Page 70

Em Órbita

do estágio Centaur e colocado no seu topo. Segue-se um teste IST (Integration Systems Test) entre o foguetão lançador e a sua carga para confirmar uma boa ligação entre os dois e que ambos estão prontos para o lançamento. Segue-se o transporte até à plataforma de lançamento. O VIF foi construído de forma a suportar ventos de furacão até uma velocidade de 225 km/h. Possui várias plataformas móveis que possibilitam o acesso às diferentes zonas do foguetão e está equipado com uma porta reforçada com uma largura de 12,5 metros e uma altura de 84 metros que se recolhe na vertical, permitindo o transporte dos vários estágios do Atlas-V para o interior do edifício e a posterior saída do lançador para a plataforma de lançamento. Na construção do VIF foram utilizados 200 camiões de cimento (que equivaleram a 1.376 m3 de cimento) para a construção das suas fundações e 3.250 t de aço para a construção das suas paredes. Lançamento

Data

Veículo

Missão

Local Lançamento

Plataforma Lançamento

2011-040

5-Ago-11

551

AV-029

Cabo Canaveral

SLC-41

2011-070

26-ov-11

541

AV-028

Cabo Canaveral

SLC-41

2012-009

24-Fev-11

551

AV-030

Cabo Canaveral

SLC-41

2012-019

4-Mai-12

531

AV-031

Cabo Canaveral

SLC-41

2012-033

20-Jun-12

401

AV-023

Cabo Canaveral

SLC-41

2012-046

30-Ago-12

401

AV-032

Cabo Canaveral

SLC-41

2012-071

11-Dez-12

501

AV-034

Cabo Canaveral

SLC-41

2013-004

31-Jan-13

401

AV-036

Cabo Canaveral

SLC-41

2013-008

11-Fev-13

401

AV-035

Vandenberg AFB

SLC-3E

2013-011

19-Mar-13

401

AV-037

Cabo Canaveral

SLC-41

Carga Juno (37773 2011-040A) Mars Science Laboratory ‘Curiosity’ (37936 2011-070A) MUOS-1 (38093 2012-009A) USA-235 ‘AEHF-2’ (38254 2012-019A) USA-236 ‘ROL-38 Drake’ (38466 2012-033A) RBSP-A (38752 2012-046A) RBSP-B (38753 2012-046B) USA-240 X-37B-1 'OTV-3' (39025 2012-071A) TDRS-11 ‘TDRS-K (39070 2013-004A) Landsat-8 (LDCE) (39084 2013-008A) USA-241 ‘SBIRS-GEO 2 (39120 2013-011A)

Esta tabela mostra os últimos dez lançamentos levados a cabo pelo foguetão Atlas-V. Tabela: Rui C. Barbosa.

Estatísticas11 619º Lançamento de um Atlas desde 1957 329º Lançamento de um Atlas desde Cabo Canaveral 208ª Missão de um estágio Centaur 185ª Utilização de um Centaur por um foguetão Atlas 37º Lançamento de um Atlas-V desde 2002 58ª Missão de um Evolved Expendable Launch Vehicle 31º Lançamento de um Atlas-V desde Cabo Canaveral 29º Lançamento de um Atlas 5 da United Launch Alliance 25º Voo da série 400 do Atlas-V 17º Atlas-V a voar na configuração 401 3º Atlas-V de 2013

Lançamento O lançamento do foguetão Atlas-V/401 (AV-037) com o satélite SBIRS-GEO 2 teve lugar às 2121:00,219UTC do dia 19 de Março de 2013 e todas as fases do voo decorreram como previsto. Após abandonar a plataforma de lançamento, o foguetão executou a T+17,7s uma manobra que o colocou no azimute de voo desejado para completar a missão. Na sua ascensão inicial, o lançador passava pela zona de máxima pressão dinâmica a T+1m 31s. O final da queima do estágio Atlas tinha lugar a T+4m 3s com a separação do estágio Centaur a ocorrer a T+4m 9s. A primeira ignição do estágio Centaur tinha lugar a T+4m 19s e terminaria a T+15m 21s. Entretanto, a T+4m 27s, ocorria a separação das duas metades da carenagem de protecção.

A segunda ignição do estágio Centaur ocorreria entre T+24m 8s e T+28m 3s, altura em que tinha lugar o denominado MECO-2. A separação do satélite SBIRS-GEO 2 ocorreu a T+43m 13s. O satélite receberia a designação militar USA-241.

11

Tendo por base dados da Spaceflightnow.com.

Em Órbita – Vol.13 – .º 135 / Abril de 2013

69

Profile for Rui Barbosa

Em Órbita n.º 135 - Abril de 2013  

Edição de Abril de 2013 do Boletim Em Órbita: o voo da Soyuz TMA-08M, O olho humano no espaço, Lançadores: custos versus confiabilidade, Lan...

Em Órbita n.º 135 - Abril de 2013  

Edição de Abril de 2013 do Boletim Em Órbita: o voo da Soyuz TMA-08M, O olho humano no espaço, Lançadores: custos versus confiabilidade, Lan...

Advertisement