Issuu on Google+

Guest Post by Karen Pokras Toz For the Love of the Kids Inspiration comes from many places. One of my biggest inspirations for the Nate Rocks series came from my own children... in particular, my two oldest children. For the most part, they would rather do almost anything other then read. However, there have been a few series over the years that have caught their interest - the Wimpy Kids Series, Rick Riorden books, and *sigh* Captain Underpants. So, I decided to add another fun series to the mix, and Nate Rocks was created. Upon publishing the first book in the series, Nate Rocks the World, I proudly presented a copy to my children. They were less then impressed. Seriously? We have to read this? Okay, they didn't actually say those words, but I could tell they were thinking it. A mom just knows these things. It wasn't right away, but they did eventually read it. More importantly, they got excited about it. Over the last few months I’ve gotten feedback to let me know I wasn’t alone – parents and teachers thanking me for getting their reluctant readers excited. One teacher told me Nate Rocks was the most popular book on the shelf in her reading corner. In another note I received, a mom told me she loved hearing her daughter’s giggles as she read Nate Rocks. A review I received on Amazon (from someone I’ve never met) sums up perfectly why I wrote this series: “I picked this book out to upload to my Kindle to "bribe" my son into reading....it's always a fight. He LOVES the book and thinks it is his own autobiography! ...He read for almost an hour the other night and wouldn't even let me read one page to him, he wanted to do it himself. My son is a 10 year old 4th grader and I could not have found a book more perfectly

suited for him! THANK YOU to the author!!” – Kristy S. This month, I am excited to announce the publication of the second book in the Nate Rocks series: Nate Rocks the Boat. Whether it's Nate Rocks the World or Nate Rocks the Boat or something completely different, encourage the kids in your life to read everyday. It's one of the best things we can do for our children.

ABOUT NATE ROCKS THE BOAT: With fourth grade finally winding down, 10-year-old Nathan Rockledge is looking forward to a fun and relaxing summer at home with his friends. That is, until his mom decides he has to go to overnight camp with his annoying older sister. When his best friend Tommy decides to tag along, Nathan thinks maybe his summer won’t actually be so bad. After all, he does get to be away from his mom's awful cooking for an entire six weeks. Amongst Color War competitions, a flaky counselor, and a bully named "No-Neck,” Nathan turns to his trusty sketchpad, transforming himself into Nate Rocks: 10-year-old extraordinaire. His speedboat ready for action, Nate saves the day time and again from the perils of floods, snakes,


ghosts, and even the most wanted criminals. Join Nathan, Tommy, Abby, and a whole new cast of characters as Nate Rocks once again proves nothing can hold him back in this second book of the Nate Rocks series.

more like he’s Abby’s age than my age. He also appears to have arms as big as my thighs and no-neck. I’ve never seen anyone without a neck before. I’m sure it’s there somewhere. It’s just that this kid’s head is enormous. I am in the right bunk aren’t I? Matt doesn’t seem disturbed by the outburst as he continues right along. “The rules are only there to make sure you have the most fun possible while staying safe. We wouldn’t want anyone getting hurt...or worse.” Worse?! Tommy and I look at each other. I turn around to scan the dirt road. Dad must still be at Abby’s bunk. If I left right now and ran, I could probably get there before he and Mom leave. I’m sure Mom would take me with her to see Grandma once I explained about how dangerous it is here at camp. She’s always saying we don’t get to visit with Grandma enough. Or I could just stay at Tommy’s house. I’m certain Tommy would follow me if I took off running. But what if they were already gone? Then I would have to return to my bunk. I could already hear the other kids laughing at me as the camp director returned me to the Hawks.

EXCERPT: “Welcome, Hawks. I’m Matt, your counselor. I’ve been coming to Camp Spring Ridge every summer since I was your age. This is a great place, and it’s my job to make sure you boys have the best summer ever.” Matt looks up at the sky as the wind rustles through the papers on his clipboard. “Now, before it starts raining, let’s see if we can get through some of the camp rules.” “Rules? We don’t need any dumb rules! It’s summer!” I look over toward the sound of the husky voice to see a boy who looks

“Okay,” Matt starts, holding down the paper on his clipboard. “Rule #1: Always listen to your counselor—he’s the coolest guy here.” Matt starts laughing, but quickly notices no one else joins in. He clears his throat and continues. “Rule #2: Stay with your bunk at all times unless you have specific permission to go somewhere. Rule #3: Lights out at 10:00pm. Rule #4: When it’s our turn to have kitchen duty, everyone must participate, and the most important rule—Rule #5: Stay out of the forest! Look, you guys are old enough to hear this, so I’m just going to tell it to you straight. The forest may look cool, but it’s big and dangerous. Every summer, one or two


campers decide to wander in there, and the same thing always happens. They get lost. The camp has to call in a search party with dogs and the whole bit. If you wander too far in, you might run across snakes or even coyotes and wolves. So do yourselves a favor and stay out!” I look around the table to see everyone staring at Matt... even NoNeck. ABOUT KAREN POKRAS TOZ Karen Pokras Toz is a writer, wife and mom. Karen grew up in Orange, Connecticut and currently lives outside of Philadelphia with her husband and three children. In June 2011, Karen published her first middle grade children’s novel for 7-12 year olds called Nate Rocks the World, followed in 2012 by the second book in the Nate Rocks series, Nate Rocks the

Boat. Karen is a member of the Society of Children’s Book Writers & Illustrators (SCBWI). TO LEARN MORE ABOUT THE NATE ROCKS SERIES: Website: www.karentoz.com Blog: http://kptoz.blogspot.com Facebook: www.facebook.com/karenptoz Twitter: www.twitter.com/karentoz Amazon: http://amzn.to/NateRockstheBoat http://amzn.to/NateRockstheWorld Barnes & Noble: http://bit.ly/NateRockstheBoat-BN http://bit.ly/NateRockstheWorld-BN Goodreads: http://www.goodreads.com/author/sh ow/5009570.Karen_Pokras_Toz Trailer: http://www.youtube.com/watch?v=7k N35Yf9px4


Guest Post de Karen Pokras Toz Pelo amor das crianças A inspiração vem de muitos lugares. Uma das minhas maiores inspirações para a série Nate Rocks veio dos meus próprios filhos, em particular dos meus dois filhos mais velhos. Em geral, eles prefeririam fazer qualquer outra coisa que não ler. No entanto, tem havido algumas séries ao longo dos anos que lhes despertou o interesse - a série “Wimpy Kids”, os livros de Rick Riorden, e *suspiro* “Captain Underpants”. Decidi então acrescentar outra série divertida à mistura, e criei Nate Rocks. Após a publicação do primeiro livro da série (“Nate Rocks the World”), orgulhosamente ofereci uma cópia aos meus filhos. Ficaram menos de impressionados. A sério? Temos de ler isto? Ok, eles não disseram realmente estas palavras, mas eu conseguia perceber que estavam a pensá-lo. Uma mãe sabe destas coisas. Não foi imediatamente, mas acabaram por lêlo. Mais importante, ficaram animados a propósito disso. Ao longo dos últimos meses recebi feedback que me indicou que não estava sozinha - pais e professores agradeceram-me por ter deixado os seus leitores relutantes entusiasmados. Uma professora disseme que Nate Rocks foi o livro mais popular na prateleira do seu canto de leitura. Noutra nota que recebi, uma mãe disse-me que adorava ouvir os risos da filha enquanto ela lia Nate Rocks. Uma crítica que recebi na Amazon (de alguém que nunca conheci) resume perfeitamente porque escrevi esta série: "Escolhi este livro para fazer upload para o meu Kindle para "subornar" o meu filho para a leitura... é sempre uma luta. Ele ADORA o livro e pensa que é sua própria autobiografia…! Ele

leu durante quase uma hora na outra noite e nem sequer me deixou ler-lhe uma página; queria fazê-lo sozinho. O meu filho é um aluno de 10 anos de idade, que frequenta o quarto ano de escolaridade; não poderia ter encontrado um livro mais adequado para ele! OBRIGADO à autora!! " Kristy S. Este mês estou feliz por anunciar a publicação do segundo livro da série Nate Rocks: “Nate Rocks the Boat”. Quer se trate de “Nate Rocks the World”, “Nate Rocks the Boat” ou algo completamente diferente, incentive as crianças a lerem todos os dias. É uma das melhores coisas que podemos fazer por elas.

SOBRE “NATE ROCKS THE BOAT”: Com o quarto ano finalmente a chegar ao fim, Nathan Rockledge - de 10 anos - ansiosa por umas divertidas e relaxantes de verão em casa, com os seus amigos. Isto é, até a sua mãe decidir que tem que ir para o acampamento com a chata da sua irmã mais velha. Quando o seu melhor amigo, Tommy, decide ir também, Nathan acha que talvez o verão não seja assim tão mau. A juntar a isso, vai estar afastado dos cozinhados terríveis da mãe por mais de seis semanas.


Entre as competições da Color War, um conselheiro esquisito e um valentão chamado “No Neck”, Nathan volta-se para o seu fiel bloco de notas e transforma-se em Nate Rocks: um rapaz de 10 anos extraordinário. Com a sua lancha pronta para a ação, Nate salva novamente o dia dos perigos de inundações, cobras, fantasmas, e até mesmo dos criminosos mais procurados. Junte-se a Nathan, Tommy, Abby, e a todo um novo elenco de personagens enquanto Nate Rocks mais uma vez prova que nada pode detê-lo neste segundo livro da série Nate Rocks.

os papéis da sua prancheta. - Antes que comece a chover, vamos ver se conseguimos abordar algumas das regras do campo. Regras? Não precisamos nenhumas regras idiotas! É verão!

de

Olho na direção do som da voz rouca e vejo um rapaz que mais parece ter mais a idade da Abby do que a minha. Ele também parece ter braços tão grandes como as minhas coxas e não tem pescoço. Nunca vi ninguém sem pescoço antes. Tenho certeza que ele está lá algures; apenas a cabeça do rapaz é enorme. Estou no beliche certo, não estou? O Matt não parece perturbado pela explosão e continua: - As regras são apenas para ter a certeza de que se divertem o mais possível, permanecendo seguros. Não queremos que ninguém se magoe... ou pior.

EXCERTO: «- Bem-vindos, Falcões. Eu sou Matt, o vosso conselheiro. Venho a Camp Spring Ridge todos os verões desde que tinha a vossa idade. Este é um ótimo lugar, e o meu trabalho é certificar-me que vocês têm o melhor verão de sempre - Matt olha para o céu enquanto o vento sopra por entre

Pior? Tommy e eu entreolhamo-nos. Viro-me para avaliar a estrada de terra. O pai ainda deve estar no beliche da Abby. Se desatasse a correr agora, provavelmente conseguiria chegar lá antes que ele e a minha mãe partissem. Tenho certeza que a minha mãe me levaria com ela para ver a avó assim que lhe explicasse o quão perigoso é o acampamento. Ela está sempre a dizer que não visitamos a avó o suficiente. Ou eu poderia ficar na casa do Tommy. Estou certo de que o Tommy me seguiria se eu saísse a correr. Mas e se eles já se tivessem ido embora? Então teria que voltar ao meu beliche. Já conseguia ouvir as outras crianças a rirem de mim enquanto o diretor do acampamento me devolvia aos Falcões. - Muito bem - começa Matt, segurando o papel da sua prancheta. - Regra #1: ouçam sempre o vosso conselheiro, ele é o tipo mais fixe daqui.


O Matt começa a rir, mas rapidamente percebe que mais ninguém se junta a si. Pigarreia e continua: - Regra #2: fiquem no beliche, a menos que tenham permissão específica para ir a algum lugar. Regra #3: luzes apagadas às 22h. Regra #4: quando é a nossa vez de estar de serviço à cozinha, todos devem participar. E, a mais importante de todas, regra #5: não vão para a floresta! Bem, vocês têm idade suficiente para ouvir isto, por isso vou deixar-me de rodeios. A floresta pode parecer fixe, mas é grande e perigosa. Todos os verões, um ou dois campistas decidem vaguear por lá e a mesma coisa sempre acontece: perdem-se. O acampamento tem de chamar um grupo de busca com cães e tudo. Se penetrarem muito no interior, podem encontrar serpentes ou até mesmo coiotes e lobos. Façam um favor a vós mesmos e não entrem na floresta! Olho em volta da mesa para ver todos a fixarem o Matt... até mesmo o SemPescoço.»

SOBRE KAREN POKRAS TOZ Karen Pokras Toz é escritora, esposa e mãe. Cresceu em Orange (Connecticut, EUA), e atualmente vive nos arredores de Filadélfia com o seu marido e três filhos. Em junho de 2011 Karen publicou o seu primeiro livro para crianças entre os 7 e os 12 anos, intitulado “Nate Rocks the World”; seguiu-se em 2012 o segundo livro da série, “Nate Rocks the Boat”. Karen é membro da Sociedade de Escritores de Livros Infantis e Ilustradores (SCBWI). PARA SABER MAIS SOBRE A SÉRIE NATE ROCKS: Website: www.karentoz.com Blog: http://kptoz.blogspot.com Facebook: www.facebook.com/karenptoz Twitter: www.twitter.com/karentoz Amazon: http://amzn.to/NateRockstheBoat http://amzn.to/NateRockstheWorld Barnes & Noble: http://bit.ly/NateRockstheBoat-BN http://bit.ly/NateRockstheWorld-BN Goodreads: http://www.goodreads.com/author/sh ow/5009570.Karen_Pokras_Toz Trailer: http://www.youtube.com/watch?v=7k N35Yf9px4


Guest Post Karen Pokras Toz