Page 1

JORNAL - COLECIONISMO CERVEJEIRO

EDIÇÃO 14 –DEZEMBRO 2010

JORNAL INFORMATIVO DO COLECIONISMO CERVEJEIRO NOTICIAS DE CERVEJA EM PORTUGAL BARES E CAFÉS

Boas Festas E Feliz Ano 2011

MENSAL – GRATUITO

Neste número: MINHA OPINIÃO / ENTREVISTA / MUNIQUE EM LISBOA / BARES E CAFÉS / TAÇA PORTUGAL KARTING / NOTICIAS COLECIONISMO / NOVIDADES CERVEJEIRAS / GASTRONOMIA / HUMOR


EDITORIAL Rui Avilez Valente Director executivo

ESTE JORNAL É UMA PUBLICAÇÃO INTERNA DO SITE:

COLECIONISMO CERVEJEIRO... PORQUE NÃO

www.inlocomundodacerveja.com

Neste número: Entrevista, Maria Helena Directora da Revista Paixão pela Cerveja.

Colaboraram nesta edição Rui Avilez Valente

Munique em Lisboa.

Redacção e revisão

Visita ao Bar Europa (Sevilha). Taça Portugal Karting – Portimão. Noticias colecionismo e cervejeiras em Portugal e a terminar gastronomia e humor.

As opiniões emitidas nos artigos são da responsabilidade de quem os assina, não representando necessariamente a opinião deste jornal. A reprodução total ou parcial é autorizada desde que seja citada a fonte.

A Enciclopédia INLOCO MUNDO DA CERVEJA, vai continuar suspensa até novas informações.

ENTREVISTA

A MINHA OPINIÃO Este número de Natal, chega a todos vós com algum atraso. Tem sido uma luta conseguir tempo para poder trabalhar neste projecto, mas podem contar com ele. Esta edição é mais pequena do que o normal por motivos de falta de tempo e à minha mudança de S. Martinho do Porto para Celorico da Beira. Mais uma vez o nosso apelo às empresas cervejeiras de Portugal, que nos enviem as noticias que queiram ver publicadas . Informamos os nossos leitores que podem descarregar os números www.inlocomundodacerveja.com e no site da ACCP - www.accp.com.pt

antigos desta

publicação

no

site

Gostaria de desejar a todos um Feliz Natal e um Bom Ano de 2011 com muita saúde e alegria. Que seja um ano de muitas conquistas cervejeiras a nível do colecionismo e de conquistas de mercado por parte das empresas cervejeiras de Portugal.

Rui Avilez

1


ENTREVISTA Maria Helena Duarte, directora da revista Paixão pela Cerveja – Beer Passion Entrevista conduzida por: Rui Avilez

Maria Helena Duarte há muito escrevia sobre bebidas, O que gostaria de mudar? gastronomia e lifestyle, começou a partilhar os seus pontos de vista no Diário de Notícias e desde 2006 que A mentalidade das pessoas no que diz respeito ao avançou para o seu próprio projecto, a editora Alive consumo de bebidas alcoólicas. Não consigo perceber o Word Comunicação, onde publica as revistas Paixão pelo prazer de se ficar embriagado, perde-se tudo: o controlo Vinho e Paixão pela Cozinha, pelo seu gosto pela cerveja da situação, a memória de um tempo que deveria ter sido procurou apoios e conseguiu concretizar mais uma meta: de prazer. a revista Paixão pela Cerveja, a única revista dedicada à Tudo o que se faz em demasia traz consequências, e são cerveja em Portugal. sempre más. Distinguida com o Prémio de Escrita Espiga d’Ouro, a Assim, gostava que cada pessoa soubesse o momento revista Paixão pela Cerveja completa na próxima edição, certo para parar, que se bebesse com moderação e que estará nas bancas dia 28 de Dezembro, três anos de elegância, ou que houvesse a consciência de não conduzir existência. Procurando aproximar os consumidores desta sabendo que se vai beber um pouco mais. nossa bebida de eleição, Maria Helena Duarte conta com o apoio da Associação Portuguesa dos Produtores de Qual a sua opinião sobre o coleccionismo cervejeiro? Cerveja, dos mestres cervejeiros das várias empresas e outras pessoas relacionadas com o sector em diversos As empresas produtoras de cerveja empenham-se muito departamentos, bem como a equipa interna da editora. O em inovar, desenvolvendo produtos de merchandising ENTREVISTA envolvimento de todos reflecte-se nas páginas da revista, arrojados e inovadores. sempre muito atractivas, cheias de novidades e Há muita variedade para todos os gostos: garrafas, abordagens aos diferentes temas que movem este mundo rótulos, decoração de espaços, embalagens, caricas, da cerveja, onde não falta o coleccionismo, página que copos... Infelizmente, há muitos anos atrás não havia assina quase desde o início. tanto o espírito de guardar, e muitas coisas se perderam. Se não fosse pelos coleccionadores não conheceríamos Como chegou ao Mundo da Cerveja? muitas dessas peças únicas que a história imortalizou. Comecei a beber cerveja no primeiro ano da Universidade, na praxe, como muitos jovens. Ao princípio não gostei, talvez porque me obrigaram a beber. Mas com o passar dos anos fui apreciando cada vez mais e procurando conhecer as várias cervejas que encontrava à venda. Hoje, há momentos em que degustar uma cerveja pode ser um momento de verdadeira contemplação. Quais as suas preferências? Nos dias quentes prefiro as cervejas brancas, leves e frescas. Quando acompanho refeições procuro cervejas mais encorpadas e complexas, de Inverno as pretas ganham espaço. E depois há a cerveja sem álcool, que não dispenso se for conduzir. Qual o momento de eleição para degustar uma cerveja? À mesa, entre petiscos, conversas e música de fundo! Ou a torcer pela Selecção Nacional de Futebol…

Faz sentido a realização coleccionadores de cerveja?

do

encontro

de

Certamente que sim. O encontro é um espaço privilegiado para que coleccionadores de todo o mundo se conheçam, partilhem experiências e troquem ou vendam os seus artigos de colecção. Um bom exemplo é o Encontro In Loco que se realizou nestes dois últimos anos em Celorico da Beira, ao qual se juntou ainda a componente lúdica, visitas ao património histórico, a música, a gastronomia… O que falta fazer para que as cervejas portuguesas ganhem mais adeptos? Este é um sector muito dinâmico, que consegue uma boa relação com a qualidade e a quantidade produzida, todas as empresas dispõe de um portefólio variado. Há uma constante aposta na investigação e inovação, o que me tranquiliza quanto ao futuro. O que falta, para mim, é um maior apoio dos meios de comunicação social na promoção da cerveja como bebida de eleição, continua… 21


…continuação esclarecendo apreciadores consumidores.

e

motivando

novos

A revista Paixão pela Cerveja surgiu para preencher essa lacuna? Sim! Foi a maior motivação. Para além do meu gosto pessoal por esta bebida, a verdade é que já há três anos atrás achava que não fazia sentido que não se promovesse a cerveja junto do grande público, para além das campanhas de publicidade das várias marcas. Afinal, esta é uma das bebidas mais antigas do mundo, com uma história riquíssima e implementação mundial. Havendo cervejas tão boas em Portugal, é preciso comunicar com os consumidores, não só para que as conheçam melhor mas também para que as saibam apreciar e consumir com moderação.

Há algum conselho que queira deixar aos nossos leitores? Vários! Em primeiro lugar que alarguem horizontes, experimentem os vários tipos de cervejas de todas as marcas. Em segundo lugar que sejam consumidores mais exigentes, que verifiquem se a temperatura está correcta, se a cerveja foi bem servida, se o copo é o adequado. Depois há a comida: petiscos mais suaves para as cervejas mais leves, e os mais intensos de sabor e textura para as cervejas mais complexas, com mais corpo. Por fim, preservar a saúde e a vida, saber a quantidade que pode beber e quando ultrapassada saber apanhar boleia, o metro, um táxi…

ENTREVISTA

31


EVENTO MUNIQUE EM LISBOA Lisboa foi palco de mais uma edição da já conhecida festa da cerveja Alemã, que se tem vindo a realizar uma vez por ano por iniciativa de um grupo de jovens empresários Câmara Luso-Alemã (WJP), que em parceria com a Câmara de Comércio e Indústria Luso-Alemã (CCILA), o Instituto Alemão (Goethe-Institut), a Junta da Freguesia da Pena e com parceria da Câmara Municipal de Lisboa. Este evento teve lugar nos passados dias 23, 24, 25 e 26 de Setembro 2010 no Campo dos Mártires da Pátria. Como tem sido hábito a nossa equipa de reportagem esteve presente, verificando o êxito que esta iniciativa tem sido, não só pelo grande número de público que esteve presente, mas também pelo número de empresas que se têm associado a esta iniciativa. O objectivo principal é promover o apoio às Aldeias de Crianças SOS, instituição social de apoio a crianças órfãs, abandonadas ou de famílias de risco (www.aldeias-sos.org). O lucro do evento será revertido a esta instituição. Este evento procura também promover a amizade entre a comunidade alemã, portuguesa e internacional, assim como dar a conhecer as tradições da cultura alemã, particularmente da Baviera, numa verdadeira partilha de diversidade cultural. 'Munique em Lisboa' é uma festa caritativa num ambiente de convívio, gastronomia e animação tradicional bávara, em que a cerveja é Rainha.

4


EVENTO

5


EVENTO

6


BARES E CAFÉS De passagem por Sevilha (Espanha), e sentindo um pouco de sede resolvi procurar um local especial para degustar umas cervejas, (Bar Europa). Mais de 100 cervejas do mundo servidas à temperatura aconselhada e no respectivo copo. Um espaço decorado com peças decorativas referentes às marcas e local de visita de alguns colecionadores Espanhóis. Aos amantes de cerveja que visitem Sevilha este é um espaço a visitar, não somente pela variedade das cervejas, mas também pela decoração do espaço. Agradecendo desde já a oferta de dois copos, oferta do proprietário para a minha coleção. Texto e fotos: Rui Avilez

7


8


NOTICIAS COLECIONISMO O site IN LOCO MUNDO DA CERVEJA, esteve presente na Taça de Portugal . O circuito internacional do Algarve recebeu nos passados dias 13 e 14 de Novembro a Taça de Portugal Karting, que contou com a participação de mais de 100 pilotos, entre eles o piloto apoiado pelo In Loco (Alexandre Simões). Dois dias de pura adrenalina, o dia começava sempre pelas 7 horas manhã, com os treinos livres e cronometrados. Domingo foi o dia das corridas. Quero agradecer em meu nome pessoal e em nome da equipa facultado pela Central de Cervejas, com a oferta de Cerveja Sagres e Sagres s/álcool e Água do Luso, assim como o mobiliário de apoio.

FAZEMOS CAMPEÕES

ALEXANDRE SIMÕES

9


EVENTO

10


EVENTO

ÁRVORES DE NATAL

A Árvore de Natal é um pinheiro ou abeto, enfeitado e iluminado, especialmente nas casas particulares, na noite de Natal. A tradição da Árvore de Natal tem raízes muito mais longínquas do que o próprio Natal. Vagueando pela net, descobri alguns exemplos de árvores de natal decoradas com elementos ligados à cerveja. A paixão por esta bebida está patente na decoração das árvores que se podem visualizar nestas fotografias.

11


NOVIDADES CERVEJEIRAS – SOCIEDADE CENTRAL CERVEJAS

Alberto da Ponte distinguido com o Masters da Negociação 2010 Decorreu em Lisboa, no BBC - Belém Bar Café a Cerimónia de Entrega dos Masters da Negociação 2010, promovida pelo INV-Instituto de Negociação e Vendas, a única Instituição totalmente especializada e dedicada à negociação e às vendas. A Alberto da Ponte foi atribuído o Masters da Negociação Prestígio, que distingue Personalidade com uma carreira relevante na Negociação. Os Masters da Negociação são a forma escolhida pelo INV – Instituto de Negociação e Venda para distinguir as Personalidades que em Portugal melhor evidenciaram as suas qualidades enquanto negociadores, respeitando o conjunto de critérios altamente exigentes.

Alberto da Ponte, CEO da SCC, entregou “o primeiro pack” na casa do Duque de Bragança CERVEJA SAGRES BOHEMIA COM SELO DA CASA REAL PORTUGUESA A cerveja Sagres Bohemia já incluiu nas suas embalagens, garrafas e packs, o selo da Casa Real Portuguesa, no âmbito do acordo celebrado, através da Fundação Dom Manuel II, o qual reafirma a prerrogativa da cerveja Bohemia como fornecedora oficial da Casa Real Portuguesa, uma parceria inédita em Portugal recuperando esta tradição. Para assinalar este facto o CEO da SCC, Alberto da Ponte, deslocou-se a casa do Duque de Bragança, em Sintra, para entregar “o primeiro pack” de cerveja Sagres Bohemia já com o selo de Fornecedora da Casa Real. Recorde-se que esta iniciativa pretende dar continuidade ao que aconteceu no passado, dado que a SCC, fundada em 1934, reúne nas suas origens as principais cervejeiras estabelecidas em Lisboa no século XIX, sendo que três delas foram agraciadas por alvará régio com o honroso título de “Fornecedor da Casa Real”. Neste âmbito a cerveja Sagres Bohemia passou a incluir nas suas embalagens a designação de fornecedora da Casa Real Portuguesa, uma novidade exclusiva no panorama das marcas cervejeiras nacionais e que reforça o posicionamento desta marca no segmento Premium das cervejas Portuguesas, estando as mesmas já disponíveis no mercado.

12


Herdeira de uma longa tradição, iniciada na oitocentista Fábrica da Trindade, a cerveja Bohemia 1835 é uma homenagem ao conhecimento e inspiração dos mestres cervejeiros, que remonta à receita original do convento da Trindade. Sobre a cerveja Sagres Bohemia: A Sagres Bohemia, a cerveja Ruiva número um às refeições em Portugal, foi eleita “Sabor do Ano” 2009. Ideal para ser consumida às refeições, devido ao seu sabor intenso e aroma frutado, a Sagres Bohemia, é a ruiva pioneira no mercado português, e a única neste segmento, distinguida consecutivamente com cinco medalhas de ouro no prestigiado concurso Monde Selection em 2006, 2007, 2008, 2009 e 2010.

LISBOA À PROVA 2010 CONHECIDOS OS PRIMEIROS GARFOS Com o patrocínio da Sagres Bohemia terminou a primeira fase do “Lisboa à Prova”. Após 5 meses de concurso, mais de 200 restaurantes inscritos e 600 avaliações realizadas, foram apurados os 77 restaurantes semi-finalistas, premiados já com 1 Garfo, e que passam à segunda fase da competição. A sessão oficial decorreu ontem no Atrium do Lisboa Welcome Center da ATL - Associação de Turismo de Lisboa.

A cerimónia, com o patrocínio da Sagres Bohemia, contou com a presença da CML representada pela Directora do Departamento de Turismo, Fátima Madureira, da AHRESP representada por Virgílio Gomes, a A.T.L. - Turismo de Lisboa, representada pelo seu director-geral, Vítor Costa, a Sociedade Central de Cervejas e Bebidas, representada por Nuno Pinto de Magalhães, e da Entrajuda, representada por Leonor Festas.

13


Sagres “Entra em Campo” recebe galardão de Ouro e Prata nos Prémios à Eficácia da Comunicação 2010

Teve lugar a gala de entrega dos Prémios à Eficácia da Comunicação 2010. Esta iniciativa, da responsabilidade da Associação Portuguesa de Anunciantes (APAN) e Grupo Consultores, teve lugar no Edifício Sede da Caixa Geral de Depósitos e contou com 34 trabalhos finalistas em 10 categorias. A Central de Cervejas e Bebidas, através da cerveja Sagres, está de parabéns ao serem atribuídos à acção da Sagres “Entra em Campo” dois Prémios Eficácia. Na categoria Activação e Patrocínios, esta acção recebeu o Prémio Eficácia Ouro e na categoria Alimentação e Bebidas o Prémio Eficácia Prata.

SCC apoia Festa de Natal dos Sem Abrigo Central de Cervejas entrega meio milhão de embalagens de águas e refrigerantes ao Banco Alimentar

A Sociedade Central de Cervejas e Bebidas (SCC) já entregou, este ano, ao Banco Alimentar Contra a Fome, mais de 500 mil embalagens de produto, entre refrigerantes, do portefólio Schweppes, e Água de Luso, no âmbito da sua política de Responsabilidade Social. Esta foi apenas uma das muitas iniciativas da Empresa nesta área que, ao longo deste ano, têm vindo a ser reforçadas, face às muitas solicitações. Nesse sentido, a SCC também irá, mais uma vez, apoiar a Festa de Natal dos Sem Abrigo, organizada pela Comunidade Vida e Paz, para a qual vão ser oferecidos cerca de 10.000 litros de refrigerantes. “É política da SCC, como empresa responsável, ajudar quem mais precisa, nomeadamente numa época que tem sido repleta de adversidades económicas e que tem afectado muitas famílias portuguesas”, sublinhou Nuno Pinto de Magalhães, das Relações Institucionais da SCC.

14


Ex-craque português em grande evento promovido pela cerveja mais portuguesa Pedro Pauleta joga em Paris com a Sagres.

O ex-jogador Pedro Pauleta participou num jogo de futebol de cinco nos arredores de Paris com consumidores, numa iniciativa exclusiva da cerveja Sagres onde se comemorou a festa do futebol. O encontro decorreu no pavilhão Foot Max, em Paris, onde o antigo profissional do Paris Saint Germain jogou com consumidores e clientes Sagres, num jogo amigável de futebol de cinco, em que participou a comunidade local portuguesa. Pauleta participou ainda numa sessão de autógrafos. Com esta grande acção a cerveja Sagres, líder no mercado português e conhecida pela sua Portugalidade, pretendeu proporcionar aos seus consumidores e clientes de França uma experiência única e inesquecível, reforçando a sua ligação ao futebol. Recorde-se que a cerveja Sagres é a marca portuguesa mais associada ao futebol, sendo patrocinadora da Selecção Nacional desde 1993, da Liga Portuguesa de Futebol – a Liga Zon Sagres – e de clubes como o Benfica, Braga, Académica, Portimonense e Olhanense.

O último mineiro Chileno a sair da mina e o líder do grupo

Luis Urzúa na Central de Cervejas e Bebidas

15


A convite da Central de Cervejas e Bebidas, Luis Urzúa, o líder do grupo dos 33 mineiros Chilenos que no passado dia 5 de Agosto ficaram soterrados a 688 metros de profundidade durante 69 dias, veio partilhar com os Colaboradores da Empresa e Convidados o exemplo de coragem, perseverança e liderança que o CEO da SCC, Alberto da Ponte, defende como fundamental para que a Empresa passe com sucesso e “resilience” a conjuntura económica que o país atravessa. Numa sessão que teve como moderador Nuno Rogeiro, a animar o diálogo com Luis Urzúa, foi focada a sua experiência e dos seus companheiros durante os 69 dias em que viveram soterrados. Um homem calmo, crente e decidido, mostrou à assistência alguns dos momentos por que passaram os 33 mineiros, que só ao 17º dia viram a sua esperança aumentar com a chegada da sonda. A primeira mensagem enviada pelos mineiros fez o Chile respirar de alívio: “Estamos bem no refúgio. Os 33”. Urzúa mostrou algumas imagens das operações de resgate, vistas no dia 13 de Outubro pelo mundo inteiro.

“O hotel onde vivemos”, contou o mineiro entre risos, «tinha uma temperatura de 40 graus e a única luz era a das lanternas dos capacetes, que era racionada para não acabar, e a bateria de uma máquina”. O líder dos mineiros disse ainda que o truque para evitar eventuais conflitos é o diálogo “Tudo era conversado, debatido, falava-se com verdade. Porque ao dizer a verdade vai-se conhecendo a pessoas. Se falarmos verdade, não vamos ter problemas. A verdade mata muitas mentiras”, disse Luis Urzúa. Passavam o tempo a conversar, a jogar dominó, a tentar fazer com que os dias passassem, mas o factor mais importante para a sobrevivência foi, sem dúvida, a fé. A fé foi um dos eixos mais cruciais nesta situação “Foi Deus que nos ajudou. Depositámos as forças em Deus e na Família. No grupo pode haver muitas religiões, mas todos rezam a um só Deus e Deus foi o 34.º mineiro“. Segundo Urzúa, “Foi emocionante não ter que falar ou pensar, estar livre”, disse ao recordar o momento em que saiu da mina. “É um voltar a nascer, somos filhos da Mãe Terra”.

Edição: Relações Institucionais Nuno Pinto de Magalhães – email – npmagalhaes@centralcervejas.pt 16


NOVIDADES CERVEJEIRAS – APCV Comunicado da Associação Portuguesa dos Produtores de Cerveja (APCV) referente à assinatura, por esta entidade, da carta de compromisso do Fórum Nacional Álcool e Saúde, em representação da indústria cervejeira nacional, vindo desta forma reiterar “... que é necessário o esforço concertado de todas as partes para a redução do abuso no consumo de bebidas alcoólicas”.

COMUNICADO Cervejeiros Portugueses assinam carta de compromisso do Fórum Nacional Álcool e Saúde Alberto da Ponte, Presidente da Associação Portuguesa dos Produtores de Cerveja, assinou hoje, a carta de compromisso do Fórum Nacional Álcool e Saúde, em representação da indústria cervejeira nacional. A cerimónia teve lugar no Palácio dos Marqueses da Praia e Monforte, em Loures. Preparada, com o contributo dos parceiros envolvidos, a Carta de Compromisso estabelece um conjunto de princípios a que todas as entidades representadas no Fórum deverão respeitar, comprometendo-se a reforçar as acções necessárias à minimização dos danos provocados pelo álcool, nomeadamente nas áreas referidas no Plano Nacional de Redução dos Problemas Ligados ao Álcool 2010-2012. A discussão deste plano, que viria a ser aprovado a 26 de Maio de 2010 em Conselho Interministerial, contou com uma constante e aprofundada colaboração da APCV, juntamente com diversas entidades públicas e privadas e representantes da sociedade civil, constituindo o Fórum Nacional Álcool e Saúde um dos seus pilares. Para Alberto da Ponte, Presidente da Associação Portuguesa dos Produtores de Cerveja, “os Cervejeiros Portugueses assinam este Compromisso convictos de que é necessário o esforço concertado de todas as partes - Governo, Famílias, Educadores, outras organizações da sociedade civil e Indústria de Produção de Bebidas - para a redução do abuso no consumo de bebidas alcoólicas, certos também que abuso não significa não consumir, uma vez que está cientificamente comprovado que a moderação no consumo é compatível com uma dieta saudável em indivíduos adultos”. O Fórum Nacional Álcool e Saúde irá permitir um conhecimento sustentado das actividades desenvolvidas em Portugal, discutidas por todos os membros e participantes deste evento, que passará a decorrer anualmente, disseminando desta forma as Boas Práticas que possam surgir em Portugal, em consonância com a Estratégia Europeia e a Estratégia Global da Organização Mundial de Saúde. Sobre a APCV •A APCV é uma associação de sector, sem fins lucrativos, que representa as empresas que, em território nacional, exercem a indústria da produção e/ou enchimento de cerveja. Tem como associadas a ECM - Empresa de Cervejas da Madeira, Lda., a Fábrica de Cervejas e Refrigerantes João de Melo Abreu, Lda., a Font Salem Portugal S.A, a Sociedade Central de Cervejas e Bebidas, SGPS., a Sumol+Compal Marcas, SA e a Unicer - Bebidas de Portugal, SGPS.

Para mais informações, contactar: BAN Corporate & Media Relations João Santos Pereira – jsp@ban.pt | Tel. 21 319 56 42 | Tlm: 93 761 23 32

17


NOVIDADES CERVEJEIRAS – UNICER

Campanha de Natal Unicer 2010

Com a Terra dos Sonhos voamos mais alto e procuramos contribuir para a melhoria do seu estado de espírito e para uma vivência mais feliz. Internamente estamos a reunir esforços, formar equipas, para que todos juntos possamos realizar sonhos dos meninos que se encontram no IPO do Porto e no IPO de Lisboa. Caso queira contribuir, poderá fazê-lo através da seguinte conta: Conta D.O.: 8-4563731.000.001 NIB: 0010 0000 45637310001 18 IBAN: PT50 0010 0000 45637310 0011 8 SWIFT: BBPIPTPL Ajude-nos a proporcionar momentos únicos e a distribuir sorrisos. Seja Solidário!

Unicer lança 3.ª edição do Prémio Nacional de Indústrias Criativas O Prémio Nacional de Indústrias Criativas, de periodicidade anual, destina-se a cidadãos, ou grupos de cidadãos, maiores de 18 anos e a pequenas e micro empresas em fase de expansão e com sede em território português. Serão seleccionados os projectos que incidam nos sectores abrangidos pelo conceito de indústrias criativas, aplicáveis em áreas como Ambiente, Cultura, Desporto, Educação, Solidariedade Social, Turismo e Lazer ou Urbanismo. Mais informação em www.premioindustriascriativas.com. A iniciativa, que resulta de uma estreita parceria com a Fundação de Serralves, pretende estimular, apoiar e acompanhar a concretização de modelos de negócio na área das indústrias criativas, bem como potenciar a cooperação entre os sectores empresarial e criativo. Em cada edição são distinguidos os modelos de negócio que evidenciem uma forte viabilidade económica e financeira; sejam potenciadores de emprego qualificado; estimulem a criatividade; e incrementem o registo de marcas e patentes de origem nacional. A avaliação das propostas é feita pela Unicer, pela Fundação de Serralves e por uma rede de parceiros institucionais que fará também o acompanhamento durante a implementação dos projectos. São eles a ANJE – Associação Nacional de Jovens Empresários, o BPI, a Agência de Inovação, o ESAD – Escola Superior de Artes e Design, a Fundação da Juventude, o IAPMEI – Instituto de Apoio às Pequenas e Médias Empresas e à Inovação, a LMS Design, a Universidade Nova de Lisboa e a Universidade do Porto. A Unicer apoia as indústrias criativas devido ao importante papel que esta área tem vindo a ter no desenvolvimento económico de vários países. A capacidade de adaptação, flexibilidade e utilização de novos instrumentos de gestão, para responder aos desafios actuais, são percepcionados como uma mais-valia para a dinamização da economia portuguesa e para tornar Portugal mais competitivo. Declarações de João Vasconcelos, autor do projecto OSTV – Vencedor 2.ª edição PNIC “O prémio representou o primeiro grande teste a uma ideia que não saía da nossa cabeça há mais de um ano. Marcou também a entrada no contexto empresarial das indústrias criativas, onde conhecemos pessoas e trocamos experiências que se têm revelado importantes, em várias medidas. Naturalmente que o facto de termos ganho o prémio conferiu um tipo de reconhecimento imediato do projecto, o que é extremamente importante e facilitador nas relações institucionais e profissionais que temos vindo a desenvolver.”

18


Declarações de João Vasconcelos, autor do projecto OSTV – Vencedor 2.ª edição PNIC “O prémio representou o primeiro grande teste a uma ideia que não saía da nossa cabeça há mais de um ano. Marcou também a entrada no contexto empresarial das indústrias criativas, onde conhecemos pessoas e trocamos experiências que se têm revelado importantes, em várias medidas. Naturalmente que o facto de termos ganho o prémio conferiu um tipo de reconhecimento imediato do projecto, o que é extremamente importante e facilitador nas relações institucionais e profissionais que temos vindo a desenvolver.” Declarações Nuno Esteves, autor projecto Science Office – Menção Honrosa 2.ª edição PNIC “A nossa participação no Prémio Nacional das Indústrias Criativas foi sem dúvida muito positiva, porque nos permitiu organizar enquanto empresa e deu-nos alguma visibilidade e ânimo para seguir em frente com o projecto.” O projecto vencedor da edição anterior foi o OSTV, na área Multimédia, a Menção Honrosa foi atribuída ao projecto Science Office, na área Comunicação e Marketing Cultural e Turismo. No total, concorreram cerca de 120 projectos, um número representativo do espírito empreendedor dos portugueses. Design, Comunicação e Marketing Cultural, Turismo, Multimédia, Arquitectura, e Editorial são os sectores criativos com maior número de candidaturas. Em 2008, o projecto do Hard Club, no Porto, foi o grande vencedor da 1ª Edição do Prémio Nacional de Indústrias Criativas, espaço inaugurado recentemente e que é já uma referência na programação artística e cultural da cidade.

Campanha de Natal Unicer 2010 Sob o mote «100 mil fãs, 100 mil músicas», esta acção é exclusiva para os fãs da página da Super Bock. Basta clicar na aplicação e, de cinco em cinco cliques, cada participante terá direito a uma música. Posteriormente, cada vencedor recebe um e-mail, com um código, para ter acesso directo ao site oficial da marca e escolher a sua música preferida. Desde a sua criação, a página oficial da Super Bock no Facebook cedo demonstrou ter conquistado o seu espaço nas redes sociais e construiu uma comunidade que, de forma espontânea e genuína, já ultrapassa a barreira das 100 mil pessoas. Interactiva, dinâmica e inovadora, a Super Bock tem reforçado a aposta nas novas tecnologias, sobretudo através do lançamento de vários projectos exclusivos para internet, pois privilegia a proximidade com os consumidores. São exemplos o Super Bock Super Blog Awards, Super Bock Super Rock Preload, e Super Bock Manda Vir Mais. Também o site da marca, www.superbock.pt, pela informação que disponibiliza e por ser considerado muito user friendly, é um dos mais visitados nas áreas de consumo, ocupando o 1.º lugar no Fast Moving Consumer Goods (FMCG).

Edição: Página web –UNICER (http://www.unicer.pt) 19


GASTRONOMIA Peru de Natal

COCKTAIL DE CERVEJA AFRODISÍACO

Ingredientes:

Ingredientes:

1 peru de 4 a 5 kg 1 cebola grande 1 lata de cerveja 1 colher de chá de açafrão 3 dentes de alho 4 colheres de sopa de óleo

1 garrafa de cerveja 1/2 colheres de mel 1 galhinho de alecrim uma pitada de pimenta quatro cravos da Índia uma pitada de canela

Modo de Preparar: Descongele o peru com um dia de antecedência Bata, no liquidificador, a cebola, o alho e o óleo Junte a cerveja e o açafrão Tempere o peru, deixando-o marinando por 5 horas Leve ao forno (180º graus), coberto com papel alumínio por cerca de 2 horas Retire o papel alumínio e aumente a temperatura do forno até corar Receitas retiradas do site: http://www.livrodereceitas.com

HUMOR 08:00 10:00 12:00 14:00 16:00 18:00 20:00 Segunda-feira

Terça-feira

Quarta-feira

Quinta-feira

Sexta-feira

Sábado

Domingo Domingo

O álcool em excesso pode matar. 20

Edição nº 14  

Jornal Colecionismo Cervejeiro - Natal

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you