Page 4

assistimos – POR FORÇA DA APLICAÇÃO DO ACORDO ORTOGRÁFICO – a um verdadeiro massacre da ortografia portuguesa: patos (por pactos) impatos (por impactos) compatos e compatação (por compactos e compactação) adetos (por adeptos) fatos (por factos) factos (por fatos) contatos (por contactos) corrução (por corrupção) adatações (por adaptações) conveções (por convecções) convições (por convicções) inteletual (por intelectual) retos (por reptos) interrução (por interrupção) fição (por ficção) fitício (por fictício) seção (por secção) atidão (SIM, “atidão”, por aptidão) oção (SIM, “oção”, por opção) janeiro com Agosto e Janeiro com agosto caraterizar, tátil, espetativa e contracetivos nuns organismos e caracterizar, táctil, expectativa e contraceptivos noutros... e ainda a mais despudorada mistura desorganizada e sem nexo de diversas ortografias : ora portuguesa, ora portuguesa-acordizada, ora simplesmente brasileira, ora coisa nenhuma... Por exemplo, na RTP, que só escreve ”espetadores” e “telespetadores”, temos o Provedor do Telespectador... Afinal, se o acordo ortográfico era tão necessário para facilitar e “expandir” a escrita da Língua Portuguesa, como se explica uma tão grande desordem – uma verdadeira Choldra Ortográfica – perpetrada por pessoas e instituições, cuja qualificação para o bom uso do português deveria ser absolutamente inquestionável? Convido-a, Sr. Deputado, a ver esta triste compilação da Choldra Ortográfica em Portugal: http://issuu.com/roquedias/docs/jrd_ao_estado_choldra/1 Ficará, tenho a certeza, tão estarrecido quanto eu!

ACORDO ORTOGRÁFICO? NÃO, OBRIGADO! – Pág. 4 de 5

Profile for João Roque Dias

AOS DEPUTADOS  

Carta registada com aviso de recepção enviada por diversos cidadãos a todos os Deputados da Assembleia da República em Setembro de 2012

AOS DEPUTADOS  

Carta registada com aviso de recepção enviada por diversos cidadãos a todos os Deputados da Assembleia da República em Setembro de 2012

Profile for roquedias
Advertisement