Page 1

Viver Magazine

Agosto 2013

1


22 Viver ViverMagazine Magazine

Janeiro Agosto2013 2013


Conteúdo

AG O S TO 2013 | w w w. v iv er mag az i n e . c o m

8

Capa

CAPA Superação – Não existem limites para quem temforça de vontade!

Superação – Não existem limites para quem tem força de vontade!

12

economia Parar de crescer não significa parar de desenvolver Um dos pontos mais importantes discutidos nos meandros da economia ecológica diz respeito ao fato de que fazer a economia parar de crescer não significa, consequentemente, parar de se desenvolver.

Destaque nos Cinemas em Agosto

ciÊNCIA

16

Pesquisadores conseguem “desligar” cromossomo extra responsável pela síndrome de Down

Planes Estreia: dia 9 P50

Pesquisadores descobriram uma maneira de silenciar um cromossomo extra conhecido por causar trissomia 21, ou síndrome de Down.

P32 lazer GEORGIA STATE RAILROAD MUSEUM

VARIEDADES UTILIDADE PÚBLICA PASSATEMPO

42 44 48

Localizado na antiga Central da Geórgia Railway Savannah e instalações de terminais, Georgia State Railroad Museum é um impressionante marco histórico nacional, que faz parte de um Distrito National Historic Landmark.

imigração

20

boa forma

30

Vistos disponíveis para cônjuges e Cavitação: O segredo filhos de residentes permanentes para um corpo escultural O mês de agosto está trazendo algumas novidades para alguns imigrantes. Pela primeira vez, a lista de espera de vistos para certos parentes de residentes permanentes está corrente. Mas, o que isso quer dizer? Como isso pode afetar estes imigrantes à espera de um visto?

Veja ainda

Qual é a mulher que não sonha com um corpo fabuloso, onde a gordura localizada fosse eliminada de forma definitiva?

AGENDA RELIGIÃO DICAS FRAGRÂNCIAS COMPORTAMENTO CARREIRA ENTRETENIMENTO Viver Magazine

Agosto 2013

6 28 34 36 38 42 50 3


Editorial

A evolução da ciência, da tecnologia e também da raça humana tem acontecido em uma velocidade nunca antes observada. Com relação à informação, a sensação que eu tenho é que enquanto dormimos, perdemos o fio da meada. Tirar algumas horas para relaxar sem estar conectado ao mundo atual se tornou uma atitude de risco. O Consolo é pensar na ciência, que dia após dia nos surpreende com novos recursos e novas descobertas, com isto nos enche de esperanças com relação às doenças que ainda não tem cura. A Síndrome de Down sempre foi um mistério para os pais, que ainda nos dias de hoje, não sabem como lidar com filhos que possuem a síndrome. Alguns superprotegem, outros exigem demais, mas a medida certa para orientar e educar os filhos com Down quase nunca é encontrada. A maioria dos pais, não tem dinheiro para procurar ajuda terapêutica e isto dificulta o aprendizado e o desenvolvimento da criança. Já vimos pela TV, pessoas (adultos e crianças) que possuem a síndrome de Down e mesmo com algumas ou com muitas limitações, conseguem trabalhar, ter uma vida social, se desenvolver como artistas e principalmente, conseguem se estabelecer um ótimo relacionamento com a família e amigos. Mas a maioria das crianças com Dawn, principalmente

as que são superprotegidas pelos pais, por vários motivos, entre eles o mais recorrente, o medo do preconceito e da discriminação na escola, nas ruas e até mesmo por parte de familiares, acabam ficando prejudicados e com limitações em diversas áreas. Mas como eu disse antes, a ciência existe para nos surpreender e neste tema, parece que estamos chegando perto de uma grande descoberta e enfim, de uma solução. Outro tema que também achei importante resaltar nesta edição, foi a maturidade e o potencial de quem já viveu uma vida inteira e, por isto pode, com a experiência dos erros e acertos da vida, ser a garantia do sucesso de uma empresa. No Brasil nem tanto, mas nos países de primeiro mundo, contratar pessoas que já se aposentaram para colaborar, trabalhar em cargos de grande responsabilidade e experiência e também para aconselhar, dando palestras e treinamentos para os demais, é uma prática bastante comum. Quem tem mais idade tem muito a ensinar, conhece de tudo um pouco e a experiência conta pontos super positivos em todas as áreas. Por isto eu recomento a matéria que preparamos sobre “O Poder Grisalho”, você vai gostar! Como sempre, cuidar da beleza e viver bem com sigo mesmo (isto tanto para as mulheres quanto para os homens) também são sempre assuntos em destaque em nossas edições. Pensando nisto, resolvemos falar um pouquinho sobre perfumes, cada pessoa se identifica com aromas diferentes e você pode até não saber, mas o seu corpo trabalha melhor quando você usa o perfume certo. Encontre também nas paginas da Viver Magazine, dicas de eventos, cinema e lugares interessantes para visitar, além de serviços e produtos da melhor qualidade, oferecidos pelos nossos anunciantes, que estão sempre promovendo e trabalhando em prol de um melhor atendimento e da satisfação de seus clientes.

Dilla Campos Publicadora Viver Magazine

Junte-se a nós no

publicadora Dilla Campos vivermagazine@gmail.com DireçÃO de arte / projeto gráfico Saulo Oliveira S2dm.com contact@s2dm.com COLUNISTAS Dilla Campos Márcia Silva Fernanda Hottle Isaac Cotto Ada Egbufor COLABORADORES Kamilla Oliveira Joel Soto Ana Paula Rangel Lucas Campos Consulado Geral do Brasil FOTOGRAFIA Dilla Campos S2dm Indy Zanardo Nalege para anunciar 770.953.4250 vivermagazine@gmail.com DISTRIBUIÇÃO Metro Atlanta, GA TIRAGEM 5000 cópias

A Viver Magazine® é uma publicação independente com a finalidade de informar a comunidade brasileira e divulgar produtos e serviços que sejam de interesse dessa comunidade. As informações aqui veiculadas são resultado da demanda de nossos leitores e variam de acordo com a atualidade, podendo ser alteradas sem aviso prévio. Esta é uma publicação aberta a participação de leitores e da comunidade brasileira em geral, na qual encorajamos e agradecemos. A publicação de conteúdo e fotografias enviadas para a redação está sujeita a aprovação e disponibilidade de espaço e não é prometida ou garantida. Os anúncios aqui contidos, bem como seus conteúdos são de responsabilidade de cada anunciante. A diversificação e conteúdo dos artigos são de responsabilidade de seus autores e não refletem necessariamente a opinião desta publicação. Todo e qualquer conteúdo e anúncio aqui contidos são de propriedade da Viver Magazine e não devem ser reproduzidos total ou parcialmente. A versão impressa desta publicação é gratuita, assim como nossa versão online. Outros veículos de comunicação online na qual fazemos parte estão à disposição de nossos anunciantes e da comunidade em geral no Facebook e em nosso portal: www.vivermagazine.com. É proibida qualquer reprodução impressa ou digital, cópia do conteúdo, matérias, anúncios ou elementos visuais, bem como do projeto gráfico apresentados na Viver Magazine com base na LEI DE DIREITOS AUTORAIS Nº 9.610, DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998, com respaldo internacional.

www.vivermagazine.com

4

Viver Magazine

Agosto 2013


Viver Viver Magazine Magazine Agosto Janeiro 2013 2013

5


Agenda

28

24 e 25

24

Grant Park Summer Shade Festival

Horário: 2:00 PM - 7:00 PM Local: Woodruff Park Atlanta Mais informações: 877-725-8849 www.germanbierfest.com

Local: 840 Cheroke Avenue Southeast Atlanta, GA 30312 Mais informações: (404) 521-0938

The Color Run

Mythbusters: Behind the Myths Tour

Horário: 8:00 PM Com Adam Savage & Jamie Hyneman Endereço: 660 Peachtree Street NE, Atlanta, Georgia 30308 www.foxtheatre.org

www.thecolorrun.com

30 Dragon Con Horário: 10:00AM - 8:00AM Local: 5436 Riverdale Rd, Atlanta, GA 30349 Mais informações: 404-669-0773 www.dragoncon.org

17

10th German Bierfest

Até 9 de Setembro 17

Rumpelstiltsking

Saturday Morning Cartoons

Horário: 10:00 AM Local: Aarons Amphitheatre at Lakewood Endereço: 660 Peachtree Street NE, Atlanta, Georgia 30308 www.foxtheatre.org

15 Movie in Central Park - Atlantic Station / The Goonies Local: Atlantic Station 231 18th Street NW Atlanta, GA 30363 Mais informações: 404-733-1221 www.atlanticstation.com

Center For Puppetry Arts Local: 1404 Spring St. NW Atlanta, GA 30309 Informações: 404-873-3391 www.puppet.org

25

18

Hammonds House Museum Features Female Artists: Re-Imagining Horário: 2:00 PM Local: Hammonds House Galleries Endereço: 503 Peeples St SW Atlanta, GA 30310 www.hammondshouse.org

Extreme Mammals Fernbank Museum of Natural History Local: 767 Clifton Rd NE Atlanta, GA 30307 Informações: 404.929.6300 www.fernbankmuseum.org

* Todas as programações estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.

6

Viver Magazine

Agosto 2013

Fotos: Divulgação

Agosto


Viver Magazine

Agosto2013 Junho 2013

7


Foto: banco de imagem

Capa

Superação – Não existem limites para quem tem força de vontade! A falta de um dos membros do corpo ou uma deficiência psicomotora, a impossibilidade de andar, de mover-se ou de ver não são suficientes para impedir a vontade de vencer ou encontrar um novo sentido para vida. Dedicação, força de vontade e superação fazem parte do dia a dia das pessoas que nascem ou adquirem deficiências físicas.

8

A superação através do esporte por exemplo, mostra que é possível vencer as adversidades impostas pela vida. O esporte é conhecido mundialmente por ser capaz de unir pessoas de todos os tipos em torno de um ideal, além de auxiliar na inclusão social, ajudando na saúde e melhoria da autoestima tanto dos praticantes, quanto da sociedade. Nesse sentido, existem vários esportes adaptados para deficientes, entre eles estão: basquete,natação, maratonas, hipismo, triathlon etc. Sem contar a dança, que é uma maravilhosa alternativa que pode ser adaptada para qualquer pessoa, independente de suas limitações. A superação de qualquer problemas físico ou mental, tem muito a ver com o apoio, o amor e a sabedoria com que a família lida com o assunto e principalmente com a pessoa, (adulto ou criança) com deficiência. Crianças com síndrome de Down e altismo por exemplo, se desenvolvem maravilhosamente bem nos mais diversos tipos de atividades físicas e profissionais, basta que sejam corretamente inseridas nas escolas e também na sociedade. É preciso que a família desde cedo mostre, ensine e esclareça sobre a aceitação das diferenças, banindo assim o preconceito de dentro de casa, para que ao sair de do núcleo familiar, a pessoa não se sinta excluído ou fora de padrões. Infelizmente não basta colocar as crianças com necessidades especiais em escolas comuns, para que elas sejam aceitas

pelas outras crianças. A escola é o segundo modelo de sociedade com que a criança tem contato, o primeiro é a família, e é nela que precisa ser “plantado” na mente das crianças, o respeito pelo próximo, independente de qualquer diferença física ou mental. A superação através do esporte é cada dia mais comum e cada atleta que consegue alcançar vitórias ao longo de suas vidas, tem sua história de vida, de sofrimentos e superação dos seus próprios limites, cada um deles carrega uma história que poderiam virar filme para cinema. Existem aqueles que nasceram com deficiência e aqueles que adquiriram ao longo da vida. Há atletas com lesão medular, poliomielite, amputação de pernas e de braços, deficiência visual e mental. Eles sabem, conhecem os seus limites e esta consciência é o torna possível que eles alcancem a vitoria. O mais importante é saber que não importa o quanto tudo pareça difícil ou impossível, o ser humano tem uma capacidade absurda de surpreender e isto acontece todos os dias e cada vez mais. As novas tecnologias e o avanço da ciência, colaboram para que isto aconteça. Veja abaixo verdadeiros exemplos de superação. A lista a seguir mostra 10 pessoas que, apesar de terem muitos, mas muitos fatores contra elas, encontraram seu lugar na sociedade ou revolucionaram suas causas mostrando que deficiência não é sempre uma desculpa para estagnação. Continua

Viver Magazine

Agosto 2013


Viver Magazine

Agosto2013 Junho 2013

9


9. Marla Runyan - Marla é cega, mas isso não a impediu de ser uma incrível corredora. Quando tinha nove anos ela desenvolveu uma doença chamada “Doença de Stargardt”, que causa a perda progressiva da visão. Mas Marla não desistiu e foi campeã nacional dos 5000 metros por três vezes. Em 92, ela ganhou quatro medalhas nas Paraolimpíadas. Além de ter quebrado vários recordes de velocidade, em 2001 ela escreveu sua autobiografia “Não há linha de chegada: minha vida como eu a vejo”. 8. Vincent Van Gogh - Van Gogh era um pintor holandês e é conhecido como um dos maiores pintores do mundo. Além de seus quadros é famoso também por ter cortado fora uma das orelhas. Em um período de dez anos, ele conseguiu produzir mais de 900 pinturas e 1100 desenhos. Hoje, essas pinturas valem milhões – a famosa “Retrato de Doutor Gachet” foi vendida por 82,5 milhões de dólares. No entanto ele sofria de depressão. Em 1889, ele foi internado em um hospital psiquiátrico e em 1890 ele se suicidou, com um tiro no peito.

10 Viver Magazine

Agosto 2013

Suas últimas palavras foram “a tristeza irá durar para sempre”. 7. Ludwig van Beethoven - Que Beethoven era um gênio musical todos sabem, mas que sua genialidade foi extremamente precoce é um fato conhecido por poucos. Sua primeira apresentação como pianista para uma grande audiência foi quando ele tinha apenas 8 anos. Ele estudou em Vienna, tendo como mestre nada mais nada menos que Mozart. Antes de completar 20 anos ele já era conhecido como um pianista e compositor brilhante. Mas, a partir de 1796, ele começou a perder a audição. Mesmo com esse problema ele mergulhou no trabalho e criou inúmeras sinfonias e concertos. Reza a lenda que ele, para conseguir perceber o som do que estava tocando, cortou uma parte dos pés de seu piano e colocava o ouvido no chão, para perceber as vibrações do instrumento. 6. Frida Kahlo - Uma renomada pintora mexicana que, em sua maioria, pintou retratos. Todas as suas obras são coloridas e de uma intensidade impressionante. Ela contraiu Pólio quando tinha seis anos, o que deixou sua perna esquerda bem mais fina que a direita. Frida disfarçava esse problema usando longas e coloridas saias mexicanas. Alguns especialistas acham que ela também sofria de espinha bífida, o que causa uma dor imensa e pode ter alterado a maneira com que ela andava. A dor era tanta que ela chegava a passar meses no hospital. 5. Christy Brown Brown era um escritor, poeta e pintor irlandês que teve paralisia cerebral. Por causa da doença

ele passou anos sem falar ou se mexer direito e os médicos acreditavam que sua capacidade intelectual estivesse danificada também. Sua mãe, no entanto, persistiu, e continuou a falar com ele e a lhe ensinar. Quando tinha cinco anos apenas seu pé esquerdo “obedecia” a seus comandos. Foi usando o pé que ele passou a se comunicar. Posteriormente ele teve uma recuperação e tornou-se famoso por sua auto-biografia chamada “meu pé esquerdo”. 4. John Nash - Ele que inspirou o filme “Uma mente brilhante” com Russel Crowe. Um matemático brilhante, que trabalhou em teorias inovadoras. Desde jovem ele era interessado por ciência e conduzia experimentos em seu quarto. Nash se formou em engenharia química e em matemática. Em 1959, ele começou a mostrar sinais de paranoia e no mesmo ano ele foi diagnosticado com esquizofrenia. Depois do tratamento e de sua liberação ele se internou, novamente, de forma voluntária e sofreu terapia de choque por nove anos. Depois desse período ele começou a se recuperar e seus trabalhos ficaram cada vez mais brilhantes. 3. Jean Dominique Bauby Jean era um famoso jornalista francês, editor da famosa revista Elle. Em 1995 ele sofreu um ataque cardíaco e entrou em coma por 20 dias. Depois que saiu do coma, ele desenvolveu a “síndrome do confinamento” – a pessoa tem consciência de tudo que acontece ao seu redor e suas faculdades mentais estão em perfeitas condições, mas é impossível mover um músculo do corpo sequer. Apesar de sua condição ele conseguiu escrever um livro. Quer saber como? Jean conseguia mover

apenas uma pálpebra. Uma pessoa o ajudava recitando o alfabeto. Quando ela chegava a letra que Jean desejava ele piscava. E assim ele ia formando palavras. O livro foi publicado em 97 – Bauby morreu dois dias após o lançamento.

Fotos: Divulgação

10. Sudha Chandran - Ela é uma indiana, nascida na cidade de Chenai. Ela é formada em economia em uma faculdade de Mumbai. Em uma de suas viagens de Mumbai para casa, Sudha sofreu um acidente e precisou amputar a perna. Ela recebeu uma prótese e, lutando contra sua deficiência, acabou se tornando uma das mais aclamadas dançarinas indianas, recebendo convites para se apresentar em vários lugares do mundo.

2. Stephen Hawking - Stephen Hawking é um famoso físico teórico britânico com mais de 40 anos de carreira. Seus livros o tornaram um membro da Sociedade Real de Artes, um membro da Pontifícia Academia de Ciências e, no ano passado, ganhou a Medalha Presidencial da Liberdade, uma das maiores honrarias nos EUA. Hawking tem seu corpo comprometido por uma doença neurológica chamada Esclerose Amiotrófica Lateral. Os sintomas apareceram quando ele era um estudante universitário em Cambridge. Ele simplesmente perdeu o equilíbrio e caiu. Os médicos disseram que ele não sobreviveria mais de dois ou três anos. Seus movimentos foram comprometidos gradualmente, mas sua capacidade intelectual está intacta e ele faz questão que todos saibam disso com suas grandes realizações. 1. Hellen Keller - Ela foi autora, ativista política e palestrante. Só tem um detalhe – ela era surda e cega. A forma com que a professora de Keller, Annie Sullivan, ultrapassou o casulo imposto pela condição da aluna e a ensinou a se comunicar ficou conhecido no mundo inteiro através de um filme que mostrou a vida de Hellen. Ela soletrava palavras com as mãos de Hellen – como por exemplo “boneca”, e depois dava a sua aluna uma boneca nas mãos. Quando cresceu, Hellen viajou por 39 países, fez campanhas contra a guerra e palestras sobre os direitos dos trabalhadores e socialismo.


Viver Magazine

Agosto 2013

11


Foto: banco de imagem

Economia

Parar de crescer não significa parar de desenvolver Um dos pontos mais importantes discutidos nos meandros da economia ecológica diz respeito ao fato de que fazer a economia parar de crescer não significa, consequentemente, parar de se desenvolver. Marcus Eduardo de Oliveira, Economista

O que os economistas com uma visão mais apurada da questão ambiental desejam é justamente obter desenvolvimento. O que esses mesmos economistas tanto condenam é o crescimento conseguido sob as ruínas da degradação do capital natural. Assim, a economia ecológica não se coloca contra o desenvolvimento, mas sim contra as elevadas taxas de crescimento que inflam

12 Viver Magazine

a economia à custa de piorar o meio ambiente, e, por conseguinte, a qualidade de vida. Em termos de definição, crescimento é o aumento na produção, na parte física; em outras palavras é “mais quantidade”. Desenvolvimento, por sua vez, supera essa idéia e busca “mais qualidade”. Com tecnologia e inovação, é possível produzir a mesma quantidade de bens, porém

de forma eficaz, com qualidade. A ideia fundamental então é a seguinte: produção deve servir para repor, e não para acumular. Hoje, vivenciamos o contrário. A preocupação primeira da economia tradicional é produzir para acumular. Entender isso passa primeiramente pela necessidade de se ter em conta que o desenvolvimento não está ligado ao crescimento econômico. Trata-se Continua

Agosto 2013


Viver Magazine

Agosto2013 Junho 2013

13


14 Viver Magazine

Agosto 2013

Foto: banco de imagem

Foto: banco de imagem

de pura e cristalina ilusão achar que fazendo a economia crescer atinge-se, por consequência, o desenvolvimento. Logo, por essa perspectiva, o processo entendido como “desenvolvimento econômico” (qualidade) não só é desejável como é perfeitamente possível, ainda que não haja crescimento (mais quantidade) da economia. A questão primordial nos parece ser essa: se continuarmos colocando a economia sob as bases do processo produtivo que responde apenas (e em nome) pelos (dos) ganhos do mercado de capitais, não se logrará sucesso algum, visto que esse mercado somente tem olhos para a “quantidade”. O que é necessário fazer, e isso não é tarefa fácil, é direcionar a produção para o atendimento exclusivo das necessidades humanas, que não necessariamente passam pela questão do “ter”. Para isso é imprescindível colocar a economia a serviço das pessoas, rompendo-se assim com a situação tradicional que tem vigorado por longo tempo que insiste em colocar as pessoas a serviço da economia. Urge entender, definitivamente, uma premissa relativamente simplista: a economia, em larga medida, precisa fazer sua volta às origens que remontam aos tempos em que estava incubada nos aspectos da Filosofia Moral, quando os clássicos, na elaboração de seus primeiros

Compreender isso, de certa forma, ajuda a romper com a lógica de que a economia deva ser vista meramente como uma ciência que dita e direciona os rumos apenas do mercado em seu bel-prazer, como se o mercado fosse unicamente responsável por gerar felicidade e bem-estar. Antes disso, é oportuno salientar que a economia - sendo uma disciplina pertencente ao campo das humanidades - deva estar preocupada exclusivamente com o bem-estar das pessoas, tomando a noção básica de que se trata de uma ciência feita pelas pessoas e para as pessoas. Por sinal, a economia nasceu para isso; para fazer as pessoas prosperarem no aspecto mais básico e

“tratados”, orientavam à economia (atividade produtiva) para que as pessoas com isso atingissem o bem-estar comum, a felicidade plena. Na esteira desse comentário, é de bom alvitre salientar que a felicidade, embora encontre morada em uma base conceitual de total subjetividade, nunca esteve ligada a posse de dinheiro. Dentro dessa perspectiva, não é o mercado então, como insistem alguns e como quer fazer prevalecer a economia tradicional, um lugar “sagrado” onde se encontra à venda uma mercadoria chamada “felicidade”. Felicidade não é (e nunca foi) uma mercadoria; logo, não tem preço!

elementar: atingir qualidade de vida. Querer medir o desempenho (melhoria) de uma sociedade pelo que se pode (ou se deseja) comprar num shopping center é fazer da vida uma mera questão mercadológica, tipificando as coisas pelo sistema de preços. Definitivamente, a ciência econômica precisa superar essa visão antiga e prosperar sobre a afirmação de que depende totalmente das coisas da natureza, daí a necessidade suprema em se praticar a preservação e a sustentabilidade, para que com isso ocorra sua efetiva consolidação de ciência social que esteja a serviço de melhorar a vida das pessoas.


Viver Magazine

Agosto 2013

15


Foto: banco de imagem

Ciência

Pesquisadores descobriram uma maneira de silenciar um cromossomo extra conhecido por causar trissomia 21, ou síndrome de Down.

Pesquisadores conseguem“desligar” cromossomo extra responsável pela síndrome de Down

FundaçÃO Sindrome de Down

Cientistas da Universidade de Massachusetts (EUA) usaram um gene RNA para silenciar o cromossomo responsável pela condição, o que poderia abrir novas possibilidades para o estudo da doença. Pessoas com síndrome de Down têm três cópias do

16 Viver Magazine

cromossomo 21, em vez de duas. Isto leva a deficiência cognitiva e doença de Alzheimer de início precoce. Também pode causar outras complicações, tais como deficiências cardíacas. A equipe usou um gene chamado XIST, que tipicamente Continua

Agosto 2013


Viver Magazine

Agosto 2013

17


silencia ou desliga um dos cromossomos X encontrados no sexo feminino, como inspiração para o estudo. O XIST é criado durante o desenvolvimento precoce de um dos dois cromossomos X na mulher, e tem a capacidade de impedir que o DNA do cromossomo X seja expresso para produzir proteínas. Isto torna os genes no cromossomo silenciosos. Usando essa ideia, a equipe coletou células-tronco pluripotentes induzidas a partir de células de fibroblastos doadas por um paciente com síndrome de Down. Os investigadores usaram tecnologia da nuclease dedos de zinco para inserir o XIST no cromossomo 21 extra. Os resultados mostraram que ele conseguiu silenciar os genes do cromossomo extra com sucesso. Os níveis de expressão do gene retornaram a um estado mais normal. Também mostraram que XIST é capaz de reverter os problemas com proliferação celular e diferenciação de células neurais encontrados em células de pessoas com síndrome de Down. Depois de inserir o XIST no cromossomo extra, as culturas de células individuais tratadas com a técnica revelaram um crescimento mais forte, mais rápido. A equipe espera que esta descoberta um dia ajude a cortar o aparecimento de demência precoce em cerca de 60% dos pacientes com a síndrome. A curto prazo, a correção de células com síndrome de Down acelera o estudo da patologia celular. A longo prazo, os pesquisadores visam o desenvolvimento potencial de terapias de cromossomos que utilizem estratégias epigenéticas para regulá-los. A técnica já se mostrou promissora com outras doenças semelhantes, como síndrome de Edwards e síndrome de Patau. Não é, no entanto, uma cura milagrosa. “A longo alcance, sua possibilidade é incerta”, explica a principal autora do estudo, Jeanne B. Lawrence. Antes de a comunidade médica começar a mexer com o código genético das pessoas, muito mais pesquisa tem que ser feita. O próximo passo são estudos com ratos, nos quais cientistas

18 Viver Magazine

Agosto 2013

devem injetar o XIST em camundongos embrionários em estágio inicial. Uma condição de muitas condições Em nascidos vivos, a síndrome de Down é a trissomia mais frequente. A condição leva a características físicas peculiares, como olhos, face e mãos característicos. Também pode causar vários problemas de saúde, incluindo defeitos cardíacos, declínio intelectual, envelhecimento prematuro e demência, além de certas formas de leucemia, um tipo de câncer de sangue. A nova técnica desenvolvida na pesquisa poderia ajudar a criar uma terapia celular para pacientes com Down, por exemplo. Os médicos poderiam coletar e derivar células-tronco das células do próprio paciente, corrigir a trissomia em laboratório, e realizar um transplante dessas novas células sem o cromossomo extra para que o paciente fabrique células sanguíneas saudáveis a partir de suas próprias células-tronco que, em seguida, não promoverão leucemia. Estudando a doença Os pesquisadores explicam que a capacidade de gerar células-tronco com e sem a trissomia 21 da mesma pessoa pode levar a uma melhor compreensão de como os problemas ligados à síndrome de Down se originam. As linhas de células seriam geneticamente idênticas, exceto pelo cromossomo extra. Sendo assim, seria possível comparar como as duas linhas de células formam células nervosas do cérebro, para saber os efeitos que a trissomia 21 têm em um neurônio em desenvolvimento, o que por sua vez pode ajudar os cientistas a compreender os problemas cognitivos enfrentados pelos pacientes com Down ao longo da vida adulta, como o declínio mental. Semelhantes abordagens comparativas poderiam tentar compreender as bases do envelhecimento prematuro ou dos defeitos cardíacos adjacentes à condição genética. Por fim, a formação de trissomias é também um problema na aérea de

pesquisa de células em laboratório. Por exemplo, na aérea de pesquisa em medicina regenerativa com células estaminais, trissomias indesejáveis frequentemente surgem na criação de culturas de células; a nova técnica poderia ser usada para retirá-las. Como funciona O Dr. Li B. Li, do Departamento de Medicina da Universidade de Washington, foi o principal autor da pesquisa, ao lado do pesquisador de terapia genética Dr. David W. Russell, professor de medicina e bioquímica, e da Dra. Thalia Papayannopoulou, professora de medicina. Descobrir as técnicas exatas para a remoção do cromossomo extra foi complicado. Os pesquisadores utilizaram um vírus para carregar um gene estranho chamado TKNEO a um ponto particular no cromossomo 21, precisamente dentro de um gene chamado APP. O transgene TKNEO foi escolhido devido à sua resposta prevista para a seleção positiva e negativa em meios de crescimento específicos de laboratório. Quando cultivadas em meios que eram “negativos” (ruins) ao TKNEO, a razão mais comum para que as células sobrevivessem era a perda espontânea do cromossomo 21, que estava abrigando o gene. Outras táticas de sobrevivência foram mutações pontuais, que são pequenas alterações individuais em pares de bases de DNA; silenciamento do gene, o que significou que o TKNEO foi “desligado” pela célula; ou exclusão do TKNEO. De acordo com Russell, uma das principais vantagens desta técnica é se livrar totalmente do cromossomo extra: uma vez que ele se foi, nada foi deixado para trás. “Pesquisadores de terapia genética tem que ter cuidado para que suas abordagens não causem toxicidade genética”, disse ele. Isto significa, por exemplo, que a remoção de um cromossomo não deve quebrar ou reorganizar o código genético restante, o que, de fato, esse método não fez.


Viver Magazine

Agosto 2013

19


Foto: banco de imagem

Imigração

Vistos disponíveis para cônjuges e filhos de residentes permanentes O mês de agosto está trazendo algumas novidades para alguns imigrantes. Pela primeira vez, a lista de espera de vistos para certos parentes de residentes permanentes está corrente. Mas, o que isso quer dizer? Como isso pode afetar estes imigrantes à espera de um visto? Fernanda N. Hottle, Advogada

“Categorias familiares” e “Boletim de vistos” As leis de imigração permitem que certos imigrantes, parentes de cidadãos americanos ou de residentes permanentes (os portadores de green card) sejam beneficiados com vistos de imigrantes por meio do parentesco. Se você tem um cônjuge, pai, mãe, filho(a) ou irmã(o) que seja cidadão americano, ou cônjuge, pai, ou mãe que seja residente permanente, você tem a chance de obter o seu próprio green card. O tempo de espera, no entanto, irá depender do parentesco em questão. Estado civil e idade também terão a sua influência em 20 Viver Magazine

certos casos. Por exemplo, as leis de imigração determinam que cônjuges, pais e filhos menores de 21 anos de cidadãos americanos não precisam “entrar na fila.” Isso não só quer dizer que não há limites de vistos de imigrante quando se trata desses parentes, que são referidos na lei como “parentes imediatos,” mas também que não há um período de espera para eles. Basta que o cidadão americano inicie o processo imigratório a favor desses parentes, e uma vez aprovado o imigrante recebe o seu green card. Todos os outros parentes beneficiados têm que se submeter à fila de es-

pera. A lei divide tais parentes em categorias. A espera existe porque a lei determina uma quota anual específica para cada categoria. Uma vez os vistos sendo exauridos no ano para aquela categoria específica, as demais petições seguem na fila até que chegue a sua vez de receber o visto. As categorias são divididas em familiar e de emprego. Esse artigo irá concentrar-se somente nas categorias familiares. A lei divide as categorias familiares da seguinte forma: F1 – filhos(as) solteiros(as), com 21 anos ou mais, de cidadãos americanos; F2A – cônjuges e filhos(as) menores de Continua

Agosto 2013


Viver Viver Magazine Magazine

Outubro 2012 Agosto 2013

21 21


21 anos de residentes permanentes; F2B – filhos(as) solteiros(as), com 21 anos ou mais, de residentes permanentes; F3 – filhos(as) casados(as), com 21 anos ou mais, de cidadãos americanos; F4 – irmãos(ãs) de cidadãos americanos. Além da divisão por parentesco, idade e estado civil (em alguns casos), a quota também é baseada no país de origem do imigrante. Atualmente, cada país só pode receber o máximo de 7% do total de vistos alocados para as categorias familiar e de emprego. Nos países em que a demanda sempre ultrapassa o limite de vistos oferecidos, ou seja, a demanda é maior do que 7%, há uma divisão proporcional. Atualmente esses países são México, Índia, Filipinas e China. Os vistos são oferecidos por ordem de chegada; recebe primeiro quem pede primeiro. Mesmo assim, a espera pode levar anos dependendo do seu parentesco. Por exemplo, irmãos(ãs) de cidadãos americanos estão tendo que esperar entre 12 a 23 anos para ter um visto disponível. A data é contada a partir do recebimento da petição pela imigração (USCIS). Essa é a chamada “data de prioridade,” e é a data em que nos baseamos para determinar quanto tempo em média o imigrante teria que esperar por um green card. Todo mês, o Departamento de Estado americano emite um documento chamado “boletim de vistos” informando as datas de prioridade que estão sendo processadas de acordo com as diferentes categorias. Se a sua data de prioridade for anterior à data alistada no boletim para a sua categoria, isso indica que já está na hora de prosseguir com o seu processo para finalmente receber o seu green card. Categoria F2A “corrente” No que parece ser uma situação in22 Viver Magazine

Agosto 2013

édita, o boletim de vistos do mês de agosto está apresentando a categoria F2A – cônjuges e filhos(as) menores de 21 anos – como “corrente.” Isso quer dizer que não há um período de espera, e todas as petições já apresentadas ao USCIS ou que sejam apresentadas a partir de agosto dentro dessa categoria poderão ser processadas imediatamente. Isso é, definitivamente, uma excelente notícia, especialmente levando-se em conta que até o mês passado o boletim estava apresentando o USCIS como processando petições de 2011. No entanto, é extremamente importante que os imigrantes que possam se beneficiar da atualização do boletim na categoria F2A prossigam com muita cautela. São muitos os fatores a serem considerados antes de enviar a sua petição ao USCIS, e nem todos os cônjuges e filhos(as) menores de 21 anos de residentes permanentes serão beneficiados. Por exemplo, se você é casado com um residente permanente, está nos Estados Unidos e deseja receber o seu próprio green card através do seu cônjuge, você terá que apresentar um I-94 atualizado ao enviar a sua petição ao USCIS para ter a oportunidade de ajustar o seu status sem ter que sair do país. Se o seu cônjuge já deu entrada na sua petição I-130 há algum tempo e você estava esperando ansioso pela atualização do boletim de vistos para seguir com o seu processo, a única chance que você terá de seguir com o seu caso sem sair do país será se você entrou inicialmente com um visto e manteve o seu status atualizado até agora. Se esse não for o caso, a sua única chance seria prosseguir com um processo consular, em que você teria que retornar ao Brasil para uma entrevista no Consulado e, dependendo de quanto tempo você já está aqui fora de status, entrar com um pedido de perdão por sua presença ilegal no país, pedido esse que levaria vários meses tramitando e você teria que esperar pela decisão no Brasil. As

pessoas que trabalharam ou trabalham nos Estados Unidos sem permissão também estão impedidas de prosseguir com o ajuste de status nos Estados Unidos, mesmo que o I-94 ainda esteja em vigor. Os filhos de residentes permanentes menores de 18 anos, mesmo ainda não tendo presença ilegal no seu record, também não poderão ajustar o seu status sem sair do país se estiverem com o seu I-94 vencido. Mesmo que você não esteja qualificado para seguir com a sua petição nos Estados Unidos, se informe. Talvez haja outras alternativas que você desconhece permitindo a sua legalização antes do que você imagina. Consulte um advogado licenciado São muitas as hipóteses a serem consideradas, e todo cuidado é pouco. Por mais que o seu caso pareça simples, e pessoas inabilitadas ao fazerem uma análise jurídica digam que não há problema, não corra o risco de cometer um erro que pode levá-lo a prejudicar o seu caso de forma permanente. Procure um advogado licenciado, ou seja, um profissional que tenha uma licença emitida pelo Conselho de Advogados americanos e que pratique especificamente na área de imigração. Procurar pessoas inabilitadas só porque elas cobram menos do que um advogado licenciado é tolice, No final o barato pode sair muito mais caro e você pode ver o seu sonho de viver legalmente nos Estados Unidos virar cinzas. Seja direto, pergunte se o profissional é licenciado nos Estados Unidos; licença de advocacia de outros países de nada vale aqui. Peça para ver a carteira do profissional. Não se acanhe. Os profissionais que se preocupam verdadeiramente em ajudar sabem que há muitos falsários se aproveitando dos imigrantes, e não irão se ofender com as suas perguntas. É o seu futuro, você tem o direito de ser exigente. Quer lidar com um advogado licenciado que fala a sua língua? Será um prazer ajuda-lo. Fernanda Hottle, (404) 590-2445.


Viver Magazine

Agosto 2013

23


24 Viver Magazine

Agosto 2013


Viver Magazine

Agosto Julho 2013 2013

25


26 Viver Magazine

Agosto 2013 Janeiro


Viver Viver Magazine Magazine Agosto Janeiro 2013 2013

27


Foto: divulgação

Religião

Jornada Mundial da Juventude A Jornada Mundial da Juventude é um evento da Igreja Católica criado pelo Papa João Paulo II em 1984, que reúne milhões fieis de todo o mundo, sobretudo os jovens. Com duração de cerca de uma semana, promove eventos como catequeses, adorações, missas, momentos de oração, palestras, shows, teatro, etc... A JMJ reúne milhares de jovens para celebrar e aprender sobre a fé católica e para construir pontes de amizade e esperança entre continentes, povos e culturas. O evento é realizado em uma cidade escolhida pelo Papa. Nos anos intermediários, as Jornadas acontecem localmente, no Domingo

28 Viver Magazine

Agosto 2013

de Ramos, pelas dioceses ao redor do mundo. Para cada Jornada, o Papa sugere um tema. Este ano, o coração da JMJ foi o Rio de Janeiro, onde milhares de católicos de todas as idades, vindos de todo o Brasil e de muitos outros países, fizeram da última semana de julho 2013, a semana mais importante do ano para a Igreja católica. Desde o início dos protestos no Brasil, em Junho 2013, uma das principais preocupações do Governo brasileiro foi a garantia da segurança do Papa durante a sua visita, que decorreu de 22 a 28 de Julho. Apesar de ter acontecido algumas manifestações isoladas, elas não

tiraram o foco e nem minimizaram “para os católicos” a importância da JMJ e principalmente da visita do Papa Francisco ao Brasil. Desde a sua posse, o Papa Francisco tem demonstrado ser uma pessoa simples e que gosta de se sentir próximo ao fieis, solidário aos problemas comunitários e, principalmente consciente dos problemas da igreja (Principalmente no Vaticano) com relação a corrupção e pedofilia. Durante a sua visita ao Brasil, ele incentivou os jovens a serem “revolucionários” e pregou a paz entre as pessoas e no mundo. Foi simpático, dispensou regalias e fez questão de se aproximar ao máximo da multidão de fieis que o esperava. Na oportunidade, o Papa Francisco aproveitou para informar que a próxima cidade a sediar a Jornada Mundial da Juventude será a Cracóvia, na Polônia, em 2016. O papa Francisco despediu-se dos brasileiros pedindo orações por ele e terminou o discurso dizendo “até breve”, em uma confirmação de que pretende voltar ao Brasil em 2017.


Viver Magazine

Agosto Julho 2013 2013

29


Foto: banco de imagem

Boa Forma

Cavitação: O segredo para um corpo escultural Entre mulheres

Qual é a mulher que não sonha com um corpo fabuloso, onde a gordura localizada fosse eliminada de forma definitiva? Se até ao momento a solução mais eficaz para resolver este tipo de problema era a lipoaspiração, frequentemente evitada por se tratar de um método invasivo com eventuais complicações associadas, a verdade é que existe uma técnica que garante os mesmos resultados, atuando de uma forma segura, não invasiva e

30 Viver Magazine

Agosto 2013

da gordura contida nessas células, que se processará através do sistema linfático e urinário. Em caso algum esta gordura entrará em contacto com o sangue, pelo que não faz qualquer sentido o mito de que a cavitação contribui para o “sangue gordo”.

indolor – a Cavitação. Como funciona?

Cavitação vs. Lipoaspiração

Os aparelhos utilizados na cavitação funcionam à base de ultra-sons de baixa frequência, que vão induzir a formação de microbolhas de ar sob o tecido adiposo. As células gordas têm uma membrana muito tênue que se fragmenta sob a pressão exercida pelas microbolhas, libertando a gordura que contêm. Este processo vai permitir, mais tarde, a eliminação completa

Ao contrário da lipoaspiração, por exemplo, a grande vantagem da cavitação é que permite esculpir o corpo, eliminando facilmente as gorduras em excesso, ao mesmo tempo que torna desnecessário os exames e consultas pré-operatórios, anestesia, intervenção cirúrgica, cuidados pós-operatórios e período de recuperação, com os inerentes riscos a todo o processo cirúrgico. Durante a cavitação não é utilizada qualquer técnica de sucção ou


outras técnicas invasivas pelo que, para além de ser de um tratamento seguro, é também um tratamento indolor. Após o tratamento, o cliente pode regressar imediatamente à sua rotina quotidiana.

tratamentos poderão, sim, ser utilizados como coadjuvantes da cavitação, com o objetivo de acelerar a eliminação das gorduras supérfluas e manter resultados mais duradouros.

A cavitação tem resultados efetivos? Os resultados obtidos com a utilização desta técnica têm vindo a revelar-se muito bons, na medida em que a cavitação permite eliminar definitivamente a maioria das células adiposas. E estes resultados são, habitualmente, visíveis logo na primeira sessão. A cavitação permite perder uma média de 6 a 8mm por sessão. Cada sessão deverá ser dedicada unicamente a uma zona – abdômen, glúteos, zona externa ou interna da perna ou outras. Comparativamente a outros tratamentos de remodelação do corpo, como as massagens, drenagem linfática, endermologia ou mesoterapia, a cavitação tem como principal vantagem o fato de os resultados serem muito rápidos e visíveis logo após a primeira sessão. Estes outros

Qual a duração dos tratamentos? Para se obterem resultados totalmente satisfatórios, devem ser realizadas entre 6 a 10 sessões de cavitação. No entanto, este número poderá variar de pessoa para pessoa, bem como de acordo com a área a tratar. Geralmente, os tratamentos têm uma duração média de 45 minutos e devem ser realizados com um intervalo de cerca de 3 dias. Quais os cuidados de manutenção necessários? Para assegurar a manutenção dos resultados conseguidos com a cavitação, é necessário ter alguns cuidados que, no fundo, não são mais do que os cuidados habituais que todas deveríamos ter com o nosso corpo. Destes destacam-se a indispensabilidade de uma alimentação

saudável (evitar o consumo de alimentos ricos em gordura), uma ingestão de água abundante (beber cerca de 2 litros de água por dia) e a redução dos hábitos sedentários. Para manter os resultados obtidos com a cavitação, deve ainda fazer-se algumas sessões de manutenção, sendo recomendado uma média de 3 sessões de cavitação por ano. Existem contraindicações para este tipo de tratamento? Embora a cavitação seja um método completamente seguro, existem algumas situações em que o seu uso está contraindicado. Destes, destacamse a aplicação do aparelho sobre feridas, varizes, lábios, rosto, mucosas, seios e pescoço e na zona torácica, nomeadamente sobre o coração. A cavitação também está contraindicada em grávidas, pessoas com problemas dermatológicos, portadores de pacemaker e/ou próteses, doentes do foro oncológico, diabéticos, pessoas com problemas de tiroide e hipertensão arterial.

Viver Magazine

Agosto 2013

31


Lazer

GEORGIA STATE RAILROAD MUSEUM

Localizado na antiga Central da Geórgia Railway Savannah e instalações de terminais, Georgia State Railroad Museum é um impressionante marco histórico nacional, que faz parte de um Distrito National Historic Landmark. Desfrute de perto a plataforma 32 Viver Magazine

Agosto 2013

giratória totalmente operacional, aprenda sobre os vários vagões históricos e de material circulante em exibição. É possível fazer um passeio em uma locomotiva a vapor construiída em 1913. De qualquer forma, você não vai querer perder um passeio em Savannah.

Georgia State Railroad Museum é a maior e mais completa instalação de reparação da estrada de ferro antes da guerra ainda em existência, no mundo! Georgia State Railroad Museum oferece uma variedade de programações diárias. A partir de visitas guiadas


Foto: divulgação

Foto: divulgação

no Museu. Há sempre algo interessante para ver e fazer! Coastal Heritage Society controla o museu, proporcionando experiências educativas para os moradores locais, turistas, excursões escolares, grupos de terceira idade, casamentos e recepções, eventos corporativos, e outras atividades. Exceto para os dois locais mais novas, as propriedades são abertas 09:00 AM - 05:00 PM 362 dias por ano, além de atividades after-hours. Museu das Crianças tem uma estrutura de horas sazonal, e Pin Point está atualmente aberto apenas aos sábados. A Sociedade segue o Secretário de Diretrizes do Interior na preservação de seus muitos edifícios e objetos, restaura e exibe material circulante, realiza interpretação interativa em todos

os seus locais, apresenta uma série anual de palestras e oferece programas educacionais incluindo-os no museu das crianças. Os serviços adicionais incluem construção e preservação, operações ferroviárias, educação e interpretação, varejo, alimentos e bebidas, coordenação de eventos e manutenção. Coastal Heritage Society CONSTRUÇÃO E CONSERVAÇÃO A sociedade tem praticado técnicas de preservação histórica, de acordo com o Secretário de Normas do Interior para a preservação de todos os edifícios em seu cuidado por mais de três décadas e estabeleceu a sua reconhecida nacionalmente, a equipe de Preservação premiada em 2003. A equipe tem meticulosamente

realizado trabalhos em aço, alvenaria, carpintaria e outros trabalhos em edifícios da cidade de propriedade e Old Fort Jackson desde aquela época. Recentemente CHS Construção e Conservação foi criada para prestar serviços de contrato para clientes externos que necessitam de serviços de gestão de construção especializados. Rendimentos de todos os projetos de contrato beneficiam a Coastal Heritage Society na preservação histórica e programação educacional. Georgia State Railroad Museum 655 Louisville Rd. Savannah, GA 31401 912.651.6823 www.chsgeorgia.org

Viver Magazine

Agosto 2013

33


Fotos: banco de imagem

Dicas

10 Dicas para Conciliar a vida Profissional e a Família Leticia Moraes, NADAFRAGIL.COM.BR

A mulher do século 21 é atarefada por natureza. Durante anos exigimos nosso espaço no mundo corporativo. O sucesso veio! E a dupla jornada também. Conciliar a vida profissional com a pessoal é a realidade de muitas mães que trabalham fora, recém casadas que mal podem aproveitar a lua de mel, mulheres com dupla jornada; todas elas têm dificuldades em conciliar os serviços domésticos e o trabalho fora, o lazer e os compromissos, o casamento e as obrigações. O fato é que vida profissional e vida pessoal devem andar juntas. Uma não deve, de jeito nenhum, anular a outra. 34 Viver Magazine

Agosto 2013

Veja abaixo 10 dicas para conciliar a vida profissional e a família, com essas dicas você conseguirá fazer essa conciliação, sem ter que sacrificar nenhum dos dois lados:

1

JANTAR SAGRADO COM A FAMÍLIA É importante que, independente de sua agenda, você planeje jantares, com freqüência mínima de três vezes por semana com sua família. E honre esse compromisso! Esse momento é seu e da sua família, e com 24 horas em um dia, você poderá muito bem reservar pelo

menos 2 delas para conviver com seus filhos e marido.

2

FÉRIAS SÃO FÉRIAS Permita-se uma vez ao ano tirar férias com sua família. Planeje uma viagem com antecedência ou outra atividade. Isso fará você se atentar que não poderá ter compromissos naquela data, pois sua agenda já está planejada. Nada de levar o iPhone e atender ligações de negócios ou entrar no e-mail profissional de 5 em 5 minutos. Afinal, férias são férias!


3

7

4

8

5

9

ORGANIZAÇÃO É A PALAVRA-CHAVE Se você trabalha por conta própria, extrapolar os limites do horário de trabalho é fácil. Estipule que horas será o seu expediente, e respeite isso. Iniciativas como desligar o celular e guardar o notebook após o expediente, ajudará você a ter um maior controle sobre esses horários.

EXERCÍCIOS FÍSICOS PARA APROXIMAR OS CORAÇÕES Aqui vale fazer exercícios físicos com o maridão ou ser responsável em levar o filho as aulas de natação. Fazendo disso parte da sua rotina, você terá horários preestabelecidos que devem ser cumpridos. Ajudando-a passar mais tempo com pessoas que você ama. OS LIMITES EXISTEM PARA SEREM RESPEITADOS Com a competitividade no mercado de trabalho e a alta demanda de responsabilidade em cargos, é normal ver pessoas que são convocadas a fazer horas extras e trabalhar aos finais de semana. É importante você saber quanto à carga horária excessiva de trabalho está prejudicando sua vida pessoal; e saiba dizer não.

6

JÁ PENSOU EM UMA DIARISTA? Ninguém merece trabalhar o dia todo e chegar em casa ter que fazer a janta, lavar uma pilha de louças e ainda ter ânimo para ajudar o filho com os deveres de casa e ser uma amante disposta. Trabalhando tanto, você pode muito bem contratar uma pessoa a te ajudar, pelo menos nos serviços mais pesados. Assim, esse tempo que você passaria lavando a roupa, por exemplo, pode levar seu filho ao cinema.

DIVIDIR FAZ BEM Não tome para si todas as responsabilidades da casa, incentive seu marido a te ajudar nos afazeres domésticos. Afinal, ele até pode ter tido um dia exaustivo, mas vamos combinar que o seu também não foi nada fácil. QUALIDADE É MELHOR QUE QUANTIDADE Já que o tempo que você tem livre para passar com a família é menor do que você gostaria, procure sempre fazer algo produtivo. Evitar brigas desnecessárias e saber dar o braço a torcer quando estiver errada, ajudam a você dar uma qualidade melhor ao tempo que vocês passam juntos. TIRE A CAPA DE SUPER-MULHER Ser uma empresária de sucesso, mãe dedicada e presente, amante invejavelmente disposta e amiga para todas as horas é lindo. Nas revistas! Não existe mulher boa em tudo durante todo o tempo. E você não é diferente. Se dê a chance de ser humana. E tire o heroísmo da cabeça.

10

CULPA? ESQUEÇA! Para você conseguir dar uma boa qualidade de vida para sua família nas horas livres você deve estar bem consigo mesma. Existem mulheres que se sentem realizadas com a tarefa de apenas dirigir o lar. Outras não. Por isso a culpa não deve faze parte da sua vida, por correr atrás daquilo que te dá prazer.

E LEMBRE-SE… • Em relação aos filhos é importante deixar claro que a permissividade com eles é normal, pois é uma forma que os pais encontram de suprir a ausência. Mas saiba que esse caminho é perigoso. É importante saber educar o filho mesmo tendo longas horas de ausência. A imposição de limite o ajudará a ser um adulto mais consciente. • Dizer não ao marido quando se está cansada também irá te ajudar a se livrar do stress. Transar é gostoso, mas tem que ser bom para os dois. Fazer só porque ele quer não é justo nem com você, nem com ele. • Quando você estiver tendo um momento com sua família e aquela amiga te liga aos prantos porque terminou o namoro pela centésima vez, e educadamente diga que não pode falar com ela agora, mas que retorna a ligação. E retorne mesmo! Assim você tem tempo com a família e consegue ajudar a amiga, equilibradamente. • Quando estiver com a família seja presente de corpo e alma. Ficar com cara de poucos amigos ou pensando em outra coisa, pode ser pior do que uma ausência física. • Se possível, opte por empresas que prezam a qualidade de vida do profissional fora do local de trabalho. Negociar com empresas que tem essa filosofia pode ser mais fácil. • O que é combinado não sai caro. Cancelar de assistir o jogo do campeonato na escola do seu filho porque aquele cliente pediu uma reunião em cima da hora pode trazer frustrações, e sua credibilidade irá diminuir. • Envolva seu marido na sua carreira. Pois sabendo o que está acontecendo, ele irá entender porque você está irritada, e isso pode evitar brigas por motivos fúteis. Como você viu, a ideia principal aqui é a organização. Você deve saber organizar o seu tempo, assim conseguirá conciliar a carreira com a família. Isso fará você ser mais feliz e livre de culpa. Viver Magazine

Agosto 2013

35


Foto: banco de imagem

Fragrâncias

Qual é o perfume ideal para você? Você com certeza já deve ter percebido que determinadas marcas e fragrâncias simplesmente não “caíram bem” quando você tentou usá-las. Isso acontece porque cada pele tem uma “personalidade própria” e a fixação do perfume não é a mesma em todo mundo. 36 Viver Magazine

Agosto 2013

O cheiro também fica diferente de pessoa para pessoa, porque ele é diretamente influenciado por questões genéticas, transpiração, hábitos alimentares e um monte de outros detalhes que tornam as pessoas diferentes entre si. Na hora de escolher seu perfume ideal, leve em consideração essas dicas básicas para não errar na escolha. Descubra sua família olfativa preferida Os perfumes são classificados em “famílias” olfativas. Ou seja: eles são separados de acordo com a mistura de ingredientes feitos para se chegar ao resultado final, o perfume propriamente dito. Floral: a popular família que lembra o perfume das flores costuma misturar

aromas de jasmim, rosas, lírios e outras flores. Ideais para mulheres clássicas que preferem cheiros levemente adocicados.

Frutal Fragrâncias naturais que misturam morangos, maçã, pêssegos e outras frutas com cheiros marcantes. São perfumes frescos, mas também com toque adocicado.

Cítrico Frutas cítricas como laranja e limão. Ideais para serem usados durante o dia, os perfumes cítricos dão aquela sensação de “banho tomado”. Orientais: nessa família olfativa estão os perfumes mais “quentes”. São


Foto: banco de imagem

notas exóticas que mesclam orquídeas, baunilha e canela. Perfeitos para mulheres de personalidade forte e sofisticadas que querem “marcar presença” com o perfume.

Frescos Perfumes frescos costumam mesclar o cheiro cítrico ao cheiro marinho. As mulheres mais esportistas e que amam o cheiro da natureza vão curtir. Diferença entre produtos Engana-se quem pensa que “perfume é tudo a mesma coisa”. A diferença entre as colônias e os perfumes vão além do preço. A composição é completamente diferente, o que leva a uma fixação também diferente. Parfum é a fragrância nítida, da sua forma mais pura. Há maior concentração de óleos e extratos. O preço é o mais alto

e a duração na pele é bem longa. Deve ser aplicado em pouquíssima quantidade. Eau de Parfum é aquele que vemos com mais freqüência em lojas e sites. Contem menos óleos e extratos. Não é um produto barato, mas se considerarmos seu custobenefício, ele vale muito a pena. A fixação costuma ser boa e há fragrâncias para todos os gostos. Eau de Toilette é a famosa “colônia” pós-banho. É um produto mais popular e de preço mais acessível, por conter menos ingredientes. A maioria dos componentes do Eau de Toilette evapora em no máximo 4 horas. Eau de Cologne Geralmente vem em embalagens spray e duram no máximo 2 horas. Os aromas evaporam rápido. São colônias simples e de preço super em conta.

Na loja Sempre experimente os perfumes que você gostaria de comprar. De preferência, e se houver possibilidade, passe na loja em dias alternados. Num dia peça para conhecer alguns, no máximo 3, e no outro mais 3… e assim por diante. Algumas lojas disponibilizam pequenos vidrinhos com grãos de café para neutralizar os cheiros, e também há lojas que permitem que você leve para casa uma amostra pequena do perfume para experimentar durante o dia. Na loja, geralmente o perfume é borrifado na fita olfativa. Aguarde alguns instantes antes de sentir a fragrância. Detalhe: esse primeiro cheiro que você vai sentir são das notas de saída, é aquele cheirinho mais forte que você sente assim que aplica o produto. Volte a inspirar o cheiro da fita depois de cinco, seis minutos e perceba que já houve uma mudança considerável no cheiro. Borrife o perfume nos pulsos e aguarde novamente. Observe como o perfume “se comporta” na sua pele. Se você deseja que o perfume dure o dia inteiro, escolha um com boa fixação. Aquele cujo cheirinho continuou na sua pele mesmo várias horas depois que você deixou a loja. Como aplicar o perfume O ideal é que o perfume seja a primeira coisa a ser aplicada em seu corpo depois do banho. Atenção para hidratantes e desodorantes: eles devem ser neutros, com fragrâncias quase imperceptíveis, para não comprometer o cheiro do perfume que você aplicará em seguida. Se o perfume for spray, você pode espirrar, literalmente, o perfume para o alto e correr para debaixo da “nuvem”. Esse jeito divertido possibilita uma aplicação uniforme do perfume. O Eau de Parfum deve ser aplicado apenas em algumas áreas do corpo. Pulsos, atrás das orelhas, clavículas e até mesmo nos tornozelos – locais em que se pode sentir seus batimentos cardíacos. Duas gotinhas são suficientes e você evita que as pessoas ao seu redor enjoem do cheiro forte. No verão e também para o trabalho, opte por fragrâncias leves e frescas. No inverno (e na balada) você pode ousar um pouco mais e escolher uma fragrância mais marcante. Viver Magazine

Agosto 2013

37


Foto: banco de imagem

Comportamento

Quando elogios não são bem-vindos Priscilla Perlatti

Sou fascinada pela genética e pelas milhares de combinações possíveis dos nossos genes, que resultam em seres humanos tão diferentes e perfeitos. Misturas interessantes que geraram, no nosso caso, uma filha de pele branca com olhos e cabelos castanhos e outra, igualmente branca, com olhos verdes e cabelos loiros. E daí? E daí que, desde que a loirinha nasceu, comecei a me sentir uma popstar cada vez que saía com minha bebezica. Era comum as pessoas me pararem para olhar de perto a beleza ariana da minha caçula ou apontarem para ela e saírem cochichando “parece uma boneca”. Fato: bonecas bebês vêm nesse padrão mesmo. Só que, na maioria das vezes, minha morena estava junto e era, simplesmente, ignorada. E,

38 Viver Magazine

Agosto 2013

quando era notada, rolavam perguntas e comentários: “ela é sua também?”, “são irmãs?, “ah, essa outra é bonitinha também”. O que eu tenho vivenciado com as minhas filhas me faz pensar sobre o que leva as pessoas a se encantarem e tentarem reproduzir, artificialmente, os atributos da raça ariana (pele, olhos e cabelos claros). Será porque aqui esse biótipo é exótico? Será porque a mídia sugere que esse é o padrão desejável de beleza? Uma das cenas mais bizarras que já vivi sobre isso foi há alguns anos dentro de uma lanchonete. Estava almoçando com as elas quando uma menina –de uns dez, 11 anos– veio por trás de mim e me abordou pedindo meu lanche. Ela me pegou tão desprevenida que não

consegui falar nada. Diante da minha mudez, ela apontou para Lia e disse: “Então me dá essa loirinha aqui e você fica com a outra”. Fiquei sem reação. O grande paradoxo é que a garota reunia uma coleção de adjetivos passíveis de discriminação, mas, nesse caso (ou até por isso mesmo), ela estava sendo a agente do preconceito. Tento tirar alguma lição dessas situações que até hoje, mesmo com elas mais crescidas, continuam se repetindo com bastante frequência. Recentemente, uma senhora, tentando remendar, falou que a morena era até mais bonita do que a loirinha. Procuro explicar para as meninas que tudo na natureza vem em cores diferentes: olhos, peles, folhas, escamas, pelos, flores etc. Assim é o nosso mundo, e isso não faz com que ninguém seja melhor ou pior, cada um tem seu jeito e suas características. E também, sempre que cabe, emendo nesse assunto as escolhas da vida: cada um ama quem quiser; cada um reza, se quiser, para quem quiser. Nesse fim de semana, depois de ouvir pela quarta vez, em apenas uma hora, os olhos verdes da irmã serem elogiados, vi os olhos castanhos se encherem d´água: – Mãe, por que ninguém fala dos meus olhos também? – Os seus olhos são lindos! – Mas todo mundo só fala dos olhos da Lia! Ninguém me elogia! Eu gosto de elogios também! Pausa e respiração da mãe para conter as lágrimas. – Filha, mas a gente está sempre elogiando você, o quanto você é linda, esperta, educada... – Eu sei que a família me elogia. Mas eu tô falando dos outros, mãe! Por que ninguém fala dos meus olhos, que eu sou bonita também? Com ela, me senti impotente. Por mais que eu saiba que minha filha é uma menina incrível, não dá para obrigar o mundo a reparar nisso também. E o que aconteceu nesse dia foi bem simbólico, tanto para mim quanto para ela, pois, cada vez mais, esse é o rumo que as coisas vão tomar. Crescer dói. E deixar crescer também.


Viver Magazine

Agosto 2013

39


40 Viver Magazine

Agosto 2013


Viver Magazine

Agosto2013 Junho 2013

41


Foto: banco de imagem

Carreira

O poder grisalho: a vida começa aos 60 O que as empresas fazem conflita com o fenômeno da longevidade, descartando exatamente aqueles que têm um histórico de sucesso e invejável acúmulo de competências. Julio Sergio Cardozo, Consultor de carreiras

Apesar de o mercado descartar os mais velhos, há inúmeras oportunidades esperando por eles que, por meio da experiência, dão o tempero e o equilíbrio ideal que uma empresa, formada por jovens executivos ambiciosos, precisa. Roberto Marinho começou muito cedo sua saga de empresário bem sucedido. Com apenas 21 anos, assumiu o comando do jornal O Globo, logo após o falecimento prematuro de seu pai. Desafio que abraçou como uma missão de vida ao criar um ícone do jornalismo impresso brasileiro. Mas foi aos 60 que atingiu o ápice: ergueu o maior império de comunicações da América do Sul, cuja ponta mais visível 42 Viver Magazine

Agosto 2013

é a TV Globo - quarta maior rede de televisão do mundo. Ray Croc era um obscuro vendedor de batedeiras de milkshake, com maior atuação na Costa Oeste dos Estados Unidos (Croc morava em Chicago, do outro lado do país). Visitando uma pequena lanchonete, vislumbrou uma inesperada oportunidade de negócio, depois de ouvir as lamúrias da família McDonalds. Sem pensar duas vezes, adquiriu o controle da lanchonete, transformando-a, em pouco tempo, na maior cadeia de “fast food” do mundo. Sabem quantos anos Croc tinha na época? Beirava os 55 anos. Um garoto hoje, mas um velho naquela época. Os conhecidos casos acima refletem

o poder que cérebros experientes possuem em discernir entre o certo e o errado, a oportunidade e a aventura. Ou seja, são mais capazes de tomar decisões com maior probabilidade de acerto. Habilidade única que só se conquista com os longos anos de estrada, mas que, curiosa e absurdamente, vem sendo paulatinamente desprezada. Ao contrário do que se via no passado, quando nos momentos de crise as empresas sempre demitiam os mais jovens e preservavam os mais velhos, para perenizar a cultura organizacional e conservar o conhecimento acumulado. Isso, porém, ficou no passado.


A crise financeira atual expõe uma quebra de paradigma* que já vinha ocorrendo e que não se prestou muita atenção. Nos últimos dez anos, as empresas, de forma implacável, vêm preferindo os mais jovens, descartando os mais velhos. Tudo em nome da tão conhecida redução de custos. As consequências são óbvias, previsíveis e o ganho final da troca da experiência pelo menor custo não implica em efeito significativo no “botton line” das empresas. Acontece justamente o contrário. No final das contas, o custo da curva de aprendizado acaba por neutralizar a aparente economia. Sem sombra de dúvidas, o que as empresas fazem conflita com o fenômeno da longevidade. Elas descartam exatamente aqueles que têm um histórico de sucesso e invejável acúmulo de competências. Desperdiçam talentos, gente qualificada, útil e que pode fazer a diferença. Parece existir um contra-senso nítido. Sobretudo porque nem é preciso ir fundo nos dados demográficos para constatar

que o Brasil está envelhecendo; envelhecendo com saúde, energia, vontade e muito a contribuir. A geração que fez dos anos 60 um espaço de imaginação e contestação entrou no milênio como representante de um novo poder, o “poder grisalho”. Hoje, os “sessentões” totalizam 19 milhões de pessoas, ou 10,2% da população brasileira, de acordo com dados do IBGE. Trata-se de uma mudança significativa na estrutura etária do país, se considerarmos que na década de 40 eles representavam 4% da população. São eles que, por meio da experiência, dão o tempero e o equilíbrio ideal que uma empresa formada por jovens executivos ambiciosos precisa. Sua contribuição para o amadurecimento das organizações brasileiras é indiscutível. É por essa razão que a demografia guarda uma íntima relação com a qualidade do processo de “mentoring” (transferência de aprendizado) nas empresas. Vivenciei vários casos durante minha carreira e até cito

alguns no meu livro “Você Não Tem de Ceder”, Editora Campus/Ellsevier, 2007. Não são apenas profissionais mais vividos em posições de destaque, premiados por seus longos anos de entrega e dedicação ao ofício. Como também, exercem a função de verdadeiros conselheiros, que partilham o conhecimento com seus aprendizes, estimulando-os a descobrir o que cada um tem de melhor. Possuem também a árdua missão de identificar e reter talentos que representam a futura liderança emergente. Se você foi vítima dessa postura equivocada que as companhias ditas “modernas” têm em relação ao papel dos cabelos grisalhos na condução dos negócios, não se desespere, não pense que o seu prazo de validade expirou. Acredite, há inúmeras oportunidades à espera do seu talento. Como diria Geraldo Vandré: “Quem sabe faz a hora, não espera acontecer”. Seja o dono da sua própria vida, da sua carreira.

Viver Magazine

Agosto 2013

43


Utilidade Pública

Consulado-Geral do Brasil em Atlanta

Consulado itinerante em Myrtle Beach, South Carolina Data: 23 de agosto (sexta-feira), das 9 às 13h e 14 às 17h; 24 de agosto (sábado), das 9 às 13h e 14 às 17h. Local: First Baptist Church in Myrtle Beach 500 4th Ave North Myrtle Beach, SC 29577

• Pedido de renovação de passaporte; • Procuração pública; • Registros de nascimento, casamento e óbito; • Atestados de vida e residência; • Serviço militar; • Entrega de títulos de eleitor previamente solicitados. Envie para um e-mail para: eleitoral.atlanta@itamaraty.gov.br

- O atendimento ao público se dará por ordem de chegada; - Os pagamentos só poderão ser realizados por Money Order do USPS; - Para pedidos de renovação de passaporte será necessário trazer envelope de Express Mail do USPS pré-pago, selado e auto-endereçado ao solicitante. - Para agilizar o atendimento, solicita-se a apresentação de todos os documentos necessários para cada pedido. A relação pode ser obtida no novo sítio eletrônico do Consulado http://atlanta.itamaraty.gov.br

Consulado Geral do Brasil em Atlanta One Alliance Center - 3500 Lenox Road, Suite 800 - Atlanta, GA – 30326 Fone: (404) 949-2400 Fax: (404) 949-2402

44 Viver Magazine

Agosto 2013


Viver Magazine

Agosto Julho 2013 2013

45


Variedades Checkered Leggings $8.00 www.forever21.com

‘Dania’ Sandal (Exclusive Color) $26.23 shop.nordstrom.com

Hello Kitty Necklace, Sterling Silver Red Dress Pendant $27.50 www1.macys.com

LiLash Purified Eyelash Serum Preço original: $139.97 $99.99 www.overstock. com

TanTowel Half Body Plus, 10 Pack $27.00 www1.macys.com Lego Kids Star Wars $29.99 www.amazon.com

Merrell® Proterra Sport GTX Shoes $140 www.eddiebauer.com

‘Prosper’ Sneaker $79.69 shop.nordstrom.com

*Todos os produtos e/ou preços aqui apresentados são de responsabilidade dos seus respectivos fabricantes e podem sofrer alterações sem aviso prévio. A disponibilidade do produto não é garantida. Fotos somente ilustrativas.

46 Viver Magazine

Agosto 2013


Viver Magazine

Agosto 2013

47


Passatempo

48 Viver Magazine

Agosto 2013


Viver Viver Magazine Magazine Agosto Janeiro 2013 2013

49


Entretenimento

Destaque Planes

Nos Cinemas

................................................................. Estreias para o mês de Agosto

Estreia: dia 9 Gênero: Animação, Ação, Aventura Classificação: PG

In A World... Estreia: dia 9 Gênero: Comédia Classificação: R

Lovelace

The World’s End

Estreia: dia 9 Gênero: Drama Classificação: R

Estreia: dia 23 Gênero: Comédia Classificação: R

We’re The Millers

Jobs

You’re Next

Estreia: dia 7 Gênero: Comédia, Classificação: R

Estreia: dia 16 Gênero: Drama, Classificação: PG-13

Estreia: dia 23 Gênero: Suspense, Horror Classificação: Não especificada

Elysium

Kick-Ass 2

Drinking Buddies

Estreia: dia 9 Gênero: Ação, Aventura, Ficção Científica Classificação: Não especificada

Estreia: dia 16 Gênero: Ação, Aventura Classificação: R

Estreia: dia 23 Gênero: Ação, Aventura, Comédia Classificação: Não especificada

I Give It A Year

Paranoia

The Grandmaster

Estreia: dia 9 Gênero: Drama, Comédia Classificação: R

Estreia: dia 16 Gênero: Drama Classificação: PG-13

Estreia: 23 Gênero: Drama Classificação: Não especificada

Estreia: dia 7 Gênero: Ação, Aventura, Fantasia Classificação: Não especificada

Circulando Atlanta Monetary Museum Até 11 de Outubro Local: 1000 Peachtree St. NE Atlanta, GA 30309 www.frbatlanta.org/about/tours/ museum.cfm

50 Viver Magazine

Agosto 2013

WEEBLES Coast to Coast

Imagens: Divulgação

Percy Jackson: Sea Of Monsters

Até 8 de Setembro The Children’s Museum of Atlanta 275 Centennial Olympic Park Drive Atlanta, GA 30303 www.childrensmuseumatlanta.org


Viver Magazine

Agosto 2013

51


Viver Magazine Magazine 52 Viver 52

Dezembro Agosto 2013 2012

Viver Magazine August 2013  
Viver Magazine August 2013  

The most complete Brazilian Magazine in Atlanta, GA.

Advertisement