Page 128

Em Órbita

Novo Progress rápido para a ISS O veículo de carga Progress M-17M (Прогресс М-17М) foi lançado às 0741:18,116UTC do dia 31 de Outubro de 2012 pelo foguetão 11A511U Soyuz-U (Л15000-136) a partir do da Plataforma de Lançamento PU-1 do Complexo de Lançamento LC1 (17P32-5) do Cosmódromo de Baikonur, Cazaquistão. Este é o sexto veículo de carga a ser lançado em 2012 para a estação espacial internacional após o lançamento do Progress M-14M a 25 de Janeiro, do ATV-3 ‘Edoardo Amaldi’ a 23 de Março, do Progress M15M a 20 de Abril, do HTV-3 Kounotori-3 a 21 de Julho e do Progress M-16M a 1 de Agosto. Este lançamento ficou assinalado pela utilização de procedimentos de aproximação à ISS mais rápidos, pois em vez dos usuais dois dias de aproximação, o Progress M-17M demorou pouco mais de seis horas a acoplar com a estação espacial internacional desde o seu lançamento. Este procedimento será no futuro utilizado tanto pelos veículos de carga como pelas missões tripuladas da Rússia diminuindo assim o tempo que os cosmonautas passam no interior das cápsulas espaciais. Mais uma vez a NASA decidiu designar um veículo pertencente a outra nação com uma designação que não corresponde á verdade. Sendo esta a missão ISS-49P, a NASA designa este cargueiro como Progress-49, referindo-se assim ao número sequencial no programa da estação espacial internacional. Porém, esta é uma designação que induz em erro muitos dos leitores. Os cargueiros Progress M-M Ao abandonar o seu programa lunar tripulado a União Soviética prosseguiu o seu programa espacial ao colocar sucessivamente em órbita terrestre uma série de estações espaciais tripuladas nas quais os cosmonautas soviéticos e posteriormente russos estabeleceram recordes de permanência no espaço. Começando inicialmente com estadias de curtas semanas e passando posteriormente para longos meses, os cosmonautas soviéticos eram abastecidos no início pelas tripulações que os visitavam em órbita, mas desde cedo, e começando com a Salyut-6, a União Soviética iniciou a utilização dos veículos espaciais de carga Progress. Os Progress representaram um grande avanço nas longas permanências em órbita, pois permitiam transportar para as estações espaciais víveres, instrumentação, água, combustível, etc. Os cargueiros são também utilizados para elevar as órbitas das estações, para descartar o lixo produzido a bordo dos postos orbitais e para a realização de diversas experiências científicas. Ao longo de 30 anos foram colocados em órbitas dezenas de veículos deste tipo que são baseados no mesmo modelo das cápsulas tripuladas Soyuz e que têm vindo a sofrer alterações e melhorias desde então.

Em Órbita – Vol.12 – .º 130 / ovembro de 2012

127

Profile for Rui Barbosa

Em Órbita 130 - Novembro de 2012  

Edição do Boletim Em Órbita para o mês de Novembro de 2012.

Em Órbita 130 - Novembro de 2012  

Edição do Boletim Em Órbita para o mês de Novembro de 2012.

Advertisement