Page 1

Jana Oliver and The Demon Trappers Jana Oliver, from Atlanta (Georgia), is ‘kicking hell’s ass a demon at a time’ with “The Demons Trapper Series”. She already conquered Canada, USA, United Kingdom, Australia and Germany, and translations are being prepared for France, Brazil, Russia and Turkey. But if you think that writing is all she does, you’re wrong. Jana also likes to travel and photography is her hobby. Besides, she reads “about 80+ books a year ranging from young adult to mystery to non-fiction”. WHOA! How does she manage to do all that? Find out more about Jana, her career as a writer and her books in this interview.

How did you become a writer? I began writing little stories when I was young, like most children. However, once I was through college I didn't return to writing until many years later. And I mean *many* years. In 1998 I just started writing again and haven't stopped since. It's a great job for someone who is easily bored. Every day is different, every story is unique, each book a challenge. It's the perfect job for me even on days when I find it hard to write.

Here's a question a lot of writers are interested in: how did you get a publisher? There are a number of ways to be published nowadays. For me, I began with a small press publisher in 2006 and after that series won a few awards I was able to sign with a literary agent. She "pitched" my new series (presented it) to various publishers in New York and St. Martin's bought it. From there it sold into the UK and across the world. The competition to sign with a "traditional" or "legacy" publisher is tremendous. That is why some authors self-publish their books or work with a smaller press to gain experience. For me, it was a long climb up a ladder to be able to work with a major New York publishing house. How many books have you published so far? I have had six books published by presses in the US, Canada and the United Kingdom. They are: The Time Rovers Series: #1 – SOJOURN; #2 - VIRTUAL EVIL; #3 - MADMAN'S DANCE. Canada (Dragon Moon Press). The same series is electronically published by Nevermore Press. The Demon Trappers Series (same books but often with different titles): United States (St. Martin's Griffin) #1 THE DEMON TRAPPER'S DAUGHTER; #2 SOUL THIEF; #3 FORGIVEN (March 2012). United Kingdom (Macmillan Children's Books): #1 – FORSAKEN: #2 – FORBIDDEN; #3 - FORGIVEN (March 2012). Your books are released in a lot of countries. Can you remind us at which countries are they available? Currently the Demon Trappers Series is available in the US, the United Kingdom, Australia and Germany. Translations are being prepared for France, Brazil, Russia and Turkey.

1


Wow! That's great! That leads me to ask: are you happy with your career as a writer? Did you achieve your goals? I am pleased with my career as a writer. I have achieved some of my goals, but not all of them so I'm working toward those daily. You always have to have something to strive for.

Let's talk about The Demon Trappers Series. How did you come up with the idea for the first book? Many years ago I read a book entitled GOOD OMENS by Terry Pratchett and Neil Gaiman. It was the story of an angel and a demon trying to prevent the end of the world because they didn't want either Heaven or Hell to win because it would destroy the mortal world they really enjoyed. That concept fascinated me so I let it rattle around in my brain for a number of years (probably twelve at least). In late 2008 I decided I wanted to tell a story about the Grand Game between Heaven and Hell (as I call it) with a teen stuck in the middle of these two cosmic forces. That's how the Demon Trappers Series was born. I put Riley into a volatile situation (Atlanta and all its Hellspawn) and turned her loose. I noticed a comment from PC Cast in your book cover and you also mention her in your acknowledgment. How is she related to this book of yours? P.C. is a friend of mine who I've known for over a decade. She and I share the same editor at St. Martin's and the same literary agent. So it was a natural to have her write a quote for the book and then I had the opportunity to thank her in the acknowledgments. Imagine that you're trying to sell your book "Forsaken" to someone. What would you tell him/her to try to make him/her fall in love with your story? If you thought being a teenager was bad, try living in Riley Blackthorne's shoes for a day. She’s broke, goes to school in a abandoned grocery store and demons keeping calling her name. When Heaven and Hell take an interest in you, that can't be good news. What can you tell us about book two of the series? It’s interconnected with book one, so the story progresses from FORSAKEN to FORBIDDEN and on. A decision Riley makes at the end of the first book comes back to haunt her in the later books. When does the third book come out and what's its title? The third book will be out March 1st in the United Kingdom and Australia and March 27th in the United States. It's entitled FORGIVEN. After The Demon Trappers Series, what's your next project? After the trappers series? Good question. I have a proposal for a new young adult series out at my publishers now. If they give me a thumbs up, I'll start working on that as soon as we finish with the last Demon Trappers book.

What advice would you give to someone who wants to be a writer? To be a writer you need to have a pretty thick skin. There will be rejection from a lot of folks: literary agents, editors, readers. The best thing to do is just keep writing, connect with other writerly folks to learn how to tell those stories correctly and then, well, just keep writing. If you're persistent, you'll see success, either in the 2


form a printed book, a poem, a shorty story or a screenplay. But the bottom line is "butt in chair" so those words get on paper. Would you like to say something to your readers? I want to thank all my readers, all over this amazing world, for joining me on Riley and Beck's adventures. You rock!!! Where can people find you? Folks can find me at: www.JanaOliver.com Twitter: @crazyauthorgirl Facebook: www.facebook.com/Janaoliver

3


Jana Oliver e os Apanhadores panhadores de Demónios Jana Oliver, de Atlanta (Geórgia), anda "a dar uma lição ao Inferno um demónio de cada vez" com "The Demon Trappers Series". Ela já conquistou Canadá, EUA, Reino Unido, Austrália e Alemanha, e estão a ser preparadas traduções para a França, Brasil, Rússia e Turquia. Mas se acha que escrever é tudo o que ela faz, está enganado. Jana também gosta de viajar e fotografia é seu hobby. Além disso, lê "cerca de 80 livros ou mais por ano, desde jovem adulto a mistério de não-ficção". Ena! Como consegue fazer isto tudo? Saiba mais sobre Jana, a sua carreira como escritora e os seus livros nesta entrevista.

Como se tornou escritora? Comecei por escrever pequenas histórias quando era jovem, como a maioria crianças. Entretanto, entrei na faculdade e não voltei a escrever senão muitos anos depois. E quero dizer mesmo muitos anos depois! Em 1998 recomecei e não parei desde então. É um ótimo trabalho para alguém que facilmente fica entediado. Cada dia é diferente, cada história é única, cada livro é um desafio. É o trabalho perfeito para mim, mesmo nos dias em que acho que é difícil escrever.

Aqui fica uma pergunta em cuja resposta vários escritores estão interessados: como conseguiu arranjar uma editora? Há uma série de maneiras de se ser publicado hoje em dia. Quanto a mim, comecei com uma pequena editora em 2006. Depois a série ganhou alguns prémios em que consegui participar através de uma agente literária. Ela apresentou a minha nova série a vários editores em Nova York e a St. Martin comprou-a. Daí, as vendas estenderam-se ao Reino Unido e a todo o mundo. A competição para assinar com as "tradicionais" editoras “de renome” é tremenda. É por isso que alguns autores auto-publicam os seus livros ou trabalham com uma editora menor para ganhar experiência. Para mim, foi uma longa subida para poder trabalhar com uma grande editora de Nova York. Quantos livros publicou até agora? Tenho seis livros publicados por editoras nos EUA, Canadá e Reino Unido. São eles: The Time Rovers Series: #1 – SOJOURN; #2 - VIRTUAL EVIL; #3 - MADMAN'S DANCE. Canadá (Dragon Moon Press). A mesma série é publicada eletronicamente pela Nevermore Press. The Demon Series Trappers (mesmos livros, porém muitas vezes apresentados com títulos diferentes): Estados Unidos (Griffin St. Martin) # 1 THE DEMON TRAPPER'S DAUGHTER; # 2 SOUL THIEF; # 3 FORGIVEN (Março 2012). Reino Unido (Macmillan Children's Books): #1 – FORSAKEN: #2 – FORBIDDEN; #3 - FORGIVEN (MArço 2012). Os seus livros estão disponíveis em vários países. Pode recordar-nos em quais os podemos encontrar? Atualmente “The Demon Trappers Series” está disponível nos EUA, Reino Unido, Austrália e Alemanha. Estão a ser preparadas traduções para a França, Brasil, Rússia e Turquia.

4


Uau! Isso é ótimo! Isto leva-me então a perguntar: está feliz com a sua carreira de escritora? Alcançou os seus objetivos? Estou satisfeita com a minha carreira como escritora. Tenho conseguido alcançar alguns dos meus objetivos, mas nem todos, por isso trabalho para os mesmos diariamente. Temos que ter sempre algo por que lutar. Vamos falar de “The Demon Trappers Series”. Como surgiu com a ideia para o primeiro livro? Há muitos anos atrás li um livro intitulado “Good Omens” (“Bons Presságios”), de Terry Pratchett e Neil Gaiman. Era a história de um anjo e um demónio que tentavam impedir o fim do mundo. Nenhum deles queria que o Céu ou o Inferno ganhassem, porque iria destruir o mundo mortal de que realmente gostavam. Esse conceito fascinou-me, pelo que deixei-o vaguear pelo meu cérebro durante um par de anos (provavelmente doze, pelo menos). No final de 2008 decidi que queria contar uma história sobre o Grande Jogo entre o Céu e o Inferno (como lhe chamo), com uma adolescente presa no meio dessas duas forças cósmicas. Foi assim que “The Demon Trappers Series” nasceu. Coloquei então Riley à solta numa situação volátil (Atlanta e todas as suas crias do Inferno). Reparei num comentário de P.C Cast na capa deste livro e também a menciona nos seus agradecimentos. Como está ela relacionada com este seu livro? A P.C. é uma amiga minha que conheço há mais de uma década. Ela e eu partilhamos o mesmo editor (St. Martin) e a mesma agente literária. Por isso é natural tê-la a escrever uma citação para o livro e tive também a oportunidade de dizer-lhe “obrigado” nos agradecimentos. Imagine que está a tentar vender o seu livro "Forsaken" a alguém. O que diria para tentar que essa pessoa se apaixonasse pela sua estória? Se julga que ser um adolescente é mau, tente viver na pele de Riley Blackthorne por um dia. Ela está falida, vai à escola numa mercearia abandonada e os demónios não param de chamar o seu nome. Quando o Céu e o Inferno se interessam em si, isso não pode ser uma boa notícia. O que nos pode dizer sobre o segundo livro da série? Está interligado com o primeiro; assim, a história avança de FORSAKEN para FORBIDDEN e daí em diante. A decisão Riley no final do primeiro livro volta para assombrá-la nos posteriores. Quando sai o terceiro volume e o qual é o seu título? O terceiro livro será lançado dia 1 de março no Reino Unido e na Austrália, e a 27 de março nos Estados Unidos. Intitula-se “Forgiven”. Depois da série “The Demon Trappers”, qual o seu próximo projeto? Após a série “The Demon Trappers”? Boa pergunta. Tenho uma proposta para uma nova série de jovens adultos para os meus editores. Se eles aceitarem, vou começar a trabalhar nisso assim que acabar o último livro de “The Demon Trappers”.

Que conselho daria a alguém que quer ser escritor? Para ser escritor há que ter uma “pele bem grossa”. Haverá rejeição por parte de um monte de pessoas: agentes literários, editores, leitores. A melhor coisa a fazer é apenas continuar a escrever, ligarse a outras pessoas que também o fazem para aprender a contar as suas histórias corretamente e então, bem, continue a escrever. Se 5


for persistente, vai ter o sucesso quer sob a forma de um livro impresso, um poema, uma estória curta ou um guião. Mas a ideia fundamental é "rabinho na cadeira" para pôr as palavras no papel. Gostaria de enviar uma mensagem aos seus leitores? Quero agradecer a todos meus leitores, espalhados por este mundo maravilhoso, por se juntarem a mim nas aventuras de Riley e Beck. Vocês são demais! Onde a podemos encontrar? Podem encontrar-me em: www.JanaOliver.com Twitter: @crazyauthorgirl Facebook: www.facebook.com/Janaoliver

6


Synopsis Synopsis | Sinopse Riley Blackthorne just needs a chance to prove herself – and that’s exactly what the demons are counting on… Seventeen-year-old Riley, the only daughter of legendary Demon Trapper, Paul Blackthorne, has always dreamed of following in her father's footsteps. The good news is, with human society seriously disrupted by economic upheaval and Lucifer increasing the number of demons in all major cities, Atlanta’s local Trappers’ Guild needs all the help they can get – even from a girl. When she’s not keeping up with her homework or trying to manage her growing crush on fellow apprentice, Simon, Riley’s out saving distressed citizens from foul-mouthed little devils – Grade One Hellspawn only, of course, per the strict rules of the Guild. Life’s about as normal as can be for the average demon-trapping teen. But then a Grade Five Geo-Fiend crashes Riley’s routine assignment at a library, jeopardizing her life and her chosen livelihood. And, as if that wasn’t bad enough, sudden tragedy strikes the Trappers’ Guild, spinning Riley down a more dangerous path than she ever could have imagined. As her whole world crashes down around her, who can Riley trust with her heart – and her life?

Riley Blackthorne só precisa de uma oportunidade para mostrar o quão boa é naquilo que faz - é exatamente com isso que as entidades satânicas contam. Riley, de 17 anos, filha única do lendário apanhador de demónios Paul Blackthorne, sempre sonhou seguir os passos do seu pai. A boa notícia é que, com a sociedade humana gravemente perturbada por uma revolução económica e Lúcifer a aumentar o número de criaturas maléficas em todas as grandes cidades, a Corporação de Apanhadores de Demónios de Atlanta precisa de toda ajuda possível, até mesmo de uma rapariga. Quando não está a fazer os TPC’s ou a tentar gerir a sua paixão pelo companheiro aprendiz, Simon, Riley está a salvar cidadãos em apuros de diabinhos mal-educados – os de Primeiro Grau apenas, é claro, de acordo com as regras estritas da Corporação. A sua vida é tão normal quanto possível para uma adolescente com o seu trabalho. Contudo, um Geo-Fiend de grau Cinco gora a missão de Riley numa biblioteca, colocando em risco a sua vida e o meio de subsistência por si escolhido. Como se isso não fosse mau o suficiente, uma tragédia repentina cai sob a Corporação de Apanhadores de Demónios, empurrando Riley para um caminho mais perigoso do que ela jamais poderia ter imaginado. Enquanto o seu mundo desaba, em quem poderá Riley confiar com o seu coração e a sua vida? 7


Review | Crítica Link: http://www.goodreads.com/review/show/240721995 Reading completed on January 6, 2012. Rate? 5 stars! I loved this book and can't wait for the sequel to know what happens next! In this story, the scenario presented to us is one of a partially destroyed Atlanta, where the circumstances forced everything to adapt. For example, classes are now run in former shops or other abandoned buildings. I wish the author had explained a little better what led to this chaotic picture, in which prevail the street markets and demons are loose. It is in Atlanta we get to know Riley, the daughter of Paul Blackthorne, a talented demon trapper ("trapper", not "hunter" – that’s a different category). The spark of life of Paul extinguishes, but not always death symbolizes the end. I congratulate the author for the idea of necromancers, which was very good. I’m very curious about what happened to Paul and that made Riley’s vigils at the cemetery worthless. Without her father around, Riley has to get back to her feet and will be on her own. I liked the fact that this character revealed so strong and capable. She acts instead of just talking, she’s fearless, faces her fears and simultaneously shows maturity in what comes to certain matters. And a girl with a job in an area of only men leads me to applaud her for her efforts. Beck speaks in a weird way, lol! The characters’ dialogues are marked by orality, sometimes a little too much. I’d prefer that this wasn’t so pronounced. Back to Beck, he was a troubled boy who became a correct guy, a good example that teaches the reader that, despite the bad things that have happened in the past, who are in the present is up to us. Simon is the nice guy who ends up winning Riley’s heart. Well, I prefer Beck. Okay, there's also the gorgeous Ori, a figure shrouded in mystery about who little can be discovered in this first volume. Anyway, Beck Team! =P But those who think that this book is just another novel for teenagers are mistaken. Yes, it has a hint of warmth to the heart, however it is mainly about Riley’s learning, her growth process and the hidden agenda that Hell seems to have for her. As for the end, I think it was a little rushed. Things were moving at a steady pace and out of the blue there’s a huge disaster! A little more development before the meeting of the Guild wouldn’t hurt. Anyway, I like the pact Riley did in the end and I wonder if she won’t regret it. Leitura concluída a 6 de Janeiro de 2012. Votação? 5 estrelas! Adorei este livro e mal posso esperar pela continuação para saber o que acontece a seguir! Nesta história o cenário que nos é apresentado é o de uma Atlanta parcialmente destruída, em que as circunstâncias obrigaram a que tudo se adaptasse. Por exemplo, as escolas funcionam agora em antigas lojas ou outros edifícios abandonados. Gostava que a autora tivesse explicado um pouco melhor o que levou a este cenário caótico, em que imperam os mercados de rua e os demónios andam à solta. É em Atlanta que conhecemos Riley, filha de Paul Blackthorne, um talentoso "apanhador" de demónios (esta é a tradução correcta de "trapper", dado que os "hunters" - caçadores - são outra categoria). A centelha de vida de Paul acaba por se extinguir, mas a morte nem sempre simboliza o fim. Congratulo a autora pela ideia dos necromantes, que foi muito boa. Estou bastante curiosa quanto ao que aconteceu a Paul e que deitou por terra as vigílias de Riley no cemitério. Sem o seu pai por perto, Riley vai ter que fazer pela vida. Gostei que esta personagem se revelasse tão forte e capaz. Não se fica por meias palavras, é destemida, enfrenta os seus medos e simultaneamente revela maturidade em relação a certos assuntos. E uma rapariga com um trabalho numa área apenas de homens leva-me a aplaudi-la pelo seu esforço. Beck fala de maneira esquisita, lol! O discurso das personagens é marcado pela oralidade, 8


às vezes um pouco até demais. Pessoalmente, preferia que não fosse tão vincado este aspecto. De volta a Beck, era um rapaz sem rumo que se converteu num homem correcto, um bom exemplo que ensina ao leitor que, apesar das coisas más que tenham sucedido no passado, quem somos no presente depende de nós. O Simon é o rapaz certinho que acaba por conquistar o coração de Riley. Bem, eu torço antes pelo Beck. Ok, ainda há o jeitoso do Ori, uma figura envolta em mistério sobre a qual pouco se descobre neste primeiro volume. Seja como for, Team Beck! =P Mas desengane-se quem pensa que este livro é mais um romance para adolescentes. Sim, tem uma pitada de calor para o coração, porém é mais sobre a aprendizagem de Riley, o seu processo de crescimento e os planos ocultos que o Inferno parece ter para ela. Quanto ao final, acho que se precipitou um pouco. As coisas estavam a avançar a um ritmo pautado e, de súbito, cai o Carmo e a Trindade! Um pouco mais de desenvolvimento antes da reunião da corporação não fazia mal. De qualquer modo, gostei do pacto que a Riley fez no fim e pergunto-me se não se irá arrepender-se do mesmo.

9

Interview to Jana Oliver  

Entrevista a Jana Oliver

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you