Issuu on Google+

Abril / 2012 Boletim nº 10 Ano 42

O Lobão Rotary Divinópolis Leste – Distrito 4560 – Divinópolis - MG

Presidente 2011/2012: Deusdete de Oliveira Campos

Você Sabia? Dólar Rotário Abril: R$1,81

Abril é o mês da revista rotária. Apesar da Internet estar a ganhar cada vez mais popularidade como veículo de comunicação, a maioria dos rotárianos ainda lê a revista impressa. A Rotary World Magazine Press, representa 32 revistas provenientes da África, Américas, Ásia, Austrália e Europa que informam, inspiram e divertem em 23 línguas. Além da "The Rotarian" , a principal publicação do Rotary em inglês, a RWMP tem outras revistas, como a "Vida Rotaria" (Argentina), ou " Rotary in Bulgaria", ou ainda "The Rotary-No-Tomo" (Japão), entre muitas outras.

Mensagem do Presidente O Rotary International e a ShelterBox, organização que fornece auxílio em casos de desastres, assinaram neste mês um acordo como parceiros de projeto a fim de aumentar a colaboração entre as duas organizações para fornecer assistência e abrigo temporário a sobreviventes de desastres naturais. “Parceiro de projeto" é um status especial que o RI concede a grupos iniciados ou administrados por Rotary Clubs. O acordo utiliza os pontos fortes das duas organizações para levar assistência a locais atingidos por desastres naturais. “Os nossos amigos rotarianos sempre estiveram prontos para ajudar. Seja através de doações generosas ou de suporte operacional direto, o Rotary tem sido parte da nossa organização", diz Tom Henderson, CEO da ShelterBox. "Sinto como se tivéssemos 34.000 escritórios da Shelterbox espalhados por todo o mundo, trabalhando juntos para ajudar pessoas que perderam tudo no momento em que mais precisam de nós." Salvando vidas

O secretário-geral do RI, John Hewko, disse que o acordo permitirá que rotarianos causem impacto imediato, salvando vidas em comunidades devastadas por desastres naturais. "A ShelterBox vai assegurar que rotarianos locais tenham a oportunidade de participar na distribuição dos contêineres da organização", ele explica. Em geral, cada kit da ShelterBox contém uma barraca resistente a condições climáticas extremas, fogão, purificador de água, cobertores, ferramentas e outros utensílios necessários para uma família sobreviver durante seis meses ou mais após um desastre natural. Henderson, engenheiro civil e reserva da marinha do Reino Unido especializado em mergulho para busca e salvamento, fundou a ShelterBox em 2000. As equipes da organização, formadas por voluntários treinados, já forneceram assistência em mais de 175 desastres naturais ocorridos em quase 80 países.

Deusdete de Oliveira Campos

Metas em comum “Há mais de 10 anos, a ShelterBox vem levando esperança a centenas de milhares de famílias que enfrentam o momento mais sombrio de suas vidas", disse Hewko. "Este acordo representa a meta que ambos compartilhamos - ajudar aqueles que mais precisam da nossa ajuda.” Henderson comentou: “A parceria com o Rotary International é um reconhecimento oficial do bom trabalho que temos feito nestes últimos 12 anos, e ajudará os rotarianos a entender melhor o que fazemos." No início deste mês, uma equipe da ShelterBox distribuiu mais de 550 barracas a comunidades em Madagascar, onde ciclones deixaram mais de 250.000 pessoas desabrigadas.

Áreas de Enfoque do Rotary Nesta Edição: Abril Mês da Revista ...

2

Kalyan Banerjee

3

Agenda do Presidente

6

Notícias do Leste

8

O Fornecimento de água... 9

Rotary Clubs servem a comunidades no mundo todo. Devido aos diferentes problemas e necessidades de cada uma delas, os rotarianos adaptam e aprimoram constantemente os modos pelos quais atendem a estas necessidades, implementando diversos tipos de projetos. Os mais sustentáveis e bemsucedidos geralmente se encaixam em uma das seguintes áreas: • Paz e prevenção

• • • • • O

/resolução de conflitos Prevenção e tratamento de doenças Recursos hídricos e saneamento Saúde maternoinfantil Educação básica e alfabetização Desenvolvimento econômico e comunitário Rotary International e a

Fundação Rotária definiram estas seis áreas como prioridades da organização. Para ideias de projetos locais e internacionais, leia a publicação Áreas de Enfoque do Rotary . Clubes e distritos pilotos do Plano Visão de Futuro podem solicitar Subsídios Globais da Fundação Rotária para projetos que atendam às metas de pelo menos uma das áreas de enfoque.


Página 2 de 10

O Lobão Abril Mês da Revista Rotária Abril é o mês dedicado às nossas revistas. Nós poderíamos começar esta página trazendo aqui o figurino bem talhado pelo Rotary a respeito deste assunto. Lembrando, por exemplo, entre outras verdades, que a comunicação ou informação, cada uma em seu devido lugar, são de grande valor para o desenvolvimento do Rotary, em todos os aspectos. Este capítulo faz parte do óbvio rotário, tal sua importância. Parece-nos, todavia, oportuno darmos um passo adiante. Por ser óbvio, poderíamos pensar que todos os rotarianos são devidamente bem informados a respeito da nossa organização, até em detalhes, sempre atualizados por novas comunicações ou informações, quase rotineiras nas reuniões semanais dos nossos clubes. Em particular pelas nossas revistas rotárias que chegam às mãos dos rotarianos uma vez por mês, nas reuniões normais do clube e que sempre constituem rica fonte de comunicação e informação sobre o mundo do Rotary. Neste mês de abril, com justificado orgulho, damos a elas especial deferência e enfoque, começando pela pioneira e oficial The Rotarian, a nossa tradicional e excelente Brasil Rotário, e as inúmeras outras revistas regionais que levam o rotarismo pelos quatro cantos do mundo, nas mais diversas apresentações e línguas. Todas, em conjunto, merecem os aplausos e encômios dos rotarianos em geral. A The Rotarian, revista oficial do Rotary International, é publicada mensalmente, em inglês. Mas há outras 31 revistas régionais oficiais em circulação no mundo rotário, em diversos idiomas, além do inglês. Cada uma delas tem o seu toque local. Todo rotariano deve assinar uma dessas revistas rotárias. Todas as revistas regionais são obrigadas a ter uma certificação concedida pelo

Conselho Diretor do RI. Este processo é indispensável para garantir a uniformização da mensagem do Rotary em todos os cantos do mundo, ao mesmo tempo em que concede liberdade aos editores para adaptar as revistas às características locais. Os editores das revistas regionais reúnem-se periodicamente para trocar informações e experiências e atualizar seus procedimentos editoriais. Esses encontros são bienais – até pouco tempo, eles ocorriam a cada três anos. As revistas rotárias têm uma grande importância no processo de comunicação entre os rotarianos e o Conselho Diretor do RI. De acordo com o Manual de Procedimento, elas também têm a função de divulgar e reforçar o propósito do RI e os Objetivos do Rotary. A The Rotarian e as demais revistas, conhecidas coletivamente como a Imprensa Rotária Mundial, constituem uma valiosa fonte de informação. Nelas podemos encontrar notícias sobre as decisões do Conselho Diretor, matérias sobre a Fundação Rotária, a programação de eventos como a Convenção Internacional – que neste ano vai ocorrer em Malmö e Copenhague, de 11 a 14 de junho, não perca! – assuntos a serem debatidos no próximo Conselho de Legislação, eventuais mudanças na administração e projetos rotários desenvolvidos em todas as partes do mundo. Até recentemente, o telegrama era a única forma de comunicação internacional. Depois dele, vieram o telex e o fax. Atualmente, nós temos a internet, através da qual nos comunicamos diária-mente. A televisão ainda é um veículo de comunicação rápido. No entanto, os jornais, os livros e as revistas continuam insubstituíveis em seu papel informativo. Rotary International, há tempos, vem dedicando os meses do ano para que reflitamos

sobre os assuntos de maior relevância da instituição. É claro que Abril não é somente o mês da Revista Regional - Brasil Rotário, Vida Rotaria (Argentina), Nueva Revista Rotaria (Venezuela), El Rotario de Chile, El Rotario Peruano, Rotarismo en México, Colombia Rotária, etc - mas o que ela representa. A Revista Regional é a ex-pressão do pensamento das lideranças através dos motivadores artigos. Ela é, também, os serviços elaboradamente descritos sob a forma de mensagens. Ao apresentar fotos, encurta distâncias, porque cada um de nós se identifica naquilo que ela representa, seja na alegria que salta de cada sorriso ou no objetivo alcançado atra-vés de uma missão cumprida. Outras vezes, mostra no bolsista, intercambiado ou nas fotos promotoras da Convenção de Buenos Aires a subliminar mensagem da internacionalidade de Rota-ry. A Revista Regional é a "cara do Rotary" rejubilando-se com um serviço prestado numa comunidade, pe-quena ou grande, ou se projetando para o futuro através da erradicação da poliomielite em 2005. A Revista Regional é a síntese do que pensamos, fazemos ou sonhamos.Seja na Revista Regional, imagem de Rotary, ou na nossa vida pessoal, o que mais nos gratifica é a sensação de que tudo fazemos com amor. Segundo Saint-Exupéry, em "Terra dos Homens"... "o amor não consiste em olharmos uns para os olhos dos outros, e sim em olharmos na mesma direção. Não pode haver companheirismo senão quando os homens, unidos no mesmo ideal, aspiram conquistar a mesma meta". EGD Clovis T. Prada Distrito 4610


Página 3 de 10

O Lobão

Mensagem do Presidente de RI Meus caros irmãos e irmãs em Rotary, Nesta edição, veremos o que o Rotary está fazendo para combater um dos maiores problemas da atualidade: a fome. Quando falamos em escassez de alimentos, geralmente nos referimos a problemas locais. No mundo, há comida mais do que suficiente para alimentar a todos; o difícil é fazer com que ela chegue onde é necessária e garantir que pessoas de regiões carentes tenham acesso à alimentação. Em muitas áreas, a agricultura de subsistência é a única forma de se adquirir comida. Mas nesses casos, um período de clima ruim ou mesmo uma única tempestade pode significar catástrofe. Infelizmente, locais com sistema de suprimento de comida precário são os que recebem menos atenção quando um desastre realmente acontece. As maiores vantagens do Rotary são nossa presença em tantas partes do mundo e nossa

capacidade de reagir a crises quando elas ocorrem. Ainda mais importante é o nosso compromisso com uma abordagem de longo prazo para tratar das causas do problema. No Rotary, podemos fazer muito com relação à fome global, mas como sempre, confiamos nos rotarianos para levar ajuda aonde for preciso. Quando analisamos o mundo de hoje em termos de fome e pobreza extrema, nossa prioridade deve ser a África – o que explica porque precisamos expandir o Rotary por lá. A Iniciativa Ajuda à África visa aumentar o quadro associativo no continente, mobilizar rotarianos africanos para atender a necessidades locais e aumentar a conscientização de rotarianos de países mais desenvolvidos sobre os problemas da África. Esta é apenas uma maneira de conectarmos as pessoas que precisam de ajuda com aquelas que querem dar assistência, mas não sabem por onde

começar. Não há dúvida de que são muitos os obstáculos para que todos tenham acesso à comida, mas estas barreiras não são intransponíveis e a estrutura do Rotary talvez seja um dos caminhos mais promissores para o desenvolvimento. Contudo, precisamos continuar trabalhando para transformar nossa organização em um agente de mudança global ainda mais eficaz.

Kalyan Banerjee Presidente do Rotary International em 2011-12

Mensagem do Diretor de RI – José Antônio Antiório Este mês o Rotary International dedica todas as atenções às revistas rotárias, sejam elas oficiais, regionais ou cooperativadas. O Brasil possui no cenário internacional uma das melhores revistas. O acesso a sua veiculação para assuntos rotários, depende de ter autorização prévia do Board de Rotary International. Em contrapartida existe uma obrigatoriedade da Brasil Rotário publicar todas as matérias enviadas por Rotary International. Por exemplo: as mensagens dos Presidentes do Rotary International e da Fundação Rotária e todas as matérias que são publicadas na The Rotarian. A Brasil Rotário no decorrer dos anos têm colocado poucos anúncios comerciais, onde poder-se-ia obter resultados

financeiros satisfatórios, mas a aquisição de comerciais depende de saber quem é o anunciante e nem sempre conhecemos a conduta moral e ética da empresa que deseja anunciar. A Brasil Rotário é constituída por uma Diretoria Executiva formada por rotarianos quotistas da Cooperativa Brasil Rotário. Tem também o Conselho Superior presidido pelo Diretor em exercício e composto por todos os ex Diretores Brasileiros e uma representação de todos os 38 Distritos Brasileiros através do Governador em exercício. O custo desta Revista editada para 58 mil rotarianos e autoridades, de certa forma é bastante acessível pelo conteúdo e pela divulgação que faz de todos os assuntos relacionados, não somente

aos Distritos como matérias de interesse do rotarismo mundial e brasileiro. Seria muito importante que recebêssemos por parte de todos os rotarianos e em especial dos Colégios de Governadores e Diretores, apoio para que esta revista seja cada vez melhor, procurando obter da administração atual a transparência em seus atos como tem acontecido nos últimos anos.

José Antonio Figueiredo Antiório Diretor de International

Rotary

Diretor de RI – 2011/13 José Antônio F. Antiório


Página 4 de 10

O Lobão Jovem Rotariana é exemplo de líder

Conferência do Envolvimento está Chegando, vamos?

Durante seu primeiro ano na faculdade Holly Ransom, do Rotary Club de Crawley, Austrália, percebeu que a falta de bons exemplos a ser seguidos estava desmotivando suas amigas. “Em vez de divulgar bons exemplos, a mídia de hoje está mais interessada em falar sobre celebridades entrando ou saindo de clínicas de desintoxicação”, diz Holly. Em 2009 ela fundou a Women Who Lead, uma entidade sem fins lucrativos para a promoção de bons exemplos e de qualidades de líder. Além disto, há um

ano ela se associou ao clube de Crawley e ficou abismada ao tomar conhecimento de que somente 2% dos associados estivessem abaixo dos 30 anos e que só 16% deles eram mulheres. Ela então falou a David Goldstone, um dos associados fundadores, que queria se envolver mais com o clube. Não demorou muito para que ela fosse eleita para a presidência do clube. Seu mandato comoeça em julho de 2012, logo depois de se formar em direito e economia pela University of Western Australia. “Eu me sinto revigorada

Paz Através do Servir

quando estou nas reuniões do meu clube.”

Alberto Bittencourt

Considerações a respeito também substantivo, está mais ligado ao objeto. do lema abril 2012 Costumamos dizer Paz Através do Servir é o que alguém presta um lema do presidente eleito do serviço, porém não podemos Rotary International para o dizer que alguém presta um ano 2012-2013, o japonês servir. Sakuji Tanaka. Quando eu digo: eu A tradução brasileira do vou servir, a conotação é original inglês Peace diferente de quando eu digo: Through Service, optou eu vou prestar um serviço. O servir dá uma pela palavra servir em vez de serviço. Qual seria a idéia de continuidade da forma mais correta? Qual ação que, vem do passado, se seria a melhor tradução? Ou realiza no presente e se projeta para o futuro, o seria indiferente? Pessoalmente, creio tempo todo, não importa existir uma sutil diferença onde, através de palavras, entre os dois vocábulos, o pensamentos e atos, gestos e servir e o serviço. Quero atitudes. informar, entretanto que, não Por outro lado, se eu sendo especialista em digo, eu presto serviço, que naquele filologia, minha opinião é significa leiga, destituída de momento eu faço algo embasamento teórico. Sei limitado no tempo. Prestar apenas que o emprego do serviço é uma ação que tem infinitivo de um verbo como começo e fim, o que não substantivo é bastante acontece com o servir, que comum em nosso verná- tem uma abrangência muito culo:o sentir, o andar, o falar. maior. A substantivação do Quando eu digo que verbo servir representa ação, presto um certo serviço, movimento, pois este verbo significa dizer que ele é está sempre relacionado com determinado, limitado, fazer, ter, estar ou sentir. O isolado e compartimentado e servir, como substantivo, que, uma vez terminado, está mais ligado ao sujeito da estou pronto para fazer outra ação, enquanto o serviço, coisa ou prestar outro

serviço. Enquanto o servir tem uma conotação dinâmica, o serviço tem uma conotação estática. Por todas estas exposições de motivos, a tradução brasileira “Paz através do Servir quer dizer que a paz não é posta como um objetivo final, como uma meta a ser buscada, a ser alcançada, nem tampouco um ideal ou uma utopia. A paz é algo que se constrói no dia a dia, num trabalho permanente e contínuo, é uma atitude individual, um modo de vida, uma filosofia, um comportamento, um relacionamento, uma convivência. Como Gandhi nos ensinou: - Não existe um caminho para a paz. A paz é o próprio caminho.


Página 5 de 10

O Lobão

Sábias Palavras "Antes de julgar a minha vida ou o meu caráter... calce os meus sapatos e percorra o caminho que eu percorri, viva as minhas tristezas, as minhas dúvidas e as minhas alegrias. Percorra os anos que eu percorri, tropece onde eu tropecei e levante-se assim como eu fiz. E então, só aí poderás julgar. Cada um tem a sua própria história. Não compare a sua vida com a dos outros. Você não sabe como foi o caminho que eles tiveram que trilhar na vida." Clarice Lispector . “Não se deixe invadir pela tristeza e pelo desânimo. Nada pode lhe derrubar quando você

toma as rédeas do seu próprio destino; Seja o condutor da sua vida.” Orlando Ferraz “A Beleza está na simplicidade. Precisamos de pouco para viver, mas corremos atrás de muito. Somos enfeitiçados por um consumo excessivo, onde temos que ter mais a cada dia. Nem sempre o melhor carro, a melhor casa, as belas jóias são sinônimo de felicidade. Valorize o amor. Valorize a vida.” Orlando Ferraz. “Saudade é um pouco como fome. Só passa quando se come a presença. Mas às vezes a saudade é tão profunda que a

presença é pouco: quer-se absorver a outra pessoa toda. Essa vontade de um ser o outro para uma unificação inteira é um dos sentimentos mais urgentes que se tem na vida”. Clarice Lispector "Mesmo minhas alegrias, como são solitárias às vezes. E uma alegria solitária pode se tornar patética. É como ficar com um presente todo embrulhado com papel enfeitado de presente nas mãos - e não ter a quem dizer: tome, é seu, abra-o! Não querendo me ver em situações patéticas e, por uma espécie de contenção, evitando o tom de tragédia, então raramente embrulho com papel de presente os meus sentimentos." Clarice Lispector

NOTAS DE FALECIMENTO O Distrito 4570 de Rotary International mais uma vez está de luto. Um de seus expoentes, o Companheiro Ex Governador 1990/91 YUTAKA OKUMURA do Rotary Rio de Janeiro Ilha do Governador, acaba por se transferir para o clube dos eternos. O nome de YUTAKA OKUMURA estabelecia íntima relação com os Projetos de Subsídios Equivalentes da Fundação Rotária e seu nome era conhecido e admirado nos 38 Distritos Rotários do Brasil. A maioria dos Projetos Internacionais, surgia por seu intermédio, graças à vasta correspondência com outros paises onde buscava parceiros. O Rotary Divinópolis Leste se solidariza com os companheiros do Distrito 4570.

O Segredo do Sucesso Quanto mais você faz uma coisa, melhor fica nisso. Quanto mais você levanta pesos, mais fortes ficam seus músculos. Quanto mais você reclama, melhor fica em reclamar. Quanto mais você aprende, melhor fica DI DE ÁG UA emFUSOR aprender. Quanto mais SEG UNDA CA MADA DE ÁG UA você MADA inventa desculpas, BIO-CA AREIA melhor fica em se desculpar. Quanto mais clientes visita, mais oportunidades de negócios você consegue. Quanto mais coisas você realiza, mais realizações é capaz de conseguir. Quais são os seus talentos? Quais você gostaria que fossem? Hábitos negativos podem ser muito fortes, porque foram praticados por

muito tempo. Em comparação, qualquer nova ação positiva vai parecer fraca no começo. Cultive-a e ela ficará mais forte. Decida no que você quer ser forte e faça - e continue repetindo. É impossível transformar-se num campeão de musculação com apenas um treino. É também impossível ter Sucesso na área comercial sem a Constância em preparação e treinamento e a Persistência nos seus objetivos. Você precisa de tempo e repetição para se desenvolver. Comece hoje mesmo a se fortalecer nas áreas que melhor lhe servirão. Então seja claro com você

O Rotary Divinópolis Leste se solidariza com o nosso EGD Carlos Alberto Araujo Peçanha, pela perda que a família Peçanha teve no dia 08 de abril de 2012. Seu irmão mais velho, aos 71 anos de idade foi embora para a outra vida para estar junto de seus pais depois de curtir momentos de muita alegria ao lado de sua esposa Márcia. Paulo Emmanuel Araujo Peçanha deixou três filhos e netos. Mas também uma linda mensagem de vida para os que ficaram. “Quero te ver sorrindo pois somente desta maneira poderei sorrir também.” À família enlutada nossos sentimentos.

autor desconhecido

mesmo sobre o que é que você quer, e seja preciso nos seus planos de como conseguir realizar esses objetivos. A confiança que você tem sobre a realização das suas metas vai lhe dar a perseverança necessária para alcançá-las. Já dizia Aristóteles - Nós somos o que fazemos repetidamente, a excelência não é um feito, e sim, um hábito. O sucesso nasce do querer, da determinação e persistência em se chegar a um objetivo. Mesmo não atingindo o alvo, quem busca e vence obstáculos, no mínimo fará coisas admiráveis.


Página 6 de 10 Rotary Divinópolis Leste Expediente Presidente RI- Kalyan Banerjee Governador –Fabiano Antônio de Souza Gov Assistente- Paulo Roberto Ramos

Conselho Diretor: Presidente: Deusdete de O. Campos Vice-Presidente: José Geraldo Secundino Presidente Eleito 2012/13: Luiz Cláudio Andrade 1ºSecretário-Jadir Raimundo da Silva 1º Tesoureiro: Joaquim Alves Neto 1º Protocolo: José Maria Ribeiro 1º Orador: Élson Penha Silva Presidente das Comissões: Administração do Clube: Fábio Rodrigues da costa Desenvolvimento Quadro Social: José Vítor Batista de Freitas Fundação Rotária: Junio Lopes de Oliveira Prestação de Serviços Comunidade: Veli Rodrigues Prestação Serviços Internacionais: José Lemes Bueno Relações Públicas: Antônio Carlos da Silva Novas Gerações: José Francisco Martins CAESC – Antônio Claret Costa Cadeira de Rodas – Ílio Milani Social da Amizade – Maria Lúcia Prazeres Campos Ex-Presidentes: Josselito Alves Perdigão Paulo Roberto Ramos José Vítor Batista de Freitas Casa do Rotariano: Fernando Gomes de Souza Jean Marc Mora Maia Conselho Fiscal: Paulo Roberto Ramos Jair Mendonça Rennó Geraldo Magela Pedra

Visite-nos em: www.rotarydivinopolisleste.org/novo

Responsável pelo Boletim: Digitação e diagramação – Ana Maria Henriques Horta Ribeiro

"Fé é um oásis no coração que nunca será alcançado pela caravana do pensamento." (Khalil Gibran)

O Lobão Maio - Mês das Mães - Mãe Desnecessária Márcia Neder

A boa mãe é aquela que vai se tornando desnecessária com o passar do tempo. Várias vezes ouvi de um amigo psicanalista essa frase, e ela sempre me soou estranha. Chegou a hora de reprimir de vez o impulso natural materno de querer colocar a cria embaixo da asa, protegida de todos os erros, tristezas e perigos. Uma batalha hercúlea, confesso. Quando começo a esmorecer na luta para controlar a supermãe que todas temos dentro de nós, lembro logo da frase, hoje absolutamente clara. Se eu fiz o meu trabalho direito, tenho que me tornar desnecessária. Antes que alguma mãe apressada me acuse de

desamor, explico o que significa isso. Ser “desnecessária” é não deixar que o amor incondicional de mãe, que sempre exis-tirá, provoque vício e dependência nos filhos, como uma droga, a ponto de eles não conseguirem ser autônomos, confiantes e independentes. Prontos para traçar seu rumo, fazer suas escolhas,superar suas frustrações e cometer os próprios erros também. A cada fase da vida, vamos cortando e refazendo o cordão umbilical. A cada nova fase, uma nova perda é um novo ganho, para os dois lados,mãe e filho. Porque o amor é um processo de libertação permanente e esse vínculo

lo não pára de se transformar ao longo da vida. Até o dia em que os filhos se tornam adultos, constituem a própria família e recomeçam o ciclo. O que eles precisam é ter certeza de que estamos lá, firmes, na concordância ou na divergência, no sucesso ou no fracasso, com o peito aberto para o aconchego, o abraço apertado, o conforto nas horas difíceis.Pai e mãe - solidários - criam filhos para serem livres.Esse é o maior desafio e a principal missão.Ao aprendermos a ser “desnecessários”, nos transformamos em porto seguro para quando eles decidirem atracar.

Agenda do Presidente no mês de Maio

- Planejar e realizar reunião do conselho diretor do clube. - Promover participação na conferência distrital. - Enviar relatório mensal de freqüência e sobre o quadro social ao governador ou secretário distrital até 15 dias após a última reunião do mês. - Monitorar metas e projetos para o desenvolvimento do quadro associativo.

- Avaliar o andamento dos Subsídios Equivalentes e assegurar que os relatórios interinos/finais foram enviados. - 18 a 20 de maio Conferência do Envolvimento em Caxambu - 30 de junho é o prazo final para recebimento de indicações à Menção da Fundação Rotária por Serviços Meritórios.

Só rindo… LÓGICA DE ENGENHEIRO. Em um julgamento de divórcio, o casal briga pela guarda do único filho. A mãe, muito emocionada, tenta se defender: - Meritíssimo Juiz... Esta criança foi gerada dentro de mim.... Carreguei ela durante nove meses... Ela saiu do meu ventre... Eu mereço ficar com ela! O juiz, emocionado e quase convencido, passa a palavra para o marido - engenheiro, que resolve usar o seu lado lógico: - Senhor Juiz, tenho apenas uma pergunta: Quando eu coloco uma moeda em uma máquina de refrigerantes, a latinha que sai é minha ou da máquina? Um homem sentado na varanda de sua casa com a esposa, diz : "Eu te amo". Ela pergunta : "Este é você ou a cerveja falando ?" Ele responde : "Sou eu... falando com a cerveja". Uma freira gaúcha, moradora do Convento Santa Inês de Rio Grande, na hora da morte, pediu para escreverem no seu túmulo: Nasci virgem Vivi virgem Morri virgem O coveiro achou que eram muitas palavras e só escreveu: Devolvida sem uso

Isso é que é poder de síntese! Algumas secretárias devem crer que são Doutoras. Não há nada pior que uma recepcionista que lhe pede para dizer o que está se passando contigo numa sala de espera cheia de pacientes. Uma vez entrei para uma consulta e me aproximei de uma recepcionista pouco simpática.Bom dia, senhorita! A recepcionista me disse: - Bom dia, senhor, o que o senhor está sentindo? Por que quer ver o Doutor? - Tenho um problema com meu penis, respondí. Como alguns dos presentes riram, a recepcionista se irritou e me disse: - Você não deveria dizer coisas como estas diante das pessoas. - Porque não? ... você me perguntou o que eu estava sentindo e eu respondi E a recepcionista sem jeito: - Poderia ter sido mais dissimulado e dizer, por exemplo, que estava com uma irritação no ouvido e discutir o real proble-ma com o Doutor mais tarde e em particular. Ao que eu respondi:

- E você não deveria fazer perguntas diante de estranhos, se a resposta pode incomodar. Então sorri, saí e voltei a entrar: - Bom dia Senhorita! A recepcionista sorriu meio sem jeito e perguntou : - Sim??? "Tenho problemas com meu ouvido" A recepcionista sorriu vendo que havia seguido seu conselho e voltou a me perguntar: - E... o que acontece com o seu ouvido, senhor? - "ARDE QUANDO EU MIJO..." As risadas na sala de espera foram antológicas...

************************** Numa pequena cidade do interior do RS, uma mulher entra em uma farmácia e fala ao farmacêutico.-Por favor, quero comprar arsênico. Arsênico? Mas, não posso vender isso assim, sem mais nem menos! Qual é a finalidade? __ Matar meu marido. __ Pra este fim, piorou, minha senhora. Eu não posso vender.... A mulher abre a bolsa e tira uma fotografia do marido, transando com a mulher do farmacêutico. __ Ah boooom!... COM RECEITA É OOOUUUTRA COISA!


Página 7 de 10

O Lobão Manutenção da Paz & Construção da Paz Existe uma diferença entre os conceitos de Manutenção da Paz e o de Construção da Paz. As forças internacionais da paz, das Nações Unidas, como a Minustrah do Haiti, têm a função de manter a paz e são exercidas através do Conselho de Segurança da ONU. Sempre que há um conflito e uma ameaça à paz internacional, como ocorreu na guerra da Bósnia e da Líbia, elas exercem o seu poderio bélico para manter a paz. O Brasil tem por tradição integrar essas forças internacionais de paz desde a guerra do YonKypur, entre Israel e os países árabes, quando foi instituída a Força da Paz de Suez. São Domingos, na América Central, e o Timor Leste, na Ásia, foram outras nações que receberam soldados brasileiros integrantes das Forças de Paz da ONU. Graças à atuação dessas forças estão sendo devolvidas à Paz regiões cheias de conflitos, de tensões, sejam de origem étnicas, políticas ou religiosas. A eficiência dessas intervenções tem evitado que os conflitos se prolonguem no tempo e se expandam causando aumento do sofrimento de populações civis, gerando levas de refugiados e de pessoas desabrigadas, acomodadas em acampamentos. Por outro lado, a Construção da Paz envolve um conceito inteiramente diferente. É prevenção de conflitos a longo prazo, um assunto muito mais complexo. Às vezes, é fácil tomar atitudes bélicas para manter a paz. Para construir a paz, nem sempre é uma decisão simples. Os orçamentos dos países destinam bilhões de dólares para garantir o aparato militar, sob o pretexto de Manutenção da Paz. Há toda uma estrutura

industrial bélica sob o pretexto de exercer o poder dissuasório. Afirmam os belicistas que a manutenção do aparato bélico, da capacidade de destruição, tem a finalidade de desencorajar as pretensões belicosas de vizinhos, assim como a conhecida expressão “Se queres a Paz, prepara-te para a guerra”. Com esta idéia, surgem algumas “operações de manutenção da paz” que geram investimentos de muitos bilhões de dólares Em contra partida, só se conseguem migalhas para operações de Construção da Paz. Construir a paz é empreender uma ação preventiva. Acontece porém que essas ações preventivas não trazem consigo nem a glória, nem o reconhecimento para quem as executa. Condecoram-se os generais que vencem as batalhas, mas os realmente importantes são os que evitam a eclosão das guerras. Só estamos acostumados com os resultados concretos, que aparecem nos jornais e na tv, então, se nada acontece, e é exatamente isso que desejamos, aí ninguém reconhece que o fato se deve ao trabalho contínuo, permanente, feito nos bastidores, em pequenas doses e muito abrangentes. Há um ditado sul africano, Zulu, que diz: “Gente simples, fazendo coisas pequenas, em lugares pouco importantes, consegue mudanças maravilhosas”. Esses são os verdadeiros construtores da paz. A paz é um estado da sociedade para qual todo cidadão contribui, a cada instante, na família, na escola, no trabalho, nos parlamentos, nos bares, As possibilidades de paz precisam ser construídas diariamente. A cultura da paz se constrói dia a dia, com justiça, dignidade,

Alberto Bittencourt

igualdade e solidariedade. Construir a paz não significa reparar os danos, mas sim evitar que eles se produzam. Isso só é possível com a participação da sociedade civil nessa tarefa e que cada indivíduo se ocupe dela pessoalmente. O Servir está mais ligado à Construção da Paz, enquanto que O Serviço pode ser mais íntimo da Manutenção da Paz. “A Paz através do Servir” significa construir a paz. É a prevenção, o trabalho contínuo, diuturno, de mudança das condições de vida das pessoas, de aliviar o sofrimento dos oprimidos, dos excluídos, de diminuir as diferenças sociais através da educação, da valorização do homem, do ensino de comportamentos úteis, da prática indiscriminada do bem. A manutenção da paz pode ser considerada um serviço, para acabar com os conflitos e com a violência, uma vez instalados, ainda que pelo emprego da força e do poderio bélico. Para a Manutenção da Paz no Oriente Médio, foram investidos US$150 bilhões, enquanto que, para Construir a Paz no mesmo Oriente Médio, nem um centésimo disso foi aplicado. Isto porque ela não é um ato de serviço, mas sim uma ação de servir, preventiva, que não traz lucros nem gera dividendos imediatos, posto que ela é uma ação para o futuro, quase invisível e seus efeitos só são percebidos a longo prazo. Esses conceitos são meus pensamentos a respeito do tema sobre os dois substantivos usados nas duas traduções, lembrando sempre que o servir constitui a essência da filosofia e do ideal do Rotary.


Página 8 de 10

O Lobão

A Fábula do Chefe Esta é a fábula de um alto executivo que, estressado, foi ao psiquiatra. Relatou ao médico o seu caso. O psiquiatra, experiente, logo diagnosticou: - O Sr. precisa se afastar por duas semanas da sua atividade profissional. O conveniente é que vá para o interior, se isole do dia-a-dia e busque algumas atividades que o relaxem. Então o nosso executivo procurou seguir as orientações... Munido de vários livros, CDs e laptop, mas sem o celular, partiu para a fazenda de um amigo. Passados os dois primeiros dias, o nosso executivo já havia lido dois livros e ouvido quase todos os CDs. Continuava inquieto. Pensou então que alguma atividade física seria um bom antídoto para a ansiedade que ainda o dominava. Chamou o administrador da fazenda e pediu para fazer algo. O administrador ficou pensativo viu uma montanha de esterco que havia acabado de chegar, e disse ao nosso executivo: - O Sr. pode ir espalhando aquele esterco em toda aquela

área que será preparada para o cultivo. O administrador pensou consigo: 'Ele deverá gastar uma semana com essa tarefa'. Ledo engano. No dia seguinte o nosso executivo já tinha distribuído o esterco por toda a área. O administrador então lhe deu a seguinte tarefa: _ Abater 500 galinhas com uma faca. Essa foi fácil em menos de 3 horas já estavam todas prontas para serem depenadas. Pediu logo uma nova tarefa. O administrador então lhe disse: - Estamos iniciando a colheita de laranjas. O Sr. vá ao laranjal levando três cestos para distribuir as laranjas por tamanho, pequenas, médias e grandes. No fim daquele primeiro dia o nosso executivo não retornou. Preocupado, o administrador se dirigiu ao laranjal. Viu o nosso executivo com uma laranja na mão, os cestos totalmente vazios, falando sozinho: - Esta é grande. Não, é média. Ou será pequena???

- Esta é grande. Não, é média. Ou será pequena??? - Esta é pequena. Não, é grande. Ou será média??? - Esta é média. Não, é pequena. Ou será grande??? Moral da história: Espalhar merda e cortar cabeças é fácil, o difícil é tomar decisões...

Notícias do Leste •

O Mês de abril apesar de suas manhãs lindas, não deixou a família rotária totalmente feliz. O nosso companheiro EGD Carlos Alberto Araujo Peçanha perdeu seu único irmão que morreu de um infarto quando estava voltando para casa após uma viagem dos sonhos até a Itália. Ao companheiro Peçanha e seus familiares os nossos mais sinceros sentimentos. A Assembléia Distrital realizada no dia 22 de abril teve a presença do

Rotary Divinópolis Leste com seus novos dirigentes. Queremos desejar sucesso ao novo conselho Diretor que deve assumir os desígnios do Rotary Divinópolis Leste no mês de julho. Agora estamos nos preparando para a chegada dos Intercambistas do IGE. Divinópolis será a segunda cidade por onde os intercambistas do IGE dos EEUU estarão passando. Os três Rotarys de Divinópolis receberão o grupo ficando sob a responsabi-

lidade do Leste as atividades do Domingo dia 06 de maio. O Clube do Galo voltou a todo vapor com a batuta do nosso companheiro Fábio Rodrigues da Costa que mesmo comemorando aniversário de casamento no dia não deixou de comparecer ao evento. Parabéns pois todos que foram gostaram muito. Principalmente da comida do Jean Marc A Comissão da Amizade sob a batuta da Maria Lúcia já está preparando uma boni-

ta festa para o dia das mães que será no final de maio onde também estaremos comemorando os aniversários de março abril, maio e junho encerrando assim as atividades do ano rotário 2011/ 12. No mês de junho é enfatizada a prestação de contas e posse da nova diretoria. Os companheiros que comparecerão à Conferência do Envolvimento de 18 a 20 de maio já começaram a preparar as malas para este evento que está sendo organizado pela equipe distrital com muito carinho


Página 9 de 10 O Lobão O Fornecimento de água e o saneamento em Divinópolis

Élson Penha Silva -

25/03/2012 Nasci em Divinópolis. Trago comigo as lembranças da pequena cidade da década de cinquenta, dos circos na Praça do Santuário, do convento dos franciscanos e do Ginásio São Geraldo, berço de muitas figuras ilustres que fizeram a história da cidade .Em frente à movimentada estação ferroviária, havia a Praça Benjamin Constant, provida de coreto e bonita arquitetura. Veículos quase não existiam e o perigo era encontrar, nas ruas, as boiadas que assustavam as crianças, principalmente quando algum animal se desgarrava e saía em desabalada carreira em qualquer direção. Lembro-me de que a energia elétrica era gerada e distribuída pela Empresa de Eletricidade Divinópolis Cajurú, de propriedade do Senhor Licínio Notini, mais conhecido como Cinico. A energia elétrica passava pelos postes de madeira que ficavam bem no centro das ruas. Merecem o nosso aplauso os pioneiros que, de maneira arrojada, implantaram e mantiveram esses serviços por muitos anos. Porém, com o tempo, a energia elétrica não conseguia mais acompanhar o progresso da cidade. A queda de tensão era tão grande que as lâmpadas pareciam um verdadeiro tomate maduro e tínhamos que quase colocar os ouvidos dentro do rádio para escutar a Rádio Nacional, que, naquele tempo, ostentava o status da rede Globo de hoje. As lamparinas eram presença obrigatória em todas as residências pela constante falta de energia, e o pó preto resultante sempre aparecia nos lenços. A vinda da Cemig foi uma verdadeira dádiva, pois quando ela chegou, tratou logo de realizar grandes investimentos que garantiram o crescimento da cidade. A água e os serviços de esgoto começaram trajetória parecida e o antigo Serviço de Água e Esgoto prestou inestimável contribuição durante bons momentos do município. Porém, com o passar dos anos, aquela organização não conseguia mais atender os anseios de progresso que a nossa cidade demandava. As tarifas eram irrisórias, não cobriam o custo dos serviços, e, mesmo assim, a inadimplência era grande. Os gestores eram nomeados pelo prefeito e não raro as interferências políticas impediam o corte daqueles que não cumpriam suas obrigações. Como resultado, não havia mais recursos financeiros para a manutenção e

ampliação das redes. Os mapeamentos e cadastros eram insuficientes, e poucos funcionários tinham capacitação para a função. Nos casos mais difíceis, quando os mais preparados entravam de férias, os consertos ficavam a espera de sua volta, pois só eles conheciam, bem, o funciona-mento das redes. A situação foi se agravando, e as ligações clandestinas começaram a proliferar por toda a cidade através de mangueiras coloridas que passaram a fazer parte da paisagem de nossa periferia, obviamente sem qualquer planejamento ou respaldo técnico. Com isso, não era raro alguém abrir a torneira em sua casa e parar de correr água no vizinho. As queixas eram enormes por toda a cidade. Além disso, o trata-mento da água era extremamente precário e as doenças decorrentes eram generalizadas. Todo o mundo tinha algum tipo de verme. Giardíase e amebíase eram tiro e queda nos exames. Lombrigas, nem é preciso falar, e todo mundo tinha que tomar o vermífugo denominado “Tiro Seguro”, de tempos em tempos. Quando havia enchentes no Rio Itapecerica, era um “Deus nos acuda”, porque o município não tinha a menor condição para recuperar as bombas, motores e instalações danificados na estação de captação, e de pires na mão, tinha que pedir ajuda ao governo do Estado. Os consertos eram demorados e quem não dispunha de grandes caixas d’água, padecia com a falta do produto. Um dia, o saudoso professor Alberto Pequeno, que era diretor do SAE na ocasião, me confidenciou que se Divinópolis não outorgasse a concessão para a COMAG, hoje COPASA, poderia haver um verdadeiro colapso nos serviços, pois o município não tinha, mais, a menor condição de atender adequadamente a população. Assim em memorável trajetória, o Prefeito Antônio Martins comseguiu aprovar, na então Câmara de vereadores, a transferência do fornecimento de água para a Copasa. Não foi fácil, pois o povo estava acostumado a pagar uma tarifa ínfima pelos serviços e de apelar pelos préstimos de vereadores e políticos para não terem seus serviços suspensos em caso de inadimplência. Sabiam todos que a Copasa iria passar a cobrar tarifas realísticas para que pudessem viabilizar a manutenção, o reforço e ampliação das redes, bem como para aumentar a

captação e melhorar o tratamento da água. Por isto, a transferência da concessão não era bem vista, apesar das constantes reclamações quanto à qualidade dos serviços prestados até então. Aliás, é bom que se diga que nenhuma empresa do gênero, seja federal, estadual ou municipal, conseguirá atender as necessidades de seu mercado, se não cobrar tarifas que cubram a operação e manutenção de seus serviços, bem como permitam a remuneração do capital investido para pagar seus acionistas e continuar realizando os investimentos, tais como, ampliação de redes, construção de novas estações, modernização de equipamentos e permanente capacitação de pessoal. Para que as tarifas sejam corretas, sim, é preciso que essas empresas tenham um elenco racional de trabalhadores, gestores de comprovada competência, e se abstenham de fazer uso político de seus quadros e instalações. Desmistificando o assunto, esses foram os ingredientes que provocaram intermináveis discussões naquela época, mas acabou prevalecendo o bom senso, e a Copasa tão logo assumiu os serviços, realizou investimentos vultosos por toda a cidade, substituindo toda a rede existente e ampliando-a por toda a periferia. Pena que não houve também a transferência dos serviços de esgoto, pois tenho certeza de que hoje já estaríamos em situação invejável em relação a esses serviços, bem como no tratamento correspondente, e os nossos rios, córregos e nascentes estariam em situação bem melhor. Pelo conhecimento que tenho de outros municípios com situação parecida, estou convicto de que se não fosse o trabalho da Cemig e da Copasa, Divinópolis não teria crescido e se transformado nessa grande metrópole que hoje nos orgulha tanto. Problemas ainda existem muitos, nesses setores, mas as empresas detentoras dessas concessões têm competência técnica, gerencial e financeira para resolvê-los. O importante é que haja acompanhamento, controle e cobrança por parte do poder concedente, de forma permanente. É bom lembrar que, em algumas administrações passadas, houve, certamente de boa fé, mas de maneira inadvertida e inédita no Brasil pela quantidade relativa, a aprovação de centenas de loteamentos na cidade, sem a mínima infraestrutura, que trouxe enormes dificuldades para o

município e empresas concessionárias dos serviços públicos, que carregam, até hoje, um pesado ônus por essa decisão, que acaba sendo distribuído, de alguma forma, para todos os que aqui vivem. É tão grande esse passivo, que toda a arrecadação se torna ínfima em relação ao necessário para melhoria de nossas periferias, que como um mataborrão acabam absorvendo quase todos os recursos, sem, contudo atender, de longe, a totalidade de suas prioridades, redundando em manifestações públicas de insatisfação a todo o tempo. Evidentemente, sobram poucos recursos para a saúde, para a educação, para manutenção dos logradouros, para a construção de praças e de novos investimentos na logística de transito e de transportes. Por isto, considero extremamente acertada a recente decisão do município em transferir para a Copasa todos os serviços relacionados aos esgotos, inclusive de seu tratamento, do qual somos todos responsáveis, pois não há ninguém que não produza esgoto e que, portanto, deixe de contribuir para a poluição de nossos córregos e rios. As tarifas devem ser realísticas para aqueles que têm condições para tal, e subsidiadas paraTopo: os comprovadamente neShai Tamari, Bolsista cessitados, conforme Rotary pela Paz emprevê 2006-a legislação em acampamento vigor, ou seja, 08, em um semdeperder o focopalestinos social, mas refugiados na nãoJordânia. abrindo mão equilíbrio Foto do cedida financeiro que aAbaixo: empresa por Shaipara Tamari. continue fazendo face às Paz suas Bolsistas Rotary pela obrigações. Valeof California, acrescentar da University queBerkeley. a cobrança doscedida serviços de Foto esgoto, de maneira proporciopor Alejandra Rueda nal Zao consumo da água, é uma t maneira inteligente de corrigir os desperdícios de água potável, cada vez mais escassa no planeta. O meio ambiente agradece. 25/03/201


Página 10 de 10

O Lobão

Fotos que falam do Rotary de Divinópolis Leste

* Brincando, representando, comemorando, assumindo, doando, servindo, trabalhando, alegrando, inovando, crescendo e recebendo bem este é o papel do Rotary de Divinópolis Leste. Parabéns Presidentes Deusdete e Maria Lúcia pelo brilhante trabalho neste ano rotário 2011/12


O Lobão nº 10 - 2011-12