Page 1

INFORMATIVO EMBRAER PARA O BRASIL E EXTERIOR INFORMATION FROM EMBRAER TO BRAZIL AND ABROAD ANO 35 ● Nº 725

LIDERANÇA CONSOLIDADA EMBRAER 195 completa família de E-Jets SOLID LEADERSHIP The EMBRAER 195 completes the E-Jets family


16 Embraer Empresa Brasileira de Aeronáutica S.A. Av. Brig. Faria Lima, 2.170 12227-901 São José dos Campos - São Paulo - Brasil Tel: +55 12 3927 1000 Fax: +55 12 3921 2394 Embraer - América do Norte 276 S.W. 34th Street Fort Lauderdale, FL 33315 - USA Tel: +1 954 359 3700 Fax: +1 954 359 8170

Embraer Aircraft Maintenance Services - EAMS 10 Airways Blvd. Nashville, TN 37217 - USA Tel: +1 800 327 0446 Fax: +1 615 367 4327 Embraer - Europa Le Rameau Paris Nord 222 Avenue des Nations BP 50356 Villepinte 95942 Roissy CDG Cedex - France Tel: +33 1 49 38 44 00 Fax: +33 1 49 38 44 01

Embraer - China 1, Jian Guo Men Wai Avenue Suite 3617 China World Tower I Chaoyang District Beijing 100004 People’s Republic of China Tel: +86 10 6505 5045 Fax: +86 10 6505 5044

ELEB - Embraer Liebherr Equipamentos do Brasil S.A. Rua Itabaiana, 40 12237-540 - São José dos Campos - São Paulo - Brasil Tel: +55 12 3935 5221 Fax: +55 12 3927 7901

Embraer - Gavião Peixoto Estrada Municipal Euclides Martins, 2.170 14813 - Gavião Peixoto São Paulo - Brasil Tel: +55 16 3338 9000 Fax: +55 16 3338 9001

Embraer - Cingapura 391B Orchard Road #15-01 Ngee Ann City - Tower B Singapore - 238874 Tel: +65 6734 4321 Fax: +65 6734 8255

Indústria Aeronáutica Neiva S.A. Av. Alcides Cagliari, 2.281 18608-900 - Botucatu São Paulo - Brasil Tel: +14 6802 2000 Fax: +14 6821 2110

OGMA - Indústria Aeronáutica de Portugal S.A. 2615-173 - Alverca Portugal Tel: +351 21 958 1000 Fax: +351 21 958 0401

12

24 27


Sumário Index SEÇÕES SECTIONS

4 Palavra do Presidente A Word from the President 6 Em Foco In Focus 27 Ensaio Fotográfico Photo Essay

8

REPORTAGENS ARTICLES

8 Ação Social Social Action

BANDEIRANTE Ano 35 - nº 725 - Agosto 2006 www.embraer.com.br - press@embraer.com.br Editado pela Diretoria de Comunicação da Embraer Jornalista responsável Rosana Dias Coordenação Editorial Gracielle Martins Krieger Colaboram nesta edição Cássio Vasconcelos (foto), Christine Manna (inglês), Denis Robson Almeida (foto/capa), Douglas Victor Smith (inglês), Elane Maciel, Ernesto Klotzel, Gianfranco Beting, Paulo Fridman (foto), Paulo Pereira (inglês), Rubia Muttini, Ruy Flemming, Ricardo Alves Moura, Ricardo Beccari (foto), Ricardo dos Santos, Stela Sachs, Sérgio Fujiki (foto), Ricardo Benichio (foto), Juliano Damásio (foto)

Editor Chico Barbosa Revisão Oswaldo de Camargo Diretor de Arte Sérgio Steuer D-Vision Comunicações cbnews editora Al. Joaquim Eugênio de Lima, 881, 12º andar, conj. 1206 CEP 01403-001 - São Paulo - SP - Tel/fax 11 3253-7652 cbnews@cbnews.com.br - www.cbnews.com.br D-Vision Comunicações Rua Conde de Porto Alegre, 1835 CEP 04608-003 - São Paulo - SP - Tel/fax 11 5096-3057 dvision@dvision.com.br - www.dvision.com.br Pré-impressão Eskenazi Impressão Eskenazi

ANER

Colégio mantido pela Embraer mostra resultados entusiasmantes School maintained by Embraer reveals exciting results

12 Aviação Executiva Executive Aviation Qualidade do Legacy 600 se estende aos jatos Phenom 100, Phenom 300 e Lineage 1000 The quality of the Legacy 600 is extended to the Phenom 100, Phenom 300 and Lineage 1000 jets

16 Aviação Comercial Commercial Aviation Certificação do EMBRAER 195 completa família de E-Jets The certification of the EMBRAER 195 completes the E-Jets

19 Clientes Clients Executivo Chefe de Operações da American Eagle dá palestra na Embraer The Chief Operations Officer (COO) of American Eagle speaks at Embraer

22 Perfil Profile Alexandre Magalhães Filho, gerente de Planejamento Econômico, faz do trabalho uma terapia Alexandre Magalhães Filho, manager of Economic Planning, uses his work as therapy

24 Tecnologia Technology A eficiência dos equipamentos para aproximação de precisão The efficiency of equipment for a precise landing approach


PALAVRA DO PRESIDENTE A WORD FROM THE PRESIDENT

Vitória de todos e de cada um Victory for each and every one CERTIFICAÇÃO DO AVIÃO EMBRAER 195, RECEBIDA NO final de junho, traz consigo vários e importantes significados. O primeiro deles é de justamente permitir que o avião, o maior da família EMBRAER 170/190, possa entrar em operação comercial, o que deve ocorrer em agosto, nas cores da companhia aérea de baixo custo Flybe. A certificação e a entrada em operação do EMBRAER 195 nos proporcionam também a grata satisfação de ver completado um longo ciclo de esforços e dedicação que nos levou ao estabelecimento de uma nova linha de produtos revolucionária e muito bem-sucedida. Resultado de investimentos da ordem de US$ 1 bilhão, a família EMBRAER 170/190 representa o acerto de uma estratégia que levou a Companhia à liderança no mercado mundial de jatos de 70 a 110 assentos. A trajetória da família EMBRAER 170/190 tem origem em estudos conceituais realizados a partir de 1997, posteriormente corroborados por avaliações de mercado que demonstraram a existência de demandas em um nicho bem específico e com grande potencial de comer-

A

cialização no segmento de 70 a 110 assentos. O programa EMBRAER 170/190 foi oficialmente lançado por ocasião do Paris Air Show, em junho de 1999, com o anúncio de um contrato de 60 encomendas firmes pela empresa Crossair, que posteriormente, junto com a empresa Swissair, deu origem à SWISS. Nem sempre, porém, a história flui de forma linear: cerca de um mês antes da apresentação oficial do primeiro membro da nova família, o EMBRAER 170, em 29 de outubro de 2001, o mundo assistiria aos dramáticos eventos de 11 de setembro, cujas conseqüências viriam a alterar drasticamente o curso das relações entre países, da economia e, particularmente, a indústria de transporte aéreo. A apresentação da aeronave ocorreu em momento desfavorável e de enorme apreensão, e que exigiu, da parte de todos nós, serenidade e determinação redobradas. Tínhamos pela frente o grande desafio de firmar o produto naquele novo cenário. Desafio que a Empresa soube transformar em oportunidade. Dotado de avanços tecnológicos inovadores, como os comandos de

T THE END OF JUNE, THE CERTIFICATION OF THE EMBRAER 195 was achieved and brought with it several important meanings. The first is that it allows this aircraft, the largest of the EMBRAER 170/190 family, to go into commercial operation in August, flying the colors of the low-cost Flybe airline. We are very pleased that the EMBRAER 195 has been certified and will go into operation, completing a long cycle of effort and dedication that led us to establish a new, revolutionary, and very successful product line. Coming as the result of an order of US$ 1 billion in investments, the EMBRAER 170/190 family confirms the strategy that carried the Company into the leadership of the worldwide market for jets with 70 to 110 seats. The history of the EMBRAER 170/190 family begins in concept studies started in 1997, and later corroborated with market appraisals that demonstrated the existence of demand for a very specific market niche with large commercial potential in the 70 to 110-seat segment.

At the official launch of the EMBRAER 170/190 family, during the Paris Air Show in June 1999, the announcement was made for a contract of 60 firm orders by Crossair, which later joined Swissair to form SWISS International Airlines. But history is not always linear in nature: about a month before the official presentation of the first member of the new family, the EMBRAER 170, on October 29, 2001, the world witnessed the dramatic events of September 11th, which brought consequences that would drastically alter the course of relationships between nations, of the economy and, especially, of the air transportation industry. The presentation of the aircraft occurred at an unfavorable and hugely apprehensive moment, which demanded extreme tranquility and determination on the part of all of us. We faced the huge challenge of establishing the product within that new scenario. The Company seized the day and transformed the challenge into an opportunity.

A

4 • BANDEIRANTE AGOSTO 2006


vôo fly-by-wire e fuselagem do tipo dupla-bolha, aliados a conceitos como de elevada comunalidade, tanto de partes como de operação, entre todos os membros da família, dessa forma minimizando custos e otimizando a eficiência operacional, a nova família se caracteriza pelo desempenho superior, pelo conforto proporcionado aos passageiros e uma ótima relação custo/benefício, o que lhe permitiu atingir de imediato recepção positiva e entusiasmada por parte do mercado. A família EMBRAER 170/190, que hoje, decorridos pouco mais de dois anos da entrada em operação de seu primeiro integrante, o EMBRAER 170, acumula uma carteira de encomendas que excede a 450 pedidos firmes, representa a confirmação de uma filosofia empresarial que busca a satisfação de seus clientes como origem dos seus resultados. Os E-Jets hoje operam em 13 companhias e acumulam mais de 350.000 horas de vôo, com índices de confiabilidade e despachabilidade evoluindo contínua e positivamente. Em momentos especiais como este, em que completamos a famí-

lia EMBRAER 170/190 e podemos comprovar o sucesso dessas aeronaves no mercado, fica mais uma vez evidenciado que a principal força por trás de empreendimentos vitoriosos está nas pessoas que os integram, na competência, talento e dedicação de cada integrante de uma enorme equipe que, focada em uma meta comum, supera obstáculos e transforma sonhos em realidade. Isso só faz aumentar o prazer de poder contar com este time de profissionais motivados, integrados, determinados e competentes. Trata-se de um marco na aviação nacional e na história da nossa Empresa, que deve ser creditado a cada um dos nossos empregados. Vamos em frente!

Innovative technological advances, such as fly-by-wire flight controls and a double-bubble fuselage, together with concepts like the high level of commonality of both parts and operations with all of the family members, minimize costs and optimize operational efficiency. The new family is characterized by superior performance, passenger comfort, and an excellent cost/benefit ratio, which immediately brought a positive and enthusiastic reaction from the market. A little over two years after the first member of the EMBRAER 170/190 family, the EMBRAER 170, went into operation, it has accrued a portfolio of 450 firm orders, in a solid endorsement of a corporate philosophy that sees customer satisfaction as the origin of its results. Today, the E-Jets operate under 13 airlines and have accumulated over 350,000 flight hours, with a steady and positive development of reliability and dispatchability rates. During special times, like this one, when we complete the

EMBRAER 170/190 family and prove the success of these aircraft in the market, we see, once again, that the main strength behind victorious enterprises comes from the people who form it. It is with competence, talent and dedication of each member of an enormous team that, while focused on a common goal, overcomes obstacles and makes dreams come true. This only increases the pleasure of being able to count on such a team of motivated, integrated, determined and competent professionals. It is a landmark for Brazilian aviation and the history of our Company, which must be credited to each one of our employees. Let’s move ahead!

M AURÍCIO B OTELHO Presidente do Conselho e Diretor-Presidente

M AURÍCIO B OTELHO Chairman, President and CEO

AUGUST 2006 BANDEIRANTE

5


Em Foco

In Focus

SÉRGIO FUJIKI

O EMBRAER 190 foi o primeiro E-Jet da Embraer a entrar em operação em território nacional.A aeronave,pintada nas cores da Copa Airlines,inaugurou em julho a rota entre Manaus e a Cidade do Panamá,em cerimônia com a participação do Diretor de Marketing e Vendas para a América Latina- Aviação Comercial da Embraer, Orlando Ferreira Neto; do Vice-Presidente de Relações com Governos da Copa Airlines,Moisés Véliz; e do Embaixador do Panamá no Brasil,Juan Bosco Bernal.No total,a Copa Airlines encomendou 30 jatos,sendo 15 pedidos firmes e 15 opções.

RICARDO DOS SANTOS

EMBRAER 190 estréia no Brasil EMBRAER 190 debuts in Brazil The EMBRAER 190 was the first Embraer E-Jet to go into operation in Brazil. The inaugural ceremony for the Manaus - Panama City route was held in July, with the aircraft painted in the colors of Copa Airlines.Participating in the event were Embraer’s Vice-President,Marketing and Sales – Latin America,Airline Market,Orlando Ferreira Neto;the Vice-President for Government Relations of Copa Airlines,Moisés Véliz;and Panama’s Ambassador in Brazil,Juan Bosco Bernal.In total,Copa Airlines has ordered 30 jets - 15 firm orders and 15 options.

ExpressJet dá nota 10 para ERJ 145 O último ERJ 145 XR do pedido firme feito pela ExpressJet decolou em 23 de junho da Unidade Faria Lima rumo aos Estados Unidos. A bordo estavam executivos da empresa norte-americana,incluindo o seu Presidente e CEO,Jim Ream.A aeronave deixou o Brasil depois da cerimônia de entrega.Além dos executivos da ExpressJet, estiveram presentes o Presidente do Conselho e Diretor-Presidente da Embraer,Maurício Botelho,e membros da Continental Airlines e da Rolls-Royce.Antes de deixar o Brasil,a ExpressJet deu uma boa notícia à Embraer:o avião 275º entregue à empresa norte-americana recebeu nota máxima,10,na pesquisa de satisfação do cliente aplicada pela Embraer. A ExpressJet foi o cliente lançador do modelo XR em 2002, um jato com capacidade para 50 passageiros e alcance extra longo. A empresa tem ainda 100 opções para o ERJ 145 XR. UM BRINDE AO SUCESSO Da esq.para a dir: Jerry Losness, VP & Chief Operating Officer da ExpressJet; Frederico Fleury Curado,Vice-Presidente Executivo para o Mercado de Aviação Comercial da Embraer; Jim Ream, Presidente e CEO da ExpressJet; Maurício Botelho, Presidente do Conselho e Diretor-Presidente da Embraer A TOAST TO SUCCESS From left to right: Jerry Losness, ExpressJet VP & Chief Operating Officer; Frederico Fleury Curado,Embraer Executive Vice-President,Airline Market; Jim Ream, ExpressJet President & Chief Executive Officer; Maurício Botelho,Chairman, President and CEO of Embraer

6

BANDEIRANTE AGOSTO 2006

ExpressJet gives an A+ to the ERJ 145 On June 23,the last ERJ 145 XR of the firm order by ExpressJet took off for the United States from the Faria Lima Plant.On board were executives of the North American company,including President and CEO Jim Ream.The aircraft left Brazil after the delivery ceremony.Along with the ExpressJet executives were Embraer’s Chairman,President and CEO,Maurício Botelho,and representatives of Continental Airlines and of Rolls-Royce. Before leaving Brazil,ExpressJet had good news for Embraer:the 275th jet delivered to the North American airline received a top grade of A+ on the customer satisfaction poll given by Embraer. In 2002,ExpressJet was the launch customer of the XR model,which has a capacity for 50 passengers and an extra-long range.The company also has 100 options on the ERJ 145 XR.


Dois novos certificados

Two new certifications

A Embraer recebeu em maio o Certificado de Tipo emitido pela autoridade de Aviação Civil da Indonésia,o DGAC (Directorate General of Air Communications),para o Legacy 600.Essa certificação foi resultado de um esforço conjunto das áreas de Certificação,Engenharia e Operações,no sentido de demonstrar o cumprimento dos requisitos de aeronavegabilidade exigidos pelo DGAC. Em junho,foi a vez do EMBRAER 190 receber novo certificado.O jato comercial de 100 assentos, que já era homologado no Brasil,Estados Unidos e Canadá,recebeu a certificação da autoridade européia EASA (European Aviation Safety Agency),permitindo que seja operado pelas empresas aéreas Finnair e Regional (subsidiária regional da Air France).

In May,Embraer received the type certification issued by Indonesia’s Civil Aviation Authority – DGAC (Directorate General of Air Communications) for the Legacy 600. This certification was the result of the joint efforts of the Certification,Engineering,and Operations areas, demonstrating the fulfillment of the airworthiness requirements demanded by the DGAC. In June,the EMBRAER 190 also received a new certification.The 100-seat commercial jet,which had already been approved in Brazil,the United States,and Canada,received EASA ( European Aviation Safety Agency ) certification,which allowed it to be operated by the airlines,Finnair and Regional (subsidiary of Air France).

ACERVO ROLLS-ROYCE

MUSAL recebe motor da Rolls-Royce A inglesa Rolls-Royce doou um exemplar do motor AE3007,modelo utilizado nas aeronaves da família ERJ 145,para o Museu Aeroespacial do Rio de Janeiro (Musal).A unidade doada foi a 16ª a ser produzida e a primeira de produção entregue à Embraer.Ela voou 2.394 horas em testes de certificação de aeronave na Embraer,entre os anos de 1994 e 1998.Depois,continuou em operação na Rolls-Royce até janeiro de 2006,dando suporte ao aprimoramento do modelo e desenvolvimento de novas versões do motor. Segundo a Rolls-Royce,ter esse modelo exibido no Musal é uma homenagem à Embraer,em reconhecimento à contribuição da Empresa para o sucesso do AE3007,e à Força Aérea Brasileira, que opera 15 aeronaves da família ERJ 145. Modelo AE3007,utilizado nos jatos ERJ 145 The AE3007 engine is used on the ERJ 145 jets

MUSAL receives Rolls-Royce engine Britain’s Rolls-Royce donated an AE3007 engine,which is used on the aircraft of the ERJ 145 family,to the Aerospace Museum of Rio de Janeiro (MUSAL).The donated engine was the 16th to be built and the first production model to be delivered to Embraer.The aircraft flew for 2,394 hours during certification tests at Embraer from 1994 to 1998.After that Rolls-Royce continued operating until January 2006,while giving support to improving the model and developing new versions of the engine.

According to Rolls-Royce, having this model at the MUSAL exhibit is an honor for Embraer,in recognition for the Company’s contribution to the success of the AE3007, and to the Brazilian Air Force that operates 15 aircraft from the ERJ 145 family.

Encontro mundial de operadores

Global meeting for aircraft operators

A Embraer promoveu em maio,na Costa do Sauípe,litoral baiano,o encontro mundial de operadores das famílias ERJ 145 e E-Jets.Pela primeira vez realizado no Brasil,participaram do evento 350 operadores e fornecedores. Até 2005,com caráter predominantemente regional,o evento era dividido em duas edições,Europa e EUA,dedicadas aos seus respectivos operadores e principais fornecedores. Este ano,a Empresa optou pela realização de uma única edição,promovendo a integração dos clientes Embraer em nível mundial.Ao longo de uma semana,em vários fóruns de discussão, foram abordados aspectos técnicos e operacionais inerentes ao dia-a-dia da operação dos aviões.

In May,at Costa do Sauípe,on the coast of Bahia,Embraer held a global meeting for operators of the ERJ 145 and E-Jet families.For the first time being held in Brazil,350 operators and suppliers participated. Up until 2005,with a predominantly regional emphasis,the event was divided into two editions – Europe and the US – dedicated to their respective operators and main suppliers.This year,the Company chose to hold a single edition to encourage the integration of Embraer customers worldwide. Throughout the course of the week,in several discussion sessions, the technical and operational items pertaining to the daily aircraft operations were discussed. AUGUST 2006 BANDEIRANTE

7


Texto Text Rubia Muttini

Educação: passaporte para inclusão Education: a passaport for social inclusion Colégio da Embraer, que oferece ensino de qualidade a jovens de baixa renda, tem eficácia reconhecida Embraer’s high school, which provides low-income adolescents with high-quality education, is recognized for its efficiency

CÁSSIO VASCONCELLOS

RECEITA DE SUCESSO Projeto pedagógico busca desenvolver nos estudantes uma atitude pró-ativa, autônoma e empreendedora SECRET OF SUCCESS The pedagogical project seeks to develop a proactive, self-reliant, and enterprising attitude in students


SOCIAL ACTION AÇÃO SOCIAL

PROCESSO DE INCLUSÃO SOCIAL DE UM JOVEM de classe média baixa passa quase sempre pela educação. Foi isso que levou o Instituto Embraer de Educação e Pesquisa à decisão de investir na construção e operação de um colégio de ensino médio voltado para alunos provindos da rede pública de ensino. Com apenas quatro anos de existência, o Colégio Eng. Juarez Wanderley (CEJW) recebe, a cada ano, mais de 5.000 candidatos às 200 vagas oferecidas, que são preenchidas por meio de um concurso administrado pela VUNESP (Fundação para o Vestibular da Universidade Estadual Paulista), importante fundação pública brasileira que realiza processos seletivos para concursos e vestibulares. O processo seletivo inclui provas de português e matemática para alunos que terminaram o ensino fundamental na rede pública e que o tenham cursado nos últimos quatro anos. E os resultados alcançados são de fato entusiasmantes!

O

Todos os formandos de 2005 (201 alunos) prestaram vestibular, sendo que 95% deles foram aprovados em universidades públicas ou privadas, sem terem freqüentado cursinhos de preparação. Na prova do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), realizada no ano passado, os alunos obtiveram a melhor nota conseguida por uma instituição educacional do Vale do Paraíba, e a décima melhor quando comparada às de todas as escolas públicas e privadas das capitais brasileiras. O Colégio Eng. Juarez Wanderley oferece a todos os seus alunos, sem nenhum custo para eles, além da educação em jornadas de nove horas, transporte, alimentação, uniforme e material didático. Para isso o Instituto Embraer investe menos de R$ 900,00 por aluno/mês, sendo que, se os custos não relacionados diretamente com a educação fossem desconsiderados e a jornada fosse hipoteticamente reduzida para cinco horas, esse valor cairia para menos de R$ 400,00. Essas cifras mostram que para ➔ CÁSSIO VASCONCELLOS

PAULO FRIDMAN

Alunos aprovados no vestibular Students who passed college entrance exams Turma 2005 (201 candidatos) Class of 2005 (201 candidates) Turma 2004 (197 candidatos) Class of 2004 (197 candidates) Em ao menos uma instituição In at least one school

190

Instituição privada Private school

148

Instituição pública Public school

125

95% 82%

162

74% 58%

115

84

62% 43%

DUCATION IS AN INTEGRAL PART OF THE PROCESS OF SOCIAL INCLUsion of low to middle class adolescents. This is what led the Embraer Education and Research Institute to invest in the construction and operation of a secondary school dedicated to students from public schools. Opened just four years ago,Eng.Juarez Wanderley High School (CEJW) receives over 5,000 entrance exam applications for 200 positions.The admission exam is conducted by VUNESP (Admission Exam Foundation of Universidade Estadual Paulista),an important Brazilian public foundation that organizes selection processes for different entities and universities. The exam includes tests in Portuguese and Mathematics. Eligible candidates must have completed and attended a public elementary school during the last four years. And the results have been very exciting!

E

All 2005 graduates,totaling 201 students,took a college entrance exam in 2006 and 95 per cent of them were admitted to both public and private universities without taking any preparatory course.At last year’s National Secondary School Exam (ENEM),CEJW students obtained the best grades in the Paraíba River Valley as well as the tenth best grade among all the public and private schools in capital cities of the country. Juarez Wanderley School provides students with nine class hours a day, transportation,meals,school uniforms,and class material for no charge. Embraer Institute invests less than R$ 900.00 per student a month,but if the School does take into account all the costs not directly related to education and if there were only 5 class hours a day,this amount would go down to less than R$ 400.00 per student a month.These amounts show that it is not necessary to invest large amounts of money in order to achieve good results.➔ AUGUST 2006 BANDEIRANTE

9


EMBRAER

Exemplos de sucesso A ex-aluna Amanda Karina de Lima Jacinto conta que antes de ir para o CEJW estudava em uma escola pública de São José dos Campos e não sabia se faria vestibular:“Eu nem tinha idéia do que era,pois universidade era algo fora da minha realidade”. No ano passado (2005), ela terminou o ensino médio e foi aprovada em oito vestibulares: obstetrícia (USP),engenharia bioquímica (Faenquil) e para o curso de enfermagem na Unifesp,Ufscar,Unesp,UEM,Unip e Univap. Amanda escolheu a Unifesp e hoje mora em São Paulo. Entre outras mudanças,Amanda lembra que era uma garota introvertida, mas que depois de passar pelo Colégio se tornou bastante comunicativa,além de uma cidadã mais crítica.”Lá comecei a ver os meus valores e planejar o futuro. Acho que depois da faculdade farei uma pós ou especialização em UTI neonatal.” A jovem diz que seus pais estão orgulhosos com as conquistas dela e que agora é chamada carinhosamente de “estrelinha da família”. Outro exemplo de satisfação e sucesso está no desempenho de André Luiz Zimmermann,natural de Caçapava,formado na primeira turma de alunos, em 2004. Atualmente,André cursa o terceiro semestre de engenharia na USP e mora em São Paulo.Na época ele foi aprovado em cinco vestibulares (USP,Unicamp, Unesp,Univap e Ibmec). O estudante garante que só chegou à universidade porque estudou no CEJW. Segundo ele,antes de estudar lá a idéia de curso superior nem existia: “A escola abriu um leque de alternativas e descobri que eu podia pensar diferente sobre o meu futuro.” Agora,como universitário,André conta que se dedica para deixar o currículo completo e deseja fazer várias matérias adicionais.Além disso,já escolheu mecatrônica como carreira do curso. Ao contar seus bons momentos no Colégio,André relembra com saudade as vitórias do seu time de basquete e handebol,as lições de alternativa sustentável com os colegas e da vez em que foi diretor do Colégio por um dia - atividade que ocorre uma vez por ano,em que há troca de papéis e os alunos assumem as funções de professores,coordenadores,diretor. “Foi muito divertido e cheio de responsabilidades.Tive até que organizar a visita de uma equipe de jornal à escola”,conta. Abordagem,proposta acadêmica,preocupação com a cidadania e consciência social foram apontadas por André como as principais características do CEJW. “Eu não esperava que fosse desse jeito.Agradeço até hoje por esse aprendizado.”

Examples of success

EMBRAER

CONSTRUINDO O FUTURO Amanda (no alto) e André (acima) em dois momentos: com os colegas, já na faculdade, e quando ainda estavam no Colégio BUILDING THE FUTURE Amanda (top) and André (above) with their fellow classmates at two different times; in college and when they were in high school 10 • BANDEIRANTE AGOSTO 2006

Former student,Amanda Karina de Lima Jacinto,says that before joining CEJW she went to a São José dos Campos public school and was not sure whether she would take a college entrance exam. “I had no idea what it was,because college seemed impossible for me.”In 2005,she graduated from high school and was admitted to eight different university programs:.Obstetrics (USP),Chemical Engineering (Faenquil),and Nursing (Unifesp,Ufscar,Unesp,UEM, Unip,and Univap).Amanda chose to study at Unifesp and moved to the city of São Paulo. Amanda says that she used to be very timid,but after joining CEJW,she became much more outgoing and a more attentive citizen. “I started to review my values and plan for the future.I think after I graduate from college,I will start a graduate course or specialize in neonatal ICU care.Amanda says her parents are proud of her achievements and now call her by a new nickname:“star of the family.” André Luiz Zimmermann,from the city of Caçapava and one of the school's first set of graduates in 2004,is another example of success and satisfaction. Currently,André lives in São Paulo and is taking the third term of engineering at the University of São Paulo.In 2005,he was admitted to five universities:USP,Unicamp,Unesp,Univap and Ibmec. André believes he would not have joined college if he had not gone to CEJW.Before joining the school,he did not even think about going to college.“The school offered a range of alternatives and I found that I could take a second look about my future.” Now,as a university student,André dedicates himself to completing his curriculum and taking extra subjects.In addition,he has decided to major in Mechatronics. André goes down memory lane and says he misses his basketball and handball teams’victories,the lessons on sustainable alternatives,and the time when he was school principal for a day, an event that takes place once a year,when the students take the place of the teachers,coordinators,and the school principle.“It was fun and we had a lot of responsibility.I even had to arrange for a newspaper crew's visit to the school,”he said. According to André,the main characteristics of CEJW include a teaching approach and curriculum,and a concern for citizenship and social awareness.“I never expected it to be like this.I am very thankful for everything that I’ve learned.”


SOCIAL ACTION AÇÃO SOCIAL se conseguir bons resultados acadêmicos não é necessário dispor-se de quantias financeiras extravagantes. Para o Diretor do Instituto, Luiz Sérgio Cardoso de Oliveira, o sucesso do projeto tem forte relação com a carga horária, seleção dos alunos, estrutura gerencial (plano de metas para professores, alunos e administradores) e com o entusiasmo de todos por participarem de um projeto social tão expressivo. Além disso, a diretora do Colégio, Maria Regina de Almeida Paz, considera que o projeto pedagógico, que busca desenvolver nos estudantes uma atitude pró-ativa, autônoma e empreendedora, também é um fator relevante para o sucesso. “O aluno é o protagonista do seu próprio desen-

volvimento: ele precisa ser capaz de identificar situaçõesproblema, buscar as suas soluções, defrontar-se com a necessidade de fazer escolhas adequadas, aprender a trabalhar em grupos cooperativos, contando sempre com a intervenção e mediação do professor.” Maria Regina diz ainda que os frutos do trabalho educacional precisam extrapolar o ambiente escolar. “Esperamos que eles sejam lideranças no futuro, exercendo de forma produtiva e exemplar seu papel de cidadãos e contribuindo no avanço tecnológico, amadurecimento político e cultural e inclusão social dos estratos menos favorecidos da população.”

Pré-Engenharia

Introduction to Engineering

A preocupação do Instituto em assegurar a continuidade dos estudos dos alunos após sua admissão à universidade existe desde a inauguração do Colégio em 2002. No início do ano de 2005 foi criado um Fundo de Bolsas que já recebeu doações expressivas de empresas ligadas à Embraer. Além disso, ainda em 2005 foram contratados consultores externos para planejar e desenvolver um curso de Pré-Engenharia que será ministrado a partir de agosto àqueles alunos – cerca de 40% do total – interessados na profissão.O objetivo é iniciar mais cedo a formação do engenheiro e,eventualmente,facilitar sua aceitação por empresas desde o início do curso universitário.Aliás,algumas empresas já estão contribuindo com a idéia,participando da melhoria do conteúdo das disciplinas a serem oferecidas. O estudante que fizer a opção pelo curso de Pré-Engenharia terá uma hora-aula diária a mais na grade horária.Durante o ano ele terá,além das disciplinas básicas do Colégio,outros oito cursos voltados para formação geral e específica.Constam na grade do programa cursos como Desenvolvimento Pessoal para o Sucesso Profissional,Ferramentas da Informática e da Internet para Engenharia,Princípios de Tecnologia,Ciência de Materiais,Eletricidade CC/CA,Dispositivos e Circuitos Analógicos, Eletrônica Digital e Metrologia. Depois de graduados no ensino médio,os alunos do curso Pré-Engenharia terão uma visão mais clara dos seus objetivos profissionais,estarão mais bem preparados para seguir o ensino superior e possuirão habilidades profissionais que beneficiarão as empresas que os contratarem como estagiários.

Since the opening of the school in 2002,the Institute’s concern has been to ensure that all the students complete their university programs. In early 2005,a Student Grant Fund was created,having already received significant donations from companies linked to Embraer.Also in 2005,a consulting firm was hired to plan and develop an Introduction to the Engineering course,due to begin in August 2006,for those students - about 40 per cent - who have an interest in this profession.The course aims to provide an early start to engineering and facilitate students’employment since the beginning of their engineering college course.A few companies have even contributed to the curriculum at the early start engineering course All students who decide to take the course on Introduction to Engineering will have an extra class hour a day.In addition to core subjects,students will have eight general and specific courses.Subjects include Personal Development for Professional Success,Computer Science and Internet Engineering Tools, Technology Principles,Materials Science,DC/AC Electricity, Analogic Devices and Circuits,Digital Electronics and Metrology. After graduating from high school,students who complete the course on Introduction to Engineering should have a clearer view of professional goals,be more prepared to pursue a university course,and have acquired professional skills that will benefit the companies that hire them as trainees.

Luiz Sérgio Cardoso de Oliveira,Embraer Institute Director,believes that much of the success of the program is due to the number of class hours, selection of students,management structure (a target plan is in place for teachers,students,and the management),as well as to the enthusiastic response from all those involved in such an expressive social project. In addition,the school's principal,Maria Regina de Almeida Paz, believes that the teaching project is also important for success in that it develops a proactive,independent,and enterprising attitude on the part

of the students. “The students are their own agent of development.They must be able to identify problems,look for solutions,face the need to make choices,and learn how to work in teams under the teacher's supervision. Mrs.Paz said that the benefits of education should extend beyond the school environment.“We hope they will become leaders in the future,playing their role as citizens in a productive and exemplary fashion,and contributing to the technological advancement,political and cultural development and social inclusion of low-income members of the population.” AUGUST 2006 BANDEIRANTE

11


AVIAÇÃO EXECUTIVA EXECUTIVE AVIATION

O legado se multiplica The legacy grows

Texto Text Gianfranco Beting

Novos jatos da Embraer Phenom 100, Phenom 300 e Lineage 1000 reforçam as qualidades que já são sucesso no Legacy 600 The new Embraer Phenom 100, Phenom 300 and Lineage 1000 jets amplify the qualities that have already made the Legacy 600 a favorite

U

M DOS SIGNIFICADOS DA PALAVRA Legacy, ou legado, em português, é: “Aquilo que uma geração transmite a outra”. Poucas vezes na história da aviação um nome de produto foi tão acertado. O Legacy 600, primeiro jato executivo lançado pela Embraer, parece ter mesmo deixado para seus novos companheiros, os jatos Phenom 100, Phenom 300 e o já anunciado Lineage 1000, um inquestionável legado de sucesso.

Lineage 1000 Muito espaço interno, cinco ambientes distintos com o máximo conforto, desempenho e economia operacional inigualáveis. Assim será o Lineage 1000, lançado em maio de 2006. “O Lineage 1000 está numa classe única. Seu preço de aquisição é de jatos da categoria Large, mas seu tamanho de cabine é mesmo comparável à categoria Ultra Large”, informa Marco Túlio

NE OF THE MEANINGS OF THE WORD “LEGACY” IS: “one generation passing on to another.”Only a few times in the history of aviation has a product name been so on target.The Legacy 600 is the first executive jet launched by Embraer,which has taken on a league of its own and leaving behind its new companions – the Phenom 100,Phenom 300,and the already launched Lineage 1000 – an unquestionable legacy of success.

O

Lineage 1000 Plenty of internal space,distinct

ambience features with ultimate comfort,and unequalled performance and operating economy.We’re talking about the Lineage 1000,launched in May 2006.“The Lineage 1000 is in a class of its own.Its purchase price is that of the large category,but its cabin size is actually compara12

BANDEIRANTE AGOSTO 2006

Pellegrini, Diretor de Inteligência de Mercado de Aviação Executiva. Pellegrini explica uma grande vantagem competitiva do Lineage 1000: viajar em qualquer etapa, curta ou longa, com conforto incomparável”. Baseado na plataforma do jato comercial EMBRAER 190, o Lineage 1000 incorpora as lições aprendidas pelo modelo comercial durante centenas de milhares de horas em serviço: oferecer alta confiabilidade operacional aliada à pouca necessidade de manutenção. A cabine do Lineage 1000 poderá ser dividida em cinco áreas distintas, proporcionando nível de privacidade adequada a um total de até 19 passageiros. Os clientes poderão optar por configurações para uso executivo, bem como para uso pessoal, com salas de estar, para refeições, e uma zona de descanso privativa e completa, com a opção de chuveiro. Isso sem falar no amplo bagageiro acessível em vôo ou na possibilidade de inclusão de até três lavatórios. Há ainda opcionais, como a tecnologia Wi-Fi e acesso à internet em pleno vôo. Os pilotos do Lineage 1000 também terão muitas razões para aguardar ansiosamente a entrada em operação do jato, prevista para 2008. Para a operação do avião, eles contarão com a tecnologia Fly-By-Wire e aviônica

ble to an ultra large jet,”says Marco Túlio Pellegrini,Embraer’s Vice-President,Market Intelligence - Executive Jets.Pellegrini explains one of the biggest competitive edges of the Lineage 1000: “incomparable comfort for short or long-distance travel.” Based on the platform of the EMBRAER 190 commercial jet,the Lineage 1000 incorporates the lessons learned from the E-190 with hundreds of thousands of on-the-job hours,by offering first-in-class operational reliability,plus low maintenance requirements. The cabin of the Lineage 1000 may be divided into as many as five separate ambience features,with privacy for up to 19 passengers.Customers can choose from configurations for executive or personal use,with living rooms or dining areas and complete private quarters,with the option of a stand-up shower.In addition,ample luggage space is accessible in flight,and having up to three lavatories is a possibility.There are optional features such as Wi-Fi technology for in-flight Internet access. Pilots of the Lineage 1000 will also have many good reasons for anxiously awaiting the time when the jet goes into operation,which is expected for 2008.Operationally,they will have FlyBy-Wire technology and Honeywell Primus Epic avionics.Electronic Flight Bags (EFBs) will make


ACERVO EMBRAER

Honeywell Primus Epic. EFBs (Electronic Flight Bag) farão do Lineage 1000 uma aeronave paperless (de documentação completamente eletrônica) desde seu primeiro vôo. E há outros avanços tecnológicos opcionais, como o HUD (Head-Up Display) e EVS (Enhanced Vision System). O alcance do Lineage 1000, com oito passageiros a bordo, permitirá voar sem escalas de Brasília para Nova York ou Paris ou de São Paulo para Miami. A aeronave apresentará excelente desempenho de pouso e decolagem, característica fundamental na aviação executiva, que muitas vezes se utiliza de aeroportos com pistas pequenas. Sua velocidade operacional máxima será de Mach 0,82, o que reduzirá o tempo de vôo em etapas longas. Tudo isso oferecendo sempre um custo operacional verdadeiramente excepcional. Phenom 100 e Phenom 300 Antes mesmo de voar, os jatos Phenom 100 e Phenom 300 já são reconhecidos como os melhores da sua classe. Ambos ➔

CONFORTO E TECNOLOGIA O interior do Lineage 1000. Abaixo, o cockpit da aeronave COMFORT AND TECHNOLOGY The interior of the Lineage 1000. Below, the aircraft’s cockpit

the Lineage 1000 a paperless aircraft,from its first flight.And there are advanced technological options,like the Head-Up Display (HUD) and Enhanced Vision System (EVS). The range of the Lineage 1000,with eight passengers on board,covers nonstop flights from Brasília to New York or Paris,or from São Paulo to Miami.The aircraft will perform excellently for landings and takeoffs,which is a fundamental feature for executive aviation that often uses airports with short runways.Its maximum operating speed will be Mach 0.82,which will reduce flight time on long trips.This always comes at a truly exceptional operating cost. Phenom 100 and Phenom 300 Even before they start flying,the Phenom 100 and

Phenom 300 jets are already recognized as best-in-class.Both offer pilots and passengers unparalleled comfort for their categories.They will also be the fastest and have the lowest operating costs. The interiors were designed in conjunction with BMW Designworks USA,presenting incomparable style and ergonomic solutions.There is an onboard refreshment area,private lavatory (a rare feature in this segment) and the most advanced entertainment and satellite ➔ AUGUST 2006 BANDEIRANTE

13


FLEXIBILIDADE DE CONFIGURAÇÃO Os clientes do Lineage 1000 poderão escolher a disposição de sua preferência e até optar por uma suíte com chuveiro FLEXIBLE CONFIGURATION Lineage 1000 customers may choose the layout they prefer and may even opt for a suite with a shower

ACERVO EMBRAER

oferecem aos pilotos e passageiros conforto sem igual em suas categorias. Serão os mais rápidos, mais confortáveis e de menores custos operacionais. Os interiores, desenhados com a colaboração da BMW Designworks USA, apresentam soluções de estilo e ergonomia incomparáveis. A bordo há uma copa, lavabo privativo (algo raro no segmento) e os últimos sistemas de entretenimento e comunicação via satélite. Somada a tudo isso, outra vantagem importantíssima: eles foram projetados e serão construídos para suportar uma utilização anual acima de 2.000 horas, 5 vezes maior do que a média do setor. Isso representa menos manutenção, mais disponibilidade e confiabilidade das aeronaves. O programa do Phenom 100 já concluiu as fases de Anteprojeto e Definição Conjunta. Um modelo na escala 1:7,5, usado nos testes em túnel de vento, obteve excelentes resulta-

dos, validando os parâmetros previstos de desempenho. O programa está na fase de Detalhamento de Projeto e Certificação e já foram iniciadas as atividades de manufatura, com a primeira peça efetivamente produzida (First Metal Cut), entregue em meados de maio. Duas equipes de engenheiros desenvolvem os dois projetos em instalações da Embraer, em Eugênio de Melo, interior de São Paulo. A responsabilidade pelo desenvolvimento do Phenom 100 é de Alexandre Villaça G. de Figueiredo e cabe a Maurício Martins de Almeida Filho comandar os trabalhos no Phenom 300. Hermann Ponte e Silva, Diretor de Programas de Aviação Executiva da Embraer, fala sobre os profissionais que dirige: “Ainda

communication systems.Put all these items together along with another very important advantage:they were designed and will be built for annual usage of over 2,000 hours,or five times greater than the industry average. This represents less maintenance,more availability,and reliability for the aircraft. The Phenom 100 program has concluded the Pre-design and Joint Definition phases.A 1:7.5-scale model,which was used for wind tunnel tests,achieved excellent results and validated the expected performance parameters.The program is in the Detailed Design and Certification phase and manufacturing has already begun,with the First Metal Cut delivered in mid-May. Two teams of engineers are developing the two projects at Embraer's facilities in Eugênio de Melo,located outside São Paulo.The team responsible for the development of the Phenom 100 is led by Alexandre Villaça G.

de Figueiredo and Maurício Martins de Almeida Filho,who heads up the work on the Phenom 300.Hermann Ponte e Silva,Embraer’s Director of Executive Aviation Programs,has this to say about the staff he leads:“We are still hiring in order to form the group of 800 professionals directly involved with the two programs.I am certain that both of the programs could not be in better hands.” Most of these staff members were directly involved with the development of the EMBRAER 170/190 family,meaning that many of the solutions for the E-Jet family can be incorporated in the two Phenom jets.Engineer Henrique Langenegger,who is the manager of the Phenom 100 and Phenom 300 programs,cites an example:“The Phenom jets will have a Central Maintenance Computer (CMC) system that unifies all of the information on eventual failures and immediately informs the pilots,thus reducing necessary maintenance downtime.” The Phenom 300 project is following in the steps of its smaller brother.On April 19,2006, the Joint Definition Phase (JDP) began,involving teams from Embraer and companies that supply components.At the end of May,the Phenom 300 model began its wind tunnel tests. The Detailed Design and Certification phase starts immediately after the JDP,and component production begins by the end of 2006. Both the Phenom 100 and the Phenom 300 project should go into service in mid-2008

14

BANDEIRANTE AGOSTO 2006


EXECUTIVE AVIATION AVIAÇÃO EXECUTIVA

TRABALHO EM EQUIPE Engenheiros do programa Phenom 100 junto com o gerente dos programas Phenom 100 e Phenom 300, Henrique Langenegger (segundo da direita para a esquerda). Abaixo, a primeira peça produzida do Phenom 100 TEAMWORK Engineers from the Phenom 100 program, with the manager of the Phenom 100 and Phenom 300 programs, Henrique Langenegger (second from the right). Below, the first part produced for the Phenom 100 DENIS ROBSON ALMEIDA

Serviço e Suporte O Presidente do Conselho e Diretor-Presidente da Embraer, Maurício Botelho, definiu assim as razões do sucesso da Empresa: “50% de nosso êxito vem da qualidade de nossos aviões. A outra metade depende dos serviços e suporte que prestamos aos nossos clientes”. Maurício Aveiro, Diretor de Suporte ao Cliente da Aviação Executiva da Embraer, explica: “Nossa missão é suportar os produtos da aviação executiva com uma qualidade no mínimo igual e idealmente superior à de nossos melhores concorrentes. Vamos anunciar grandes novidades durante a convenção da NBAA, em outubro próximo.” Até lá, os 50 profissionais comandados por Aveiro terão muito trabalho pela frente. O grupo está realizando pesquisas de satisfação junto aos clientes, visando aprimorar ainda mais o atendimento aos operadores. Além disso, a Embraer está promovendo encontros com

clientes no Brasil, EUA e Europa para conhecer suas opiniões e sugestões. Todo esse esforço tem uma razão de ser: “Não queremos apenas oferecer um ótimo suporte. Queremos é competir pela liderança também nessa área”, resume Aveiro.

DENIS ROBSON ALMEIDA

estamos contratando para formar um quadro de 800 profissionais diretamente envolvidos nos dois programas. Tenho certeza de que ambos os programas não poderiam estar em melhores mãos”. A maioria desses profissionais atuou diretamente no desenvolvimento da família EMBRAER 170/190, o que permite que muitas soluções da família dos E-Jets sejam incorporadas nos dois Phenom. O engenheiro Henrique Langenegger, gerente do programa Phenom 100 e Phenom 300, dá um exemplo: “Os Phenom contarão com um Central Maintenance Computer (CMC), um sistema que unifica as informações sobre eventuais panes e informa imediatamente aos pilotos, reduzindo o tempo necessário para manutenção. O projeto do Phenom 300 segue os passos do irmão menor. Em 19 de abril de 2006, teve início a Fase de Definição Conjunta (Joint Definition Phase), envolvendo equipes da Embraer e empresas fornecedoras de componentes. No final de maio, um modelo do Phenom 300 começou os testes em túnel de vento e, imediatamente após a JDP, inicia-se a fase de Detalhamento de Projeto e Certificação, com o começo de produção de componentes no final de 2006. Ambos os projetos, Phenom 100 e Phenom 300, deverão entrar em serviço respectivamente em meados de 2008 e 2009, pavimentando o caminho e consolidando a presença da Embraer no importante mercado de Aviação Executiva.

and mid-2009,respectively,paving the way and establishing the presence of Embraer in the important Executive Aviation market. Service and Support The Chairman,President and CEO of Embraer,Maurício Botelho,

stated the reasons for the company’s success:“The quality of our airplanes represents 50% of our success.The other half depends on the service and support we give our customers.”Maurício Aveiro,Vice-President,Customer Support - Executive Jets,of Embraer,explains:“Our mission is to support the executive aviation products with a quality that is at least equal to,but ideally superior to that of our biggest competitors.We will have big news during the NBAA convention that will occur in October.”To get there,the 50 professionals led by Aveiro will have a lot of work to do.The group is taking satisfaction polls among customers,in order to improve even more the services offered to operators.Furthermore,Embraer is holding meetings with customers at its Headquarters,in the U.S.,and Europe,to gather their opinions and suggestions. All of these efforts serve a purpose,says Aveiro:“We don't want to offer merely excellent support.What we want is to compete for the leadership in this area.“

AUGUST 2006 BANDEIRANTE

15


AVIAÇÃO COMERCIAL COMERCIAL AVIATION

Família completa The family is complete Texto Text Gracielle Martins Krieger

DENIS ROBSON DE ALMEIDA

Certificação do novo jato EMBRAER 195 consolida a liderança da Embraer no segmento de jatos de 70 a 110 assentos The certification of the new EMBRAER 195 jet strengthens Embraer’s leadership of the jet segment for 70 to 110 seats

1999 Junho June Programa EMBRAER 170/190 é lançado oficialmente no Paris Air Show The EMBRAER 170/190 program is officially launched at the Paris Air Show

2001 Outubro October Rollout do EMBRAER 170 Rollout of the EMBRAER 170

RIVEN BY THE WORLDWIDE DEMANDS MADE BY PASSENGERS AND BY the increased efficiency and competitiveness of airlines,the air transportation market is showing signs of recovery.According to information from IATA (International Air Transport Association),which came out in June 2006,passenger activity at the airlines,from January to April of this year,increased by 6.9% over the same period last year and air cargo transportation grew 5.7%.This scenario also features such factors as a continuous reduction of air fares,plus rising fuel costs,forcing the airlines to be increasingly concerned about efficiency and flexibility. This is the setting into which the EMBRAER 195 will be inserted.The latest and largest jet of the EMBRAER 170/190 family to be delivered to the market received its Type Certification from Brazil's ANAC (National Civil

D

16

BANDEIRANTE AGOSTO 2006

SEGMENTO COMPLETO O EMBRAER 195 nas cores da Flybe, último e maior jato da família EMBRAER 170/190, composta também pelo EMBRAER 170, EMBRAER 175 e EMBRAER 190 SEGMENT COMPLETED Flying the colors of Flybe, the EMBRAER 195 is the last and biggest of the EMBRAER 170/190 family, consisting also of the EMBRAER 170, EMBRAER 175, and EMBRAER 190 2002 Fevereiro February Primeiro vôo do EMBRAER 170 First flight of the EMBRAER 170

Aviation Agency) on June 30.Certification by the European Aviation Safety Agency (EASA) was granted on July 17,paving the way for the first deliveries to the United Kingdom’s low cost carrier,Flybe,which is the first operator of the aircraft worldwide.Other customers who have made firm orders are GECAS,Royal Jordanian and SWISS. With the certification of the EMBRAER 195,the Company is finalizing the last stage of a very successful developmental program for a family of highly advance airplanes.This represented investments on the order of one billion dollars and incorporated several innovative technologies,like an allglass cockpit,a smart probes digital system for collecting air data,fly-bywire flight controls,duo Head-Up Display (HUD),double bubble fuselage, and customized entertainment systems via satellite.


I

2003 Junho June Primeiro vôo do EMBRAER 175 First flight of the EMBRAER 175

2004 Fevereiro February Rollout do EMBRAER 190 Rollout of the EMBRAER 190

The jets of the EMBRAER 170/190 family are designed to maximize the benefits of commonality,with 86% to 100% common parts in the main components.They come with such features as high performance,low operating cost,quick ground services,and passenger comfort through a better use of cabin space.Having reached the historic mark of over 160 aircraft delivered in a little over two years after the first E-Jet,the EMBRAER 170/190 family now has 13 operators on four continents,with over 350,000 flight hours,and a total of more than 450 firm orders. The certification of the last model,plus the numbers already achieved by the family,confirm Embraer's leadership position in the commercial jet segment for 70 to 110 seats.It also affirms a market vision,which has been consolidated,in the words of Chairman,President and CEO Maurício Botelho,

representou investimentos da ordem de 1 bilhão de dólares e que incorpora diversas tecnologias inovadoras, como cabine de comando digital, do tipo all-glass-cockpit, sistema digital de coleta de dados de ar com dois canais (smart probes), comandos de vôo fly-by-wire, Head-Up Display (HUD) duplo, fuselagem do tipo dupla-bolha e sistemas de entretenimento customizados com transmissão via satélite. Projetados para maximizar os benefícios da comunalidade e com modelos que exibem índice entre 86% e 100% de partes comuns entre os principais componentes, os jatos da família EMBRAER 170/190 têm como características o alto desempenho, o baixo custo de operação, a rapidez nos serviços em terra e o conforto para os passageiros, proporcionado pela melhor utilização do espaço de cabine. Tendo atingido o marco histórico de mais de 160 aeronaves entregues em pouco mais de dois anos após a entrega do primeiro E-Jet, a família EMBRAER 170/190 conta hoje com 13 operadores, distribuídos em quatro continentes, mais de 350 mil horas de vôo e um total de encomendas que excede a 450 pedidos firmes. A certificação do último modelo e os números já atingidos pela família confirmam a posição de liderança da Embraer no segmento de jatos comerciais de 70 a 110 assentos, e representam a afirmação de uma visão de mercado, cuja consolidação se deve, de acordo com as palavras do Presidente do Conselho e Diretor-Presidente, Maurício Botelho, ao trabalho e comprometimento de milhares de empregados, que levaram a Empresa até onde ela está. ➔ RICARDO BECCARI

MPULSIONADO PELA DEMANDA MUNDIAL DE PASsageiros e pelo aumento de eficiência e competitividade das empresas, o mercado de transporte aéreo dá sinais de recuperação. De acordo com dados IATA (International Air Transport Association, ou Associação de Transporte Aéreo Internacional), divulgados em junho de 2006, a procura por passageiros em linhas aéreas aumentou 6,9 % entre janeiro e abril deste ano, em comparação com o mesmo período do ano passado. O transporte de carga cresceu 5,7% na mesma época. Também são características dessa realidade fatores como a contínua redução dos preços de passagens aéreas e o encarecimento do combustível, que fazem com que as companhias cada vez mais se preocupem com eficiência e flexibilidade. É esse o cenário em que se deve inserir o novíssimo EMBRAER 195, último e maior jato da família EMBRAER 170/190 a ser entregue ao mercado, que recebeu o Certificado de Homologação de Tipo do órgão de homologação brasileiro, a ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil), em 30 de junho. A certificação pela European Aviation Safety Agency (EASA) foi concedida em 17 de julho, abrindo caminho para as primeiras entregas à empresa aérea de baixo custo (ou, em inglês, low cost carrier) Flybe, do Reino Unido, o primeiro operador da aeronave em nível mundial. Os outros clientes que têm encomendas firmes são a GECAS, Royal Jordanian e SWISS. Com a certificação do EMBRAER 195 a Empresa finaliza a última etapa de um bem-sucedido programa de desenvolvimento de uma família de aviões de última geração, que

2004 Março March Primeiro vôo do EMBRAER 190 First flight of the EMBRAER 190

due to the work and commitment of thousands of employees who have made Embraer what it is today. The EMBRAER 195 program The EMBRAER 195 flew for the first

time in December 2004.With the goal of fulfilling the aggressive certification schedule,the staff dedicated to the EMBRAER 195 program adopted distinctive strategies:the certification was divided into two phases and,via a specific and new agreement with technicians from Brazil's certification agency,the tests were done in series.At the end of each series,the approval agency participated in flights to verify the fulfillment of the requirements that proved the results obtained by Embraer. The first phase of the certification campaign,which was held in a ➔ AUGUST 2006 BANDEIRANTE

17


AVIAÇÃO COMERCIAL COMERCIAL AVIATION O Programa EMBRAER 195 O EMBRAER 195 voou pela primeira vez em dezembro de 2004. Com a meta de cumprir o cronograma agressivo de certificação, a equipe de programa dedicada ao EMBRAER 195 adotou estratégias diferenciadas: a certificação foi dividida em duas etapas e, por meio de acordo inédito com técnicos da autoridade brasileira de certificação, os ensaios foram reunidos em blocos de conformidade. Ao final de cada bloco de ensaios, a entidade homologadora participava de vôos de verificação de cumprimento dos requisitos que comprovavam os resultados obtidos pela Embraer. A primeira etapa da campanha de certificação, realizada em avião pré-série, foi dedicada aos ensaios de sistemas, desempenho e qualidade de vôo e concluída no início de maio de 2006. Para a segunda etapa, a Embraer, por meio de acordo com a própria Flybe, utilizou seu primeiro avião nos ensaios para a certificação do interior e opcionais desse cliente. Para o engenheiro Ricardo de Minas Zuim, um dos responsáveis por conduzir as atividades do programa EMBRAER 195, a integração e o comprometimento de todos, aliados às estratégias adotadas na campanha de certificação, foram os fatores responsáveis pelo cumprimento de todas as metas: “Esse foi mais um grande desafio que conseguimos vencer graças à dedicação e competência das equipes envolvidas”. Na certificação da aeronave foram necessários quase 400 relatórios técnicos de engenharia e

2004 Dezembro December Primeiro vôo do EMBRAER 195. Os quatro modelos voam juntos pela primeira vez First flight of the EMBRAER 195. The four models fly together for the first time

pre-series airplane,was given to testing the systems,performance,and flight quality,which ended in early May 2006.For the second phase,Embraer,in an agreement with Flybe,used its first jet in the tests for certifying the interior and options taken by the customer. According to engineer Ricardo de Minas Zuim,one of the people in charge of conducting the activities of the EMBRAER 195 program,the integration and commitment of everyone,plus the strategies followed during the certification campaign,were the main factors that influenced the fulfillment of all of the goals: “This was another big challenge that we were able to overcome, thanks to the dedication and competence of the teams involved.” 18

BANDEIRANTE AGOSTO 2006

A certificação da família EMBRAER 170/190 Certification of the EMBRAER 170/190 family

EMBRAER 170 EMBRAER 175 EMBRAER 190 EMBRAER 195

ANAC* Fevereiro de 2004 February 2004 Dezembro de 2004 December 2004 Agosto de 2005 August 2005 Junho de 2006 June 2006

FAA Fevereiro de 2004 February 2004 3º Trimestre de 2006 3rd quarter 2006 Setembro de 2005 September 2005 4º Trimestre de 2006 Final quarter 2006

EASA Fevereiro de 2004 February 2004 Janeiro de 2005 January 2005 Junho de 2006 June 2006 Julho de 2006 July 2006

ANAC - Agência Nacional de Aviação Civil National Civil Aviation Agency FAA - Federal Aviation Administration EASA - European Aviation Safety Agency * O EMBRAER 195 foi o primeiro modelo da família EMBRAER 170/190 certificado no Brasil pela ANAC. Anteriormente, a autoridade certificadora brasileira era o CTA - Centro Técnico Aeroespacial * The EMBRAER 195 was the first model of the EMBRAER 170/190 family to be certified in Brazil by ANAC. Before, the Brazilian airworthiness authority was Centro Técnico Aeroespacial (CTA)

475 horas de vôo. O engenheiro André Luiz Celere, líder técnico da Engenharia de Ensaios em Vôo do EMBRAER 195, relata que a campanha de certificação confirmou a premissa de similaridade de funções e comunalidade entre os aviões EMBRAER 190 e EMBRAER 195, resultando numa campanha de ensaios bastante enxuta: “O avião se mostrou maduro, apresentando altos índices de despachabilidade”. Além disso, o avião em sua configuração final demonstrou-se mais leve e o consumo de combustível melhor do que o esperado, confirmando o conceito do EMBRAER 195 como aeronave de alta eficiência e produtividade. Atendendo às necessidades atuais do mercado, o avião constitui uma excelente opção para as empresas do tipo low cost que atuam em mercados de média densidade e, configurado com cem assentos em duas classes de serviço, é forte candidato a substituir as frotas compostas por velhos aviões narrowbody.

The certification of the aircraft required nearly 400 technical engineering reports and 475 hours of flight.Engineer André Luiz Celere,the technical leader of Flight Test Engineering of the EMBRAER 195,reported that the certification campaign confirmed the premise of the similarity of functions and commonality between the EMBRAER 190 and EMBRAER 195 airplanes,which resulted in a very lean test campaign:“The airplane showed its maturity,with high rates of dispatchability.” Furthermore,the final configuration of the airplane proved to be lighter and the fuel consumption was better than expected,thus confirming the concept of the EMBRAER 195 as a highly efficient and productive aircraft.To meet the current needs of the market,the airplane is an excellent choice for low cost companies that operate in medium-density markets and,when configured for 100 seats in two classes,it is a strong candidate to substitute the fleets comprised of old narrow body aircraft.


CLIENTES CLIENTS

Mais perto dos clientes Getting closer to customers Embraer recebe o Executivo Chefe de Operações da American Eagle, que dá palestra a mais de 500 empregados The Chief Operations Officer (COO) of American Eagle Airlines came to São José dos Campos to speak to 500 employees Texto Text Ernesto Klotzel Fotos Photos Sérgio Jujiki

TRANSMISSÃO DE VALORES Stan Henderson, COO da AEA, com a equipe que organizou o evento e durante a conferência COMMUNICATING VALUES Stan Henderson, COO of AEA, with the staff that organized the event and during the conference

MA COMPANHIA AÉREA REGIONAL CUJA FROTA É CONSTITUÍda por quase 300 aeronaves (sendo que dessas, 206 são aviões da Embraer) e serve a mais de 150 cidades em 1.700 vôos diários impressiona. Para a Embraer esse é um fenômeno gratificante, pois a Empresa tem em posição de destaque seus jatos ERJ 145 nesta que é atualmente uma das maiores companhias aéreas regionais do mundo: a American Eagle Airlines (AEA) . A AEA é o resultado de um longo e complexo exercício de consolidação de um grande número de empresas regionais, gradualmente aglutinadas pela American Airlines, que, em 1984, deu vida à sua gigantesca subsidiária regional. O relacionamento entre as duas macroorganizações e, em especial, da American Eagle com as numerosas regionais que a ➔

U

REGIONAL AIRLINE WITH A FLEET COMPRISING OF NEARLY 300 AIRCRAFT THAT operate over 1,700 daily flights to 150 destinations,of which 206 are Embraer jets, is impressive.For Embraer, this is a gratifying phenomenon because its ERJ 145 jets play an important role in the operations of one of the world's largest regional carriers:American Eagle Airlines (AEA). AEA is the result of a long and complex process of a consolidation of a large number of regional carriers that were gradually brought together by American Airlines, which set up its gigantic subsidiary regional carrier in 1984.Relations between these two ➔

A

AUGUST 2006 BANDEIRANTE

19


TRABALHO RECONHECIDO Edson Carlos Mallaco, Diretor de Suporte ao Cliente da Aviação Comercial da Embraer, entrega placa de agradecimento a Stan Henderson A JOB WELL DONE Edson Carlos Mallaco,Embraer’s Vice-President, Customer Support-Airline Market,presents a recognition plaque to Stan Henderson

Ficha técnica sumária Número de vôos diários ............................ mais de 1.700 Número de vôos diários com jatos ............ mais de 1.350 Número de destinos servidos.................... 56 cidades Número de destinos no exterior .............. 18 Extensão dos trechos (média) .................. 398 milhas Tripulação de cabine.................................. 1.608 Tripulação técnica...................................... 2.703 Dimensão da frota .................................... 297 aeronaves Idade média da frota ................................ 6,79 anos Número de jatos regionais ...................... 221 Frota Embraer............................................ 206 jatos da família ERJ 145 Passageiros transportados (2004 )............ 17,7 milhões Eagle at a glance Number of daily flights ............................ over 1,700 Number of daily jet flights ...................... over 1,350 Number of destinations .......................... 156 cities Number of destinations abroad .............. 8 cities Flight ranges (average) ............................ 398 miles Flight- attendants .................................... 1,608 Technical crew.......................................... 2,703 Fleet size .................................................. 297 aircraft Average fleet age .................................... 6.79 years Number of regional jets .......................... 221 jets Embraer fleet .......................................... 206 ERJ 145s Number of passengers carried (2004)...... 17.7 million

huge organizations, particularly the relations among American Eagle and the several regional carriers that formed it,translated into an ongoing process of merging different company cultures,resulting in consistent common practices and procedures. Owing to this,Embraer found it suitable to invite Mr.Stan Henderson, AEA’s Chief Operations Officer (COO),to give a talk to a group of about 500 employees that included Company directors,managers,engineers and technicians. This event,which took place on April 11 at Embraer’s 20 • BANDEIRANTE AGOSTO 2006

consolidaram, representou um processo de fusão das diversas “culturas”, visando à total harmonia de práticas, procedimentos e relacionamentos, que, segundo a própria Eagle, ainda se acham em curso. Foi esse cenário que fez com que a Embraer convidasse Stan Henderson, que detém a posição de Chief Operating Officer (COO) da AEA, para fazer uma palestra para cerca de 500 empregados, entre diretores, gerentes, engenheiros e técnicos, que ocorreu em 11 de abril nas instalações da Empresa em São José dos Campos, SP. O evento deu continuidade a uma série de apresentações programadas com clientes para melhor conhecimento das respectivas “culturas”, seus valores corporativos, suas atividades e, sobretudo, suas expectativas com relação à Embraer. Além de apresentar a American Eagle Airlines diante de uma atenta platéia de mais de 500 pessoas, Henderson analisou os ERJ 145 sob os aspectos operacional, de suporte ao cliente (customer support) e mesmo o seu grau de receptividade no mercado norte-americano. Suas opiniões carregam o peso de uma longa experiência na TWA (Trans World Airlines), companhia aérea que já foi uma das maiores operadoras internacionais no mundo e na qual Henderson teve de se familiarizar com todas as atividades vitais para os negócios do transporte aéreo comercial. Henderson começou na empresa em 1965, como agente de passagens em Denver, Colorado, e, após 35 anos, atuou como Vice-Presidente de Operações Sênior, e, posteriormente, como COO da TWA responsável pelos departamentos de Manutenção e Engenharia, Operações de Vôo, Operações em Aeroportos Domésticos, Serviços de Bordo, Reservas e Relacionamento com os Clientes. Henderson comandou a equipe que implementou a fusão da TWA com a American Airlines. Em 2003, já na American Eagle Ailines, Henderson foi nomeado COO da organização e, como Executivo Chefe de Operações, além de responsável por Operações do Vôo, acumula também as atividades de manutenção, planejamento operacional e controle. Em sua atual posição, Stan Henderson é um elo importante para o êxito das atividades que deverão levar à chamada visão de uma das maiores empresas regionais da indústria do transporte aéreo atual: “A American Eagle Airlines será vista por nossos clientes, funcionários e acionistas como a mais segura, confiável e mais bem-sucedida empresa de transporte aéreo regional no mundo”.

headquarters in Sao José dos Campos,Brazil,was part of a series of presentations by Embraer’s customers aimed at divulging their corporate culture,values and operations and,most importantly,their expectations towards Embraer. In his presentation before an attentive audience of over 500 people, Mr.Henderson spoke about the ERJ 145’s operational and customer support performance,as well as its market acceptance in the United States.His views are based on his long experience with TWA (Trans World


CLIENTES CLIENTS

Entrevista STAN HENDERSON, COO da American Eagle Como ocorreu o processo de integração das regionais para formar a American Eagle? Desde o início,a American Airlines, respeitando as identidades de seus novos parceiros,buscou a consistência máxima de seus processos e reescreveu todos os seus manuais.A rigor,o processo de integração não deve ser considerado completo,o que pode até exigir mais uma geração na vida da AA e AEA. E qual o relacionamento com a American Airlines? As “culturas”das duas empresas podem ser consideradas próximas,mas não iguais.Estamos no negócio do transporte regional,que se traduz em alimentar tráfego para a American Airlines,voando para onde nos é determinado de acordo com os interesses comerciais do grupo American.

O que o senhor pode dizer sobre o suporte técnico da Embraer? Os ERJ 145 estão atingindo inegavelmente o grau de maturidade esperado pela AEA. Julgamos excelentes o suporte técnico da Embraer e sua resposta rápida às nossas solicitações. A qualidade dos profissionais que nos atendem, sua simpatia e sua constante disposição em nos servir são um poderoso fator para um estreitamento ainda maior do nosso relacionamento. Podemos incluir a Engenharia da Embraer no mesmo tópico: ao contrário da American Airlines, que conta com uma equipe interna de engenheiros, nós precisamos contar com a Engenharia da Embraer para alguns serviços de modificação ou adequação da frota ERJ 145 (que já se acham em curso), exigidos pelo mercado. Uma saudação de despedida? Estamos contentes com a escolha dos jatos da família ERJ 145 e cada vez mais satisfeitos com o grau de seu desempenho.Descobrimos que a Embraer é uma excelente companhia para nosso dia-a-dia de trabalho. Ela tem sempre um profissional do mais alto gabarito para cada missão técnica.Trabalhar com a Embraer é uma experiência muito agradável.

Interview

How was the process of incorporating the regional carriers into American Eagle? From the very start, American Airlines, respecting the identities of its new partners, pursued maximum process consistency and has rewritten all its manuals.Strictly speaking, the integration process is not complete, and may call for more than one generation in the lives of AA and AEA.

What can you tell us about Embraer’s technical support? The ERJ 145’s are unquestionably reaching the level of maturity AEA expects.In our opinion, Embraer’s technical support and prompt response to our requests are excellent.The quality of the professionals that serve us, their friendliness and constant willingness to help are a powerful factor in further strengthening our relations.We could include Embraer’s engineering in the same way:as opposed to American Airlines, which has an in-house team of engineers, we have to rely on Embraer’s engineering for changes or adjustments to the ERJ 145 fleet, which is already underway, required by the market.

How is AEA’s relationship with American Airlines? The cultures of the two companies may be very similar, but not equal.We're in the regional transportation business, which translates into providing flights for American Airlines and flying to destinations selected in accordance with the business interests of the American Airlines group.

Any final remarks? We are happy with our choice of the ERJ 145 jet family and are very satisfied with their performance.We found that Embraer is an excellent company for our daily work.They always have a highly-qualified professional for every technical mission.Working with Embraer is a very pleasant experience.

STAN HENDERSON, American Eagle’s COO

Airlines),a leading international carrier where he became familiar with all air transportation core services.Henderson joined TWA in 1965 as a ticket agent in Denver,Colorado,and during a career spanning 35 years, he served as Senior Vice President of Operations and COO,responsible for the Maintenance and Engineering departments,Flight Operations, Domestic Airport Operations,In-Flight Services,Reservations and Customer Relations.Henderson led the team implementing TWA’s merger with American Airlines.

In 2003,already working at AEA,Henderson was appointed COO and Senior Vice President of Operations,responsible for Flight Operations,Maintenance and Operational Planning and Controls. In his present capacity,Mr.Henderson is a key element for the success of the corporate vision of one of the largest regional airlines of today’s air transport industry:“American Eagle Airlines will be seen by our clients,employees,and shareholders as the safest,most reliable and successful regional airline in the world.” AUGUST 2006 BANDEIRANTE

21


PERFIL PROFILE

Em harmonia com o trabalho In tune with the job Alexandre Magalhães Filho, gerente de Planejamento Econômico, considera seu dia-a-dia na Empresa uma forma de lazer Alexandre Magalhães Filho, Economic Planning Manager, regards his daily work at Embraer as a form of entertainment

Texto Text Elane Maciel Foto Photo Ricardo Benichio

A

MAIOR EMOÇÃO DE SUA VIDA FOI ASSISTIR AO PRIMEIRO vôo do ERJ 145, em agosto de 1995, quando as reações de alegria variavam do choro ao riso, num céu de bonés jogados para o alto pelos empregados da Embraer. “A situação econômico-financeira era difícil, o ERJ 145 veio nos salvar”, lembra o mineiro de Cruzília, Alexandre Magalhães Filho, 53 anos, Gerente de Planejamento Econômico e Preço da Embraer. O maior desafio enfrentado por Magalhães na Empresa foi participar, em 1997, com a Embraer ainda sofrendo os efeitos de sua prolongada crise, de uma análise de viabilidade econômico-financeiro relativa ao futuro da Indústria Aeronáutica Neiva. Segundo as conclusões do estudo, a unidade de Botucatu seria rentável comercializando o avião agrícola Ipanema e fornecendo peças usinadas para a planta de Faria Lima, em São José dos Campos. Ele conseguiu, junto com os demais participantes do projeto, ter aceito seu ponto de vista e é com alegria que Magalhães constata que, hoje, a fábrica funciona a todo o vapor, empregando mais de 1.300 pessoas e constituindo elemento sempre mais importante do sistema produtivo Embraer.

HE BIGGEST THRILL IN ALEXANDRE MAGALHÃES FILHO’S LIFE WAS when he watched the maiden flight of the ERJ 145 in August 1995, amid outbursts of laughter and tears from other Embraer employees who tossed their hats in the air in celebration.“The economic and financial situation was very difficult; the ERJ 145 came to the rescue,” says Magalhães, Embraer’s Economic and Pricing Planning Manager. The greatest challenge in his career came in 1997, when he took part in a economic and financial feasibility study of the future of Indústria Aeronáutica Neiva.The study indicated that the Botucatu unit could become profitable by selling the Ipanema crop duster and supplying machined parts to the Faria Lima factory in São José dos Campos.With the help of other study members, he was able to make his point of view

T

22

BANDEIRANTE AGOSTO 2006

prevail.Today, Magalhães is happy to see the factory operating at full steam as an essential part of Embraer’s production system, with more than 1,300 employees. His life has been marked by a lot of work and many achievements. Born in Cruzília, state of Minas Gerais, as a young man Magalhães, now 53, worked at a farm to help raise his eight brothers.He started as a storekeeper and worked his way up to assistant accountant five years later.He graduated from Prof.Ulysses Vieira Economics College in Taubaté, São Paulo, thanks to a full scholarship. “My friends joke that I went from chickens to airplanes”, he laughs. Magalhães went on to work in cost and budgeting for Ford in Taubaté. In 1986, he joined Embraer, then a state-owned company, as a budget


Sua trajetória de vida é de muitas conquistas His life has been a series of many victories

Sua trajetória de vida é de muito trabalho, mas também de conquistas. Ainda bem jovem, Magalhães trabalhou numa granja para ajudar a criar os oito irmãos – local em que entrou como almoxarife e de onde cinco anos depois saiu como subcontador. Cursou a Faculdade de Ciências Econômicas Prof. Ulysses Vieira, em Taubaté, com bolsa de estudo integral. “Os amigos dizem, brincando, que eu troquei o vôo de galinha pelo de avião”, se diverte. Após passagem pela Ford, em Taubaté, nas áreas de custos e orçamento, Magalhães ingressou em 1986 na Embraer, à época empresa estatal, para exercer o cargo de analista de orçamento; seis meses depois foi promovido ao cargo de supervisor. Daí em diante, fez uma brilhante car-

reira e se orgulha de ter participado no front do processo de privatização da Empresa. Na época, ele atendia às consultorias e prováveis compradores, tendo inclusive acompanhado o Tribunal de Contas da União na auditoria do processo de privatização da Embraer. Magalhães levou sua missão até o dia 7 de dezembro de 1994, quando assistiu ao leilão de privatização na Bolsa de Valores de São Paulo. Aliás, ele é um exemplo de dedicação ao trabalho, que considera lazer. “Venho para a Embraer como se fosse para uma praia”, diz. Magalhães é conhecido entre seus colegas na Empresa como o primeiro que chega, às 7 horas, e o último que sai, entre 22h e 23h. “À noite é mais tranqüilo, aproveito para fazer relatórios e abrir os e-mails”, explica ele, que ainda leva o computador para trabalhar domingo de noite em casa. Até bem pouco tempo o gerente de Planejamento ia à Empresa aos sábados, mas há três anos comprou uma fazenda em Lagoinha, próximo a Taubaté, cidade onde mora, e passou a dedicar os fins-de-semana à fazenda, juntamente com seus familiares. Magalhães cria 400 vacas, entre as raças Nelore (de corte) e Girolanda (de leite). Com a experiência acumulada em custos, orçamento e planejamento, ele se envaidece ao contar que a propriedade é rentável. “A venda do leite cobre custos fixos e a venda dos bezerros Nelore e Girolanda propicia o lucro”, conclui, frisando que as atividades na fazenda têm o dom de “recarregar as baterias” para o trabalho na Embraer.

analyst.Six months later, Magalhães was promoted to the position of supervisor. Since then, he has made a brilliant career and is proud of having been at the forefront of the Company’s privatization process. At the time, Magalhães handled consultancy firms and potential company purchasers, having worked together with the Federal Audit Court in the Company audit process prior to privatization.His duties ended December 7, 1994, when he watched the privatization auction at the São Paulo Stock Exchange. Magalhães is an example of dedication to work, which he sees as a leisure activity.“I come to work at Embraer as if I was going to the beach,” he says.He is known for being the first to arrive at 7 a.m.and the last to leave at 10 or 11 p.m. “It’s quieter at night and I have time to make

reports and read e-mails,”he explains.On weekends, he works on his laptop at home on Sunday evening. Until three years ago, the Planning Manager went into the office on Saturdays, but then he bought a farm in the city of Lagoinha, near his home in Taubaté, where he now spends weekends with his family. Magalhães raises 400 cows of the Nelore (beef) and Girolanda (milk) breeds.With his vast experience in cost and budget planning, Magalhães takes pride in saying that the farm is lucrative. ”The sale of milk pays for fixed costs and the sale of Nelore and Giroland calves is the profit,” he says. His farm activities are a relaxing diversion from his work at Embraer.

AUGUST 2006 BANDEIRANTE

23


JULIANO DAMÁSIO

TECNOLOGIA TECHNOLOGY

Pouso preciso Precise landing Equipamentos para aproximação de precisão, desenvolvidos pela Embraer, garantem eficiência e segurança Precise approach equipment developed by Embraer guarantees efficient and safe landing

Texto Text Ruy Flemming

D

E UMA FORMA SIMPLISTA, PODEMOS AVALIAR O sucesso de uma aeronave conforme a ótica de três personagens. O operador quer baixos custos, o piloto prefere uma máquina que voe bem e, finalmente, o passageiro privilegia a segurança e o conforto. A Embraer trabalha para satisfazer esses e uma infinidade de outros personagens e requisitos, mas sabe que a certeza de chegar ao destino é a virtude comum que todos esperam num bom jato comercial. Para que as centenas de rotas operadas por aeronaves da Embraer possam ser cobertas com segurança e dentro do prazo, a Empresa mantém em seus quadros os melhores profissionais e faz questão de inserir tecnologia de ponta em seus projetos. O exemplo mais recente é a garantia das aproximações para localidades onde o panorama das condições meteorológicas seja crítico. Para que o pouso no destino viesse a ser cada vez mais provável, o mercado exigiu que equipamentos para aproximação de precisão fossem desenvolvidos. O principal deles é o ILS - Instrument Landing System, ou Sistema de Pouso por Instrumentos. A versão mais básica está instalada em praticamente todos os grandes aeroportos do planeta e qualquer avião que seja homologado a voar sob as regras de vôo por instrumentos é capaz de cumprir seu perfil. A Categoria I do ILS normalmente está restrita a cerca de 200 pés (61m) de teto e pouco menos de um quilômetro de RVR - Runway Visual Range, ou Alcance Visual na Pista. O próximo passo foi a concepção do ILS Categoria II, em que a DH - Decision Height, ou Altitude de Decisão, baixou para 100 pés ( 30,5m) e o RVR para 1.200 pés (366m), incrementando a possibilidade de pouso. Ainda assim, em condições meteorológicas mais restritas, fazia-se necessária uma opção melhor. O ILS Categoria IIIa veio como resposta a esse anseio, permitindo operações seguras em situações em que o teto mínimo seja de até 50

24

BANDEIRANTE AGOSTO 2006

pés (15,24m) e um RVR de 600 pés (183m). O ERJ 145, equipado com HUD (Head Up Display), foi o primeiro a receber o certificado de homologação para a categoria CAT IIIa pelas autoridades aeronáuticas brasileira e européia. No caso desse avião, o procedimento de aproximação é executado pelo piloto. O EMBRAER 170 foi a primeira aeronave da Empresa equipada com autoland (pouso automático) a receber esse tipo de certificação, cujo processo se baseou em modelos e simulações, sendo a aeronave utilizada para comprovação dos resultados. Atualmente, está em curso a análise da documentação por parte da FAA (Federal Aviation Administration), visando à certificação também pela autoridade norte-americana. Concluída essa primeira etapa, os demais jatos da família também serão certificados. Quem fala do sistema é o engenheiro Marcos Antonio Viana Tavares, líder da Equipe de Simulação e Leis de Controle, responsável por seu desenvolvimento e aplicação nas aeronaves da Embraer. Uma aeronave para operar Categoria IIIa deve possuir alguns sistemas redundantes de controle e eletrônica. É ➔


N A SIMPLE WAY,WE CAN GAUGE THE SUCCESS OF AN AIRCRAFT FROM three different standpoints.Operators want to lower costs,pilots prefer an aircraft that flies well,and,finally,passengers want safety and comfort.Embraer works to satisfy these and countless other stakeholders and their requirements,but they are aware that the one thing everyone expects from a good commercial jet is the assurance of arriving at their destination. So that hundreds of routes operated by Embraer aircraft may be flown in a safe and timely manner,the Company retains the best professionals and makes a point of applying state-of-the-art technology for its projects. The most recent example of technology application involves ensuring a safe approach and landing in critical weather conditions. The market demanded the development of precision approach equipment to make landing increasingly possible at all destinations.The main precision approach equipment is the ILS - Instrument Landing System. Virtually all the world's major airports are equipped with a basic ILS model, and any aircraft certified to fly by instruments is capable of using this equipment.ISL category I is usually restricted to a ceiling of about 200 feet (61 m) and a one kilometer RVR - Runway Visual Range.The next step was the creation of ILS Category II,with a DH - Decision Height - of 100 feet (30,5m) and RVR of 1,200 feet (366m). Even so,under more restrictive weather conditions,a better alternative was required.The solution was ILS Category IIIa,which allowed safe approach in situations with a minimum ceiling of up to 50 feet and RVR of 600 feet (183m).Equipped with HUD (Head Up Display),the ERJ 145 was the first Embraer aircraft to receive a CAT IIIa certification from Brazilian and European aviation authorities.The ERJ 145 approach procedure is executed by the pilot.The EMBRAER 170 was the first Embraer aircraft equipped with autoland to receive this type of certification,whose process was based on models and simulations,with the aircraft being used for verifying these results.The FAA (Federal Aviation Administration) is currently examining the aircraft documentation for certification.After completion of this initial phase,the other family jets will also go through the certification process. Marcos Antonio Viana Tavares,leader of the Simulation and Control Laws area,was responsible for developing the ERJ 145 approach procedure and incorporating it into Embraer aircraft.

I

A TODA PROVA EMBRAER 170 no final de um procedimento de autoland. Na página ao lado, a equipe da Embraer durante a campanha de certificação, em Moses Lakes, nos EUA DECISIVE TESTS The EMBRAER 170 finishes an autoland procedure. Opposite page, the Embraer team during the certification campaign, in Moses Lake,Washington

Aircraft operating in the IIIa Category must have a few redundant control and electronic systems.This is crucial.Even if a vital component fails, flight security will not be affected.The interaction of each of these systems with the technical crew should be simple and accurate.The solution is two FMAs (Flight Mode Anunciators) installed on the instrument panel for easy viewing and quick checking by both the pilot and co-pilot. Eduardo Galdo Camelier,a pilot of Embraer’s Autoland Program who was involved in the EMBRAER 170 certification campaign,talked enthusiastically about the praise received from American,European,and Brazilian authorities who took part in the flights.Cat IIIa efficiency was proven on conditions exceeding certification requirements.For example,the aircraft was certified for 15-knot crosswise winds (27.8 km/h) during autolanding, but reached 23 knots (42,6 km/h) with no critical tendencies.While the automatic systems of the EMBRAER 170 perform all the work,the Captain must keep his hands on the controls,without actuating them.The co-pilot reports each approach phase to the Captain according to the FMA readings. At 50 feet (15,24m),the Flare mode is engaged.It allows the aircraft to break the approach trajectory and get ready for landing.At this point,the pilot must make a decision to bounce/go around/wave off,if there is no visual contact with the runway,and this can be done with only one engine. At 30 feet (9m),the throttles are withdrawn.A little while later,landing is performed.Five seconds after touching down,the system disengages the automatic pilot and the Captain controls the aircraft on the runway.➔ AUGUST 2006 BANDEIRANTE

25


TECNOLOGIA TECHNOLOGY

Como funciona o pouso por instrumento How an instrument landing works

Descida completa/aproximação Complete Descent/Approach

Captura da rampa de descida Glideslope Capture

PRECISÃO GARANTIDA Ao lado, um procedimento de descida autoland. Abaixo, jovens engenheiros da Embraer na campanha de certificação GUARANTEED PRECISION Right, an autoland procedure. Below, young Embraer engineers during the certification campaign

Alinhamento com o eixo da pista Localizer Capture

CAT I CAT II CAT III A

DH(m) 60 30 15-0

*1 DH - Decision Height Altitude de Decisão

ACERVO EMBRAER

um cuidado fundamental. Mesmo que haja a falha de algum componente vital, a segurança do vôo não pode ser afetada. A interatividade de cada um desses sistemas com a tripulação técnica deve ser simples e precisa. A solução são dois Anunciadores de Modos de Vôo (FMA - Flight Mode Anunciator), instalados em local de fácil visualização, no painel de instrumentos, para rápida consulta tanto do piloto como do co-piloto. Eduardo Galdo Camelier, o piloto do Programa Autoland, da Embraer, participou da certificação do EMBRAER 170 e fala entusiasmado dos elogios que o produto final recebeu

Even for an experienced pilot like Camelier,feeling the move behind the throttle column,followed by throttle withdrawal and ending with a soft touchdown just before seeing the runway,is a magical moment. Each landing in adverse weather conditions,which used to prevent aircraft from operating,is a toast to Embraer's ability to continue the high quality of its products.After all,the Company offers the essential requirement that all passengers look for in a commercial jet:to arrive safely at their destination. 26

BANDEIRANTE AGOSTO 2006

RVR(m) 800 400 200

DH*1 RVR*2

*2 RVR - Runway Visual Range Alcance Visual na Pista

das autoridades aeronáuticas norte-americanas, européias e brasileiras presentes nos vôos. A eficiência do Cat IIIa foi demonstrada em condições que ultrapassam os requisitos de homologação. O componente de vento de través para o pouso automático, por exemplo, que está homologado para 15 nós (27,8 km/h), foi executado com 23 nós (42,6 km/h), sem apresentar qualquer tendência crítica. Embora o automatismo do EMBRAER 170 faça todo o trabalho, o comandante deve manter as mãos sobre os comandos, porém sem atuar neles. O co-piloto reporta ao comandante cada fase da aproximação, de acordo com o que é anunciado no FMA. Com 50 pés (15,24m), o modo Flare é engajado. Ele permitirá que o avião faça o movimento de quebrar a trajetória de aproximação, preparando para o pouso. É nesse instante que o piloto deverá tomar a decisão de arremeter, caso não mantenha contato visual com a pista, o que pode ser feito inclusive se estiver operando com um só motor. Com 30 pés (9m) as manetes são recuadas. Pouco depois ocorre a aterrissagem. Passados cinco segundos do toque, o sistema desengaja o piloto automático e o controle sobre a pista fica por conta do comandante. Mesmo para um piloto experiente como Camelier, perceber o movimento para trás da coluna em que está instalado o manche, seguido do recuo das manetes de potência, terminando com um toque suave sobre a pista pouco antes de avistá-la, proporciona um tom de magia à cena. Cada pouso executado nessas condições meteorológicas desfavoráveis, que outrora impediam as operações de aeronaves, é um brinde à capacidade da Embraer de manter a qualidade de seus produtos sempre nos mais altos patamares. Afinal, a Empresa está preenchendo o requisito básico que todos procuram num bom jato comercial: chegar com segurança ao destino.


SÉRGIO FUJIKI

ENSAIO FOTOGRÁFICO PHOTOGRAPHIC ESSAY

TAPETE VERMELHO RED CARPET

O presidente da República Democrática e Popular da Argélia, Abdelaziz Bouteflika, ao lado de Maurício Botelho, Presidente do Conselho e Diretor-Presidente da Embraer, em visita no dia 13 de maio de 2005 The President of the People’s Democratic Republic of Algeria, Abdelaziz Bouteflika, with Maurício Botelho, Chairman, President and CEO of Embraer, during his visit on May 13, 2005

Texto Text Gracielle Martins Krieger Fotos Photos Sérgio Fujiki e Pedro Ivo Prates AUGUST 2006 BANDEIRANTE

27


SÉRGIO FUJIKI

A

NUALMENTE A EMBRAER RECEBE EM suas instalações inúmeros visitantes, vindos de todas as regiões do mundo. São clientes, chefes de estado e autoridades governamentais, personalidades do mundo acadêmico, político e empresarial e estudantes de escolas renomadas, do Brasil e do exterior. Neste ano de 2006 já são mais de 300 visitas só na unidade Faria Lima, em São José dos Campos. Para que tudo aconteça da melhor maneira possível durante as visitas, várias equipes da Empresa se mobilizam, fazendo o planejamento detalhado de todas as ações. E assim os visitantes são sempre recebidos com excelência no atendimento, ou, como diz o título deste ensaio, com tapete vermelho. Nesta edição a revista Bandeirante traz imagens de autoridades e chefes de estado que visitaram a Embraer desde o ano 2001.

28

BANDEIRANTE AGOSTO 2006

NNUALLY, EMBRAER RECEIVES NUMEROUS visitors to its facilities, who come from all over the world.They are clients, heads of state and government authorities, public figures from the academic, political and corporate worlds, as well as students from renowned Brazilian and foreign schools. During 2006, over 300 visitors have already been to the Faria Lima plant, in São José dos Campos. So that everything runs as smooth as possible during the visits, several Company team members are organized to do the detailed planning for all of the actions. In this way, visitors are always received with excellent attention, or, as the title of this essay reads, with red carpet treatment. This issue of the Bandeirante magazine has pictures of authorities and heads of state who have been visiting Embraer since 2001.

A


EMBRAER

PHOTOGRAPHIC ESSAY ENSAIO FOTOGRÁFICO

A Embraer já recebeu neste ano de 2006 mais de 300 visitas na unidade Faria Lima, em São José dos Campos (SP)

SÉRGIO FUJIKI

In 2006, Embraer has already received over 300 visits to the Company Headquarters, in São José dos Campos, SP

Na página ao lado, o primeiro-ministro da Federação Russa, Mikhail Fradkov, que esteve na Embraer em 6 de abril de 2006. Acima, o presidente da República Popular da China, Hu Jintao, em 15 de novembro de 2004. Ao lado, o príncipe Philipe, do Reino da Bélgica, em 18 de setembro de 2005 On the opposite page, the Prime Minister Mikhail Fradkov of the Russian Federation, visited Embraer on April 6, 2006. Above, the President of the People’s Republic of China, Hu Jintao on November 15, 2004. Right, Prince Philippe, of the Kingdom of Belgium on September 18, 2005


PEDRO IVO PRATES

À direita, o príncipe do Reino Hashemita da Jordânia, Faisal Bin Hussein, ao lado do comandante da Royal Jordanian Airlines,Walid Nazzal, em visita no dia 18 de setembro de 2005.Abaixo, o primeiro-ministro do Reino Unido,Tony Blair, e o então presidente do Brasil, Fernando Henrique Cardoso, em visita em 31 de julho de 2001.Na página ao lado, o presidente da República Federal da Nigéria, Olusegun Obasanjo, em 8 de setembro de 2005 Right, Prince Faisal Bin Hussein of the Hashemite Kingdom of Jordan with Royal Jordanian Airlines pilot Walid Nazzal, on a visit on September 18, 2005. Below, Prime Minister of the United Kingdom Tony Blair, and the former Brazilian President Fernando Henrique Cardoso on a visit on July 31, 2001. On the opposite page, the President of the Federal Republic of Nigeria, Olusegun Obasanjo, on September 8, 2005

30

BANDEIRANTE AGOSTO 2006


PHOTOGRAPHIC ESSAY ENSAIO FOTOGRÁFICO SÉRGIO FUJIKI

A Embraer recebe a visita de clientes, chefes de estado e autoridades governamentais, personalidades do mundo acadêmico, político e empresarial e estudantes de escolas renomadas, do Brasil e do exterior. Embraer is visited by clients, heads of state and government authorities, public figures from the academic, political and corporate worlds, and students from renowned Brazilian and foreign schools

SÉRGIO FUJIKI


EFFICIENCY

Right size. Right cost. Right time. In challenging times, the last thing you need are jets that are either too large or too small for the job. Embraer offers aircraft that are the right size, at the right cost. And just in time to take advantage of a shifting industry that has put a premium on efficiency. Our family of E-Jets is based upon the economics of 70-to-110 seating, which will right-size your fleet. For the right combination of range, capacity and cost, THE ANSWER IS E

www.embraercommercialjets.com


DISCURSO SPEECH

Maurício Botelho, Presidente do Conselho e Diretor-Presidente da Embraer, recebe o Prêmio Woodrow Wilson para Cidadania Corporativa Transcrição do discurso realizado na cerimônia de premiação, ocorrida em São Paulo, no dia 1º de junho de 2006

Maurício Botelho, Chairman, President and CEO of Embraer, receives the Woodrow Wilson Award for Corporate Citizenship The acceptance speech given at the Award Ceremony held in São Paulo, June 1, 2006

INTO-ME HONRADO E É COM GRANDE SATISFAÇÃO QUE recebo o Prêmio Woodrow Wilson para Cidadania Corporativa. Responsável que sou pela Embraer, que tem demonstrado ser, além de competitiva e eficiente, uma empresa comprometida com seu crescimento, com seus clientes, com a geração de valor para seus acionistas e com suas responsabilidades sociais, este prêmio nos é de grande significado. A Embraer é uma empresa com uma trajetória especial, principalmente se levarmos em consideração as realidades do nosso país. Sua origem remonta à década de 40, quando o Governo Brasileiro deu início ao que, provavelmente, foi um dos mais relevantes e mais bem implantados projetos de longo prazo do nosso país, qual seja, a criação e o desenvolvimento de uma indústria aeronáutica no Brasil. Esse plano foi lastreado em conhecimento e educação, em cujo contexto se inserem o Centro Técnico Aeroespacial (CTA) e o Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA). Esses valores estão presentes até hoje e são a grande característica que diferencia a Embraer. ➔

S

AM HIGHLY HONORED AND PLEASED TO RECEIVE THE Woodrow Wilson Award for Corporate Citizenship. From my position of responsibility at Embraer, which has shown itself to be more than competitive and efficient, but also a company committed to growth, to its customers, to generating value for its shareholders, and to its social responsibilities, this Award is highly significant for us. Embraer is a company with a very special history, especially if we take into consideration the realities faced by our nation. The company dates back to the 1940s, when the Brazilian government began what was probably one of the most relevant and wellimplemented long-term projects of our country, that is, the creation and development of an aeronautics industry in Brazil. The plan was founded upon a context of knowledge and education, in which the Aerospace Technical Center (Centro Técnico Aeroespacial - CTA) and the Aeronautic Technological Institute (Instituto Tecnológico de Aeronáutica - ITA) were significant players. These values are still important and form the outstanding characteristic that makes Embraer distinctive. Fortunately, the global crisis in the aeronautics market, which culminated in the company’s privatization in December 1994, did not have a negative impact on the foundation upon which we ➔

I

AUGUST 2006 BANDEIRANTE

1


DISCURSO SPEECH A crise no mercado aeronáutico mundial, que acabou por levar à às demandas do mercado e reagir às mudanças de cenário, gerando sua privatização em dezembro de 1994, felizmente não impactou esse continuamente valor para os nossos acionistas. embasamento, e foi sobre ele que construímos as novas práticas emDe 1995 até hoje, a Embraer exportou cerca de 20 bilhões de presariais da Embraer. A partir de 1995, fomos bem-sucedidos em fundólares em produtos e serviços, contribuindo com 9 bilhões de dólares dir duas fortes culturas, a da engenharia e indústria, construída ao para o saldo da balança comercial do País, estando entre os três longo de décadas, e a sólida cultura empresarial, que trouxe novas maiores exportadores brasileiros. capacitações gerenciais e financeiras. Hoje, somos a terceira maior fabricante de aeronaves comercias do Vale ressaltar, no enmundo e lideramos o mertanto, que a superação da cado de jatos comerciais de crise e a retomada do cresaté 110 assentos. Estamos cimento, impulsionada pepresentes em 65 países, e A Embraer procura levar ao lo sucesso da família de temos bases consolidadas jatos ERJ 145, somente fono Brasil, Estados Unidos, mundo a imagem de um Brasil ram possíveis graças à França, Portugal, China e competente, íntegro, responsável confiança e ao determiCingapura. e de qualidade nante apoio, de todas as A nossa equipe é comnaturezas, que recebemos posta por uma força de mais Embraer attempts to take dos nossos então aciode 17 mil pessoas, das quais to the world the image of nistas controladores: Cia. 2.500 estão no exterior. Nos Bozano, Previ e Sistel. últimos dez anos, cerca de a competent, whole, responsible Temos conseguido, ao 14 mil novos empregos foand quality Brazil longo dos anos, superar ram gerados. Investimos 2,3 os desafios intrínsecos ao bilhões de dólares em pesnosso negócio e ser bemquisa e desenvolvimento de sucedidos no competitivo novos produtos e capacie agressivo mercado aeronáutico mundial. tação industrial, e, somente nos últimos cinco anos, investimos mais A nossa ação empresarial está lastreada na obtenção da satisfação de 100 milhões de dólares em treinamento e desenvolvimento de pesdos nossos clientes, que consideramos a fonte geradora dos nossos soas, de forma a prepará-las para a assunção de novos e maiores resultados. Sobre essa base apóiam-se os cinco pilares de sustentação desafios e garantir a sustentabilidade futura da nossa empresa. da Empresa, que são: alta tecnologia, pessoas capacitadas, atuação Na linha da capacitação tecnológica, vale destacar o nosso global, sólida base de caixa e flexibilidade, indispensáveis para atender Programa de Especialização em Engenharia, cuja diretriz pedagógica é

built Embraer’s new corporate practices. Starting in 1995, we very successfully merged two strong cultures - that of engineering and industry, built over several decades, and that of a solid corporate culture, that brought new managerial and financial capabilities. Nevertheless, we must note that it was only possible to overcome the crisis and return to a pattern of growth with the impetus of the success of the ERJ 145 family - due to the confidence and full support of all types that we received from our controlling shareholders at that time: Cia. Bozano, Previ, and Sistel. Throughout the years, we have been able to surmount the challenges intrinsic to our business and be successful in the world’s competitive and aggressive aeronautics market. Our corporate action is founded upon obtaining the satisfaction of our customers, whom we consider to be the generating source of our results. This foundation sustains the company’s five supporting pillars: high technology, enabled personnel, global operations, solid funding, and flexibility, which are indispensable for meeting the demands of the market and reacting to changes in scenario, and continuously generating value for our shareholders. From 1995 to the present day, Embraer has exported some 20 billion dollars worth of products and services and contributed 2 • BANDEIRANTE AGOSTO 2006

9 billion dollars to the nation’s balance of trade, while figuring among Brazil’s three biggest exporters. Today, we are the third largest manufacturer of commercial aircraft in the world and we lead the market for commercial jets of up to 110 seats. We are present in 65 countries, and we have bases established in Brazil, the United States, France, Portugal, China, and Singapore. Our team consists of a workforce of more than 17,000 people, of whom 2,500 are outside of Brazil. In the past ten years, approximately 14,000 new jobs were generated. We have invested 2.3 billion dollars in research and development of new products and industrial upgrading. During the past five years, alone, we invested over 100 million dollars in training and developing personnel, to prepare them for taking on new and bigger challenges and guarantee the future sustainability of our company. In terms of technological capability, we would highlight our Engineering Specialization Program. Its instructional guideline is to qualify young engineers in the specialized areas of the aeronautics industry, always in lockstep with our business vision. From 2001 to 2005, we graduated 540 engineers with a Masters degree in Aeronautical Engineering, representing substantial strength for our development.


qualificar jovens engenheiros nas especialidades da indústria aeronáutica, mantendo sempre sintonia com nossa visão dos negócios. De 2001 a 2005 formamos 540 engenheiros em nível de mestrado em Engenharia Aeronáutica, o que representa força substantiva para nosso desenvolvimento. Nós acreditamos fortemente que bem empresariar o nosso negócio, ou seja, crescer solidamente, continuamente gerando empregos e riquezas para o País, para nossos clientes, para os acionistas e para as comunidades em que atuamos é a maior missão social de uma empresa. Entretanto, também empreendemos esforços complementares para suprir carências das regiões onde estamos inseridos. No Brasil, buscamos direcionar nossos conhecimentos e práticas para programas de educação e inclusão social. No exterior, apoiamos instituições que tenham valores similares aos nossos. O Instituto Embraer de Educação e Pesquisa, cujo propósito é o fomento à educação com qualidade, reúne as principais atividades da Embraer na área social, representando dois terços dos investimentos nas comunidades. Até o presente momento, as atividades do Instituto voltadas para o Ensino Elementar já beneficiaram mais de 35 mil crianças nas comunidades em que atuamos, em projetos junto às Secretarias de Educação e projetos de inclusão digital, empregabilidade e qualificação profissional, extensivos inclusive a portadores de deficiência física. Em 2002, o Instituto Embraer fundou o Colégio Eng. Juarez Wanderley, de ensino médio, pautado por uma proposta pedagógica que visa preparar jovens talentosos, oriundos das camadas menos favorecidas da sociedade, para o ensino superior e para o exercício da cidadania. Com 600 alunos em regime de tempo integral, o Colégio oferece educação gratuita, alimentação, transporte, uniformes e material didático. Os alunos são altamente motivados e classificam-se entre os me

lhores colocados nos exames de admissão às universidades, tendo atingido, em 2005, o excelente índice de 95% de aprovação. Em recente avaliação do Ministério da Educação, nosso Colégio foi classificado como um dos melhores do Brasil. Esses resultados comprovam o acerto das nossas convicções de que o investimento em educação com qualidade gera resultados de valor e, com certeza, é uma das grandes forças para o desenvolvimento e transformação do nosso país. Todas essas realizações são motivo de grande satisfação para nós! Somos gratos pela confiança em nós depositada por nossos acionistas e pelo reconhecimento e aceitação dos nossos produtos pelo mercado. ➔

We strongly believe that good corporate governance, that is, promoting solid growth, continuously generating jobs and wealth for the nation, for our customers, for the shareholders, and for the communities in which we are involved, is the biggest social mission a company can have. However, we also undertake complementary endeavors to meet the needs of the regions in which we are located. In Brazil, we seek to focus our knowledge and practices on educational and social inclusion programs. Abroad, we support institutions which have values similar to ours. The Embraer Education and Research Institute, whose purpose is to develop quality education, brings together Embraer’s main social activities and represents two-thirds of its community investments. Up to the present time, the activities of the Institute that focus on elementary education have benefited over 35,000 children, in regions where we are involved. This is done through programs in conjunction with Departments of Education and inclusive digital, employability and professional qualification projects that are also extended to the physically handicapped. In 2002, the Embraer Institute founded Engineer Juarez Wanderley High School, guided by an instructional plan designed to prepare

talented young people from underprivileged strata of society, for university and for citizenship. With 600 full-time students, the high school provides free education, meals, transportation, uniforms, and educational materials. The students are highly motivated and rank among the highest on the universities entrance exams. In 2005, they achieved an excellent 95% approval rating. In a recent evaluation performed by the Ministry of Education, our high school was ranked as one of the best in Brazil. These results prove the validity of our conviction that investing in quality education generates valuable results, and is most certainly one of the biggest forces for the development and transformation of our nation. All of these achievements give us great satisfaction! We are grateful for the confidence vested in us by our shareholders and for the recognition and acceptance of our products by the market. We were recently granted Moody’s Investors Service and Standard & Poor’s Investment Grade rating, two of the world’s largest and most prestigious risk rating agencies, for our securities operations, in Brazil and abroad. On March 31, 2006, we approved the Company’s new capital structure, attributing voting rights to all of its shares, without a ➔

PREMIADOS O diretor do jornal O Estado de S.Paulo, Ruy Mesquita,ao lado de Maurício Botelho,recebeu o Prêmio Woodrow Wilson por Prestação de Serviços Públicos AWARDS The Director of the O Estado de S.Paulo newspaper, Ruy Mesquita,with Maurício Botelho,received the Woodrow Wilson Award for Public Service

AUGUST 2006 BANDEIRANTE

3


DISCURSO SPEECH Recentemente recebemos o “Investment Grade” por duas das maiores e mais conceituadas agências de classificação de risco do mundo, a Moody’s Investor Service e a Standard & Poor’s, para nossas operações com títulos, no Brasil e no exterior. Em 31 de março passado aprovamos a pulverização do capital da Embraer, atribuindo a todas as suas ações o direito de voto, sem grupo controlador, ampliando, assim, as possibilidades de acesso aos mercados de capitais no mundo para a captação dos recursos necessários aos nossos programas de expansão e, dessa forma, construirmos as bases para o crescimento sustentado e perpetuidade da nossa Empresa. No desenvolvimento da nossa ação no sentido de construir uma empresa global competitiva, deparamo-nos, em certos países, com preconceitos que derivam do desconhecimento do Brasil e de suas competências. Esse fato, meus caros, representa uma enorme barreira ao estreitamento de nossas relações e ao entendimento entre nossos povos, o que traz como conseqüência, muitas vezes, a aplicação de políticas equivocadas no trato das questões entre nossos países. Mesmo entre nações como os Estados Unidos e o Brasil, quando, do nosso lado, percebemos uma enorme influência cultural, verificamos um distanciamento das percepções sobre as realidades do nosso país. Este é o grande mérito deste projeto: a criação do Instituto Brasil num dos mais conceituados Centros de Estudo dos Estados Unidos, que é o Woodrow Wilson Center. Certamente, os trabalhos ali gerados hão de contribuir para um melhor conhecimento e entendimento da nossa história, cultura, economia e posicionamentos políticos. Por isso, agradeço o apoio que as senhoras e os senhores estão endereçando ao Projeto. A Embraer é uma empresa vencedora, motivo de satisfação para mim e para os nossos empregados, pois com nossa ação procuramos mostrar o Brasil que deu certo. A Embraer procura levar ao mundo a

imagem de um Brasil competente, íntegro, responsável e de qualidade e, ao fazê-lo, nos anima a idéia de estarmos, com isso, permitindo que o nosso país seja melhor entendido e aceito pelas comunidades internacionais, com base naquelas qualidades e naquilo que tem de mais forte, de maior valor: o espírito, a alegria, a criatividade e a determinação do brasileiro. Neste momento em que a sociedade brasileira se mostra estupefata com as mazelas, leniências, omissões e agressões à lei e à ordem, fica a pergunta: até quando ela aceitará, passivamente, sem reagir, que tais distorções se sobreponham àqueles valores que ela tanto preza e caracterizam a sua essência? Senhoras e senhores, consciente que sou de que os resultados alcançados pela Embraer somente se tornaram realidade pela dedicação, competência e comprometimento das pessoas que integram a Empresa, eu dedico esse prêmio aos nossos mais de 17 mil empregados que incorporam esses mesmos valores que acima descrevi nas suas ações cotidianas. Muito obrigado!

controlling group, thus broadening the possibility of access to the world’s capital markets, to raise the funds needed for our expansion programs and, in this way, to build the bases for the sustained and perpetual growth of our company. In the process of developing our actions for building a competitive global company, we encountered prejudices, in some countries, that derive from a lack of knowledge about Brazil and its competence. This fact, my friends, represents an enormous barrier to firming our relationships and to creating understanding between our nations, which often results in the application of mistaken policies when dealing with issues between us. Even regarding such nations as the United States and Brazil, when, on our part, we perceive an enormous cultural influence, we have noted a distancing of the perceptions of the realities faced by Brazil. This is the great virtue of the project - the creation of the Brazil Institute at the Woodrow Wilson Center, one of the most prestigious centers for scholarship in the United States. No doubt, the work performed there will contribute to increased knowledge and understanding regarding our history, culture, economy and political positions. For this reason, I am grateful for the support that you are giving to the Project. Embraer is a victorious company, which

gives me and our employees immense satisfaction, because we are attempting by our actions to show the Brazil that’s on the right track. Embraer seeks to present to the world the image of a quality Brazil that is competent, moral, and responsible. And, while doing this, the idea thrills us that we are, thus, contributing to increased understanding and acceptance of our nation by international communities, based on those qualities and its biggest strength and value: the spirit, the joy, the creativity, and the determination of the Brazilian people. At this moment when Brazilian society is astounded at the imperfections, leniency, omissions, and attacks on law and order, the question arises: how long will this society passively allow these distortions to prevail upon those values which it prizes so highly and which characterize its essence? Ladies and gentlemen, aware as I am that the results achieved by Embraer have only become a reality due to the dedication, competence, and commitment of the people who constitute the company, I dedicate this Award to the more than 17,000 employees who embody, in their daily lives, these very values, which I described above. Thank you very much!

4 • BANDEIRANTE AGOSTO 2006

M AURÍCIO B OTELHO Presidente do Conselho e Diretor-Presidente da Embraer

M AURÍCIO B OTELHO Embraer Chairman, President and CEO

Revista da Embraer-Bandeirante Edição 725  

Editada e produzida pela Embraer

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you