Issuu on Google+

Rui Medinas é o candidato do PS à Câmara

Página 1 de 1

Rui Medinas é o candidato do PS à Câmara Não era nada que não fosse previsível, mas agora já esta assente.

Rui Medinas é candidato apontado pela estrutura local do PS para substituir Veiga Maltez no cadeirão da presidência da Câmara goleganense. A decisão da comissão política concelhia do Partido Socialista foi divulgada por comunicado datado de 29 de Dezembro mas anunciada aos “goleganeneses, azinhaguenses e pombalinhenses” uma semana antes do Natal, num postal de boas festas depositado em todas as caixas do correio. Segundo o dito, houve consenso e unanimidade na escolha de Rui Medinas, que não hesitou em aceitar a indigitação e apontou como linhas orientadoras da sua candidatura, o dever de cidadania, a experiência a estabilidade, o acreditar na marca Golegã, e um rumo de rigor nas finanças autárquicas. Actual vice-presidente no executivo de José Veiga Maltez, o candidato socialista ouviu os elogios do presidente da Câmara ainda em funções que considerou acertada a escolha e que Rui Medinas revelou as suas qualidades como vice-presidente desde 2005, com a responsabilidade dos pelouros da acção social e do ambiente e também na gestão administrativa e financeira do município. “Não estamos em tempo de ensaios, de experimentações e de novas aprendizagens. A experiência que Rui Medinas adquiriu é uma mais-valia incontestável para contornar as vicissitudes que se avizinham. O saber e a noção que tem sobre a realidade da nossa comunidade são factores preponderantes para que todos nós apostemos na sua eleição a fim da Golegã, concelho, desde São Caetano ao Pombalinho, que agora se nos junta, continue na rota do progresso e do desenvolvimento, propiciando a quem nele viva a qualidade merecida e própria do seculo XXI”, disse Veiga Maltez para reforçar o apoio a Rui Medinas.

http://oriachense.pt/index.php?view=article&catid=36:noticias&id=1144:rui-medinas-... 22/04/2013


Página Web 1 de 2

Publicado em entroncamentoonline.pt (http://entroncamentoonline.pt/portal) Início > Rui Medinas é o candidato do PS à Câmara Municipal da Golegã

Rui Medinas é o candidato do PS à Câmara Municipal da Golegã Enviado por entron em Ter, 01/01/2013 - 18:49 Autárquicas 2013 Autor: Redação Imagem de Referência: Rui Medinas.jpg [1] A Comissão Política Concelhia do Partido Socialista da Golegã, escolheu Rui Lince Medinas, atual vereador, para candidato do partido à Câmara Municipal, nas próximas eleições autárquicas, que se realizarão em Outubro de 2013. A Comissão Política Concelhia do Partido Socialista da Golegã, escolheu Rui Lince Medinas, atual vereador, para candidato do partido à Câmara Municipal, nas próximas eleições autárquicas, que se realizarão em Outubro de 2013.

Após a sua eleição por unanimidade, Rui Lince Medinas começou por referir-se de forma elogiosa ao processo interno que envolveu militantes, eleitos locais e cidadãos independentes, sinal evidente de uma abertura sem precedentes na escolha de candidatos a cargos políticos, dizendo de seguida, que: “sinto-me muito honrado com a indigitação para liderar os destinos do nosso Concelho nos próximos quatro anos e que a confiança em mim depositada sustentasse, certamente, entre outros, no trabalho que venho desenvolvendo e na experiência acumulada que vim adquirindo”.

Disse ainda “estar certo que a decisão agora tomada considerou também os desejos, as vontades e os anseios de muitos dos cidadãos do Concelho, principalmente daqueles que ao longo dos últimos quinze anos se habituaram e se orgulham de viver num Concelho com excelente qualidade de vida, que se prestigiou e notabilizou entre os seus pares, não desejando, seguramente, voltar a um passado não muito distante que, por imperativo de consciência, deverá estar sempre presente na nossa memória colectiva”.

Consciente das responsabilidades que tal desafio acarreta, sobretudo num momento difícil que o país atravessa, disse a todos os presentes que “com tranquilidade e serenidade, aceitei, sem hesitações, ser candidato a Presidente de Câmara pelo Partido Socialista nas próximas eleições autárquicas”.

Rui Lince Medinas enumerou de seguida as razões mais relevantes que estiveram na base da decisão que tomou:

• “O dever de cidadania, sobretudo, numa conjuntura extremamente difícil para o país e para o Poder Local em particular, que reclama por isso disponibilidade total para servir o nosso Concelho”.

• “A experiência e estabilidade, pelos conhecimentos e competências adquiridas, como é óbvio, ao longo de mais de duas décadas de percurso académico, profissional e autárquico, que são certamente um valor acrescentado num contexto regional, nacional e internacional”.

• “O acreditar na “marca” Golegã que, ao preservar a identidade e a história, fatores da sua diferenciação e da sua mais-valia, colocada ao dispor de uma visão renovada, potenciará todos os recursos endógenos do Concelho (património material e imaterial, o espaço rural, a agroindústria, comércio e serviços, enfim, as pessoas!), e um “ecossistema” de empreendedorismo/inovação, propiciando à Golegã Concelho a continuidade e a renovação do fôlego de desenvolvimento e de prosperidade”.

• “A prossecução do rumo de rigor nas finanças autárquicas, que entendo ser absolutamente determinante e estratégico, de modo a manter a independência e soberania programáticas e a autonomia fiscal. Só assim, poderemos perspectivar, no futuro, um território socialmente coeso e economicamente competitivo, gerador de novas oportunidades e apelativo ao investimento, quer dos residentes, quer dos não residentes”.

E definiu o objectivo: “Vencer 2013”. A este propósito referiu que “o investimento nas pessoas, realizado ao longo dos últimos quinze anos, confere ao Partido Socialista a mais-valia de uma relação de proximidade com os cidadãos do Concelho, acrescentando ainda o capital de experiência e de estabilidade que os autarcas do PS certamente “emprestarão ” a um

http://entroncamentoonline.pt/portal/print/3677

01-01-2013


Página Web 2 de 2

projeto sustentável e ambicioso”.

Após o ato eleitoral, o actual Presidente de Câmara, José Veiga Maltez, cumprimentou todos os presentes e congratulou a Comissão Política Concelhia pela indigitação de Rui Lince Medinas, dizendo a esse propósito o seguinte: “A continuidade pode não ser sempre pertinente. No caso da Golegã, Concelho é oportuna e desejável! O Senhor Eng.º. Rui Lince Medinas, atual VicePresidente da Câmara Municipal da Golegã é a pessoa melhor preparada dentro da atual conjuntura sócio-político económica para liderar os desígnios do nosso Concelho. Autarca há quase duas décadas, integrando o Executivo Municipal desde 2005, com a responsabilidade total de pelouros de grande relevância como a Ação Social e o Ambiente, entre outros, e com forte implicação na gestão administrativa e financeira, demonstrou um empenho e dedicação, co-determinantes para a atual estabilidade e reconhecido rigor das nossas finanças autárquicas.”

Sobre o perfil do candidato, e face ao atual momento que o país atravessa, José Veiga Maltez disse ainda: “Não estamos em tempos de ensaios, de experimentações e de novas aprendizagens! O perfil e o percurso do candidato Eng.º. Rui Medinas é também fruto de um investimento dos cidadãos do Concelho ao elegerem-no há cerca de uma década atrás, pois interiorizou, absorveu e digeriu conhecimentos, contactos, resoluções e empreendimentos. A experiência que adquiriu é uma mais-valia incontestável para contornar as vicissitudes que se avizinham. O saber e noção que tem sobre a realidade da nossa comunidade são fatores preponderantes para que todos nós apostemos na sua eleição, a fim da Golegã, Concelho, desde São Caetano ao Pombalinho, que agora se nos junta, continue na rota do progresso e do desenvolvimento, propiciando a quem nele vive a qualidade merecida e própria do século XXI.”

Golegã [2] URL de origem: http://entroncamentoonline.pt/portal/artigo/rui-medinas-%C3%A9-o-candidato-do-ps-%C3%A0-c%C3%A2mara Ligações: [1] http://entroncamentoonline.pt/portal/sites/default/files/Rui Medinas.jpg [2] http://entroncamentoonline.pt/portal/categoria/goleg%C3%A3

http://entroncamentoonline.pt/portal/print/3677

01-01-2013


Jornal Torrejano - OnLine

Página 1 de 1

Sociedade

Golegã: Rui Medinas é candidato socialista à câmara municipal O número dois de José Veiga Maltez, o actual presidente da Câmara Municipal da Golegã, é o candidato do Partido Socialista às próximas eleições autárquicas. A decisão foi tomada no passado dia 17 de Dezembro, após reunião da comissão política concelhia, que tinha como ponto único de discussão a designação do candidato a presidente de câmara. Rui Lince Medinas foi, segundo aquela estrutura partidária, aclamado por unanimidade, tendo na altura manifestado a sua inteira satisfação e honra com a indigitação para liderar os destinos do concelho nos próximos quatro anos. Disse ainda estar certo de que a decisão tomada considerou também os desejos, as vontades e os anseios de muitos dos cidadãos do concelho, principalmente dos que ao longo dos últimos quinze anos se habituaram a viver num município ”com excelente qualidade de vida e que se prestigiou e notabilizou entre os seus pares”. ”Com tranquilidade e serenidade, aceitei, sem hesitações, ser candidato a presidente de câmara pelo Partido Socialista nas próximas eleições autárquicas”, sublinhou, apesar da conjuntura socio-económica do país. O dever de cidadania, a experiência e estabilidade e a prossecução do rumo de rigor nas finanças foram algumas das motivações enumeradas pelo actual vice-presidente da autarquia e que o levaram a aceitar o desafio, plasmado no slogan ”Vencer 2013”. Para Veiga Maltez, a continuidade pode não ser sempre pertinente mas, assegura, no caso da Golegã, é oportuna e desejável. ”O actual vice-presidente é a pessoa melhor preparada dentro da actual conjuntura sócio-político e económica para liderar os desígnios do nosso concelho”, referiu, sublinhando que o mesmo demonstrou desde 2005 (ano em que integrou o executivo) ”um empenho e dedicação determinantes para a estabilidade e rigor das finanças autárquicas”. ”Não estamos em tempos de ensaios, de experimentações e de novas aprendizagens. A experiência que adquiriu é uma mais-valia incontestável para contornar as vicissitudes que se avizinham”, reforçou Maltez.

© 2008 • Largo do Lamego, 86 - 1.º • 2350-410 Torres Novas • Telef. 249 812 807 • Fax 249 813 582 www.jornaltorrejano.pt • jornal@jornaltorrejano.pt

http://www.jornaltorrejano.pt/printnoticia.asp?id=12682

22/04/2013


Página Web 1 de 2

RTP Notícias RTP /Início/Política

Pelo menos 25 vicevice-presidentes de câmaras são candidatos nas próximas eleições Lusa 01 Jan, 2013, 14:04

Um total de pelo menos 25 atuais vicevice-presidentes de Câmaras já confirmaram a candidatura à liderança das respetivas autarquias, com os seus atuais responsáveis impedidos de se recandidatarem às próximas eleições. A este número somam-se os dez vice-presidentes que já assumiram ao longo deste mandato o lugar de presidentes de Câmara, com a saída dos cabeças-de-lista em 2009, todos eles impedidos de concorrer em 2013. Cerca de metade dos presidentes de Câmara eleitos em 2009 está impedida de se recandidatar em 2013 ao mesmo município, devido à lei que limita a três os mandatos consecutivos dos presidentes de câmara, e em muitos dos casos já conhecidos quem avança como candidato é o atual vice-presidente da autarquia. No Alto Minho, estão aprovados como candidatos os vice-presidentes das câmaras de Caminha, Flamiano Martins (PSD), de Monção, Augusto Domingues (PS), e de Melgaço, Manoel Baptista (PS), `vice` do atual presidente dos autarcas socialistas, Rui Solheiro. Em Braga está confirmado como candidato o `vice` Vítor Sousa (PS) e em Guimarães Domingos Bragança (PS). No distrito de Bragança avançam Duarte Moreno (PSD), atual `vice` de Macedo de Cavaleiros, António Pimentel (PSD) em Mogadouro, José Aires (PS) em Torre de Moncorvo, Fernando Barros (PS) em Vila Flor e Jorge Fidalgo (PSD), em Vimioso. O vice-presidente Luís Correia é candidato pelo PS em Castelo Branco, para substituir Joaquim Morão, e o `vice` Armindo Jacinto é o candidato socialista em Idanha-a-Nova. No distrito de Santarém há 11 presidente de câmara que não se podem recandidatar: estão confirmados como candidatos do PSD os atuais vice-presidentes das câmaras de Mação, Vasco Estrela; de Almeirim, Pedro Ribeiro; de Coruche, Francisco Oliveira; da Golegã, Rui Medinas; de Torres Novas, Pedro Ferreira; e de Vila Nova da Barquinha, Fernando Freire.

http://www.rtp.pt/noticias/index.php?article=616085&tm=9&layout=121&visual=49

01-01-2013


Página Web 2 de 2

O vice-presidente de Arruda dos Vinhos, Lélio Lourenço, vai ser o candidato do PSD à câmara e Paulo Vistas, `vice` de Isaltino Morais na Câmara de Oeiras, será o candidato pelo movimento independente Oeiras Mais À Frente. No Montijo, o `vice` Nuno Canta é o candidato do PS às próximas eleições, enquanto o PSD já anunciou o nome do vice-presidente António Pita como candidato a Castelo de Vide, para substituir António Ribeiro, no terceiro mandato. O candidato do PS a São Brás de Alportel, Vítor Guerreiro, é vice-presidente da autarquia desde 2005 e, no Funchal, o social-democrata Bruno Pereira, que foi o vice-presidente de Miguel Albuquerque na câmara até às eleições diretas do partido na Madeira é o candidato assumido pelo líder do PSD-M, Alberto João Jardim, às autárquicas. Em Sintra, verifica-se uma das situações mais insólitas com o "número dois" da Câmara, Marco Almeida, a anunciar a sua candidatura, mesmo que por uma lista de independentes, depois do PSD ter indicado o nome do deputado Pedro Pinto para suceder a Fernando Seara. Nos últimos anos, já diversos vice-presidentes foram assumindo as funções de presidente da câmara quando os autarcas eleitos em 2009 renunciaram. Em Coimbra, Carlos Encarnação (PSD) deu o lugar a João Paulo Barbosa de Melo, Hortênsia Menino (CDU) assumiu em dezembro a presidência de Montemor-o-Novo, após a saída de Carlos Pinto de Sá; em Serpa, o antigo `vice` Tomé Pires "herdou", em novembro, o cargo do "histórico" comunista João Rocha; e, em Portalegre, Adelaide Teixeira (PSD) assumiu a meio do atual mandato a liderança da autarquia, após a renúncia de Mata Cáceres. Em Santarém, Ricardo Gonçalves, presidente após a demissão de Moita Flores, é o candidato já anunciado pela nacional do PSD e em Mirandela também avança o `vice`, António Branco (PSD), na presidência desde o início de 2012, quando José Silvano deixou o cargo. Em Cascais, Carlos Carreiras (PSD) vai pela primeira vez a eleições, apesar de ocupar o cargo de presidente por suceder a António Capucho em 2011, em Tomar, Carlos Carrão, o `vice` que subiu à presidência com a renúncia de Corvêlo de Sousa, poderá também ser o candidato e Paulo Fernandes, presidente do Fundão desde a renúncia de Manuel Frexes, é o nome do PSD. Já nos Açores, a saída em 2012 de Berta Cabral (PSD) da liderança da maior câmara do arquipélago, abriu caminho à subida do até então seu vice-presidente, José Manuel Bolieiro. TAGS:Arruda, Barbosa, Barquinha, Berta Cal, Bruno, Brás, Caminha Flamiano, Capucho, Cascais Carreiras, Encarnação, Fidalgo, Guiães Domingos Bragança, Isaltino Morais Câa, Macedo Cavaleiros Pimentel, Mata Cáceres Santarém, Mação Estrela; Almeirim Ribeiro; Coruche Oliveira; Golegã, Melgaço Manoel Baptista, Mogadouro Aires, Montijo, Monção Domingues, Moreno, Oeiras, Pires, Portalegre Adelaide, Rocha;, Sá;, To Carrão, Torre Moncorvo Barros, Vistas,

http://www.rtp.pt/noticias/index.php?article=616085&tm=9&layout=121&visual=49

01-01-2013


Comunicação Social - Artigos