Page 1

Nยบ 07 | Setembro de 2013 | Ano XXIX


G

ente

03 Editorial 04 Pastoral

Indíce

Vivo para a Glória de Deus

06 Missões Mobilização

08 Convenção Batista Brasileira Palavra do Presidente

10 Pequenos Grupos Integração

12 Escola Bíblica

A melhor escola do mundo

14 Anúncios

Divulgações Diversas

2606-3323/ 2646-0890 pib_brasilandia@yahoo.com.br Rua Minas Gerais, 637 Brasilândia - São Gonçalo/RJ 24465-280

Expediente Segunda a Sexta - 09 às 18h

/pibbrasilandia 2

/pibbrasilandia

/pibbrasilandia


G

ente

Debora Santos

Editorial

Olá Querido Leitor... Nesse mês viveremos momentos maravilhosos em nossa instituição, com a campanha de Missões Nacionais. Seremos desafiados Viver para a glória de Deus e isso envolve todas as nossas ações, desde as mais simples às mais complexas. A ação missionária da igreja só se justifica quando oramos, ofertamos e pregamos com o foco na glória de Deus. Na Palavra Pastoral desse mês você lerá sobre a vida. Ela é uma dádiva de Deus. Não importa se temos poucos ou muitos anos, cada fôlego de vida é um testemunho permanente do cuidado do Senhor sobre nós e por isso devemos viver para Glória d’Ele. O mês de setembro chegou e com ele um grande tempo da ação missionária por todos os cantos do Brasil. Cremos que este ano teremos uma das maiores campanhas de missões nacionais dos últimos anos e é claro contamos com sua efetiva participação. As palavras das Páginas escritas pelo Pastor Adriano, nos desafiarão a valorizarmos a oferta e a nos comprometermos no sustento dos missionários e dos diversos projetos que já estão ou ainda serão implantados. No texto escrito pelo Pr. L. Roberto Silvado - Presidente da CBB, extraído da revista da campanha de Missões Nacionais deste ano, aprenderemos que quando vivemos para a glória de Deus aprendemos a chegar ao coração das pessoas com o amor de Cristo. Nosso desafio é ir por todo o Brasil para levar a mensagem de que Jesus é “…aquele que por eles morreu e ressuscitou” (2Co 5.15b). Somos desafiados por Deus a fazer isto no nosso trabalho, na escola e na universidade e com os nossos parentes e vizinhos. Eu e você seremos muito bem-sucedidos se o princípio bíblico for aplicado: “Portanto, quando vocês comem, ou bebem, ou fazem qualquer outra coisa, façam tudo para a glória de Deus” (1Co 10.31). Logo depois você poderá descobrir nas palavras bem expressas pelo Pr. Cláudio, que viver para glória de Deus também é preocupar-se com a integração de novos crentes à Igreja do Senhor Jesus através dos Pequenos Grupos. E nas últimas páginas dessa edição você poderá entender que não existe outra forma de não perder o pensamento bíblico senão tendo contato direto com as Escrituras, estudando e compartilhando dela. Manter o envolvimento do crente em Jesus com a Palavra de Deus é a nossa visão como igreja e o nosso desafio, é o meio que sabemos em que nós e os que conviverem conosco vão conhecer a Deus e a sua glória. Aqui é um Lugar de Gente Feliz, e é isso que desejamos a você! Até a próxima edição! 3


G

ente

A vida é uma dádiva de Deus. Não importa se temos poucos ou muitos anos, cada fôlego de vida é um testemunho permanente do cuidado do Senhor sobre nós. Em uma de suas viagens missionárias o apóstolo Paulo passando por Atenas, fez questão de apresentar aos moradores da cidade o Deus vivo a quem ele servia. Em sua palavra sobre o seu Deus ele disse: “ O Deus que fez o mundo e tudo o que nele há, sendo ele Senhor do céu e da terra, não habita em templos feitos por mãos de homens; nem tampouco é servido por mãos humanas, como se necessitasse de alguma coisa; pois ele mesmo é quem dá a todos a vida, a respiração e todas as coisas...” ( Atos 17:24-15). Se você está lendo este texto, há uma constatação imediata: Você está vivo. Isto só é possível exclusivamente por conta da ação de Deus, afinal, Ele não só fez todas as coisas, mas continua sustentando cada um de nós naquilo que é mais básico para a preservação da nossa vida. Se faltar a respiração, se faltar o 4

P

alavra

fôlego, se faltar o ar, faltará à vida. A afirmação da Palavra aponta para o Senhor como o autor de tudo que precisamos: “pois ele mesmo é quem dá a todos a vida, a respiração e todas as coisas”. Se no mais básico, dependo de Deus, em reconhecimento e gratidão, devo viver intencionalmente para a sua glória. Embora as pessoas tenham lutado para encontrar a finalidade de sua existência ao longo da história, a resposta para o sentido da vida é relativamente simples e igual para todos: Tudo o que Deus fez e faz é para o louvor da sua glória. Quando escolhemos viver para a glória de Deus, estamos colaborando com o propósito divino firmado na eternidade. Viver para a glória de Deus envolve todas as nossas ações, desde as mais simples às mais complexas. Paulo nos desafia: “Portanto, quer comais quer bebais, ou façais qualquer outra coisa, fazei tudo para glória de Deus” ( I Coríntios 10:31). Isto significa que eu vivo para a glória de Deus em todos os lugares, em todas as circunstâncias, em todos os relacionamentos.


G

ente

P

alavra

A ação missionária da igreja só se justifica quando oramos, ofertamos e pregamos com o foco na glória de Deus. Quando os anjos celebravam a santidade de Deus na visão do profeta Isaías, cantavam uma música que dizia: “santo, santo, santo é o Senhor; a terra toda está cheia da sua glória” (Is 6:3). O pecado tem tentado ofuscar a glória de Deus no mundo, no crente e na igreja. Quando decidimos viver para a glória de Deus, entramos em rota de colisão com a realidade espiritual de um mundo em decadência, marcado pelas trevas de pecado. Mas não importa a situação que encontramos do lado de fora. Dentro de cada um de nós está a alegria de usar tudo que temos e somos para a glória de Deus.

Nos Cultos

da Manhã Aqui na

PIBB

Todos os

DOMINGOS

10h

5


MOBILIZO

G

ente

A IGREJA

O mês de setembro chegou e com ele um grande tempo da ação missionária por todos os cantos do Brasil. Creio que este ano teremos uma das maiores campanhas de missões nacionais dos últimos anos e é claro conto com sua efetiva participação. Com o tema “Vivo para a Glória de Deus” traremos uma reflexão sobre como está o meu “viver em Cristo”. A chama do evangelho precisa arder no meu coração para que outros possam conhecer a esperança que somente Jesus pode trazer. No período de campanha de missões é mais do que comprovado que as igrejas oram muito mais para o crescimento do Reino na terra que em outros momentos do ano. Há um despertamento missionário, muitos irmãos são chamados para desenvolverem trabalhos específicos nos campos missionários, seja plantando igrejas ou fortalecendo as que já existem, pois “os campos continuam brancos para a colheita” João 4:35b. Somos desafiados a valorizar mos a oferta e a nos comprometer mos no sustento dos 6 missionários e dos diversos projetos que

já estão ou ainda serão implantados. Gostaria que você pensasse na palavra “mobilizar” e no seu significado. Ela nos remete a ideia de por em movimento, e é exatamente isso que queremos com a campanha de missões nacionais. Por a igreja em movimento, fazer com que todos possam rumar em uma mesma direção para atingir mos os objetivos propostos. Queremos arrecadar uma oferta de R$12.000,00. Entendo que é um desafio, mais que juntos somos mais fortes. Como Pastor de missões desta igreja gostaria de te conduzir para que você viva a obra missionária para a glória de Deus. Há muito tempo se pensou em missões apenas como sendo o envio de alguns poucos irmãos para a África. Essa visão foi ajustada e pensar em missões é viver para a glória de D e u s e nvo l ve n d o - s e e m t o d a s a s dimensões possíveis para o desenvolvimento do Reino na terra. Eu faço missões quando oro para a glória de Deus, joelhos no chão, de forma honesta para que o Deus de missões sustente os missionários e seus projetos. Falo de forma honesta porque gostaria que você orasse


G

ente

F

não como quem ora para cumprir um programa anual. Ore com um coração cheio de compaixão, entendendo que Deus pode mudar a história de muitas pessoas através da sua intercessão. Eu faço missões quando de forma intencional vou ao campo missionário para a glória de Deus. Esse campo não está limitado às questões geográficas mais a iniciativa do coração de atravessar a rua e alcançar com o poder do Evangelho o seu vizinho que perece sem a presença de Jesus Cristo na sua vida. As nossas janelas 10/40 (lug ares menos evangelizados do mundo) estão na direção que os meus olhos com a visão missionária ajustada pode alcançar. Eu faço missões quando oferto para a glória de Deus. Neste ponto talvez esteja uma das maiores distorções no envolvimento missionário. Quero que você entenda que ofertar para missões não é dar aquilo que sobra na sua carteira ou no seu cofrinho de casa. Ofertar para missões não é uma resposta constrangida dada por você ao apelo Ouça no youtube desesperado de um evento anual. Ofertar para Hino Oficial missões não é uma forma de terceirizar a minha responsabilidade da maior obra que o Senhor Jesus nos confiou. A nós sim, igreja dele. Entre a ascensão de Jesus e a sua volta a única coisa importante neste mundo é o envolvimento com as questões missionárias. Brilharei Então, ofertar para missões é sustentar um Livres para Adorar projeto do Senhor, cooperando com Ele para o envolvimento da nossa geração com o Deus http://www.youtube.com/watch?v=drQGtbNWJo0 que salva, cura, liberta, restaura, transforma, trás esperança a mãe que tinha perdido o filho nas drogas, ao filho cujos pais estavam a ponto de separar, e a milhares de pessoas que morreriam sem salvação porque estavam afundadas nos seus delitos e pecados, formando um povo que vive para a glória de Deus. Ofertar para missões é um privilégio, Cheyenne Duarte por isso mobilizo a igreja para viver mais este Administrador de empresas tempo comigo para a glória de Deus. e Professor 7


G

ente

“E ele morreu por todos, para que os que vivem não vivam mais para si, mas para aquele que por eles morreu e ressuscitou.” 2 Coríntios 5.15 Muitos anos atrás uma tribo primitiva tinha o costume de eleger um rei por 7 anos. Durante o seu reinado ele teria autoridade para fazer tudo o que desejasse. Mas ao fim dos 7 anos o rei era morto para que um novo rei fosse escolhido. Não sei se você pode acreditar nisso, mas muitos homens estavam dispostos a trocar a vida por 7 anos de poder e boa-vida. Você está surpreso? Por incrível que pareça hoje em dia muitas pessoas são ainda mais tolas. Elas são capazes de trocar sua alma eterna pelos prazeres passageiros deste mundo. Alguns cultivam um pecado por muitos anos e não desejam abandoná-lo. Embora o Senhor lhes ofereça vida eterna pela fé eles estão dispostos a perder a vida eterna e a alegria da salvação por causa de algum pecado aqui da terra. Que escolha ruim! Viver apenas para ganhar alguma coisa nesta vida é a garantia de perder muito na eternidade. Mais uma campanha missionária inicia e os batistas brasileiros irão afirmar: 8 Eu e você podemos dizer VIVO PARA

E

Pr. L. Roberto Silvado Presidente da CBB A GLÓRIA DE DEUS, porque desejamos proclamar para todo o nosso Brasil que “… Ele morreu por todos…” (2Co 5.15a). Quando Jesus estava pendurado na cruz muitos diziam que ele deveria descer. Muitos dos presentes insistiam em que se Jesus descesse da cruz, aí sim creriam nele! Você já se perguntou por que Jesus não desceu da cruz? “Ele foi oprimido e humilhado, mas não abriu a boca; como cordeiro foi levado ao matadouro; e, como ovelha, muda perante os seus tosquiadores, ele não abriu a sua boca.” (Isaías 53.7) Ainda bem que Jesus não desceu da cruz, mas escolheu completar a obra para a nossa salvação! É precisamente porque Jesus não desceu da cruz que nós cremos nele e esta grande demonstração de amor faz com que “… os que vivem não vivam mais para si…” (2 Co 5.15b). Que desafio, olhar o próximo com os olhos de Cristo. Este é um dos maiores desafios para qualquer pessoa que vive na nossa sociedade, que estimula o


G

ente

egocentrismo. Uma história muito interessante aconteceu em uma escola de enfermagem. O professor aplicou uma prova e os alunos responderam rapidamente a todas as questões até chegar à última, que era: “Qual o primeiro nome da mulher que faz a limpeza da escola?” Isso parecia uma piada. Sobre esta pergunta uma das alunas disse: – Eu já tinha visto a tal mulher várias vezes. Ela era alta, cabelo escuro, lá pelos seus 50 anos, mas como eu ia saber o primeiro nome dela? Ela entregou o teste deixando essa questão em branco e um pouco antes de a aula terminar, outro aluno perguntou se a última pergunta do teste ia contar na nota. “Absolutamente”, respondeu o professor: “Na sua carreira, você encontrará muitas p e s s o a s. To d a s t ê m s e u g r a u d e importância. Elas merecem sua atenção mesmo que seja com um simples sorriso ou

um simples 'alô'”. A mesma aluna relatou depois: – Eu nunca mais esqueci essa lição e também acabei aprendendo que o primeiro nome dela era Dorotéia. Quando vivemos para a glória de Deus aprendemos a chegar ao coração das pessoas com o amor de Cristo. Nosso desafio é ir por todo o Brasil para levar a mensagem de que Jesus é “…aquele que por eles morreu e ressuscitou” (2Co 5.15b). Somos desafiados por Deus a fazer isto no nosso trabalho, na escola e na universidade e com os nossos parentes e vizinhos. Eu e você seremos muito bem-sucedidos se o princípio bíblico for aplicado: “Portanto, quando vocês comem, ou bebem, ou fazem qualquer outra coisa, façam tudo para a glória de Deus” (1Co 10.31). Quem vive assim poderá dizer com alegria no coração VIVO PARA A GLÓRIA DE DEUS!

Quem é Deus pra você? Quem você é? O mundo vai te Questionar...

Toda

setembro

21

No que você acredita?

QUARTA

14h

19h30 Aqui na

Aqui na

PIBB

PIBB

fundamen os 9


G

ente

VOCÊ + INTEGRAÇÃO = + PG

Pr. Cláudio Fernandes Ministro de PGs

Viver para glória de Deus também é preocupar-se com a integração de novos crentes à Igreja do Senhor Jesus. Nesse tempo em que tudo tem que ser digital, rápido e instantâneo, a Igreja não pode acreditar que em se tratando de pessoas novas convertidas ou reconciliadas, a sua integração será automática. Novos crentes precisam de amor, amizade, companheirismo, cumplicidade e acompanhamento para que a decisão se consolide e se sintam parte da nova família de Cristo, mas tudo isso precisa de tempo e investimento. É ai que entra os PEQUENOS GRUPOS! Já amplamente reconhecido, O PG (como é chamado o Pequeno Grupo) é o ambiente ideal para que um novo convertido ou reconciliado possa ser integrado à Igreja. Lá ele encontra todos os elementos necessários para se sentir em casa e se apropriar das novas experiências proporcionadas por Jesus, na transformação da sua vida. A Bíblia está farta de exemplos de pessoas que desenvolveram sua fé a partir do relacionamento em Pequenos Grupos. Não há contra-indicação para participar de um PG, muito menos arquétipos, estigmas, ou perfil de pessoa que vá se dar bem em um PG. Todos podem participar, eu disse todos!

10


G

ente

O que você diria de um homem carrancudo, acusador, tradicionalista, teimoso, solitário, idealista que se convertesse? Esse lembra alguém do tipo Saulo de Tarso, que a caminho de damasco teve seu encontro com Jesus, mas que, quando foi frequentar a Igreja, teve grandes dificuldades de se envolver e se integrar. Foi no PG dos doze apóstolos, que Saulo recebeu o apoio necessário, para desenvolver sua fé e ser integrado à Igreja do Senhor Jesus. Conforme diz Atos 9: 26,27: “Saulo foi para Jerusalém e tentou juntar-se aos seguidores de Jesus. Porém todos tinham medo dele porque não acreditavam que ele também era seguidor de Jesus. Então Barnabé veio ajudá-lo e o apresentou aos apóstolos”. Barnabé foi o grande responsável pela integração do novo convertido Saulo. Ele deixou ótimas dicas, que você hoje pode fazer uso, para integrar um novo convertido ou reconciliado à nossa Igreja DICAS DE BARNABÉ PARA INTEGRAÇÃO 1ª Barnabé levou Saulo direto para um PG; 2º Barnabé não se deixou levar pelas aparências de Saulo; 3º Barnabé não teve medo das reações das Pessoas diante de Saulo; 4º Barnabé demonstrou amor por Saulo; 5º Barnabé queria ver a glória de Deus na vida de Saulo. 11

Saulo, depois foi chamado de Apóstolo Paulo e tornou-se o maior missionário de todos os tempos, já pensou se ele não fosse integrado à igreja? Amado leitor, quando contribuímos para a integração de um novo convertido ou reconciliado, fazemos Deus sorrir, deixamos ele alegre e exaltamos a sua glória. Seja como Barnabé, leve alguém para um PG e Viva para glória de Deus!!!

11


G

ente

EBD Marina Behling Professora da EBD

A EBD (Escola Bíblica Dominical) é um dos melhores recursos que a igreja possui para o aprendizado da Palavra de Deus. Por esse motivo, como igreja, não abrimos mão dela. Por essa mesma razão, nesse ano de 2013, revitalizamos nossa EBD adquirindo novo material com foco na vida devocional do crente, agregando novos professores, dando capacitação aos mesmos, e reforçando o convite para a igreja e os novos crentes. Entendemos que a batalha em torno do envolvimento do cristão com a Palavra sempre foi muito grande, e não é diferente no nosso tempo. O maior desafio da nossa geração é pensar biblicamente, já que o mundo insistentemente tem nos convidado a relativizar as verdades absolutas da Palavra de Deus. E não existe outra forma de não perder o pensamento bíblico senão tendo contato direto com as Escrituras, estudando e compartilhando dela. E esse é o ambiente que a EBD nos proporciona. Para os que já são cristãos há mais tempo, a EBD é o lugar para não se deixar cair no esquecimento à necessidade desse envolvimento com a Palavra, porque quando a Bíblia nos diz que “a palavra de Deus é viva e eficaz” (Hebreus 4:12) ela não deu limite de tempo a essa eficácia, ou seja, na vida do crente ela sempre será viva e eficaz, tendo você 1 ou 10 anos de igreja. E para o novo decidido, a EBD é o lugar dos primeiros passos, o lugar de se familiarizar com o que Deus tem pra nos dizer através da Palavra, e o lugar de aprender a conhecer a Deus através da Bíblia. Nesse mês de missões vamos declarar que vivemos PARA A GLÓRIA DE DEUS, e existem duas coisas que podemos declarar: manter seu relacionamento com a Bíblia é literalmente agradar a Deus. E o fruto desse seu relacionamento é diretamente frutos que vão PARA A GLÓRIA DE DEUS. Manter esse envolvimento do crente em Jesus com a Palavra de Deus é a nossa visão como igreja e o nosso desafio, é o meio que sabemos em que nós e os que conviverem conosco vão conhecer a Deus e a sua glória. Venha estudar na melhor escola do mundo, a EBD está esperando você! 12


G

ente

13


G

ente

G atividades 01 - Início Campanha de Missões Nacionais 05 e 06 - Seminário sobre Sexualidade 20h 07 - Celebração da Rede de Jovens e Adolescentes – 19h45 14 - Dia do Compromisso – 09h 14 - Papo Universitário – 18h 21 - Encontro de Jovens Casados e Noivos – 19h30 21 - Tarde Alegre - Ministério Infantil – 14h 21 - Celebração da Rede de Jovens e Adolescentes - 19h45 22 - Mobilização Estratégica de Evangelismo da Rede de Jovens e Adolescentes 27 - Recarregue – Vigília Jovem – 20h 28 - Tela Crente – 18h 29 - Ceia do Senhor – 10h 29 - Encerramento da Campanha

No dia 29 de setembro na celebração da noite (19h30), celebraremos o batismo de novos irmãos, não deixe de vir pra essa festa, esse é um tempo de muita alegria! esperamos por você! 14

G


GenteFELIZ - Setembro  

Revista da Primeira Igreja Batista em Brasilândia - Versão Virtual

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you