Page 1

VIVER

1


VIVER

2


www.vivermagazine.com

Abril, 2018

Tome nota Regularize a sua situação eleitoral O Consulado Brasileiro em Atlanta estará em Marietta no dia 21 de Abril (Sábado)

conteúdo

Informações página 46

6

Alimentação saudável é capaz de driblar o câncer? A cada ano, cerca de 8,8 milhões de pessoas morrem de câncer. A doença é responsável por uma em cada seis mortes no mundo.

32

VOLUMA - A evolução do Hialurônico Quando envelhecemos, o corpo vai diminuindo o ritmo do metabolismo, ficando mais fraco e cansado. Quem mais sofre, mais aparentemente, é a pele, que fica flácida, fina e sensível.

34

Principais tendências da moda primavera verão 2018 Quem é antenada já percebeu que as tendências da moda primavera verão 2018 já estão sendo definidas pelos influenciadores.

38

12 40

Março foi, decididamente, um mês histórico para a Volvo e para os seus SUV. Depois de o XC40 ter sido eleito Carro Europeu do Ano, o XC60 recebeu, em Nova Iorque, o troféu “World Car of the Year”.

Tem um pato de borracha no banho? Por dentro tem milhões de bactérias Há quem os tenha como companheiros de banho, mas o interior dos patos amarelos de borracha está coberto de fungos e bactérias perigosos para a saúde, como a legionella.

14 28

Soma e segue. XC60 eleito “Melhor Carro do Mundo”

Você acha difícil guardar dinheiro Para quem não sabe economizar, guardar dinheiro pode se tornar uma tarefa impossível, Veja aqui, 7 atitudes simples que vão fazer a diferença na sua vida financeira.

42

49

Bem-Estar

Agenda

48 Nos Cinemas

VIVER

3


Editorial

Quando eu tinha 14 anos de idade, meus pais decidiram se mudar para uma cidade bem pequena, no interior de Goiás, chamada Morro Agudo de Goiás. Cidade onde o meu pai nasceu e viveu até depois que se casou com a minha mãe (Que também é daquela região) . Eles viveram em Morro Agudo de Goiás por alguns anos, mas, depois se mudaram várias vezes, foram para Brasília, Goiânia GO, Colinas e Colmeia em Tocantins, Xinguara no Pará, depois Goiânia novamente. Até que um dia, cansados de tanto lutar, sem sucesso, em busca de uma vida melhor, decidiram voltar “pra casa”. Foi uma mudança muito difícil para mim, ainda lembro o meu primeiro olhar em direção àquelas ruas, meu pai percebeu uma lágrima caindo no meu rosto, me olhou carinhosamente e disse: Calma filha, “você vai gostar daqui”. Alguns anos se passaram, mas aquela sensação estranha de não pertencer àquele lugar, jamais saiu do meu coração. Eu me sentia como uma peça que não se encaixava no quebracabeças e o mais perturbador era que, parecia que este sentimento era recíproco, eu não me sentia “acolhida” ali. Mas o amor que eu sentia pelo meu pai (José Bento Filho), foi muito importante para que eu tivesse “disposição” para olhar ao meu redor com mais carinho, ele contava muitas histórias de sua infância e, descrevia lugares, ruas e casas, onde aconteceram algumas coisas engraçadas ou tristes, quando ele era criança. Eram histórias que falaram muito do convívio dele com o meu Avô

EDIÇÃO e PUBLICAÇÃO Dilla Campos vivermagazine@gmail.com

Zé Bento e eu adorava ouvi-lo. Depois, eu saia procurando por aqueles lugares, queria ver, entender o que tinha sido a vida do meu pai enquanto criança. Com o tempo, aprendi a amar aquela cidade, mesmo sem me sentir parte dela, mas por “reconhecer” ali, como o lugar que o meu pai amava e, onde “ele” se sentia em casa. Se era a casa do meu pai, poderia ser a minha também, certo? Só que não! Eu nunca coube naquele lugar! O tempo passou e a maturidade me fez entender o que era aquele “desconforto”, percebi que não importa aonde, no meu caso foi ali, mas poderia ter sido em qualquer outro lugar. No momento em que você se encaixa, acabam-se todas as chances de você ter coragem de continuar a busca. Afinal, buscar o quê, se você já encontrou? Muitas vezes é preciso que algumas portas se fechem em sua cara ou que você seja sacudido por alguma situação, é preciso não se encaixar, “não caber” no quebra-cabeças, para que você tenha a coragem de enfrentar o desconhecido e movimentar-se, em busca daquilo que falta. Quando os meus pés tocaram os Estados Unidos, eu senti uma emoção tão grande e a sensação que eu tive, foi de “ter voltado pra casa”. Eu nem sabia o que eu iria enfrentar aqui, mas não me importei com nada, eu senti que Deus estava feliz comigo, porque finalmente eu tinha encontrado o lugar para onde Ele sempre quis me trazer, para minha casa! Por isso quero encorajá-lo a não “ignorar” o seu desconforto, muitas vezes é ele o sentimento que Deus usa para fazer com que você se movimente na direção certa, a direção que vai levá-lo exatamente, aonde o seu coração sempre quis estar.

Dilla Campos Publicadora Viver Magazine

vivermagazine VIVER

4

DIREÇÃO DE ARTE / PROJETO GRÁFICO Saulo Oliveira S2dm.com contact@s2dm.com COLUNISTAS Dilla Campos Maitê Hammound (Psicóloga) Tracie Kincle (Advogada) Fernanda Hottle (Advogada) Daniel Ortiz (Advogado) REVISÃO Eliania Bento COLABORADORES Kamilla Oliveira Alex Campos Consulado Geral do Brasil em Atlanta Cesar Restrepo (Empreendedores Latinos) FOTOGRAFIA Dilla Campos Indy Zanardo Alcides Notaro Juliana Frary PARA ANUNCIAR 770.953.4250 vivermagazine@gmail.com www.vivermagazine.com DISTRIBUIÇÃO All Metro Atlanta Area GDL Distribution & Logistics, LLC Phone: (678) 887-2391 (Joanita Bonilla) A Viver Magazine é uma publicação independente com a finalidade de informar a comunidade brasileira e divulgar produtos e serviços que sejam de interesse dessa comunidade. As informações aqui veiculadas são resultado da demanda de nossos leitores e variam de acordo com a atualidade, podendo ser alteradas sem aviso prévio. Esta é uma publicação aberta a participação de leitores e da comunidade brasileira em geral, na qual encorajamos e agradecemos. A publicação de conteúdo e fotografias enviadas para a redação está sujeita a aprovação e disponibilidade de espaço e não é prometida ou garantida. Os anúncios aqui contidos, bem como seus conteúdos são de responsabilidade de cada anunciante. A diversificação e conteúdo dos artigos são de responsabilidade de seus autores e não refletem necessariamente a opinião desta publicação. Todo e qualquer conteúdo e anúncio aqui contidos são de propriedade da Viver Magazine e não devem ser reproduzidos total ou parcialmente. A versão impressa desta publicação é gratuita, assim como nossa versão online. Outros veículos de comunicação online na qual fazemos parte estão à disposição de nossos anunciantes e da comunidade em geral no Facebook e em nosso portal: www.vivermagazine.com. É proibida qualquer reprodução impressa ou digital, cópia do conteúdo, matérias, anúncios ou elementos visuais, bem como do projeto gráfico apresentados na Viver Magazine com base na LEI DE DIREITOS AUTORAIS Nº 9.610, DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998, com respaldo internacional.


VIVER

5


//cAPA

Alimentação saudável é capaz de driblar o câncer? A cada ano, cerca de 8,8 milhões de pessoas morrem de câncer. A doença é responsável por uma em cada seis mortes no mundo.

O

número de pessoas que desenvolvem tumores malignos também cresce a cada ano: cerca de 14 milhões têm câncer, e esse número deve subir para mais de 21 milhões até 2030, de acordo com dados da OMS (Organização Mundial da Saúde). Um dos principais agravantes, segundo a OMS, é que muitas vezes a doença é diagnosticada tarde. Quanto mais avançado o estágio do câncer estiver, mais difícil é o tratamento. Existem, no entanto, fatores que contribuem para o desenvolvimento do câncer — e comportamentos que podem prevenir a doença. "O câncer

é multifatorial, ou seja, ele não se desenvolve por apenas um motivo", explica a nutricionista do Instituto do Câncer do Estados de São Paulo (Icesp), Eloisa Massaine Moulatle. O crescimento descontrolado de células anormais, que caracteriza o câncer, está relacionado a sedentarismo, tabagismo, genética, estresse, poluição, má alimentação, entre outros fatores. Contudo, um dos pilares para a sua prevenção, de acordo com o Ministério da Saúde, é bem conhecido pelos brasileiros — mas um pouco rejeitado no dia a dia. Trata-se da alimentação e do estilo de vida saudáveis. VIVER

6

Alimentos in natura, com menor processamento possível, exercícios e hábitos saudáveis são a chave para a saúde e longevidade. "Não dá para dizer que existe um alimento milagroso, que ele vai combater e matar as células cancerígenas, mas existem alimentos que promovem a renovação celular, têm vitaminas e minerais e são antioxidantes", explica Moulatle. A recomendação do Ministério da Saúde é consumir, no mínimo, cinco porções por dia de frutas, legumes e verduras. Na outra ponta, é preciso diminuir o consumo de carne vermelha (comer apenas uma ou


VIVER

7


duas vezes por semana) e banir os embutidos e carnes processadas, como linguiça, bacon, presunto, entre outros. Em 2015, a OMS classificou as carnes processadas como produtos carcinogênicos, ou seja, que causam câncer, e as carnes vermelhas como produtos "provavelmente carcinogênicos". Segundo o documento, 50 gramas de carne processada por dia, o equivalente a duas fatias de bacon, aumentam a chance de desenvolver câncer colorretal em 18%. Isso não quer dizer que você está comprometendo sua saúde a cada vez que se delicia com um pedaço de bacon crocante. Como a nutricionista

do Instituto do Câncer de São Paulo explica, não vai ser apenas um fator que resultará em câncer. "O ideal é não comer. Mas, se você gosta muito, tente diminuir a quantidade por semana e depois por mês", pondera Moulatle. Outros hábitos de risco são: tabagismo, consumo de bebidas alcoólicas, inalação de ar poluído, obesidade e sedentarismo. "A atividade física não é só importante para o controle do peso, mas ela também ajuda na renovação celular e melhora o metabolismo. Ainda, já é provado que obesidade está relacionada a diversos tipos de câncer, como o de mama, do fígado, da tireóide, entre outros."

VIVER

8

Como já falamos, não existem alimentos milagrosos, muito menos uma dieta que dará 100% de certeza de que você não terá câncer em toda a vida. Porém, existem "superalimentos" que podem ajudar na prevenção da doença. O aumento do consumo destes alimentos "reduz significativamente as chances de células cancerígenas de se desenvolverem em órgãos como esôfago, cólon, mama, ovário, rins, laringe, entre outros", esclareceu um artigo publicado no HuffPost americano. Antes de consumi-los, contudo, é imprescindível fazer um acompanhamento nutricional para saber quais as reais necessidades do seu corpo. Conheça alguns destes alimentos: Brócolis, aspargos, couve-flor e outros vegetais crucíferos são considerados "superalimentos" por serem ricos em sulforafano, uma propriedade anti-cancerígena. Alimentos ricos em vitamina D, como shitake, shimeji e outros cogumelos, batata doce, semente de girassol, entre outros, ajudam na prevenção do câncer. A vitamina D é essencial para a saúde do cérebro e de todo o corpo. A wheatgrass (ou grama de trigo) é considerada uma erva medicinal desintoxicante. Segundo o artigo, o chá ajuda a melhorar a produção dos glóbulos vermelhos e neutralizar toxinas do corpo. A salsa ou salsinha tem quercetina, um flavonóide com muitas propriedades benéficas para a saúde. Ele tem propriedades antioxidantes, anti-inflamatórias, anti-virais e anticancerígenas, e combate o dano dos radicais livres. Gengibre é um poderoso antiinflamatório e têm propriedades anticancerígenas. Mel é um "superalimento" da mãe natureza e das abelhas: além de antibactericida e anti-inflamatório, o uso da meloterapia pode diminuir a proliferação de células tumorais.


VIVER

9


VIVER

10


VIVER

11


//DESTAQUE

Conheça Alexandre Gonzaga Barros - O Brasileiro que faz sucesso como Bailarino no Atlanta Ballet!

A

lexandre Barros nasceu no Rio de Janeiro em 1993, onde viveu até os 9 anos de idade, quando teve seus primeiros encontros com a dança e com as obras clássicas tradicionais. Um dia acompanhando sua irmã, Ana Clara, para a aula de ballet na Escola de Dança Alice Arja, ele foi convidado por uma professora que o incentivou a fazer uma aula teste. Naquela ocasião, Alexandre fazia futebol e frequentava a escola de ensino fundamental, mas nunca tinha pensado em estudar dança. Ele refletiu sobre o desafio de tentar algo novo e aprender sobre aquelas danças e músicas e então, fez a sua 1a aula de ballet e, desde então, Alexandre nunca mais parou de dançar. Iniciando ali, uma carreira promissora como bailarino. Alexandre começou a dançar

naquela escola mesmo, onde participou de vários concursos e produções artísticas e além de Ballet, recebeu também aulas de sapateado, jazz, história da dança e teatro. Com o seu bom desempenho, começou a participar de competições no Rio de Janeiro, Araxá, São Paulo, Curitiba, Belo Horizonte e outras Cidades. Quando aos 11 anos, decidiu fazer uma prova de seleção para a Escola Estadual de Danças Maria Olenewa (EEDMO) ligado ao Teatro Municipal do Rio de Janeiro. Alexandre passou na prova e se tornou aluno da EEDMO por 4 anos, em várias oportunidades dançou com o Corpo de Ballet do Teatro Municipal do Rio de Janeiro e participou de vários concursos a nível Estadual e Nacional no Brasil Aos 15 anos ainda estava dançando na EEDMO quando começou VIVER

12

a sonhar com uma carreira no exterior. Junto com a sua família se dedicou a aprender como gravar vídeos fazendo aula de ballet para participar de audições e buscar novos rumos, enviou todo o material que conseguiu fazer para várias escolas de dança nos Estados Unidos e Europa (Inglaterra, Alemanha, Áustria e outros). Sua trajetória no exterior começou exatamente aí, pois, com aprovação para quatro escolas diferentes com bolsa de estudos e depois de muita análise, decidiu ir para a “The Harid Conservatory” em Boca Raton na Florida dos Estados Unidos. Foi muito difícil a adaptação para ele e seus pais, que não falavam inglês e precisavam entender todos os documentos que foram enviados pela escola americana, além dos documentos do visto para o consulado. Contando com a ajuda fundamental de um Tio que dominava o inglês, a família iniciou o processo de regulamentação para a viagem e a transferência dele para residir naquela país. Depois de muito esforço, entrou pela primeira vez em um avião rumo aos EUA sozinho e sem saber falar Inglês. Chegou à cidade de Boca Raton, onde conheceu o corpo de professores e bailarinos da escola de dança e em especial, uma das professoras que mais influenciou em sua carreira, Victória Scheneider. Do Harid Conservatory, com quem aprendeu que para aquela profissão que ele tanto desejava, seria necessário trabalhar duro, levar tudo muito a sério, ser disciplinado e ter dedicação exclusiva ao Ballet. Todas as manhãs, ele e os outros alunos do Harid Conservatory frequentavam a escola regular para completar o ensino médio, ele tinha cursado o 1º ano no Rio de Janeiro e deveria cursar o 2º e 3º ano na Spanish River High School. A falta de domínio do Inglês provocou muitas dificuldades para manter suas notas


VIVER

13


altas e ser aprovado, Alexandre lembra que várias vezes o medo e a ansiedade eram grandes, mas com perseverança ele continuava a batalha, muitas vezes telefonava para seus pais (que são professores no Brasil) para pedir ajuda e estudar com eles pelo telefone, foram muitas madrugadas de estudo. Como estudar todas as disciplinas de um currículo escolar e aprender em uma língua que você não conhece? Dois anos se passaram e a High School estava concluída com grande êxito, mais uma grande vitória. Durante as tardes, Alexandre fazia aulas de ballet, jazz, caratê, pás de deux, variação e outras. Nestes dois anos no Harid Conservatory sem nunca repetir nenhuma disciplina na escola regular e com excelência no ballet. O inglês foi se tornando uma língua fluente e enfim, dominada. Seu grande êxito profissional na Harid conservatory foi alcançado com a sua formatura no ballet e com o recebimento do renomado prêmio “Rudolf Nureyev” por sua excelência na dança. Competiu no “Youth American Grand Prix” em Nova York, onde ficou entre os melhores, chegando a etapa final da competição. Na época, com 17 anos, estava formado em Dança e

com seu Acadêmico concluído com grande êxito, era chegado o momento de novos passos para equilibrar sua carreira. Alexandre precisaria arrumar um emprego para caminhar rumo ao seu objetivo profissional e se manter nos EUA. Formado e findada a sua bolsa de estudos, sua família não teria condições para mantêlo morando fora do Brasil. Alexandre fez muitas audições em Companhias de Ballet Americanas, conheceu muitas pessoas no mundo da dança, entre elas, John McFall, Diretor do Atlanta

Ballet que o convidou para fazer uma aula. Alexandre fez a aula e se apaixonou pela companhia e pela cidade de Atlanta, então decidiu mudar-se para cidade e aceitar a proposta de emprego que lhe fora feita. Começava ali, uma nova etapa, agora como bailarino da Companhia de Ballet de Atlanta. Hoje com 24 anos, membro da Companhia Atlanta Ballet já a 7 anos, ele aprendeu muito sobre o mundo

VIVER

14

da dança, Foram muitos espetáculos e outras atividades, destacando-se entre muitas montagens: Contemporâneos: Camino Real e Minus 16 Clássicos: Romeo e Julieta, Don Quixote, Quebra Nozes, Carmina Burana. Alexandre se orgulha de ter tido a honra de ser coreografado por grandes nomes como: Gustavo Ramires Sanssano, Helen Picket, David Bentley e John McFall (seu mentor). Com o Atlanta Ballet ele participou de espetáculos de Gala em

comemorações com turnês pela China em 2013 e Canadá em 2015. Um grande momento de seu trabalho aconteceu quando foi convidado pelo Atlanta Ballet para dar aulas de Técnica masculina, Pas de deux e Técnica Clássica. O que antes parecia um sonho, hoje já fazia escola, pois ele se tornou professor de inúmeros bailarinos em formação e poderá difundir, todas as técnicas, métodos e experiência que adquiriu em sua carreira. Aquele menino que um dia sonhou em ser um bailarino profissional no exterior, hoje é homem feito, que além de uma bela carreira internacional também conquistou uma bela noiva, que também o apoia em todos os momentos de sua vida. Alexandre sempre olha para a sua história com orgulho e gratidão a todos que passaram pelo seu caminho. Com um carinho especial por sua família, que fizeram o impossível para apoiá-lo na realização desse sonho e inda hoje, o incentivam e o acompanham mesmo que de longe, muito orgulhosos pelo sucesso do filho querido. Este é Alexandre Barros, o Brasileiro que conseguiu realizar o sonho de ser um bailarino profissional e de sucesso no exterior!


VIVER

15


//Superação

O Câncer de Mama perdeu a guerra para Gracielly Oliveira! A Viver Magazine tem acompanhado a trajetória de Gracielly, desde o dia em que ela descobriu que estava com câncer de mama. Depois de um longo tempo de tratamento, finalmente nesta edição, temos a honra de compartilhar com você, os resultados desta batalha, através do testemunho da mesma. Recomendo apenas, que você pegue um lenço, você vai se emocionar com as palavras dela, confira:

E

m maio de 2017, fui diagnosticada com câncer de mama (Infiltrating ductal carcinoma – level 2), desde o momento da descoberta, por mais difícil que esta notícia tenha sido, eu senti que Deus estava ao meu lado e que tinha planos para a minha vida. Eu nunca havia sentido nenhum desconforto ou dor nos seios e, achava que estava super saudável,

levando uma vida normal, ocupando meu tempo principalmente com meu trabalho e minha família. Até que um dia, em uma reunião entre amigas, senti duas “fincadas” em uma das mamas, me preocupei com aquela sensação diferente e coloquei a mão no seio, foi aí, que pela primeira vez senti a presença de um nódulo. Não hesitei e liguei rapidamente marcando uma consulta para a semana VIVER

16

seguinte. O médico fez a ultrassom e indicou a mamografia. Em seguida, fiz todos os exames que o médico recomendou. No dia da mamografia, perguntei a médica responsável se ela tinha visto algo de errado e ela disse que não queria me enganar, mas tinha quase certeza de que tinha algo ali que precisava ser observado. Chorei enquanto voltava para casa, liguei para meu esposo e disse a ele que poderia ser, mas que lutaria até o fim com todas as minhas forças e com fé em Deus. Me lembrei das minhas filhas, queria que fosse tudo um grande engano daquela médica. Mas infelizmente, não foi. Cheguei em casa e fui ler a Bíblia, (a minha Bíblia é a Bíblia da mulher que ora), entre um versículo e outro, tem algumas orações e foi em uma delas, que Deus falou claramente comigo. No livro de Marcos: 5’ entre os versículos 35 e 36, tinha a seguinte oração: “Jesus, ajuda-me a não temer ao receber más notícias, mas a olharte com a confiança que tu farás um milagre em minha vida”. Esperei longos dias pelo resultado dos exames, até que pude ouvir com todas as letras que sim, eu estava com câncer! Eu tinha não apenas um, mas dois tumores malignos. Naquele momento, senti um dor tão grande no coração, meu Deus, que notícia difícil e não tinha mais o que fazer, a não ser encarar aquele resultado e encontrar uma maneira de contar para a minha família. Fui para casa, eu precisava de um tempo sozinha para assimilar aquela informação, chorei muito, como uma criança diante do pais, pedindo por ajuda. É claro que a minha preocupação maior era com a minha família, com minhas filhas ainda


VIVER

17


tão pequenas. Meu esposo me ligou, (depois de saber da notícia por minha prima) e me deu apoio, tentando acalmar meu coração. Em prantos, eu orei pedindo a Deus que falasse comigo, eu precisava tanto de uma resposta. Abri a Bíblia novamente em Eclesiastes 3’: “Há para todas as coisas um tempo determinado por Deus. Tudo tem o seu tempo determinado. Há tempo para todo propósito debaixo do céu. Há tempo de nascer e tempo de morrer. Tempo de plantar e tempo de arrancar o que se plantou. Tempo de matar e tempo de curar...” Mesmo em meio àquele desespero e medo, eu entendi o que Deus havia me dito antes, entendi que eu precisava fortalecer a minha fé, acreditar Nele. Acreditar que no tempo Dele, eu teria o meu milagre, a minha cura. Entreguei ali, TUDO a ele, desde as escolhas e decisões dos médicos com relação ao tratamento, os meus medos e preocupações com minha família, até o resultado de todo o processo de cura. Sim, de “cura”, porque em nenhum momento a partir dali,a minha fé me deixou duvidar do amor de Deus e do milagre que Ele faria em meu corpo. E Deus cuidou de cada detalhe, colocou no meu caminho medicas que pareciam escolhidas a dedos por Ele, eu confiei no tratamento e fui fazer a primeira quimioterapia, naquele momento, fechei os olhos e pedi a Deus, que a primeira gota de tratamento que entrasse no meu corpo, fosse uma

gota do Sangue de Jesus, correndo em minhas veias, me limpando, me curando daquele maldito câncer. Eu fiz 8 quimioterapias e durante este tempo, não senti nada, nenhum efeito colateral, a única coisa que aconteceu foi que eu perdi os cabelos. Não vou mentir dizendo que não me importei em ficar careca, eu sou mulher, sou vaidosa, trabalho com moda, gosto de estar bem diante das minhas clientes, de amigos e também da minha família. Eu senti muito sim, mas a minha coragem de enfrentar aquela doença com a finalidade única de vencê-la, me fez encarar este desafio também. Eu raspei logo a cabeça, não fiquei esperando ir caindo aos poucos, diante de um câncer e da possibilidade de perder a vida, não poderia me dar ao luxo de ficar reclamando de perder os cabelos. Até porque, cabelos crescem novamente. Eu assumi a minha careca, adotei o uso de perucas e lenços lindos e recebi apoio de todos os amigos e até de pessoas que eu nem conhecia. Eu confesso que as palavras, o apoio da família, dos amigos e das minhas filhas, que lutaram junto comigo e abraçaram a minha causa, com amor, sendo pacientes, companheiras e tão sabias que as vezes nem pareciam crianças, de tão maduras e fortes. Tudo isso, fez com que eu me sentisse linda mesmo sem os cabelos, havia um brilho diferente no meu olhar, um brilho que vinha de Deus, refletindo em minha vida e alcançando a vida de muitas pessoas que estavam acompanhando o meu tratamento e também de outras, que estavam passando pelo mesmo problema, pessoas que me procuravam para falar de suas lutas e que saiam de perto de mim mais confiantes e mais esperançosas. Ao final do tratamento, a medica sugeriu a retirada das duas mamas e senti paz naquelas palavras, “se era o recomendado e o melhor a fazer, que seja”. Retirei as duas mamas, deixei Deus agir nos mínimos detalhes. Fiz a retirada e a reconstrução imediata das mamas. Depois de algum tempo, fiz os últimos exames, a médica me ligou dizendo que tinha ótimas notícias para mim, ela disse: Gracielly, você está limpa, o câncer DERRETEU, VIVER

18

não existe mais! Eu chorei muito, mas desta vez, de alegria. Eu perguntei a ela se o tratamento havia terminado e ela disse que acreditava que sim, mas precisava confirmar com o oncologista. Marcamos uma consulta então com a oncologista e, ela disse que já sabia da boa notícia. Eu pedi então para ela repetir, por eu queria ouvir da boca dela esta confirmação. Ela então confirmou que eu não tinha mais câncer e que eu não teria que fazer radioterapia, porque eu estava curada. Meu Deus, que alegria! Eu sai dali radiante, mas não antes de dizer àquelas medicas que elas também estavam nos planos de Deus para a realização do meu milagre. Tudo aconteceu no tempo de Deus, na hora Dele e hoje eu posso dizer com todas as letras, que a minha fé me curou! Posso dizer, que quando eu optei por entregar nas mãos de Deus todo aquele desespero, todo aquele medo, eu fiz a escolha certa, eu acreditei, confiei no poder do Deus que eu sirvo. Um Deus que tem agiu com um poder tão grande que não trouxe somente a cura no final de tudo, o milagre aconteceu também durante o caminho, me trazendo calma, leveza e gratidão. Eu me senti o tempo todo, que eu estava sendo carregada no colo, por Jesus. Eu nunca quis saber porque fui escolhida para passar por isso, pois isto é algo que pode acontecer com qualquer pessoa e, eu não sou melhor do que ninguém. A minha pergunta era sempre para saber, qual o propósito de ter que enfrentar um câncer maligno, mas isto eu entendi logo, Deus queria o meu testemunho, queria que eu gritasse ao mundo que ele ainda é o mesmo de ontem e sempre será. Um Deus misericordioso, que cura, um Deus que limpa o corpo e alma daquele que se entrega de coração à Ele. Eu sou testemunha viva do amor e do poder de Deus e vou agradecê-lo por isso até o último dia da minha vida! DEUS ME CUROU e se você estiver passando por um caminho difícil, faça o que eu fiz, entregue de todo o seu coração a sua dor e o seu problema à Ele e confie, Deus vai curar e ajudar a você também.


VIVER

19


VIVER

20


VIVER

21


VIVER

22


VIVER

23


VIVER

24


VIVER

25


VIVER

26


VIVER

27


//finanças

Você acha difícil guardar dinheiro? Para quem não sabe economizar, guardar dinheiro pode se tornar uma tarefa impossível, Veja aqui, 7 atitudes simples que vão fazer a diferença na sua vida financeira. Essas perguntas te ajudam a refletir e entender se a compra está sendo irracional ou se é realmente algo que vai fazer a diferença na sua vida.

T

odas as pessoas que conseguem guardar algum dinheiro por mês se consideram poupadoras. Mas há os poupadores profissionais, com quem é possível aprender algumas formas de economizar ainda mais dinheiro. Isso envolve coisas básicas como não fazer compras por impulso, controlar o orçamento, ter um valor determinado para gastar por mês. E, também, outras técnicas simples que podem fazer a diferença. Mesmo quem é “gastador” por natureza pode conseguir mudar isso e economizar um pouco mais. Veja algumas dicas: 1. Programe uma transferência automática para a poupança A ideia é que, assim que receber o pagamento, você coloque algum valor em sua poupança antes de pagar por qualquer outra coisa. É ótimo, em teoria. Mas, na prática, é comum deixar para depois e, eventualmente, acabar gastando, já que o dinheiro está ali. Por isso, a dica é deixar programada uma transferência automática logo no dia do pagamento. 2. Tenha contas em bancos diferentes

Ter a conta corrente em um banco e a poupança em outro ajuda a manter a poupança “fora do alcance”, já que você não estará lidando com contas daquele banco no dia a dia. E também evita que você veja o saldo a todo momento e caia na tentação de transferir um pouco para os gastos diários. DICA: encontrar um banco que não cobre tarifas e outras taxas pode ser uma boa opção para não trocar um gasto por outro! 3. Conheça os gatilhos que desencadeiam seus gastos Algumas pessoas, situações ou lojas podem simplesmente fazer você abrir sua carteira e comprar tudo. Uma vez que você sabe o que desencadeia seus gastos, você pode facilmente adotar ações para evitá-los. Pode ser o estresse do trabalho, por exemplo. Nesse caso, buscar uma rotina que ajude a aliviar esse nervosismo certamente irá fazer também com que a vontade de comprar diminua. 4. Pense antes de agir Antes de comprar algo, pergunte-se: “isso me traz alegria? “Eu realmente preciso disso? ”. Independentemente do que seja, pare e pense nisso.

VIVER

28

5. Defina grandes metas Uma viagem para o exterior ou algum outro plano grandioso pode ser a motivação que faltava para conseguir economizar e guardar dinheiro. Pense que, ao fazer isso, você estará mais perto de tornar o seu sonho uma realidade. Ter um objetivo que te empolgue ajuda a rever as prioridades na hora das compras. 6. Adote soluções digitais A tecnologia pode ser uma aliada. Há vários aplicativos que podem ajudar na hora de poupar e de controlar os gastos. É um incentivo extra e ótimo para quem não consegue organizar muito bem as finanças. 7. Use a técnica do 1% A economia comportamental mostra que há pequenas atitudes que devem ser colocadas em prática para impedir que as pessoas sabotem seu próprio futuro financeiro. Uma dica do ganhador do prêmio Nobel, Richard Thaler, é o chamado escalonamento, uma opção que aumenta em 1% por ano o quanto você economiza. Se conseguir, pode fazer em alguns meses ou como for mais conveniente. Em pouco tempo é possível dobrar o valor que se economiza. Nenhuma dessas atitudes são complicadas ou exigem grandes mudanças no estilo de vida. São pequenas coisas que podem ser colocadas em prática para te ajudar a tomar decisões melhores sobre como gastar e economizar dinheiro.


VIVER

29


VIVER

30


VIVER

31


//Beleza

VOLUMA - A evolução do Hialurônico

Quando envelhecemos, o corpo vai diminuindo o ritmo do metabolismo, ficando mais fraco e cansado. Quem mais sofre, mais aparentemente, é a pele, que fica flácida, fina e sensível.

Uma infinidade de cosméticos é lançada todo ano para dar uma mão ao metabolismo, na promessa boa de preencher aquilo que o tempo já não mantém mais. É o caso do "Voluma", a nova versão do "ácido hialurônico", usado para correção de sulcos e rugas apenas. Esse novo produto vai bem mais longe. Ele surgiu no mercado com o intuito de rejuvenescer um pouco a pele, driblando os efeitos da velhice que, claro, ninguém escapa. "Quando envelhecemos, todas as estruturas que dão sustentação à face (colágeno, elastina, músculos e ossos) vão sendo reabsorvidas pouco a pouco, fazendo com que o aspecto jovem se perca gradativamente", explica a médica Fabiana Pietro, de São Paulo. Segundo ela, os benefícios da aplicação de um cosmético como

o "Voluma", por exemplo, estão principalmente na recuperação de áreas que apresentam flacidez. O tratamento é feito com preenchimento, devolvendo o "recheio" para o local afetado, por meio do ácido hialurônico, utilizado para hidratar e acabar com rugas. "Ele expande a região que está atrofiada, ou que perdeu volume, devolvendo ao local o contorno perdido com a queda e reabsorção das estruturas". Isso significa que o "Voluma" pode ajudar no preenchimento do dorso das mãos, mas também atenuar as marcas que as olheiras deixam. A novidade maior, porém, é corrigir imperfeições como ângulo da mandíbula, nariz com ponta caída, nariz pequeno demais, queixo curto, e algumas outras características que, VIVER

32

antes, só poderiam ser melhoradas cirurgicamente. O produto não tem lá grandes restrições, porém, a quem apresentar algum tipo de infecção na derme está vetado de aplicar o produto. Fora isso, até mesmo jovens podem usar. "Para quem ainda não apresenta flacidez, a indicação pode ser feita como um ‘embelezador’ da face, ou seja, podemos evidenciar algumas regiões que não estão esteticamente belas, como a curvatura da região malar ou a correção de olhos fundos", afirma Fabiana, também professora da Sociedade Brasileira de Medicina Estética e responsável pelo ambulatório de peelings do local. "O ‘Voluma’ faz parte de um novo conceito de beleza conhecido ‘face number’. A estética agora tem o auxílio da matemática, proporcionando maior precisão na aplicação do produto, uma vez que, com a escolha dos pontos corretos de aplicação, é possível conquistar uma beleza harmônica e natural, tornando mais feminino o rosto de uma mulher que tem a aparência mais masculina, ou deixando o rosto mais masculino de um homem com aspecto mais feminino", completa a especialista. "Há uma proporção matemática na natureza relacionada à beleza que define medidas entre a altura e localização dos olhos, formato do nariz e queixo, curvatura da boca, altura das sobrancelhas". Segundo Fabiana, cada tipo de tratamento e cada tipo de pele requerem um número de sessões específicas. Mesmo assim, geralmente já na primeira aplicação a cliente pode notar alguma diferença satisfatória.


VIVER

33


//MODA

Principais tendências da moda primavera verão 2018

Quem é antenada já percebeu que as tendências da moda primavera verão 2018 já estão sendo definidas pelos influenciadores. branca básica, ou mesmo top em tons neutros, por cima de camisas xadrez. Tudo depende do seu gosto pessoal e da sua atitude fashionista.

Look pajama

Uma das tendências da moda primavera verão 2018 que promete dar muito o que falar é o look pijama. O slip dress caiu nas graças das fashionistas nas últimas temporadas, e embarcando nessa onda grifes importantes como a Lanvin estão apostando em conjuntos que tem uma carinha de pijama. Isso significa que podemos esperar looks com estampas inusitadas e feitos com tecidos que oferecem aquela sensação de abraço macio.

Aposta nos tons neutros

A

s peças que chegam as araras das lojas e dominam o street style seguiram um longo caminho até esse estágio final. Os chamados coolhunters trabalham em busca do que irá fazer sucesso com o consumidor final nas próximas temporadas de moda. Confira a seguir 16 tendências de moda que estarão em alta no ano de 2018 e comece a preparar o seu closet.

Anos 1980

Muitas das fashionistas de hoje em dia nem eram nascidas na época em que reinavam absolutas as polainas e estampas geométricas, mas poderão vivenciar os looks dessa época como uma das tendências da moda primavera verão 2018. A década que marcou o cenário fashionista reaparece através de estampas figurativas com toque

lúdico e também por meio de prints geométricas.

Ombros estruturados

Um dos focos das peças desfiladas nas passarelas internacionais ficou nos ombros com mais estruturação. A silhueta marcada por mangas bufantes, e ombreiras, tem um perfume de anos 1980 também, e surge tanto em peças de alfaiataria como em looks de festas. A dica é, que quem tem ombros largos deve evitar para não cair no over.

Sobreposição com sutiãs bralettes

O styling de usar sutiã ou top por cima da blusa parece que virá com tudo em 2018, e o pode ajudar o seu look ficar mais interessante. Para que a composição fique mais harmoniosa você pode apostar no combo sutiã de renda com t-shirt VIVER

34

De maneira geral, as coleções de primavera verão trazem muita cor e estampas diferenciadas para os looks. Contudo, em 2018 além de tons vibrantes também veremos uma cartela de cores recheada de tons neutros, em especial os que puxam para os terrosos. Montar looks com foco nesses tons pode te ajudar a manter as suas produções mais elegantes.

Babados e mais babados

O romantismo está presente nas tendências da moda primavera verão 2018, e surge em camadas de peças como: vestidos, saias e até em blusas. Esses babados podem ser usados em mangas ou até mesmo em golas. Uma forma de tirar o babado do estilo princesinha é apostar em looks com mais atitude embora os tons das peças se mantenham numa cartela pastel.

Novas estampas florais

Dizer que estampas florais são tendências da primavera é chover no molhado, não é mesmo?


VIVER

35


Listras, listras e listras

Boho com toque chique

Peças com muitas estampas

Looks com transparências

Falando em estampas, não podemos deixar de fora dessa lista, de tendências da moda primavera verão 2018, as listras. Essa estampa aparece em diferentes composições e de maneiras bem variadas, tanto em versões coloridas como em looks de duas cores. As peças listradas com toque navy merecem atenção especial. Uma das tendências mais divertidas porque atende a diferentes gostos e estilos.

Contudo, nesse caso vale o adendo, pois as estampas de flores chegam diferentes nessa estação de 2018. As flores pequenas saem de cena para dar lugar a estampas com motivos grandes e com aplicações. Será um bom negócio comprar peças trabalhadas com estampas delicadas para o seu closet.

- As estampas estarão fortes, dentre as tendências da moda primavera verão 2018, e irão deixar os looks das ruas e do street style muito mais interessantes. Para fazer um contraponto a riqueza visual dos grafismos, essas peças surgem em cortes retos que tem um quê de elegância. A mistura de diferentes tipos de estampas pode deixar as suas produções mais divertidas, mas sem pesar devido às modelagens.

VIVER

36

O estilo boho ganhou um visual mais rico e interessante nas passarelas internacionais. Veremos em 2018 peças que tem uma identidade ligada ao hippie, mas que não perdem nada em elegância. O mood hippie, que parece ter invadido as lojas de departamento em 2017, ficará um pouco de lado para dar espaço para peças com acabamentos diferenciados e materiais especiais como couro. Uma das tendências da moda primavera verão 2018 que chegará forte aos looks, é a transparência. Trabalhada com discrição, ou então abusando da sensualidade, é um toque mais do que especial para quem deseja uma silhueta muito mais sexy. Observe que, você pode investir em looks totalmente transparentes ou apenas como um detalhe.


VIVER

37


//autos

Soma e segue. XC60 eleito “Melhor Carro do Mundo” Março foi, decididamente, um mês histórico para a Volvo e para os seus SUV. Depois de o XC40 ter sido eleito Carro Europeu do Ano, o XC60 recebeu, em Nova Iorque, o troféu “World Car of the Year”.

F

oi uma estreia para o construtor o sueco e uma espécie de “cereja no topo do bolo”: o XC60 foi eleito “Melhor Carro do Mundo 2018”, por um painel composto 82 jornalistas de meios especializados, em representação de 24 países, de todos os continentes. O veredito do júri dos World Car Awards (WCA) segue-se a uma outra estreia, não menos relevante: antes da abertura do Salão Internacional de Genebra, soube-se que o novo Volvo XC40 venceu o Troféu Car of the Year. Galardão que, ao reunir um painel de jurados exclusivamente da Europa, faz do mais pequeno SUV sueco o “Carro Europeu do Ano”. E foi também no âmbito suíço que o próprio homem que está à frente da

Volvo teve o devido reconhecimento pelo trabalho que tem vindo a desenvolver na marca: Håkan Samuelsson, presidente e CEO da Volvo Cars, foi agraciado com o título World Car Person of the Year – ou seja, a personalidade que mais se distinguiu no universo automóvel, no entender dos jurados do WCA. Porquê? Razões haverá muitas, mas estas três estarão com certeza entre as mais relevantes: quatro anos consecutivos de aumento das vendas mundiais; crescimento dos resultados financeiros e operacionais e introdução das plataformas SCA (Scalable Product Architecture) e CMA (Compact Modular Architecture), as quais permitiram à marca revolucionar a sua gama VIVER

38

e lançar sete novos modelos nos últimos três anos. Convenhamos que o somatório destes três pr¨êmios não só é obra, como é a prova de que algo estava muito errado quando era a Ford que comandava os destinos da Volvo – uma “casa” que, pelo visto, sabe-se comandar tão bem que hoje ninguém imagina até onde poderá ir. Sobretudo, podendo contar com o “conforto” financeiro dos chineses da Geely, que ao contrário do que acontecia nos tempos em que eram os americanos a puxar os cordelinhos, pagam e exigem resultados, como seria de esperar, mas deixam que sejam os suecos com autonomia para desenhar os seus veículos e a decidir o melhor rumo para os seus produtos.


VIVER

39


//SaÚDE

Tem um pato de borracha no banho? Por dentro tem milhões de bactérias Há quem os tenha como companheiros de banho, mas o interior dos patos amarelos de borracha está coberto de fungos e bactérias perigosos para a saúde, como a legionella.

U

m estudo do Instituto Federal Suíço das Ciências Aquáticas e Tecnologia mostra que o interior dos patos amarelos de borracha que algumas pessoas utilizam no banho está repleto de microrganismos que podem ser prejudiciais para a saúde. Um brinquedo de 11 semanas pode ter entre cinco e 75 milhões de células de bactérias ou fungos por cada centímetros de borracha. São esses microrganismos que vemos serem expelidos pelas linhas de junta do pato de borracha quando os apertamos. Tanto quanto concluíram os

cientistas, mais de 80% dos brinquedos de borracha estudados tinham grandes quantidades de bactérias que, se infetarem o humano, podem evoluir para infecções. É o caso de bactérias como a Legionella ou Pseudomonas aeruginosa. Além disso, 60% dos patos de borracha também continham espécies de fungos que, misturados com as bactérias dos brinquedos, deixam-nos repletos de um bolor que pode ser prejudicial à saúde. Para uma pessoa saudável, embora esses microrganismos possam ser perigosos para a saúde, raramente evoluem para doenças graves. No VIVER

40

entanto, se estas bactérias ou fungos infetarem pessoas com sistema imunitário fragilizado, o problema pode ganhar proporções maiores. De acordo com Frederik Hammes, autor do estudo, estar em contacto com estes microrganismos “pode fortalecer o sistema imunitário, o que pode ser positivo, mas também pode resultar numa infeção nos olhos, ouvidos ou doenças gastrointestinais”. O remédio não está em limpar os brinquedos de cada vez que os utiliza no banho, mas antes em comprar os patos amarelos de marcas que utilizem borracha de melhor qualidade.


VIVER

41


//bem-estar

Sono nosso de cada dia Falar sobre o sono é uma moda. Neste Dia Mundial do Sono, mais do que falar, é importante mudar comportamentos para conseguir dormir, mais e melhor.

C

ansado de andar sempre cansado? Então este artigo é para si. Se costuma acordar com mais sono do que quando se deita e, durante os dias, dificilmente se livra da sensação de pouca energia e de permanente irritação, ao ponto disso afetar os seus relacionamentos pessoais, saiba que cerca de seis milhões de portugueses estão na mesma situação. Os números são o resultado de um estudo realizado pela DECO que revela que 60% de portugueses têm problemas de sono, embora apenas metade esteja diagnosticada. Do total, 40% acusam

um alto nível de sonolência afectando a produtividade e aumentando o risco de acidentes e 25% tomam medicamentos para dormir. Os números retratam o panorama nacional, mas são uma realidade um pouco por todo o mundo. O sono é um problema de saúde pública. E hoje, Dia Mundial de Sono, é dia de falar sobre o tema. Sob o slogan “Durma profundamente, nutra a vida”, pretende-se, nesta data, sensibilizar a população para a importância do sono na saúde e bem-estar. Sofrer de distúrbios do sono é muito mais do que precisar de um

VIVER

42

café para acordar. É muito mais do que adormecer durante uma aula, uma viagem ou um filme. A qualidade de vida de quem tem perturbações do sono pode — e deve — ser melhorada. Não só para que os dias tenham mais “qualidade”, mas por questões de saúde. Quem dorme mal tem maior dificuldade de concentração, de raciocínio e memorização. E tem também mais propensão a desenvolver doenças cardiovasculares, obesidade, hipertensão, diabetes e depressão. Mas os efeitos dos distúrbios do sono não ficam por aqui. Sabia que 20% dos


VIVER

43


acidentes de viação acontecem devido a distúrbios de sono? Ao volante, as consequências de noites mal dormidas têm um impacto similar ao consumo do álcool. Dá que pensar. Não é por acaso que crescemos a ouvir que “deitar cedo e cedo erguer dá saúde e faz crescer”. É que, realmente, os ciclos de sono são essenciais ao bem-estar do organismo. Estes ciclos são regulados pelos ritmos circadianos, que são oscilações biológicas de aproximadamente 24 horas fundamentais para todas as células e seres vivos. Estas oscilações são condicionadas por estímulos como a luz/noite, temperatura, oxigénio e até exercício físico e alimentação. Além do sono, muitos dos nossos processos fisiológicos também sofrem variações ao longo das 24 horas. É o caso da produção de hormonas ou da temperatura corporal. Todas estas variações cíclicas, que ocorrem no nosso organismo ao longo do dia, estão sincronizadas com o meio ambiente, sendo essa sincronização crucial para a nossa saúde e bemestar. O mau funcionamento dos relógios biológicos está associado a várias perturbações do sono, assim como ao desenvolvimento de outras doenças, como as acima citadas. Revelando a importância crescente que a comunidade médica e científica tem dado a este tema, em 2017, o Prémio Nobel da Medicina foi atribuído a três investigadores americanos que estudam os ritmos circadianos. Por cá, a Associação Portuguesa de Sono (APS) e o Centro de Neurociências da Universidade de Coimbra (CNC UC) assinalam este Dia Mundial do Sono alertando a população para o funcionamento do relógio circadiano e a importância de atender aos seus ritmos para conseguir uma vida saudável. Neste dia, a APS e o CNC lançam aos portugueses o desafio de acertarem o relógio, para que tenham todos um melhor sono e, desta forma,

possam desfrutar melhor da vida. A pergunta que se impõe é: como dormir melhor? Para conseguir ter uma boa higiene do sono, reserve 7 a 9 horas por dia para dormir e siga os conselhos dos especialistas. Provavelmente já ouviu falar de alguns deles, mas nunca é demais repeti-los. É que, nesta matéria, não basta ter a teoria na ponta da língua. De nada serve saber que não deve levar o computador para a cama, se todas as noites transforma o quarto em escritório. Ou saber que é importante manter uma rotina quanto às horas de deitar e levantar, se tão depressa se deita às 21h como às 6h da manhã.

Além destes conselhos, quem sofre de distúrbios do sono deve evitar a ingestão de álcool e bebidas com cafeína a partir do final da tarde, praticar exercício físico regularmente, não fumar (especialmente perto da hora de dormir) e criar no quarto condições propícias ao repouso, com uma temperatura adequada, pouca luz e nenhum ruído. Isto implica que o quarto não seja utilizado para ver televisão ou trabalhar ao computador, sobretudo nas duas horas que antecedem a hora de dormir. Se já faz tudo isto e continua a ter insónias ou a sentir que não descansa durante a noite, já experimentou Stilnoite? Trata-se de um suplemento alimentar com uma fórmula inovadora que tem uma tripla ação sobre o sono. A melatonina age sobre a fase de início do sono, enquanto o extrato de papoila de califórnia e melissa de origem 100% vegetal melhora a qualidade do sono com VIVER

44

diminuição dos despertares noturnos e o extrato de passiflora, também de origem 100% vegetal, garante um sono reparador. É recomendada a utilização de 2 cápsulas por dia, 30 minutos a 1 hora antes de deitar durante 15 dias. Não é por acaso que o Stilnoite foi premiado com o prémio almofariz de produto do ano 2017. Segundo um estudo de mercado realizado em França, com Stilnoite, 74% dos consumidores sentem-se mais relaxados ao deitar, 69% dos indivíduos sentiram uma redução no tempo de adormecer, sendo que destes 52% reportaram uma melhoria de 30 minutos, e 73% afirmaram dormir melhor. Costuma dizer-se que, para grandes males, grandes remédios. Se, no seu caso, contar carneiros, definitivamente, também não resulta, Stilnoite pode ser remédio santo. Stilnoite® é um SUPLEMENTO ALIMENTAR. Tomar 2 cápsulas/ dia, 30-60min. antes de deitar, não exceder a dose diária recomendada. Consumir no âmbito de uma dieta variada e equilibrada e um estilo de vida saudável. Não recomendado no caso de alergia a qualquer um dos ingredientes.

Essa matéria não possui a intenção de encorajar o uso de nenhum medicamento para estimular o sono. Orientação médica é indispensável antes do uso de qualquer medicamento ou suplemento alimentar.


VIVER

45


$11 VIVER

46


VIVER

47


Cinema

Blockers Estreia: dia 6 Gênero: Comédia Classificação: R

A Quiet Place Estreia: dia 6 Gênero: Drama, Suspense, Horror Classificação: PG-13

The Miracle Season Estreia: dia 6 Gênero: Drama, Esporte Classificação: PG

Chappaquiddick Estreia: dia 6 Gênero: Drama, História, Suspense Classificação: PG-13

Lean on Pete Estreia: dia 6 Gênero: Aventura, Drama Classificação: R

Spinning Man Estreia: dia 6 Gênero: Drama, Mistério, Suspense Classificação: R

THE HUMANITY BUREAU Estreia: dia 6 Gênero: Drama, Ação Classificação: R

10X10 Estreia: dia 13 Gênero: Suspense Classificação: PG-13

Truth or Dare Estreia: dia 13 Gênero: Suspense, Horror Classificação: R

Overboard Estreia: dia 13 Gênero: Comédia, Romance Classificação: PG-13

Beirut Estreia: 13 Gênero: Drama, Suspense Classificação: R

Zama Estreia: dia 13 Gênero: Drama Classificação: PG-13

20 Weeks Estreia: dia 13 Gênero: Drama, Romance Classificação: PG-13

Rampage Estreia: dia 16 Gênero: Ação, Aventura, Ficção Científica Classificação: PG-13

Avengers: Infinity War Estreia: dia 27 Gênero: Ação, Aventura, Ficção Científica Classificação: PG-13

I Feel Pretty Estreia: dia 20 Gênero: Comédia Classificação: PG-13

VIVER

48


Agenda 28

28

ATLANTA UNITED FC VS. IMPACT DE MONTRÉAL Mercedes-Benz Stadium 1 AMB Way NW Atlanta, GA 30313 www.atlutd.com

Até 6 de maio

ATLANTA UNITED FC VS. NEW YORK CITY FC Mercedes-Benz Stadium 1 AMB Way NW Atlanta, GA 30313 www.atlutd.com

THE SECRET WORLD INSIDE YOU Fernbank Museum of Natural History 767 Clifton Rd NE Atlanta, GA 30307 www. fernbankmuseum.org

14

14

Até 13 de Maio

DESIGNING PLAYFUL CITIES Museum of Design Atlanta (MODA) 1315 Peachtree St. NE Atlanta, GA 30309 www.museumofdesign.org

DIY CRAFT DAY The Rock Ranch 5020 Barnesville Hwy The Rock, GA 30285 www.therockranch.ticketleap.com

14

28

SUPER HERO DAY The Rock Ranch 5020 Hwy 36 The Rock, GA 30285 www.therockranch.ticketleap.com

FAMILY CANOE DAY Chattahoochee Nature Center 9135 Willeo Rd Roswell, GA 30075-4723

VIVER

49

I AM BIG BIRD Center For Puppetry Arts 1404 Spring St. NW Atlanta, GA 30309 www.puppet.org

Até 13 de Maio

THE CAT IN THE HAT Center For Puppetry Arts 1404 Spring St. NW Atlanta, GA 30309 www.puppet.org


VIVER

50


VIVER

51


VIVER

52

Viver Magazine April 2018  

The most popular Magazine among the Brazilian Community living in Atlanta, Georgia, United States.

Viver Magazine April 2018  

The most popular Magazine among the Brazilian Community living in Atlanta, Georgia, United States.

Advertisement