Page 102

Em Órbita

Preparativos e lançamento do Progress M-20M Tanto os componentes do foguetão lançador como o veículo de carga, são transportados para o Cosmódromo de Baikonur via caminhos-de-ferro até à estação de Tyura-Tam. Aqui, e por se encontrar em território do Cazaquistão, são executados os devidos procedimentos alfandegários com a respectiva vistoria dos vagões. Depois das necessárias verificações alfandegárias, os comboios são transferidos para a rede de caminho-de-ferro do Cosmódromo de Baikonur e transportado para as instalações do edifício de integração e montagem da Área 112 (para o caso do foguetão lançador quando lançado desde o Complexo de Lançamento LC1 ‘17P32-5’) ou para a Área 31 (MIK-40 para o caso do foguetão lançador quando lançado desde o Complexo de Lançamento LC31 ‘17P32-6’) e para a Área 254 (para o caso dos veículos de carga ou tripulados) onde são preparados para o lançamento. Após a chegada ao cosmódromo do Progress M20M foram realizados os testes integrados e autónomos do veículo (iniciados a 12 de Abril de 2013), além de se proceder à inspecção dos sistemas de rádio. De seguida o Progress M-20M iniciava os testes no interior da câmara de vácuo 17T523M. Terminados os testes para a verificação de fugas, e assim atestando-se a integridade da estrutura do veículo, este foi preparado para ser abastecido e a 12 de Julho teve lugar uma reunião da Comissão Técnica que decidiu proceder com o abastecimento do Progress M-20M que foi transportado para a estação de abastecimento no dia seguinte. Os propolentes e os gases de pressurização abastecidos seriam utilizados para as manobras orbitais e para as manobras de aproximação e acoplagem com a ISS. No dia 17 de Julho, e já devidamente abastecido, o veículo era transportado de volta para as instalações de integração e montagem. No dia 19 de Julho o veículo era acoplado ao compartimento de transferência 11S517A2. Este compartimento é um bloco cilíndrico que permite a união entre a carga a ser colocada em órbita e o último estágio do foguetão lançador, neste caso o Blok-I, bem como serve de suporte para as duas metades da carenagem de protecção da carga. No dia 22 de Julho era levada a cabo uma inspecção por parte dos especialistas da Corporação RKK Energia ‘Sergei Korolev’, sendo depois colocado no interior da carenagem de protecção 11С517А2 (Л15000-095), constituindo assim o Módulo Orbital. No dia 23 de Julho este conjunto seria transportado para o edifício de integração e montagem do lançador MIK-40 e as operações de integração seriam levadas a cabo nos dias 23 e 24 de Julho. No dia 24 de Julho teria lugar mais uma reunião da Comissão Técnica que avaliou os preparativos para o lançamento. No final dessa reunião foi tomada a decisão de se proceder ao transporte do lançador e da sua carga para a plataforma de lançamento. O transporte do foguetão 11A511U Soyuz-U (Л15000-130) com o veículo de carga 11Ф615А60 n.º 420 para a Plataforma de Lançamento PU-6 do Complexo de Lançamento LC31 (17P32-6) teria lugar a 25 de Julho, iniciando-se dois dias de operações de preparação final para o lançamento. Como é tradição, o comboio abandonou as instalações do MIK da Área 31 às 0100UTC, a hora em que o foguetão de Yuri Gagarin começou a ser transportada para a plataforma de lançamento.

Em Órbita – Vol.13 – N.º 139 / Agosto de 2013

101

Profile for Rui Barbosa

Em Órbita 139 Agosto de 2013  

Edição n.º 139 do Boletim Em Órbita para o mês de Agosto de 2013.

Em Órbita 139 Agosto de 2013  

Edição n.º 139 do Boletim Em Órbita para o mês de Agosto de 2013.

Advertisement