Page 11

A CONTEMPLAÇÃO DA QUARTA DIMENSÃO

O olho e a lente do centro do globo ocular. Esta concepção aparece em Fábrica de Vésale (1572) e Óptica de Witelo.

A visão verdadeiramente espiritual é universal e é concedida àqueles que querem percorrer o caminho da transmutação e da transfiguração. Fala-se muito pouco sobre ela. Na verdade, ela se situa fora da percepção sensorial comum e a consciência terrestre é incapaz de captá-la. Ela surge quando a alma atinge o nível que permite ao espírito divino aproximar-se, fundir-se com ela, iluminá-la e ensiná-la. A partir daí a alma põe-se a “ver” os impulsos espirituais, a percebê-los interiormente. Essa visão é chamada de “contemplação a partir do terceiro olho”. Nas imagens de Buda, esse poder geralmente é simbolizado por uma semi- esfera sobre a cabeça: trata-se do chacra coronário, que está relacionado com a pineal, e quase sempre é enfeitado com olhos que simbolizam a visão universal. O chacra tem a forma de um funil, mas ele é representado aqui por uma semi-esfera no topo da qual há uma chama para significar que esse poder aparece no momento em que acontece a fusão entre a alma e o espírito na pineal. Essa chama é denominada Pimandro, na sabedoria hermética. Essa nova compreensão ou visão espiritual vai crescendo à medida que o processo de transfiguração vai progredindo. 10

A visão espiritual é qualificada de “consciência onipresente”, porque percebe tudo sob todos os aspectos e a experiência que a pessoa sente é como que perfeita. A visão através da vida microcósmica e macrocósmica é chamada de “contemplação da quarta dimensão”: é a visão penetrante universal e absoluta. A grande dificuldade para um vidente desse nível é que ele percebe imediatamente o significado do conjunto de tudo o que ele está vendo e, como vão sendo apresentados inúmeros aspectos, ele não sabe por onde começar sua interpretação. Sem dúvida, esta é a razão pela qual muitos grandes espíritos tiveram dificuldade em expressar claramente o que tinham visto: eles não conseguiam ver a imagem completa. Jacob Boehme diz: “A Luz divina morre na palavra”. Além disso, como os leitores ou ouvintes geralmente não têm o mesmo nível de percepção, os que têm de divulgar a mensagem divina geralmente ficam tristes ou desiludidos se não estão preparados para expressar esta verdade de modo que possam dissipar os enganos dos pesquisadores da verdade. Portanto, é preciso que eles estejam sempre tentando ativar a compreensão deles empregando termos diferentes para descrever o que estão vendo tão claramente. O dom da “consciência onipresente” é chamado de “retorno do Cristo” no Novo Testamento. “Então, se alguém vos disser: ‘Olha o Cristo aqui!’ ou ‘ali!’, não creiais ” e “Se portanto vos disserem: ‘Eilo no deserto’,não vades até lá; ‘Ei-lo em lugares retirados’ não creiais.” (Mateus,

Pentagrama2000_02  

A CÉLULA E O A CLARIVIDÊNCIA É A “TU SONDAS O O MISTÉRIO A AUDIÇÃO, INSTRUMENTO DA DO SANGUE PERSONALIDADE DA CAPACIDADE CORPO QUE ELE COME...

Pentagrama2000_02  

A CÉLULA E O A CLARIVIDÊNCIA É A “TU SONDAS O O MISTÉRIO A AUDIÇÃO, INSTRUMENTO DA DO SANGUE PERSONALIDADE DA CAPACIDADE CORPO QUE ELE COME...

Advertisement