Page 1

N째39


ROTARY RIO DE JANEIRO ILHA DO GOVERNADOR DISTRITO 4570 Fundador de Rotary International Paul Percy Harris Em 23 de Fevereiro de 1905

O OBJETIVO DE ROTARY O Objetivo de Rotary é estimular e fomentar o ideal de servir, como base de todo empreendimento digno, promovendo e apoiando. Primeiro: O desenvolvimento do companheirismo como elemento capaz de proporcionar oportunidades de servir; Segundo: O reconhecimento do mérito de toda ocupação útil e difusão das normas da ética profissional; Terceiro: A melhoria da comunidade pela conduta exemplar de cada um na sua vida pública e privada; Quarto: A aproximação dos profissionais de todo o mundo, visando a consolidação das boas relações e da cooperação e da Paz. ROTARY RIO DE JANEIRO ILHA DO GOVERNADOR Fundado em 15 de dezembro de 1964. Admitido em RI em 27 de outubro de 1965 Sede Própria: Rua Colina, n° 60, sala 213, Jardim Guanabara, CEP 21931 -380 - Tel: (OXX)21-3393-1311 Reuniões Plenárias: Salão de Festas Novos Ventos do Iate Clube Jardim Guanabara - Rua Orestes Barbosa, n" 229, Jardim Guanabara - Telefones: 0(XX)21-33962223 ou 0(XX)21-2466-2001 - TERÇA-FEIRA, às 20:30 horas http://www.rotaryilha.org.br - email: rotaryilha@rotaryilha.org.br


CONSELHO DIRETOR – 2012/2013 Presidente Sylvio Augusto REGA LLA Vice -Presidente SERGIO Maurício FABRI Vice -Presidente - Avenida Se rviços Inte rnos PA ULO de Souza PIRES Vice -Presidente - Avenida Se rviços Profissionais MA RCOS Antonio Alves Vice -Presidente - Avenida Se rviços à Comunidade Luiz Carlos A LVES Vice -Presidente - Avenida Se rviços Inte rnacionais YUTA KA Okumura (in memorian) Vice -Presidente - Avenida Se rviços ás Novas Ge rações José Fe rnandes MONTEIRO Jr. 1° Secre tário Luiz Carlos DIAS 2° Secre tário JUA REZ Lobo 1° Tesoureiro UMBERTO Riente 2° Tesoureiro EDSON Barbosa de Freitas 1° Protocolo A NIBA L dos Santos Fernandes 2° Protocolo ARMA NDO de Almeida Faria Dire tor de Companheirismo He lio CAPELLA Velasco Último Presidente EUNICE Fe rreira Caldas Presidente Ele ito 2013/2014 MA RCOS Antonio Alves -03-


14 de maio de 2013 REUNIÃO PLENÁRIA DEDICADA A AVENIDA DE SERVIÇOS INTERNOS FESTIVA EM HOMENAGEM AO DIA DA S MÃES Mês de Reconhe cimento às Mães Rotárias e de toda a Humanidade Informação Rotária: Cpo(a). JUAREZ LOBO

21 de maio de 2013 REUNIÃO PLENÁRIA DEDICADA A AVENIDA DE SERVIÇOS À COMUNIDADE Mês de Reconhecimento às Mães Rotárias e de toda a Humanidade Informação Rotária: Cpo(a). LUIZ CARLOS DIAS

07 de maio de 2013 REUNIÃO PLENÁRIA DEDICADA A AVENIDA DE SERVIÇOS PROFISSIONAIS Companheiros Presentes: 14 Companheiros A usentes: 03 Dispensados A usentes: 08

- 04-


PALAVRAS DO PRESIDENTE Caros Companheiros e companheira,

Graças a Deus estamos de volta! Fizemos boa viagem, aproveitamos bastante, encontramos tudo bem na volta e as notícias de nosso clube são boas. Muitas atividades nos esperam nestes dois meses que faltam para terminar o período. Vamos então reiniciar nossas atividades com entusiasmo para que tudo corra da melhor maneira possível e possamos encerrar o mandato com todos os planos concretizados. Espero que todas as mães tenham tido um ótimo dia. Parabéns a elas! Hoje a conversa é curta, pois ainda estou acertando as coisas e o fuso horário. Peço a todos um esforço final para este final. A participação de todos é muito importante. Vamos relembrar um provérbio chinês que diz: “Se eu escutar, posso esquecer. Se eu contemplar, talvez me lembre. Mas se eu participar, compreenderei”

Regall a

-05-


REUNIÃO PLENÁRIA 07/05/2013 DEDI CA DA À A VENIDA DE SERVIÇOS PROFISSIONA IS

Presidente: MA RCOS A NTONIO A LVES (Pres. 2007/08 – 2013/14)

ABERTURA O Presidente em Exercício SÉRGIO MA URÍCIO FA BRI (Pres. 1995/1996 – 2010/2011) - "P AZ ATR AVÉS DO SER VIR", deu início à reunião, solicitando a todos que, de pé, e respeitosamente, saudassem a Bandeira Nacional e as demais bandeiras da panóplia.

 PROTOCOLO

(A cargo do cpo. Armando de Almeida Faria (Pres . 1989/1990). O c po. A RMA NDO apres entou a constituição da mesa diretiva dos trabalhos para a reunião plenária. A O CENTRO: O Presidente em Exercício SÉRGIO MA URÍCIO FA BRI (Pres. 1995/1996 – 2010/2011) - "P AZ ATR AVÉS DO SERVIR ". À DIREITA : Cpo. do Rotary RJ Guanabara-G aleão – IVONE SA CCHETTO (Governadora A ssistente). À ESQUERDA : Cpa. do Rotary RJ I lha do G overnador – EUNICE FERREIRA CA LDA S (P res . 2009/2010 -2011/2012)

 REGISTRAMOS E AGRADECEMOS AS PRESENÇAS SÓCIOS REPRESENTATIVOS DO R RJ ILHA:

Antonio UBIRA JA RA Santos , EUNICE Ferreira Caldas , J osé FERREIRA dos Santos , M anuel Augusto Fernandes MA RQUES, RONALD Fac ury Wigg, WELLEN Carneiro de O liveira, UMBERTO Riente, EDSON Barbosa de Freitas , Hélio CAPELLA Velasco, José Fernandes MONTEIRO J únior, Luiz Carlos DIA S, Sebastião CONY D antas e Sérgio Maurício FA BRI.

SÓCIOS HONORÁRIOS:

Edson Fernandes MA SCA RENHA S

VISITANTES:

RC RJ Guana ba ra-Gal eão: C pas. IVONE Sacchetto (Gov. Assistente) e A DRIA NA Fraya Sacchetto Moreira.

CONVIDADOS:

Cpa. A DRIA NA : HYA GO Fraya Sacchetto.

-06-


SECRETARIA DO ROTARY RJ ILHA DO GOVERNADOR

(A cargo dos cpbs . Luiz Carlos DIA S (Pres. 2002/2003) e JUA REZ Lobo (Pres. 1988/1989) O Secretário, cpo. LUIZ CA RLOS DIA S destacou as correspondências recebidas na semana, através de e- mail.

 INFORMAÇÃO ROTÁRIA

(A cargo do cpo. JOSÉ FERREIRA DOS SA NTOS).

Falou sobre o último exemplar da Revista Brasil Rotário que ressalta o programa de Rotary "Ética um princípio que não pode te r fim ", citado na re vista, com patrocínio do RC do R io de Janeiro. Lembrou a importância do resgate desta campanha. OBS: INFORMA ÇÃ O ROTÁ RIA PA RA A REUNIÃ O DE 21/05/2013, a cargo do Cpo(a). LUIZ CA RLOS DIA S (Pres. 2002/2003).

 COMUNICAÇÕES

 Cpo. CA RLOS ROBERTO - Informou que a visita programada para o DEGASE, se rá adiada para data a se r oportunamente comunicada. No dia 03 de junho, o Instituto Pró Me nor assum irá a gestão do Canal de TV Nova DEGASE.  Cpo. MA RCOS - Lembrou sobre a re união dos Conselhos2012/2013 e 2013/2014, no próx imo dia 19 de maio - dom ingo, a partir das 9 horas, na AC M-Ilha, com um churrasco de companhe irismo.  Cpo. RONA LD - Agrade ce u a publicação do poema C hegou à hora de sua autoria, no Boletim do clube e falou ainda, sobre é tica e o e nsino da mesma nas escolas.  Cpo. CONY - Falou sobre a Assemble ia Distrital realizada no último sábado e o sucesso alcançado.  Cpa. IVONE SA CCHETTO (RC R J Guanabara-Galeão) – Como Gove rnadora Assistente, falou sobre o 3° Fórum pe la Paz, que aconte ce rá no próx imo dia 18 de maio, às 14 horas, no Museu Histórico Nacional (Praça Mare chal Âncora S/N Centro), convidando os companhe iros para o eve nto.  Informou ainda, que a Gov. Alice está estimulando os clubes para o aumento do Quadro Social, até o final do pe ríodo.

- 07 -


COMPANHEIRISMO (A cargo dos cpos. HÉLIO CAPELLA VELASCO Pres. 1985/1986 e MANUEL AUGUSTO FERNANDES MARQUES (Pres. 1997/1998). Nos momentos de companhe irismo, o cpo. CA PELLA cumprime ntou os anive rsariantes da semana. Lembrou aos presente s, dos próx imos e ve ntos do C lube : 19/05 (domingo) - Reunião dos Conse lhos 2012/2013 e 2013/2014, a partir das 9 horas, na ACM-Ilha, com um churrasco de companhe irismo. 25/05 (sábado) - Fe ira da Saúde e Cidadania, das 8 às 17 horas, nas dependê ncias da Paróquia Nossa Senhora do Lore to, no Galeão. 28/05 (te rça-feira) - Festa Portuguesa, durante a reunião plenária, em homenagem ao imigrante português.

 COMUNICAÇÕES DA PRESIDÊNCIA O Presidente em Exe rcício SÉRGIO FABRI re ssaltou a importância da participação dos companhe iros e fam iliares, nos e ve ntos que o Rotary Ilha fará no mês de maio, como: 19/05 - R e união dos Conse lhos 2012/2013 e 2013/2014, com início às 9 horas, na ACM-Ilha. C hurrasco de companhe irismo. 25/05 - Fe i ra da Saúde e C idadania, das 8 às 17 horas, nas depe ndências da Paróquia Nossa Senhora do Lore to, no Galeão. 28/05 - Fe sta Portugue sa, em home nagem ao imigrante portuguê s.  ENCERRAMENT O O Presidente em Exercício SÉRGIO MAURÍCIO FABRI (Pres. 1995/1996 - 2010/2011) - "PAZ ATRAVÉS DO SERVIR", agrade ceu a todos os presente s, em espe cial, aos componente s da mesa dos trabalhos, cpas. IVO NE e EUNIC E, como também, ao Sócio Honorário MASC AR ENHAS. Agrade ce u também, a prese nça do convidado, visitantes, companhe iros e companhe iras do Rotary R J Ilha, que abrilhantaram a noite com suas presenças. Finalmente , solicitou a todos que , de pé , e re speitosamente, saudassem a Bande ira Nacional e as demais bande iras da panóplia.

-08-


ROTARY, UM ORGANISMO VIVO

Diversamente da lei científica, que Augusto Comte, com o poder de síntese que caracteriza o espírito francês , definiu como "a constância na variedade", Rotary, poder-se- ia dizer, é a "variedade na c ons tância": variedade nas adminis trações que se s ucedem anualmente, variedade nas ênfases que cada uma dá és diretrizes básicas nos planos de atividades , variedade na forma de conduzir as sessões plenárias e os foros , variedade na política que preside a atuação do clube na comunidade, variedade na programação de pales tras e na realização das reuniões de companheirismo; mas , c onstância absoluta na busca dos objetivos rotários , constância na prática da ética rotária, constância, enfim, na consecuç ão do grande ideal de Rotary, que é servir à humanidade. Ao longo dos seus 108 anos de existência, Rotary vem desenvolvendo uma filosofia que está largamente assentada na concepç ão de que o aperfeiçoamento das instituiç ões sociais não s e faz pela destruição do passado; ao contrário, ele resulta da experiência do passado que s e renova sob o influxo do presente, para o melhor des empenho no futuro. Rotary é um exemplo vivo e marcante de que "progredir é conservar, melhorando". A experiência colhida no dia a dia de s ua atividade vai sendo paulatinamente incorporada à estrutura des ta admirável instituição, tornando-a cada vez mais sólida, porque mais c ondizente com a necessidade social e mais flexível, porque mais próxima da realidade humana. À medida que a coletividade humana cresce e mais complexas se tornam as relações sociais , mais necessária se mostra a aç ão rotária; mas, igualmente, mais difíc il ela se apresenta, pois , o tamanho e a c omplexidade dos problemas a equacionar e o montante dos recursos financeiros e humanos que s ua solução exige ultrapassam de muito os que um Rotary Club pode normalmente c olocar à dis posição daqueles a quem pretende servir. No decorrer dos séculos , grandes foram os es forços envidados por eminentes pensadores para c aptar, no s eu aspecto mais íntimo, o verdadeiro significado deste processo tão singelo de apreciar, mas imensamente complexo de definir, a que c hamamos "vida". Cientis tas e filósofos já se propuseram a reduzir o c onceito de "vida" a uma formula s imples , que sintetize tudo que nele de fundamental se contém. Muitas são as fórmulas a que poderíamos recorrer: para uns "viver é adaptar-se"; para outros é "crescer"; para outros ainda é "aperfeiçoar-se". Dezenas de definições já foram propostas para um conceito que chega a parecer efetivamente indefinível, D e todas , aquela que mereceu aceitação geral foi a do ilustre biólogo francês , Claude Bernard, que, em frase sintética, bem ao gos to do espírito francês , afirmou que "vida é movimento". D e fato, todo organismo vivo está em cons tante movimento, desde suas menores partíc ulas aos órgãos mais c omplexos e diferenciados . Se há movimento, há vida: se há vida há c rescimento, que é forma de movimento.

-09-


Rotary, como organismo vivo, não foge a essa regra universal: ele age, se movimenta, se agita porque está vivo; ele cresce, se expande, se renova e se aprimora, porque está vivo. A ação rotária nada mais é do que a manifestação vital de um organismo social que, para pe rmanecer vivo, de ve ne cessariamente atuar, agindo, movimentando-se , crescendo, expandindo-se, renovando-se, aprimorando-se." Reaviva-se a esperança de que o Homem afinal compreenda que a fe licidade depende da subordinação dos instintos egoístas dos sentimentos altruístas, dos inte resses pessoais ao bem coletivo, do progresso técnico à ordem moral. Rotary repre senta um dos mais adequados instrumentos para promover-se a aproximação dos povos, a valorização social do homem e seu aperfeiçoamento pessoal. Se r rotariano significa, antes de tudo, subordinar o pessoal ao social e o social ao universal. Para nos confinarmos às contribuições que o Rotary Club do Rio de Janeiro - a primeira unidade rotária no Brasil - tem feito para nossa coletividade em seus 90 anos de existência basta lembrar algumas das memoráveis campanhas por e le encetadas em prol da coletividade carioca, que acabaram por integrar-se no elenco dos serviços hoje obrigatoriamente prestados à coletividade nacional: a merenda escolar, as campanhas de trânsito, a formação de bibliote cas públicas e escolares, urbanismo e preservação do meio ambiente. E, no setor da comunidade inte rnacional, basta um exemplo para demonstrar a pujança de Rotary e a benemerência de sua obra: a admirável Fundação Rotária que, através de bolsas de estudo, vem promovendo não apenas o aprimoramento académico e prático de profissionais de todos os setores, mas, igualmente e sobretudo, vem fomentando o conhecimento recíproco de jovens de todo o mundo, num inte rcâmbio que ce rtamente representa uma das formas mais eficazes de dese nvolve r a f rate rnidade unive rsal, pois, o saudáve l companheirismo criado entre os bolsistas estrangeiros e os jovens dos países anfitriões, sob os auspícios e a orientação de Rotary, vão, sem dúvida, cimentar, de forma duradoura, sólidas amizades, calcadas no conhecimento e no respeito re cíprocos. Nós rotarianos podemos assim nos orgulhar de, aos olhos do mundo, have rmos e voluído, "de um grupo de homens de bem que se reúnem para comer rnal", na observação jocosa de George Bernard Shaw, para uma organização que, por suas características, apresenta condições ímpares de se r um dos grandes instrumentos na consecução desse sonho tão longamente acalentado da "frate rnidade universal". Parece-nos lícito afirmar que o verdadeiro ecumenismo começa em Rotary. * O autor é Condorcet Rezende, associado ao Rotary Club do Rio de Janeiro, RJ (distrito 4570). -10-


Atenção! 19 DE MAIO – DOMINGO Reunião conjunta dos Conselhos 2012/13 e 2013/14, na ACM-ILHA, a partir das 9 horas. Finalizando com um Churrasco.

Dólar Rotário de ABRIL de 2013: R$1,97 -11-


APELO PARA A ERRADICAÇÃO DA PÓLIO Rotarianos e não rotarianos juntam-se a Bill Gates em frente ao Capitólio dos Estados Unidos para incentivar o apoio à campanha contra a paralisia infantil. Ajude a acabar com esta doença de uma vez por todas. Participe do Maior Comercial do Mundo Baixe o guia de difusão da erradicação da pólio Faca uma doação

25 DE MAIO PARÓQUIA NOSSA SENHORA DO LORETO

XIV FEIRA DA SAÚDE E CIDADANIA ROTARY RJ ILHA DO GOVERNADOR Apoio: SOMEI (Sociedade dos Médicos da Ilha do Governador) Paróquia Nossa Senhora do Loreto -12-


COMPANHEIR ISMO

(A cargo do cpo. Helio Capella Velasco – Pres. 1985/1986)

C ALE NDÁRIO DA AMIZADE

“Felicidade,Quem é você? A res pos ta está no coração de cada um. Oi! Muito prazer. Meu nome é felicidade, faço parte da vida daqueles que têm amigos , pois ter amigos é s er feliz. Faço parte da vida daqueles que vivem cercados de pess oas como você, pois viver assim é s er feliz.” QUE TA L MA IO MA14 RCOS 15 15 17 18 18 18 19 20 20

CUMPRIMENTÁ -LOS PELA DA TA? MA RIA LUIZA (neta do L uiz Carlos Dias ) UMBERTO LEONA RDO (filho do O dilon) FA NIA (filha do Martin) GILBERTO dos Passos MA SCA RENHA S BRUNO (neto da Coutinha) FRA NCISCO DE A SSIS LUIZ FELIPE (neto do Ferreira) A NA CA ROLINA (neta do João Maria) BODA S

14

CA RIVA LDO E DINA H

DATAS & FATOS MAIO 14 15 15 15 16 17 17 18 18 19 20 20

• • • • • • • • • • • •

Dia Continental do Seguro Dia do Assistente Social Dia de Combate à I nfecção Hospitalar Dia do G erente Bancário Dia do G ari Dia Internacional da Comunicação e das Telecomunicações Dia da Constituição Dia dos Vidreiros Dia Internacional dos Museus Dia dos Acadêmicos de D ireito Ascenção do Senhor Dia do Comissário de Menores -13-


Bate-papo com a Primeira-dama Joanilde Regalla Pre zados companhe iros e companheiras, SER MÃE

“A missão de ser mãe quase sempre começa com alguns meses de muito enjoo, seguido por anseios incontroláveis por comidas estranhas , aumento de peso, dores na coluna, o aprimoramento da arte de arrumar travesseiros preenchendo espaços entre o volume da barriga e o resto da cama. Ser mãe é não esquecer a emoção do primeiro movimento do bebezinho dentro da barriga. O instante maravilhoso em que ele se materializou ante os seus olhos , a boquinha sugando o leite, com vontade, e o primeiro sorriso de reconhecimento. Ser mãe é ficar noites sem dormir, é sofrer com as cólicas do bebé e se angustiar com os choros inexplicáveis: será dor de ouvido, fralda molhada, fome, desejo de colo? Ser mãe é ajudar o filho a largar a chupeta e a mamadeira. É levá- lo para a escola e segurar suas mãos na hora da vacina. Ser mie é se deslumbrar em ver o filho se revelando em suas características únicas, é observar suas descobertas . Sentir sua mãozinha procurando a proteção da sua, o corpinho se aconchegando debaixo dos cobertores. É assistir aos avanços , sorrir com as vitórias e ampará-lo nas pequenas derrotas . É ouvir as confidências . É sentir-se invadir de felicidade ante o milagre que é uma criança dando seus primeiros passos, conseguindo expressar toscamente em palavras seus sentimentos, juntando as letras numa frase. Ser mãe é se inundar de alegria ao ouvir uma gargalhadinha gostosa, ao ver o filho acertando a bola no gol ou mergulhando corajosamente do trampolim mais alto. Ser mãe é descobrir que sua vida tem menos valor depois que chega o bebê. Q ue se deseja sacrificar a vida para poupar a do filho, mas ao mesmo tempo deseja viver mais, não para realizar os seus sonhos, mas para ver a criança realizar os dela. É ouvir o filho falar da primeira namorada, da primeira decepção e quase morrer de apreensão na primeira vez que ele se aventurar ao volante de um carro. Finalmente, é se inundar de gratidão por tudo que se recebe e se aprende com o filho, pelo crescimento que ele proporciona, pela alegria profunda que ele dá. Ser mãe é aguardar o momento de ser avó, para renovar as etapas da emoção, numa dimensão diferente de doçura e entendimento. É estreitar nos braços o filho do filho e descobrir no rostinho minúsculo, os traços maravilhosos do bem mais precioso que lhe foi confiado ao coração: um Espírito imortal vestido nas carnes de seu filho."

Joanilde

-14-


Boletim Semanal N° 39 - Período 2012-2013  

O Boletim Semanal N° 39, período rotário 2012-2013, editado e publicado pelo Rotary RJ Ilha do Governador, Distrito 4570 de Rotary Internati...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you