Page 1

Março / 2012 Boletim nº 09 Ano 42

O Lobão Rotary Divinópolis Leste – Distrito 4560 – Divinópolis - MG

Presidente 2011/2012: Deusdete de Oliveira Campos

Você Sabia? Dólar Rotário Abril: R$1,81 Transcrito do livro: "Mensagens" de autoria do saudoso ex-Presidente de Rotary International PAULO VIRIATO CORRÊA DA COSTA: "O dinheiro, que parece tudo comprar, não nos faz adquirir a verdadeira essência dos valores absolutos. O dinheiro compra: a cama, mas nâo o sono, o livro, mas não a inteligência, a comida, mas não o apetite, o luxo, mas não a beleza, a casa, mas não o lar, o remédio, mas não a saude, a intimidade, mas não o amor, o divertimento, mas não afelicidade, a companhia, mas não o companheirismo. O Rotary pede a cada um rotariano não é o seu dinheiro, às vezes tão fácil de dar, mas seu engajamento, sua participação pessoal - um pouco do seu precioso tempo. Rotary pede que nos unamos todos numa inquebrantável corrente de prestação de serviços a envolver o mundo". .

Nesta Edição: As pessoas sabem que

2

Kalyan Banerjee

3

Agenda do Presidente

6

Notícias do Leste

8

O vale do Silício como...

9

Mensagem do Presidente Rotaractianos são instrutores em workshops de midias sociais para rotarianos. Mais de 60 rotarianos do Texas foram a uma faculdade de Houston aprender como abrir contas no Facebook e Twitter, fazer upload de vídeos no YouTube colocando links em seus sites e baixar aplicativos, como o localizador de Rotary Clubs, nos seus smartphones. Estes workshops foram dados por rotaractianos e interactianos com o patrocínio do Distrito 5890. "As mídias sociais e o mundo digital estão se expandindo muito, e para muitos rotarianos nem sempre é fácil ficar em dia com as estratégias e ferramentas disponíveis", afirmou Tommie Buscemi, presidente da Comissão Distrital de Novas Gerações. Nathalie Cras, do Rotaract Club de River Oaks e uma das instrutoras do workshop, revelou que as mídias sociais se tornaram o meio mais eficaz de se comunicar e recrutar possíveis associados. "O primeiro contato que o futuro associado tem

conosco é por meio de websites ou do Facebook, então, é muito importante estar por dentro de todas as tecnologias para trazer os futuros rotarianos à organização." Facebook Algumas das dicas de Facebook dadas por Cras e outros 10 rotaractianos são: * Designe mais de um administrador da conta, para tomar as rédeas na falta da outra pessoa. *Incentive seus seguidores a utilizar o link "compartilhar", pois assim é possível atingir um público maior. * Conecte suas contas de Facebook e Twitter. Coloque no Facebook links que levem a novidades sobre o clube. * Use uma ferramenta como o HootSuite, que facilita a administração de várias contas de mídias sociais e sites, inclusive programação antecipada de quando os posts devem sair, o que alivia o trabalho do administrador. Buscemi disse que o

Deusdete de Oliveira Campos

workshop foi um sucesso e o distrito já está planejando outro. "Estes jovens ficaram muito contentes em poder ajudar os rotarianos." Sem dúvida, rotaractianos e rotarianos têm muito a aprender uns com os outros. Durante a Semana Mundial do Rotaract, de 12 a 18 de março de 2012, o Rotary celebra as contribuições dos rotaractianos e incentiva os Rotary Clubs a convidá-los a reuniões e a tomar parte de seus projetos. Alguns exemplos de como os rotarianos estão servindo em suas comunidades: *O Rotaract Club de Ntinda, Uganda, distribuiu cobertores e mosquiteiros para 300 crianças carentes graças aos fundos obtidos com uma minimaratona Rotary-Rotaract. * O Rotaract Club de Rieti, Itália, levantou verbas para abrir um poço d'água em Balaka, Malauí. Rotaractianos e rotarianos passaram 20 dias no Malauí fazendo o projeto. * O Rotaract Club de Surat East, Gujarat, Índia, realizou uma campanha de doação de sangue, coletando mais de 1.459 unidades de sangue em

Ex Bolsista colabora para grande descoberta da Física Como cientista do TRIUMF, o Laboratório Nacional de Física Nuclear e de Partículas do Canadá, o ex-beneficário de Bolsa Educacional da Fundação Rotária Makoto Fujiwara ajudou a liderar uma equipe internacional de pesquisadores a uma descoberta revolucionária relacionada a átomos de antimatéria. De acordo com a Teoria do Big Bang, matéria e antimatéria foram criadas em quantidades equivalentes quando o universo surgiu. No entanto, a antimatéria é pratica-

mente inexistente hoje em dia, um fenômeno que a ciência não consegue explicar. Em 2002, Fujiwara e sua equipe produziram átomos artificiais de antimatéria em um laboratório. Em 2010, eles conseguiram capturar pela primeira vez átomos de antimatéria -- um grande feito, pois quando matéria e antimatéria entram em contato, elas se destroem. No ano passado, a equipe conseguiu manter átomos de antimatéria por tempo suficiente

para começar a estudar suas características e "ver se há uma diferença entre os dois elementos que possa explicar porque a antimatéria desapareceu", explicou Fujiwara, que estudou Física em 1992-93 como bolsista na University of British Columbia, em Vancouver, patrocinado pelo Rotary Club de Kofu South, no Japão. "Agora que conseguimos capturar átomos de antimatéria, há muito o que podemos fazer com eles", acrescentou Fujiwara.


Página 2 de 10

O Lobão As Pessoas sabem que o Rotary Existe, mas não o que faz Seus amigos e colegas de trabalho sabem que você é rotariano? Você fala sobre os trabalhos do seu clube? Você sabia que ao falarmos sobre nosso envolvimento com o Rotary estamos projetando a imagem e ampliando a conscientização pública sobre a organização? É dever de todo rotariano falar sobre o que o Rotary é, e faz. Conforme apontou uma pesquisa sobre imagem pública feita em 2010, as pessoas sabem mais sobre o Rotary e o veem como uma organização "de bem" quando conhecem um rotariano. Isto é apenas um dos aspectos que podem moldar como clubes e distritos promovem Rotary. A pesquisa foi feita com 1.000 pessoas em cada um dos países (Argentina, Austrália, Alemanha, Japão, África do Sul e EUA), visando entender qual era o conhecimento e a opinião pública sobre a organização. Os resultados são consistentes com os da pesquisa de 2006, indicando que os respondentes já tinham ouvido falar de Rotary, mas não sabiam exatamente o que o Rotary faz. Pauline Leung, coordenadora de imagem pública do Rotary diz que acontece muito dos rotarianos fazerem muita coisa ao mesmo tempo, e sem querer acabam confundindo o público. "Deve haver uniformidade nas atividades de promoção do Rotary, e os rotarianos devem ser treinados para expressar claramente nossa posição no mundo, visão, valores e áreas de enfoque." Conscientização alta, familiaridade baixa O levantamento mostrou que a conscientização sobre o Rotary varia entre países e culturas. Dos seis países, a Austrália teve a proporção mais alta de respondentes (95%) que disseram conhecer o Rotary, e a Alemanha, a mais baixa (34%). Mas saber da existência do Rotary não significa que a pessoa saiba o que o Rotary faz. Dentre os australianos que disseram conhecer o Rotary, somente 35% disseram estar familiarizados com a organização. Na África do Sul, 80% dos respondentes indicaram saber que o Rotary existe, mas somente 23%

disseram saber um pouco do que a organização faz. O relatório da pesquisa concluiu que os trabalhos de promoção de imagem pública devem ser específicos a cada país, e que o aumento da conscientização não é suficiente para que o público associe o Rotary com seus bons trabalhos, ou para gerar envolvimento comunitário. Aspectos demográficos são determinantes. Considerando idade, sexo e níveis educacional e de renda, 67% dos respondentes japoneses de 40 anos ou mais ouviram falar do Rotary, enquanto apenas 38% com menos de 40. Na Argentina, 63% das pessoas de alto poder aquisitivo tinham ouvido falar do Rotary, comparado a somente 20% daqueles de renda mais baixa. Os clubes têm que identificar as maneiras de atrair o interesse de jovens profissionais. Percepção pública e doação A opinião pública dos rotarianos difere um pouco do que os rotarianos acham de si mesmos. Mais de 65% dos respondentes veem os rotarianos como caridosos, pessoas de respeito que se importam com o próximo, mas só 26% associam mulheres com o Rotary, que é metade dos 50% que associam a organização a homens, revelando que a maior parte acha que somos uma organização mais dominada por homens. Há de ser feito um trabalho melhor para divulgar que mulheres são mais do que bem vindas ao Rotary. O interesse em contribuir tempo e dinheiro a um Rotary Club varia conforme o país. Este interesse é maior na África do Sul (49%) e baixo no Japão (10%). A idade também faz diferença. Os rotarianos precisam adaptar seu marketing para divulgar as iniciativas do clube em si. O interesse público em se associar a um Rotary Club é baixo. Somente 16% dos respondentes disseram que provavelmente se associariam, e mais de 59% disseram o contrário. Nos Estados Unidos, as mulheres são menos interessadas em se associar. Semelhanças Há semelhanças entre grupos de enfoque feitos em 2008 e 2010. Os 40 grupos incluíram não

rotarianos em cidades onde o Rotary está tendo declínio em seu quadro associativo. Leia mais sobre os resultados da edição de outubro/novembro de 2010 do Curtas do Quadro Associativo, ou leia o relatório completo. “Como cada clube é independente quanto aos serviços que querem prestar, o público fica sem saber exatamente o que fazemos”, diz Pauline. “Os resultados das pesquisas reforçam a importância de se ter uma mensagem uniforme.” O 1,2 milhão de rotarianos são o maior patrimônio da organização. Eis alguns recursos para clubes e distritos promoverem o Rotary: ƒ Dicas para atividades de destaque. ƒ Saiba como pedir um Subsídio para Relações Públicas. ƒ Encontre seu coordenador de imagem pública. ƒ Saiba como planejar uma iluminação Elimine a Pólio Agora. ƒ Veja melhores práticas em recrutamento e retenção. ƒ Leia Seja um Clube Dinâmico: Seu Plano de Liderança de Clube. ƒ Leia o Guia para Desenvolvimento do Quadro Social e as Ferramentas de Avaliação do Clube. ƒ Use os recursos para desenvolvimento do quadro associativo. ƒ Veja como identificar e reter associados. Escrito por Admin – publicado em outubro 2011


Página 3 de 10

O Lobão

Mensagem do Presidente de RI Queridos irmãos e irmãs em Rotary, Na minha mensagem de julho citei um ditado de Mohandas K. Gandhi que diz: “Seja a mudança que você deseja ver no mundo”. Desde então, tenho tido oportunidades incríveis de viajar pelo mundo rotário e ver como os rotarianos estão pondo estas palavras em prática. Para efetuar uma mudança positiva, utilizamos nosso conhecimento e recursos para resolver problemas. Porém, quando se trata de resolver problemas humanitários de uma maneira definitiva, os conhecimentos, idéias e recursos não são suficientes para garantir um bom resultado. Temos que nos lembrar de outra coisa muito importante: a sustentabilidade. Uma solução sustentável é aquela que seguirá dando bons resultados mesmo depois que os rotarianos que propuseram e facilitaram o projeto se forem. Isso significa que, mesmo que o projeto tenha vindo do Rotary originalmente, a comunidade será responsável por ele. Quando a peça de uma bomba d’água se quebra, há um processo para consertá-la. Se capacitada, a

comunidade se encarregará do procedimento para consertar a bomba sem buscar a ajuda do Rotary. O primeiro passo em direção à sustentabilidade é determinar a necessidade. Um exemplo é o problema de gás de cozinha, comum em grande parte dos países em desenvolvimento. Em muitas regiões, os fornos solares são uma solução maravilhosa, pois são baratos, dependem de uma fonte de energia gratuita que não polui ou se esgota, e são simples de usar e de manter. Porém, antes de entrarmos em uma comunidade e tentar resolver seus problemas de energia através de fornos solares, temos que compreender plenamente a situação e olhar além do problema. Talvez os alimentos locais precisem ser cozidos a uma temperatura mais alta do que o forno solar pode proporcionar, ou talvez vente muito na área, o que impe-dirá o uso de fornos solares. Pode ser que seja tradicional na região começar a cozinhar antes do amanhecer. Se não levarmos em consideração estes problemas, os painéis solares podem acabar

sendo usados como material para reparar telhados ou manter seco o alimento de animais em vez de serem usados para cozinhar, que seria o objetivo original do projeto. Se estivermos tentando trazer mudanças, não basta dizer: “Meu método é o melhor”. Temos que ouvir e observar - não apenas falar. Só podemos ajudar aos outros se estivermos com a mente aberta e tivermos o conhecimento, empenho e perseverança necessários para cumprir o que prometemos.

Kalyan Banerjee Presidente do Rotary International em 2011-12

Mensagem do Diretor de RI – José Antônio Antiório Caminho para a cidadania plena Alfabetização é meta prioritária do Rotary International e da Organização das Nações Unidas Neste mês o Rotary International dedica suas atenções à alfabetização e à educação. Para felicidade dos brasileiros e da população de outros países da América do Sul, temos evoluído em alfabetização nos grandes centros urbanos e nas regiões desenvolvidas. Este mal só não está reduzido a taxas mínimas em função da migração constante das áreas menos desenvolvidas e da imigração de países de baixa renda em busca de novas oportunidades, como estamos observando no caso dos cerca de 2.000 haitianos que aportaram em nossas terras. O governo brasileiro, por meio do MEC e dos governos estaduais e municipais, tem se preocupado com a questão e vem destinando cerca de 25% a 30% do seu orçamento para a aplicação no setor educacional. Grande parte

destes recursos são carreados para a tentativa de erradicação do analfabetismo. O Rotary no Brasil e na América do Sul, por sua vez, tem se empenhando de maneira eficiente neste sentido, haja vista que nos últimos 20 anos foi implantado o programa do Rotary International denominado Lighthouse. Esta grande iniciativa obteve participação efetiva de todos os distritos brasileiros, em especial os mineiros, pernambucanos e paranaenses, com destaque para o trabalho do diretor 1999-2001 do RI, Hipólito Ferreira, e dos ex-governadores distritais Carlos Alberto Araujo Peçanha, Jório Coelho, Eduardo Krafetuski, Edison Rodrigues de Lima e Francisco Borsari Netto e das suas respectivas equipes de trabalho. Na realidade, o Lighthouse assemelha-se bastante ao sistema do laureado pedagogo Paulo Freire (1921-1997), que foi um dos ícones brasileiros no

processo de alfabetização na década de 1960. Esses rotarianos se dispuseram a orientar praticamente o Brasil e a América do Sul na propagação da metodologia de alfabetização criada pelo Rotary International. A partir de 2013, com a implantação do Plano Visão de Futuro da Fundação Rotária, teremos mais recursos para aplicar em educação, pois este é um dos enfoques considerados sustentáveis. A alfabetização, o saneamento básico, a saúde e os recursos hídricos são áreas que poderão minimizar as diferenças sociais na humanidade e em especial no Brasil e na América do Sul. Pelos últimos dados do IBGE em sua Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) de 2009, a taxa geral de analfabetismo no Brasil é de 8,9%. Mas existem alterações significativas, dependendo da região e também das faixas etárias, que podem levar tais índices de 1,8% a 12%.

Diretor de RI – 2011/13 José Antônio F. Antiório Um país somente será livre, independente, economicamente sustentável e com plena democracia quando os seus cidadãos forem alfabetizados e educados nas letras e nos números, na interpretação do que se vê e se lê e, principalmente, forem educados no contexto da formação profissional.


Página 4 de 10

O Lobão Plano Visão de Futuro O Plano Visão de Futuro traz o novo modelo de outorga de subsídios da Fundação Rotária em apoio aos projetos humanitários e educacionais de clubes e distritos. A razão do Plano Os curadores da Fundação identificaram a necessidade de aumentar o enfoque para causar maior impacto, obter mais reconhecimento e facilitar as operações. A nova estrutura permite que rotarianos possam fazer do mundo um lugar melhor e promover os valores do Plano Estratégico do Rotary.

Taça Inteira Você que trabalhou, batalhou, criou os filhos, envelheceu... Os filhos cresceram, saíram de casa, você se aposentou... E agora o tempo se estende vazio à sua frente, pouco importa levantar-se cedo ou tarde, não faz diferença, os dias ficaram todos iguais, não há batalhas a travar, ninguém precisa de você... Cada dia é um peso, é preciso matar o tempo, descobrir um jeito de não pensar, pois o pensamento dói, e vem uma vontade de beber, uma vontade de esquecer, uma vontade de morrer... Chegou o momento da inutilidade, e é isso que você não suporta, pois lhe ensinaram (e você acreditou) que os homens e as mulheres são como as ferramentas, que só valem enquanto forem úteis. Ensinaram-lhe que você é uma ferramenta que merece viver enquanto puder fazer. E agora que o seu fazer não faz mais diferença, você se coloca ao lado dos objetos sem uso. À espera de que a morte venha colocá-lo no devido lugar, pois nada mais há que esperar. Você está sem esperança. Mas lhe ensinaram mal, muito mal. Pois nós não somos ferramentas. Não vivemos para ser úteis. Dizem os textos sagrados que Deus trabalhou seis dias para plantar um jardim. Terminado o trabalho, já não havia nada mais

Lançamento O piloto começou em julho de 2010 com 100 distritos, e todos os demais distritos vão adotar o novo modelo em julho de 2013. Funcionamento Sob o Visão de Futuro, a Fundação oferece dois tipos de subsídios. Subsídios Distritais oferecem a clubes e distritos a oportunidade de abordar necessidades imediatas, locais e internacionais. Já os Subsídios Globais (de US$30.000 a US$400.000) permitem a participação em atividades de alto impacto, e com enfoque estratégico, dentro

das seis áreas de enfoque . Recursos • Veja um módulo de e-learning do Plano Visão de Futuro • Veja um módulo de e-learning sobre as áreas de enfoque • Assine o Boletim Plano Visão de Futuro • Saiba como distritos pilotos e não pilotos podem trabalhar juntos • Leia mais sobre o Plano Visão de Futuro Site RI

Rubem Alves para ser feito. E foi justamente então que Deus sentiu a maior alegria. Terminado o tempo do trabalho, chegara o tempo do desfrute. E o Criador se transformou em amante: entregou-se ao gozo de tudo o que fizera. Com as mãos pendidas (pois tudo o que devia ser feito já havia sido feito), seus olhos se abriram mais. Olhou para tudo e viu que era lindo. Pôs-se a passear pelo jardim, gozando as delícias do vento fresco da tarde. E, embora os poemas nada digam a respeito, imagino que o Criador tenha também se deleitado com o gosto bom dos frutos e com o perfume das flores - pois que razões teria ele para criar coisas tão boas se não sentisse nelas prazer? Se há uma lição a ser aprendida desses textos, lição que é que não somos como serrotes, enxadas, alicates, fósforos e lâmpadas que, uma vez sem o que fazer, são jogados fora. A nossa vida começa justamen-te com o advento da inutilidade. Pois o momento da inutilidade marca o início da vida de gozo. Nada mais preciso fazer. Travei as batalhas que tinha de travar. Nada devo a ninguém. Estou livre agora para me entregar ao deleite. Todas as escolas só nos ensinam a ser ferramentas. Será preciso que você procure mestres que ainda não foram

enfeitiçados por elas. Você deve procurar as crianças. Somente elas têm o po-der para quebrar o feitiço que o está matando ainda em vida. As almas dos velhos e das crianças brincam no mesmo tempo. As crianças ainda sabem aquilo que os velhos esqueceram e têm de apren-der de novo: que a vida é brinquedo que para nada ser-ve, a não ser para a alegria! Desde os seis anos tenho mania de desenhar a forma das coisas. Aos cinquenta anos publiquei uma infinidade de desenhos. Mas tudo o que produzi antes dos setenta não é digno de ser levado em conta. Aos 73 anos aprendi um pouco sobre a verdadeira estrutura da natureza dos animais, plantas, pássaros, peixes e insetos. Com certeza, quando tiver oitenta anos, terei realizado mais progressos, aos noventa penetrarei no mistério das coisas, aos cem, por certo, terei atingido uma fase maravilhosa e, quando tiver 110 anos, qualquer coisa que fizer, seja um ponto, seja uma linha, terá vida. Vamos! A vida é bela. Pare de namorar a morte! Beba a taça até o fim!" És Ferramenta?


Página 5 de 10

O Lobão

Bondade também se aprende ”Eu não tenho medo dos anos e não penso em velhice. E digo prá você: não pense. Nunca diga estou envelhecendo ou estou ficando velha. Eu não digo. Eu não digo que estou ouvindo pouco. É claro que quando preciso de ajuda, eu digo que preciso. Procuro sempre ler e estar atualizada com os fatos e isso me ajuda a vencer as dificuldades da vida. O melhor roteiro é ler e praticar o que lê. O bom é produzir sempre e não dormir de dia. Também não diga prá você que está ficando esquecida, porque assim você

fica mais. Nunca digo que estou doente, digo sempre: estou ótima. Eu não digo nunca que estou cansada. Nada de palavra negativa. Quanto mais você diz estar ficando cansada e esquecida, mais esquecida fica. Você vai se convencendo daquilo e convence os outros. Então silêncio! Sei que tenho muitos anos. Sei que venho do século passado, e que trago comigo todas as idades, mas não sei se sou velha não. Você acha que eu sou? Tenho consciência de ser autêntica e procuro superar todos os dias

minha própria personalidade, despedaçando dentro de mim tudo que é velho e morto, pois lutar é a palavra vibrante que levanta os fracos e determina os fortes. O importante é semear, produzir milhões de sorrisos de solidariedade e amizade. Procuro semear otimismo e plantar sementes de paz e justiça. Digo o que penso, com esperança. Penso no que faço com fé. Faço o que devo fazer, com amor. Eu me esforço para ser cada dia melhor, pois bondade também se aprende." CORA CORALINA

Visita do Secretário de RI ao Brasil Na última semana de fevereiro recebemos a visita do Secretário Geral do RI – John Hewko – ao Brasil. Um dos seus objetivos foi verificar o andamento das atividades do RI Brazil Office e promover a imagem pública da organização. Ele conversou com todos os funcionários do RIBO, os quais tiveram a oportunidade de demonstrar as atividades desempenhadas no dia-a-dia e os planos departamentais. No Senado da República diversas manifestações ocorreram em 27 de fevereiro de 2012, de homenagens e reconhecimento da Instituição. Durante as duas horas da sessão especial realizada no parlamento brasileiro, rotarianos de todos os níveis, senadores e população em geral (sessão transmitida ao vivo pela TV Senado), tiveram a oportunidade de destacar a importância da instituição internacional no País. Uma entrevista, juntamente com o Diretor de RI José Antônio Figueiredo Antiório, também foi concedida à Radio Jovem Pan online.

Dúvida do Executivo Um ALTO executivo, estressado, foi ao psiquiatra. O psiquiatra, experiente, logo diagnosticou: - O Senhor precisa se afastar por duas semanas da sua atividade profissional. O conveniente é que vá para o interior, se isole do dia-a-dia DI FUSOR DE ÁG UA atividades e busque algumas SEG CA MADA DE ÁG UA que UNDA o relaxem.Então o nosso BIO-CA MADA executivo procurou seguir as AREIA orientações... Munido de vários livros, CDs e laptop, mas sem o celular, partiu para a fazenda de um amigo. Passados os dois primeiros dias, o nosso executivo já havia lido dois livros e ouvido quase todos os CDs. Continuava inquieto. Pensou então que alguma atividade física seria um bom

autor desconhecido

antídoto para a ansiedade que ainda o dominava. Chamou o administrador da fazenda e pediu para fazer algo. O administrador ficou pensativo e viu uma montanha de esterco que havia acabado de chegar. Disse ao nosso executivo: - O Senhor pode ir espalhando aquele esterco em toda aquela área que será preparada para o cultivo. O administrador pensou consigo: 'Ele deverá gastar uma semana com essa tarefa'. Ledo engano. No dia seguinte o nosso executivo já tinha distribuído o esterco por toda a área. O administrador então lhe deu a seguinte tarefa: abater 500 galinhas cortando suas cabeças com uma faca. Essa foi fácil; em menos de 3 horas já estavam todas prontas para se-

rem depenadas; pediu logo uma nova tarefa...O administrador: - Estamos iniciando a colheita de laranjas. O Sr. vá ao laranjal levando três cestos para distribuir as laranjas por tamanho. Pequenas, médias e grandes. No fim daquele primeiro dia o nosso executivo não retornou. Preocupado, o administrador se dirigiu ao laranjal. Viu o nosso executivo com uma laranja na mão, os cestos totalmente vazios, falando sozinho: - Esta é grande. Não, é média. Ou será pequena??? - Esta é pequena. Não, é grande. Ou será média??? - Esta é média. Não, é pequena. Ou será grande??? Moral da história: Espalhar merda e cortar cabeças é fácil. Difícil é tomar DECISÕES...


Página 6 de 10 Rotary Divinópolis Leste Expediente Presidente RI- Kalyan Banerjee Governador –Fabiano Antônio de Souza Gov Assistente- Paulo Roberto Ramos

Conselho Diretor: Presidente: Deusdete de O. Campos Vice-Presidente: José Geraldo Secundino Presidente Indicado 2012/13: José Geraldo Secundino 1º Secretário: José Gomes Pimenta 1º Tesoureiro: Joaquim Alves Neto 1º Protocolo: José Maria Ribeiro 1º Orador: Élson Penha Silva Presidente das Comissões: Administração do Clube: Fábio Rodrigues da costa Desenvolvimento Quadro Social: José Vítor Batista de Freitas Fundação Rotária: Junio Lopes de Oliveira Prestação de Serviços Comunidade: Veli Rodrigues Prestação Serviços Internacionais: José Lemes Bueno Relações Públicas: Antônio Carlos da Silva Novas Gerações: José Francisco Martins CAESC – Antônio Claret Costa Cadeira de Rodas – Ílio Milani Social da Amizade – Maria Lúcia Prazeres Campos Ex-Presidentes: Josselito Alves Perdigão Paulo Roberto Ramos José Vítor Batista de Freitas Casa do Rotariano: Fernando Gomes de Souza Jean Marc Mora Maia Conselho Fiscal: Paulo Roberto Ramos Jair Mendonça Rennó Geraldo Magela Pedra

Visite-nos em: www.rotarydivinopolisleste.org/novo

Responsável pelo Boletim: Digitação e diagramação – Ana Maria Henriques Horta Ribeiro

“As pessoas que falam muito, mentem sempre, porque acabam esgotando seu estoque de verdades”... Millôr Fernandes (19232012)

O Lobão Abril - Mês da Revista Rotária Abril é o mês da revista rotária. Apesar da Internet estar ganhando cada vez mais popularidade como veículo de comunicação, a maioria dos rotarianos ainda prefere a mídia impressa. O rol de revistas rotárias, formado pela revista oficial e por 27 revistas regionais em 20 idiomas, continua sendo o principal veículo de comunicação impressa dos

rotarianos. Ressaltamos que, com exceção dos Rotarianos dos Estados Unidos e Canadá, os quais têm a opção de assinatura conjunta se residirem no mesmo endereço, todos demais rotarianos das outras partes do mundo rotário deverão ser assinantes individuais da revista The Rotarian ou da revista regional (no nosso caso a Brasil Rotário).

Agenda do Presidente no mês de Abril - Planejar e realizar reunião do conselho diretor do clube. - Promover participação na conferência distrital. - Enviar relatório mensal de freqüência e sobre o quadro social ao governador ou secretário distrital até 15 dias após a última reunião do mês. - Conduzir programação do clube sobre a revista rotária. - Monitorar metas e projetos

para o desenvolvimento do quadro social. - 6 de abril é o prazo final para que os clubes submetam as indicações à Menção Presidencial ao Governador e 10 de abril é o prazo final para que os Governador reportem os nomes dos clubes elegíveis ao RI

Só rindo… JOAOZINHO É O CARA* para comer uma mosca, quando um macho, que observava a Durante a aula de Boas cena, disse: Maneiras, a professora diz: - Perereca, não comas já a - Zézinho, se você estivesse mosca! Espera que a abelha namorando uma moça fina e coma, depois tu comes educada e, durante o jantar, a abelha. precisasse ir ao banheiro, o que - Ficarás melhor alimentada. A diria? perereca assim fez e, efetiva- Segura as pontas aí que eu mente, passados alguns segunvou dar uma mijadinha. dos, veio a abelha que comeu a - Isso seria uma grosseria, mosca. uma completa falta de educação. A perereca preparou-se, então, para comer a abelha, mas o Juquinha, como você diria? - Me desculpa, preciso ir ao macho a interrompeu novamente: banheiro, mas já volto. - Melhor, mas é desagradável - Perereca, não comas a abelha! mencionar o banheiro durante as Ela vai ficar presa na teia da aranha e a aranha vai comê-la, refeições. E você, Joãozinho, seria então tu comes a aranha e capaz de usar sua inteli-gência ficarás melhor alimentada. para, ao menos uma vez, A perereca de novo esperou. A mostrar boas maneiras? abelha levantou vôo, caiu na teia - Eu diria "Minha prezada da aranha, veio a aranha e senhorita, peço licença para comeu-a. A perereca preparouausentar-me por um momento, se para saltar sobre a aranha, pois vou estender a mão a um mas de novo o macho falou: Perereca, não sejas grande amigo que pretendo lhe apresentar depois do jantar". precipitada! Há de vir uma aranha maior para comer a ‘’FÁBULA DA PERERECA:’’ aranha, que comeu a abelha, que Numa mata, com uma chuva comeu a mosca. Comerás a fina, uma perereca preparava-se aranha maior e ficarás melhor

alimentada. A perereca, reconhecendo os bons conselhos do macho, aguardou. Logo depois, chegou a aranha maior. Entretanto, começou a chover mais forte, e a perereca, ao atirar-se sobre a aranha maior, escorregou e caiu numa poça d'água. Nesse momento, uma cobra que passava por ali engoliu a perereca e sumiu mata adentro. MORAL DA HISTÓRIA: Quanto mais tempo durarem as preliminares, mais molhada fica a perereca. Porém, cuidado ! Se não comer logo, vem outro e come! Receita chinesa para viver mais Um ocidental em visita à China ficou surpreso de ver a quantidade de velhos saudáveis e, curioso a respeito da milenar medicina chinesa, indagou a um experiente médico qual o segredo para se viver mais e melhor. Ouviu do mesmo a sábia resposta: "É muito simples. É só: Comer a metade. Andar o dobro. E rir o triplo."


Página 7 de 10

O Lobão Assembléia Distrital Presidentes eleitos e outros líderes entrantes irão participar das Assembleias Distritais em abril e maio. Este evento ajuda líderes de clubes, inclusive secretários, tesoureiros e presidentes de comissões, a desenvolverem suas habilidades de liderança e lhes oferece a oportunidade de conhecerem os líderes distritais que apoiarão seus esforços. Pedimos que os participantes leiam o manual apropriado antes do evento para que estejam preparados para as discussões. O Kit para Dirigentes de Clube (225-PT) inclui: • •

Manual do Presidente de Clube

Manual do Secretário de Clube • Manual do Tesoureiro de Clube • Manuais para as seguintes comissões de clube: Administração Quadro Associativo Imagem Pública Serviços Humanitários Fundação Rotária Durante a Assembleia, as equipes de líderes entrantes de clube deverão utilizar as Diretrizes para Aumentar a Eficácia dos Rotary Clubs ao definirem suas metas anuais. A Assembléia Distrital do nosso Distrito 4560 será no

dia 22 de abril na cidade de Lavras. Este é um trabalho já do ano rotário do Governador Eleito Aristides Beraldo da Cidade de Arcos. O Instrutor Distrital do companheiro Aristides é o EGD Walmor Zambroti. A Equipe distrital bem como o nosso presidente eleito Luiz Cláudio Andrade com certeza se sentirão muito felizes com a presença de toda a sua equipe neste evento. Para todos que irão haverá muito aprendizado e também novos conhecimentos, troca de idéias e companheirismo. Não faltem!

Como Cultivar o Companheirismo? Para se conservar o companheirismo de fato, é necessário cultivá-lo, como se fosse um jardim de rosas raras. Tem que colocar muitos sentimentos, estar presente a todo o momento, ser amigo de verdade, ser fiel e realmente verdadeiro e chegar sempre primeiro, para lhe oferecer o mundo inteiro, tudo com muito sentimento, e nunca esperar nenhum pagamento. Companheirismo é simples, mas é coisa séria. É como um casamento sem papel, é uma união de amigos que se gostam,é para as horas amargas, e também para saborear o mel. Companheirismo é sorrir para o amigo e o apoiar, quando na verdade o que a gente queria era chorar. Tem que haver entrega, solidariedade, sem cobranças, muito carinho e confiança, um ombro amigo, e muita atenção... Tem que se dar incondicionalmente, sem restrição. Tem que ser o fiel da balança, ser muito legal é fundamental! Dar apoio, participar da vida e dar calor, Companheiro é parceiro!Que sejamos Companheiros para sempre. Fraternalmente Lourenço

Reflexão do mês de Março– tristes, se eu estou triste; que todos me querem, se Perguntaram a Mahatma eu os quero; Gandhi quais são os fatores que todos são maus, se que destroem o ser huma- eu os odeio; no. que há faces sorridentes, Ele respondeu assim: se eu lhes sorrio; A Política sem princípios. que há caras amargas, se O Prazer sem compro- estou amargo; misso. que o mundo está feliz, se A Riqueza sem trabalho. eu estou feliz; A Sabedoria sem caráter. que as pessoas são Os Negócios sem moral. terríveis, se eu sou A Ciência sem huma- terrível; nidade. que as pessoas são E a Oração sem caridade. agradecidas, se eu sou agradecido. A vida me tem ensinado que as pessoas são amá- A vida é como um veis, se eu sou amável; espelho: Se sorrio, o que as pessoas estão espelho me devolve o A VIDA É UM ESPELHO

sorriso. A atitude que tomo frente à vida, é a mesma que a vida tomará diante de mím. "Quem quer ser amado, que ame".


Página 8 de 10

O Lobão

O Ponto Negro Certo dia, um professor chegou na sala de aula e disse aos alunos para se prepararem para uma provarelâmpago. Todos acertaram suas filas, aguardando assustados o teste que viria. O professor foi entregando, então, a folha da prova com a parte do texto virada para baixo, como era de costume. Depois que todos receberam, pediu que desvirassem a folha. Para surpresa de todos, não havia uma só pergunta ou texto, apenas um ponto negro, no meio da folha. O professor, analisando a expressão de surpresa que todos faziam, disse o seguinte: - Agora, vocês vão escrever um texto sobre o que estão vendo. Todos os alunos, confusos, começaram, então, a difícil e inexplicável tarefa. Terminado o tempo, o mestre

recolheu as folhas, colocouse na frente da turma e começou a ler as redações em voz alta . Todas, sem exceção, definiram o ponto negro, tentando dar explicações por sua presença no centro da folha. Terminada a leitura, a sala em silêncio, o professor então começou a explicar : - Esse teste não será para nota, apenas serve de lição para todos nós. Ninguém na sala falou sobre a folha em branco. Todos centralizaram suas atenções no ponto negro. Assim acontece em nossas vidas. Temos uma folha em branco inteira para observar e aproveitar, mas sempre nos centralizamos nos pontos negros. A vida é um presente da natureza dado a cada um de nós, com extremo carinho e cuidado. Temos motivos para comemorar sempre!

A natureza que se renova, os amigos que se fazem presentes, o emprego que nos dá o sustento, os milagres que diariamente presenciamos. No entanto, insistimos em olhar apenas para o ponto negro! O problema de saúde que nos preocupa, a falta de dinheiro, o relacionamento difícil com um familiar, a decepção com um amigo. Os pontos negros são mínimos em comparação com tudo aquilo que temo s diariamente, mas são eles que povoam nossa mente. Pense nisso! Tire os olhos dos pontos negros de sua vida. Tranquilize-se e seja FELIZ!"

Notícias do Leste •

São as águas de Março fechando o verão, são promessas de vida no meu Coração. Tom Jobim tão bem retratou este mês que com a enchente das goiabas dá início ao outono com frutos deliciosos e as lindas manhãs de Abril. No mês de Março tivemos uma palestra sobre audição. O que muito alertou a todos os companheiros proferia pela Fonoaudióloga Adriana Foi comemorado o dia internacional da mulher com uma noite inesquecível

para todos os presentes. A presidente da Comissão Social da Amizade, companheira Maria Lúcia elaborou um bingo onde todos tiveram a oportunidade de se descontrair, ganhar prêmios e se divertir bastante, além de poderem saborear um delicioso jantar. Como sempre diz nosso companheiro José Maria, quem não foi perdeu! Queremos deixar aqui os agradecimentos aos companheiros que nos doaram brindes para o bingo: Elci e Veli

(Cofer), Paulo Júnior (Somar Engenharia), Fátima Milani (Mega Presentes), Sandra, Valéria Andrade, Maria Lúcia, Maria José e Joaquim (Kibocada), Peçanha, Marilene e Ana Maria. O Presidente Eleito Luiz Cláudio, sua esposa Valéria e filha Paula estiveram em Lavras para o treinamento de Presidentes (Pets). Nosso companheiro Paulo Ramos e Marilene também estiveram presentes ao evento e Paulo falou sobre Administração de Clube.

O Presidente Eleito Luiz Cláudio em reunião do dia 28 apresentou o seu vice Presidente que será o companheiro José Dimas. Ele também falou sobre o Pets e solicitou a todos que o apoiassem na realização das metas de RI estipuladas pelo Presidente de Rotary International. Houve aprovação de todos os presentes com uma salva de palmas. A presidente do Interact Club Divinópolis falou para os rotarianos o que é Interact e o que ele faz.


Página 9 de 10

O Lobão

O Vale do Silício como Inspiração para Divinópolis Não é segredo para ninguém que nossos distritos industriais, em Divinópolis, já não dispõem de espaço para instalação de novas empresas. Pensando nisto, o município tem procurado encontrar soluções para que nenhum empresário deixe de colocar aqui o seu empreendimento. O governo municipal, infelizmente, não possui recursos financeiros para construir novos distritos, e as gestões com o governo estadual têm se mostradas infrutíferas nesta direção. Assim, restou a vertente dos chamados “Business Park” que têm sido adotados em vários municípios pelo mundo afora. Esses parques, de iniciativa privada, após amplos estudos de viabilidade econômica, social e ambiental, têm sido a solução para a atração de novos empreendimentos. São verdadeiras cidades, instituídas sob a forma de condomínios para custear suas despesas de exploração e manutenção e serem autossustentáveis. Neles se instala também toda a infraestrutura para suportar tais investimentos, tal como hotéis, agências bancárias, restaurantes, lojas, centros de convenções e, em muitos deles, até mesmo áreas de moradias com lazer completo para aqueles que trabalham nessas empresas. Aliás, o conceito moderno de distrito industrial, diferentemente do que ocorria no passado, prevê ampla interação entre empregados e empresas, com facilidade de deslocamento e conforto, visando total satisfação de ambos os lados, o que culmina em melhor produtividade e qualidade de vida. Trabalhando nesta direção, o município de Divinópolis encontrou um empresário com essa disposição, que em parceria com uma empresa internacional, mostrou entusiasmo para um projeto muito mais qualificado do que um “Business Park” tradicional. Trata-se de implantar no município um projeto inovador chamado “Cidade Tecnológica”, destinado especial-mente a empresas de alta tecnologia. Numa área de quase cinco milhões de metros quadrados, com extensas áreas verdes e de proteção ambiental, existirão

além dessas empresas não poluentes, espaços para instalação de campus para pesquisas pelas universidades, com laboratórios, incubadoras de empresas, registros de patentes, e amplo apoio logístico como hotéis, centros de convenções, e para lazer e mora-dia daqueles que ali trabalharem. Esse ambiente de pesquisas, de interação com as universidades e incentivo a empreendedores, além de atrair novos invéstimentos de elevado valor agregado provenientes de outros estados e países, certamente vai entusiasmar nossa jovem e crescente massa universitária a se enveredar por novos caminhos antes desconhecidos, mas que estão fazendo o sucesso de muitos outros pelo mundo afora. O Vale do Silício, na Califórnia, começou assim. O ambiente universitário fortemente voltado à alta tecnologia e empreendedorismo liderado pela Universidade de Stanford, em Palo Alto, deu origem a uma série de novos negócios e investimentos, como o caso de William Hewlett e David Packard que fundaram a HP. Naquela região, a Apple, Google, Yahoo, MySpace, YouTube e tantas outras companhias que revolucionaram o mundo da tecnologia começaram seus negócios. Centenas, milhares de jovens que moravam ou estudavam por ali conseguiram transformar os seus sonhos, até então distantes da realidade. Hoje, o Vale do Silício representa 40% do PIB dos Estados Unidos e é um polo de inovação e modelo para o mundo. Por lá, não parece haver crise econômica. Os polos como o de Seul na Coréia, e de Hyderabad na Índia, hoje são tão importantes na economia de seus países como o Vale do Silício, e possuem história de no máximo 25 anos de existência. No Brasil, cidades que apostaram na sinergia entre a universidade, a alta tecnologia e o empreendedorismo como base para seu desenvolvimento, como Campinas, São José dos Campos, São Carlos e outras do interior de São Paulo, hoje têm destaque e respeito especial no cenário internacional; continuam atraindo negócios de alto valor agre-gado e estão, hoje, entre as cidades que detêm as

melhores rendas per capita do país. Segundo Leonardo Figueiró, vice-presidente da “World Trade Center Brasil”, multinacional parceira do empreendimento que será realizado em Divinópolis, uma universidade do Vale do Silício já se dispõe a participar de nossa cidade tecnológica, o que seria algo realmente fantástico. Em recente palestra realizada por ele, sobre o assunto, no auditório da FIEMG em Divinópolis, vi com grande satisfação, a manifestação empolgada de professores e pesquisadores de nossa universidade federal, do Cefet, da Faced e de outros setores universitários da cidade com relação ao brilhante projeto. Eles representam sem dúvida, uma nova geração que está transformando a cidade e região em um grande polo de conhecimentos. E quanto mais conhecimento, mais desenvolvimento. A visão empreendedora e desenvolvimentista da Câmara de Diretores Lojistas na pessoa de seu Presidente Rafael Nogueira e do vice-presidente Petrônio Aquino, bem como do Presidente Regional da FIEMG, Afonso Gonzaga, que perceberam e aplaudiram o novo projeto, representou também inestimável incentivo na direção certa desses novos investimentos. Tenho notícias de que a Funedi/Uemg, a Faculdade Pitágoras, a Unifenas, a Associação Comercial e Industrial-ACID, e diversas outras entidades representativas também se mostraram entusiasmadas com a iniciativa, e sem dúvidas, serão também parceiras importantes no processo. Mas a certeza do sucesso veio na palavra de nosso prefeito Vladimir, que, mercê de seus conhecimentos e experiências pessoais, soube avaliar, com propriedade, as consequências excepcionais para o desenvolvimento sustentável do município e não hesitou em confirmar o seu apoio e da Prefeitura local para que a nossa Cidade Tecnológica se torne realidade o mais breve possível. Tenho a convicção de que nossa Câmara de Vereadores, sempre zelosa com relação aos seus compromissos para o desenvolvimento de nosso município,

Élson Penha Silva -

também não se furtará em apoiar e aprovar, com celeridade, os diversos aspectos relacionados á legislação para viabilização desse invéstimento que será um marco na História de Divinópolis e um grande presente para todos que aqui vivem, em plena comemoração de nosso centenário de emancipação politica e administrativa. As oportunidades costumam passar a nossa frente, muitas vezes, a galope. Precisamos agarrá-las com firmeza. Essa é uma delas, talvez a maior de muitos tempos. Várias cidades mineiras, como Varginha, Uberlândia e Araxá já se mobilizam, também, na busca de projetos parecidos. Divinópolis, mais uma vez, dá o seu exemplo de arrojo e pioneirismo. Os ganhos diretos para toda a sociedade de Divinópolis e da região serão muito grandes, e os indiretos incomensuráveis; mesmo para aqueles, que, em função da sua escolaridade e condições precárias de vida não conseguem perceber, ainda, o alcance de projetos dessa natureza, que melhoram, sensívelmente, a distribuição da riqueza e qualidade de vida. Bolsista PorTopo: isto, Shai em Tamari, minha opinião, Rotary Paz emo2006quem já pela conquistou dom 08, percepção, em um acampamento dessa como forma refugiados na de de agradecer esse palestinos privilégio ao Jordânia. precisa Foto cedidaagora Criador, por Shai de Tamari. Abaixo: contribuir, alguma forma, Bolsistas Rotary pela Paz em todas as esferas possíveis, da University of California, para que, esse pro-jeto seja Berkeley. Foto cedida vitorioso, no intuito de que, por Alejandra Rueda num não muito Z tfuturo longínquo, viver com dignidade possa ser a rotina de todos. Elson Penha Silva. Divinópolis, 23 de março de 2012. Publicado na Gazeta do Oeste.


Página 10 de 10

O Lobão

Fotos que falam do Rotary de Divinópolis Leste

* Jantar em comemoração ao dia Internacional da Mulher, foi realizado com muita descontração, todos participaram com alegria. Companheiros, visitantes e convidados participaram de um bingo que foi motivo de muito companheirismo e boa convivência. Obrigada a todos! * Fabiano e Magali na Regocentro com Paulo e Marilene, todos uniformizados. Legal! * Companheiro Paulo (Marilene) e Peçanha estiveram na Regocentro realizada em BH e lá posaram com governadores do distrito 4560 e participaram de palestras * Companheiro Luiz Cláudio (Valéria e Paula) estiveram presentes no Pets realizado em Lavras no dia 25 de março para começar com pé direito a sua presidência. * Companheiro Paulo (Marilene) estiveram também em Lavras, ele para proferir palestra sobre Administração Club, coisa que ele é especialista.

O Lobão nº 09 - 2011-12  

Kalyan Banerjee 3 Nesta Edição: Deusdete de Oliveira Campos Notícias do Leste 8 Agenda do Presidente 6 As pessoas sabem que 2 O vale do Silí...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you