Issuu on Google+

O Lobão

Julho / 2012 Boletim nº 01 Ano 42

MG Presidente 2012/2013: Luiz Cláudio Guimarães Andrade e esposa Valéria Cristina Vieira Magalhães Andrade

Dólar Rotário - Julho: R$2,06

No Túnel do Tempo • Em 1905 o advogado Paul P. Harris realiza a primeira reunião do Rotary em 23 de fevereiro na Sala 711 do Unity Building em Chicago. Harris tinha em mente um clube de profissionais de diversas áreas. Gustavus Loehr, Hiram Shorey, e Silvester Schiele compareceram. A reunião dá origem ao primeiro clube de serviços humanitários do mundo: o Rotary Club de Chicago.

Rotary de Divinópolis Leste – Distrito 4560 – Divinópolis -

Mensagem do Presidente Meus queridos companheiros, gostaria de externar o meu mais profundo e sincero agradecimento a todos os companheiros do clube que me distinguiram para esta honrosa e dignificante tarefa de presidi-lo. Confesso a vocês que, dentre os encargos e desafios que a vida me tem reservado, este, sem sombra de dúvidas, é o mais significativo e complexo;e é também aquele que mais me orgulha. Tenho a convicção de que não estou só e que, na realização dos diversos projetos sociais a serem executados na nossa gestão em prol do bem estar da comunidade, contarei com o apoio e a imprescindível colaboração de todos os companheiros. Companheiros ser Rotariano é sem duvida um orgulho para todos nos. E ao aceitar tamanho encargo, o de presidir esse clube, o faço com toda honra e orgulho inquestionáveis.

A minha trajetória neste clube iniciou-se por conta da grata indicação e apadrinhamento que me foram conferidos pelo grande amigo, irmão e companheiro Jose Vitor. A convivência cotidiana com ele, rotariano sempre presente e disposto a colaborar com os interesses do clube e da comunidade Divinopolitana, serviu-me de estimulo e de motivação. No inicio estava um pouco perdido nas reuniões, mas logo vi a importância dessa instituição mundialmente reconhecida. A gestão que ora inicio, tenham a certeza, será pautada pela coerência, pelo entendimento e pela motivação constante. Assumo esta presidência com o compromisso de atuar de modo diligente, procurando implementar as práticas do bom companheirismo e promover a condução de ações e programas

Luiz Cláudio Guimarães Andrade

voltados a atender e a beneficiar a comunidade carente, seja na área da saúde, seja no aperfeiçoamento profissional, o que faremos por meio de programas de capacitação em parceria com outras entidades. Para alcançarmos sucesso , reitero a certeza de poder contar com a generosidade, o apoio e a ativa participação de todos no clube, sem o que, isto será verdadeiramente impossível. Agradeço a todos pelas palavras de incentivo e estimulo que venho recebendo desde que fui indicado a presidente eleito, pedindo a Deus para que possamos realizar nossos sonhos, concretizar nossos ideais e engrandecer o nome do nosso Clube Rotary Divinópolis Leste. Mais uma vez obrigado a todos pela confiança. Luiz Cláudio

O Significado do Lema : Paz Através do Servir Nesta Edição: Mensagem da Presidente 2 Sakuji Tanaka

3

Por que o ano Rotário ...

4

A Posse do Luíz Cláudio

5

Agenda do Presidente

6

Notícias do Leste

8

Incorporação de Sócios

9

O lema do Presidente de RI – Sakuji Tanaka - Paz Através do Servir, que regerá nosso ano rotário de 2012-13 é com certeza uma grande inspiração para o trabalho em nossas comunidades. Esse belo lema foi desenvolvido com muito carinho e suas simbologias estão totalmente ligadas ao tema central. Veja abaixo o significado deles: INFORMATIVO ROTÁRIO Rotary International Brazil

OfficeOrigami de um Tsuru tória clicando AQUI. – O Tsuru (鶴) é um dos A flor de cerejeira (sakura, símbolos mais conhecidos do サクラ) é outro grande simJapão. Está relacionado à bolo do Japão ligado à beleza, longevidade, saúde e fortuna ao amor, a felicidade, a (sorte). Diz a lenda que renovação (recomeço) e a quem fizer mil dobraduras esperança. desse pássaro, com o pensa- Apresentadas em nosso lema mento voltado para aquilo na cor branca (paz), simboque deseja alcançar, terá lizam o poder de renovação, bons resultados. Ganhou for- de recomeço após difíceis te relação com a paz após a períodos pelos quais o Japão segunda guerra mundial. passou. Saiba mais sobre essa his-


Página 2 de 10

O Lobão

Mensagem da Presidente da Comissão Social da Amizade Senhoras, Senhores, Boa noite! Comprimento inicialmente as senhoras da casa da amizade, rotarianos, companheiros do Rotaract, Interact e Rotary kids, autoridades e convidados aqui presentes. Gostaria de chamar um pouco a atenção de vocês para algo que considero de extrema importância na vida de cada um de nós... " A CONSCIÊNCIA DE NOSSA MISSÃO" Quantos de nós realmente temos a consciência de nossa missão aqui na terra?! Acredito que não fomos colocados aqui apenas para trabalhar, ganhar dinheiro, acumular bens e coisas, ou comer do bom e do melhor. Seria o mesmo que nos tornarmos à nada, ou mera insignificância. Mas ao mesmo tempo, considero que ter essa consciência talvez não seja assim tão simples ou mesmo fácil. E` necessário para tal, que conheçamos a nós mesmos, que conheçamos nossas habilidades, nossos limites, nossas virtudes e imperfeições; o que , só podemos conseguir a partir da nossa própria reflexão sobre nossas atitudes e comportamentos. - Pensando nisso, me reporto a um acontecimento de quando estava iniciando um curso de especialização, em que na primeira aula, cujo objetivo inicial era de conhecer os participantes ali presentes, fomos convidados a fazer um anúncio: " VENDE-SE"... Onde cada um deveria fazer o seu anuncio, vendendo a si próprio... Olha! Confesso para vocês! Não foi fácil para ninguém! Primeiro porque ninguém gosta muito de se expôr... Segundo: ... Pensar! Que coisas posso anunciar?! Será que devo realmente

dizer isso ou aquilo? -O que os outros vão pensar de mim?!... E foi mais ou menos assim... E o mais interessante é que a maioria das pessoas se preocupara em anunciar algumas qualidades e ao mesmo tempo, os seus defeitos... E eu! Já fui ficando cabreira! E como o meu anúncio tinha sido todo positivo, fui ficando apreensiva... Todo mundo se colocando de maneira simplória... humilde... E o meu não!... Só coisa boa!... E o que é pior... Tínhamos que apresentar o nosso anúncio... E logo que apresentei o meu, escutei ao fundo alguns murmúrios... Nossa!... Hum! poxa! Hum... que isso! E então veio a salvação!! Por que não podemos falar bem de nós mesmos?! Se você se dispõe a vender um produto, você vai anunciar os defeitos do produto?!... Quando você fala de você mesmo, em especial das suas qualidades, virtudes, habilidades, de alguma forma, você toma consciência de si mesmo, e em especial de alguns dons... E o meu interesse com toda essa explanação é que cada um de vocês, em especial... SENHORAS DA CASA DA AMIZADE..., é que comecem desde agora a fazer o seu próprio anuncio, que comecem a descobrir cada uma os seus dons! Hoje, tenho consciência do meu "dom"... do que sei... e do que posso fazer! Mas eu não conheço o dom de cada um de vocês! Posso até identificar alguns... daqueles que estão mais próximos; mas não posso dizer por eles! O que posso dizer, é que precisamos destes tentos

dons, aí de alguma forma acomodados ou escondidos, para que possamos trabalhar em função do servir... Cada um do seu jeito! Cada um com a sua contribuição! E é por isso, que peço sutilmente!... SENHORAS E SENHORES! Comecem hoje mesmo a anunciar o seu mais valioso produto: " VOCÊ"... Pois precisamos urgentemente destes produtos, Precisamos de vocês!! Sem a colaboração, sem a contribuição de cada um, pouco ou nada, será possível... Os nossos defeitos e as nossas limitações, são apenas pedras que encontraremos no caminho, e que poderão, com o apoio e a união de tantos dons e talentos serem facilmente contornadas ou mesmo removidas. E mais uma vez, deixo claro! Conheço o meu dom! Mas reconheço, que preciso de muitos outros... Em especial Sr. Presidente, do seu!... Da criatividade de idéias, da originalidade e apoio. Conto desde já com a colaboração de cada um de vocês!!... " VENDAM_SE!!..." Obrigada!

Valéria Cristina

A Jovem Bruna tomou posse como RDR em Carmo da Mata. Na foto ladeada por seus Pais Jean Marc e Janete. Parabéns Bruna, o Rotary Divinópolis Leste se orgulha de Você e desejamos sucesso na sua gestão.


Página 3 de 10

O Lobão

Mensagem do Presidente de RI Caros rotarianos, Eu faço parte da primeira geração que cresceu no Japão após uma guerra devastadora e é natural que agora meus compatriotas coloquem a paz como prioridade. Vimos os estragos que o militarismo causou em nosso país em comparação ao grande crescimento econômico que se produziu quando nossa nação optou por propagar a paz. Foi essa decisão que permitiu com que o Japão crescesse e prosperasse, dando às novas gerações a oportunidade de crescerem sem medo, e de receberem melhor educação e qualidade de vida. A decisão de escolher a paz mudou radicalmente a atitude japonesa em relação aos demais países e culturas. Abrimos nossas mentes para nos tornarmos mais tolerantes e compreensivos. E nos permitiu redirecionar nossas energias em metas positivas. No Japão, é uma

tradição dar prioridade às necessidades da sociedade como um todo acima das necessidades individuais. Isso tem sido parte da nossa cultura. Essa tradição nos ajudou a sobreviver e reconstruir nosso país nas semanas e nos meses após o terrível terremoto que aconteceu em março de 2011. Esta é uma lição positiva que todo mundo pode aprender. Quando colocamos as necessidades do próximo acima das nossas próprias necessidades, quando focamos nossas energias para o alcance de uma meta comum e para o bem de todos, tudo muda: a forma como nos relacionamos com o mundo, as nossas prioridades, e o nosso conceito sobre paz. Nossa meta no ano rotário de 2012-13 será a paz, e pedirei a todos os rotarianos que trabalhem ativamente para alcançar a Paz Através do Servir.

O serviço humanitário é o coração do Rotary e ao fazer desta a nossa prioridade, colocaremos as necessidades dos outros acima das nossas. Com isso, compreenderemos mais as dificuldades do próximo, nos tornaremos mais generosos com nosso tempo e recursos, e mudaremos a maneira como pensamos. Ao invés de tentarmos mudar os outros, reconheceremos que todos nós temos algo a aprender. Ao servir, aprenderemos a aceitar nossas diferenças, a ser compreensivos e agradecidos, e a ver o que há de bom nas outras pessoas. Com respeito mútuo, viveremos em paz com os outros. Por isso, peço a todos que a Paz Através do Servir seja nossa prioridade este ano, e que a nossa meta seja construir um mundo mais pacífico. Sakuji Tanaka Presidente, Rotary International

Projeto Cosme & Damião PROJETO COSME E DAMIÃO – JULHO 2012 Objetivo: Elevar o índice de freqüência mensal do Rotary Divinópolis Leste para 95%. Descrição do projeto: Mensalmente serão sorteados duplas de companheiros, onde um será responsável pela freqüência de seu par. Ações: junto companheiro:

ao

nosso

- Lembrar um dia antes e no dia, a nossa reunião - certificar da presença do companheiro a reunião - Saber dizer o motivo do não comparecimento no dia acompanhar a sua recuperação e informar ao secretario.

Dupla 1 – José Vitor e José Dimas Dupla 2 – Fabio e Jota Dupla 3 – Edilene e Deusdete Dupla 4 – Helio Galuppo e Fernando Dupla 5 – Adilson e Junio Dupla 6 – Perdigão e Claret Dupla 7 – José Francisco e Paulo Ramos Dupla 8 – Veli e Waldir Dupla 9 – José Ricardo e Vânia Dupla 10- Ana Maria e Pedra Dupla 11- Laerte e José Eloi Dupla 12- Peçanha e Toninho Dupla 13-Sueli e Anunciato Dupla 14- Jean Marc e Alfredo Dupla 15- Jomar e Joaquim Dupla 16- José Lemes e Nelson Dupla 17- Jean Assunção e Jair Dupla 18- Gustavo e

Januário Dupla 19- Milani e Paulo Roberto Junior Dupla 20- Walmir e Pimenta Dupla 21- José Maria e Expedito Dupla 22- Arnaldo e Jadir Dupla 23- Messias e Elson

Sskuji Tanaka Presidente do Rotary International em 2012-13


Página 4 de 10

O Lobão Amigos/as Abençoados os que possuem amigos, os que os têm sem pedir. Porque amigo não se pede, não se compra, nem se vende. Amigo a gente sente! Benditos os que sofrem por amigos, os que falam com o olhar. Porque amigo não se cala, não questiona, nem se rende. Amigo a gente entende! Benditos os que guardam amigos, os que entregam o ombro pra chorar. Porque amigo sofre e chora. Amigo não tem hora pra

Machado de Assis consolar! Benditos sejam os amigos que acreditam na tua verdade ou te apontam a realidade. Porque amigo é a direção. Amigo é a base quando falta o chão! Benditos sejam todos os amigos de raízes, verdadeiros. Porque amigos são herdeiros da real sagacidade. Ter amigos é a melhor cumplicidade!

saber que os espinhos têm rosas! Machado de Assis Dia 20 de julho é dia do Amigo, o que você fez para cultivar os amigos verdadeiros neste ano? A todos os amigos rotarianos do Rotary Divinópolis Leste nosso carinho todo especial.

Há pessoas que choram por saber que as rosas têm espinho, Há outras que sorriem por

Por que o ano Rotário começa em 1º de Julho? Já parou para pensar por que o ano rotário começa no dia 1° de julho? Isso se deve, em grande parte, à Convenção do Rotary. O primeiro ano fiscal do Rotary começou no dia seguinte ao encerramento de sua primeira Convenção, em 18 de agosto de 1910. O ano fiscal 1911-12 seguiu a lógica, com a diferença que começou no primeiro dia da Convenção de 1911, em 21 de agosto. Em sua reunião de agosto de 1912, o Conselho Diretor do RI encomendou uma auditoria na Associação Internacional de Rotary Clubs. Os auditores recomendaram que a organização finalizasse seu ano fiscal em 30 de junho, para dar ao secretário e tesoureiro tempo suficiente de preparar os detalhes financeiros para

apresentação na Convenção e ao Conselho Diretor, e determinar o número de delegados de clube presentes no evento. A Comissão Executiva concordou e, na reunião de abril de 1913 designou 30 de junho como o último dia do ano fiscal. A medida permitiu mudanças no período de entrega de relatórios de quadro associativo e pagamentos dos clubes. Até mesmo a revista The Rotarian, a partir da edição de julho de 1914, mudou seu sistema de numeração para refletir o ano fiscal em vigor até hoje. As Convenções do RI continuaram acontecendo em julho ou agosto até 1917. Na Convenção de 1916 em Cincinnati, EUA, foi aprovada uma resolução mudando o evento para junho, principalmente por

causa do calor em julho e agosto nas cidades que poderiam sediar a Convenção. Assim, a próximo evento aconteceu de 17 a 21 de junho em Atlanta, também nos EUA. Desde 1913, o termo “ano rotário” tem sido usado para marcar o período administrativo anual da organização. Um artigo da The Rotarian de julho do mesmo ano informava: “O ano rotário que está para se encerrar foi pontuado por excelentes reuniões conjuntas de clubes”. Desde 1913 o ano rotário sempre termina em 30 de junho. * Rotary International (Susan Hanf e Jason Lamb)


Página 5 de 10

O Lobão

A Posse do Companheiro Luiz Cláudio na Presidência do Rotary A posse do companheiro Luiz Claudio na presidência do Rotary Divinópolis Leste Nossa jornada continua serena e organizada, sem perder o encanto das mudanças. E ao longo de sua existência de quarenta e três anos, nosso clube troca de comando sem repetir, uma única vez, um presidente. Trata-se, sem dúvida, de uma façanha que certamente poucos clubes, no mundo, conseguem realizar. Sabemos que muitos que já presidiram nossa entidade, mercê de sua competência e experiência, teriam plenas condições para novamente assumir. Porém, estamos convictos de que a participação efetiva dos mais novos é fundamental, não somente para descansar os mais antigos, mas, sobretudopara modernização e percepção de novos horizontes. Sabiamente, o Rotary Divinópolis Leste tem prestigiado a maturidade desses antigos comandantes na função de conselheiros ou, então, em novos patamares noDistrito. Nosso novo presidente, companheiro Luiz Claudio, apesar de pouco tempo na casa, pelas suas atitudes, por suas manifestações, por seu entusiasmo e por seus projetos, deu mostras convincentes de que já era um rotariano, de fato, há muito tempo, e que o seu mandato será mais uma página importante de nosso clube que estaremos comemorando. Novos desafios passam, costumeiramente, às nossas portas. O mundo está em permanente evolução. As novas tecnologias atravessam os oceanos. A comunicação moderna dos celulares, das imagens, dos computadores, hoje invade os mais distantes rincões de nosso país. Precisamos estar sempre emparelhados com

essas conquistas. Mas não podemos nos esquecer de que ao lado de todos esses avanços, ainda existe muita miséria a ser vencida. E existem, ainda, aqueles que conseguem se comunicar com pessoas até em outros continentes, mas não se permitemcomunicar com aquele que está ao seu lado. Estamos confiantes de que sob a direção do presidente Luiz Claudio e de todo o seu conselho diretor, além de darmos continuidade aos projetos em andamento, entre os quais o “Dengue Zero” que ele mesmo idealizou, novos surgirão, sempre no intuito de uma sociedade com melhor qualidade de vida. Entre eles vejo um desafio ainda pouco explorado nas hostes rotárias: transformar o assistencialismo em oportunidades e processo de crescimento através do desenvolvimento econômico. O presidente Deusdete que ora deixa a presidência, ao lado de sua esposa Maria Lucia na Casa da Amizade, pode se vangloriar por ter feito um grande trabalho. Objetivo em suas ações, rigoroso cumpridor de horários para não deixar cansativas as reuniões, conduziu o clube de maneira tranquila e ponderada, seguindo fielmente os planejamentos feitos. Soube escolher muito bem o seu conselho diretor, e assim,

recebeu sempre o necessário apoio para suas realizações, cujo reconhecimento se traduziu, na última conferência, em uma dúzia de troféus, que, orgulhosamente, nossa entidade pode ostentar. Na sua gestão o quadro social passou de quarenta e três para cinquenta e um companheiros e o banco de cadeira de rodas continuou atuante, bem como as bolsas de estudo para os mais carentes.Também merecem jubiloso crédito os esforços para fortalecimento do Rotaract e para implantação do Interact e do Rotary Kids, quealém dos projetos de intercâmbio, nos dão a convicção do caminho certo ao engajar a juventude nos trabalhos e atitudes rotárias, como preparação para o futuro de nossa organização e para nos vislumbrar um mundo melhor nos novos tempos. Como se pode observar, o Rotary Divinópolis Leste se caracteriza pelo elevado potencial de realizaçãoque os companheiros têm revelado através da competência, entusiasmo e aptidão para as causas sociais, qualidades que se constituem, sem dúvida, em poderosos ingredientes para novas conquistas. Ao presidente Deusdete os nossos melhores agradecimentos, e, ao Luiz Claudio, as nossas boas vindas e votos de pleno sucesso! Elson Penha Silva. Divinópolis, 27 de junho de 2012.


Página 6 de 10 Rotary Divinópolis Leste Expediente Presidente RI- Sakuji Tanaka Governador –Aristides Beraldo Garcia

Conselho Diretor: Presidente: Luiz Cláudio Guimarães Andrade Vice-Presidente: José Dimas Batista Bechelaine Presidente Eleito 2012/13: José Dimas Batista Bechelaine 1ºSecretário-José Vítor B. Freitas 1º Tesoureiro: Jean Ferreira Assunção 1º Protocolo: Ana Maria H. Horta Ribeiro 1º Orador: Élson Penha Silva Presidente das Comissões: Administração do Clube: Jair Mendonça Rennó Desenvolvimento Quadro Social: Junio Lopes Oliveira Fundação Rotária: José Geraldo Secundino Prestação de Serviços: Jomar Gontijo Teodoro Relações Públicas: Jadir Raimundo da Silva CAESC – Paulo Roberto RAmos Cadeira de Rodas – Ílio Milani Social da Amizade – Valéria Cristina V. Guimarães Andrade Ex-Presidentes: Deusdete de Oliveira Campos Josselito Alves Perdigão Paulo Roberto Ramos Casa do Rotariano: Josselito Alves Perdigão José Lemes Bueno Conselho Fiscal: Paulo Roberto Ramos Jair Mendonça Rennó Geraldo Magela Pedra

Visite-nos em: www.rotarydivinopolisleste.org/novo

Responsável pelo Boletim: Digitação e diagramação – Ana Maria Henriques Horta Ribeiro

“O Rotary é uma força de união em um mundo onde prevalecem forças de desintegração; o Rotary é o microcosmo de um mundo pacífico, um exemplo que as nações fariam bem em seguir. ”. Paul Harris

O Lobão Agosto Mês do Desenvolviment do QA O Conselho Diretor do Rotary International adotou como meta alcançar 1,3 milhão de associados até 30 de junho de 2015, Incentivando clubes e distritos a estabelecerem metas nesta área. O Conselho Diretor também aprovou planos regionais de desenvolvimento do quadro associativo que foram cria-

dos por comissões lideradas pelos diretores das respectivas regiões. Clubes e distritos são incentivados a usar os planos regionais como base para o estabelecimento de metas e estratégias realistas e alcançáveis, e que levam em consideração as tendências e oportunidades de cada região.

Agenda do Presidente no mês de Agosto - Agosto - Mês do Desenvolvimento e Expansão do Quadro Associativo - Planejar e realizar reunião mensal do conselho diretor do clube. - Promover participação na conferência distrital. -Enviar relatório mensal de frequência e sobre o quadro associativo

ao Governador ou secretário distrital até 15 dias após a última reunião do mês. - Conduzir iniciativas para apoiar o desenvolvimento e expansão do quadro Associativo. - Promover participação no seminário distrital do quadro associativo. - Convidar ex-bolsistas e ex-

participantes de equipes de Intercâmbio de Grupos de Estudos com as devidas qualificações para associarse ao quadro social do clube.

CONSEQUÊNCIAS DA 12. Afrodite aceita posar para a Playboy. CRISE NA GRÉCIA !! 13. Apolo faz ensaio na G01. Zeus vende o trono para magazine. 14. Sem dinheiro para os uma multinacional coreana. 02. Aquiles vai tratar o salários, Zeus libera as ninfas para trabalharem na calcanhar na saúde pública. 03. Eros e Pan inauguram Eurozona. 15. Ilha de Lesbos abre um um prostíbulo. 04. Hércules suspende os 12 resort hétero. trabalhos na metade por falta 16. Para economizar enerde pagamento. gia, Diógenes apaga a lanter05. Narciso vende na. espelhinhos para pagar a 17. Oráculo de Delfos vaza números do orçamento e prodívida do cheque especial. 06. O Minotauro puxa carro- voca pânico nas Bolsas. 18. Áres, deus da guerra, é de-boi para ganhar a vida. 07. Acrópole é vendida para pego em flagrante desviando a Igreja Universal do Reino armamento para a guerrilha de "Zeus". síria. 08. União Europeia rejeita 19. A caverna de Platão Medusa como negociadora abriga milhares de sem-teto. grega: "Ela tem minhocas na 20. Descoberto o porquê da cabeça!". crise: OS ECONOMISTAS 09. Sócrates inaugura o SÓ FALAM GREGO! Cicuta's Bar para ganhar uns trocados. Estratela de Quica 10. Dionisio vende vinhos à beira da estrada de Lá em Fama, pequena cidade Marathónas. que fica no sul de Minas, 11. Hermes entrega currícu- pertim de Varginha, uma lo para trabalhar nos correi- médica, atendendo uma os. Especialidade: entrega criança pelo SUS, leu o rápida. nome na ficha para chamá-

la: Nome: “Estratela de Quica da Sirva” A médica, um pouco encabulada, perguntou à mãe a origem do nome. -Uai, dotora, o pai dela foi registrá lá em Santana da Vargi e o homi do cartório preguntô: - E como a minina vai se chamá? - Aí ele arrespondeu: Vai sê o memo nome da avó dela! - E como se chama a vó dela:? - Uai, EIS TRATA ELA DE QUICA... - E o homi du cartório preguntô de novo: e quar o subrinome? - Ele arrespondeu: - É da Sirva Quando nóis viu o rigistro tava iscrito lá: - Estratela de Quica da Sirva, mas nóis queria mesmo é que ela tivesse o nome da avó: - Francisca !

Só rindo…


Página 7 de 10

O Lobão

Habitação um dos grandes problemas brasileiros O problema da habitação é trágico em todas as cidades do mundo. O Brasil nos últimos quarenta anos aumentou sua população em mais de 100 milhões de habitantes. Em 1964 éramos 80 milhões, hoje somos mais de 185 milhões. Em 1964, antes da revolução, havia um movimento pela reforma agrária, era o SUPRA do governo Jango – Superintendência da Reforma Agrária. Por ser considerado um valhacouto de políticos corruptos e subversivos, o movimento foi abortado pelos governos militares. Criaram o INCRA - Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária, apenas uma autarquia, empregando muitos coronéis da reserva. Perguntei a um deles o que ele fazia ali e ele me respondeu: Estamos cadastrando as terras. E ficaram anos e anos apenas cadastrando as terras, até que surgiu, com a redemocratização, o MST, com as invasões de terras produtivas e improdutivas. O movimento pegou todo mundo de surpresa, ninguém imaginava que houvesse tantos sem-terras no interior, sim, porque nesses quarenta ou cinqüenta anos, a urbanização do país foi de tal ordem, de tal intensidade, que mais de 80% da população rural migrou para as cidades, tornou-se urbana. Com o apoio da turma de direitos humanos, de políticos, de ONGs, de sindicatos, o MST se organizou. Constituiuse num poder paralelo, à margem da Lei e da Ordem, não respeita a constituição e sequer considera o mais sagrado de todos os direitos do regime capitalista: o da propriedade privada. O MST age ao arrepio da Lei. Arregimenta para suas fileiras bandos de desempregados e marginais na periferia das cidades. Ao invadirem uma propriedade, nada respeitam. Destroem, botam fogo, quebram o que vêem pela frente, não sobram nem as

máquinas e equipamentos agrícolas. Matam animais da fazenda para se banquetearem. De tempos em tempos, vemos nos jornais barbaridades praticadas por estes vândalos. Será o império da desordem, da anarquia, ou será a tão necessária e decantada distribuição de renda? Ou talvez os dois. As megalópoles brasileiras incharam, se multiplicaram. A palavra favela, um termo genuinamente brasileiro, foi exportado para o mundo inteiro, Paris, New York, Moscou. Consta nos dicionários franceses. Virou um termo de conotação pejorativa no Brasil, denigre as pessoas que nela habitam. É politicamente mais correto chamá-las de “Comunidades”. É o que dizem os assistentes sociais, antropólogos e sociólogos. A Comunidade da Rocinha, no Rio de Janeiro, tem mais de 150 mil habitantes. Quem vai de São Conrado para o Leblon, antes de entrar no túnel Dois Irmãos, ao olhar para cima, vê a encosta do morro totalmente encoberta por milhares de moradias. Empilhadas na encosta, separadas por vielas estreitas e escadas, são, em sua em sua totalidade, erguidas em alvenaria, algumas até com reboco. Muitas têm mais de um pavimento, vemos até prédios de cinco andares por lá. Será que tudo isto pode ser chamado de favela? Não mais. É uma comunidade onde se amontoam 150 mil pessoas, provida de luz elétrica, mas sem coleta de lixo e nem recolhimento de esgoto. No carnaval, esse povo se organiza e consegue fazer um dos mais belos e ricos desfiles de escolas de samba. Não fosse a chuva que desabou em cima, bem na hora em que a escola passou e alguns problemas com carros alegóricos, extremamente complexos, que emperraram, certamente teria obtido uma das primeiras colocações. Esse mesmo povo convive, quase que diariamente, com o crime organizado, as guerras

Alberto Bittencourt

entre quadrilhas, as disputas por território, que deixam vítimas inocentes, sem escolher idade e uma população assustada que se submete ao poder paralelo do traficante. Terra de ninguém, onde a polícia não entra, a lei é do mais forte. Manda quem pode, obedece quem tem juízo. Não pensem que este caos começou há pouco. Com a sucessão de políticos demagogos, que visam unicamente à eleição, a partir dos anos cinqüenta, iniciando com a era Getúlio Vargas e chegando até nossos dias, instala-se uma situação de desmando e pouco caso para com a lei, a ordem e, principalmente com o cidadão e eleitor. Cria-se um vazio de liderança nessas comunidades adensadas que propiciou a ocupação deste espaço pela força do tráfico que encontrou um ótimo abrigo, longe das autoridades e perto dos usuários. Essas comunidades como a Rocinha, há muito já deixaram de ser favelas. Ali circula dinheiro, elevando a renda de parte dessa população, que passa, então, de pobres, a gente abastada ou remediada. Favelas são como algumas que conheço aqui no Recife: a do Bode, no bairro do Pina; Entra a Pulso, em Boa Viagem; a do Coque e a da Maré e tantas outras. As casas sobre palafitas, barracos de madeira, papelão, plástico, chão de terra, em meio ao esgoto a céu aberto e as pessoas se apertando dentro de um vão infecto e insalubre. Só para sentirmos no peito que o tempo passa e nada muda, demonstrando assim que não há o menor interesse, por parte de nossos políticos ou governantes, pois esses eleitores que não vivem, apenas existem, como animais, são manobrados por eles que se aproveitam de suas

ignorâncias. Transcrevo abaixo, o poema Moradia, de Michel Quoist, extraído do livro Poemas para Rezar, escrito em 1954, com textos dos jornais da época: Moradia Sei que naquele único quarto, mistura-se hálito emprestado de treze pessoas amontoadas. Sei que u’a mãe pendura ao teto a mesa e as cadeiras para estender as enxergas no chão. Sei que os ratos acorrem para roer as cascas de pão velho e morder os bebês. Sei que o homem se levanta para abrir o encerado por cima da cama encharcada de seus quatro filhos. Sei que a mãe fica em pé a noite inteira porque só há lugar para uma cama e as duas crianças estão doentes. Sei que um bêbado vomita sobre a criança que dorme ao seu lado. Sei que o rapaz foge sozinho dentro da noite porque não agüenta mais. Sei que os homens brigam por causa das mulheres, pois são três casais no mesmo sótão. Sei que o irmão gera um filho com a irmã, ele tem vinte anos, ela dezesseis e dormem os dois, corpo a corpo no mesmo colchão. Sei que a esposa rejeita o esposo pois não há mais lugar para outro filho. Sei que um menino agoniza, mansamente, preparando-se para se reunir lá no céu a seus quatro irmãozinhos. Sei, Sei mais ainda, Sei centenas de outros fatos, enquanto em paz eu ia dormir entre meus lençóis branquinhos. Michel Quoist


Página 8 de 10

O Lobão

Dez lições aprendidas durante o piloto do Visão de Futuro Em preparação ao lançamento global do novo modelo de subsídios da Fundação, em julho de 2013, algumas mudanças estão sendo feitas com base no feedback recebido dos distritos pilotos do Visão de Futuro. São elas: 1. Um sistema on-line de fácil navegação para qualificação distrital e pedidos de subsídio. 2. Um processo simplificado para solicitação de Subsídios Globais, com expectativas claramente definidas e uma lista de recursos para ajudar os rotarianos a fazerem seus pedidos. 3. Diretrizes precisas para atender aos requisitos dos Subsídios Globais referentes às áreas de enfoque e à sustentabilidade. 4. Critérios mais amplos em duas das áreas de enfoque: a área "educação básica e alfabetização" agora engloba educação secundária e a área "prevenção e tratamento de doenças" cobre prevenção de

doenças não transmissíveis e promoção da saúde; além disso, todas as áreas de enfoque permitem certos tipos de projetos de infraestrutura. 5. A eliminação do requisito para que candidatos a bolsas financiadas por Subsídios Globais forneçam comprovante de exame de proficiência em idioma. 6. Ajuste da composição das equipes de formação profissional, reduzindo o número mínimo de viajantes para três e permitindo, com a aprovação da Fundação, que o líder da equipe não seja rotariano. 7. Financiamento de viagens internacionais para implementação de projetos financiados por Subsídios Globais. 8. Autorização para que até 20% do total do plano de gastos de Subsídios Distritais seja usado para contingências. 9. Uma redução no orçamento mínimo para

Subsídios Pré-definidos, de US$50.000 para US$20.000. 10. O acréscimo da Subcomissão Distrital de Gerenciamento de Fundos para assegurar a boa gestão dos subsídios. A Fundação espera que tais mudanças ajudem os rotarianos a elaborarem projetos que atendam aos requisitos de Subsídios Globais, reduzindo, assim, o tempo entre o pedido e a liberação dos fundos. Para começar a se preparar à transição ao Visão de Futuro, veja os cronogramas criados para clubes e distritos.

Critérios mais amplos para a área de enfoque "educação básica e alfabetização" agora englobam educação secundária.

Notícias do Rotary International.

Notícias do Leste •

Companheiro Luiz Cláudio assumiu a presidência do Rotary Divinópolis Leste juntamente com sua esposa Valéria como Presidente da Comissão Social da Amizade e sua filha Paula como Presidente do Rotary Kid Na primeira reunião da Família realizada no dia 25 de julho o companheiro Luiz Cláudio deu posse a dois novos companheiros: José Ananias e José Antônio Aos dois novos membros do Rotary de Divinópolis Leste desejamos

• •

que sejam bem vindos ao nosso meio. Também desejamos que as esposas dos companheiros empossados, Rita de Cássia e Carmelita venham engrossar fileiras junto à comissão Social da Amizade. Dia 04 de Agosto teremos a nossa festa Junina no sítio do Vovô Ciato. Com certeza é festa Agostina e não Junina. A organização está a cargo dos jovens do Rotaract. A 03 anos fazemos este emparceiramento com os jo-

vens para um convívio salutar e estreitamento dos laços de amizade. Companheiro Expedito Couto já de volta a Divinópolis após ter passado por uma intervenção cirúrgica no Hospital Madre Tereza em BH. Graças a Deus está passando bem e esperando a visita dos companheiros. Companheiro Jadir Raimundo também esteve com alguns problemas de saúde mas agora está bem Valéria Cristina presidente da Comissão Social da

da Amizade também esteve por alguns dias com sinusite tornando impossível o seu comparecimento à ultima reunião festiva. Comemoramos os aniversários dos companheiros Geraldo Magela Pedra, Manoel Valmir de Oliveira Poeys e Júnio Lopes Oliveira onde cantamos os parabéns para os aniversariantes. A jovem Intercambista Larissa Tavares de volta a Divinópolis, disse em reunião da família que está com vontade de voltar para o México.


Página 9 de 10

O Lobão

Incorporação de Novos Associados Combinações virtuosas Ao meditar sobre a incorporação de novos associados, me vêm, sempre à tona, algumas observações e ponderações relativas ao posicionamento das pessoas na natureza e a relevância dos procedimentos, métodos e atitudes consonantes com seus ditames, para esclarecimento de nossos reais objetivos e encaminhamentos dentro da sociedade organizada. Um dia desses, após uma noite chuvosa, acordei com a manhã um pouco escura ainda, como sói acontecer nestes tempos de inverno. O frio intenso quase me carregou de volta aos cobertores, mas a beleza do dia amanhecendo me vemceu. O sol veio deslumbrante e sorridente, mostrando um céu azul, tão azul, que me intrigou pesquisar um dia, com São Pedro, onde comprar tinta igual. E o seu contraste com o verde da natureza me fez, em alguns minutos, refletir sobre a beleza do mundo que o Criador houve por bem nos aquinhoar. Flores e plantas das mais variadas espécies e matizes, e pássaros cantores com solfejos que somente eles conseguem produzir, nos levam, numa autêntica galeria de mostras, ao sentimento de suprema harmonia. Verdadeiramente, a beleza do mundo está nas diferenças. Harmonicamente desenhadas, precisamos estar atentos para percebê-las,

Élson Penha Silva

conhecê-las e compreendêlas, para respeitá-las e delas desfrutar melhor. As pessoas, indubitavelmente, fazem parte deste contexto, e também se revelam pelas diferenças, especialmente pela capacidade de juízo, pois possuem o dom da inteligência; e por isto, têm papel fundamental na manutenção do equilíbrio e da harmonia desse universo, principalmente, ajudando aqueles que, de algum modo, se desviaram. Assim, o egoísmo, a hipocrisia, a fome, a pobreza, a falta de educação e a violência são exemplos de desequilíbrios que precisam ser ajustados. O Rotary Divinópolis Leste, nos seus quase quarenta e três anos de existência, tem comprovado o seu sucesso pela combinação virtuosa dessas diferenças. Aqui, sempre se soube compreender e respeitar cada um com suas próprias características, com seus valores, sentimentos e com seu jeito de ser, fazendo dessa diversidade um grande trabalho de equipe, voltado sempre na direção dos melhores caminhos para uma sociedade mais justa e mais feliz.Pessoas abnegadas, preocupadas com a educação, com a saúde e sorte dos menos favorecidos, através da sintonia e companheirismo, têm conseguido resultados promissores ao longo dos tempos. Agregar novos associados com esse perfil é importante,

sempre, para o arejamento das ideias, descobrimento de novas alternativas e fortalecimento da entidade. Por isto, nossa reunião hoje é festiva. Estamos recebendo dois novos companheiros, que em função de suas experiências profissionais, familiares e sociais, foram amplamente recomendados para participar desses trabalhos. O José Ananias, mineiro da vizinha cidade de Oliveira, e o José Antônio, ilustre filho de Portugal, certamente brasileiro de coração, vieram, a partir de hoje, com o brilho de suas ideias e com a força de seus valores para contribuir para que o Rotary Divinópolis Leste seja cada vez mais eficiente. As dificuldades que desfilam diante de nossos olhos de maneira diuturna, vivem acenando com novos desafios. Não é fácil vencer os obstáculos, mas, com determinação, seremos sempre vencedores. Como dizia Guimarães Rosa em seu livro “Grande Sertão: Veredas”: “O correr da vida embrulha tudo. A vida é assim. Esquenta e esfria, aperta e daí afrouxa, quieta e depois desassossega. O que ela quer da gente é coragem”. Ao José Ananias e ao José Antônio, as nossas boas vindas e votos de muito sucesso! Elson Penha Silva. Rotary Divinópolis Leste, 25 de julho de 2012.

tir o que chega até ele, impedindo de ver a paisagem através de si. As pessoas que se perdem no ter, e esquecem de investir no ser, agem como a prata no espelho, mergulham no ego, e passam a ser narcisistas, se apaixonando por si mesmas, e por tudo que possuem. Já as que investem além do

visível e palpável, conseguem ver além do que os olhos se prendem, deixam as aparências de lado, e mergulham na beleza do que o Criador nos legou, não apenas relativo à natureza, mas também as pessoas. Estas passam a entender melhor, a vida, o mundo, as criaturas.

Apego O apego as coisas materiais, nos deixa preso as coisas terrenas, e nos prejudica na área espiritual. Se nós pegarmos um vidro transparente, podemos ver através dele, dilatando a nossa capacidade de ver além das janelas. Mas após o vidro receber a prata, deixa de ser transparente, começa a refle-

Companheiro José Antônio e sua esposa Carmelita (Cacá)

Companheiro José Ananias e sua esposa Rita de Cássia

Topo: Shai Tamari, Bolsista Rotary pela Paz em 200608, em um acampamento de refugiados palestinos na Jordânia. Foto cedida por Shai Tamari. Abaixo: Bolsistas Rotary pela Paz da University of California, Berkeley. Foto cedida por Alejandra Rueda Z t


Página 10 de 10

O Lobão

Fotos que falam do Rotary de Divinópolis Leste

*Posse do novo Conselho Direto do Rotary de Divinópolis Leste foi abrilhantada pela família rotária presente. Presidente Deusdete efetuou a troca de botons com o novo presidente Luiz Cláudio, que posteriormente posou com esposa Valéria e filha Paula. Companheira Ana Maria assumiu o Protocolo. *Companheiros Geraldo, Valmir e Júnio foram os aniversariantes do mês de julho presentes à reunião da família de julho. Admitidos dois novos companheiros: José Ananias e José Antônio que juntos fizeram juramento pela ética e bom companheirismo. Seus padrinhos Jomar e Jean Marc orgulhosos posaram para a posteridade juntamente com suas esposas. Rita de Cássia e Carmelita sejam bem vindas à família rotária. *A companheira Maria Estela em dia de lançamento do livro Zezé do Totó Uma Vida, uma festa . Memórias de seu esposo em noite de autógrafos ao lado do companheiro José Vítor.


boletim divinopolis