Page 1

NÚMERO 04 NOVEMBRO-DEZEMBRO 2011

Primeira Década do Século XXI

UM TEMPO DE MUDANÇA E DE SONHOS Homenagem aos que foram uma referência

PUB


PRODUÇÃO DE SENTIDOS

1ª década de vida do jornal «Rostos»

Um tempo de sonho e aprendizagem /// TEXTO: ANTÓNIO SOUSA PEREIRA

Está concluída a 1ª Década do Século XXI. Esta é, também, a 1ª década de vida do jornal «Rostos». Começámos com uma edição impressa mensal, transportando no nosso coração muitos sonhos e incertezas. Cumprimos 10 anos de vida. Olhando para trás sentimos que fomos pioneiros em diversos projectos. Procurámos sempre fazer jornalismo com o total respeito pelas diferenças, cultivando a democracia e valorizando os Direitos Humanos. Quando, no dia 15 de Dezembro de 2001, fizemos o lançamento da nossa 1ª edição impressa, então, contámos com a presença de Emídio Xavier (PS), Mendes Costa( PSD), Carlos Mauricio (PCP/CDU) e Mário Durval (BE), que, nesse mesmo dia, eram todos candidatos à presidência da Câmara Municipal do Barreiro, cujas eleições iriam realizar-se no dia seguinte 16 de Dezembro de 2001. Estávamos no arranque de uma nova década. E sentíamos pulsar nos nossos nervos essa certeza de sermos o primeiro órgão de informação que nascia no começo de um novo século. Um ano depois, lançámos o Rostos on line, sendo pioneiros no Barreiro, marcando o começo da era digital. O quotidiano do Barreiro nunca mais foi o mesmo com o nascimento da nossa edição on line. Nesses primeiros tempos as nossas visitas diárias únicas rondavam as 500, e, esse número só por si eram um sucesso. Actualmente atingimos cerca de 60 mil visitas únicas mensais, sendo o «Rostos on line» um jornal de referência quer do Google, quer do SAPO. Somos o órgão de informação digital com mais visitas na região de Setúbal. No dia de hoje, podemos afirmar que ocupamos um lugar entre os 500/600 mil sites do ranking mundial, e, esta é a realidade, estamos, igualmente, entre os 500/600 sites pt mais lidos em Portugal. O facto do Arquivo Web Nacional ter comunicado que a edição Rostos on line é de interesse nacional, e, portanto os seus conteúdos são objecto de tratamento e arquivo, é, sem dúvida, um dado,

muito significativo da importância do Rostos on line ao nível da comunicação digital. Temos desenvolvido diverso projectos, quer ao nível editorial, quer ao nível jornalístico, quer inovando, por exemplo. ao criarmos a primeira Revista on line, na região de Setúbal, onde procuramos, desde já, dar passos pelo jornalismo do futuro, estabelecendo a ponte entre o jornalismo on line e o jornalismo off line. A nossa revista para além de estar acessível aos mais de 60 mil visitantes mensais do Rostos, conta directamente com leitores específicos acima de 20 mil leitores. Este é um projecto inovador que ainda tem muito para caminhar. Cumprimos 10 anos de vida. Esta é uma marca simbólica na vida de todos nós, normalmente, significa a conclusão de uma etapa de vida, aquela que nós concluímos um tempo de aprendizagem – o 1º Ciclo do Ensino Básico, antigo Ensino Primário. Nós estamos a concluir esse ciclo. Foi um tempo de aprendizagem. Aqui já proporcionamos o estágios a diversos jovens que, com a experiência vivida no Rostos, obtiveram a Carteira Profissional de Jornalistas e exercem as suas funções noutros órgãos de informação. Somos portanto, também, uma escola de vida. Temos, ao longo destes anos, contado com a presença de um conjunto de colaboradores e colunistas que, com os seus contributos voluntários, enriqueceram os nossos conteúdos. Aqui registamos o nosso agradecimento. Vamos arrancar para uma nova década, com um sentimento de confiança, com a certeza que muito ainda temos que caminhar. Uma coisa temos a certeza – Valeu a pena sonhar e vale a pena continuar a trabalhar, fazendo um jornalismo activo ao serviço da região, das instituições e empresas. Vamos continuar mantendo vivo o nosso lema – Dar Rostos às Cidades!


EM DESTAQUE

REGISTOS E HISTÓRIAS – PÁGINA 5 A 15 Os Rostos da 1ª Década do Século XXI O jornal Rostos com a colaboração de jornalistas da imprensa regional, no âmbito das comemorações do seu 10 º aniversário, distinguiu as personalidades e entidades que na 1ª Década do Século XXI deram um importante contributo para a valorização do Barreiro e da região. Conheça todos os homenageados.

MOSAICOS DA REGIÃO – PÁGINAS 16 E 17 SIMARSUL Num esforço de investimento de cerca de 195 M€, comparticipado pelos fundos comunitários em cerca de 32 %, é possível hoje afirmar que mudamos o panorama ambiental da região e que contribuímos, de forma muito significativa, para o restabelecimento da qualidade do estuário do Tejo e do seu património avifaunístico de valor incalculável.

EM FOCO – PÁGINAS 18 E 19 Primeira década do século XXI marcada pelo domínio do poder económico sobre poder político “As Desigualdades sociais são hoje uma realidade, assim como as necessidades mais primárias da população mais pobre. É, neste contexto, que a solidariedade tem que ser estimulada” – sublinha Pedro Gameiro, presidente Rotary Club do Barreiro.

UM OLHAR NA CIDADE – PÁGINAS 22 E 23 A década da implantação do Ensino Superior no Barreiro Nestes primeiros 10 anos, a grande preocupação da Direcção da ESTB foi montar e estruturar um estabelecimento de Ensino Superior: colocar cursos a funcionar, contratar pessoal docente competente, tratar de instalações definitivas e captar público para as suas formações.

Director: António Sousa Pereira sousa_pereira@rostos.pt; Redacção: Claudio Delicado, Maria do Carmo Torres, Vanessa Sardinha; Colaboradores Permanentes: Marta Sales Pereira, Luís Alcantara, Rui Nobre (Setúbal), Ana Videira (Seixal); Colunistas: Manuela Fonseca, Ricardo Cardoso, Nuno Banza, António Gama (Kira); Carlos Alberto Correia, Pedro Estadão, Nuno Cavaco e Paulo Calhau; Departamento Relações Públicas: Rita Sales Sousa Pereira; Departamento Comercial: Lurdes Sales lurdes@rostos.pt; Paginação: Alexandra Antunes xana@rostos.pt; Departamento Informático: Miguel Pereira miguel@rostos.pt Contabilidade: Olga Silva; Editor e Propriedade: António de Jesus Sousa Pereira; Redacção e Publicidade: Rua Miguel Bombarda, 74 - Loja 24 - C. Comercial Bombarda - 2830 - 355 Barreiro - Tel.: 21 206 67 58/21 206 67 79 - Fax: 21 206 67 78 E - Mail: jornal@rostos.pt; Website: www.rostos.pt; Nº de Registo: 123940; Nº de Dep. Legal: 174144-01;

4 /// REVISTA ROSTOS ONLINE

- NOVEMBRO/DEZEMBRO


REGISTOS E HISTÓRIAS

Rostos da 1ª Década do Século XXI

Cidadãos e instituições exemplos de VERTICALIDADE e ACÇÃO EXEMPLAR…

N

o Dia Internacional dos Direitos Humanos, realizou-se a sessão de entrega dos «Rostos da 1ª Década do Século XXI», uma iniciativa integrada nas comemorações do 10º aniversário do jornal Rostos. Esta, de facto, foi a melhor forma de assinalar esta efeméride, prestando um justo reconhecimento a um conjunto de personalidades e entidades que pela sua acção deram um contributo de relevo para que o mundo e a nossa região seja mais linda, bonita e humanizada. O jornal Rostos assinalou o seu 10 º aniversário no dia 15 de Dezembro. Foram dez anos de sonho, de dedicação ao jornalismo e sempre apostando em dar rostos às cidades. Valorizar e defender os Direitos Humanos é uma referência na acção desenvolvida pelo jornal Rostos, que aposta num jornalismo plu-

ralista, cívico, com respeito pelas diferenças, com uma cultura de defesa dos valores da comunidade e de valorização de todos aqueles que são actores das suas mudanças e dinâmicas. Começámos com o arranque de uma nova década. Fomos o primeiro órgão de informação que nasceu no começo de um novo século. DISTINÇÃO «ROSTOS DO ANO» UMA REFERÊNCIA A Distinção «Rostos do Ano» é, desde a primeira hora, uma referência da nossa actividade. Foi na SFAL que decorreu a entrega do primeiro troféu Rosto do Ano, por essa razão, para assinalar os nossos dez anos de vida, voltámos ao mesmo local, para entregar os «Rostos da 1ª Década do Século XXI».

Esta é uma distinção que atribuímos com a colaboração e apoio dos jornalistas da imprensa regional, cujos contributos agradecemos. No Dia Internacional dos Direitos Humanos, distinguimos personalidades e entidades que pela sua acção marcaram esta década. Todos que receberam a distinção são uma referência, um exemplo de acção, que, sem dúvida, contribuíram para melhorar o Barreiro e a região. Recordar que o troféu entregue aos homenageados foi uma criação da artista plástica Fatima Gama. Uma peça única – cada uma é uma peça original – que simboliza que cada «Rosto da Década» é um exemplo de VERTICALIDADE e ACÇÂO EXEMPLAR… Parabéns a todos.

NOVEMBRO/DEZEMBRO

-

REVISTA ROSTOS ONLINE /// 5


REGISTOS E HISTÓRIAS

Distinção Desporto

GRUPO DESPORTIVO DA ESSA Seriam muitas as opções de escolha na área do Desporto no concelho do Barreiro. Mas, a ESSA foi escolhida, e bem escolhida, porque esta década ficará para a história do clube e para a história do desporto do Barreiro como uma década de ouro ao nível do desporto feminino. Nesta década a ESSA conquistou por duas vezes da Taça de Portugal e da Super Taça referente às épocas (2003/2004) e (2004/2005). No Campeonato Nacional obteve quatro TITULOS DE CAMPEÃS NACIONAIS um dos quais na época (2003/2004), um 2º, dois 3º e um 4º lugar, assim como na equipa de Cadetes foi CAMPEÃ NACIONAL, na época 2002/2003. Não menos importante, e, confirmando a vocação formativa do clube, é de realçar o título de CAMPEÃ NACIONAL da 2ª Divisão, obtido na época 2002/2003 por uma equipa constituída por juniores e jogadoras sub-24 pertencentes à equipa sénior. Recebeu da Câmara Municipal do Barreiro a MEDALHA DE OURO MUNICIPAL DE MÉRITO DESPORTIVO. Pelo valioso contributo prestado ao desporto juvenil recebeu a distinção pública, no âmbito do programa “RECONHECER O MÉRITO”, atribuída pelo INSTITUTO DO DESPORTO DE PORTUGAL. Foi, igualmente, distinguida como escola de referência na formação a nível nacional. Reconhecer a GD ESSA com a distinção Rostos da 1ª Década do Século XXI, na área do Desporto, é, afinal, acertar o passo com a história e dizer – Obrigado ESSA!

Distinção Associativismo

COOPERATIVA CULTURAL POPULAR DO BARREIRO A Cooperativa Popular do Barreiro nasceu em Maio de 1913, então, era uma cooperativa de consumo, agora, assume-se como cooperativa cultural. A cooperativa tem aberto as suas portas a muitos eventos culturais, sendo, na verdade, um espaço de referência para muitos artistas barreirenses, para realização de exposições. Desenvolve, igualmente, diversas actividades em articulação com as escolas, organiza passeios culturais, dando a conhecer o património do Barreiro e da cultura nacional. A Cooperativa é um ponto de encontro com escritores, um espaço de recitais de poesia, de realização de Colóquios e Conferências. A Cooperativa Popular do Barreiro tem a sua sede na Rua Miguel Bombarda, um espaço de convívio e ponto de encontro no centro da cidade. A Cooperativa pelas actividades exercidas, ao longo dos últimos anos, tem sido uma referência na vida associativa do Barreiro. Actualmente está envolvida, em projectos ao nível do mundo da Lusofonia, está, também, a desenvolver projectos com as escolas, sendo referência o recente projecto da Oficina Saramago. Hoje, prestamos-lhe uma homenagem, atribuindo, justamente a distinção de Rosto da 1ª Década do Século XXI na área do Associativismo.

6 /// REVISTA ROSTOS ONLINE

- NOVEMBRO/DEZEMBRO


REGISTOS E HISTÓRIAS

Distinção Música

ESCOLA DE JAZZ DO BARREIRO A Escola de Jazz do Barreiro tem vindo, de ano para ano, a consolidar a sua missão: promover o conhecimento da música de jazz e proporcionar competências aos seus alunos que lhes permitam, se assim o desejarem, desenvolver a actividade de músicos profissionais. De facto, de ano para ano tem sido sempre crescente de alunos, e, muitos deles vão integrando o mercado de trabalho. No âmbito da actividade da Escola de Jazz do Barreiro é importante referir duas das suas actividades: o ensino de música a crianças e a manutenção da Big Band. O reconhecimento oficial dos cursos ministrados conduziu à criação do Curso Profissional de Instrumentista de Jazz. A Escola de Jazz do Barreiro procura manter a sua ligação à comunidade com a realização de concertos nos mais diversos eventos e nas instalações das colectividades, para além de manter o funcionamento regular e público do Be Jazz Café, um espaço de referência na noite cultural do Barreiro. No ano 2005, a Escola de Jazz do Barreiro foi distinguida como Rosto do Ano da Música, aqui e agora, justamente, pelo trabalho realizado, pela forma permanente de valorização e projecção do Barreiro ao nível nacional e internacional, reconhecemos a Escola de Jazz do Barreiro, como Rosto da 1ª Década do Século XXI, na área da Música.

Distinção Autarca

João Raio

Após vinte anos a exercer as funções de Presidente da Junta de Freguesia de Santo André, de entre 34 anos que dedicou à vida autárquica, João Raio afastou-se das suas funções no ano 2010, levando consigo o sentimento de dever cumprido. Na hora da despedida sublinhou a importância do trabalho de equipa, o contributo da população e dos agentes locais, como apoios indispensáveis para cumprir a sua missão. Foi sempre um autarca activo que cultivou uma gestão de proximidade, de relação directa com a comunidade, com os cidadãos e com os agentes locais, sendo uma referência da acção politica do PCP/CDU. Para muitos, era conhecido como o «senhor maioria absoluta”, homem com uma personalidade acutilante que, pelas suas intervenções, marcou muitas reuniões da Assembleia Municipal. Reconhecido como um autarca de personalidade carismática, que viveu para servir a comunidade, na verdade, pelo seu modo de estar e agir, é, sem dúvida, uma referência que marcou a 1ª década do século XXI na vida autárquica do concelho do Barreiro. Prestamos-lhe, aqui e agora, o nosso agradecimento público e reconhecimento pelo trabalho realizado.

NOVEMBRO/DEZEMBRO

-

REVISTA ROSTOS ONLINE /// 7


REGISTOS E HISTÓRIAS

Distinção Jovem

JOÃO GOMES «BÉTINHO» FOTO: desportocaboverdiano.blogspot.com

“Betinho”, atleta do Futebol Clube Barreirense, que integrou a selecção portuguesa no Euro2007 de basquetebol, foi a maior transferência feita pelo basquetebol português, para Espanha. Betinho é uma referência da pujança que o Basquetebol tem no concelho do Barreiro, quer ao nível da formação, quer no seu papel social. João Gomes, «Betinho» é um exemplo de vida para os jovens praticantes da modalidade e um amigo para muitos jovens barreirenses com que ele partilhou os seus dias. Betinho foi merecedor da distinção “Rosto do Ano” Desporto no ano 2007, pela sua humildade e entrega apaixonada ao basquetebol. “Betinho”, durante quatro épocas esteve a representar o Breogán, na Liga de ouro de Espanha, agora, regressou a Portugal e integra a equipa do Sport Lisboa e Benfica. João Gomes “Betinho” foi escolhido, como referência e exemplo de vida, sendo ele o «Rosto JOVEM» da 1ª Década do Século XXI».

Distinção Autarca

JUVENAL SILVESTRE Juvenal Silvestre, desde criança tem as suas raízes na freguesia de Coina. É reconhecido como um dos mais importantes e prestigiados árbitros a nível nacional, actividade que exerceu durante 20 anos. Em 2001 foi eleito Presidente da Junta de Freguesia de Coina, conquistando a maioria absoluta. Pelo seu trabalho e dedicação foi-lhe atribuído em 2007 o «Prémio Autárquico Aires de Carvalho», instituído com o objectivo de galardoar autarcas socialistas que contribuem para a dignificação da imagem pública da acção do PS ao nível autárquico, e, também, para a promoção e desenvolvimento das comunidades. Juvenal Silvestre sempre cultivou uma relação estreita com a população e com a comunidade, promoveu serviços públicos de apoio a idosos, apoiou alunos carenciados, estimulou tradições locais. Reeleito sucessivamente, com maiorias absolutas, continua a liderar os destinos das Freguesia de Coina, sendo a presença PS, num concelho de maioria absoluta PCP/CDU. Pela sua dedicação e empenho à vida autárquica é distinguido como Autarca da 1ª Década do Século XXI.

8 /// REVISTA ROSTOS ONLINE

- NOVEMBRO/DEZEMBRO


REGISTOS E HISTÓRIAS

Distinção Ambiente

S.ENERGIA - Agência Regional de Energia para os concelhos do Barreiro, Moita, Montijo e Alcochete S.energia- Agência Regional de Energia nasceu inicialmente, fruto da cooperação entre os concelhos do Barreiro e Moita, alargando mais tarde a sua área de acção aos concelhos de Montijo e Alcochete. A S.energia tem actuado de forma muito activa no sentido de sensibilizar a sociedade civil, as instituições, os autarcas, para a importância da utilização mais racional da energia, apoiando e divulgando a Política Energética e Ambiental ao nível nacional e europeu. A Agência tem promovido acções de formação de técnicos, realizou estudos para a certificação energética de edifícios, promoveu a análise das tecnologias energeticamente mais eficientes no sector da iluminação pública e estimulou a implementação de projectos de energias renováveis. A S.energia contribui de forma activa para que sejam assumidos os compromissos do Pacto dos Autarcas, relativamente às questões energéticas. A S.energia continua a desenvolver os estudos para a certificação energética a todos os edifícios municipais dos quatro concelhos. A S.energia, com a sua acção, ajuda a construir uma Península de Setúbal mais sustentável e ambientalmente mais equilibrada, por tudo isso, afirmou-se como uma referência na área do Ambiente na 1ª década do século XXI.

Distinção Solidariedade Social

COOPERATIVA RUMO

A Cooperativa RUMO é um exemplo da acção de homens e mulheres que se juntam, unindo esforços, para fazer nascer os dias com as próprias mão. A RUMO nesta década desenvolveu imensos projectos, deu passos positivos na sua consolidação, cresceu, sonhou, participou de forma activa no « Escola Incluir», com acções de formação; no «Prevenir em Família», projecto de prevenção da toxicodependência; no Projecto Emprego Apoiado (Iniciativa Equal), de dimensão transnacional, o qual foi seleccionado pelo Fundo Social Europeu, e foi referenciado como projecto exemplar. Uma acção dinâmica, que, de facto, muitas vezes não é noticia, como o GEVA – Gabinete de Emprego e Fórum da Diversidade do Vale da Amoreira, ou o Projecto Transitar – Transição da escola para a vida adulta, ou ainda, entre muitos outros, o Projecto Vale da Esperança – Uma Comunidade para a Inclusão, que deu origem à criação do Gabinete de Apoio à Vítima e à intervenção com pessoas sem abrigo. Esta foi, uma década onde a Rumo marcou pelas intervenções comunitárias mais profundas e solidárias, num claro apoio da cooperativa às Redes Sociais do Barreiro e Moita. A Rumo é, nos dias de hoje, uma das grandes impulsionadoras e uma referência do movimento de Emprego Apoiado em Portugal e na Europa. A Cooperativa RUMO é reconhecida como Rosto da Solidariedade Social da 1ª Década do Século XXI, porque, a sua acção é um exemplo vivo e activo de quem sabe estar, sempre presente, onde é necessário combater a exclusão, a pobreza, a discriminação, ao mesmo tempo que promove a auto-determinação, a participação e a igualdade.

NOVEMBRO/DEZEMBRO

-

REVISTA ROSTOS ONLINE /// 9


REGISTOS E HISTÓRIAS

Distinção Veterano

CARLOS OLIVEIRA “BÓIA” Carlos Oliveira é mais conhecido por “Bóia”, um nome que herdou do seu avô paterno e que não esconde as ligações da sua família ao mar. Bóia é um homem do desporto, praticou um sem número de actividades desportivas. Hoje, com 68 anos, reúne um currículo com cerca de 70 títulos no Remo, quatro títulos de Campeão Nacional, tendo chegado a ser campeão nacional, num só ano, em três modalidades, no Judo, no Remo e na Luta Grego Romana. Bóia marcou presença nos jogos Olímpicos. Carlos Oliveira «Boia» tem como lema de vida, o conceito de – “ ir mais longe”, sendo essa a energia que comanda a sua vida. Hoje, continua a marcar presença em provas de âmbito nacional e mundial ao nível de veteranos, e, todos os anos, ele, é notícia por conquistar títulos, medalhas de ouro ou de prata, em provas de âmbito nacional e mundial, onde leva sempre consigo, com orgulho, o nome do Barreiro e da empresa Unilogos, que tem como entidade patrocinadora. No ano 2007, Carlos Oliveira Bóia, foi personalidade de referência regional, sendo distinguido na Gala da Costa Azul – Região de Turismo de Setúbal, nesse mesmo ano recebeu a Distinção Rosto do Ano. Carlos Oliveira “Bóia”, um campeão, um atleta de referência internacional, nacional e regional, é, justamente distinguido como “Rosto Veterano da 1ª Década do Século XXI”.

Distinção Cultura

COMEMORAÇÕES DOS 100 ANOS DA CUF A CUF marcou durante nos últimos 100 anos a vida do concelho do Barreiro, foi, de facto, em torno da fábrica que a «vila operária» cresceu, formou gerações, promoveu actividades sociais e se afirmou como uma referência ao nível nacional e internacional. A vida do Barreiro foi forjada com o pulsar das fábricas, gerando uma consciência muito própria de amor à liberdade, de cidadania, de consciência social, política e associativa, que deu ao Barreiro uma dimensão cultural e uma identidade muito próprias. As comemorações dos 100 anos da CUF foram um marco cultural que marcou a 1ª década do século XXI, como um ponto alto de reencontro do Barreiro com as suas memórias, do ponto de vista cultural, cientifico, patrimonial, emocional e económico. As Comemorações dos 100 anos da CUF, demonstraram o reconhecimento da importância e influência do complexo industrial na vida de muitas gerações, e, acima de tudo sublinharam, como este complexo industrial, que foi o mais importante do país, e, da Península Ibérica, hoje, no começo de um novo século continua a ser uma referência nos valores da identidade do Barreiro, uma referência para a região e para o país. As comemorações dos 100 anos da CUF foram um momento de evocação, de aprendizagem, de investigação, e, permitiram, pensar o passado, sentir o presente e olhar o futuro. As Comemorações dos 100 anos da CUF foram uma marca na vida cultural do concelho do Barreiro nesta 1ª Década do Século XXI, sendo justo, prestar uma homenagem aos que se empenharam na concretização de um programa vivo e dinâmico: Câmara Municipal do Barreiro, Quimiparque/Baía Tejo e Grupo CUF, a todos o nosso obrigado!

10 /// REVISTA ROSTOS ONLINE

- NOVEMBRO/DEZEMBRO


MOSAICOS DA REGIÃO

Distinção Ensino

ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA DO BARREIRO Era um sonho de há muitos anos. Nasceu tímido, ali, no coração do Bairro Operário. A Escola Superior de Tecnologia do Barreiro arrancou, no ano lectivo 1999/2000 com 50 alunos. No ano 2010, o Presidente da República inaugurou as novas instalações. Recorde-se que o edifício da Escola foi galardoado no ano 2009 com o Prémio Internacional de Arquitectura, atribuído pelo Chicago Athenaeum. Um edifício reconhecido como uma das obras contemporâneas recentes que deve fazer parte de qualquer roteiro cultural. A relação da ESTBarreiro com a comunidade barreirense tem vindo a intensificar-se, quer com realização de protocolos de cooperação, quer pela utilização das suas instalações para a realização de Conferências e actividades culturais da comunidade. A cooperação com a Câmara Municipal do Barreiro em projectos como a Quinta da Mina, são contributos importantes de ligação da escola ao meio. A escola tem capacidade para receber cerca de 800 alunos, é uma realidade na vida local, e, um referência ao nível do Ensino Superior no país, merecedora da distinção Ensino – Rosto da 1ª Década do Século XXI.

Distinção Nacional

EQUIPA OLÍMPICA CIDADE DO BARREIRO Álvaro Marinho e Miguel Nunes Álvaro Marinho e Miguel Nunes, atletas Olímpicos, representam a cidade do Barreiro, levando pelo país e pelo mundo o seu barco «Cidade do Barreiro». Eles são o exemplo do trabalho realizado pelo Clube de Vela do Barreiro, dando vida a uma bela frente ribeirinha, com grande potencial para se praticar o desporto Vela. Álvaro Marinho e Miguel Nunes são uma referência para o excelente trabalho de captação que o Clube de Vela do Barreiro tem feito, na valorização da vela como actividade de referência para o concelho do Barreiro e de vivência das potencialidades do Tejo. É sempre com orgulho que acompanhamos as participações da equipa Cidade do Barreiro, quer nos Jogos Olímpicos, nos campeonatos europeus, nos mundiais, ou, em provas de referência internacional ou nacionais. Hoje mesmo, eles, estão a participar, na Austrália no campeonato do mundo, onde já estão classificados, e, a disputar as regatas da frota de ouro. Recorde-se que, no ano 2007, foram distinguidos com o prémio “Vellis da vela sénior”, que distingue os melhores de Portugal. A dupla Barreirense ocupou, também, o 1º lugar do Ranking Mundial durante oito meses entre Junho de 2005 e Janeiro de 2006. Pela sua entrega apaixonada a uma modalidade de grande significado para ligar o Barreiro ao seu rio, pelo seu exemplo de perseverança, pela paixão com que vivem a prática desportiva, pelo contributo que dão para projectar o nome do Barreiro pelo país e pelo mundo, Álvaro Marinho e Miguel Nunes, são distinguidos como Rosto da 1ª Década do Século XXI, ao nível Nacional.

NOVEMBRO/DEZEMBRO

-

REVISTA ROSTOS ONLINE /// 11


MOSAICOS DA REGIÃO

Distinção Regional

SIMARSUL

A SIMARSUL, S.A. foi constituída em 8 de Novembro de 2003, como sociedade anónima e tem como accionistas a Águas de Portugal - SGPS, S.A. e os Municípios de Alcochete, Barreiro, Moita, Montijo, Palmela, Seixal, Sesimbra e Setúbal. O Sistema Multimunicipal da responsabilidade da Simarsul abrange uma área total de 1450 km2. A acção da Simarsul tem sido um contributo relevante para preservar a qualidade do ambiente e dos recursos hídricos e melhorar a qualidade de vida na região. A Simarsul nos seus 7 anos de actividade concluíu empreendimentos tão importantes como os subsistemas de saneamento de Afonsoeiro, Alcochete, Barreiro-Moita, Lagoinha, Quinta do Conde, Seixal e Seixalinho, entre outros, com um investimento na ordem dos 195 Milhões de euros, comparticipado pelos fundos comunitários em cerca de 32 %. Hoje, graças à intervenção da SIMARSUL, é possível afirmar que mudou o panorama ambiental da região, e, de forma muito significativa, regista-se o restabelecimento da qualidade do estuário do Tejo e do seu património de valor incalculável. A ETAR Barreiro/Moita é a maior ETAR do Sistema da SIMARSUL, com um investimento superior a 17 milhões de euros. Pelo contributo para o desenvolvimento regional e na melhoria da qualidade de vida das populações, atribuímos a distinção de Rosto da 1ª Década do Século XXI ao nível Regional.

Distinção Veterano Autárquico

HELDER MADEIRA

Helder da Silva Nobre Madeira, desde cedo, assumiu as lutas políticas, sendo um homem marcado por fortes convicções de justiça social. As lutas políticas de 1968/69, marcam-no para sempre, nomeadamente a sua acção na CDE’s Comissões Democráticas Eleitorais. É membro do Partido Comunista Português desde 1972. Após o 25 de Abril de 74 foi membro da Comissão Administrativa da Câmara Municipal. Em Outubro de 75 exerceu o cargo de Governador Civil do Distrito de Setúbal. Nas primeiras eleições autárquicas foi eleito Presidente de Câmara Municipal, cargo que exerceu durante quatro mandatos. Em 1989 é eleito para a presidência da Assembleia Municipal do Barreiro, cargo que exerceu até Dezembro de 2001, retomando em 2005, após o período, que a autarquia foi liderada pelo PS. Foi o primeiro Presidente da Associação de Municípios do Distrito de Setúbal, e, também da Assembleia Metropolitana de Lisboa. Helder da Silva Nobre Madeira foi reconhecido como Cidadão Honorário do Barreiro. O jornal Rostos, atribui-lhe a distinção de Rostos Veterano Autárquico da 1ª Década do Século XXI prestando-lhe uma justa homenagem.

12 /// REVISTA ROSTOS ONLINE

- NOVEMBRO/DEZEMBRO


MOSAICOS DA REGIÃO

Distinção Voluntariado

ASSOCIAÇÃO HUMANITÁRIA DOS BOMBEIROS VOLUNTÁRIOS DO SUL E SUESTE ASSOCIAÇÃO BOMBEIRO VOLUNTÁRIOS DO BARREIRO CORPO DE SALVAÇÃO PÚBLICA Estamos a finalizar o Ano Europeu do Voluntariado. Vivemos num concelho onde o voluntariado faz parte do modo de ser e estar na vida quotidiana da comunidade. Por essa razão, decidimos atribuir uma distinção especial, dedicada ao Voluntariado, e, de facto, quem melhor que as duas corporações de Bombeiros Voluntários do Barreiro para simbolizarem esta causa, de dedicação e entrega ao serviço dos outros. Recordamos que nesta década as duas corporações marcaram a vida do concelho, a Associação dos Bombeiros Voluntários do Barreiro, Corpo de Salvação Pública, inaugurou o seu novo quartel em Novembro de 2004, concretizando um sonho de muitas gerações, também, a Associação dos Bombeiros Voluntários do Barreiro do Sul e Sueste, mudou de instalações no ano 2008, sendo o novo quartel, localizado no Parque Empresarial da Quimiparque, inaugurado no ano 2009. Estes foram, na verdade, dois momentos de grande relevo, que marcaram a história da comunidade nesta década. Os Soldados da Paz são uma força viva no concelho do Barreiro, no apoio às instituições, na defesa do património urbano, industrial e florestal. Os Soldados da Paz, neste ano que se assinala o Ano Europeu do Voluntariado, são, sem dúvida, merecedores da distinção Rosto da 1ª Década do Século XXI do Voluntariado.

Distinção Cidadania

PADRE JOSÉ MANUEL Foi na Igreja Paroquial do Lavradio que decorreu a ordenação do Padre José Manuel, no ano 2003. No Barreiro onde exerceu a sua actividade sacerdotal era conhecido como o “padre novo”. O Padre José Manuel tem 37 anos. Está no Barreiro há mais de 20 anos, e, reconhece que o amor que consagrou à Igreja está muito enraizado aqui no Barreiro. Foi reitor da Igreja de Nossa Senhora do Rosário e pároco da Igreja de Santa Cruz, onde desenvolveu importantes acções de solidariedade social, de denúncia e combate a situações de fome e pobreza. Na freguesia do Lavradio continua a ter como preocupação realizar um trabalho pastoral dentro da própria comunidade, sendo, ele, o motor d’“O «Projecto Casa», um grupo de voluntários jovens e adultos, que trabalha para dar resposta concreta a situações de fome que são vividas na Paróquia. O Grupo através da recolha de alimentos em restaurantes e espaços comerciais, ajuda as famílias com problemas de desemprego e dificuldades, sobretudo nas questões da alimentação. O Padre José Manuel foi a personalidade distinguida com «Rosto da 1ª Década do Século XXI» na área da Cidadania, um homem que é um exemplo de vida, simplicidade e de entrega aos outros.

NOVEMBRO/DEZEMBRO

-

REVISTA ROSTOS ONLINE /// 13


MOSAICOS DA REGIÃO

Distinção Político

CARLOS HUMBERTO Carlos Humberto, nasceu no coração do Barreiro. O Luso é o seu clube, sendo a sua participação na Comissão Cultural um marco na sua vida. No ano de 1968 começou a sua intervenção política, tendo em 69 uma participação muito activa nas eleições. Em 1973 partiu para Moçambique, na bagagem levava um “encontro” agendado com a FRELIMO, que nunca se chegou a concretizar. Aconteceu o 25 de Abril. Em Abril de 1977 inicia a sua actividade política a tempo inteiro ao serviço do PCP. Uma opção de vida, por valores que acredita. Actualmente é membro do Comité Central do PCP. Nunca se cansa de afirmar a sua concepção dialéctica da vida e do mundo. Eleito Presidente da Câmara Municipal do Barreiro, trouxe para a vida política local, uma ideia central que marcou a vida do concelho e da região de Setúbal – a Cidade da Participação - apostando de forma permanente em concretização de parcerias e diálogo institucional, que contribuam para o desenvolvimento do concelho, debate de ideias e procura de caminhos. É reconhecido por todos, dos mais diversos sectores políticos, como um cidadão, um autarca, um politico, um homem, que vive a política com seriedade, com paixão e convicções, é, pois merecedor do nosso reconhecimento como Rosto Politico da 1ª Década do Século XXI.

Distinção Empresa

FORUM BARREIRO O Forum Barreiro, todos reconhecemos, neste momento faz parte da vida da cidade e das pessoas. O Forum Barreiro teve um papel importante em todo o processo de reabilitação da zona envolvente e contribuiu significativamente para a revitalização e valorização do centro da cidade. A qualidade deste projecto está patente no facto de ter sido merecedor de uma distinção internacional, sendo reconhecido como o “Melhor Centro Comercial de Pequena Dimensão” da Europa. Os Barreirenses têm, hoje, no centro da cidade um espaço comercial e de lazer de muita qualidade, que contribui para uma melhoria das suas condições de vida. Apesar do momento difícil da economia mundial e nacional, o projecto do Forum Barreiro tem vindo a afirmar-se de forma sólida e bem estruturado, tendo um efeito positivo na animação do centro da cidade. Fruto de parcerias com instituições Públicas e Privadas ali são dinamizadas muitas iniciativas ao nível social e cultural. O Forum Barreiro, é, sem dúvida, uma marca e uma referência na vida barreirense, sendo justamente distinguido como Rosto da 1ª Década do Século XXI – Empresa. Decidimos atribuir dois troféus ao FORUM BARREIRO, e, também a Matias Lopes, o homem que sonhou, viveu por dentro, de forma intensa e apaixonada o nascimento do Forum Barreiro.

14 /// REVISTA ROSTOS ONLINE

- NOVEMBRO/DEZEMBRO


MOSAICOS DA REGIÃO

Distinção Memória

DULCE CABRITA

FOTO: www.mic.pt

Dulce Cabrita, nasceu no Barreiro, no dia 17 de Novembro de 1928, e, faleceu no dia 18 de Novembro de 2010. Dulce Cabrita viveu com o escritor Dinis Machado, autor do célebre romance – “O que diz molero” . Dulce Cabrita, cantora lírica - meio-soprano - cantou com Fernando Lopes Graça, formou-se em Economia e exerceu a actividade profissional de Bibliotecária. Dulce Cabrita nunca esqueceu o Barreiro, terra que sempre guardou no coração, e, onde, viveu os seus últimos dias de vida. O Barreiro é, na sua dimensão antropológica, uma terra profundamente marcada pela cultura de família, de laços de solidariedade e partilha, e, Dulce Cabrita, faz parte de uma família Barreirense que muito contribuiu para a valorização e dignificação do Barreiro. Quem não recorda os concertos de Dulce Cabrita com Fernando Lopes Graça no Barreiro, onde a cultura se misturava com a resistência, essa resistência que Dulce viveu e sentiu no seio da sua família. Reconhecer Dulce Cabrita, como memória da 1ª Década do Século XXI, é evocar um nome que o Barreiro tem o dever de preservar, e, tudo fazer, no sentido de divulgar a sua extensa obra, que está editada, trazendo-a ao convívio das novas e futuras gerações. PUB

NOVEMBRO/DEZEMBRO

-

REVISTA ROSTOS ONLINE /// 15


MOSAICOS DA REGIÃO

Arnaldo Lobo Moreira Pê Presidente do Conselho d Administração da SIMAR

«Mudamo o panoram ambiental da região»

16 /// REVISTA ROSTOS ONLINE

- NOVEMBRO/DEZEMBRO


êgo, de RSUL

os ma l »

MOSAICOS DA REGIÃO

P

or ocasião do seu décimo aniversário é com um sentimento misto de orgulho e satisfação que escrevo estas linhas para o vosso prestigiado diário digital que tanto tem contribuído para a divulgação dos aspectos multifacetados da vida do distrito de Setúbal. De orgulho pelo muito que foi feito pela Simarsul em prol da qualidade de vida das populações da Península de Setúbal e de satisfação pelo dever cumprido à frente dos destinos daquela empresa. Com efeito, estamos hoje quase na fase final dos investimentos que nos propusemos executar, tendo, em cerca de 7 anos, concluído empreendimentos tão importantes como os subsistemas de saneamento de Afonsoeiro, Alcochete, Barreiro-Moita, Lagoinha, Quinta do Conde, Seixal e Seixalinho, entre outros. Num esforço de investimento de cerca de 195 M€, comparticipado pelos fundos comunitários em cerca de 32 %, é possível hoje afirmar que mudamos o panorama ambiental da região e que contribuímos, de forma muito significativa, para o restabelecimento da qualidade do estuário do Tejo e do seu património avifaunístico de valor incalculável. O espírito de entreajuda e compreensão entre os Accionistas e a empresa foram determinantes para o sucesso alcançado. SIMARSUL - SISTEMA INTEGRADO MULTIMUNICIPAL DE ÁGUAS RESIDUAIS DA PENÍNSULA DE SETÚBAL S.A.

Este modelo implicou a construção de um conjunto muito significativo de infraestruturas para intercepção, transporte e tratamento das águas residuais urbanas geradas na sua área de concessão, tendo por base um Plano de Investimentos, em construção, de 183,5 milhões de euros, o qual é financiado por Fundos Comunitários, nomeadamente através do Fundo de Coesão II, no valor de 73 milhões de euros, com 65% de comparticipação, do FEDER, no valor de 4 milhões de euros e com 52,6% de comparticipação, e do QREN, no valor de 28 milhões de euros com 53,3% de comparticipação, já aprovada pelas autoridades nacionais. ARNALDO LOBO MOREIRA PÊGO, PRESIDENTE DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO DA SIMARSUL

Conselho de Administração da SIMARSUL: Presidente – Eng. Arnaldo Lobo Moreira Pêgo Vogal – Eng. Carlos Alberto Mineiro Aires (Presidente da Comissão Executiva ) Vogal – Eng. José Manuel Leitão Sardinha Vogal – Eng. Carlos Augusto Maurício da Costa Lopes Vogal – Dr. João Afonso Almeida da Silva Luz da esquerda para a direita: Eng.º José Manuel Leitão Sardinha, Eng.º Carlos Alberto Mineiro Aires, Eng.º Arnaldo Lobo Moreira Pêgo, Eng.º Carlos Augusto Maurício da Costa Lopes, Dr. João Afonso Almeida da Silva Luz.

A SIMARSUL - Sistema Integrado Multimunicipal de Águas Residuais da Península de Setúbal S.A. -constituída em 8 de Novembro de 2003, é uma sociedade anónima que tem como acionistas a Águas de Portugal - SGPS, S.A. e os Municípios de Alcochete, Barreiro, Moita, Montijo, Palmela, Seixal, Sesimbra e Setúbal. Resultado de uma parceria e conjugação de esforços entre o Estado e as Autarquias, o modelo da SIMARSUL permitiu que, apenas no espaço de seis anos, o Estuário do Tejo tenha, finalmente, condições para iniciar a sua regeneração, o que contribuirá, de forma significativa, para a melhoria das condições de vida das populações.

NOVEMBRO/DEZEMBRO

-

REVISTA ROSTOS ONLINE /// 17


EM FOCO

Pedro Gameiro, presidente Rotary Club do Barreiro

Primeira década do século XXI marcada pelo domínio do poder económico sobre poder político “As Desigualdades sociais são hoje uma realidade, assim como as necessidades mais primárias da população mais pobre. É, neste contexto, que a solidariedade tem que ser estimulada. O muito menos que todos temos, actualmente, tem de chegar para, com boa vontade, ajudar os que nada têm. O Rotary Club do Barreiro não esquece o papel que tem nessa ajuda.” – sublinha Pedro Gameiro, presidente do Rotary Club do Barreiro.

18 /// REVISTA ROSTOS ONLINE

- NOVEMBRO/DEZEMBRO


EM FOCO

A

primeira decada do seculo 21 ficou marcada pelo crescente domínio do poder económico sobre o poder politico, que condicionou as conquistas dos povos democráticos especialmente na Europa. O domínio das grandes multinacionais, associadas aos bancos e com a anuência das agencias de rating, estimuladas por uma nova guerra fria Europa-América, levou a que os paises com menos poder económico ficassem totalmente subjugados. A crise económica nesses países foi-se acentuando na medida em que os governos, nomeadamente de Portugal e da Grécia, foram retirando regalias sociais e económicas ao funcionalismo público, reformados e sector público, com o fim de poupar gastos públicos e cumprir as metas do FMI/BCE. As Desigualdades sociais são hoje uma realidade, assim como as necessidades mais

primárias da população mais pobre. É, neste contexto, que a solidariedade tem que ser estimulada. O muito menos que todos temos, actualmente, tem de chegar para, com boa vontade, ajudar os que nada têm. O Rotary Club do Barreiro não esquece o papel que tem nessa ajuda. Termino esta breve opinião sobre a primeira década deste século, com a esperança que a proxima década seja de mudança para melhor, que o desenvolvimento económico do nosso país seja uma realidade para que a taxa de desemprego possa diminuir, as exportações aumentarem e as regalias sociais e o serviço nacional de saúde possam voltar ao que eram antes desta crise, que veio destruir tudo e pôr em causa o desenvolvimento da humanidade. PEDRO GAMEIRO PRESIDENTE ROTARY CLUB DO BARREIRO

PUB

NOVEMBRO/DEZEMBRO

-

REVISTA ROSTOS ONLINE /// 19


UM OLHAR NA CIDADE

Antonio Matias Lopes, Multi Mall Management Portugal

«Para mim o Barreiro será a terra de todos os regressos»

20 /// REVISTA ROSTOS ONLINE

- NOVEMBRO/DEZEMBRO


FOTO: www.multi-mallmanagement.pt

UM OLHAR NA CIDADE

P

ara mim o Barreiro será a terra de todos os regressos. Todos os que têm consciencia cívica, e exercem a sua cidadania, conhecem os projetos propostos para a região do Barreiro e envolventes. Não será demais continuar a falar deles. Não o vou fazer aqui, pois continuo firmemente a acreditar na enorme mais valia que é o atual executivo para os manter vivos, mas apenas referir que nenhuma outra região do país, e creio que poucas na Europa, tem em "pipeline" um tão grande volume de realizações por concretizar. Independentemente do que venha a ser realizado, o Barreiro, com a requalificação pela qual passou recentemente, tem as bases, e mais importante, o conhecimento para, uma vez ultrapassada esta conjuntura, que nos obriga a todos a ser mais competitivos, exercer essa competitividade e atrair o investimento necessário para que todos estes projetos saiam do papel, gerando valor para acolher todos os regressos.

Dos que sairam mas também dos que nunca se foram embora, e dos que nunca cá vieram. Porque a sua herança, as suas feridas e as suas conquistas, lhe atribuiram um caráter marcado por uma esperança inabalável e uma sabedoria imensa, capaz de fazer dela a cidade mais humana de todas... Acolhedora para quem sente as suas raízes. Criativa para oferecer novos rumos. Com um rosto que é atento. E assim devolver a identidade e o orgulho a quem nunca a abandonou E em todo este processo fazer sentir a quem não a conhece, mas que partilha os mesmos valores, que esta é a sua terra.

ANTONIO MATIAS LOPES JOÃO MARTINS MULTI MALL MANAGEMENT PORTUGAL

NOVEMBRO/DEZEMBRO

-

REVISTA ROSTOS ONLINE /// 21


UM OLHAR NA CIDADE

Otília Dias

A década da implantação do Ensino Superior no Barreiro Curso de Licenciatura Eng. de Conservação e Reabilitação (único no país) Nestes primeiros 10 anos, a grande preocupação da Direcção foi montar e estruturar um estabelecimento de Ensino Superior: colocar cursos a funcionar, contratar pessoal docente competente, tratar de instalações definitivas e captar público para as suas formações.

22 /// REVISTA ROSTOS ONLINE

- NOVEMBRO/DEZEMBRO


F

alar sobre a última década de ensino superior no Barreiro é falar da implantação deste grau de ensino no concelho, com a abertura da Escola Superior de Tecnologia do Barreiro do Instituto Politécnico de Setúbal (ESTBarreiro/IPS). Estando eu no Ensino desde 1984, primeiro no 3ºciclo do básico, e posteriormente (1987) no ensino superior em Lisboa (Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade de Lisboa, e com colaborações pontuais na Universidade Aberta e Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa), pretendia vir para o distrito de Setúbal, pois vivia no Barreiro e queria conciliar a minha vida profissional com a vida familiar. Tendo conhecimento deste facto, em 1999, o vice-presidente do IPS, Prof. Armando Pires (actual Presidente), convidou-me para leccionar numa escola nova que iria abrir no Barreiro. Foi em Julho de 1999 que conheci o Prof. João Vinagre, na entrevista que me fez para eu leccionar na ESTBarreiro/IPS as disciplinas da área da Matemática. João Vinagre, Engenheiro Civil, era Professor Auxi¬liar, no Instituto Superior Técnico, e foi-lhe endereçado o convite para dirigir uma nova escola do Instituto Politécnico de Setúbal (IPS) na área das Tecnologias, a Escola Superior de Tecnologia do Barreiro (ESTBarreiro), que iria arrancar com o curso de licenciatura bietápica (3+2) de Engenharia Civil. Sem instalações próprias, o IPS, a Câmara Municipal do Barreiro (CMB) e a Quimiparque chegam a acordo, e em Setembro, quando os alunos começam a chegar para se matricularem no curso da ESTBarreiro/IPS fazem-no numa antiga escola primária (da CUF) que se encontrava em obras para se adaptar para as novas funções. Se inquirirmos qualquer um dos estudantes que ingressaram em 1999/2000, tenho a certeza que irão falar deste episódio, como irão falar das EXCELENTES instalações provisórias onde tiraram o curso, do EXCELENTE ambiente que havia entre estudantes e funcionários docentes e não docentes: éramos uma FAMÍLIA, a FAMÍLIA ESTBarreiro/IPS. Posso dizer que neste 1ºano de ESTBarreiro/ IPS, o corpo docente da escola, para além do Prof. João Vinagre e de mim própria, era

constituído por docentes muito jovens, que nunca tinham leccionado no ensino superior, pelo que desde sempre fomos considerados os “decanos” da Escola. Nos anos seguintes, os novos docentes contratados continuaram a ter essa particularidade, mas desde sempre houve uma preocupação por parte do Conselho Científico (CC) da Escola: a montagem das disciplinas específicas do curso de Engenharia Civil ser efectuada e leccionada a aula teórica (leccionada pela 1ªvez), por docentes de referência do Instituto Superior Técnico nas respectivas áreas. Penso que esta aposta do CC foi fundamental para a competência, e posterior reconhecimento, dos diplomados na Licenciatura de Eng. Civil. Embora tivessem necessidade de fazer o exame à Ordem dos Engenheiros para poderem exercer, é com muito orgulho que íamos sabendo que iam passando no dito exame, e que quando confrontados no mercado de trabalho com colegas de outras instituições, embora viessem de uma escola desconhecida, quando chegavam à parte prática, as competências que demonstravam eram de tal forma superiores, que houve muitas empresas a questionarem se vinham mesmo da ESTBarreiro/IPS.

especialização em duas áreas: da Construção e Estruturas, ambas de natureza profissional, aprofundando, desenvolvendo e profissionalizando os conhecimentos adquiridos ao nível da Licenciatura em Engenharia Civil. Para além da área da Construção, a ESTBarreiro/ IPS oferece a área da Química com o curso de licenciatura em Engenharia Química e o Curso de Especialização Tecnológica em Técnico de Laboratório. A Escola pretende formar técnicos capazes de responder às reais necessidades do país, conscientes da sua responsabilidade ética e deontológica e cientes da importância da reciclagem dos seus saberes.

Quando a ESTBarreiro/IPS faz a mudança para as instalações definitivas em Setembro de 2007, tem a funcionar dois cursos de licenciatura: Eng. Civil e Eng. de Conservação e Reabilitação (único no país), e indo arrancar com o 3ºcurso, Eng. Química, já no formato pós-Bolonha: licenciatura de 3 anos. Conscientes que era necessário mais um curso de licenciatura a funcionar, pois apenas o de Eng. Civil estava a conseguir captar público através do Concurso Nacional de Acesso, avançamos com o curso de licenciatura em Gestão da Construção, também ele único no país.

O ano de 2011 foi o ano em que a ESTBarreiro/ IPS incrementa a aposta na sua divulgação na região em que se insere, e na qual o diário Rostos.pt tem sido um parceiro de excelência. É na comunidade envolvente que reside o principal público-alvo da Escola e o principal empregador. O investimento até à data realizado não pode ser considerado suficiente e, como tal, é necessário fortalecer o relacionamento com a comunidade, quer a nível de parcerias/protocolos, quer a nível de prestação de serviços. Em 2012, esta será uma das áreas de forte de investimento, continuando a concretizar as parcerias já assinadas, e envolvendo-se ainda mais com a comunidade envolvente.

Neste momento, a ESTBarreiro/IPS lecciona na área da Construção, o curso de Licenciatura em Engenharia Civil, o curso de Licenciatura em Gestão da Construção, ambos em regime diurno e nocturno, o Mestrado em Construção Civil, a Pós-Graduação em Conservação e Reabilitação do Edificado e o Curso de Especialização Tecnológica em Construção e Obras Públicas. O Mestrado está orientado para conferir uma

Continuando a querer apostar na formação, para 2012 a ESTBarreiro/IPS submeteu à A3ES o curso de Licenciatura em Biotecnologia e o curso de Mestrado em Engenharia de Conservação e Reabilitação do Edificado. Posso assim dizer que, nestes primeiros 10 anos, a grande preocupação da Direcção foi montar e estruturar um estabelecimento de Ensino Superior: colocar cursos a funcionar, contratar pessoal docente competente, tratar de instalações definitivas e captar público para as suas formações.

OTÍLIA DIAS DIRECTORA DA ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA DO BARREIRO / INSTITUTO POLITÉCNICO DE SETÚBAL


Revista Rostos Online N04  

A «Revista Rostos on line» é um projecto, inovador que visa estabelecer a ponte entre a nossa experiência no jornalismo digital, com a nossa...