro deles foram reformados, enquanto os oito restantes foram construídos do zero. Todos eles têm, portanto, um equipamento de tecnologia e luxo. 13. O frio característico de algumas regiões exigiu a instalação de grandes máquinas de aquecimento nos estádios, a fim de manter o campo de jogo em estado ótimo. 14. Ao se referir à Copa do Mundo da Rússia, deve-se ter em mente que poderíamos estar falando sobre a copa mais movimentada de todos os tempos, de acordo com estatísticas de vendas, com VIVER

32

convidados de todos os cantos do mundo. 15. É por isso que excepcionalmente, a Rússia decidiu permitir a entrada no país de todos os torcedores estrangeiros que possuem ingressos, sem ter que obter nenhum tipo de visto. 16. Além disso, todos esses torcedores têm ingressos para os jogos em sua posse, eles podem se mover livremente entre as cidades-sede; uma grande vantagem considerando as enormes distâncias. 17. Uma curiosidade que nem todos conhecem é que ao longo da história da Copa do Mundo foram concedidos dois troféus separados de 1930 a 1970. Um deles foi dedicado a Jules Rimet em homenagem ao ex-presidente da FIFA e feito de prata esterlina banhado em ouro e lápis-lazúli. Em 1974, o troféu atual foi inaugurado, feito com ouro de 18 quilates e uma forma de duas figuras humanas segurando a Terra. 18. A bola da competição foi chamada Telstar, a mais moderna da história do mundo, que também apresentará a novidade de transmitir o sinal dos jogos em 4k. 19. O vídeo-arbitragem também fará sua estreia neste tipo de competição, que deverá reduzir a margem de erro nas decisões de arbitragem. 20. O custo estimado é de cerca de US $ 20,9 bilhões, embora analistas digam que o valor pode dobrar, considerando os 51 bilhões das Olimpíadas de Inverno em Sochi.


VIVER

33


VIVER

34


VIVER

35


VIVER

36


VIVER

37


VIVER

38


VIVER

39


Anuncie na Viver Magazine. Ligue 770.953.4250 VIVER

40


VIVER

41


VIVER

42


VIVER

43


VIVER

44


VIVER

45


VIVER

46


VIVER

47


Cinema

Ant-Man and the Wasp

The First Purge

Whitney

Estreia: dia 6 Gênero: Ação, Aventura, Ficção Científica Classificação: PG-13

Estreia: dia 6 Gênero: Horror, Suspense, Ficção Científica Classificação: R

Estreia: dia 6 Gênero: Documentário, Música, Biografia Classificação: R

Hotel Transylvania 3: Summer Vacation Estreia: dia 13 Gênero: Animação, Fantasia, Comédia, Família Classificação: PG

Skyscraper

Eighth Grade

SIBERIA

Estreia: dia 13 Gênero: Ação, Crime, Drama, Suspense Classificação: R

Estreia: dia 13 Gênero: Comédia Classificação: R

Estreia: dia 13 Gênero: Drama Classificação: PG-13

Mamma Mia! Here We Go Again

The Equalizer 2

Mile 22

Generation Wealth

DAMASCUS COVER

Estreia: dia 20 Gênero: Ação, Crime, Suspense Classificação: R

Estreia: dia 20 Gênero: Ação Classificação: R

Estreia: dia 20 Gênero: Documentário Classificação: R

Estreia: dia 20 Gênero: Suspense Classificação: R

Mission: Impossible Fallout

THE CAPTAIN

Teen Titans Go! To the Movies

Blindspotting

Estreia: dia 27 Gênero: Ação, Aventura Classificação: R

Estreia: dia 27 Gênero: Ação, Drama, Aventura Estreia: dia 27 Classificação: R Gênero: Animação, Aventura Classificação: PG VIVER

48

Estreia: dia 20 Gênero: Comédia Classificação: PG-13

Estreia: dia 27 Gênero: Comédia, Drama, Classificação: R


Agenda COCKTAILS IN THE GARDEN Até 27 de Setembro Atlanta Botanical Garden 1345 Piedmont Ave NE Atlanta, GA 30309 www.atlantabg.org

ATLANTA COMIC CONVENTION De 13 a 15 Georgia World Congress Center 285 Andrew Young International Blvd., NW Atlanta, GA 30313

FERNBANK AFTER DARK GASTRONOMY Dia 13 Fernbank Museum of Natural History 767 Clifton Rd NE Atlanta, GA 30307

REPTILE DAY Dia 14 Fernbank Museum of Natural History 767 Clifton Rd NE Atlanta, GA 30307 www. fernbankmuseum.org

KEITH URBAN WITH KELSEA BALLERINI Dia 29 Verizon Wireless Amphitheatre 2200 Encore Parkway Alpharetta, GA 30004

CONCERTS IN THE GARDEN Até 24 de Agosto Atlanta Botanical Garden 1345 Piedmont Ave NE Atlanta, GA 30309

TITANIC THE MUSICAL De 11 de Julho a 12 de Agosto Inn at Serenbe 10950 Hutcheson Ferry Road Chattahoochee Hills, GA 3026

BURTON NIGHTMARE BASH: A CELEBRATION OF TIM BURTON Dia 13 Sidebar 75 Poplar Street Atlanta, GA 30303

ART AT THE STATION Até 7 de Agosto Atlantic Station 231 18th Street NW Atlanta, GA 30363

VIVER

49


VIVER

50


VIVER

51


VIVER

52

Viver Magazine July 2018  

The most popular Magazine among the Brazilian Community living in Atlanta, Georgia, United States.

Viver Magazine July 2018  

The most popular Magazine among the Brazilian Community living in Atlanta, Georgia, United States.

Advertisement