Page 1

Quinta-feira, 27.06.2019 | € 1,00

PUB

PUB

Quinzenário | Ano V | Nº 104 | Diretor: Rui Pires Santos

POLÍTICA António Costa com 'um pé' na FATACIL PÁG. 3

ENCONTRO Almoço de homenagem a Tomás Santos PÁG. 8

EVENTO Mercado mostra cultura mediterrânica PÁG. 18

PUB

JUDO ACD Ferragudo sagra-se campeã regional PÁG. 17

Especialistas no mercado imobiliário em Lagoa

ATLETISMO

Comissões desde 3% Avaliação Grátis www.algarve-palm.com EN124, Poço Partido, 8400-557 Carvoeiro

PUB

AABV disputa final da 3ª divisão nacional em Leiria Feito inédito alcançado por uma equipa de atletismo do concelho. Presidente do clube, mostra-se ambicioso e sonha com o título. PÁG. 16

Benjamins do Sporting Lagoense campeões regionais Atletas falaram ao Lagoa Informa sobre um título saboroso para o clube. Vitórias são motivação para continuar na modalidade. PÁG. 14

BADMINTON

Che Lagoense na Taça dos Campeões Europeus

Equipa de seniores mistos parte a 1 julho com destino ao Luxemburgo para representar Lagoa e Portugal. É a única equipa nacional na competição. PÁG. 10 e 11 PUB

PORTAS E JANELAS PVC

ALUMÍNIO

POUPANÇA DE ENERGIA Mude as suas janelas para melhorar a sua qualidade de vida e poupar energia

www.pvctech.pt Cerca da Lapa, 8400-426 Lagoa Lat: 37° 7’ 44’ N | Long: 8° 26’ 49’ O Tel.: 917 241 031 | Tel.: 282 343 325

info@pvctech.pt Showroom E.N. 125, N° 305 A,

8400-489 Porches | Tel.: 282 343 370


QUINTA-FEIRA, 27.06.2019 | Nº 104

2

// Página Dois PUB

EDITORIAL

Quatro anos de crescimento contra a estagnação

Diretor: Rui Pires Santos

O Lagoa Informa comemora no final deste mês de junho quatro anos de existência. Foi a 25 de junho de 2015 que chegámos pela primeira vez aos nossos leitores. Muitos achavam que este era um projeto a prazo, que não duraria seis meses, outros que seria uma publicação da entidade A ou B. Mas enganaram-se todos! Estamos cá há quatro anos e o Lagoa Informa é, desde os primeiros meses, o jornal que os lagoenses queriam. Somos um projeto idealizado e pensado por um jornalista, sem interesses nem ambições pessoais, para além daquela que é a fundamental: fazer um bom jornal, apelativo e interessante para os leitores.

Colaboradores:

Ana Sofia Varela, Jorge Eusébio, Len Port, Mónica Pontes Paginação: Vanessa Correia Fotografia:

Eduardo Jacinto, Kátia Viola Depart. Comercial:

Hélder Marques 914 935 351 Propriedade e Editor: PressRoma, Edição de Publicações Periódicas, Unip. Lda. – Rua Dr. João António Silva Vieira, Lote 3, 3º Dto, 8400-417 Lagoa Composição do Capital: 100% propriedade Rui Pires Santos

Ouvi várias vezes que o Lagoa Informa não ia durar muito tempo, mas desde o início sabia que não ia ser assim. Aqui investi tudo o que sabia e aqui coloquei e projetei a minha visão do que é um jornal local com futuro. Pensei neste projeto ao pormenor, prevendo inúmeros cenários, sempre com o foco de fazer algo positivo, moderno e com qualidade. Durante meses e estes anos não foram oito horas de trabalho por dia, nem dez... Foram bem mais do que isso para que este pudesse ser um jornal que surpreendesse os leitores e lhes trouxesse o que queriam saber sobre a sua terra. O Lagoa Informa tem um segredo e vou, passados quatro anos, partilhar convosco: persistência, dedicação e entusiasmo. Estas foram palavras-chave neste percurso a que se juntaram outras como a humildade, a atitude positiva e o querer melhor. Este é o ADN do Lagoa Informa e daqueles que nele trabalham. Quem connosco convive e se relaciona facilmente percebe isso.

PUB

NIF: 508 134 595 Nº registo ERC: 126668 Depósito Legal nº: 394540/15 Redação: Rua Dr. João António Silva Vieira, Lote 3, 3º Dto., 8400-417 Lagoa Email: lagoainforma@gmail.com

Ainda hoje quero e queremos fazer melhor. Não estamos sentados ‘à sombra da bananeira’ e nada damos por garantido, a não ser o desejo de crescer e de ir mais além. Hoje sinto que somos uma publicação melhor do que há quatro anos e continuamos a querer ter, sempre, orgulho no nosso trabalho. Não vivemos do que fizemos nestes quatro anos e estamos já a projetar os próximos anos. Muito está ainda por fazer e por melhorar… Certo é que continuaremos a ser um jornal de Lagoa e para os lagoenses, que pretende contribuir para um concelho positivo e com futuro. Aos que quiseram e, por vezes, querem ‘pressionar’ o Lagoa Informa ou estão desiludidos por não correspondermos às suas ‘expetativas’ pessoais, apenas posso dizer: a agenda do Lagoa Informa é feita por jornalistas. Além disso, por aqui não fazemos chantagens, ameaças ou denúncias anónimas. Esse tempo já passou e quem a ele permanecer agarrado passará de prazo... O futuro deve basear-se em princípios de confiança, humildade, positividade, foco e partilha de visões, em vez de se impor uma visão, isto apesar de uma forma geral a sociedade caminhar em sentido inverso.

Telf: 282 381 546 967 823 648 Impressão: CORAZE - Oficina Gráfica Tiragem: 3.000 exemplares Periodicidade: Quinzenal Estatuto editorial: http://algarvevivo.pt/ sobre-nos/

Num tempo em que todos querem ser estrelas ou vedetas, nem que seja no Facebook ou no Instagram, nós seremos apenas o Lagoa Informa. Aqui as estrelas são as notícias, as reportagens e os entrevistados, nunca nós. PUB

A finalizar, uma palavra de agradecimento aos nossos leitores, a razão da nossa existência, pelas palavras de carinho, encorajamento e preferência. Um obrigado aos nossos anunciantes e parceiros que confiam no nosso produto, no trabalho que desenvolvemos e reconhecem o que temos vindo a fazer nestes quatro anos. Não é à toa que temos cada vez mais parceiros e marcas a anunciar connosco. Por isso, continuaremos a esforçar-nos por merecer a vossa confiança, fazendo um Lagoa Informa cada vez melhor. Neste número de aniversário voltamos a dar ênfase aos nossos jovens atletas e clubes (AABV, Sporting de Lagoense e Che Lagoense), cujo desempenho deve orgulhar todos. Um exemplo de que com trabalho e persistência muito se consegue.

Rui Pires Santos

JUSTIFICAÇÃO CERTIFICO, para fins de publicação, que, por escritura de hoje, é exarada a fls. 119 do Livro de Notas 130, deste Cartório sito na Rua Serpa Pinto, nº 91-C, em Mafra (Tlf. 261.819.966 | e-mail: tomas.sequeira@notarios.pt), ANTÓNIO CARVALHO RIBEIRO e mulher, ISAURA DA CONCEIÇÃO PEREIRA RIBEIRO, residentes em Mira Sintra, freguesia de Agualva e Mira Sintra, concelho de Sintra, vieram justificar, por não possuir título, a aquisição por usucapião, do seguinte imóvel: Terreno para construção, designado por “lote 143”, sito em SESMARIAS, freguesia de Lagoa e Carvoeiro, concelho de Lagoa, com a área de 293 m2, a confrontar atualmente de norte com lote 142, sul com António Carvalho Ribeiro, de nascente com terreno da igreja projetada e de poente com a Rua, inscrito na matriz sob o artigo 7627 (anteriormente inscrito sob parte do artigo rústico 4416 da extinta freguesia de Lagoa), com o valor patrimonial tributário e atribuído de 50.720,00€, descrito na Conservatória do Registo Predial de Lagoa (Algarve) sob o número 5454, da freguesia de Lagoa, onde se encontra ainda inscrito a favor de Zuzarte José Domingos e mulher, Fernanda Salgado Relvas Domingos, pela Apresentação três, de quinze de janeiro de mil novecentos e sessenta e nove. Foi efetuada a competente notificação edital. Está conforme o original. Mafra, 28 de maio de 2019. O Notário, (Lic. Tomás Eugénio dos Santos Sequeira) Lagoa Informa | Edição Nº 104 - 27.06.2019

Assine o Lagoa Informa Receba o jornal comodamente em sua casa! Envie email para lagoainforma@gmail.com com os seguintes dados: nome, data de PUB nascimento, morada e número de contribuinte.


QUINTA-FEIRA, 27.06.2019 | Nº 104

Abertura //

3 CM LAGOA

EXCLUSIVO ANO DE ELEIÇÕES DEVE TRAZER PRIMEIRO-MINISTRO

António Costa quer vir à FATACIL Evento prepara-se para ser verdadeiro desfile de políticos em vésperas das legislativas.

Concentração junto ao Pavilhão Municipal

Marchas/Corridas ao Luar D.R.

Rui

começam a 4 de julho

Pires Santos

P

rometo não falhar’ parece ser a máxima do primeiro-ministro António Costa aplicada este ano à FATACIL, que se realiza entre 16 e 25 de agosto. Em 2018 o governante não visitou o certame, apesar de ter estado de férias na sua casa em Carvoeiro. Nesta edição, Costa pretende mesmo passar pela feira, ou não fosse este ano de eleições. Falta saber apenas o dia em que o primeiro-ministro estará em Lagoa e perceber quem será a figura a marcar presença na inauguração do certame. A visita do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, no ano passado foi um sucesso, por ter conquistado tudo e todos pela sua simpatia e disponibilidade. É o ‘favorito’, tendo sido desde logo, convidado por Francisco Martins, presidente da Câmara de Lagoa. Marcelo Rebelo referiu na altura que “teria muito gosto em voltar em 2019”. Relativamente a António Costa, que deverá passar férias em Carvoeiro, apenas no início de agosto será conhecida a data em que visitará a feira. Outra certeza é que, em agosto, a mês e meio das eleições – as legislativas realizam-se a 6 de outubro –, a FATACIL promete ser um autêntico desfile das principais figuras políticas nacionais. Isto porque, devem querer aproveitar ao máximo os eventos de grande monta para aumentar a notoriedade e fazerem a sua propaganda.

A iniciativa Marchas/Corridas ao Luar, anualmente organizada pela Câmara de Lagoa, têm início a 4 de julho, quinta-feira, em Lagoa. A concentração é no Pavilhão Municipal e a atividade começa às 20h45. Estão disponíveis duas opções para os participantes: cinco e dez quilómetros. As marchas vão prolongar-se durante os meses de julho e agosto, passando pelas diferentes freguesias do concelho. A 11 de julho é a vez de Porches receber o evento, com o ponto de encontro a ser no Largo da Capela da Nossa Senhora da Rocha. Estômbar (18 de julho), Parchal (25 julho), Ferragudo (1 agosto) e Carvoeiro (8 de agosto) são os restantes locais onde vai decorrer a iniciativa.

Espetáculo musical

‘AL SUR - Retratos de Câmara’ em Lagoa

Este ano, Costa não deve faltar à FATACIL De acordo com fontes de diferentes partidos contactadas pelo Lagoa Informa, a FATACIL faz parte do leque de feiras que os líderes entendem ser de passagem obrigatória. Assunção Cristas (CDS) e Catarina Martins terão já marcada na sua agenda a vinda a Lagoa, aproveitando a passagem pelo Algarve também para uns dias de descanso antes da intensa campanha que se inicia em meados de setembro. Ambas já visitaram o certame noutros anos e, em 2019, com eleições nacionais à porta, têm todas as razões e mais algumas para regressar. Rui Rio (PSD) deverá também deslocar-se a Lagoa e ten-

tar, antes da campanha eleitoral propriamente dita, ganhar algum protagonismo e simpatia. Apesar de não existir ainda nenhum indício nesse sentido, Jerónimo de Sousa (CDU) é outro dos lideres que deverá ‘aproveitar a onda’ e passear pelo evento. Também o PAN, agora na moda e motivado pelo resultado alcançado nas europeias, irá entrar no modo ‘feiras’ e fazer-se notar antes da campanha eleitoral. Certo é que, além de todos os atrativos habituais – artesanato, agricultura, música e gastronomia – a visita dos principais políticos portugueses será motivo de atração para o público e para as televisões.

A associação Ideias do Levante, em parceria com o Município de Lagoa, vai apresentar, a 27 de julho (21h30), o espetáculo musical ‘AL SUR - Retratos de Câmara’, no Auditório Carlos do Carmo. Este concerto reúne em palco um talentoso ensemble composto por Carla Pontes (voz), Grace Borgan (flauta-transversal), Cristiana Silva (piano), Sunita Mamtani (violoncelo), Gonçalo Pescada (acordeão) e Chiqui Garcia (guitarra e percussão). Neste espetáculo, Carla Pontes reúne, em simultâneo, os projetos Dell’Acqua, Voz & Acordeão e Class’ic!, dando uma nova roupagem a alguns temas do seu repertório e trazendo novas e breves peças de câmara, interpretando temas de diferentes compositores, que abordam a música de origem popular, do clássico ao fado e ao tango. Os bilhetes custam dez euros e serão colocados à venda no início de julho.

Até 3 de julho

Sítio das Fontes encerrado ao público O Sítio das Fontes, em Estômbar, está encerrado ao público entre 25 de junho e 3 de julho, devido à realização do Festival Lagoa Jazz. A montagem e preparação do espaço para o evento que anualmente ali se realiza, obriga a esta interrupção, segundo comunicado do Município de Lagoa. PUB

CENTRO DE JARDINAGEM Garden Center Parchal - Lagoa Construção e Manutenção de Jardins Garden Maintenance & Landscaping

282 094 787 +351 916 846 990 paulo@pgs-gardens.com www.pgs-gardens.com


QUINTA-FEIRA, 27.06.2019 | Nº 104

4

// Aniversário

COMEMORAÇÃO INFORMAÇÃO DIVERSIFICADA E PROXIMIDADE SÃO PONTOS FORTES

Lagoa Informa faz quatro anos Saímos à rua e fomos falar com os nossos leitores para perceber o que mais apreciam no jornal.

F

oi há quatro anos, no dia 25 de junho de 2015, que o primeiro Lagoa Informa chegou às mãos dos lagoenses. Desde logo nos assumimos como um jornal focado nos leitores e que pretendia valorizar as qualidades e o mérito deste concelho e dos cidadãos. Foram enormes as dúvidas da parte de muitos quanto às hipóteses deste jornal conquistar os leitores e o seu espaço. Foi, contudo, muito rápida a forma como chegamos ao coração dos lagoenses. Trabalho, humildade, dedicação e profissionalismo e a preocupação em dar aos leitores a informação que não sabiam, revelando os talentos e méritos de atletas e artistas locais. Este foi um dos segredos do Lagoa Informa. Nesta edição 104, fomos à rua dar voz a alguns dos nossos leitores e perceber o que mais apreciam no jornal. Comprovamos que o que mais destacam é a diversidade da informação prestada na área da cultura, do desporto, da política e da sociedade. A proximidade e os conteúdos exclusivos são

FOTOS: KÁTIA VIOLA

qualidades que levam a que o jornal seja lido e reconhecido como um meio essencial para se manterem atualizados sobre o que acontece nas freguesias do município, sobretudo, na era do imediatismo e da generalização das notícias. O rigor e a transparência são também apanágios do Lagoa Informa, que, em quatro anos, trilhou um percurso de credibilidade, fidelizou leitores e que leva a que este seja um jornal procurado e lido, numa altura em que tanto se questionam as publicações em papel. Nestes quatro anos o trabalho foi intenso e assim continuará a ser. A confiança dos nossos leitores e dos nossos anunciantes aumentam-nos a responsabilidade para fazermos um jornal cada vez melhor. E é isso que desejamos: fazer um Lagoa Informa que nos orgulhe e que orgulhe os lagoenses e este fantástico concelho.


QUINTA-FEIRA, 27.06.2019 | Nº 104

Aniversário //

5

OPINIÃO

“Clientes pedem para ver o jornal” “Acho que é um jornal informativo, não havendo mais nenhum que dê as notícias locais. Costumo ver o Lagoa Informa e as pessoas pedem para ler quando o temos aqui. Por isso, é que nós ficamos com mais alguns para facultar às pessoas. É importante que exista, porque faz falta uma informação geral sobre o concelho. É muito bem distribuído no seu todo a nível do tipo de informação”. Patrícia Ribeiro • Empregada de balcão

“Dá a conhecer Lagoa” “Conheço o Lagoa Informa e convém termos este jornal, porque faz com que as pessoas fiquem a reconhecer a terra: Lagoa. Costumo ler, porque dão notícias que gosto. Ainda há dias houve um artigo sobre uma senhora que celebrou cem anos e que esteve no meu restaurante. Também vi a notícia sobre o advogado Pina, que é cliente assíduo”.

“Guardo todos os exemplares”

“Gosto de estar informado”

“Costumo ler e os utentes do Centro Sénior de Lagoa, onde trabalho, também. Até me pedem para os levar para casa. Às vezes, como não chega para todos, ficam zangados, porque uns leem e os outros não. Leio o jornal porque gosto e porque tem notícias sobre Lagoa. Acho que faz falta, que tem boas notícias e informa sobre as festas e acontecimentos do concelho. No Centro Sénior gostam muito de saber quando e onde são este tipo de eventos. E também faço coleção. Vou guardando todos, não jogo nenhum exemplar fora. Gosto de tê-los ali para permitir que eles consultem ou releiam notícias antigas.”

“Costumo ler o Lagoa Informa assim que o recebo. Gosto das notícias daqui, de estar informado e tenho mesmo gosto em ler. Os temas abordados são sempre interessantes e diversos. Pelo menos é o que eu acho. É uma forma de estar minimamente informado sobre o que se passa no concelho.”

Sara Jacinto • Centro Sénior de Lagoa

“Põe-nos a par do que existe em Lagoa” “É um jornal importante, principalmente para quem mora no concelho porque nos põe a par da atualidade. E é uma forma também de depois as pessoas participarem nos eventos que são organizados no município. Costumo ler regularmente e o que mais me interessa, geralmente, são os artigos culturais. Lagoa tem muitas iniciativas a nível cultural, que realmente o jornal também ajuda a divulgar”. Ana Santos • Administrativa

Carlos Ribeiro • Comerciante

“Há um feedback positivo” “Este jornalismo faz falta” “Não sou de Lagoa, mas conheço a publicação, através dos meus familiares que residem cá. É importante, sobretudo, para quem não tem acesso às redes sociais. Tem informação fidedigna sobre o concelho o que acho muito importante. Às vezes, não sabemos o que se passa, por exemplo, a nível cultural. Com frequência, falo por mim, se a pessoa está a trabalhar, não se apercebe do que se passa onde vive. E com um jornal a pessoa tem informação direta. Este jornalismo faz falta, porque a pessoa cada vez está mais ligada às redes. Mas há sempre quem goste do papel. Sou adepta das redes sociais, mas gosto de ler em papel”. Mónica Táboas

“Tenho sempre aqui um exemplar porque os clientes gostam de o ler. Tem sempre notícias sobre o que se passa localmente. Tem informações que, às vezes, não chegam às redes sociais ou por outros meios. O jornal transmite a mensagem de forma diferente. É interessante, porque abrange todas as freguesias e todas as informações a nível desportivo, cultural, ambiental.”

José Santos • Residente

“Assim que chega sou o primeiro leitor” “Os clientes vêm cá à drogaria e cada um leva o seu. Às vezes, até levam dois para dar aos vizinhos, porque tenho clientes tanto daqui da cidade como dos arredores. No entanto, assim que o Lagoa Informa chega, sou eu o primeiro leitor. Leio-o do princípio ao fim, não tenho uma preferência especial sobre qualquer tema. Não sou fanático, mas gosto de ler, porque tem informação essencialmente aqui da terra.” Araújo Marcos • Comerciante

“Desporto é valorizado” “Gosto das notícias locais, porque nos deixam informados, ainda mais quando estamos muitas horas presos no trabalho. O interessante no Lagoa Informa é que mostra os pormenores de várias situações quer do político, do social, quem morre, quem comemora aniversário, os eventos e os acontecimentos na cidade. É muito completo nesse sentido. Dá muito ênfase ao desporto, mostrando como é algo valorizado no concelho. Gosto também da coluna de um professor, que é colaborador frequente. Um dia em que o encontrei fui até dar-lhe os parabéns devido a uma opinião que ele havia escrito. Achei muito boa e, se a pessoa se dispõe a preparar um texto para partilhar, também acho importante que quem goste o diga e valorize.”

Marco Louzeiro • Comerciante Milcilele Souza • Empresária


QUINTA-FEIRA, 27.06.2019 | Nº 104

6

// Sociedade Assembleia Municipal (ALGARVE)

EDITAL

ALGARVE ENCONTRO A 14 DE JUNHO

Presidentes das Assembleias Municipais reuniram no concelho CM LAGOA

SESSÃO PÚBLICA NO DIA 28/06/2019 José Manuel Águas da Cruz, Presidente da Assembleia Municipal de Lagoa: Faz público, nos termos e para os efeitos do disposto nos artigos 27º, nº 1 e 49º, nº 3 do Regime Jurídico das Autarquias Locais, aprovado pela Lei nº 75/2013, de 12 de Setembro, que no próximo dia 28 de junho de 2019, sexta-feira, pelas 21:00 horas, se realizará na Sala Polivalente do Centro Cultural | Convento São José, em Lagoa, uma Sessão Ordinária desta Assembleia, que versará a seguinte Ordem de Trabalhos: I – Período de Intervenção dos Cidadãos; II – Período de Antes da Ordem do Dia: • Leitura do expediente; • Substituição de Deputados Municipais; • Aprovação das atas de sessões anteriores; • Intervenções dos Grupos Municipais para apresentação de votos, moções e recomendações bem como a apresentação e discussão de assuntos gerais de interesse para o Município. III – Período da Ordem do Dia: 1º Ponto – Apreciação da informação escrita do Senhor Presidente da Câmara acerca da atividade municipal e da situação financeira em 14 de junho de 2019;

A sessão decorreu nas instalações da Câmara Municipal

Regionalização foi tema de debate.

A

Câmara de Lagoa recebeu, a 14 de junho, o VII Encontro dos Presidentes das Assembleias Municipais do Algarve, um encontro informal de autarcas algarvios, destinado à troca de experiências e de boas práticas, com vista a uniformizar procedimentos, tornando as assembleias mais eficientes. Por se encontrar em curso o processo de transferência de competências para as autarquias, o encontro foi subordinado ao tema ‘Regionalização: um desafio para o Algarve’. Os argumentos pró e contra a

regionalização, em geral, e do Algarve, em particular, foram analisados e ponderados, tendo sido trazidos para a discussão os ensinamentos da experiência do referendo de 8 de novembro de 1998. Foi ainda salientado que, desde a data do referendo até hoje, decorreram 20 anos, tendo-se registado no entretanto profundas alterações na sociedade portuguesa, que exigem novas respostas da Administração Pública. Os presidentes das Assembleias Municipais do Algarve concluíram que a regionalização, além de constituir um imperativo constitucional, insere-se num movimento descentralizador. Este traduz-se em ganhos PUB

de eficácia e eficiência da Administração Pública, resultando da relação de proximidade com os cidadãos a prestação de melhores serviços e a possibilidade destes monitorizarem, escrutinarem e avaliarem as ações e as políticas públicas prosseguidas pela Administração. No final dos trabalhos, segundo nota de imprensa da Câmara, os líderes das Assembleias Municipais do Algarve aprovaram, por unanimidade, remeter as conclusões deste encontro à Comissão Independente para a Descentralização, como contributo para o Relatório a apresentar por esta Comissão ao presidente da Assembleia da República.

2º Ponto – Apreciação e deliberação, sob proposta da Câmara Municipal, da Alteração dos Acordos de Execução e Contratos Interadministrativos de Delegação de Competências 2019: 2.1. – União de Freguesias de Lagoa e Carvoeiro; 2.2. – União de Freguesias de Estômbar e Parchal; 2.3. – Junta de Freguesia de Porches; 2.4. – Junta de Freguesia de Ferragudo 3º Ponto - Apreciação e deliberação, sob proposta da Câmara Municipal, da autorização prévia prevista na al. c) do nº 1 do artº 6º da Lei nº 8/2012, de 21 de fevereiro, relativo ao Concurso Público – Prestação de Serviços de Recolha de resíduos urbanos indiferenciados no Concelho de Lagoa e lavagem de contentores. Para constar se publica este e outros de igual teor, que vão ser afixados nos lugares de estilo do Município. Lagoa, 19 de junho de 2019 O Presidente da Assembleia Municipal, (Dr. José Manuel Correia Águas da Cruz) Lagoa Informa | Edição Nº 104 - 27.06.2019

PUB

PUB


PUB

Churrasco Especial

10,48€  ** POUPE + DE

8,59 /Kg

** PREÇO ACONSELHADO.

€*

15

%

6

,59€ /Pack

CERVEJA

/Kg

Sagres

Pack: 15x0,20 L - T.P. 2,20€/L

BOVINO Picanha

A DE NT

AO

S

EAL R sempre baixo

UGUESE RT S

Preço

O

FA Z EMO S

O

P

A

V

* PREÇOS VÁLIDOS SÓ NOS PONTOS DE VENDA COM SECÇÃO DE PEIXARIA E TALHO.

de 27 (quinta) de junho a 3 (quarta) de julho 2019

Leve uma tarde com os amigos ao melhor preço.

0,85€

5,39€*

/Kg

/Kg

BANANA Categoria: II

AO

S

AL RE sempre baixo

/intermarchept

UGUESE RT S

www.intermarche.pt

A DE NT

Preço

O

SIGA-NOS

O

P

UGUESE RT S

AL RE sempre baixo

V

S

A

AO

FA Z EMO S

A DE NT

Preço

O

FA Z EMO S

O

P

A

V

DOURADA DE VIVEIRO De 200 a 600 g Fresca

/intermarcheportugal

visitE-NOS:

Albufeira – Açoteias; Albufeira – Cerro Grande; Albufeira – FerreiraS; Albufeira – Montechoro; Albufeira – Santa Eulália; Albufeira – Torre de Medronheira; Aljezur; Altura; Alvor; Armação de Pêra; Armação de Pêra – Porches; Budens; Lagoa – Carvoeiro; Lagos – Ameijeira Verde; Lagos – Av. DescobrimentoS; Monchique; Montegordo; Olhão; Portimão; Quarteira; Quarteira AVENIDA; Sagres; São Bartolomeu de Messines; São Brás de Alportel; V. Real de Santo António; Vilamoura 259x341_26A19_PT.indd 1

18/06/2019 10:50


QUINTA-FEIRA, 27.06.2019 | Nº 104

8

// Sociedade D.R

CARREIRA UM DOS CONTABILISTAS MAIS ANTIGOS DA CIDADE

Almoço de homenagem a Tomás Santos

No Convento de S. José

Grupo de colegas organizou encontro de confraternização.

Sessão da Assembleia Municipal amanhã FOTOS: D.R

O Convento de S. José recebe amanhã, 28 de junho, às 21h00, uma sessão da Assembleia Municipal. A apreciação da informação sobre a atividade municipal, da situação financeira da autarquia até 14 de junho e a deliberação da alteração dos acordos de execução e contratos interadministrativos de delegação de competências 2019 são dois dos pontos da ordem de trabalhos. Será ainda apreciado e deliberado o concurso público para a prestação de serviços de recolha de resíduos sólidos urbanos indiferenciados no concelho.

Conselho Regional da Ordem dos Advogados

Carla Silva e Cunha candidata-se à liderança A advogada Carla Silva e Cunha vai candidatar-se à presidência do Conselho Regional de Faro da Ordem dos Advogados, cuja votação está prevista para novembro. Sendo a única candidatura do barlavento algarvio, a advogada, com mais de vinte anos de inscrição na Ordem e com vários mandatos como presidente da Delegação de Portimão, concorre porque conhece “os anseios, dificuldades, medos e frustrações de muitos colegas” e por acreditar que fará “a diferença”. “Esta é uma candidatura que nasce da necessidade de resolver questões que perturbam e ferem a classe. Faço referência a questões tão simples quanto a necessidade de formação continua, formação de qualidade, a ser ministrada em todo o Algarve”, diz.

Tomás Santos acompanhado pela sua esposa

U

m conjunto de contabilistas certificados do Algarve promoveu no passado sábado, 22 de junho, um almoço de confraternização e homenagem a Tomás Santos, um dos contabilistas de Lagoa em atividade há mais tempo. No encontro, realizado no restaurante do Hotel Be Live, nos Alporchinhos, marcaram presença cerca de 60 pessoas e houve momentos de emoção, recordação e alegria, que provocaram emoção no homenageado, de 73 anos. Tomás Santos fez um pequeno discurso sobre o que tem sido a história da contabilidade e recordou o seu percurso na profissão. Foram ainda tema de conversa, entre os participantess, os atuais problemas e desafios da área. A homenagem foi justificada

PUB

Cerca de 60 pessoas marcaram presença no almoço pelos colegas pela “qualidade profissional, o seu saber, a sua postura, a conduta ética e deontológica que soube imprimir à sua vida pessoal, familiar, social e profis-

sional”. Além de contabilistas de todo o Algarve, o almoço contou com a presença de alguns amigos de outras profissões. PUB


PUB

% 0 5 DIDO! N

VE

A P A R T A M E N T O S

T 1

A

T 5

Desde

€123.000 P L A N T A S

E X E M P L A R E S

MARQUE JÁ A SUA VISITA!

282 352 100 www.algarve-palm.com

www.algarve-palm.com

282 352 100

EN124, Poço Partido, a 500m do Intermarchê de Carvoeiro, 8400-557 Carvoeiro


QUINTA-FEIRA, 27.06.2019 | Nº 104

10

// Reportagem

BADMINTON OITAVA PARTICIPAÇÃO NA PROVA

Seniores da Che Lagoense competem na Taça dos Clubes Europeus Equipa mista sagrou-se campeã nacional o que lhe valeu o apuramento para aquela que é uma das mais importantes competições na Europa.

NÚMEROS 1992 Ano de fundação da Che Lagoense 296 Títulos nacionais conquistados 200 Atletas em formação 100 Atletas federados Bernardo Atilano, Pedro Gomes (treinador) e Miguel Rocha preparam participação na competição

Texto: Ana

Sofia Varela Fotos: Kátia Viola

O

grande objetivo da participação da equipa mista sénior, em badminton, na Taça dos Clubes Europeus, que decorrerá entre 2 e 6 de julho, em Luxemburgo, é passar à segunda fase. Ou seja, a intenção é ser a equipa apurada na fase de grupos. “Estarão em competição os melhores clubes destes países. Nós vamos representar Portugal e vamos tentar dar o nosso melhor. Para já, temos os campeões nacionais individuais portugueses, numa equipa homogénea e cem por cento portuguesa, tanto de homens como senhoras”, assegura ao Lagoa Informa Pedro Gomes, treinador de badminton na Che Lagoense. A competição será constituída por cinco encontros. Assim, haverá um singular homem, um singular senhora, um par senhora e um par homem, bem como um par misto. Vencerá o melhor de três, ou seja, “quem ganhar três provas, ganha o encontro”, e sendo “o nosso objetivo passar a fase de grupos, teremos que ganhar

algumas partidas. Todos dependemos de todos e ganhamos ou

até porque nunca participou neste encontro. “Estou bastante feliz

“Queremos ter equipas em todos os escalões, numa perspetiva de continuidade. E é ter equipas para ganhar, não para participar”. perdemos todos, começando no dirigente até ao apoiante”, refere Pedro Gomes. Apesar da equipa ser composta por 12 jogadores, apenas nove estarão disponíveis para viajar até Luxemburgo e integrar as competições. O treinador adianta que não houve um treino específico e que se resume ao dia a dia. “Um objetivo que nós tínhamos era ganharmos a prova nacional de equipas. Sabíamos que tínhamos qualidade e valor. O planeamento dos treinos dos atletas estava já feito a contar com esta competição”, conta. Nesta equipa, por exemplo, o jogador Bernardo Atilano sairá da participação nos Jogos Europeus e viajará logo para Luxemburgo para entrar na Taça. A expetativa do atleta é alta,

e expectante, porque é a minha primeira Taça dos Campeões. Já participei em Campeonatos da Europa em todas as categorias (sub-17, sub-19, seniores), mas esta será uma estreia”, confessa. Por sua vez, Miguel Rocha é um repetente. “Todos os anos tem sido difícil e agora não será diferente. As expetativas são dar o nosso melhor e conseguir mais do que no ano anterior, ainda que equipa volte sempre com o sentimento de que podia ter feito mais”, avança. Pedro Gomes acredita no potencial da equipa, pois além destes atletas, conta ainda com Bruno Carvalho e Tomás Nero, dois jogadores que já venceram provas internacionais em par homens. “Temos alguns trunfos e também

temos algum valor”, reconhece. Uma avaliação que também é partilhada pela direção da Che Lagoense. “Esta é a nossa oitava participação na Taça e vamos estar a um nível muito elevado. No entanto, acredito que a equipa, pelas qualidades dos atletas, es-

tará à altura. O objetivo é representar bem Lagoa”, enaltece José Armando, presidente da direção da ACD Che Lagoense. Num clube com 300 atletas, dos quais cem são federados, Pedro Gomes enaltece o esforço que está a ser feito para dar as condi-

Investimento no pavilhão é prioridade para a direção As intervenções no pavilhão da Associação Cultural e Desportiva (ACD) da Che Lagoense, no Parchal, foram essenciais para criar condições à prática desportiva. José Armando Silva, presidente da direção daquela organização, efetuou uma candidatura, em 2018, ao Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ) para as obras da infraestrutura. “Parte da candidatura foi aceite, nomeadamente a requalificação do recinto de jogos e a colocação de painéis fotovoltaicos que permitem fornecer energia em todo o edifício”, revela. A intervenção custava 60 mil euros, sendo que o IPDJ atribuiu 20 mil euros, enquanto a Câmara Municipal de Lagoa cedeu valor semelhante. O restante ficou a cargo da Che Lagoense. Entretanto, como na candidatura não foi aprovada a reabilitação dos balneários, a associação desportiva está a fazer a intervenção com meios próprios. “Reconheço que o IPDJ também tem que apoiar outras instituições, por isso avançámos por nossa autoria com o melhoramento dos balneários, pois o que queremos é dar as melhores condições de trabalho e higiene aos nossos técnicos e atletas”, conclui.


QUINTA-FEIRA, 27.06.2019 | Nº 104

Reportagem // EQUIPA

ções necessárias à infraestrutura desportiva, bem como o apoio da Câmara Municipal de Lagoa. Vindo da Áustria onde, no ano passado, esteve à frente do um Centro de Alto Rendimento, Pedro Gomes comenta que o clube quer ter equipas em todos os escalões, numa perspetiva de continuidade. “E é ter equipas nestes escalões para ganhar, não para participar”, afiança.

Alexandre Paixão

Bernardo Atilano em Minsk O atleta que representa a Che Lagoense e que é uma das grandes promessas do badminton para a qualificação dos Jogos Olímpicos 2020, foi apurado para os Jogos Europeus, que estão a decorrer até dia 30 de junho, em Minsk, na Bielorrússia. Bernardo Atilano, praticante desde os 12 anos, e natural de Cascais, escolheu o clube do concelho de Lagoa pelas condições de treino oferecidas. Já no ano passado esteve na Áustria, com o treinador Pedro Gomes, mas com a deslocação do mentor para o clube algarvio, o atleta optou por acompanhá-lo. Os Jogos Olímpicos são o horizonte, estando Bernardo Atilano a preparar a qualificação. A participação nos Jogos Europeus, a decorrer, é vital para acumular pontos para subir no ‘ranking’. Neste momento, está em 139º, mas a ambição é entrar no top 100

•Campeã Nacional Equipas Mistas Seniores 1ª Divisão. •Campeã Nacional Par Senhora Absoluto.

Ana Reis Treino de preparação da equipa com vista ao melhor resultado para abrir a porta aos Olímpicos em 2020. Para já, “será o meu ‘Campeonato da Europa’ e vou com ambições de ganhar pelo menos um jogo, o que me traria muitos pontos ao meu ‘ranking’ mundial. É o meu objetivo. Se possível passar a fase de grupos, mas isso significa

“Esta é a nossa oitava participação na Taça e vamos estar a um nível muito elevado. Acredito que a equipa estará à altura”. trairemos aqueles que acharmos que são jovens talentos”, diz o treinador. Também no Parchal, já foi iniciada uma ponte, durante o ano letivo passado, com Toni Seromenho, por existirem na escola atletas do desporto escolar que eram ao mesmo tempo atletas da Che Lagoense.

Joana Lopes

•Campeão Nacional Equipas Mistas Seniores 1ª Divisão.

Novos talentos O clube está a apostar numa ligação com o desporto escolar. Segundo Pedro Gomes, desde meados do ano letivo 2018/2019, houve uma sintonia com o professor José Cristina, para estreitar esta relação entre escola e clube. “Vamos aprofundar no próximo ano. Funcionamos um bocadinho em pirâmide, sendo que iremos apoiar os núcleos do desporto escolar, a nível técnico e, depois, dentro desses grupos ex-

11

ganhar dois jogos e não há grupos fáceis, porque estão lá todos os melhores da Europa”, diz Bernardo Atilano.

Rocha nos Universitários Até sábado, 29 de junho, Miguel Rocha, atleta de badminton da Che Lagoense, estará em Lodz, na Polónia, para entrar no Campeonato Europeu Universitário. Para o praticante de 21 anos, que começou aos dez anos, esta

prova assume relevo por poder representar Portugal no estrangeiro. “Tem a importância que lhe quisermos dar. Não deixa de ser uma prova importante, pelo menos para mim, porque sempre que represento o país lá fora fico bastante contente. Acho que é um orgulho que as pessoas devem ter”, justifica. Levará também o nome da Che Lagoense mais longe, clube onde deu os primeiros passos e fez todo o percurso na modalidade. “No ano passado, estive a jogar em Espanha, mas durante toda a minha vida de desportista joguei aqui. Quis aproveitar em 2018 a oportunidade de experimentar algo novo e diferente. Foi totalmente diferente”, admite. Confessa que deixou de traçar ‘planos’ para o futuro, porque muitas vezes a vida troca as voltas aos objetivos. “Continuo a praticar badminton, mas quero focar-me no ‘plano b’. Vivi sempre para a modalidade, e não me arrependo, mas estou a frequentar a licenciatura em Ciências do Desporto” e essa é uma grande prioridade nesta fase.

BREVES Partida a 1 de julho A comitiva parte para Luxemburgo na próxima segunda-feira, 1 de julho, logo pelas 6h10. A chegada está prevista para as 9h55. A competição decorre entre os dias 2 e 6 do mesmo mês. Balanço Nesta época, segundo o treinador Pedro Gomes, a Che Lagoense alcançou 14 títulos nacionais, não apenas em provas de equipas como em individuais. “Atingimos os nossos melhores resultados no Nacional de Seniores, onde vencemos quatro das cinco categorias. Aliás, em duas delas, tanto no singular como no par misto, a final foi composta só por jogadores da CHE”, exemplifica. Representatividade A Che Lagoense é a instituição mais representativa do país a nível do badminton e é uma das poucas a apostar nesta modalidade na região, refere José Armando Silva, presidente da direção. Daquela casa já saíram muitos títulos e também atletas para disputar os Jogos Olímpicos, como foi o caso de Telma Santos e Pedro Martins, em Londres (2012), repetindo o atleta masculino a participação no Rio de Janeiro (2016).

•Campeã Nacional Equipas Mistas Seniores 1ª Divisão. •Vice Campeã Nacional Par Misto Absoluto.

Ângelo Silva

Mariana Chang •Campeã Nacional Equipas Mistas Seniores 1ª Divisão. •Campeã Nacional Par Senhora Absoluto. •Campeã Nacional Par Misto Absoluto. •Campeã Nacional Par Misto Sub21.

•Campeão Nacional Equipas Mistas Seniores 1ª Divisão. •Campeão Nacional Equipas Homens Seniores 1ª Divisão. Mariana Leite •Campeã Nacional Equipas Mistas Seniores 1ª Divisão.

Bernardo Atilano •Campeão Nacional Equipas Mistas Seniores 1ª Divisão. •Campeão Nacional Equipas Homens Seniores 1ª Divisão. •Campeão Nacional Singular Homem Absoluto •Campeão Nacional Par Misto Absoluto

Miguel Rocha •Campeão Nacional Equipas Mistas Seniores 1ª Divisão. •Campeão Nacional Equipas Homens Seniores 1ª Divisão. •Campeão Nacional Singular Homem sub21.

Bruno Carvalho •Campeão Nacional Equipas Mistas Seniores 1ª Divisão. •Campeão Nacional Equipas Homens Seniores 1ª Divisão. •Campeão Nacional Par Homem Absoluto. •Vice Campeão Nacional Singular Homem Absoluto.

Tomás Nero •Campeão Nacional Equipas Mistas Seniores. •Campeão Nacional Equipas Homens Seniores. •Campeão Nacional Par Homem Absoluto. •Vice Campeão Nacional Par Misto Absoluto.

Catarina Cristina •Campeã Nacional Equipas Mistas Seniores 1ª Divisão.

Pedro Gomes Treinador

Daniela Conceição •Campeã Nacional Equipas Mistas Seniores 1ª Divisão.

Dalila Belém Treinadora


QUINTA-FEIRA, 27.06.2019 | Nº 104

12

// Imobiliário

REABILITAÇÃO CLASSE MÉDIA PORTUGUESA É APOSTA

Jeroen Haen ambiciona revitalizar centro urbano da cidade Holandês quer dar à cidade a visão de reabilitação que aplicou em Amesterdão. Atrium Lagoa será apenas o início de uma aposta que veio para ficar. ANA SOFIA VARELA

a imobiliária a uma senhora inglesa, ainda que nunca tivesse tido intenção de ter uma. Sempre fui ‘property development’ e a minha antiga profissão era a reabilitação

Mabor e outros imóveis na zona ribeirinha. Associado à reabilitação está a necessidade de encontrar uma imobiliária para comercializar os projetos. Essa foi uma

"Acho que o futuro são os portugueses da classe média..."

O cidadão holandês realça o potencial de Lagoa

Ana Sofia Varela

C

onstruir ou reabilitar à medida dos ‘bolsos’ da classe média portuguesa, sobretudo, a local, é uma das pretensões de Jeroen Haen, proprietário da imobiliária Palm Properties, situada na principal via que dá acesso a Carvoeiro. O empresário quer impulsionar em Lagoa um movimento que dê ‘o pontapé de saída’ à revitalização urbana, numa visão diferente. E quer fazer mais, no futuro, pois escolheu o concelho porque acredita que tem potencial

a longo prazo. Uma das intenções da Palm Properties será centrar o negócio num segmento específico. “Acho que o futuro são os portugueses da classe média. Por exemplo, no Atrium Lagoa há compradores de Lisboa que adquiriram um apartamento para usar nos fins de semana ou nas férias. Já está grande parte vendido, cerca de 50 por cento, e há preços desde os 120 mil euros”, afirma. Apesar de ser uma obra que marcará Lagoa, pois durante muitos anos o ‘esqueleto’ do Atrium, na entrada de Lagoa, esteve aban-

Câmara Municipal é ‘boa parceira’ O empresário holandês vê Lagoa como uma cidade com muita qualidade, a nível de acessos viários, como a A22, e de espaços comuns, bem como de serviços, escolas e espaços comerciais. “A Câmara Municipal é também muito acessível e esta é uma cidade atrativa para investir”, assegura. Aliás, tanto assim é que o empresário mudar-se-á para o concelho, sendo que os filhos já estudam numa escola na cidade. O empresário vê a autarquia como uma boa parceria. “Eu não tenho o dinheiro no meu ‘bolso’. Nós trabalhamos com co-investidores. E é preciso dar garantias de futuro. Se eu tiver de assegurar, por exemplo, que determinada infraestrutura desportiva estará pronta em cinco anos, bem como outra obra que esteja prevista, eu preciso que seja verdade. E o que verificamos é que Lagoa tem um presidente de Câmara Municipal que quer melhorar a qualidade de vida, quer fazer intervenções e cumpre. Podemos investir em qualquer local, mas Lagoa tem oportunidades, tem a vida entre praia e cidade, o que é uma combinação magnífica”, elogia.

donado, não será apenas esta a grande aposta no concelho. Segundo Jeroen Haen, quando o Atrium Lagoa for vendido, “avançam novos investimentos como o Atrium Liberdade, nas traseiras, na Rua da Liberdade, e outro em frente aos CTT”. “Nós queremos apartamentos e moradias, a preços acessíveis para a classe média, pois há procura. A minha experiência diz-me que se deve fazer um investimento para o ‘cliente certo’ e não ‘investir por investir’. Temos como objetivo alterar o nível de vida em Lagoa. É uma ambição grande, mas será vantajoso para todos”, resume. “Nos centros há possibilidade de mudar, de melhorar e revitalizar. Compramos as moradias velhas, remodela-los e torna-se um ciclo. Para apostar na revitalização de uma cidade é necessário dinheiro, mas sobretudo é necessária visão, paciência e tempo”, considera o empresário que há pelo menos uma década escolheu o Algarve para viver com a família. “Gosto de cidades com alma”, defende Jeroen Haen. E para o empresário o importante é que os habitantes de Lagoa consigam ter oportunidade de ficar na sua terra, para manter a identidade e a cultura do território.

Lagoa com potencial “Em novembro de 2018, comprei

da cidade velha de Amesterdão, na Holanda. Lá precisávamos de espaços para viver. O mesmo acontece em Lagoa, ainda que num outro nível, quando comparado com uma cidade com dois milhões de habitantes”, argumenta. É, porém, uma cidade que tem potencial, na visão do investidor, porque tem muito movimento. Foi nesta área de negócio que se juntou a outros investidores e avançou com diversos processos de reabilitação urbana em Portimão, como foi o caso do edifício

das razões que levou a que adquirisse a Palm Properties. É, contudo, em Lagoa que quer centrar os investimentos e o desenvolvimento imobiliário, tendo já alguns prédios antigos. “Uma imobiliária deve manter as coisas simples, por isso temos um sistema de comissões transparentes”, afirma. A Palm Properties conta com dois funcionários, tendo um número igual de colaboradores na imobiliária Carvoeiro Clube Real Estate, no Monte Carvoeiro. PUB


PUB


QUINTA-FEIRA, 27.06.2019 | Nº 104

14

// Desporto

TORNEIO CAMADAS MAIS JOVENS FORAM CAMPEÃS

Três títulos regionais para benjamins do Sporting Clube Lagoense Vitórias são motivação extra para continuarem na modalidade, aprendendo as várias disciplinas. ANA SOFIA VARELA

OS CAMPEÕES

“Senti-me feliz” “Quando soube que fiquei em primeiro lugar senti-me muito feliz. Os treinos compensaram. O que gosto mais é saltar barreiras, mas também aprecio os saltos. As barreiras não são muito difíceis porque são pequenas, as maiores dificuldades são no lançamento do vortex. Antes estava no ballet, mas depois quis sair e a minha mãe disse-me que era bom eu entrar no atletismo para fazer algum desporto. Andava sempre a correr! Disse-lhe que quando tivesse sete anos viria, e assim foi”. Letícia Silva • Benjamin A - 9 anos

Jovens acumularam mais pontos na soma de todas as jornadas Ana

Sofia Varela

O

s atletas mais pequenos do Sporting Clube Lagoense brilharam esta época ao conquistarem três títulos regionais no torneio de benjamins. Colocados à prova em diversas disciplinas do atletismo, durante os últimos fins de semana conseguiram os lugares de topo. Assim, Letícia Silva foi primeira classificada e campeã regional em benjamins A femininos, com um total de 418 pontos, enquanto Clara Glória foi vice-campeã regional no mesmo escalão com 407 pontos. Hélder Silva foi campeão regional e primeiro classificado nos benjamins B masculinos com 413 pontos. Segundo informação da Federação de Atletismo do Algarve, os prémios serão entregues na Taça do Algarve que se realiza no dia 7 de julho, na pista de Lagoa. O desafio nestas idades, conforme admite Paulo Neto, treinador há

“Pratico há dois anos”

mais de 20 anos desta modalidade, é mantê-los no atletismo, que é um desporto complicado. “Temos que conseguir motivá-los e cativá-los, porque, muitas vezes, os miúdos quando vão às provas, se não ficam bem classificados, querem desistir”, afirma.

Triunfos são incentivo As vitórias devem ser vistas como um incentivo e uma motivação extra para que continuem a treinar. “Estes pequenotes que aqui estão são muito dedicados aos treinos. Não faltam uma vez e os pais também colaboram. A ajuda dos pais é importantíssima”, considera o treinador do Sporting Clube Lagoense. A verdade é que os pequenos campeões participaram em várias jornadas do torneio regional, com provas de diversas disciplinas (salto, lançamento, velocidade, resistência, velocidade - barreiras -, estafetas), e em todas ficaram sempre nos três primeiros lugares.

A soma de todas as prestações apurou, assim, os vencedores que apesar de não serem títulos inéditos, nunca aconteceu serem “três de seguida”, assinala o responsável, que treina os 31 atletas do clube, desde os benjamins aos veteranos. “Agora o objetivo é continuarem, treinarem com dedicação, gostarem do atletismo e serem felizes. Se não trabalharem como fizeram este ano, podem não conseguir os títulos que ganharam nesta época”. “O nosso grupo é muito unido. E, neste momento, o mais importante para nós é a formação. Começar com estas camadas mais jovens e conseguir levá-los o mais longe possível dá-me satisfação ainda que goste de treinar todos”, admite. E os pequenos vencedores até dão exemplo aos outros atletas. Deste grupo de benjamins faz parte ainda Filipe Tomé, de nove anos, que começou a praticar há apenas quatro meses, mas que quer seguir o exemplo dos seus colegas campeões.

“Senti-me bem ao saber que fiquei em segundo lugar de todas as meninas da região no torneio. É muito bom e em primeiro lugar ficou uma colega minha também. Treino às terças, quartas e sextas-feiras, quase uma hora para ter estes resultados. O que gosto mais é o lançamento do vortex, que é tipo uma bola que se atira. No torneio senti mais dificuldade nos saltos”. Clara Glória • Benjamin A - 9 anos

“Fui o melhor de quase 50 atletas” “No próximo ano vou ser benjamim B de segundo ano. Ser campeão regional quer dizer que de todos os rapazes atletas do Algarve eu fiquei em primeiro, o que é muito bom. Senti orgulho e alegria. O que gostei mais foi o salto em comprimento e a que gosto menos é o lançamento do vortex. Não é que seja complicado, é que não dá ‘jeito’. Quero continuar a praticar, mas não quero seguir nenhuma disciplina em concreto. Acho que estou bem no atletismo e quero fazer de tudo um pouco. Comecei a praticar porque sou cheio de energia e como gostei da modalidade continuei." Hélder Silva • Benjamin B - 10 anos

D.R.

Escalão infantil de natação

LAC conquistou pódio em Troféu no Alentejo A equipa do Lagoa Académico Clube (LAC) conquistou no sábado, 22 de junho, o Troféu da Associação de Natação do Alentejo que se realizou em Aljustrel. Os atletas lagoenses somaram 216

pontos, o que os levou ao primeiro lugar do pódio, enquanto o Aminata Évora Clube de Natação obteve 185 pontos e o Núcleo Desportivo e Cultural de Odemira (NDCO) ficou em terceiro com

182 pontos. Destinada ao escalão de infantis, na competição promovida pela Associação do Alentejo participaram 114 atletas, 54 masculinos e 60 femininos, em representação de 10 clubes.


PUB

PUB


QUINTA-FEIRA, 27.06.2019 | Nº 104

16

// Desporto

ATLETISMO EQUIPA MASCULINA EM DESTAQUE

AABV na final da 3ª divisão nacional Marco histórico para o clube do Parchal.

A

equipa masculina de atletismo da Associação Académica da Bela Vista (AABV) conquistou um lugar na final do Campeonato Nacional de Clubes de Pista ao Ar Livre, que decorreu a 15 e 16 de junho na Pista de Atletismo de Faro. Desta forma, a AABV cumpriu com o principal objetivo da época ao conseguir apurar a equipa masculina para a final da 3ª Divisão, o que constitui um marco histórico para o clube e para o concelho de Lagoa. Também a Associação de Atletismo do Algarve alcança um feito ao ter três clubes a subir de divisão: Benfica de Faro (2ª divisão masculinos e femininos), Clube Oriental do Pechão (3ª divisão femininos) e Associação Acadé-

D.R

mica da Belavista (3ª divisão masculinos). Em bom plano esteva igualmente a equipa feminina da AABV, que por apenas 18 pontos não conseguiu apurar-se diretamente para a 3ª divisão. O evento foi ainda histórico para o clube pela obtenção de múltiplos recordes pessoais e mínimos de classificação para os campeonatos de Portugal.

Satisfação Em declarações ao Lagoa Informa, o presidente da AABV, Paulo Roberto, mostrou-se orgulhoso com os atletas e por um dos objetivos da época estar alcançado e aponta já as atenções para a final a disputar a 28 e 29 de julho, em Leiria. “Estamos muitos satisfeitos e os atletas estão de parabéns. Agora que está cumprido o objetivo do apuramento, queremos ser campeões. Se tudo correr bem e

A equipa vai agora disputar a final nos dias 28 e 29 de julho em Leiria estivermos ao nosso nível, acredito que podemos ser campeões. Há essa confiança por parte dos

atletas e dos técnicos”, salienta, destacando o valor da equipa. "Trabalhámos para isto e os

atletas deram o seu melhor. Estamos todos motivados para tentar fazer ainda melhor", acrescentou. PUB

ABERTO TODO O DIA

Tel: 282 423 377 | Tlm: 963704897 Porto de Pesca, Docapesca Parchal - Lagoa

Grelhados no Carvão Comida Tradicional Algarvia Garrafeira

GPS: 37º07’56.3’ ‘N 8º31’31.8’ ‘W


QUINTA-FEIRA, 27.06.2019 | Nº 104

Desporto //

17 D.R

COMPETIÇÃO ATLETAS EM PLANO DE EVIDÊNCIA

Judocas da ACD Ferragudo campeões do Algarve Em Setúbal D.R

Última etapa realizada em Lagoa.

David Silva campeão de Desporto Escolar

O

s atletas Tiago Feliciano (cadetes - 60kg), Simão Reis (juvenis - 50kg) e João Roque (iniciados - 50kg) sagraram-se campeões regionais do Algarve a 15 de junho, na competição que decorreu no Pavilhão Jacinto Correia, em Lagoa. “Este resultado é fruto do trabalho desenvolvido na modalidade desde há cinco anos, pelo técnico Filipe Santos com o apoio da coletividade, dos pais dos atletas e a dedicação destes nossos atletas judocas”, refere a associação em comunicado. O judo da ACD Ferragudo está de parabéns com a obtenção destes três títulos.

Os três atletas apresentaram-se ao seu melhor nível e conquistaram o ambicionado título A Associação Distrital de Judo do Algarve organizou este

ano a prova em três etapas. A última decorreu em Lagoa e ser-

viu para consagrar os agora campeões regionais.

David Silva, atleta do clube Universo dos Mistérios, sagrou-se campeão nacional de badminton de Desporto Escolar, ao derrotar na final o atleta do Cacém, Rodrigo Dias. Tratou-se de uma competição de várias modalidades desportivas do escalão de juvenis, realizada em Setúbal. David sagrou-se ainda campeão nacional coletivo juntamente com o atleta estombarense Miguel Paias, em representação da Escola Secundária Poeta António Aleixo de Portimão. O badminton é depois do futsal, a segunda modalidade mais praticada no desporto escolar nacional. PUB


QUINTA-FEIRA, 27.06.2019 | Nº 104

18

// Cultura

TRADIÇÕES 6ª EDIÇÃO DO EVENTO REALIZA-SE ENTRE 4 E 7 DE JULHO

Lagoa rende-se ao Mediterrâneo no Mercado de Culturas Entre as 19h00 e as 00h30, milhares de velas, diferentes e exóticos expositores diversos espetáculos mostram costumes diferentes. CM LAGOA

As cerca de dez mil velas espalhadas pelas ruas são um dos atrativos

A

s Culturas do Mediterrâneo vão estar em destaque na 6ª edição do Mercado de Culturas…à Luz das Velas, que decorre entre 4 a 7 de julho 2019, a partir das 19h00, no Convento de S. José e ruas circundantes. Música, dança, gastronomia e artesanato são os principais atrativos do evento que tem entrada livre. Durante quatro dias, cerca de 60 artesãos de várias culturas e religiões do mundo irão conviver em harmonia e mostrar aos visitantes as suas tradições e artes. A presença de Terra Taranta (Itália), Christos Kanellos (Grécia), Helena Madeira (Portugal),

El Laff (Marrocos/Espanha) e Lafra (Croácia/Bulgária/Eslovénia), será um dos pontos altos da animação musical, segundo divulga a organização. De destacar ainda a presença de um grupo de músicos e gigantones que irão deambular pelas ruas da cidade e também de Rita Sales reconhecida declamadora de contos do Mediterrâneo. A sala de exposições do Convento de S. José vai contar com uma mostra de ‘Instrumentos Musicais com História’. Além da exposição, haverá três momentos diários de demonstrações musicais e explicativas de cada instru-

mento. A gastronomia terá também um papel importante neste evento e os claustros do convento vão transformar-se numa ‘Taberna Andaluza’, com iguarias típicas do sul de Espanha. A novidade nesta edição será a criação de três ruas temáticas: Árabe, de África e do Oriente, além de uma área dedicada às plantas aromáticas do Mediterrâneo. Como habitualmente, todos os dias, serão acendidas milhares de velas, com as quais serão desenhados 40 símbolos relacionados com as religiões, gastronomia, literatura, arquitetura e mitologia do Mediterrâneo. PUB


PUB

Ăšnica - Adega Cooporativa do algarve, C.R.L. E.N 125 - 8400-901 Lagoa Algarve Tel:. 282 342 181 | adega.algarve@sapo.pt PUB


PUB


QUINTA-FEIRA, 27.06.2019 | Nº 104

Opinião //

21

Lembretes

João Reis Professor

Já se passou um mês sobre as eleições para o Parlamento Europeu. Nesta altura, os nossos eleitos já terão tomado posse do seu cargo e estarão a preparar-se para, com os seus colegas dos outros países europeus, ajudarem a levar a União Europeia, a “bom porto”; deseja-se que o façam com entusiasmo e convicções num tempo que não se adivinha fácil mercê de movimentos estranhamente (?) interessados em separatismos egoístas. A política e a comunicação social correm tão aceleradamente que, neste mês, não voltámos a ler ou ouvir referências àquele acto eleitoral. Também, nós, somos assim, de curta memória: - “Passou...passou!!!”. Tenho, por isso, que concordar com um caro amigo meu, militante activo do partido vencedor, que, no dia seguinte, conversando-se sobre os resultados, “profetizava” que “daqui até às legislativas, a abstenção ficará esquecida”. É verdade; só decorreu um mês... e já o está.

E, no entanto, é (ou deveria ser) um tema de grande importância pela gravidade que comporta - 70% de abstenções significam que 7 em cada 10 potenciais eleitores declinaram o seu direito de votar, isto é, marimbaram-se para o assunto, seu direito mas,

POR OUTRO LADO, no que aos partidos diz respeito, aquele grau de abstenção também provocou alguma “confusão”. Foi estranho que os vencedores festejassem tão efusivamente a vitória, não notando que, feitas as “contas certas”, os 32% dos 30% dos

Perante tal abstenção e suas consequências é, pois, de esperar e desejar que os “pê-èsses”, os “pê-essedês” e os outros “pês” se debrucem sobre a necessidade de tomarem medidas que corrijam esta desconfiada relação... também, seu dever de CIDADÃOS que “acham que são”. Pensarão que, assim - não escolhendo, não optando, não participando (mas sempre reclamando e exigindo...) demonstram a sua insatisfação e/ou falta de confiança nos partidos e seus candidatos. Parece-me, porém, mais eficaz, mais leal e mais cívico se forem até às urnas e votarem em branco ou anularem o seu voto. Ao menos, apresentam-se e “manifestam a sua opinião”.

eleitores que não se abstiveram, constituem APENAS 9% da TOTALIDADE dos eleitores recenseados. Acho muito pouco para se arvorarem representativos de uma qualquer maioria... Perante tal abstenção e suas consequências é, pois, de esperar e desejar que os “pê-èsses”, os “pê-essedês” e os outros “pês” se debrucem sobre a necessidade de tomarem medidas que corrijam esta desconfiada relação

entre eleitos e eleitores ou entre candidatos e população. Em favor da Democracia... ----xxx----xxx--2 - Embora as tecnologias de informação nos tragam, com impressionante rapidez, novas formas de transmitir notícias, ainda há quem se delicie com a leitura de jornais. E, quando se trata de jornais locais, aquela leitura ainda fica mais agradável. As notícias não chegarão tão rapidamente como pelas tv’s ou pelas redes sociais mas chegam-nos as notícias da nossa terra, das nossas gentes, das pessoas e sítios que nós conhecemos, das empresas e clubes locais, dos responsáveis políticos, etc. - “a prata da casa”... Fazem falta, pois. Há 4 anos que o Lagoa informa vem fazendo esse trabalho que, imagino, não deverá ser fácil para o seu director e sua equipa. Por isso, PARABÉNS PELO ANIVERSÁRIO! Força Rui! Felicidades!

Lúpus: desmistificar a doença para o mundo

Dr. António Marinho Internista e Coordenador do NEDAI (Núcleo de Estudos de doenças Autoimunes)

O Lúpus Eritematoso Sistémico (LES), comumente conhecido apenas como Lúpus, é uma conectivite (doença do colagénio) sistémica difusa do tecido conjuntivo, muito conhecida da população, mas com muitos mitos e informações enganosas, o que traz uma responsabilidade acrescida à comunidade médica em abordar e esclarecer esta temática. Para isso, desenvolvemos um conjunto de afirmações que nos parecem corresponder a dúvidas e erros comuns: O LES é sempre uma doença grave com diminuição da sobrevida Felizmente a maioria dos doentes com Lúpus Eritematoso Sistémico têm a doença limitada à pele e articulações, de fácil controlo e sem impacto significativo no seu futuro. Para que isso se mantenha existem regras básicas, nomeadamente cumprir a medicação e ter hábitos de vida saudáveis, em particular a evicção (privação) da exposição solar e do consumo de tabaco. O tratamento é difícil, pouco eficaz e inclui doses elevadas de corticoides Existem doentes com LES que necessitam de corticoides (grupo de hormonas esteroides) em altas doses, nomeadamente nas manifestações renais, hematológicas e neuropsiquiátricas. No entanto, os esquemas têm doses cada vez menores e por um período de tempo mais curto. Por outro

lado, nas formas ligeiras de Lúpus, as doses são baixas ou até podem ser dis-

tram uma clara relação dos surtos graves com o facto de não se cumprir

(...) a hidroxicloroquina deveria ser prescrita a todos os doentes com Lúpus. Previne as suas formas graves, é eficaz no controlo articular e cutâneo, reduz o risco vascular e globalmente aumenta a sobrevida dos doentes... pensadas. É necessário salientar que a maioria das dificuldades de controlo da doença estão relacionadas com a baixa adesão à medicação, uma vez que muitos doentes não tomam os corticoides nas doses prescritas, não tomam hidroxicloroquina (um dos medicamentos utilizados para o tratamento do LES), e não cumprem as restrições necessárias. É nossa obrigação salientar que o incumprimento da medicação é a principal causa do mau controlo da doença. A hidroxicloroquina é muito tóxica De uma forma geral, a hidroxicloroquina deveria ser prescrita a todos os doentes com Lúpus. Previne as suas formas graves, é eficaz no controlo articular e cutâneo, reduz o risco vascular e globalmente aumenta a sobrevida dos doentes com esta doença. O medo da toxicidade oftalmológica é infundado desde que se usem doses até 5 mg/kg/dia (por exemplo, se o paciente pesar 50 quilos, deverá tomar até 250 miligramas do medicamento por dia). Os estudos demons-

o antimalárico hidroxicloroquina. A gravidez no lúpus é de risco muito elevado e a medicação deve ser suspensa Efetivamente a gravidez em mulheres com Lúpus Eritematoso Sistémico pode, por vezes, ser um desafio complicado. Porém, se a gravidez ocorrer numa fase calma da doença, esta pode ser totalmente segura, desde que acompanhada por equipas multidisciplinares experientes. Um dos erros comuns é pensar que as medicações devem ser suspensas, contudo deve ocorrer o oposto: estas devem ser mantidas, pois aumentam o sucesso

de uma gravidez bem-sucedida, em especial a hidroxicloroquina. Anticoncepção com estroprogestativo é contraindicada A pílula convencional só deve ser contraindicada em doentes com anticorpos positivos para a síndrome anti fosfolipídico, pois aumenta o risco trombótico. Existem novos tratamentos inovadores muito eficazes A maioria dos tratamentos ditos convencionais são muito eficazes e apenas um tratamento inovador foi aprovado nos últimos 30 anos, o Belimumab. No entanto, este só está aprovado para formas específicas de Lúpus em alta atividade. Para o Dia Mundial do Lúpus, a mensagem que gostaria de passar passa pelo cumprimento rigoroso da terapêutica e da adoção de estilos de vida saudável, pois estes continuam a ser a base do tratamento e de um melhor prognóstico. PUB


QUINTA-FEIRA, 27.06.2019 | Nº 104

22

// Opinião Ao sul … Evolução do desporto Afinal não evoluiu nada o desporto!

Carlos Gordinho Professor

Há 20 anos, quando iniciei um percurso académico superior e fui educado e incentivado a ter uma postura de análise, mais crítica e mais interventiva, perante o fenómeno desportivo, várias vezes fomos confrontados com os valores e atitudes promovidos e que proliferavam no desporto e a falta e deficiência do mesmo, na altura. Passados estes anos todos, confronto-me com mesmos problemas que discutia há vinte anos. Então para onde é que evoluiu este desporto? Evoluiu provavelmente no sentido que menos interessa. No sentido humano, o desporto de hoje fica muito aquém do que praticávamos há 20 anos. É extremamente frustrante continuar a assistir nos recintos de treino e de jogos, ver jovens atletas a chorar e a não se respeitarem uns aos outros; treinadores a não conseguirem equilíbrios e inteligências emocionais e competitivas, agarrados ao seu ego

e a utilizarem outros para se valorizarem, pedagogias da repressão, do grito e berro, da penalização à falha, não percebendo que a falha é um elemento do processo de aprendizagem; dirigentes sem postura, sem perfil e sem foco no processo de formação e desenvolvimento; pais que não respeitam os seus filhos e os dos outros, demonstrando muita dificuldade em

fa que escolheram participar e para além destes, a falta de respeito e organização das entidades organizadoras e de apoio às organizações desportivas, nomeadamente, organização de jogos e campeonatos. Iludi-me que volvidos todos estes anos, o desporto iria buscar alguns princípios ou iria manter alguns prin-

… ver jovens atletas a chorar e a não se respeitarem uns aos outros; treinadores a não conseguirem equilíbrios e inteligências emocionais, agarrados ao seu ego e a utilizarem pedagogias da repressão, do grito e berro, (...); dirigentes sem postura, sem perfil e sem foco no processo de formação (...); pais que não respeitam os seus filhos e os dos outros… saber estar; árbitros (quando os há), que demonstram alguma dificuldade de gestão, personalidade, liderança para a complicadíssima e difícil tare-

cípios primordiais e hoje tivesse mais respeito e atenção ao desenvolvimento humano, mas não. Chego à triste conclusão de que este não evoluiu no

sentido humano, arriscando mesmo afirmar que possa até ter regredido bastante neste âmbito. O desenvolvimento do jovem ser humano, na sua dimensão e globalidade, parece não ser a principal razão deste fenómeno do desporto e prática desportiva federada. Estamos a colher o fruto de uma sociedade desumanizada, alheia a determinados valores de extrema importância para a construção e equilíbrio deste nosso cosmos. Sociedade alimentada de consumismos, de êxito imediato e à força, de egocentrismos exagerados e soberbos, de sede de evidência e de fraco poder. Falta olhar numa perspetiva de 360º, faz falta pensar global, faz falta pensar no todo. Deixem-me salvaguardar aqui, que quando me refiro a desporto, engane-se aquele que pensa que isto apenas e só acontece na modalidade de futebol. Não é verdade!

OPINIÃO Viver o Associativismo como VOCAÇÃO para servir verdadeiramente toda a pessoa e a pessoa toda

Agostinho Custódio Professor

O Associativismo Recreativo, Cultural e Desportivo aparece em todo o lado: no meio rural e urbano; nas cidades e nas aldeias; no Norte e no Sul; nas ditaduras e democracias; nas classes ricas e pobres. É, sem dúvida algo que está presente em todas as sociedades e em todos os tempos. De certo modo, parece que faz parte do nosso ADN. Daí, a questão: - Será que o Associativismo tem substância própria ou é apenas fruto de meras circunstâncias e/ou de algumas pessoas que se servem dele para chegar à política ou outros patamares em que imperam interesses políticos, económicos ou profissionais? A meu ver, não tem mal nenhum que o Associativismo sirva de trampolim para a vida e que as Coletividades tenham sido uma mais-valia na ascensão política de alguns. Acredito mesmo que o Associativismo bem vivido (em serviço e desprendimento) é um bom meio de formação humana e política. O que questiono é se o Associativismo não terá conteúdo próprio, uma mística genuína e uma razão de ser única e insubstituível. Apesar da diversidade de personalidade dos Dirigentes Associativos, há, sem dúvida, aqueles que, ao longo da vida, tiveram uma dedicação enorme à sua Coletividade, revelando sempre grande empenho, honestidade e desprendimento. São pessoas simples e

discretas que colocam os interesses das Coletividades em primeiro lugar,

Acredito mesmo que o Associativismo bem vivido (em serviço e desprendimento) é um bom meio de formação humana e política. muitas vezes em prejuízo da sua vida familiar e profissional. Estas pessoas certamente encontraram razões de vida muito profundas no Associativismo, vivendo-o 24 horas por dia e 7 dias por semana. Não será caso para dizer que há uma mística associativa de natureza vocacional que os impele a levar por diante, com todas as suas forças, a sua missão? Com as palavras “Mística” e “Vocação” refiro-me não a uma contemplação do Divino mas a uma devoção, uma entrega de corpo e alma aos ideais que devem nortear o Associativismo: - Promoção integral da pessoa humana; - Elevação do padrão moral da nossa sociedade; - Restauração e respeito pelo nosso Património cultural e ambiental. A palavra VOCAÇÃO vem do verbo

vocare e significa CHAMAR. Sentir vocação associativa é muito mais de que ter jeito para uma atividade e gosto em realizá-la. Sentimo-nos chamados a realizar a Missão atrás referida. Quem sente o CHAMAMENTO para a vida associativa, pode aceitar o convite ou não. A vocação requer liberdade pessoal para aceitar e viver, embora só nos exija o que sejamos capazes de fazer com as nossas limitadas capacidades. Dizer sim, deve ser fruto de um amadurecimento que devemos fazer como pessoa e cidadão. A vocação é uma descoberta sobre o sentido da

nossa existência pessoal e coletiva. Esta vocação como serviço aos outros deve estar presente em tudo: num jornal; numa autarquia; num ministério. Quem vive e partilha estes grandes valores humanos, ao contrário de outras coisas, multiplica-os no presente e no futuro e transforma qualitativamente a nossa vida pessoal e social. Só um forte impulso vocacional nos fará sair do nosso egoísmo, consumismo e preguiça, e potenciará tudo o que temos e somos para a realização dos grandes ideais da humanidade.

PUB

LAGOA Rua Dr. Fonseca de Almeida,13 Telf. 282 352 518 | Tlm. 961 958 978


QUINTA-FEIRA, 27.06.2019 | Nº 104

Diversos // Marque na sua agenda…

CLASSIFICADOS

Cantinho da Poesia NELES E NELAS

28 A 30 JUNHO - 20H00 ÀS 2H00 Lagoa Jazz Fest Sítio das Fontes - Estômbar

Neles, aos vinte anos, é andar vigoroso, peito-feito, garboso! Como um barco emproado, desfraldado ao vento. Como um potro, ora empinado e aos saltos, ora correndo.

29 JUNHO - 8H00 ÀS 13H00 Mercado Lagoa Bio Rua Coronel Figueiredo e Praça da República

Roupa justa para realçar os altos e os inchaços.

4 A 7 JULHO - 19H00 À 1H00 Mercado de Culturas... à Luz das Velas Convento de S. José e ruas circundantes

Aos cinquenta anos, é andar vagaroso, peito encovado, joelhos rangentes. Roupa larga para disfarçar os pneus, os papos e outras saliências persistentes omnipresentes.

4 E 11 JULHO - 20H45 Caminhada / Corrida ao luar Dia 4: Lagoa (Pavilhão Municipal) Dia 11: Porches (Largo da Igreja da Sra. da Rocha)

Entre-folhos encolhidos, envergonhados e engelhados.

4 A 11 JULHO - 17H30 Oficina de Tango Biblioteca Municipal de Lagoa

Aos sessenta anos? Não sei. Ainda lá não cheguei. Esperem que se eu lá chegar, um dia direi.

7 JULHO Taça do Algarve - Atletismo Pista do Estádio da Bela Vista

Nelas, aos vinte anos, há coisa húmida e quentinha, que aos cinquenta é seca áspera como lixa ou cortiça.

Contactos Úteis CENTROS DE SAÚDE LAGOA

282 340 370

CARVOEIRO

282 357 320

PORCHES

282 381 005

ESTÔMBAR

282 432 665

PARCHAL

282 418 081

FERRAGUDO

282 461 361

URGÊNCIAS NÚM. NACIONAL SOCORRO

112

BOMBEIROS VOL. LAGOA

282 352 888

GNR LAGOA

282 380 190

GNR CARVOEIRO

282 356 460

PIQUETE DE ÁGUAS

964 423 244

Nelas, crescem marmelos hirtos, empinados e rijos. Que depois se transformam em gelatinosas melancias, vizinhas de pregas de banhas a baloiçar. E eis que neles e nelas aos cinquenta é que são elas! Salvo raras excepções é assim a vida ao natural. Tudo passa. Tudo passará. E nada fica. Nada ficará. Deixemo-nos de ilusões. Tudo o mais é artificial. Carminho de Carvalho ‘Crematório de Consciências’ junho de 2011

1 A 6 JULHO LAGOA 7 JULHO AMPARO LAGOA 8 A 11 JULHO JOSÉ MACETA

PRECISA-SE

PRECISA-SE

Precisa-se empregado/a de mesa Restaurante Mirage - Pizzas e Pastas em Carvoeiro Entrada imediata. Contactar: 924 256 294

PRECISA-SE Precisa-se colaborador(a) para área de Animação turística com ou sem experiência Requisitos: dinâmico e com gosto pelo trabalho em equipa, com conhecimento de línguas Inglês, Francês ou Espanhol. Para marcação de entrevista contactar através do telemóvel 961 471 484 ou do email: geral@apreciarte.pt

PRECISA-SE A firma João Raposo está a recrutar designer e montador de anúncios Requisitos: falar inglês, ser assíduo e pontual, gostar de trabalhar em equipa Marcação de entrevista: 282 341 255

PRECISA-SE Procura-se condutores Tuk-Tuk em part-time... que seja dinâmico(a) e saiba a língua inglesa Mais informações 964 723 144

PRECISA-SE

Rececionista - Part time Castelo Guest House Estamos a recrutar rececionista, para horário diurno. Deverá falar Português e Inglês e ter conhecimentos gerais de informática na ótica do utilizador. Contacto: 919 729 259

PRECISA-SE Instalador de ar condicionado Zona de Lagoa Remuneração acima da média Contacto 919 365 996 vivaldo@sacl.net

PRECISA-SE PG’S – Centro de Jardinagem Precisa de jardineiro com ou sem experiência. Entrada imediata. Contactar: 916 846 990

PROCURA Part-Time | Ajudante de cozinha ou copa Senhora procura trabalho em part-time, a partir das 18h00. Disponibilidade imediata. Telf: 920 041 656

PROCURA Rapaz jovem procura trabalho como armador de ferro em construção civil. Disponibilidade imediata. Contacto: 920 049 453

DIVERSOS Aulas de Canto - Carvoeiro Para todas as idades, iniciação e avançado, primeira aula gratuita. Contacto 930 575 499 PUB

FARMÁCIAS COM SERVIÇO NOTURNO

30 JUNHO JOSÉ MACETA

Está à procura de emprego? Ou é empresário e procura um funcionário? Então está no lugar certo. O Lagoa Informa disponibiliza um espaço de anúncios gratuitos de emprego para quem procura trabalho ou para as empresas que procuram trabalhadores. Para colocar o anúncio basta enviar email para lagoainforma@gmail.com.

Empregado/a de mesa e de cozinha Restaurante Barca Nova, no Parchal. Entrada imediata Contacto: 963 704 897 PUB

28 E 29 JUNHO VIEIRA SANTOS

23

Real Estate

PROFICIÊNCIA LDA.

IMOBILIÁRIA

Bookkeepers, Accountants & Tax Advisers

José Santos

(+351) 938 738 073 (+351) 282 071 784

Tlm. 919 710 153 Rua Fonseca de Almeida, 23 8400-346 Lagoa, Algarve

info@imobrunoboto.com | www.imobrunoboto.com

henricat@mail.telepac.pt

Rua Afonso de Albuquerque, n. 1, loja A, 8400-249 FERRAGUDO

Tel. 282 341 261· Fax 282 342 494 Licença nº. 14524-AMI | NIPC 510 221 742


PUB

Rua Dr. Ernesto Cabrita, Edifício Vales Loja B - 8400-387 Lagoa

282 356 440/ 969 149 138 lagoa@t-informatica.com www.t-informatica.com

27 de junho de 2019 - Quinta-feira

EVENTO MARCHAS FORAM NOVIDADE NO 'WINE SHOW'

A fechar...

Fado e vinho aqueceram noites

CM LAGOA

Centro da cidade recebeu milhares de pessoas. FOTOS: CM LAGOA

Lagoa Jazz começa amanhã Tem início amanhã, 28 de junho, mais uma edição do festival Lagoa Jazz, que se prolonga até ao próximo domingo, dia 30, no Sítio das Fontes, em Estômbar. ‘Tales From Michael’, um trio francês constituído por André Charlier, Benoît Sourisse e Louis Winsberg atuam no primeiro dia do evento. Seguem-se, no sábado, as atuações dos russos LRK Trio e do norte-americano J.D. Walter. A encerrar a edição de 2019 do Lagoa Jazz, no domingo, estão agendados os concertos com os portugueses Cláudio Alves e Gonçalo Sousa 'Pela Rua Fora' e o espetáculo ‘Tres Mundos’, protagonizado por Taufic (Brasil), Beccalossi (Itália) e Buschini (Argentina). Os concertos começam às 22h00 e os bilhetes custam dez euros. As portas do recinto abrem às 19h00 e, além da área de concertos, o espaço conta com uma zona lounge, música ambiente e uma área de restauração.

Foi muita a animação e as marchas ajudaram à festa

A

o segundo ano na Rua Coronel Figueiredo, o ‘Lagoa Wine Show’ voltou a contar com a visita de milhares de pessoas, entre 20 e 22 de junho. Nem as noites mais frescas afastaram o público do bom fado que ali se ouviu, dos ótimos vinhos que se provaram e de um ambiente agradável e a ‘cheirar’ a Verão. O ‘fado à janela’ foi um dos ingredientes que gerou surpresa e alguma magia junto das pessoas, com um fadista no primeiro andar de uma varanda a cantar alguns temas bem conhecidos. Momentos de demonstração de culinária e espaços com alguma gastronomia promoveram o convívio e encontro entre as pessoas, com as habituais provas de vinhos pelo meio. Gisela João foi um dos pontos altos

Autarquia reforça recolha de lixo A Câmara Municipal de Lagoa vai investir cerca de 200 mil euros no reforço da recolha de lixo durante o Verão. A autarquia assinou contrato com a empresa Ecoambiente, que se compromete a reforçar a recolha nos meses de julho, agosto e setembro no concelho. Durante esse período, a empresa vai proceder à realização diária de quatro circuitos de recolha de resíduos urbanos indiferenciados, sete dias por semana, em horário noturno, com uma duração mínima de sete horas.

Porches recebe Festival do Caracol

Milhares de pessoas estiveram nos três dias do evento da primeira noite, num espetáculo que conquistou o público. A lagoense Luana Velasques foi uma das atrações do segundo dia e voltou a mostrar talento e uma maior maturidade no seu fado.

Seguiu-se Marco Rodrigues numa noite de sexta-feira ainda com mais gente nas ruas. A fechar a edição de 2019 do ‘Wine Show’, Maria Emília protagonizou um dos melhores concertos do evento.

O caracol volta a ser o petisco de eleição em Porches no mês de julho. Entre os dias 12 e 14, junto ao polidesportivo, decorre mais uma edição do Festival do Caracol, evento que conta já com 15 anos. Música ao vivo e diferentes petiscos são os ingredientes desta festa. As portas abrem às 19h30 e a entrada é gratuita.

PUB

PUB

Clínica Veterinária

Consultas

Dra. Cristina Mosteias

Cirurgia Análises Clínicas Ortopedia

Agricultura e Jardinagem

Imagiologia (Rx, Eco)

Agriculture and Gardening

O ��� p�r���r� n� a��i��l��r� RAÇÕES · CEREAIS · ADUBOS · TURFAS · ESTRUME PESTICIDAS · REDES · MADEIRAS TRATADAS· FERRAMENTAS EQUIP. PECUÁRIA · PRODUTOS PARA PISCINA

Lagoa · Lagos · Odiáxere www.sanipina.com Tel: 282 341 742

Marcações: +351 282 185 058 paws.clawsclinicavet@gmail.com

Urgências - 966 982 904 Horário: Segunda a Sexta 10h-13h e 16h-19:30h Sábado 9:30h - 13:30h

Rua Município São Domingos, Lote 5 R/C dto. | 8400-415 Lagoa

Profile for Algarve Vivo

Lagoa Informa nº104 - 27_06_2019  

Lagoa Informa nº104 - 27_06_2019  

Advertisement