Page 1

Viver Magazine

Janeiro Agosto 2012

1


2

Viver Magazine

Janeiro Agosto2012 2012


www.vivermagazine.com Edição: Agosto 2012

Conteúdo

6 8

12

AGENDA CAPA Feliz dia dos Pais

A gravidez de um pai acontece no coração, onde o sentimento de paternidade é gerado, enquanto espera, curtindo cada fase da gestação da mãe, acompanhando cada movimento e encontrando maneiras de participar ao máximo deste momento tão especial.

18

EUA fecham brecha em remessas ao Brasil

Na capa Feliz dia dos Pais

O Estado americano de Massachusetts fechou uma brecha em suas normas bancárias que permitia que os dólares enviados por imigrantes brasileiros aos seus familiares no Brasil pudessem ser usados para a lavagem de dinheiro do crime.

COMPORTAMENTO Maridos abusivos: o que os torna agressivos?

VEJA AINDA... CRÍTICA ALERTA SAÚDE VARIEDADES ENTRETENIMENTO

28 34 38 42 50

EDUCAÇÃO Família e Escola

Uma sintonia que garante o sucesso educacional da criança

Quando um casal tem filhos que já estão na escola, sem querer voltam a ter contato com esse mundo.

14

16

FINANÇAS

22

CIÊNCIA Estados Unidos aprovam primeira droga de prevenção à AIDS Além do tratamento de pessoas infectadas, estudos revelaram que o remédio Truvada também era eficaz na redução da possibilidade de contrair o vírus HIV.

Um estudo da pesquisadora Julianna Nemeth, da Universidade Estadual de Ohio (EUA), mostrou o principal fator que instiga os homens a abusar violentamente das mulheres.

POLÍTICA Política – Participar ou ficar de fora? A decisão é sua! Nove entre dez jovens consideram a política uma atividade para espertalhões que ganham uma fortuna para enganar o povo. ParaNorman

Um dos destaques nos cinemas em Agosto

Viver Magazine

Janeiro Agosto 2012

3


EDITORIAL

Dia dos Pais Todos os dias pelas ruas eu vejo as pessoas correndo de um lado para outro, travando uma luta constante contra o tempo. Com tantas tecnologias que o mundo moderno nos oferece o que mais me chama a atenção é que ao invés de simplificar as coisas, vejo que estamos com dias cada vez mais curtos e cheios de compromissos. Falta tempo para tudo. Estou dizendo isto para que em meio ao corre corre da sua vida, você encontre um tempo para abraçar seu pai com carinho, agosto é o mês dos pais, não deixe passar em branco, porque o tempo passa impiedosamente, mas o que nos conforta são as boas lembranças e o sentimento de que não fomos ausentes. A Viver Magazine de agosto fala sobre as olimpíadas, com os olhos do mundo voltados para este maravilhoso evento, todos nós brasileiros sentimos um pouco do peso e da responsabilidade de sediar no Brasil uma olimpíada, pois sabemos que um evento deste porte não pode ser marcado por falhas e falta de organização. A começar por nossos aeroportos que enfrentam dificuldades para lidar com o fluxo normal do dia a dia. Entre outras coisas, os extravios de bagagens, ou até o sumiço delas, a falta de educação e boa vontade por parte dos funcionários, e os erros de digitação por parte dos mesmos, farão destes dias, dias de muitas turbulências, stress e dores de cabeça. Estamos falando também sobre a importância da interação entre os pais e a escola, do quanto os pais podem colaborar para o sucesso dos filhos se optarem por acompanha-los no seu desenvolvimento escolar. Em agosto os nossos filhos voltam as aula, é notável uma certa ansiedade nos dias que antecedem esta volta, Seja solidário, participe com carinho deste momento. Entre outros assuntos, os avanços da ciência com relação à AIDS é também um dos nossos temas. É bom perceber que Deus não economizou quando deu inteligência ao homem, pouco a pouco vamos vencendo os monstros que surgem pelo caminho. Desejar à você uma boa leitura, e desejo também que este seja um mês de novas conquistas para os nossos filhos na escola e na vida, principalmente para os filhos de imigrantes que ainda estão ilegais e que terão a partir deste mês a oportunidade de serem beneficiados pelo governo americano. Quero aproveitar a oportunidade para dedicar esta edição de agosto ao meu pai, José Francisco Bento Filho, que faleceu no dia 10 de Julho, à ele todo o meu amor, toda a minha gratidão e a promessa de que o honrarei por toda a minha vida, como sempre fiz. Feliz Dia dos Pais! Um abraço e até a próxima.

Dilla Campos. Publicadora Viver Magazine

4

Viver Magazine

Janeiro Agosto2012 2012

Expediente EDIÇÃO E PUBLICAÇÃO Dilla Campos PROJETO GRÁFICO Direção de Arte - Saulo Oliveira S2dm | www.s2dm.com © 2012 - Todos os Direitos Reservados. FOTOGRAFIA Viver Magazine Indy Zanardo COLUNISTAS Dilla Campos Márcia Silva Fernanda Hottle Kennia Wiswesser Isaac Cotto Odilon Medeiros COLABORADORES Kamilla Oliveira Tapestri / Jadma Noronha Consulado Geral do Brasil Comunidade Brasileira em Atlanta. DISTRIBUIÇÃO Metro Atlanta, GA

A Viver Magazine® é uma publicação independente com a finalidade de informar a comunidade brasileira e divulgar produtos e serviços que sejam de interesse dessa comunidade. As informações aqui veiculadas são resultado da demanda de nossos leitores e variam de acordo com a atualidade, podendo ser alteradas sem aviso prévio. Esta é uma publicação aberta a participação de leitores e da comunidade brasileira em geral, na qual encorajamos e agradecemos. A publicação de conteúdo e fotografias enviadas para a redação está sujeita a aprovação e disponibilidade de espaço e não é prometida ou garantida. Os anúncios aqui contidos, bem como seus conteúdos são de responsabilidade de cada anunciante. A diversificação e conteúdo dos artigos são de responsabilidade de seus autores e não refletem necessariamente a opinião desta publicação. Todo e qualquer conteúdo e anúncio aqui contidos são de propriedade da Viver Magazine e não devem ser reproduzidos total ou parcialmente. A versão impressa desta publicação é gratuita, assim como nossa versão online. Outros veículos de comunicação online na qual fazemos parte estão à disposição de nossos anunciantes e da comunidade em geral nos seguintes segmentos: Facebook / Twitter / Orkut e no nosso portal: www.vivermagazine.com. É proibida qualquer reprodução impressa ou digital, cópia do conteúdo, matérias, anúncios ou elementos visuais, bem como do projeto gráfico apresentados na Viver Magazine com base na LEI DE DIREITOS AUTORAIS Nº 9.610, DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998, com respaldo internacional. Tiragem: 5.000 exemplares

www.vivermagazine.com Junte-se a nós no

770-953-4250

E-mail: vivermagazine@gmail.com


Viver Magazine

Janeiro Agosto 2012

5


Agenda Agosto 11

Pré Conferência de Casais

19

25 e 26

Linkin Park & Incubus

Grant Park Summer Shade Festival

Horário: 7:30 PM Igreja do Deus Vivo “Sorteio de Brindes” Com a presença do Bispo Jhon Ballard Local: Folia Restaurante 1360 Marietta Ga 30067 Maiores Informações: Pra. Selma – 770.709.1809

11 a 19

Folk Fest

Location: Grant Park 800 Cherokee Ave SE Atlanta , GA 30315 (404) 521-0938

Verizon Wireless Amphitheatre at Encore Park, Alpharetta, GA 06:30 PM

25

Games and Gadgets Fourth Saturday Fun Day

Centennial Olympic Park 265 Park Avenue West, NW Atlanta, GA 30313

29

Enrique Iglesias & Jennifer Lopez

19

Duran Duran

Chastain Park Amphitheatre, Atlanta, GA 8:00 PM

17 a 19 de Agosto North Atlanta Trade Center 1700 Jeurgens Ct Norcross, GA 30093 www.slotinfolkart.com

18

Jason Mraz

Aaron’s Amphitheatre at Lakewood, Atlanta, GA 07:30 PM

Philips Arena 1 CNN Center Atlanta, GA 30303 07:30 PM * Todas as programações estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.

6

Viver Magazine

Janeiro Agosto2012 2012


Viver Magazine

Janeiro Agosto 2012

7


CAPA

Feliz dia dos Pais

A gravidez de um pai acontece no coração, onde o sentimento de paternidade é gerado, enquanto espera, curtindo cada fase da gestação da mãe, acompanhando cada movimento e encontrando maneiras de participar ao máximo deste momento tão especial.

Foto: Banco de Imagem

Dilla Campos

A gravidez de um pai acontece no coração, onde o sentimento de paternidade é gerado, enquanto espera, curtindo cada fase da gestação da mãe, acompanhando cada movimento e encontrando maneiras de participar ao máximo deste momento tão especial. Ser pai é entender que ninguém é obrigado a ter filhos, mas se por acaso ou por planos tiver, é obrigado cuidar, com amor, disposição e paciência. Ser pai é ser o chão macio para amortecer a queda dos filhos, ou o chão firme 8

Viver Magazine

Janeiro Agosto2012 2012

para incentivar os passos que ao longo de uma grande caminhada eles darão. É lutar com todas as forças para que os filhos não precisem passar por humilhações na escola, na rua e em nenhum lugar do mundo. É ser e garantir proteção, abrigo, segurança e amor, enquanto houver necessidade que ele seja. É abrir mão de viver a vida como se nela fosse livre, como se dela nada esperasse, como se não precisasse abrir caminhos ou limpar os mesmos pra alguém que se quer bem possa

passar a salvo. É muito comum associar a figura do pai ao trabalhador, ao provedor, que luta incansavelmente, um guerreiro, preocupado somente em prover recursos como alimentação, saúde, educação etc. Como diria Gonzaguinha: “Guerreiros são pessoas, são fortes, são frágeis. Guerreiros são meninos, no fundo do peito... É triste ver um homem, guerreiro menino, com a barra de seu tempo por sobre seus ombros. Eu vejo que ele berra, eu vejo que ele sangra, a dor que tem no peito, pois ama e ama ... “ A verdadeira autoridade de um pai, nasce de uma boa relação afetiva com a esposa e com os filhos. Ela não deve ser imposta. Respeito e Medo tem significados completamente diferentes e um filho não pode ter medo do pai, mas precisa respeitá-lo. Os pais precisam encontrar caminhos para se aproximarem de seus filhos, daí a importância de aprender com as crianças a dar valor às coisas que parecem não levar a nada, e ter importância, como as brincadeiras, que muitas vezes não tem muita graça, mas elas aproximam os pais dos filhos e criam vínculos afetivos para toda a vida. Criam memórias que estarão presentes ainda na velhice dos filhos e eternamente no coração dos pais Nao existe receita de pai perfeito. Mas dá para mostrar, em meio a tantos exemplos ruins, tudo o que um pai NÃO deve ser. Tudo o que uma pessoa pode fazer para que na velhice ele se arrependa amargamente de não ter feito diferente, é só ser e fazer exatamente o contrario de tudo o que eu disse acima, é só abdicar de prestar atenção ao olhar carente e inocente de um filho quando ele nasce e ignorar o sacrifício, a exaustão e a fragilidade da


mãe, que precisa tanto de um parceiro, um companheiro que tome as rédeas e o controle do barco, garantindo dias tranquilos à família. Agosto é o mês dos pais, e este é o meu primeiro dia dos pais sem o meu pai. Ta difícil até pra respirar sem ele, ta difícil imaginar os meus dias e noites com a certeza de que nunca mais vou ouvi-lo dizer: “Calma filha, vai dar tudo certo”. Eu gostaria muito de estar fazendo um texto completamente diferente, e sei que eu daria tudo, para ter uma chance de mudar esta história. Eu aprendi a lutar pelas coisas que acredito, que acho importante ou que quero para a minha vida, a não desistir e a encontrar maneiras para driblar as dificuldades e alcançar vitórias em minha vida, eu aprendi a lidar com situações difíceis e a viver a vida com a alegria e a certeza de que o que tem para hoje não é definitivo, que o amanhã pertence a Deus e se eu pedir com fé e lutar muito, tudo pode ser diferente. Mas não aprendi a perder as pessoas que amo e nem a lidar com morte.

O meu pai era um exemplo de homem, de irmão, de filho, de pai e de marido. Um homem que exercitava diariamente a arte de tratar bem a esposa não importava a situação, e os dois juntos mesmo com 50 anos de casados, pareciam invencíveis, tolerantes, carinhosos, grudados um ao outro ao ponto de um não ir nem mesmo à igreja sem o outro. Um amor tão grande que poderiam colocar Romeu e Julieta no bolso. Um poeta, que me ensinou a escrever poesias, que me ensinou a fazer musica com as dificuldades do dia a dia, com os sentimentos que se manifestam quando estamos apaixonados. Um apaixonado pela vida, por Roberto Carlos, por ter ao seu redor as suas filhas e a sua esposa, princesas de um palácio que ele sempre criou ao nosso redor, muitas vezes debaixo de casas muito simples, de tijolos à mostra ou de madeira. Eu sei que já fomos muito pobres, porque a memória visual existe, mas jamais vou poder dizer que senti na pele algum tipo de consequência da pobreza, ele nunca permitiu que faltasse o básico, ao

contrario, sempre provia o básico e um pouco a mais. Eu sei que vou ter que aprender a viver sem ele, e meu coração ainda grita como eu gritei de dor quando soube que tinha ido embora, mas eu quero muito, enquanto eu viver, honrar o seu nome, as suas ideologias e todo o legado que ele deixou, de ter uma família com princípios, de fazer o bem sempre, de lutar por uma cidade e um país melhor a cada dia e principalmente, ser digna de viver ao lado de Deus, no Reino dos Céus. Eu espero que você, que ainda tem o seu pai ao seu lado, no Brasil ou em qualquer lugar do mundo, não deixe passar em branco este dia tão especial, dia de agradecer, de se alegrar pela presença desta pessoa tão importante em sua vida, dia de dizer “Muito Obrigado” por tudo, pela vida, pelos conselhos, por cada lição de vida e principalmente pelo amor que é tão fundamental para que um filho cresça sendo uma pessoa de bem, de bom caráter e de bom coração. Diga Feliz dia dos Pais, abrace, Continua

Viver Magazine

Janeiro Agosto 2012

9


Foto: Banco de Imagem

celebre o seu paizinho com muito carinho, demonstre a sua gratidão e diga muitas vezes “Eu te amo”. Eu não vou poder fazer isso, mas vou dormir com o coração tranquilo, porque enquanto o meu pai respirou ele sabia que era amado, eu falava em seu ouvido, “eu te amo. O Sr. É o meu tesouro, Fique firme, lute pra viver... e quando faltar forças pra lutar por você, lute por mim, porque eu... ah papai, eu não sei viver ser você! PRESENÇA E ATENÇÃO Nós, homens-pais, temos cer ta inveja do papel que as mulheresmães representam na vida dos filhos. Partimos com uma larga desvantagem: por nove meses o contato direto da criança é somente com a mãe. Depois, ainda tem o tempo da amamentação, quando o pai parece mais um acessório. Pesquisas revelam que, na maioria das vezes, é a mãe que leva o filho ao médico, à escola, à igreja, às compras... Até mesmo para conversar, os filhos e filhas preferem as mães. Como empatar esse jogo? Somente com mais presença, carinho, atenção e, acreditem, autoridade, aquela que oferece proteção e cuidado, respeitando a liberdade dos filhos. Muita coisa está mudando em nossas famílias. Se, tempos atrás, era o homem 10

Viver Magazine

Janeiro Agosto2012 2012

o chefe da família, hoje 29,2% dos lares são chefiados por mulheres (IBGE). Também existe uma maior valorização da família, tida como um porto seguro diante das incertezas e dos riscos da vida pública. Fala-se em família pósmoderna ou contemporânea, aquela que é mais tolerante com a diversidade, com mais espaço para a individualidade. É neste ambiente que os homens-pais estão desafiados a encontrar o seu lugar. Tem tanta coisa pra conversar: a violência, o futuro do planeta, o futebol, a política, o sentido da vida; tem o tema de casa pra gente fazer juntos; olhar um filme ou ler um livro; e tem que brincar muito. Sabemos da carga pesada que nossas crianças carregam hoje: o excesso de notícias e informações, o clima de apreensão e medo, os hábitos e exigências da vida moderna, inclusive de que a criança tornese jovem antes do tempo. Claro que nossas crianças e nossos jovens mudam com o mundo e estão mais preparados para reagir diante de novas situações. Mas também é fundamental a presença e a orientação do adulto-pai. Já disseram que “educar um filho significa preparálo para não precisar de nós”, e ajudá-lo na conquista da sua autonomia. Mas, até que isso aconteça, não podemos privar os filhos de explicarlhes o que

está ocorrendo. Oferecer a eles a nossa palavra, nosso conforto e recursos para viver neste mundo. Sem deixar de também ouvir o que eles têm a dizer. QUEM É O PAI? É muito comum associar a figura do pai ao trabalhador, sério, sisudo, guerreiro, preocupado somente em prover o lar de recursos para a alimentação, a saúde, a educação etc. Aqui nos ajuda o compositor/poeta Gonzaguinha: “Guerreiros são pessoas, são fortes, são frágeis. Guerreiros são meninos, no fundo do peito... É triste ver um homem, guerreiro menino, com a barra de seu tempo por sobre seus ombros. Eu vejo que ele berra, eu vejo que ele sangra, a dor que tem no peito, pois ama e ama ... Um homem se humilha, se castram seus sonhos, seu sonho é sua vida, e vida é trabalho, e sem o seu trabalho, um homem não tem honra, e sem a sua honra, se morre, se mata...” A verdadeira autoridade nasce de uma boa relação afetiva entre pais e filhos. Ela não deve ser imposta. Daí a importância de aprender com as crianças a dar valor às coisas que parecem não levar a nada, como as brincadeiras, mas que aproximam e criam vínculos afetivos para toda a vida.


Viver Viver Magazine Magazine Janeiro Agosto Maio 2012

11


EDUCAÇÃO

Família e Escola

Uma sintonia que garante o sucesso educacional da criança Quando um casal tem filhos que já estão na escola, sem querer voltam a ter contato com esse mundo. Mesmo estando muito tempo sem estudar, eles passam a vivenciar novamente os eventos provenientes do ambiente escolar, especialmente no início das aulas, período em que acompanham os filhos mais efetivamente. Foto: Banco de Imagem

Equipe Brasil Escola

no ato da compra, isso com intuito de envolvê-lo e incentivá-lo. • Estipular um tempo para todas as atividades, como descanso, videogame, estudar, assistir televisão, praticar esportes e demais atividades. A implantação de horários promove a disciplina da criança, que mais tarde se tornará um adulto organizado e responsável. • Ajudar nos trabalhos e atividades de casa, a participação dos pais é fundamental para a realização das mesmas, tendo em vista que os alunos adiam ao máximo, muitas vezes ficam sem fazer. Lembrando aos pais que devem orientá-los durante as atividades, no entanto, sem fazer para o filho. A família e a escola formam uma equipe. É fundamental que ambas sigam os mesmos princípios e critérios, bem como a mesma direção em relação aos objetivos que desejam atingir. Ressalta-se que mesmo tendo objetivos em comum, cada uma deve fazer sua parte para que atinja o caminho do sucesso, que visa conduzir crianças e jovens a um futuro melhor. O ideal é que família e escola tracem as mesmas metas de forma simultânea, propiciando ao aluno uma segurança na aprendizagem de forma que venha criar cidadãos críticos capazes de enfrentar a complexidade de situações que surgem na sociedade. Existem diversas contribuições que tanto a família quanto a escola podem oferecer, propiciando o desenvolvimento pleno respectivamente dos seus filhos e dos seus alunos. Alguns critérios devem ser considerados como prioridade para ambas as partes. Como sugestões seguem abaixo alguns deles: FAMÍLIA

Com o intuito de dinamizar, organizar e facilitar o ingresso no ano letivo, a seguir algumas dicas para essa época de volta às aulas que poderão valer também para o decorrer do ano: • Incentivar as crianças a acordar mais cedo alguns dias antes das aulas começarem, para que se adéquem à realidade que lhes espera. Isso porque crianças e adolescentes tendem a dormir até mais tarde em períodos de férias. • Orientar o filho na organização preliminar dos objetos que serão 12

Viver Magazine

Janeiro Agosto2012 2012

usados no dia seguinte, tais como: canetas, livros, cadernos, agendas, além de todas as peças do uniforme escolar. Isso pode evitar contratempos, atrasos e inconvenientes, como ter que voltar em casa para buscar algo esquecido (trabalhos, objetos, lanche, entre outros). • Motivar aqueles alunos que temem o retorno à escola, isso ocorre na maioria dos casos com crianças pequenas. O melhor é dizer que na escola têm brincadeiras, colegas, além disso, deixe que ele escolha os materiais

• Selecionar a escola baseado em critérios que lhe garanta a confiança da forma como a escola procede diante de situações importantes; • Dialogar com o filho o conteúdo que está vivenciando na escola; • Cumprir as regras estabelecidas pela escola de forma consciente e espontânea; • Deixar o filho a resolver por si só determinados problemas que venham a surgir no ambiente escolar, em especial na questão de socialização;


• Valorizar o contato com a escola, principalmente nas reuniões e entrega de resultados, podendo se informar das dificuldades apresentadas pelo seu filho, bem como seu desempenho.

a escola mantenha professores e recursos atualizados, propiciando uma boa administração de forma que ofereça um ensino de qualidade para seus alunos.

ESCOLA

A parceria da família com a escola sempre será fundamental para o sucesso da educação de todo indivíduo. Portanto, pais e educadores necessitam ser grandes e fiéis companheiros nessa nobre caminhada da formação educacional do ser humano. O Lanche De acordo com a Organização Mundial de Saúde, uma em cada três crianças no Brasil, entre 5 e 12 anos, se encontra acima do peso. De olho nesses dados, muitas escolas das principais capitais brasileiras têm retirado os refrigerantes e salgados de suas cantinas, optando por cardápios mais equilibrados.

• Cumprir a proposta pedagógica apresentada para os pais, sendo coerente nos procedimentos e atitudes do dia-a-dia; • Propiciar ao aluno liberdade para manifestar-se na comunidade escolar, de forma que seja considerado como elemento principal do processo educativo; • Receber os pais com prazer, marcando reuniões periódicas, esclarecendo o desempenho do aluno e principalmente exercendo o papel de orientadora mediante as possíveis situações que possam vir a necessitar de ajuda; • Abrir as portas da escola para os pais, fazendo com que eles se sintam à vontade para participar de atividades culturais, esportivas, entre outras que a escola oferecer, aproximando o contato entre família-escola; • É de extrema importância que

Se essa preocupação não tem feito parte do cotidiano escolar de seu filho, é um bom assunto para ser discutido na próxima reunião de pais e professores. Segundo especialistas, um cardápio balanceado deve considerar a faixa etária da criança, o horário em

que o lanche será consumido, além de evitar as gorduras hidrogenadas e trans. Também são apontadas algumas substituições saudáveis, como por exemplo, a manteiga pelo requeijão light, e o leite integral pelo semidesnatado ou desnatado. VEJA OUTRAS ORIENTAÇÕES PROPOSTAS: • Ofereça um cardápio variado e colorido, evitando o mesmo tipo de lanche todos os dias; • Frituras e doces confeitados, como aqueles que contêm chantilly, devem ser eliminados do lanche; • Mesmo que a criança não goste de frutas, estimule o consumo, colocandoas todos os dias na lancheira; • Ao invés de sucos industrializados e refrigerantes, incentive o consumo de água e sucos naturais; • Na hora da compra dos alimentos para o seu filho, observe atentamente a tabela de informação nutricional dos rótulos; • Comparar marcas também auxilia na escolha dos produtos mais saudáveis; • Converse com seu filho sobre a importância de uma boa alimentação.

Viver Magazine

Janeiro Agosto 2012

13


CIÊNCIA

Estados Unidos aprovam primeira droga de prevenção à AIDS

Além do tratamento de pessoas infectadas, estudos revelaram que o remédio Truvada também era eficaz na redução da possibilidade de contrair o vírus HIV

Foto: Divulgação

Por Leonardo Ferreira / BrazilianVoice

O remédio Truvada, produzido pelo laboratório Gilead Sciences, havia sido aprovado em 2004 para tratar pessoas já infectadas pelo vírus HIV Na segunda-feira (16), o Departamento de Saúde dos Estados Unidos (FDA) aprovou a comercialização da primeira droga relativamente eficaz no combate à transmissão do vírus da AIDS, uma determinação elogiada por ativistas e médicos, que consideraram a decisão uma estratégia fundamental na luta contra a epidemia. O remédio Truvada, produzido pelo laboratório Gilead Sciences havia sido aprovado em 2004 para tratar pessoas já infectadas pelo vírus HIV, mas estudos revelaram que a droga também era eficaz na redução da possibilidade de contrair a doença. “É um passo enorme que poderá mudar o curso da epidemia”, disse o Dr. Robert Grant, professor da 14

Viver Magazine

Janeiro Agosto2012 2012

Universidade da Califórnia (UCSF) e pesquisador do Gladstone Institute for Virology and Immunology que liderou dois estudos, os quais o FDA se baseou na decisão. “O maior desafio é que todos pensem no HIV como um problema que pode ser prevenido”, acrescentou. Estima-se que a pílula diária possa ser consumida por até 415 mil norteamericanos cuja atividade sexual os coloque na categoria de alto risco de contaminação pelo HIV, o vírus causador da AIDS. Aproximadamente, 1.2 milhão de norte-americanos possuem a doença. “Anualmente, cerca de 50 mil adultos e adolescentes são diagnosticados com a infecção por HIV, apesar da disponibilidade de métodos de prevenção e estratégias de educação, testes e cuidados de saúde para pessoas que convivem com a doença”, disse Margaret Hamburg, comissária do FDA. “O novo tratamento, assim como os métodos de prevenção, são necessários para lutar contra a epidemia de HIV neste país”. O Truvada, que na realidade tratase da combinação de duas drogas, atua bloqueando a enzima no corpo humano que o vírus necessita para se multiplicar. O resultado dos estudos realizados pela UCSF demonstrou que, quando tomado diariamente, ele reduziu o risco de infecção pelo HIV em até 42% entre homens não infectados ou transexuais que mantiveram relações sexuais com múltiplos parceiros sem proteção, incluindo alguns portadores do HIV. Já em outro estudo envolvendo casais heterossexuais os quais um dos parceiros era portador do vírus, a droga reduziu o risco de infecção em 75%. “Já é hora de tomarmos uma atitude agressiva na prevenção do HIV”, disse a Dra. Lisa Sterman, especialista do vírus e pesquisadora no Califórnia Pacific Medical Center em San Francisco. “Não podemos ir mais longe somente com mensagens de prevenção e preservativos (Camisinhas)”, disse ela. Sterman já começou a receitar a droga para alguns de seus pacientes de risco todas às vezes possíveis. Entretanto, ela frisou que a aprovação oficial significa que o custo do remédio pode ser coberto por seguros de saúde

para aqueles não diagnosticados com o HIV. O uso diário do Truvada custará US$ 13.900 ao ano, segundo a porta-voz do Gilead Science. A direção do UCSF disse achar o valor da droga razoável, tendo em comparação o alto custo do tratamento da doença e os remédios que devem ser tomados ao longo da vida do infectado pelo HIV. Entretanto, alertou que ela deve ser utilizada com cuidado, através de receita médica e com o monitoramento de médicos especializados. “Ela é altamente efetiva se for utilizada consistentemente, mas requer uso diário e as pessoas devem pensar realisticamente se eles querem ingerir a pílula todos os dias”, acrescentando que as pessoas devem reconhecer que precisam. O Departamento de Saúde de San Francisco, juntamente com o Departamento de Saúde de Miami, começará em agosto a inscrever pacientes em um projeto envolvendo o Truvada, que analisará suas práticas sexuais e aderência ao medicamento durante o período de 12 meses para determinar o público alvo e como apoiar as pessoas que utilizam a droga. “A nossa esperança é que essa estratégia tenha um grande impacto na epidemia do HIV e o objetivo desses projetos é descobrir a melhor forma de lançar os programas de prevenção”, disse o Dr. Albert Liu, diretor do programa de prevenção e intervenção do HIV do Departamento de Saúde de San Francisco. Entretanto, nem todos demonstraram otimismo com a decisão do FDA, Michael Weinstein, presidente da AIDS Healthcare Foundation, considerou a ação uma “catástrofe” na luta contra a doença. Ele demonstrou preocupação com o aumento de pessoas infectadas entre aqueles que não tomarem o remédio diariamente, resistência à droga e possíveis efeitos colaterais. Mas agentes de saúde e grupos de ativistas rejeitaram tais alegações defendendo a boa tolerância da droga e a possibilidade de salvar vidas. “O USO ÚNICO DO TRUVADA NÃO ACABARÁ COM A AIDS, MAS CERTAMENTE NÃO PODEREMOS COMBATER A EPIDEMIA SEM ELE”, disse James Loduca, porta-voz do San Francisco AIDS Foundation.


Viver ViverMagazine Magazine

Janeiro Agosto Marรงo 2012

15


FINANÇAS Foto: Ba nco de Im agem

EUA fecham brecha em remessas ao Brasil O Estado americano de Massachusetts fechou uma brecha em suas normas bancárias que permitia que os dólares enviados por imigrantes brasileiros aos seus familiares no Brasil pudessem ser usados para a lavagem de dinheiro do crime. Por Cristine Prestes | De São Paulo

O esquema, utilizado por empresas de médio e pequeno porte que prestam serviços de transferências e remessas de dinheiro nos EUA, foi descoberto durante um encontro entre autoridades dos dois países em Boston, no dia 29 de março. Em 10 de julho, a divisão de bancos de Massachusetts, que regula o setor financeiro no Estado, alertou as companhias para a mudança nas regras. A lei brasileira prevê que as remessas vindas do exterior tenham, obrigatoriamente, que ingressar no país por meio de uma instituição financeira autorizada a operar câmbio no Brasil. No entanto, nem todas as empresas de transferências de valores dos EUA conhecem ou cumprem essas normas, previstas no Regulamento do Mercado de Câmbio e Capitais Internacionais (RMCCI) do Banco Central (BC). Embora as instituições de maior porte atuem conforme as leis de ambos os países, muitas empresas de menor porte do setor de remessas costumam trabalhar com parceiros - os chamados “facilitadores” - localizados em outros países, em especial na Europa. Enquanto uma operação de remessa legal de dinheiro dos EUA para o Brasil é feita por meio da transferência dos valores da instituição americana para a brasileira autorizada, a de remessa ilegal costuma envolver um ou mais terceiros no trajeto do dinheiro. Esses “facilitadores” são empresas localizadas em outros países que recebem as ordens de pagamento da companhia de remessas americana e têm a função de converter os dólares dos imigrantes em reais destinados aos seus familiares. Com dólares em mãos, essas empresas entram em contato com doleiros no Brasil interessados em remeter para fora do país reais obtidos de forma ilícita, como por meio do tráfico de drogas e da corrupção. A partir daí o que ocorre é uma 16

Viver Magazine

Janeiro Agosto2012 2012

típica operação de dólar-cabo: doleiro e facilitador “trocam” os reais pelos dólares. Ou seja, enquanto os dólares do imigrante são depositados na conta do cliente do doleiro na Europa, os reais deste são depositados na conta do familiar do imigrante no Brasil. De um lado, o traficante ou o corrupto conseguem lavar o dinheiro sujo inserindo-o no sistema financeiro, enquanto o familiar do imigrante corre o risco de ser acusado de lavagem de dinheiro por ter recebido, em sua conta, dinheiro cuja origem não é identificada. Além de lavar o dinheiro do crime, a operação pode também camuflar importações subfaturadas. É o caso de empre-

Valores enviados às famílias por imigrantes brasileiros são usados pelo crime organizado sas que importam mercadorias por um determinado valor, mas que declaram ao fisco valores menores para recolher menos impostos. Diante da necessidade de fazer o pagamento do preço total da mercadoria em dólar fora do país, essas empresas repassam a doleiros valores não declarados ao fisco e estes, por sua vez, usam os dólares dos imigrantes para fazer a troca pelos reais não declarados. A existência de remessas de dinheiro por meio do esquema ilegal pode ser observada nas estatísticas. Durante o ano de 2011, o BC registrou a entrada de US$ 603 milhões remetidos legalmente ao Brasil por imigrantes brasileiros residentes nos EUA. Na outra ponta, somente a divisão de bancos de Massachusetts apontou que os imigrantes locais remeteram US$ 414 milhões ao Brasil no mesmo ano. O que chama a atenção é a disparidade dos números: embora

apenas 19% dos imigrantes brasileiros nos EUA vivam em Massachusetts, o Estado foi o responsável por 68,6% das remessas feitas para o Brasil. Supõe-se, portanto, que parte das remessas esteja fora dos registros do BC por terem sido feitas ilegalmente. No encontro realizado em Boston, representantes do BC explicaram às autoridades americanas as regras locais a que se sujeitam as remessas. Na reunião também estava presente o juiz Fausto De Sanctis, desembargador do Tribunal Regional Federal (TRF) da 3ª Região e especialista em lavagem de dinheiro. Segundo ele, parte das empresas de remessas nos EUA contava com o desconhecimento dos reguladores sobre o rigor da legislação brasileira sobre essas operações financeiras, na tentativa de ganhar mercado oferecendo serviços mais baratos. De acordo com De Sanctis, com a mudança nas regras promovida por Massachusetts, que incluiu a previsão expressa de que as remessas devem ter, na ponta brasileira, uma instituição autorizada pelo BC, ficou muito mais difícil a participação de doleiros e terceiros no esquema. “Agora, as empresas terão que demonstrar a participação de um banco cadastrado no BC, o que permitirá eventuais comunicações de operações suspeitas de lavagem de dinheiro pelos bancos”, afirma. “Trata-se de uma das mais importantes notícias dos últimos tempos no que diz respeito ao combate ao crime organizado relacionado ao Brasil.” As autoridades de Massachusetts ficaram surpresas diante da descoberta da brecha que permitia a lavagem e que o assunto vem sendo compartilhado com outros estados. A tendência é que outros órgãos reguladores adotem a mesma medida.


Viver Magazine

Janeiro Agosto 2012

17


COMPORTAMENTO

Maridos abusivos:

o que os torna agressivos? Um estudo da pesquisadora Julianna Nemeth, da Universidade Estadual de Ohio (EUA), mostrou o principal fator que instiga os homens a abusar violentamente das mulheres. Ao analisar conversas telefônicas entre presos condenados por abuso e suas mulheres e/ou esposas, os cientistas tiveram uma visão inédita e direta dos casais envolvidos em casos de violência doméstica, sem depender de analisar o que eles falaram para a polícia, advogados, prestadores de cuidados de saúde, etc. 17 casais heterossexuais, em que o homem foi detido em um presídio no estado de Washington (EUA) por crime de violência contra o parceiro íntimo, foram estudados. As vítimas tinham sofrido ferimentos graves durante os ataques, incluindo traumatismo craniano grave, necessidade de internação hospitalar, mordidas, estrangulamento e até gravidez perdida. Os casais sabiam que suas conversas telefônicas estavam sendo gravadas. O que os pesquisadores descobriram foi um fator comum a quase todos os eventos violentos: a acusação de infidelidade. “O que estávamos procurando era o precursor imediato – o que aconteceu imediatamente antes da violência, o catalisador da violência”, disse Nemeth. “Os resultados me chocaram. Nunca soubemos que era a acusação de infidelidade que tendia a desencadear a violência”. Os cientistas também descobriram uma variedade de outros estressores crônicos nas relações desses casais que podem ter contribuído para o abuso. Além da suspeita de infidelidade, presente em quase todos os relacionamentos, o uso de drogas e álcool também era um gatilho para a violência e um problema crônico. Álcool ou drogas ajudaram a “piorar” o que começou como uma discussão, transformando-a em violência grave. Muitos dos casais também discutiram necessidades de saúde mental, como depressão e preocupação com o suicídio. Aliás, estudos já provaram que há uma ligação forte entre violên18

Viver Magazine

Janeiro Agosto2012 2012

cia doméstica e saúde mental. As mulheres são drasticamente mais propensas a desenvolver distúrbios mentais em algum momento de suas vidas se tiverem sido vítimas de estupro, agressão sexual, perseguição, ou violência doméstica, entre eles depressão, transtorno bipolar, estresse pós-traumático, abuso de substâncias, ou ansiedade. PAPEL DA MULHER X PAPEL DO HOMEM A ideia de uma mulher “trair o seu homem” é inaceitável para muitos maridos, já que nossa sociedade ainda contém muitos machismos, apesar da busca pela igualdade de gênero. Prova disso é que o homem que “pega” muitas mulheres é garanhão, e a mulher que “pega” muitos homens é galinha. Sendo assim, os pesquisadores perceberam que uma das chaves para compreender essas relações violentas foi a extensão em que os casais aceitavam papéis de gênero heterossexuais tradicionais, muitas vezes justificados através da religião. “É comum ouvir os casais discutirem como as mulheres devem se casar e ter filhos, e como os homens devem ser fortes e estar no controle”, disse Amy Bonomi, coautora do estudo. “Os homens tendem a usar esses papéis tradicionais de gênero para justificar o uso da violência”. Por exemplo, um preso justificou o estupro de sua mulher “porque ela queria ser mãe de qualquer maneira”. 5 dos 17 casais falaram sobre violência grave durante a gravidez e duas mulheres discutiram uma gravidez perdida como resultado da violência. Em cerca de metade dos casais que tinham aceitado claramente papéis tradicionais de gênero, a religião distorcida foi usada como justificativa. Em um caso, o agressor disse à sua vítima que seu ataque foi para “limpar sua alma”.

A VERDADEIRA RAZÃO DA AGRESSIVIDADE MASCULINA Os resultados do estudo devem levar a mudanças e novas estratégias para os defensores das vítimas e outros profissionais de saúde mental. Defensores de vítimas de abuso doméstico muitas vezes preparam planos de segurança para determinar quanto perigo uma mulher corre e o que ela pode fazer para se proteger. Perguntar especificamente sobre ciúmes e infidelidade sexual pode ser importante. “Se é uma questão que os casais estão discutindo, é uma bandeira vermelha de que o relacionamento pode ser volátil”, diz Nemeth. A pesquisa também sugere que deveríamos prestar atenção nas pessoas com problemas de drogas e álcool e de saúde mental para sinais de violência doméstica, uma vez que todas estas questões podem ser relacionadas. Além disso, um remédio pode surgir em breve, já que um estudo da Universidade do Sudeste da Califórnia (EUA) fez um avanço significativo no desenvolvimento de drogas que diminuem a agressão patológica, um componente muito comum em distúrbios psicológicos.

Se você está sofrendo com qualquer tipo de abuso físico, emocional ou psicológico. Ligue para Tapestri: 1-866.317.3733 ou 404.299.2185 Somos uma organização sem fins lucrativos prontos para te ajudar.


Viver ViverMagazine Magazine

Janeiro Agosto Junho 2012

19


POLÍTICA

Política – Participar ou ficar de fora? A decisão é sua!

Nove entre dez jovens consideram a política uma atividade para espertalhões que ganham uma fortuna para enganar o povo. Eles não deixam de ter alguma razão. De fato, pode-se contar nos dedos os políticos que se devotam realmente ao serviço do povo. Plínio Arruda Sampaio

A reação normal de quem tem essa visão negativa da política é ficar fora dela. No máximo comparecer para votar, uma vez que o voto é obrigatório. Apertou o botão da urna eletrônica, tchau! Sair voando sem saber até o nome do candidato em quem votou. Esta atitude é a que mais interessa aos malandros da política, pois o desinteresse leva à ignorância política e esta é um prato feito para quem deseja praticar falcatruas com o mandato popular. Nestas alturas, sei que o jovem leitor está me questionando: “OK. Você diz que eu devo me interessar pela política. Mas o que eu perco não tendo o menor interesse por ela?”. Boa pergunta, que merece uma resposta por partes: quem são os políticos; o que fazem; como os safados prejudicam os cidadãos; como se pode evitar isso. Quem são os políticos? A palavra político, na linguagem comum das pessoas, designa os homens e as mulheres que ocupam cargos no Estado: vereadores, deputados, senadores, secretários de estado, ministros, governadores e Presidente da República. Essas pessoas - são milhares delas em todo o Brasil - têm o poder de influenciar na atuação dos órgãos do estado brasileiro. Participam da elaboração das leis; da distribuição do dinheiro arrecadado com os impostos; da gestão das empresas do Estado; da fiscalização do funcionamento das repartições públicas que prestam serviço à população (SUS, 20

Viver Magazine

Janeiro Agosto2012 2012

hospitais públicos, delegacias de polícia etc.). Suspenda agora a leitura do texto e veja se consegue identificar uma única atividade da sua vida inteiramente fora do âmbito da política. Não me venha com o argumento de que o Estado não interfere na sua fé religiosa, nas suas leituras, no seu pensamento. Interfere e muito. O Estado tem uma delegacia para fiscalizar os cultos religiosos, e outra para manter a ordem política e social - esses órgãos acompanham a atividade de padres, freiras, pastores, pais e mães de santo, militantes de pastorais etc. E abrem processos contra aqueles cuja pregação afeta a ordem estabelecida. Além disso, o Estado censura livros; peças de teatro; filmes. E fixa, através de suas políticas econômicas, o preço desses produtos. Quantas vezes você quis ler um livro, assistir a uma peça teatral e não pôde por causa do preço? Finalmente, não é exato que você tenha uma liberdade absoluta de pensar. Você pensa com a informação que chega ao seu cérebro. Ora, é o Estado que controla - às vezes abertamente, às vezes indiretamente - toda a informação que chega até você. Estar junto para entender Não tenha, pois, nenhuma dúvida: você perde muito, direta ou indiretamente, quando o Estado está nas mãos de pessoas incompetentes ou desonestas, pois, de algum modo, você está sendo prejudicado.

Daí a necessidade de interessar-se pela política, de aprender o suficiente para entender como ela funciona e de tomar parte efetiva na escolha dos governantes. Não é fácil atender a essa necessidade. A política é uma atividade bem complicada e quem participa dela sem o conhecimento adequado corre sério risco de ser enganado. Por isso o primeiro passo para participar consiste em entender seu funcionamento. Ninguém consegue entender de política, sozinho. Não adianta ler jornais e acompanhar os noticiários e comentários da rádio ou televisão. São todos enviesados. O jeito é formar um grupo para ampliar as fontes de informação e para dispor de opiniões diversas a respeito do significado das informações recebidas. O grupo não irá muito além das pernas se não se dedicar à leitura de livros teóricos que explicam o funcionamento da sociedade e, portanto, dos partidos políticos. É através da leitura desses livros que você aprenderá a distinguir os políticos fisiológicos (que buscam apenas satisfazer seus apetites por dinheiro, prestígio ou poder) e os políticos ideológicos (os que fazem política por convicção). Conhecendo as ideologias, você pode optar pela que mais se aproxima dos valores que considera importantes. Isso lhe fornecerá um critério para participar inteligentemente do processo político.


Viver Magazine

Agosto Janeiro 2012

21


22

Viver Magazine

Janeiro Agosto2012 2012


Viver ViverMagazine Magazine

Janeiro Agosto Junho 2012

23


24

Viver Magazine

Janeiro Agosto2012 2012


Viver Viver Magazine Magazine Janeiro Agosto Julho 2012

25


26

Viver Magazine

Janeiro Fevereiro Agosto2012 2012 2012


Viver Magazine

Janeiro Agosto 2012

27


Foto: Divulgação

CRÍTICA

TAM Airlines

Do Luxo ao Lixo em Atendimento ao Cliente Viajar de avião no Brasil tem sido uma decisão muito difícil, principalmente quando precisamos despachar a nossa bagagem, o que se tornou um ato obrigatório já que as companhias aéreas limitaram a bagagem de mão em quase nada. A alguns anos atrás, o fluxo de pessoas viajando de avião era bem menor e por conta disto o tratamento, a preocupação com o bem estar e com os pertences dos clientes eram realmente levados em conta. Nos dias de hoje, passageiros são tratados como se estivessem em uma grande e desorganizada feira comercial e seus pertences são atirados de lado para o outro como se fossem grandes sacolas de lixo. Se analisarmos esta situação, levando em consideração o desenvolvimento econômico brasileiro dos últimos anos, então vamos chegar a conclusão de que o Brasil não está preparado para um crescimento tão repentino, e muito menos as empresas aéreas. Fico imaginando o que será de nós quando chegar a copa do mundo e as olimpíadas, definitivamente as empresas aéreas e os aeroportos brasileiros não estão preparados para o movimento que estes eventos trarão. O caos já se instalou nos aeroportos de uma maneira tão absurda que os passageiros já sabem que correm o 28

Viver Magazine

Agosto2012 2012 Janeiro

risco de ficar sem suas bagagens de uma forma ou de outra, porque tanto elas podem ser extraviadas por conta da incompetência dos funcionários como também podem ser roubadas por máfias especializadas em roubo de bagagens nos aeroportos. Para quem vive no exterior o medo é ainda maior, já que o foco destes ladrões está na bagagem de quem supostamente está levando maiores valores em roupas, eletrônicos, perfumes, ou seja, importados em geral. Já não sabemos em quem confiar, diante de tantos acontecimentos absurdos dentro dos aeroportos, o que nos resta é evitar ao máximo carregar desnecessariamente valores em joias, eletrônicos ou itens de estima pessoal. Presentes aos familiares é um risco que vale a pena repensar, pois eles podem ser confiscados sem o menor critério. Entre todas as empresas, a TAM é a que diariamente dá um show de incompetência, péssimo atendimento aos clientes nos aeroportos, falta de informação ou informações equivocadas e principalmente descaso com a bagagem dos passageiros. Em especial, no aeroporto de Goiânia, GO que, aliás, não tem a menor estrutura para comportar o movimento atual de passageiros. Os funcionários da TAM chegam a ser irônicos ao responder as perguntas dos clientes. A impressão que dá é que eles jamais foram submetidos à nenhum tipo de treinamento para que pudessem executar as suas funções. Uma das gerentes, “Jenaina” é um exemplo de tudo o que um bom funcionário

não pode ser dentro de uma empresa, atende com arrogância e a ironia é constante em seu modo de falar com os clientes. Com tanto desconforto e mal atendimento, o aeroporto de Goiânia GO, ganha em disparada o lugar no topo da lista dos piores do Brasil, seguido por Brasília que apesar de ter uma ótima estrutura predial e todo o conforto que o aeroporto da capital do país precisa ter, despenca no conceito dos clientes por ser o aeroporto onde se concentra o maior índice de roubo de bagagens. A falta de respeito com os clientes nos aeroportos chega ao ponto de as empresas “esquecerem” clientes com necessidades especiais dentro das aeronaves, como aconteceu no dia 22 de Julho com o escritor e colunista do jornal “O Estado de São Paulo”, Marcelo Rubens Paiva foi esquecido pelos funcionários da TAM dentro do avião do aeroporto de Congonhas (SP), sem saber o que fazer, ele avisou pela internet que tinha sido esquecido lá. Ele se movimenta com a ajuda de uma cadeira de rodas. Os cadeirantes não têm onde reclamar nos aeroportos, apenas pela internet. E foi a tecnologia que ajudou o escritor Marcelo Rubens Paiva a sair de um avião, onde ele afirma que foi “esquecido” pela TAM. Mas o escritor está longe de ser o único cadeirante a enfrentar transtornos e desrespeito. “A TAM me esqueceu dentro de um avião, alguém pode ligar e pedir ajuda?”. Pelo Twitter, o escritor Marcelo Rubens Paiva reportou a demora no desemContinua


Viver Viver Magazine Magazine Janeiro Agosto Julho 2012

29


barque do voo que fez no domingo. O fato chamou a atenção para a dificuldade de acesso nos aeroportos. São mais de 45 milhões de brasileiros com algum tipo de deficiência, e poucas ações no sentido de tornar mais fácil a viagem. O primeiro pedido de socorro foi escrito por volta de 18h30 e o escritor foi retirado do avião cerca de uma hora depois. Ele foi passageiro de um voo do Rio a São Paulo. Todos - menos ele - desceram. Os tripulantes foram embora e ele foi informado de que, em seguida, pessoal especializado viria fazer sua remoção usando uma cadeira de rodas e um equipamento chamado “ambulift”. Marcelo disse ainda que esse tipo de incidente costuma ocorrer com frequência. “Em 30 anos que eu ando de avião, isso já me aconteceu umas dez vezes, mas ultimamente fazia tempo que não ocorria”. Ele avaliou que “os cadeirantes já sofriam um pouco. Agora, com esse boom da indústria de aviação, piorou.” A QUEDA ENTRE AS MELHORES

30

Viver Magazine

Janeiro Agosto2012 2012

A Lam - empresa brasileira mais bem avaliada no ranking das melhores companhias aéreas do mundo - caiu de 25º para 32º lugar, segundo a premiação World Airlines Awards, noticiada em blog da revista The Economist. A classificação é feita com base em entrevistas com passageiros das três classes (primeira, executiva e econômica) e mede a satisfação dos clientes em diversos itens, incluindo check-in, comida, conforto do assento e outros e abrange mais de 200 companhias aéreas. O fato é que, não é admissível continuar pagando tão caro por um serviço de péssima qualidade e o que pode tornar possível uma grande mudança tanto no comportamento dos administradores e funcionários das empresas aéreas quanto nas implantações de novas leis e critérios por parte de nossos governantes, é a manifestação de quem movimenta este mercado, “os Clientes”, ou seja, Você! Não se cale diante de atitudes anti profissionais, nem injustiças, nem roubo, nem extravio e muito menos mal atendimento. As empresas precisam entender que investir em trein-

amento profissional especializado faz parte do crescimento e do sucesso e é extremamente necessário. Assim como a TAM, muitas outras empresas tratam seus clientes com descaso. Cabe a você, consumidor/cliente, decidir se quer continuar pagando por serviços e produtos que não atendem às suas necessidades pessoais ou empresariais e ainda lhes causa uma tremenda dor de cabeça, prejuízos financeiros e principalmente, danos morais e stress. Antes de viajar, faça uma boa pesquisa na internet, leia os comentários e certifique-se do grau de contentamento dos clientes que já utilizaram os serviços da empresa que você está analisando. Leve em sua bagagem somente o essencial e não se esqueça de colocar em sua bagagem de mão, que por sinal fica cada vez menor, uma roupa extra e produtos de primeira necessidade, para o caso de você ter que ficar algumas horas ou dias sem as suas malas. Fazendo isto, é só torcer para que o seu voo não seja cancelado de última hora ou que a empresa não tenha vendido o seu assento para mais de um passageiro.


Viver Magazine

Agosto Janeiro 2012

31


32

Viver Magazine

Janeiro Agosto2012 2012


Viver Viver Magazine Magazine Janeiro Agosto Julho 2012

33


ALERTA

Remédios também são drogas...E podem te matar...

Depois da morte de michael jackson Witney Houston e claro muitos outros que nao nos chega aos ouvidos, agora temos Sage Stallone, filho do ator Sylvester Stallone... Indy Zanardo

O consumo de qualquer medicamento em uma dosagem acima da que o metabolismo humano suporta é prejudicial à saúde. Além do cigarro e do álcool, alguns medicamentos são freqüentemente utilizados de maneira abusiva, causando problemas de saúde e até mesmo dependência. São eles: - Anabolizantes (bombas): medicamentos com alta dose de hormônios concentrados, utilizados com o objetivo de aumentar a massa muscular. Pode causar alterações no metabolismo do corpo e até impotência sexual. - Descongestionantes nasais: remédios utilizados apenas com o fim de desobstruir o nariz, aparentemente não oferecem nenhum risco, mas podem causar dependência e crises de abstinência caso não sejam utilizados. - Benzodiazepínicos: são medicamentos tranqüilizantes, utilizados para induzir ao sono ou para reduzir a ansiedade, nervosismo, etc. - Xaropes: medicamentos utilizados para controlar a tosse ou dificuldade de respiração, mas que podem conter substâncias semelhantes às do ópio, causando dependência. - Anorexígenos: medicamentos utilizados para reduzir o apetite, controlando, assim, o peso. No Brasil, atualmente, enfrenta-se um sério problema denominado por alguns pesquisadores tráfico de drogas lícitas. Trata-se do grande consumo de remédios anorexígenos. Apesar de só ser permitida a compra dos mesmos sob prescrição médica e de apenas alguns laboratórios terem a licença para produzi-los, muitos farmacêuticos e médicos têm o costume de comercializar estes medicamentos sem tomarem qualquer cuidado com a situação da pessoa que fará uso dos mesmos. Como existe uma grande procura, há também uma grande facilidade de encontrá-los. O problema maior é que muitas vezes os remédios vêm compostos por substâncias prejudiciais à saúde, mas tal fato não é lembrado por muitos profissionais que, irresponsavelmente, distribuem os medicamentos. 34

Viver Magazine

Janeiro Agosto2012 2012

Pelo fato de cada organismo humano ser diferente, os medicamentos agem de maneiras diferentes, podendo ser mais ou menos eficazes para o tratamento proposto, ou até mesmo sendo prejudiciais à saúde do indivíduo ao invés de ser benéfico. Efeitos colaterais ou reações alérgicas podem ser um indicativo da ação do remédio no organismo do indivíduo. Este pode ser mais ou menos demorado, de acordo com o funcionamento dos órgãos responsáveis pela absorção do medicamento. Como os medicamentos causam reações químicas, podemos perceber uma variação das mesmas devido às substâncias que o medicamento pode encontrar no corpo. Ao ingerirmos determinada substância o nosso metabolismo interrompe a produção da mesma, já que a quantidade existente no corpo é suficiente. Com o tempo, caso a substância continue sendo ingerida, o corpo para de produzi-la, e caso ela deixe de ser introduzida no sistema metabólico, o corpo não voltará imediatamente a produzi-la. É nesse intervalo de tempo que acontecem as crises de abstinência, tão comuns para quem está deixando de consumir determinada droga. REMÉDIO E ÁLCOOL O assunto é polêmico até entre os médicos. Isso porque as conseqüências dessas interações dependem de vários fatores, como a composição do medicamento, o organismo de cada pessoa e o número de copos que ela está acostumada a entornar. “A definição de consumo moderado de álcool é complicada – e, muitas vezes, o paciente estabelece um padrão acima daquele que seria razoável para ele”, afirma o farmacólogo João Ernesto Carvalho, da Unicamp. Assim, a maioria dos médicos aconselha a evitar totalmente o álcool. Na dúvida, é melhor obedecer. Quando uma pessoa bebe, ela metaboliza o etanol usando enzimas que o fígado produz. Só que essas enzimas também servem para metabolizar algumas drogas. Se entrar um remédio no meio da história, o organismo vai ser sobrecarregado e pode não dar conta do serviço. Assim, o efeito da droga é

reduzido ou até anulado. Para piorar, isso também maltrata em dobro o pobre do fígado. Muitos medicamentos também são eliminados pela urina. O álcool e o excesso de líquidos – dois elementoschave de uma cervejada, por exemplo – têm efeito diurético e, portanto, podem acelerar a excreção dessas substâncias. O risco maior é quando goró e remédio interagem no paciente-bebum. O grande perigo mora naquelas drogas usadas para tratar problemas neurológicos e psiquiátricos. O álcool potencializa o efeito delas, em vez de anulá-lo. ANALGÉSICO O VILÃO DA HISTÓRIA... Para acabar com pequenas dores como dor de cabeca, dente , joelho , pescoço, cada um acha uma dorzinha para ir a um analgésico... A grande parte da população adquiriu o péssimo hábito de consumir analgésicos exageradamente. Em busca do alívio imediato da dor, as pessoas tomam esses medicamentos sem prescrição ou acompanhamento médico. Estudos indicam que alguns indivíduos chegam a consumir de 14 a 30 comprimidos por semana, sendo que alguns tomam de 10 a 12 por dia. No entanto, tomar esses medicamentos mais de duas vezes por semana representa um sério risco para a saúde, pois o exagero na medicação altera o sistema analgésico do próprio organismo e anula seus efeitos. Ou seja, o uso de analgésicos acima da dose semanal, durante três meses seguidos, induz a cronificação da dor. A dor que vinha duas vezes na semana, passa a vir três vezes, quatro vezes e, em algum tempo, pode se tornar diária. Além disso, o excesso desses remédios causa cansaço excessivo, enjôo, náusea, agitação, ansiedade, irritação, problemas de memória, dificuldade de concentração, depressão, insônia e, num estágio mais avançado, pode causar até úlceras gástricas e hepatite medicamentosa. Portanto, a melhor solução é a suspensão dos analgésicos e o tratamento preventivo com medicamentos que vão agir na causa da dor.


Viver Magazine

Agosto Janeiro 2012

35


36

Viver Magazine

Janeiro Agosto2012 2012


Viver ViverMagazine Magazine

Janeiro Agosto Junho 2012

37


Sol

Um Amigo em Pequenas Doses... Indy Zanardo

BENEFÍCIOS DO SOL: Uma pesquisa realizada recentemente mostrou que o sol traz muitos benefícios para a nossa saúde, quando utilizado corretamente. Hoje vamos falar um pouquinho mais sobre esse assunto. O sol pode ajudar na produção da vitamina D, que combate á vários tipos de câncer e doenças do coração. A vitamina D é responsável pela formação do cálcio, que age contra a osteoporose,A deficiência de vitamina D promove desregulação de diversas funções do organismo. Porém, seus sintomas só são percebidos em longo prazo. “Enfraquecimento dos ossos, problemas cardiovasculares - como o aumento da pressão arterial desregulação da síntese de insulina - ou seja, predisposição ao diabetes mellitus [o aumento anormal de açúcar ou glicose no sangue], dentre outros sintomas podem ser observados quando há falta dessa vitamina no organismo” Porém para obter os benefícios é preciso usar e abusar do protetor solar, de preferência evitar o sol dás 10h ás 16h, que é muito forte, e pode causar danos á saúde. É necessário que haja um equilíbrio. MALEFÍCIOS: A exposição e excesso podem fazer mal á saúde, especialistas pedem para que as pessoas se cuidem. Pois o excesso pode causar vermelhidão, envelhecimento precoce, queimaduras, além de doenças, como o próprio câncer de pele, que é muito comum, em pessoas que não tomam os devidos 38

Viver Magazine

Janeiro Agosto2012 2012

cuidados. Manchas também são provenientes do sol, normalmente os malefícios não aparecem de imediato, á não ser a queimadura, mas outros sinais podem aparecer após anos. Por esse motivo é importante cuidar da pele desde cedo CONFIRA AS DICAS QUE PREPARAMOS PARA VOCÊ ARRASAR NESTE VERÃO. 1. As altas temperaturas favorecem a desidratação. Beba muita água, várias vezes ao dia. No mínimo, 1,5 litro, diariamente. 2. A água de coco é uma excelente bebida, já que fornece carboidratos e minerais importantes para o organismo. Mas cuidado, ela é calórica. 3. Evite os alimentos e preparações ricos em gorduras. No verão, a digestão desses alimentos é prejudicada, causando sensação de mal estar. 4. Para se refrescar, prefira os picolés de fruta que são menos calóricos em comparação com os sorvetes em massa. 5. Comece a refeição com uma porção grande de salada. Elas são ricas em fibras e água, dando maior sensação de saciedade. 6. Na praia, mantenha os alimentos gelados em coolers . O calor favorece a proliferação de fungos em bactérias reduzindo o tempo de vida útil do alimento. 7. Verduras e legumes são alimentos ricos em água e, por isso, eles ajudam a hidratar o corpo. Ingira, no mínimo, 3 porções por dia. 8. As frutas são boa fonte de água, carboidratos, vitaminas e minerais.

Elas podem ser consumidas como sobremesas e, também, como opção para pequenos lanches entre as refeições principais. Ingira, pelo menos, 3 frutas por dia. 9. Bebidas alcolicas são excessivamente calóricas. Prefira sucos de frutas naturais ou água de coco para se refrescar. 10. Uma boa opção para quem for à praia e piscina é levar uma bolsa térmica cheia de frutas e água. Quando a fome bater, consuma alimentos mais saudáveis. Não é só a pele que precisa de proteção. Os olhos também sofrem a ação de agressores, como os raios ultravioleta, podendo haver aumento do risco de doenças como a catarata. Use óculos escuros, que bloqueiem pelo menos 99% da radiação ultravioleta. Por ser a estação das férias, no verão ocorre um aumento do consumo de alimentos fora de casa. Com isso, ocorre grande aumento na incidência de doenças veiculadas pelos alimentos. Uma alimentação balanceada é importante para manter o funcionamento adequado do organismo, e deve conter todos os nutrientes necessários: carboidratos (açúcares), proteínas, gorduras, vitaminas, sais minerais, fibras e líquidos. AS RECOMENDAÇÕES SÃO AS SEGUINTES: • Ao ingerir alimentos fora de casa, observe a higiene do local, dos utensílios e dos alimentos . • Observe as características próprias dos alimentos e, na dúvida, não consuma. • Ingerir frutas e vegetais de cores

Foto: Banco de Imagem

SAÚDE


variadas. • Evite longos períodos de jejum; faça de 4 a 6 refeições por dia. • Preferir os alimentos com produção característica em determinada estação do ano. • Ingerir apenas água filtrada, fervida, ou mineral. • Evite o consumo de enlatados, produtos industrializados e embutidos. • Evite as dietas milagrosas. Faça ingestão moderada de todos os tipos de alimentos. Com essas dicas simples, esperamos que suas férias não sejam interrompidas por imprevistos indesejáveis. Confira algumas dicas para um verão mais tranqüilo com as crianças: PROTETOR SOLAR O uso de protetores solares com fatores entre 15 e 50 é indispensável, mesmo nos dias nublados. Muitas vezes, a brisa não permite que as crianças reclamem da queimadura de sol, sendo responsabilidade dos pais levá-los a uma sombra sempre que notar vermelhidão na pele. Mas, não se deve deixar de expor a criança ao sol, uma vez que o passeio ao

ar livre faz bem à saúde, como também é essencial para que o organismo absorva a vitamina D. ÁGUA E ALIMENTAÇÃO O ideal é manter as crianças longe do sol forte, sempre bem hidratada e usando roupas leves. Em relação à alimentação, devese evitar comidas muito temperadas, frituras e outros alimentos de difícil digestão. Dê preferência a frutas e legumes, que contenham uma alta dose de água na composição. É preciso levar em conta que esses produtos são perecíveis e, especialmente no verão, têm menor duração. “Deve-se perder o medo de ser chamado de farofeiro, mas o certo é levar frutas e água, evitando assim os produtos industrializados”, muitas vezes nos achamos mais facil abrir um saco de salgadinhos ou um de biscoito.... Nao eh mesmo...??? AFOGAMENTO Nunca deixe crianças sozinhas em praias ou piscinas. Coloque sempre bóia nas crianças. “Elas devem estar sempre acompanhadas por um adulto, e o ideal

é um adulto para cada criança. E se o mar estiver forte, deve-se evitar o banho”. ÁGUA DE PRAIAS Fique atento para que a criança não beba água do mar ou engula areia. Para os menores, opte por levar uma piscina inflável e a encha com água doce, embaixo do guarda-sol. QUEIMADURAS Outro perigo constante nas praias é o de queimaduras por contato com águasvivas. Nesses casos, deve-se lavar o local com água fria corrente e, conforme a gravidade da queimadura, procurar assistência médica. INFLAMAÇÕES Mas não são apenas as praias que trazem riscos: a freqüência às piscinas também exige cuidados. É comum a ocorrência de inflamações nos olhos, que podem ser causadas, tanto por agentes infecciosos presentes na água, quanto por substâncias químicas, principalmente o cloro. Com pequenos cuidados podemos ter um verão divertido e relaxante para toda a familia...

Viver Magazine

Agosto Janeiro 2012

39


40

Viver Magazine

Janeiro Agosto2012 2012


Viver Magazine

Agosto Janeiro 2012

41


VARIEDADES HAUrEx TALENTO DUAL TIME WATCH - LEATHEr BAND (FOr MEN) $229.95 www.sierratradingpost.com

CHACO FLIp ECOTrEAD THONG SANDALS - FLIpFLOpS, rECyCLED MATErIALS (FOr WOMEN)

7EyE TAkU SUNGLASSES - pOLArIzED $39.95 www.sierratradingpost.com

$44.95 www.sierratradingpost.com

HANNELI STrAW BEACH TOTE $79.50 www.bananarepublic.gap.com

GIGI THONG SANDAL COBALT MULTI $65 www.jildorshoes.com

BIkINI SIENA $188 www.ondademar.com

WALk ON AS SEEN IN SELF $120 www.ondademar.com

42

Viver Magazine

Janeiro Agosto2012 2012


Viver Viver Magazine Magazine Janeiro Agosto Abril 2012

43


44

Viver Magazine

Janeiro Junho Agosto2012 2012 2012


Viver Viver Magazine Magazine Janeiro Agosto Julho 2012

45


La Vie est beLLe

rouge in LoVe Lip and naiL

$42 - $95

$15 - $24

tient idoLe uLtra 24 Hour $60 - $110

Nas compras acima de $35 Ganhe um super brinde Lancôme (promoção válida entre 14 de Agosto e 03 de Setembro)

renergie muLti-action $68 - $112

super serums $60 - $110

mascara/ LasH curLer $24 - $26.50

genifique LigHt pearL eye serum $68

Encontre os produtos Lancôme na loja Macy’s Town Center: 400 Ernest W Barrett Parkway Kennesaw, GA 30144 Tel: 770 423 2704 46

Viver Magazine

Janeiro Agosto2012 2012

bLusH trio $42


Viver Viver Magazine Magazine Janeiro Agosto Julho 2012

47


48

Viver Magazine

Janeiro Agosto Maio 2012 2012 2012


Viver ViverMagazine Magazine

Janeiro Agosto Junho 2012

49


ENTRETENIMENTO

Nos Cinemas

ParaNorman

Hope Springs

Cosmopolis

Robot & Frank

The Campaign

Why Stop Now

Wild Horse, Wild Ride

Estreia: dia 8 Gênero: Comédia

Estreia: dia 10 Gênero: Comédia

Estreia: dia 17 Gênero: Adaptação

Estreia: dia 11 Gênero: Comédia, Família

Estreia: dia 17 Gênero: Comédia

Estreia: dia 24 Gênero: Documentário

The Bourne Legacy

Premium Rush

Lawless

2 Days In New York

Hit & Run

The Day

The Expendables 2

Little White Lies

For A Good Time, Call...

Estreia: dia 10 Gênero: Ação, Aventura

Estreia: dia 10 Gênero: Comédia, Romance

Estreia: dia 17 Gênero: Ação, Aventura

Estreia: dia 24 Gênero: Suspense

Estreia: dia 29 Gênero: Crime

Estreia: dia 22 Gênero: Comédia

Estreia: dia 29 Gênero: Suspense, Guerra

Estreia: dia 24 Gênero: Comédia

Estreia: dia 31 Gênero: Comédia

Circulando Skate It or Hang It!? The Evolution of Skateboard Art De: 6/16/2012 até 9/16/2012 Esta exposição irá examinar os aspectos visuais das pranchas de skate, um esporte contemporâneo e jovem desde a década de 70. Estilos, imagens, expressões visuais e muito mais. Confira! Local: Museum of Design Atlanta MODA 1315 Peachtree Street Atlanta, GA 30309

50

Viver Magazine

Janeiro Agosto2012 2012

Bronner Bros Mid-Summer Show 2012

Criada em Atlanta 65 anos atrás, Bronner Bros trás de volta o MidSummer International Hair Show no Georgia World Congress Center. O maior evento do gênero com mais de 300 empresas especializadas em cabelo. www.bronnerbros.com

Imagens: Divulgação

Estreia: dia 17 Gênero: Animação, Comédia, Horror

................................................................. Estreias para o mês de Agosto


Viver Magazine

Janeiro Agosto 2012

51


52

Viver Magazine

Janeiro Agosto2012 2012

Viver Magazine August 2012  

The biggest, best and oldest publication for Brazilians in Atlanta, GA, USA. The original. No copies.

Advertisement