Page 85

Em Órbita

Arianespace lança dois satélites A Arianespace já nos habituou a uma cadência sucessiva de lançamentos bem sucedidos, operando três tios distintos de lançadores na sua frota comercial. A missão VA214 para colocar em órbita dois satélites não foi excepção e a cada missão a empresa europeia vai afirmando e cimentando a sua posição de liderança no mercado mundial do lançamento de satélites.

A carga da missão VA214 O foguetão Ariane-5ECA (L569) que foi utilizado na missão VA214 transportou o satélite Alphasat, pertencente à Inmarsat, e o Insat-3D, pertencente agência espacial indiana ISRO. A Inmarsat (INternational MARitime SATellite organization) é uma companhia britânica de telecomunicações. A Inmarsat surgiu originalmente como uma organização internacional fundada em 1979 com o objectivo de estabelecer comunicações por satélite para toda a comunidade marítima internacional. A organização foi privatizada em Abril de 1999 e actualmente opera 37 estações no solo e uma frota de 11 satélites de três gerações, fornecendo serviços de telefonia, dados, fax e telex. A última geração, composta por três satélites Inmarsat-IV foi lançada entre 2005 e 2008, devendo estar operacional até 2023. Na sua BGAN (Broadband Global Área Network), a Inmarsat está presentemente a desenvolver um variado leque de aplicações de banda larga para os terminais móveis de utilizadores terrestres, aéreos e marítimos. A geração de satélites Inmarsat-V deverá ser inaugurada em 2014.

Representação do satélite Alphasat em órbita. Imagem: ESA. O satélite Alphasat é o primeiro satélite a utilizar a nova plataforma Alphabus. Esta é a mais avançada plataforma de satélite disponível no mercado e é a resposta europeia ao aumento da demanda por maiores cargas de comunicações, capaz de fornecer melhores e mais rápidos serviços para a transmissão directa de televisão, rádio digital, acesso a banda larga e serviços móveis. O programa Alphasat é totalmente europeu e é um marco em termos de cooperação: o satélite foi projectado e construído ao abrigo de uma parceria publico-privada entre a Inmarsat e a ESA, através de um contrato industrial entre a Inmarsat e a Astrium. Muitos parceiros em toda a Europa contribuíram para o programa, suportado pela ESA e as agências espaciais nacionais. O Alphabus foi co-desenvolvido pelo parceiro principal, Astrium e a Thales Alenia Space, com uma vasta equipa de colaboradores industriais presentes em toda a Europa.

Em Órbita – Vol.13 – N.º 139 / Agosto de 2013

84

Profile for Rui Barbosa

Em Órbita 139 Agosto de 2013  

Edição n.º 139 do Boletim Em Órbita para o mês de Agosto de 2013.

Em Órbita 139 Agosto de 2013  

Edição n.º 139 do Boletim Em Órbita para o mês de Agosto de 2013.

Advertisement