Issuu on Google+


A aventura começa em 1807, quando o imperador francês Napoleão, ameaça invadir Portugal. Temendo perder o seu reinado, D. João é aconselhado a partir, com toda a família real para o Brasil, na época uma colônia americana de Portugal. A viagem foi longa e desconfortável – as embarcações estão cheias e o vento nem sempre estava favorável. Tivemos até uma infestação de “piolhos” a bordo.

Os navios vieram lotados – dizem que D. João trouxe consigo cerca de 15 mil pessoas, membros da administração pública e da nobreza.


Terra Ă  vista!!!

Enfim chegamos! Vamos descansar por alguns dias aqui em Salvador, afinal esta viagem me deixou quebrado.


Vejo que por aqui as oportunidades de investimentos por outros países estão restringidas...mas eu vou abrir essas porteiras...hehe.

Estamos na cidade maravilhosa. Resolvi instalar minha residência por aqui. Vamos nos fixar nesta cidade ,pois durante a vinda para cá , vi muitas “MARAVILHAS”!


Que MARAVILHA!!! Aii ,que terra boa!

Sou Dom João , eu e minha corte provocaremos mudanças na cidade do Rio de Janeiro. E ai de vocês cariocas se não me obedecerem!


Estou me adaptando tão bem ao clima, à culinária e ao povo que já me sinto um típico carioca....he he!

Eta povo animado, dizem que por aqui tudo termina em pizza.


Vou trabalhar muito para dá uma sacudida na economia deste País, mas....

que ninguém nos ouça...também vou cair no samba.


Estou atĂŠ pensando em ir para o Norte deste paĂ­s.

Quem sabe, dividir um estado em dois, me tornar dono daquelas terras tambĂŠm.


D. Pedro navegou pelo Rio Tocantins e entrando na cidade de Miracema, ficou logo sabendo da fama de revolucionários dos cursistas do PROUCA.

É, acho que aqui não vou ter vez, não. Esse pessoal do PROUCA estão muito antenados com o mundo das tecnologias...certeza que vão achar um jeito de me expulsar daqui. Fuiii!


Slides do prouca 2