Page 60

foi seleccionada para permitir a visibilidade das comunicações com a Terra durante as queimas e para minimizar a necessidade para manobras orbitais durante a Fase de Comissionamento. Aproximadamente 30 dias após o lançamento inicia-se a fase de Comissionamento com uma duração de 40 dias. A órbita inicial de 250 km torna-se numa órbita com 200 x 300 km devido à gravidade lunar. Durante os primeiros 30 dias, as actividades de comissionamento de alta altitude, tais como a fase operacional principal da demonstração tecnológica do LLCD, e a activação e verificação básica das cargas científicas é finalizada. O período orbital da LADEE durante a Fase de Comissionamento é de aproximadamente duas horas. O LLCD requer que o LADEE mantenha de forma precisa a sua orientação em relação ao Lunar Laser Ground Terminal. Entre órbitas sucessivas das observações do Lunar Laser Ground Terminal, a sonda é orientada para a melhor geração de energia e estabilidade termal. Durante os últimos 10 dias da Fase de Comissionamento, o subsistema de propulsão da LADEE baixa a altitude do veículo para 75 km acima da superfície lunar enquanto continuam as actividades de verificação das cargas científicas e são realizadas as primeiras medições da exosfera lunar e das propriedades das poeiras. Esta fase é finalizada com a LADEE a ser manobrada para uma órbita científica dando-se início à Fase Cientifica. A Fase Científica tem duma duração de 100 dias e consiste na recolha de dados científicos. No início desta fase, a LADEE encontra-se numa órbita quase circular com uma altitude de cerca de 20 a 150 km, o período orbital será de 111,5 minutos a 116,5 minutos. Devido às características do campo gravitacional lunar, a órbita de 50 x 50 km requer uma actividade intensa de manutenção orbital com as manobras a terem lugar em períodos de 3 a 5 dias ou então menos frequentes a cada duas semanas. As manobras de manutenção orbital são utilizadas para manter a altitude mais baixa acima dos 50 km e a altitude mais alta abaixo dos 150 km. Estas manobras são projectadas para manter a altitude sobre o terminador do nascer do sol lunar sempre que possível. A órbita científica é projectada para satisfazer os requisitos básicos da missão da LADEE, que são para uma orbita equatorial a baixa altitude e quase circular. O principal parâmetro de projecção de uma perspectiva científica é a altitude orbital, dado que a sensibilidade à atmosfera lunar é depende da altitude orbital (isto é, quanto mais baixa a altitude, mais sensíveis são as medições científicas). Os limites à altitude orbital mínima dependem principalmente das considerações do tempo de vida em órbita. Durante a Fase Científica de 100 dias, a Lua irá rodar mais de três vezes por debaixo da órbita da LADEE. A LADEE e os seus instrumentos são projectados para orbitar a Lua numa postura vertical; isto é, com o eixo de rotação longitudinal a apontar para Norte. Esta atitude vertical de cruzeiro tem como objectivo colocar a antena na melhor posição para as comunicações

59 Em Órbita – Vol.13 – N.º 141 / Outubro de 2013

Profile for Rui Barbosa

Em orbita 141 Outubro de 2013  

O lançamento de três novos membros para a tripulação da ISS a bordo da Soyuz TMA-10M e a primeira parte dos artigos relacionados com os lanç...

Em orbita 141 Outubro de 2013  

O lançamento de três novos membros para a tripulação da ISS a bordo da Soyuz TMA-10M e a primeira parte dos artigos relacionados com os lanç...

Advertisement