Issuu on Google+

LINHA DO TEMPO

LETRAS- LÍNGUA PORTUGUESA

NOME: Daniela de Fatima de Oliveira


-Década de 50

⇨Primeiro de Janeiro a Era da Informática. ⇨A informática na educação é algo recente que teve seu inicio na década de 1950, mas era utilizado apenas para armazenarem dados. -Década de 60 ⇨Experiências de engenheiros na área computacional voltadas para a aplicação da informática na educação. -Década de 70  1970: ⇨UFRGS iniciou experiências com a informática na sala de aula. 1971: ⇨O Ministério da Marinha, por intermédio do Grupo de Trabalho Especial - GTE - e o Ministério do Planejamento tomaram a decisão de construir um computador para as necessidades navais no Brasil. 1972: ⇨As questões de importações e exportações da informática foram transferidas para CAPRE (Coordenação de Atividades de Processamento Eletrônico), Ligada ao ministério do planejamento.


1973: ⇨UFRGS desenvolveu o software SISCAI com a finalidade de avaliar os alunos de pós-graduação em Educação. 1975: ⇨1 Jan 1975, UNICAMP inicia cooperação técnica com Media LAB LAB do Massachussets Institute of Technology - MIT, criando grupo interdisciplinar para pesquisar uso de computadores com linguagem LOGO na educação de crianças. 1977: ⇨Primeiro confronto entre Brasil e interesses estrangeiros, pela falta de definição explícita da reserva do mercado em relação aos mini e microcomputadores - IBM e Burroughs. 1979: ⇨As ações da CAPRE foram transferidas para SEI (Secretaria Especial de Informática) ligada ao CSN (Conselho de Segurança Nacional). Esta decisão acarretou inúmeras discussões pelo fato de a CSN estar ligada às opressões da ditadura militar. -Década de 80: ⇨UFRGS iniciou experiências no laboratório para estudos cognitivos, utilizando a linguagem, LOGO como ferramenta de investigação nos processos mentais das crianças. 1980: ⇨A SEI cria uma Comissão Especial de Educação para colher subsídios. Inicia-se o projeto EDUCOM (Educação e Computador), e outros projetos como o FORMAR, PRONINFE (Programa Nacional de Informática Educativa). 1981: ⇨Aprovação do documento: Subisidios para implantação do Programa Nacional de Informática na Educação. MEC/SEI/CNPq/FINEP


Criados seminários que dão partida à informática da educação no Brasil: 1981, I Seminário Nacional de Informática na Educação (SEI, MEC, CNPq) - Brasília. 1982: ⇨II Seminário Nacional de Informática Educativa -Salvador. Esses seminários estabeleceram um programa de atuação que deu origem ao projeto EDUCOM, com o objetivo de implantar atividades da informática aplicada à Educação no Brasil. 1983: ⇨1 Jan 1983, O Secretario de informática baixou a portaria no. 01/83, criando a Comissão Especial de Informática na Educação no. 11/83. Essa comissão propunha orientações básicas para utilizacão das termologias de informática no processo ensino. ⇨1 Mar 1983, Foi criado Projeto EDUCOM (pesquisas sobre o uso do computador como instrumento do processo de aprendizagem escolar) - Comissao Especial de Informática na Educação.. O aluno e o construtor de sua própria aprendizagem. ⇨Publicação do Comunicado SEI solicitando a apresentação de projetos para a implantação de Cebtros-piloto junto as universidades. ⇨Oficialização dos centros de estudo do Projeto EDUCOM, o qual era composto pelas seguintes instituições:UFPE, UFRJ, UFMG, UFRGS, UNICAMP.. ⇨Publicação do documento: Diretrizes para o estabelecimento da Politica de Informática no Setor de Educação, Cultura e Desporto, aprovado pela Comissão de Coordenação Geral do Mec, em 25/10/82


1984: ⇨É aprovada a lei da Informática, a qual impôs restrições ao capital estrangeiro, tornou legal a aliança do Estado com o capital privado nacional. Essa lei tinha uma previsão de 8 anos, tempo estimado para que a indústria nacional alcançasse maturidade, visando à competitividade internacional. ⇨Assinatura do Protocolo de Intenções MEC/SEI/CNPq/FINEP/FUNTEVÊ, para a implantação dos centro-piloto e delegação de compet~encia ao CENIFOR. 1985: ⇨Faltam recursos humanos capacitados para o sistema de ciência e tecnologia. A partir daí, o governo passou a intensificar os investimentos na área de educação de 1º e 2º graus. ⇨Aprovaço do Novo regimento Interno do CENIFOR, Por taria FUNTEVÊ - nº246. de 14/08/85 ⇨Aprovação do Plani Setorial: Educação e Informática pelo CONIN/PR. 1986: ⇨Criação do Comitê Assessor de Informática na Educação de 1º e 2º graus. CAIE/SEPS. ⇨Aprovação do Programa de Ação I mediata em Informática na Educação. ⇨Instituição do I Concurso Nacional de "Software" Educacional e da Comissão de Avaliação do Projeto Educom. ⇨Extinção do CAIE/SEPS e criação do CAIE/MEC.


1987: ⇨Criação do Programa Formar Programa (Formação de Recursos Humanos) criado pelo Governo José Sarney mediante o então Ministério da Educação e Cultura, MEC em 1987, como um dos componentes do Plano de Ação Imediata, PAIE (BRASIL, 1996; MORAES, 2003). Contudo, esse programa só conseguiu realizar três cursos de formação de professores: em 1987 e 1989 na Unicamp e em 1991, na Universidade Federal de Goiás, quando já estava em vigência o Programa de Informática na Educação. ⇨Realização da jornada de Trabalho de Informática na educação: Subsídios para poliicas, UFSC, Florianópolis/SC. ⇨Coordenação e Supervisão Técnica do Projeto EDUCOM é transferida para a SEI NF/MEC. ⇨Elaboração do Programa de Ação Imediata em Informática na Educação, o qual teve, como uma das suas principais ações, a criação de dois projetos: Projeto Formar que visava à formação de recursos humanos, e o o Projeto Cied que visava á implantação de centros de informática e Educação.

1988: ⇨Ao final deste ano, a Organização dos Estados Americanos - OEA, através de seu Departamento de Assuntos Educativos, reconhecendo o esforço brasileiro nesta área, convidou o Ministério da Educação a apresentar um projeto de cooperação multinacional envolvendo outros países latino-americanos. Iniciava-se, então, naquela época, a primeira cooperação técnica internacional com o México, financiada pela OEA, para avaliação do projeto de informática educativa na área de educação básica: Projeto COEEBA.


-Década de 90: 1991: ⇨1º plano de ação integrada (PLANINFE) objetivando-se em formar professores. 1990: ⇨Integração de Metas e Objetivos do PRONINFE/MEC no PLANIN/MCT. ⇨Aprovação do Plano Trienal de Ação Intregrada 1990/1993. ⇨1 Nov 1990, Sociedade Brasileira de Computação - SBC, criou um grupo de interesse especifico na areá de Informática e Educação, iniciando um ciclo de encontros anuais. 1992: ⇨Criação de rubrica específic para ações de informática educativa no orçamento da União. 1993: ⇨1 Jan 1993, Cascavel/PR iniciou o Projeto de Informática na Educação com intuito de oportunizar conhecimento aos alunos. 1995: ⇨Criação do Proinfo, projeto que visava à formação dos NTEs (Núcleos de Tecnologias Educacionais) em todos os estados do País.


1996: ⇨Ao assumir a presidência da República, Fernando Henrique Cardoso colocou como seu ministro de Educação Paulo Renato de Souza, economista e ex-reitor da Unicamp, e procedeu a um processo de reavaliação da política de informática na educação no País que culminou com a extinção do modelo do PRONINFE, substituindo-o pelo modelo do PROINFO. 1997: ⇨É criado o PROINFO (Programa Nacional de Informática na Educação) – Equipar as escolas públicas para capacitar os professores na área da informática e informatizar as escolas. ⇨Criação dos NTEs (Núcleos de Tecnologia Educacionais) 1999: ⇨ IV Encontro Nacional de Multiplicadores. -Década de 2000 ⇨ Várias iniciativas começaram a surgir com o incentivo do MEC. ⇨ Regulamentação do EAD no Brasil. ⇨ Foram criados diversos sites Educacionais para facilitar a pesquisa e o estudo.


2002: O ministro da Educação do governo FHC, Paulo Renato de Souza, extinguiu o PRONINFE criando o projeto PROINFO a qual teve maior incentivo financeiro e é o mais abrangente no território nacional entre todos os projetos, através de seus Núcleos de Tecnologia Educacional (NTE). 12 Nov 2002, XIII SIMPOSIO BRASILEIRO DE INFORMÁTICA NA EDUCACAO (SBIE) ⇨ 2005/07: Projeto um computador por aluno (UCA). ⇨ 28 Nov 2007, XVIII SIMPOSIO BRASILEIRO DE INFORMÁTICA NA EDUCACAO, NA CIDADE DE SAO PAULO ⇨2010/12: Em 2010, o projeto Um computador por aluno continua. Cenário Atual.


Referencial Teórico APRENDENDO Mathema. Linha do Tempo, Histórico da Educação da Informática no Brasil. Disponível em:< http://aprendendomathema.blogspot.com.br/2012/12/linha-do-tempo-historia-da-informatica.html> Acesso em:09 de março de 2013 ARTIGO. Disponível em:< www.pucpr.br/eventos/educere/educere2008/anais/pdf/337_852.pdf> Acesso em:09 de março de 2013 BRITO, Glaucia da Silva. Educação e novas tecnologias: um re-pensar, Curitiba: Ibpex, 2006. CANTINHO DA PEDAGOGIA - Linha do tempo na Informática da Educação. Disponível em:<http://cantodapedagogia. blogspot.com.br/2009/11/decada-de-60-experiencias-de.html> Acesso em:09 de março de 2013 INFORMÁTICA EDUCATIVA NO BRASIL - Linha com/timelines/25048> Acesso em:06 de março de 2013

do

Tempo.

Disponível

em:<http://www.timetoast.

RESTIER Carla. Linha do tempo, história da informatica educativa no Brasil. Disponível em:<http://www.slideshare. net/CarlaRestier/linha-do-tempo-da-histria-da-informtica-educativa-no-brasil> Acesso em:09 de março de 2013 TAJRA, Sanmya Feitosa. Informatica na Educação: novas ferramentas pedagógicas para o professor da atualidade. 3? edição, São Paulo: Érica, 2001.   P.S: Trabalho realizado na aula do dia 12/03/13. Aqui ele encontra-se com a linha do tempo completa. com todos os dados que não foram postados na apresentação visual em sala de aula.


Linha do tempo!