Page 7

Em Órbita O desafio Space Solutions University (S2UN) é uma iniciativa do Programa de Transferência de Tecnologia da ESA, que oferece aos estudantes universitários a oportunidade de trabalhar com a ESA para criar uma aplicação não relacionada com o espaço, baseada no portfolio de propriedade industrial da Agência. O objectivo é fornecer aos estudantes técnicos a oportunidade de trabalhar com tecnologias espaciais reais, fazendo parte da sua educação universitária desenvolvendo capacidades de empreendedor, criando spin-offs a partir de tecnologias competitivas da ESA. Participaram nesta primeira competição três universidades: A Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto, a Universidade de Oviedo, em Espanha, e a Politécnica de Torino. As equipas tiveram de criar o melhor plano de negócios, tendo por base uma das invenções da ESA: – PAT 360: um método de processamento de lixo orgânico – A invenção tenta resolver a questão da exploração do lixo orgânico usando um circuito aberto de tratamento de lixo orgânico, numa escala industrial, para produzir biomassa. – PAT 550: um regulador de painéis solares, baseado num conversor de step-up and down-conversion. A ESA desenvolveu um regulador de painéis solares para melhorar a conversão de energia entre o painel e a bateria. Notícia e imagem: ESA

Testes do foguetão CZ-5 Chang Zheng-5 A China irá lançar em 2016 o seu novo foguetão CZ-5 Chang Zheng-5, um vector importante para a futura montagem em órbita da sua estação espacial modular que deverá estar operacional em 2020. Entretanto, vão sendo realizados testes nos diferentes componentes do novo foguetão tal como o que teve lugar a 29 de Junho no qual se testaram os seus propulsores laterais. Da mesma forma, foi realizado um teste de separação das duas metades da carenagem de protecção que será utilizada no novo lançador. O novo foguetão será lançado a partir do novo Centro de Lançamento de Satélites de Wenchang e para testar as diferentes interfaces do lançador com a plataforma de lançamento e outros sistemas, está a ser desenvolvido um protótipo do veículo gigante.

Paisagem peruana Nesta imagem captada pelo satélite Kompsat-2 podemos ver as encostas das montanhas andinas, junto à costa sul do Peru. Os Andes espalham-se ao longo de 7000 km, da Venezuela até à costa Oeste da América do Sul, ao topo da Argentina. A montanha é o resultado do movimento das placas tectónicas de Nazca e da Antárctida, a deslocar-se sob a placa sul-americana – um processo geológico chamado ‘subducção’. Este processo também é responsável pela actividade vulcânica nos Andes. No centro da imagem podemos ver um conjunto de remendos ou os campos de agricultura ao longo daquilo que parece ser um curso de água vindo das montanhas – apesar de parecer haver pouca ou nenhuma água quando a imagem foi feita. Esta área é muito seca, como é evidente pela vegetação escassa. Próximo da área representada nesta imagem é o local das famosas linhas Nazca (não visíveis) – um grupo de Em Órbita – Vol.13 – N.º 139 / Agosto de 2013

6

Profile for Rui Barbosa

Em Órbita 139 Agosto de 2013  

Edição n.º 139 do Boletim Em Órbita para o mês de Agosto de 2013.

Em Órbita 139 Agosto de 2013  

Edição n.º 139 do Boletim Em Órbita para o mês de Agosto de 2013.

Advertisement