Page 24

Em Órbita

um esquema de aproximação rápida à ISS, os exames das duas tripulações foram divididos por quatro dias. No primeiro dia de exames (1 de Março) a tripulação suplente procedeu ao exame de treino no simulador da Soyuz TMA-M. Apresentando-se perante a comissão de avaliação, a tripulação procedeu posteriormente à obtenção do seu bilhete de exame que consistia na realização de procedimentos na ocorrência de um falso alarme de despressurização da cápsula, análise do sensores de alarme de despressurização e activação do sistema de controlo de temperatura, falha no sistema de limpeza e filtragem da atmosfera interior da cápsula espacial, e mau funcionamento do sistema de medição de rádio do sistema Kurs. Todas estas contingências que estavam na folha de exame da tripulação, era desconhecidas e os procedimentos para a sua resolução foram elaborados no exame, servindo assim de formação. No exame os tripulantes procederam também à simulação do lançamento, separação do estágio Blok-I, e aproximação e acoplagem com a estação espacial internacional. O exame teve a duração de cerca de quatro horas semelhante a um voo real com a aproximação rápida à ISS. No final a tripulação obteve a classificação de 'excelente'.

No dia 4 de Março a tripulação suplente levou a cabo uma sessão de exame a bordo do simulador da Soyuz TMA-M durante o qual tiveram de resolver problemas relacionados com a falha do sistema de comunicações suplente durante a fase de pré-lançamento, falha da válvula de fornecimento de oxigénio ao módulo de descida, falha do sistema electrónico de medição do sistema Kurs, despressurização do módulo de descida a quando da separação da ISS, falha do sistema de gestão do computador central durante a descida, e falha do sistema de propulsão na fase de descida. No final do exame a tripulação foi classificada com 'excelente'. Por seu lado, a tripulação principal levou a cabo uma sessão de exame no simulador da estação espacial internacional. Durante o treino a tripulação foi confrontada com o mau funcionamento sistema de comunicações com a perda de comunicação com o computador central da ISS, além de problemas no sistema de esgotos da ISS. O exame foi finalizado com uma simulação de um incêndio a bordo da ISS. No final do exame a tripulação foi classificada com 'Excelente'. No dia 6 de Março decorreu o terceiro dia de exames de treino e qualificação das tripulações. A tripulação principal Em Órbita – Vol.13 – .º 135 / Abril de 2013

levou a cabo desta vez uma sessão de exame no simulador da Soyuz TMA-M. A duração do treino foi muito próxima da duração real do voo, cerca de seis horas. No final do exercício a tripulação foi classificada como 'excelente'. Entretanto, a tripulação suplente levou a cabo uma sessão de exame a bordo do simulador da secção russa da ISS. No final a tripulação foi classificada com o valor de 4,97 (num máximo de 5).

A 7 de Março teve lugar no Centro de Treino de Cosmonautas Yuri Gagarin, uma conferência de imprensa com a tripulação principal e com a tripulação suplente da Soyuz TMA-08M. Antes da conferência de imprensa, Sergei Krikalev anunciou os resultados da Comissão Interdepartamental que recomendou a passagem à fase seguinte dos preparativos para o lançamento no Cosmódromo de Baikonur. Após a apresentação por parte de Krikalev, passou-se a uma sessão de perguntas e respostas na qual os jornalistas presentes tiveram a oportunidade de falar com os cosmonautas e astronautas. A primeira questão colocada pelos jornalistas presentes na conferência de imprensa foi dirigida a Pavel Vinogradov e relacionou-se com a mascote que havia sido escolhida como indicador de gravidade. Vinogradov respondeu dizendo que não era a primeira vez que escolhia um urso de peluche branco que estará pendurado no interior do módulo de regresso. De seguida, Vinogradov focalizou-se nos aspectos da missão que irá levar a cabo, notando que está programada uma actividade extraveícular que será realizada com o cosmonauta Roman Romamenko. 23

Profile for Rui Barbosa

Em Órbita n.º 135 - Abril de 2013  

Edição de Abril de 2013 do Boletim Em Órbita: o voo da Soyuz TMA-08M, O olho humano no espaço, Lançadores: custos versus confiabilidade, Lan...

Em Órbita n.º 135 - Abril de 2013  

Edição de Abril de 2013 do Boletim Em Órbita: o voo da Soyuz TMA-08M, O olho humano no espaço, Lançadores: custos versus confiabilidade, Lan...

Advertisement