Page 7

Em Órbita Se bem que a maioria dos raios são reflectidos pela superfície do planeta, alguns conseguem penetrar o subsolo até se encontrarem com as superfícies que separam diferentes materiais, tais como as que separam rochas, água e gelo. Analisando o eco – a sua intensidade e tempo de retorno – a Mars Express consegue determinar a que profundidade estão as diferentes capas. Esta imagem de radar mostra um corte de 5.580 quilómetros de longitude através das terras altas do sul de Marte, e foi criada pouco depois de o instrumento MARSIS (Radar Avançado para a Investigação da Ionosfera e do Subsolo de Marte) ter entrado ao serviço, no ano de 2005. O lado direito é dominado pela vasta Bacia de Hellas. Com 7 km de profundidade e 2300 km de largura, é uma das maiores bacias de impacto do Sistema Solar. O pico brilhante mesmo à esquerda do centro corresponde ao pólo sul de Marte. E é aqui que o radar demonstra todo o seu potencial, porque por baixo de uma grossa capa de dióxido de carbono e gelo detecta múltiplas camadas de gelo e pó. Estas formações, conhecidas como os Depósitos Estratificados do Pólo Sul, estendem-se até uma profundidade de 4 quilómetros. Pensa-se que são o resultado de diferentes ciclos de alterações climáticas que afectaram Marte, provocando variações na sedimentação do pó e do gelo. Graças ao radar, os cientistas estimaram que estes depósitos estratificados contêm água suficiente agua como para cobrir todo o planeta com uma capa líquida de 11 metros de profundidade. Notícia e imagem: ESA

ISRO adia lançamento do GSAT-14 O lançamento do satélite de comunicações GSAT14 que estava previsto para as 1120UTC do dia 19 de Agosto, foi adiado devido a problema técnicos com o foguetão lançador. Durante o processo de abastecimento do segundo estágio do foguetão GSLV-D6, foi observada uma fuga de propolente já na fase final da contagem decrescente. Isto obrigou a que os especialistas da agência espacial indiana decidissem proceder ao adiamento do lançamento. Aparentemente a fuga surgiu após a finalização do abastecimento de oxigénio líquido e quando se iniciava o abastecimento de hidrogénio líquido. O veículo encontrava-se na Plataforma de Lançamento SLP do Centro Espacial Satish Dawan SHAR, Ilha de Sriharikota. Após o adiamento os especialistas procederam à remoção dos propolentes do segundo estágio, do estágio criogénico e dos quatro propulsores laterais, e de seguida foi transportado de volta para o edifício de integração vertical para determinar o que causou a fuga de propolentes. Uma nova data de lançamento será anunciada oportunamente. Imagem: ISRO

Em Órbita – Vol.13 – N.º 140 / Setembro de 2013

6

Profile for Rui Barbosa

Em Órbita 140 Setembro de 2013  

Edição n.º 140 do Boletim Em Órbita. Nesta edição pode-se encontrar vários artigos sobre os lançamentos orbitais realizados em Agosto de 201...

Em Órbita 140 Setembro de 2013  

Edição n.º 140 do Boletim Em Órbita. Nesta edição pode-se encontrar vários artigos sobre os lançamentos orbitais realizados em Agosto de 201...

Advertisement