Page 43

Em Órbita No total foram construídos 190 mísseis R-36M2, com a Yuzhnoye a desenvolver programas de melhoria dos veículos de forma a prolongar a sua vida útil. No entanto o R-36M2 deveria ser eliminado de acordo com os tratados de redução de armas nucleares START-2. Em 1992 foi dado início à substituição dos R-36M2 pelos mísseis Topol-M e por volta de 1998 somente existiam 58 silos equipados com os velhos mísseis. A Rússia viu-se assim com um excedente de 150 unidades de R-36M2 que deveriam ser destruídos até 2007, porém foi decidido transformar os mísseis no lançador orbital Dnepr. Durante os anos 90 uma variedade de versões civis dos mísseis R-36M e R-36M2 foram apresentados como lançadores orbitais comerciais. Estes lançadores utilizavam versões civis dos módulos de transporte de ogivas permitindo o lançamento de múltiplos satélites. Os mísseis que seriam utilizados sem qualquer modificação foram apresentados como RS-20K Konversaya.

Esquema de lançamento do foguetão 15A18 Dnepr-1. 1 – Finalizado o processamento, o lançador aguarda no interior de um silo de lançamento; 2 e 3 – Durante o lançamento um gerador de gás especial induz uma alta pressão na parte inferior do gerador e do lançador. Esta alta pressão irá actuar num sistema móvel que protege a parte inferior do foguetão e empurra o lançador para o exterior do silo; 4 – A uma altura de aproximadamente 20 metros o gerador é ejectado para o lado; 5 – Entre em ignição do motor do primeiro estágio. Esquema: ISC Kosmotras.

Em Órbita – Vol.13 – N.º 140 / Setembro de 2013

42

Profile for Rui Barbosa

Em Órbita 140 Setembro de 2013  

Edição n.º 140 do Boletim Em Órbita. Nesta edição pode-se encontrar vários artigos sobre os lançamentos orbitais realizados em Agosto de 201...

Em Órbita 140 Setembro de 2013  

Edição n.º 140 do Boletim Em Órbita. Nesta edição pode-se encontrar vários artigos sobre os lançamentos orbitais realizados em Agosto de 201...

Advertisement