Page 7

China prepara Wenchang, a sua nova base de lançamentos Os trabalhos de construção do Centro de Lançamento de Satélites de Wenchang, província de Hainan, estão a decorrer como planeado e espera-se que a China realize o primeiro lançamento desde a sua nova base em 2014. A base, que começou a ser construída a 14 de Setembro de 2009, estará equipada com duas plataformas de lançamento, sendo aparentemente uma para ser utilizada para o lançamento dos foguetões CZ-5 Chang Zheng-5 e a outra para o lançamento dos foguetões CZ-7 Chang Zheng-7. Ambas as plataformas estarão equipadas com torres de serviço fixas, sendo a mais elevada com uma altura de 91 metros. Estas torres de serviço terão plataformas de acesso rotativas e fosso de chamas, sendo o mais profundo com 22 metros. Os foguetões serão integrados em dois edifícios de montagem vertical (um para cada série), estando os dois edifícios ligados por uma passagem para o armazenamento dos diferentes estágios dos lançadores. Existirá um outro edifício de integração e montagem das cargas que se encontra a Oeste dos edifícios de integração dos lançadores. A fotografia ao lado mostra a construção de um dos edifícios de integração vertical.

New Horizons a caminho de Plutão Os responsáveis pela missão da sonda New Horizons afirmaram hoje que segundo os dados de navegação mais recentes, não será necessária qualquer correcção de trajectória durante o ano de 2013. Assim, a sonda encontra-se no bom caminho para chegar a Plutão no dia 14 de Julho de 2015. A New Horizons foi lançada a 19 de Janeiro de 2006 a partir do Cabo Canaveral.

Órbita da ISS corrigida No dia 17 de Janeiro de 2013 procedeu-se à correcção dos parâmetros orbitais da estação espacial internacional. A manobra foi levada a cabo utilizando os motores do veículo de carga Progress M-17M que se encontra acoplado ao módulo de serviço Zvezda. Segundo os dados fornecidos pelos serviços de balística do Centro de Controlo de Voo de Korolev, TsUP, a manobra foi realizada às 0215UTC e teve uma duração de 233 segundos. Em resultado desta manobra a variação na velocidade da ISS foi de 0,46 m/s e a altitude média da orbita foi elevada para os 411 km. Os parâmetros orbitais após a manobra são os seguintes: apogeu 432,18 km, perigeu 401,9 km, inclinação orbital 51,67º e período orbital 92,73 minutos. O objectivo da manobra foi colocar a ISS numa órbita que no futuro a levará ao encontro com o veículo de carga Progress M-18M cujo lançamento está previsto para as 1441:47UTC do dia 11 de Fevereiro de 2013.

NASA irá testar módulo da Bigelow Em 2015 a NASA irá acrescentar um novo elemento à estação espacial internacional com o objectivo de testar a tecnologia de expansão do espaço habitável na estação. A agência espacial norte-americana atribuiu um contrato à empresa Bigelow Aerospace para o fornecimento do Bigelow Expandable Activity Module (BEAM) para uma missão de demonstração que terá uma duração de dois anos. A missão é financiada pelo programa Advanced Exploration Systems da NASA. O BEAM será lançado a bordo da oitava missão logística da SpaceX e após a sua chegada à ISS, os astronautas irão utilizar o sistema de manipulação robótica da estação para instalar o módulo na parte posterior do módulo Tranquility. Após o BEAM ter sido ancorado no Tranquility, a tripulação irá activar o sistema de pressurização para expandir a sua estrutura utilizando ar armazenado no BEAM.

Em Órbita – Vol.13 – .º 133 / Fevereiro de 2013

6

Profile for Rui Barbosa

Em Órbita n.º 133 - Fevereiro de 2013  

Edição do Boletim Em Órbita para Fevereiro de 2013 com vários artigos sobre oa lançamentos orbitais em Janeiro de 2013 e as habituais secçõe...

Em Órbita n.º 133 - Fevereiro de 2013  

Edição do Boletim Em Órbita para Fevereiro de 2013 com vários artigos sobre oa lançamentos orbitais em Janeiro de 2013 e as habituais secçõe...

Advertisement