Revista Ruminantes 43

Page 26

#43 | out. nov. dez. 2021

REVISTA RUMINANTES

ALIMENTAÇÃO | VITELOS

EFEITO DO LEVUCELL SC EM VITELOS PRÉ-DESMAMADOS

NO ESTUDO DESCRITO AVALIOU-SE O IMPACTO DO LEVUCELL SC NAS CONDIÇÕES RUMINAIS E NO DESEMPENHO DO CRESCIMENTO DE VITELOS PRÉ-DESMAMADOS. Por Equipa técnica TECADI | FONTE Universidade de Lublin, Polónia 2018

CONTEXTO Os primeiros dois meses de vida são cruciais para os vitelos. É o momento no qual o trato digestivo dos jovens ruminantes evolui a partir das suas funções monogástricas iniciais. Ao mesmo tempo, os vitelos são separados das suas progenitoras antes deste processo estar completo. A má gestão do crescimento resultará na redução do desenvolvimento ruminal, diminuição do consumo de ração e crescimento, que pode levar ao aumento da diarreia e morbidade. No longo prazo, se a gestão das novilhas for abaixo do ideal, o seu desempenho como vacas adultas em lactação pode ser reduzido até 12%. Numerosos estudos de pesquisa independentes demostram uma ligação clara entre os ganhos de peso vivo pós-nascimento e o desempenho futuro na terceira lactação.

OBJETIVO Avaliar o impacto do Levucell SC nas condições ruminais e no desempenho do crescimento de vitelos pré-desmamados. MATERIAIS & MÉTODOS Localização: exploração leiteira, supervisionada pela Universidade de Lublin, Polónia Ano: 2018 Duração: 60 dias Animais: 12 vitelas Holstein saudáveis • Idade inicial: 5±1 dias, peso corporal inicial = 41,6±1,3kg, em boxes individuais Dieta: leite de substituição (125g/l) administrado duas vezes ao dia e ração farinada. Sem fibra (tabela 1). Tratamentos: 1) Controlo 2) Levucell SC 20: Saccharomyces cerevisiae CNCM I-1077 a 2 x 109 UFC/d Parâmetros medidos: • PV individual: 0, 30, 60 dias 026

• Ingestão individual de matéria seca (IMS): diariamente (leite e Starter) • Índice de conversão alimentar (IC): para os períodos 0-30, 30-60 e 0-60 dias • Pontuação fecal: diariamente, por bezerro e pelo mesmo operador - de 1 (líquido) a 3 ( fezes normais) • Digestibilidade total de proteína bruta (PB), gordura bruta (GB) e fibra bruta (FB) - 3 amostras/vitelo/período, em 3 períodos 5-10d, 25-30, 55-60d nos ensaios.

TABELA 1

d1>d3

d4>d60

Leite de substituição (21,7% de proteína bruta (PB), 3,25% de amido) Energia net: 1,16 UFL / kg

2x3 l/d

2x4 l/d

Ração farinada (17,7% de PB, 33,2% de amido) Energia net: 1,07 UFL / kg

0

Ad libitum