Page 1

Correcção Professora: Mª do Rosário barros


1.1. nublados e com chuva 1.2. na quinta dos avós 1.3. semelhança 1.4. auditivas 1.5. Abundante 2. “ Chove a Cântaros “ “ Que molha !” 3. Nesta expressão o narrador recorre a uma personificação pois diz que o rio troçava das pessoas, que às vezes se riam dele quando ia vazio, e essa atitude é apenas própria de um ser humano. 4. “ Fora um vizinho distinto, magro e irónico que dedicara a vida a tirar do ventre das montanhas civilizações extintas” / “ Contava minha avó que havia pessoas de muito longe que vinham escutar as explicações do seu saber apaixonado” 5.

3, 6, 1, 7, 2, 5, 4

6. Na minha opinião o menino sentia dificuldade em regressar ao internato pois se sentia bem no conforto da casa de seus avós. Ai se deliciava recordando os cheiros, os sons e a luz dos dias de chuva, os campos e o riacho, os vizinhos e a aldeia, ao mesmo tempo que ouvia as histórias de sua avó. O internato era um lugar que frequentava no Professora: Mª do Rosário barros


presente , mas que para ele não tinha memória, nem passado. 7. Todos temos o dever de economizar água pois , sem ela, não há vida. A água é um bem precioso, mas não inesgotável. Devemos economizar , não apenas pensando em nós, mas sobretudo nas gerações futuras. A água, tal como a Terra não nos pertence. Devemos entregá-la aos nossos descendentes tal como a encontrámos e , se possível, ainda melhor. 8. Situação A : “As máquinas de lavar, roupa e louça, devem trabalhar só quando estiverem cheias.” Situação B: “Se vires alguma rotura na canalização, pede a um adulto que avise os Serviços Municipalizados.” 9. Caro vizinho. Permita que lhe dê um conselho, que muito simplesmente o ajudará a poupar água e a preservar o meio ambiente. Vejo que cuida do seu carro e o lava com alguma frequência. È normal e acho mesmo uma atitude de louvar. Gostaria apenas de lhe sugerir que, em vez de utilizar a mangueira durante todo o período de lavagem, o fizesse apenas para enxaguar o carro, antes de colocar o detergente e, no final, para retirar a sujidade. Durante a lavagem propriamente dita, basta que use um balde com água, detergente e uma esponja

Professora: Mª do Rosário barros


macia. O seu carro ficará a brilhar e o nosso Planeta agradece. Obrigada(o)! 10. Não gosto nada de ver cães presos a correntes. 11.

9, 8, 6 ,4, 5, 3 ,2,1, 7

12. Nome tapete

pronome Adjectivo Preposiçãp Conjunção alguém célebre por Mas

13. ( verbo a selecionar – ser – “é” ) a. O feitor fora delicado. b. O feitor era delicado. c. O feitor foi delicado d. O feitore será delicado. ( consulta o site “ conjuga—me”) 14. Sujeito – O arqueólogo da aldeia Predicado – dedicava a vida ao estudo Complemento Directo – a vida Complemnento Indirecto – ao estudo 15. - Não tragas o guarda chuva. 16. Ó Altina, vai buscar bacias para a água, por favor!

Fim do caderno 1

Professora: Mª do Rosário barros


Correcção Prova de Aferição - GAVE 2011  

A correcção desta prova é da minha autoria- Progfessora Mª do Rosário barros , EBI de S. Bruno

Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you