Page 113

O lançamento da missão VA208 teve lugar às 2150UTC com o lançador a abandonar a plataforma de lançamento a T+7,30s. A T+12,62s iniciava-se a manobra de inclinação e a T+17,05s iniciava-se a manobra de rotação do lançador em torno do seu eixo longitudinal. Esta manobra terminava a T+32,05s. O foguetão Ariane-5ECA atingia a velocidade do som a T+47,9s. A separação dos dois propulsores laterais de combustível sólido dava-se a T+2m 21s e a separação das duas metades da carenagem de protecção ocorreu a T+3m 16s. A telemetria do lançador começava a ser recebida pela estação de Natal a T+8m 11s e a T+8m 58s terminava a queima do estágio criogénico principal EPC, com a sua separação a ter lugar a T+9m 4s. A ignição do estágio criogénico superior ocorria a T+9m 8s e os dados telemétricos do lançador começavam a ser recebido pela estação da Ilha de Ascensão a T+13m 41s, começando a ser recebidos na estação de Libreville a T+18m 11s (depois dos dados deixarem de ser recebidos na Ilha de Ascensão a 17m 41s – e em Natal – 12m 11s). Entretanto, o ponto de altitude mínima na trajectória (a 140,4 km) é atingido a T+14m 41s. A estação de Malindi começava a receber a telemetria do Ariane-5ECA a T+22m 56s. O final da queima do estágio superior ESC-A ocorria a T+25m 25s com o lançador a entrar na fase balística. O procedimento para a separação do satélite Intelsat-20 iniciava-se a T+25m 30s com a orientação do conjunto e posterior estabilização, seguindo-se a estabilização do satélite a T+27m 21s e a sua separação às 2218UTC (T+28m 2s).

Em Órbita – Vol.12 – .º 128 / Setembro de 2012

112

Profile for Rui Barbosa

Em Órbita n.º 128 - Setembro de 2012  

Edição do Boletim Em Órbita para Setembro de 2012. Nesta edição podemos encontrar um artigo sobre a missão Shenzhou-9 e um outro sobre a mis...

Em Órbita n.º 128 - Setembro de 2012  

Edição do Boletim Em Órbita para Setembro de 2012. Nesta edição podemos encontrar um artigo sobre a missão Shenzhou-9 e um outro sobre a mis...

Advertisement