Page 85

Em Órbita

Cronologia Astronáutica (LXXXVI) Por Manuel Montes -Julho de 1952: Especialistas do Ames Aeronautical Laboratory iniciam uma serie de experiências em túneis de vento sobre diversas configurações aerodinâmicas para naves espaciais e cones mísseis. Uma das conclusões é a de que um corpo acabado em ponta arredondada suportará melhor a reentrada atmosférica que outro com ponta aguda. -29 de Julho de 1952: Voa o primeiro Rockoon, o primeiro foguetão lançado desde um balão. A técnica permite alcançar maiores altitudes. Este modelo estará patrocinado pelo grupo de James Van Allen e será lançado desde em quebra-gelo ao lago da costa da Groenlândia. -8 de Agosto de 1952: Os soviéticos lançam o primeiro míssil R-2 da serie “controlada”, desde Kapustin Yar. Seguirão outros treze, até 18 de Setembro, com um êxito notável (12 alcançarão os seus objectivos). -21 de Agosto de 1952: É lançado desde White Sands a V-2 número TF-3. Os objectivos são os mesmos que o anterior voo da serie, isto é, servir como treino para o exército norte-americano e ao mesmo tempo transportar experiências científicas (composição, fotografia, pressão, campo magnético, radiação cósmica e solar). O foguetão alcança 78 km de altitude. -25 de Agosto de 1952: Aristid V. Groose, um físico da Universidade Temple e antigo participante no Projecto Manhattan, prepara um relatório para o presidente Truman sobre o "problema do satélite". São mencionadas as aplicações militares de tal engenho, bem como o seu valor científico e inclusive psicológico. Adverte dos efeitos potenciais que um satélite soviético poderia ter em termos políticos e estratégicos. -Setembro de 1952: Celebra-se em Stuttgart o terceiro congresso da Federação Astronáutica Internacional. Durante este congresso é enfatizada a criação de um marco legal para a exploração do espaço. -Setembro de 1952: O laboratório Ames recomenda o desenho de um cone arredondado para futuros corpos de reentrada atmosférica. A recomendação é feita a pessoas escolhidas da indústria dos mísseis, em particular aquelas empresas que deverão construir os veículos militares estado-unidenses durante os seguintes anos. O conceito absorve só 0,5% do calor gerado durante a reentrada. -10 de Setembro de 1952: É lançada desde White Sands a V-2 número TF-5. Uma falha no sistema de propulsão (uma explosão aos 27 segundos) faz fracassar a sua missão, alcançando só 7 km de altitude. O seu objectivo devia ser medir temperaturas e a radiação cósmica. Trata-se, por outro lado, da última V-2 que parte desde White Sands. No futuro, deverão utilizar-se outros veículos para investigar a alta atmosfera. ota sobre o autor: Nascido em 1965, Manuel Montes Palacio, é um escritor freelancer e divulgador científico desde 1989, especializando-se em temas relacionados com a Astronáutica e Astronomia. Pertence a diversas associações espanholas e internacionais, tais como a Sociedad Astronómica de España y América e a British Interplanetary Society, tendo colaborado com centenas de artigos para um grande número de publicações, entre elas a britânica Spaceflight e as espanholas Muy Interessante, Quo, On-Off, Tecnología Militar, Universo e Historia y Vida. Actualmente elabora semanalmente o boletim gratuito “oticias del Espacio”, distribuído exclusivamente através da Internet, e os boletins “oticias de la Ciencia y la Tecnologia” e “C&T Plus”, participando também na realização dos conteúdos do canal científico da página “Terra”.

Em Órbita – Vol.12 – .º 134 / Março de 2013

84

Profile for Rui Barbosa

Em Órbita n.º 134 - Março de 2013  

Edição de Março de 2013 do Boletim Em Órbita com vários artigos sobre os lançamentos orbitais levados a cabo em Fevereiro de 2013.

Em Órbita n.º 134 - Março de 2013  

Edição de Março de 2013 do Boletim Em Órbita com vários artigos sobre os lançamentos orbitais levados a cabo em Fevereiro de 2013.

Advertisement