Page 1

ANO II

EDIÇÃO Nº 74

PORTO VELHO, DE 2 À 8 DE NOVEMBRO DE 2013

R$ 2,50

www.rondoniagora.com CALEIDOSCÓPIO

A corrida pela sucessão começa pela busca de dois grandes cabos eleitorais de RO que estão fora da disputa em 2014 PÁGINA 2

Esqueletos começam aparecer

TRANSPOSIÇÃO

Gestão de Sobrinho dá calote de R$ 8,1 milhões, diz TCE O prefeito Mauro Nazif (PSB) não fala, mas o TC/RO descobriu que a gestão do ex-prefeito Roberto Sobrinho (PT) deu calote de 8,1 milhões em fornecedores.

E pior fez dívida, inscreveu em “restos a pagar”, mas não deixou financeiro, como determina o Artigo 42 da Lei de Responsabilidade Fiscal. Outro fato apon-

tado pela Corte foram dívidas de R$ 4 milhões deixadas pelo ex-prefeito, não contestadas por Nazif e já pagas pela sua equipe na surdina. PÁGINA 4 Anderson Carneiro/Rondoniagora

Governo tenta criar celeuma para enrolar O jornalista Carlos Terceiro alerta em sua coluna semanal sobre as tentativas do Governo Federal para enrolar os servidores públicos rondonienses. Segundo ele, a ideia é transpor um número mínimo para reduzir o impacto financeiro para o Tesouro Nacional. PÁGINA 14

SENADO

A gestão do prefeito Mauro Nazif (PSB) entrega nos próximos meses o primeiro bairro completamente asfaltado com drenagem para evitar alagações. Na quinta-feira, o prefeito chamou a imprensa para visitar o Eletronorte e conhecer o projeto.

Comissão vai inspecionar obras da 319 O senador Acir Gurgacz (PDT) garantiu aprovação de uma comissão de parlamentares para averiguar pessoalmente as obras da BR-319. O grupo vem a Rondônia no dia 25 de novembro e deve viajar até Manaus pelo trecho terrestre.. PÁGINA 9

GOVERNO REAGE

EX-TERRITÓRIO

Arquivo/Rondoniagora

faleconosco

Patrimônio vira ponto de drogas em O. Preto

Força tarefa para atender pacientes

Abandonado, o tradicional prédio do Governo em Ouro Preto virou ponto para prostituição e consumo de drogas. O local está abandonado há meses. Antigamente, as instalações funcionavam a sub-sede do Governo do ex-Território. PÁGINA 12

O Governo reagiu as críticas dos deputados estaduais Luizinho Goebel (PV) e Cláudio Carvalho (PT) sobre a superlotação do João Paulo II. Uma força tarefa foi criada para melhorar o atendimento. PÁGINA 4

Anúncios e Assinaturas

(69) 3225-9705

Arquivo/Rondoniagora

jornal@rondoniagora.com comercial@rondoniagora.com

/jornalrondoniagora

@rondoniagoranet

Arquivo/Rondoniagora


2

Opinião

/jornalrondoniagora @rondoniagoranet

PORTO VELHO, DE 2 À 8 DE NOVEMBRO DE 2013

Ivonete Gomes Jornalista

Os cobiçados “generais” eleitorais Fora do páreo por condenações na Justiça, duas das maiores lideranças políticas de Rondônia tornaram-se cobiçados cabos eleitorais para o pleito de 2014. O senador Ivo Cassol (PP) e o ex-senador Expedito Júnior (PSDB) lideram a preferência do eleitorado, de acordo com as projeções encomendadas para consumo interno dos partidos. Com larga vantagem na frente do tucano, Cassol aparece nas pesquisas como uma espécie de rei Midas, transformando em ouro qualquer possível ungido. Mesmo tendo afirmado, após decisão do STF, que está fora da política, Cassol vem sofrendo grande assédio. Até adversários do passado tentam aparar arestas para conquistar o apoio do parlamentar, condenado a pena de 4 anos e 8 meses em regime semiaberto por crime de fraude em licitações. No interior do estado Ivo Cassol é tratado como celebridade e, surpreendentemente, também aparece como o preferido em pesquisas realizadas na capital. Cassado por compra de votos e abuso do poder econômico, o ex-senador Expedito Júnior não está confortável na posição de mero cabo eleitoral. Segundo entendimento de alguns juristas, ele tem chance de conseguir o registro de candidatura. Há corrente mais forte dizendo que não. De qualquer forma, a visibilidade adquirida com o trabalho realizado no Senado não permite ao tucano o luxo de ficar fora da vida pública. Nessa construção de alianças, os futuros candidatos aptos à disputa devem decidir com qual dos dois queridinhos do eleitorado seguirão caminhada rumo ao palácio Presidente Vargas.

Expedito e Cassol são, há algum tempo, como água e vinho. Embora Magalhães Pinto tenha dito que “política é como nuvem” é pouco provável ver os dois políticos rolimourenses dividindo o mesmo palanque. Alguns quadros começam a ser desenhados para a disputa de 2014. Ivo Cassol tem feito reuniões com o PSD de

É UMA PUBLICAÇÃO SEMANAL DE CENTRAL DE JORNALISMO, PRODUÇÃO, MARKETING E ASSESSORIA LTDA REGISTRADO NO ISSN: 2238-4243 | CNPJ: 08.892.185 AV. GUAPORÉ, 4248 – CEP: 76.824-370 – BAIRRO IGARAPÉ – PORTO VELHO – RO FUNDADO EM 1 DE OUTUBRO DE 1999 POR ELIÂNIO NASCIMENTO, GERSON COSTA E IVONETE GOMES.

Moreira Mendes. O partido de Kassab em Rondônia tem dois nomes na disputa, Alex Testoni e Hermínio Coelho. Internamente, o prefeito de Ouro Preto lidera com larga vantagem, mas o presidente da Assembleia Legislativa não vislumbra qualquer possibilidade de vir para mera reeleição e bate o pé pela vaga. Na última campanha para o go-

verno, Testoni e Cassol viveram desavenças, mas é grande a movimentação e o trabalho para que os dois firmem aliança. Caso não tenha êxito junto à Justiça Eleitoral, Expedito Júnior, político dos mais acessíveis, pode caminhar com o PMDB de Confúcio Moura. Engana-se quem pensa no governador como peça fora do baralho. Confúcio não está bem nas pesquisas, mas tem a máquina nas mãos, multiplicou as ações em todo o Estado, está realizando um grande projeto de habitação e conta com outro fortíssimo cabo eleitoral rondoniense chamado Valdir Raupp. O início da construção do novo hospital do governo deve aliviar a dor no calcanhar de Aquiles de Confúcio. No cenário político rondoniense é mais fácil vermos peemedebistas e tucanos caminhando juntos do que uma coalizão entre PSDB e PT. Embora não exista mais a política da verticalização, os diretórios nacionais jamais permitiriam tal aliança. Em Rondônia, os petistas vislumbram o nome do deputado federal Padre Ton para a corrida majoritária. A ex-senadora Fátima Cleide, bem pontuada nas pesquisas, pode vir à deputada federal, mantendo o compromisso fechado no passado com o senador Acir Gurgacz (PDT). Óbvio, no entanto, que tudo ainda está na fase de conversações e muito não passa de pretenciosa conjectura. Na política, adversários viram aliados quando inimigos comuns apresentam maiores chances de vitória. E, novamente citando o mineiro Magalhães Pinto, uma hora está de um jeito, olha de novo e já mudou. Tenham todos uma semana de muita luz e paz!

Jornalista responsável: Gerson Costa – SRT 518/RO Editores: Eliânio Nacimento – SRT 526/RO I Ivonete Gomes – SRT 345/RO Colaboradores: Alexandre Araújo – SRT 699/RO Assem Neto - SRT 023/AC - Carlos Terceiro DRT 325 - Correspondente e representante em Brasília. Projeto Gráfico: Edson de Melo Diagramação: Cesar Prisisnhuki Faria Tiragem: Cinco mil exemplares

(69) 3225-9705 jornal@rondoniagora.com comercial@rondoniagora.com /jornalrondoniagora @rondoniagoranet


Política

/jornalrondoniagora @rondoniagoranet

PORTO VELHO, DE 2 À 8 DE NOVEMBRO DE 2013

3

Gestão de Sobrinho deixou R$ 12 milhões de dívidas Arquivo/Rondoniagora

NAZIF NÃO REVELOU A IMPRENSA, MAS AUDITORIA CONSTATA CONTRATAÇÕES IRREGULARES E ROMBO NO FINANCEIRO Talvez por um acordo de cavalheiros o prefeito de Porto Velho, Mauro Nazif (PSB), não tenha revelado a imprensa os verdadeiros números do “rombo” deixado pela gestão do ex-prefeito Roberto Sobrinho (PT). Uma auditoria do Tribunal de Contas de Rondônia sobre a gestão fiscal do ano de 2012 começou a mostrar a verdade sobre os números negativos deixados de herança para o atual prefeito. A equipe de secretários de Roberto Sobrinho contraiu dívidas de R$ 8.116.623,19 no último ano de mandato e inscreveu o débito em “restos a pagar”, mas não deixou recursos financeiros para cobrir a despesa, como determina o Artigo 42 a Lei de Responsabilidade Fiscal (101/2000). Outra falha detectada pelo corpo de auditores a falta de empenho e a inscrição em “restos a pagar” de outras dívidas que somam R$ 4.117.654,86. O curioso é que esse volume já foi quitado pela administração do prefeito Mauro Nazif, sem maiores discussões. Nem mesmo a descoberta de problemas com a Lei de Responsabilidade Fiscal inibiu o secretário municipal de Fazenda, Marcelo Siqueira, de efetuar os pagamentos, conforme o relatório levado ao conhecimento do conselheiro-relator Wilber Coimbra. Para ele, “ao contrair despesa nos últimos dois quadrimestres do seu mandato sem que houvesse suficiente disponibilidade de caixa o gestor acabou por descumprir o que dispõe o art. 42 da Lei Complementar nº 101/2000”. Em plena campanha eleitoral, quando sua companheira de partido, Fátima Cleide, disputava sua sucessão, Roberto Sobrinho fez inúmeras contratações de servidores de forma irregular. A medida também contraria o Artigo 21 da Lei de Responsabilidade Fiscal, segundo apurou o Tribunal de Contas de Rondônia. Os novos assessores de confiança foram contratados no dia 5 de julho, um dia depois de iniciada a campanha eleitoral, e os contratos perduraram até 31 de dezembro daquele ano.

Roberto Sobrinho deixou uma herança de dívidas milionárias para a atual gestão

Arquivo/Rondoniagora

Emerson dizia que a prefeitura estava excelente e Nazif engoliu a lorota

Roberto anunciava R$ 100 mi no caixa Ainda na transição, quando o atual secretário Mário Medeiros assumiu a presidência dos trabalhos, o ex-prefeito Roberto Sobrinho (PT) e seu vice, Emerson Castro (PMDB), atual secretário de Educação do Estado, batia na mesa com orgulho de estar deixando R$ 100 milhões em caixa. O relatório do Tribunal de Contas de Rondônia mostrou o contrário. Roberto não deixou dinheiro no caixa, mas a herança do atual prefeito Mauro Nazif foi um débito de mais de R$ 12 milhões. “Ele herdará uma máquina funcionando”, vangloriava-se na época do ex-vice-prefeito Emerson Castro. Veja um trecho da matéria encaminhada pela

assessoria da Prefeitura de Porto Velho na época de Roberto Sobrinho sobre a mentira dos R$ 100 milhões: “O novo prefeito também pegará em caixa recursos na ordem de R$ 100 milhões para a execução dos projetos que ainda não foram licitados, fora as que estão em andamento, mas não serão concluídas nesta gestão. “Existe um conjunto de obras em andamento e outras com recursos assegurados na Caixa Econômica Federal. Caberá ao futuro prefeito apenas licitar essas obras. Os projetos estão todos prontos. São recursos para serem investidos nas áreas da saúde, educação e infraestrutura”, adiantou o prefeito.”


4

Política

/jornalrondoniagora @rondoniagoranet

PORTO VELHO, DE 2 À 8 DE NOVEMBRO DE 2013

Governo reage e anuncia plano para PS JP II Arquivo/Rondoniagora

DEPUTADOS NÃO POUPARAM CRÍTICAS A SUPERLOTAÇÃO NO JOÃO PAULO II O Governo de Rondônia reagiu as críticas dos deputados estaduais sobre o Pronto Socorro João Paulo II. Durante a semana, os deputados de oposição, Luizinho Goebel (PV) e Cláudio Carvalho (PT), denunciaram mais uma vez a superlotação na unidade hospitalar. Luizinho chegou a dizer que o secretário de Saúde, Williames Pimentel, faz encenação na mídia quando fala sobre o setor, mas a realidade é bem diferente. Pimentel e seus principais assessores se reuniram durante a semana para tomar providências principalmente em relação ao João Paulo II. A ideia é acabar com os atendimentos improvisados, deixando pacientes nos corredores. “Se for preciso vamos contratar mais leitos na Santa Marcelina”, explicou o secretário. Pimentel disse que toda a estrutura da Sesau está mobilizada para resolver o problema. No final de semana passado, o problema se agravou em razão do grande número de acidentes. “Estamos encarando o problema de frente, para solucionar o grande número de casos relacionados aos acidentes de trânsito ocorridos neste final de semana”, disse. O secretário lembrou que os problemas com o João Paulo II são antigos e que este é o primeiro governo, em muitos anos, que vem realmente tomando medidas para resolver a questão da saúde pública no Estado, citando como exemplo que já foi iniciada a licitação para a construção do novo Hospital de Urgência e Emergência, com investimento total de R$ 100 milhões.

LUIZINHO E CLÁUDIO CARVALHO NÃO POUPAM CRÍTICAS Durante a semana, os deputados Luizinho Goebel e Cláudio Carvalho não pouparam críticas a gestão do secretário

G GERSON COSTA IINFORME POLÍTICO Jornalista

/jornalrondoniagora

@rondoniagoranet

gerson@rondoniagora.com

A reação do Governo Atingido quase que diariamente com denuncismo e as supostas travessuras do cunhado Francisco de Assis, o governador Confúcio Moura (PMDB) reagiu colocando Rondônia com expectativa de elevado índice de

crescimento econômico e um bom conjunto de obras. O Governo da Cooperação através do DER tem ações nos 52 municípios e com forte atuação em Porto Velho e Ji-Paraná, dois polos de grande importância demográfica.

POLÍTICA SOCIAL

Além das obras, essenciais para a visibilidade do Governo, Confúcio tem dado atenção a área social. Os programas de habitação e regularização fundiária tem beneficiado milhares de famílias em Porto Velho. E acreditem, o governador colhe frutos do que foi planejado na gestão de sua irmã na Seas, Cláudia Moura.

NA SAÚDE Na saúde, um problema de todos os governadores, Confúcio acertou com o senador Acir Gurgacz (PDT) a construção com apoio do Governo Federal de dois grandes hospitais em Porto Velho e Ariquemes. A unidade da Capital vai substituir o Pronto Socorro João Paulo II e acabar com o drama da superlotação.

BOM ARTICULADOR Luizinho Goebel não poupou críticas Arquivo/Rondoniagora

Acir Gurgacz tem sido um grande aliado do governador em Brasília. Graças a sua amizade e trânsito junto a Presidência da República, o parlamentar conseguiu recursos para o hospital de Ariquemes e suas emendas garantiram grandes obras de infra-estrutura em Ji-Paraná. Acir é um político diferente. Não dá tapinha nas costas, não faz promessas vazias, mas trabalha diligentemente para melhorar o Estado.

ALÇA DE MIRA O empresário Renato Lima foi condenado a pagar R$ 90 mil aos cofres públicos porque autorizou o pagamento irregular a empresa Savana Construções na época em que foi diretor do Departamento de Estradas de Rodagens (DER). O ex-assessor na gestão do governador Bianco mandou pagar por um serviço não realizado para o Estado. A constatação é do Tribunal de Contas de Rondônia. E ele pode recorrer.

EFEITO CASCATA O ex-deputado Lindomar Garçon (PMDB) levou representantes da Associação de Moradores do Bairro Floresta ao DER para evitar o protesto da comunidade. A empreiteira que venceu a licitação do “Asfalto Bom” faliu e abandonou a obra. O engenheiro Lucio Mosquini deve chamar a segunda colocada e prosseguir o asfaltamento. Cláudio falou da superlotação Williames Pimentel. Luizinho chegou a dizer que “esse secretário está enganando o Ministério Público, o Judiciário, a Assembleia Legislativa e a população rondoniense” porque vai para a mídia dizer que tudo está bem na saúde, mas que nos hospitais de Porto Velho, principalmente no João Paulo II, estão morrendo pessoas e muitos doentes estão acomodados no chão.

SOBE Mário Português (PMDB) iniciou conversações com o PSDB. Ele articula sua pré-candidatura ao Governo, mas só disputa se o governador Confúcio Moura (PMDB) desistir do páreo.

DESCE A missa encomendada na revista Veja, requentando denúncia contra o senador Valdir Raupp, acabou não surtindo efeito algum. Nem em Brasília e muito menos no Estado. Pouca gente soube do assunto.


Geral

/jornalrondoniagora @rondoniagoranet

PORTO VELHO, DE 2 À 8 DE NOVEMBRO DE 2013

5

Eleitor prefere apostar em Alex Testoni Arquivo/Rondoniagora

PESQUISA INDICA QUE ENTRE HERMÍNIO COELHO E ALEX, A VANTAGEM É DO PREFEITO DE OURO PRETO A competência administrativa de gestores municipais continua sendo, na opinião do eleitorado, a principal vantagem de quem pretende comandar os destinos do Estado. A avaliação é feita com base em pesquisas realizadas nos últimos dias em Rondônia em que o cidadão foi questionado sobre eventuais candidaturas. No caso do PSD, o eleitor preferiu a competência já demonstrada do prefeito de Ouro Preto do Oeste, Alex Testoni, deixando claro que não tolera a opção pelo denuncismo do presidente da Assembleia Legislativa, Hermínio Coelho, sem qualquer experiência em cargos executivos. A escolha do eleitorado foi a mesma que elegeu Valdir Raupp, Ivo Cassol e Confúcio Moura, todos ex-prefeitos de cidades prósperas do Estado. Outro ponto negativo para Hermínio Coelho é que apesar de ser considerado forte opositor do Governo Confúcio Moura, mesmo sendo o presidente do Poder Legislativo nunca tomou iniciativas internas de investigação em supostos atos de corrupção, a exemplo do que vem fazendo o Tribunal de Contas do Estado que mandou suspender dezenas de processos de licitação suspeitas. Alex Testoni tem a seu favor a experiência de já ter sido deputado estadual, praticamente administra sozinho

“Alex Testoni tem a seu favor a experiência de já ter sido deputado estadual”

Alex Testoni também tem boa articulação política a cidade sem auxílio se secretários e denúncias de corrupção em sua gestão praticamente não existem. Outro ponto favorável: apesar de não declarar apoio ao atual governador Confúcio Moura (PMDB), soube manter as alianças e proximidades com o Executivo estadu-

Prefeito ainda não decidiu se entra na disputa em 2014 Mesmo com bons índices de aceitação, bem superiores ao concorrente dentro de seu próprio partido, o prefeito de Ouro Preto do Oeste, Alex Testoni (PSD) ainda não decidiu se colocará seu nome na disputa ao Governo do Estado nas eleições de 2014. No entanto, ele tem pouco tem para posicionar-se. Isso porque teria que renunciar ao atual mandato caso pretendesse participar do processo eleitoral, segundo define a Constituição Federal. O apoio maciço da Câmara e da própria população são outros obstáculos,

uma vez que a conquista do espaço político local também é um fator que Alex Testoni não esquece. Na primeira eleição, o prefeito obteve em torno de 67% dos votos do eleitorado. Quatro anos depois, aumentou para 75,41%, sendo reeleito com grande aliança política. O sucesso de Alex Testoni em Ouro Preto se deve ao trabalho desenvolvido nos últimos cinco anos. A cidade cresce em ritmo acelerado, sendo um dos grandes expoentes do Estado, principalmente no que se refere ao setor produtivo e turístico.

al e assim assegurar recursos para sua cidade. O trabalho do irmão, Jaques Testoni, no Parlamento também merece destaques: todas as ações do deputado envolvem a destinação de recursos a Ouro Preto do Oeste. Se a opinião do eleitor conta pontos

para os dirigentes do PSD decidirem por qual candidatura optar pela disputa ao Governo, há ainda que se considerar que Alex Testoni pode agregar muito mais força do que Hermínio Coelho, sitiado em sua eterna briga com o governador Confúcio Moura.

Arquivo/Rondoniagora

Ouro Preto do Oeste teve crescimento acelerado nos últimos anos


6

Porto Velho

/jornalrondoniagora @rondoniagoranet

PORTO VELHO, DE 2 À 8 DE NOVEMBRO DE 2013

Conselheiro federal denuncia falta de condições de trabalho Arquivo/Rondoniagora

PESSOAL CONTRATADO PELO PROGRAMA MAIS MÉDICOS NÃO TEM CONDIÇÕES DE TRABALHO O Conselho Federal de Medicina (CFM) está preparando uma denúncia que será encaminhada contra o Ministério da Saúde para os Direitos Humanos em Genebra sobre as condições de trabalhos dos novos competentes do Programa Mais Médicos. No Estado de Rondônia serão admitidos nove profissionais, sendo oito deles cubanos e um brasileiro, Jean Batista, nascido em Ji-Paraná (RO), que cursou medicina na Argentina. O conselho determina uma medicina de qualidade para a população que será atendida por esses especialistas. O diretor-tesoureiro do Conselho Federal de Medicina, Hiran Gallo, explica que a CFM exige explicações acerca da condição dos atendimentos com a população, na maioria carente e necessitada, que por sua vez os especialistas estrangeiros podem não compreender as complicações patológicas da região, como também a linguagem, principalmente da lingüística amazônica. Entre as preocupações do conselho é como poderá ser administrada situações da fiscalização desses novos médicos em casos de infrações, pois os profissionais não poderão receber o registro médico, sendo uma norma interna do Ministério da Saúde. “Existe uma medida provisória, 621/2013, que determina que todos os especialistas do Programa Mais Médicos fiquem a disposição da inspeção do Ministério da Saúde, deixando a população desassistida de cautelas necessárias de inspeção, sendo o Conselho é o órgão fiscalizador responsável pelos profissionais, e no momento encontra-se e impedida de desempenhar seu papel”, explica Hiran Gallo. Hiran Gallo lamenta que no Estado de Rondônia o treinamento oferecido para os médicos recém chegados é insuficiente para conhecer as especialidades da saúde pública local e esclarece

Hiran Gallo lamenta a falta de treinamento dos novos médicos que, o maior problema da saúde pública não é a falta de atendimento para população carente, caracterizado pela

falta de médicos, e sim na deficiência de gerência desses profissionais, e declara que todos os médicos que estão

incluídos nos Programa devem fazer a Revalida, comprovando a qualificação técnica.

RÁPIDAS /

“Determina que todos os especialistas do Programa Mais Médicos fiquem a disposição da inspeção do Ministério da Saúde”

SEMUSA APONTA DEMANDAS DE ATENDIMENTOS NAS UPAS

SECRETÁRIO BUSCA MEIOS PARA RESOLVER IMPASSES

Como ocorre com muitos outros municípios brasileiros, a Prefeitura de Porto Velho tem enfrentado dificuldades na contratação e manutenção de equipes médicas suficientes para atendimento das diversas unidades da Semusa. Na Unidade de Pronto Atendimento da Zona Leste (UPA - Leste), nesta semana, moradores de comunidades próximas manifestaram críticas contra a falta de um médico pediatra para atender às demandas da população daquela região da cidade.

O secretário, Domingos Sávio, informou sobre quais procedimentos estão sendo encaminhados pela Semusa para dirimir as dificuldades nesse sentido e também esclareceu sobre os locais apropriados para os tipos específicos de atendimentos desejados. “O que temos a dizer sobre a falta de médicos é que não se trata de um problema atual, mas de uma ocorrência que percorre historicamente todas as gestões dos governos municipais. Os médicos têm por costume pedir demissão nos finais de ano para fazerem residência.


/jornalrondoniagora @rondoniagoranet

Informe Publicitário PORTO VELHO, DE 2 À 8 DE NOVEMBRO DE 2013

E SÓ EXISTE UMA MANEIRA DE AMAR RONDÔNIA. Temos que trabalhar muito para que fique ainda mais bela. A nossa missão é continuar a saga dos bandeirantes de Rondônia, porque todos nós também somos destemidos pioneiros.

07


8

Especial PORTO VELHO, DE 2 À 8 DE NOVEMBRO DE 2013

/jornalrondoniagora @rondoniagoranet

Jesualdo e Anderson Exceller são aprovados pela população PESQUISA MOSTRA ÍNDICES DE SATISFAÇÃO DE JIPARANÁ COM OS DOIS POLÍTICOS Depois da Zona do Café, os pesquisadores do Instituto Phoenix estão fazendo avaliações na região Central do Estado. Entre os dias 25 a 27, 313 pessoas foram entrevistadas na cidade de Ji-Paraná. Foram feitos questionamentos sobre a administração do prefeito Jesualdo Pires (PSB) e dos mandatos dos vereadores. Não houve surpresas, já que a gestão do prefeito vem trabalhando na reforma de prédios públicos e agilizando o atendimento a população. Além disso, obras de grande importância, a exemplo do anel viário, asfaltamento de 50 quilômetros de ruas, reforma da pista do aeroporto, entre outras ações do Governo da Cooperação, são interpretadas pela população como iniciativas promovidas pela prefeitura. Pelos números, Jesualdo possui 34,8% de gestão excelente. Outros 29,7% entenderam que está muito boa a forma como o prefeito tem trabalhado. E 15,3% dão nota regular. Somados os três quesitos, o prefeito de Ji-Paraná aparece com um dos melhores índices de aprovação do Estado de Rondônia. Chega a 79,8% de aprovação popular. “São números que traduzem o sentimento da população sobre nossa atuação em Ji-Paraná”, explicou o prefeito, satisfeito com os resultados.

Planejando o futuro Ji-Paraná recebeu uma excelente notícia nesta semana. O governo finalmente conseguiu abrir o Edital de Licitação do novo sistema de abas tecimento para colocar um ponto final nos problemas do 2º Distrito. Os recursos são do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e só foram disponibilizados graças ao empenho do prefeito ao assinar por mais 5 anos a concessão com a Caerd, mesmo sofrendo críticas de vários setores da sociedade. Jesualdo planejou Ji-Paraná para os próximos anos, logo nos primeiros meses de gestão, ao elaborar um grande projeto de drenagem orçado em R$ 200 milhões que está no Ministério das Cidades.

Anderson tem 7,7% de aprovação Dos 313 entrevistados, 28,6% não soube não quiseram responder qual o vereador mais atuante de Ji-Paraná. Mas 7,7% entenderam que a atuação do vereador Anderson da Exceller (PSD) tem sido satisfatória. O vereador tem feito uma oposição equilibrada ao prefeito Jesualdo Pires na Câmara. “Só faço meu trabalho, que é fiscalizar o Executivo”, diz Anderson. Mas ele faz muito mais. Há alguns meses, ele esteve no Hospital Municipal e denunciou através do Facebook o abandono do local, falta de médicos e remédios. Hoje, o HM mudou radicalmente. Melhorou o atendimento e não há escassez de profissionais e medicamentos. “Que bom que nosso apelo foi ouvido”, disse Anderson. Ele tem batido pesado na questão da falta de água no 2º Distrito e nos problemas estruturais dos bairros agravados com as últimas chuvas. Além de Anderson, a vereadora Silvia Cristina (PDT) e Edvaldo Gomes (PSB) também aparecem bem junto a população.

Bianco lidera para Câmara Federal Os pesquisadores também deixaram os entrevistados a vontade para falar sobre seus pretensos candidatos a deputado federal. O ex-prefeito José Bianco (DEM) apareceu com 10,2%. Marinha Raupp (PMDB) vem em segundo com 8,6%. O deputado estadual Luiz Cláudio (PR) obteve 6,1%. E os deputados federais Marcos Rogério (PDT) e Anselmo de Jesus (PT), aparecem com 5,1% e 4,2%, respectivamente. A pesquisa ainda cita outros nomes até desconhecidos em Ji-Paraná. Quanto a Bianco, Marinha, Marcos Rogério e Anselmo, a sondagem acertou porque os três últimos tem mandato e estão constantemente na mídia. Bianco foi prefeito, senador e governador. É um expoente da política rondoniense. O estranho foi a aparição do nome do deputado Luiz Cláudio. O parlamenta tem uma atuação pífia na Assembleia Legislativa. Não apresentou um projeto ou encampou uma luta em defesa de algum segmento. Diz que é da agricultura, mas não é produtor e dificilmente visita as linhas.


Especial

/jornalrondoniagora @rondoniagoranet

PORTO VELHO, DE 2 À 8 DE NOVEMBRO DE 2013

9

Arquivo/Rondoniagora

Acir lidera caravana de senadores para fiscalizar as obras na rodovia

Acir consegue aprovar inspeção da BR 319 O senador Acir Gurgacz (PDT-RO) comemorou a aprovação na Comissão de Agricultura e Reforma Agrária do requerimento para fazer uma inspeção na BR-319. A visita dos parlamentares acontece no dia 25 de novembro. Veja o relato do parlamentar: “RESTAURAÇÃO DA BR-319 JÁ - Aprovamos pela manhã, na Comissão de Agricultura e Reforma Agrária do Senado Federal, o requerimento para a realização de uma diligência na BR-319, no trecho que liga Porto Velho a Manaus, com o objetivo de verificar as atuais condições da rodovia, acom-

panhar a execução dos serviços de licenciamento ambiental e de manutenção, bem como as possibilidades de transporte de produtos agropecuários de Rondônia, mais especificamente de hortifrutigranjeiros, para o mercado consumidor de Manaus. A diligência está marcada para o dia 25 de novembro e deve ter a participação de senadores e representantes do Ministério dos Transportes, Dnit, Ibama, e de entidades empresariais, agrícolas e associativistas de Rondônia e do Amazonas. Essa é mais uma ação da campanha pela RESTAURAÇÃO DA BR-319 JÁ”.


10

Ji-Paraná

/jornalrondoniagora @rondoniagoranet

PORTO VELHO, DE 2 À 8 DE NOVEMBRO DE 2013

Arquivo/Rondoniagora

Ji-Paraná entregará 4 mil casas populares em 2014 O prefeito de Ji-Paraná, Jesualdo Pires (PSB), anunciou a entrega de 4 mil novas casas até o ano de 2014, construídas com recursos próprios e com apoio do programa Minha Casa Minha Vida. Nesta semana, ele esteve visitando o condomínio habitacional Morada Melhor 2, que beneficiará 1456 famílias. O investimento total do empreendimento é de aproximadamente R$ 95 milhões e é fruto de parceria entre Banco do Brasil, Prefeitura de Ji-Paraná, Governo Federal e Governo do Estado. Segundo Jesualdo, existe a previsão de que outras 2.500 unidades habitacionais sejam construídas em Ji-Paraná. “Temos mais dois projetos adiantados para novas unidades habitacionais que deverão ser construídas nas proximi-

dades do setor Capelasso, no segundo distrito. Se somarmos com as 596 residências que estão sendo construídas no residencial Bosque dos Ipês, o município de Ji-Paraná chegará, já no próximo ano, na marca histórica de 4.000 habitações sociais. Estaremos contribuindo para a realização do sonho da casa própria de cerca de quatro mil famílias”, anunciou Jesualdo. O condomínio está localizado próximo ao residencial Colina Park, primeiro distrito de Ji-Paraná. No local estão sendo construídos 91 prédios de quatro andares, cada um contendo 16 apartamentos com sala, cozinha, dois quartos, banheiro e área de serviço. No local também serão construídas uma Escola e Creche Municipal, Posto de Saúde e área de Lazer.

“Previsão de que outras 2.500 unidades habitacionais sejam construídas em Ji-Paraná”

Jesualdo esteve acompanhando as obras do Morada Melhor 2


Rolim de Moura

/jornalrondoniagora @rondoniagoranet @rondo ndo n nd do d oni onia nia n iiagoranet

PORTO VELHO, DE 2 À 8 DE NOVEMBRO DE 2013

11

Arquivo/Rondoniagora

DENIS FARIAS D Jornalista

/jornalrondoniagora

@rondoniagoranet

comercial@rondoniagora.com

Policlínica... Fizeram um grande carnaval com um fato recente na Policlínica municipal de Rolim de Moura. Por conta da falta de água da CAERD a diretora da unidade, num ato extremo, teve a ideia de aproveitar a água da chuva e abastecer a cisterna do prédio, para lavar os banheiros, calçadas e demais repartições. O problema é que essa mesma água também abastecia os bebedouros daquela repar-

tição. Certo. Foi um ato equivocado e prontamente reparado pela atual administração, assim que a imprensa denunciou. Acontece que, ninguém mencionou na dita “denúncia”, que a tal cisterna manda água para os bebedouros da instituição desde que foi construída há mais de 20 anos. Sendo assim, o povo vem bebendo água imprópria, como disseram, havia muito tempo.

NUNCA LIMPARAM...

Esqueceram de dizer também na tal reportagem que aquela cisterna jamais foi limpa. O vereador Gerson Bastos (SDD) trabalhou na Policlínica durante dez anos. Segundo ele, a primeira limpeza feita no local foi agora, depois que resolveram “denunciar” o caso. Não cabe aqui contar o que acharam lá dentro, por que não sei que horas as pessoas estão lendo esta coluna, se na hora do almoço ou do jantar, só sei que não foi nada agradável aos olhos.

DÍVIDA... Esta semana ventilaram uma possível dívida da prefeitura de Rolim de Moura com a CAERD, no valor de R$ 5 milhões. Atribuíram à essa pendência as falhas graves de atendimento que a estatal acumula por essas bandas e culparam a atual gestão pela dívida. A pergunta que fica é: em dez meses de administração, o município gastou todo esse valor com água? Óbvio que não. Portanto, é outra dívida deixada pelo ex-prefeito.

QUEM DEVE QUEM... Difícil também entender, neste caso, quem realmente está devendo quem. O serviço de água é de direito do município, isso é fato. Assim, a CAERD atualmente explora esse filão de negócio, arrecadando mais de R$ 500 mil/mês na cidade, sem pagar qualquer tipo de compensação para a prefeitura. Ao contrário, cobra uma taxa ainda maior dos órgãos públicos, pelo serviço que dispensa comentários. Já que é para fazer contas, calcule quanto a CAERD também deve à sociedade rolimourense.

ILUMINAÇÃO... Teve vencedor a licitação que terceirizou o serviço de iluminação pública de Rolim de Moura. A partir deste mês a substituição de lâmpadas, reatores e demais consertos do sistema será de responsabilidade da TRX, uma empresa do ramo radicada em Porto Velho. Para isso a prefeitura rolimourense pagará mensalmente mais R$ 20 mil reais de mão de obra e custeará a compra dos produtos elétricos. O valor total do contrato é de pouco mais de R$ 1 milhão – com vigência de um ano – que serão gastos conforme for a demanda.

CALÇAMENTO... A praça Durvalino Joaquim de Oliveira, antiga praça dos Migrantes, está sendo totalmente reformada pela atual gestão. Abandonada nos últimos anos, sua revitalização se transformou em uma meta do prefeito Cesar Cassol que visita o lugar semanalmente para acompanhar as obras. A secretaria de obras construiu no local um moderno sistema de drenagem, para evitar alagações, e agora está terminando o novo bloquetamento do local. Toda a iluminação já foi revitalizada, assim como o ajardinamento daquele espaço. A inauguração deve acontecer agora no mês de novembro.

Reunião dos empresários aconteceu na sede da Associação Comercial

Núcleo será criado para setor civil GRUPOS ESTÃO SE ARTICULANDO PARA GARANTIR FINANCIAMENTOS E MÃO DE OBRA ESPECIALIZADA Em parceria com empresários locais, a Associação Empresarial de Rolim de Moura (ACIRM) está articulando a criação do Núcleo do Projeto Empreender com apoio do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), escritório de Pimenta Bueno, que permite o incentivo ao associativismo e o desenvolvimento empresarial através da organização. De acordo com o Consultor do Projeto em Rolim de Moura, Ivonei Miranda, outros dois grupos já estão organizados e em plena atividade na entidade. Nei Miranda disse que o núcleo que reúne os empresários da construção civil, já tem conquistado grandes avanços, inclusive junto aos bancos credenciados para custeio e financiamentos de unidades habitacionais em Rolim de Moura. Os representantes da mídia que se reúnem

dentro do Empreender, também estão caminhando, tendo inclusive, apresentado aos vereadores, uma proposta de legislação que regulamente algumas atividades, que não são atendidas pela lei municipal. Sobre a equipe que busca organizar os empresários de moto mecânica, o consultor disse que outros seis municípios “Uma do estado, já dispõem do Em- proposta de preender para o legislação que segmento e os re- regulamente sultados são sur- algumas preendentes, nas cidades de Vilhe- atividades” na, Ji-Paraná e Pimenta Bueno. Para ele o Empreender consegue apresentar soluções viáveis, por que reúne um grupo de empresários, para discutir seus problemas comuns e buscar alternativas conjuntas. Após a apresentação do projeto e o debate entre os participantes, os representantes de 22 empresas optou por criar o Núcleo de Moto Mecânica, do Empreender.


12

Ouro Preto do Oeste

/jornalrondoniagora @rondoniagoranet

PORTO VELHO, DE 2 À 8 DE NOVEMBRO DE 2013

Patrimônio vira ponto de drogas Arquivo/Rondoniagora

PRÉDIO DO GOVERNO ESTÁ ABANDONADO E SERVE COMO ESCONDERIJO PARA MARGINAIS Construído na década de setenta para servir como sub-sede do governo do então Território Federal de Rondônia no interior, o prédio em madeira localizado no município de Ouro Preto do Oeste está abandonado. O local abrigava um grupo de moradores de rua que usufruía de um patrimônio público sem pagar água, luz e o espaço físico. O prédio está localizado na Avenida capitão Silvio Gonçalves de Farias, bairro Incra área nobre da cidade e está desocupado há meses e neste período vem servindo de ponto para o consumo de droga e prostituição. Moradores denunciam que é comum em plena luz do dia veículos estacionar no pátio do prédio e seus ocupantes passarem a praticar atos sexuais e consumirem drogas. “Já cansamos de ligar para a polícia e relatar o fato, mas a coisa continua na mesma ou pior ainda. O que está faltando é uma ação das autoridades a quem compete resolver esta pouca vergonha que vem ocorrendo em plena luz do dia, já que no período noturno a coisa fica mais explicita”, relatou uma moradora. O prédio é de responsabilidade da Casa Civil do Estado, e segundo ficou apurado o secretário chefe o juiz aposen-

“Tal iniciativa do governo não pode ser levada em consideração”

O prédio já foi sub-sede do Território Federal de Rondônia; hoje é o retrato do abandono tado Marco Antonio Faria que já atuou como magistrado na Comarca de Ouro Preto do Oeste, disse que a intenção do governo do Estado é transformar o local em um museu. No entanto tal iniciativa do governo não pode ser levada em consideração quando somente este ano foram anunciados dois projetos para ocupar o

espaço físico do local o primeiro: construir a Unidade Integrada de Segurança Pública (Unisp) para agregar Polícia Militar, Polícia Civil e Corpo de Bombeiros em um só local e o segundo repassar parte do terreno para a construção da nova sede do Lions Clube Ouro Preto em ambos os casos houve muita falácia e nada

de concreto por parte dos assessores do governador do Estado. Ao andar nas dependências é possível encontrar garrafas de bebida alcoólica, latinhas cortadas, essas são usadas no consumo de crack e outras drogas além de preservativos masculinos usados, o mau cheiro exalado é muito forte. Arquivo/Rondoniagora

Jaques Testoni fiscaliza obra no Morro Chico Mendes Em visita a mais uma importante obra em andamento no município de Ouro Preto o deputado estadual Jaques Testoni (PSD), esteve acompanhando “in loco” a obra de asfaltamento da estrada de acesso ao topo do Morro Chico Mendes. Conforme o projeto, do pé do morro até o mirante são 3.080 metros que estão sendo pavimentado com asfalto a quente o governo do Estado está investindo mais de um milhão de reais na obra, sendo que a equipe técnica do gabinete do deputado Jaques foi responsável por todo o projeto Até o presente momento já foram pavimentados cerca de 1,6 com o ritmo de trabalho intensificado a obra deverá

ser concluída em breve espera otimista o parlamentar. O deputado explicou que será plantada grama em toda lateral do pé ao topo do morro, bem como ao término da obra a prefeitura municipal vai proceder com toda a sinalização vertical e horizontal. Os benefícios do Morro Chico Mendes que ficou esquecido pelas administrações que antecederam a do prefeito Alex Testoni não ficam somente na obra de pavimentação asfáltica. Para o ano de 2014 o Morro Chico Mendes que recebe uma grande quantidade de visitantes além de sediar campeonatos reconhecidos internacional de parapente, terá uma completa infraestrutura com a constru-

ção de uma praça de alimentação com vista panorâmica para o município de Ouro Preto, a construção de um mirante, pista de caminhada e outros benefícios. O deputado Jaques disse que a revitalização do Morro Chico Mendes é importante porque Ouro Preto do Oeste está inserido na rota turística internacional elaborada pelo SEBRAE de Curitiba – PR. “Ouro Preto é privilegiado pela natureza e certamente o prefeito Alex Testoni, saberá muito bem explorar este potencial com projetos arrojados, mas dentro da realidade vivenciada pela nosso povo”, disse otimista o deputado que fez questão de destacar a parceria do governo do Estado através do DER.

Deputado fiscaliza o asfaltamento


Articulista

/jornalrondoniagora @rondoniagoranet

PORTO VELHO, DE 2 À 8 DE NOVEMBRO DE 2013

13

ALEXANDRE ARAÚJO Jornalista

APOLOGIA AO CRIME

A coisa deve ficar “preta” para uma filha de um político da região central do Estado. Ocorre que a mimada que já é maior de idade postou fotos em uma rede social exibindo uma carabina de fabricação argentina. As fotos foram tiradas em um possível caça a jacaré em uma propriedade rural o fato é que a mimada deverá ser intimada para prestar os devidos esclarecimentos já que este ato é uma apologia ao crime.

/jornalrondoniagora

@rondoniagoranet

Bíblia Gay Com intenção de aproximar os grupos LGBTTTs da vida religiosa, uma versão da bíblia do Rei James (conhecido também como Jaime ou Tiago, em português) foi reformulada e agora está disponível em uma versão simpatizante. A bíblia do rei James foi feita em meados dos anos 1600, por decisão do soberano, para criar uma versão anglicana do Li-

CORRUPÇÃO E POLÍTICA

vro Sagrado. A edição não homofóbica foi impressa no ano passado. A capa é branca e tem uma cruz com as cores do arco-íris na capa. Em Ouro Preto um pequeno empresário está importando aproximadamente 150 exemplares todos já praticamente vendidos ao preço de R$ 70, o importador comemora e disse que a classe é muito unida. Arquivo/Rondoniagora

É tida como certa quando 2014 chegar logo no início o prefeito Alex Testoni (PSD) vai fazer mudanças na sua equipe de trabalho. Algumas peças serão substituídas, a ordem é não deixar a peteca cair e percebendo que o jogo político tem que continuar favorável o prefeito vai ajustar o seu time conforme a necessidade da partida e um aviso nesta mudança vereadores não terão direito ao famigerado apadrinhamento político, ou seja, indicando seus afilhados.

Um presidente de uma respeitada categoria foi literalmente flagrado com a mão na massa. Acontece que o digníssimo é um opositor ferrenho do gestor municipal e não poderia ser diferente. Escaldado de levar cacete (no bom sentido) o político flagrou o tal presidente se aproveitando da maquina pública, ou seja, um caminhão pertencente a prefeitura foi usado para carregar aterro para a residência do algoz do prefeito que registrou tudo com fotos e filmagem, resta saber o que vai acontecer de agora pra frente, resumindo “macaco que olha o rabo dos outros esquece o seu”.

A agência do Banco do Brasil de Ouro Preto é seguramente a campeã em prestar um péssimo atendimento a população sem fala na prepotência e arrogância da gerencia local que está mais para presidente da instituição do que um funcionária paga com o dinheiro do povo. Existe uma Lei municipal aprovada e sancionada que trata do tempo de espera na fila que não pode ser superior a quarenta minutos, mas na agência local o tempo médio para o cidadão ser atendido é de 2h isso em dias normais e como as autoridades não fiscaliza o cumprimento da Lei é um verdadeiro martírio ser atendido pelos funcionários do BB de Ouro Preto.

No Brasil, política e corrupção acabaram se tornando palavras agregadas. Todos os dias são inúmeras matérias publicadas falando de desvio de verbas, superfaturamento de obras e tantos outros crimes cometidos pelos políticos, que deveriam usar o poder para ajudar a população. É preciso que o povo tenha a consciência de que a corrupção produz pobreza e impede o desenvolvimento do país

ALEX MUDA EQUIPE

FLAGRADO COM A MÃO NA MASSA

BB PASSA POR CIMA DE LEI

comercial@rondoniagora.com

QUENTE OU FRIO?

DER SUCATEADO

A residência do DER de Ouro Preto mostra bem o que o governo do Estado sabe fazer, ou seja, propaganda mentirosa. No pátio do órgão tem vários veículos, alguns até novos completamente sucateados como exemplo dois caminhões tipo caçambas (foto) que estão sem os pneus. A situação é de descaso chegando ao ponto dos mecânicos terem que soldar lâminas que são usadas em maquinas tipo patrol. “o governo comprou veículos novos, mas esqueceu de comprar peças de reposições e o quadro tende a piorar”, lamentou um funcionário do DER que temendo represália pediu para não ter o seu nome divulgado.

FICAMOS DE OLHO O Programa de Aquisição de Alimentos, PAA, que é um programa do governo federal sendo que em Rondônia é executado pela EMATER-RO, em parceria com as prefeituras. O PAA é um programa que visa atender aos agricultores familiares que poderão comercializar até R$ 5.500 por ano, cada. Pois bem depois de um bom tempo sem ser colocado em prática no município de Ouro Preto, o PAA voltou para a surpresa de muitos agricultores que acreditaram nas palavras do governo do Estado e investiram em suas respectivas produções e muitos amargaram prejuízos financeiros. Mas o povo não bobo e já notaram que tudo isso é uma estratégica visando às eleições de 2014 e como sempre ocorre a Emater é usada descaradamente como palanque eleitoral seria prudente o Ministério Publico Eleitoral – MPE ficar de olho nestas ações politiqueiras.

Moradores do Distrito de Rondominas, distante 50 km de Ouro Preto, estão denunciando a qualidade do asfalto que vem sendo executado pelo governo do Estado através do programa “Asfalto Bom”. Ocorre que na propaganda do governo o asfalto é do tipo Concreto Betuminoso Usinado a Quente – CBUQ o próprio nome diz tudo, mas o material que vem sendo empregado é do tipo a frio que tem uma baixa qualidade com a palavra o diretor - geral do DER engenheiro Lúcio Mosquini.

NOVO FÓRUM SÓ DEUS SABE

Entra ano e sai ano e construção do novo Fórum de Ouro Preto fica apenas na promessa. Enquanto isso os servidores tem que trabalhar em um ambiente insalubre e correndo o risco de ver desabar sobre suas cabeças as precárias condições físicas do velho prédio que foi construído há mais de trinta anos e nunca passou por uma reforma completa, somente as chamadas “meia boca”.


14

Articulista

/jornalrondoniagora @rondoniagoranet

PORTO VELHO, DE 2 À 8 DE NOVEMBRO DE 2013

CARLOS TERCEIRO DIRETO DE BRASÍLIA Jornalista

MENTIRA DESLAVADA....

Geraldo Nicoli, presidente da Comissão Interministerial da Transposição deixou escapar que foram analisados 1.040 processos, mas que apenas 300 deles ficaram “aptos” para o deferimento. Numa análise mais profunda, apenas 33 tiveram Portaria Publicada. Esses são os policiais civis que tem situação incontroversa, exatamente a categoria funcional que sempre afirmamos na coluna que seria beneficiada.

SINDICALISTAS EM DESTAQUE... Manoelzinho do Sintero não deixou barato, desabafou na reunião e na presença dos técnicos do Ministério do Planejamento e da bancada federal, exigiu que a comissão Estadual da Transposição tivesse acesso aos documentos incontroversos para ajudar no esclarecimento da análise. Disse mais: “não estamos mais suportando tanta enrolação”...

SINDSEF O Sindicato dos Servidores Públicos Federais de Rondônia (Sindsef), representado pelo seu presidente Daniel Pereira, deixou um exemplo como sugestão pra os técnicos do MP. Na época do presidente José Sarney, em 1982, vários servidores do ex-território de Rondônia seriam demitidos e o assunto foi resolvido politicamente. Ele disse na reunião que muitas situações que não podem ser resolvidas juridicamente podem ser politicamente. Reforçando essa ideia, Geraldo Nicoli deixou escapar que todos os 19 mil processos seriam devolvidos se o governo não tivesse resolvido uma questão jurídica de forma política com relação a problemas de desconto previdenciário dos servidores a serem transpostos. Portanto, Daniel disse que falta boa vontade por parte do governo federal em dar uma solução definitiva para o problema.

/jornalrondoniagora

@rondoniagoranet

Transposição: mentira federal... O governo federal está enganando todo mundo. Na verdade eles querem tumultuar o processo e transpor um número mínimo de servidores para “diminuir” o impacto financeiro para o tesouro nacional. Agora, inventaram uma história de

comercial@rondoniagora.com

EM DEFESA DO GOVERNO...

que precisam de um “parecer normativo” expedito pela AGU para esclarecer impasses jurídicos nas análises dos Termos de Opção. O prazo está acabando para esse enquadramento, pelo menos para os técnico-administrativos.... Arquivo/Rondoniagora

A deputada Marinha Raupp saiu em defesa do governo federal dizendo que o deferimento dos 33 servidores e a publicação da Portaria reconhecendo isso já foi um avanço. A parlamentar só esqueceu-se de utilizar uma maquininha de calcular e rever a questão percentual. 33 servidores não representam absolutamente nada quando se falam de 19 mil processos a serem analisados.

AULA DE DIREITO... O deputado federal Amir Lando, disse à equipe do Ministério do Planejamento que não haveria nenhuma necessidade de criação de várias leis para esse enquadramento. Para ele, a Assessoria Jurídica do órgão não sabe definir quais são os critérios exigidos para o preenchimento dos requisitos que tornam aptos os servidores transporem para os quadros da União. “Basta cumprir a Constituição Federal, que tem princípio autoaplicável”, frisou. “Respeitem a EC 60 e tudo se resolve”, finalizou.

GEAD O Sindicato dos Servidores Públicos Federais de Rondônia protocolizou ofício na Advocacia Geral da União (AGU) exigindo uma decisão definitiva com relação ao pagamento da GEAD para todos os professores federais de Rondônia. “Realizamos várias reuniões e a AGU garantiu que autorizaria o pagamento e até agora nada foi feito. Abrimos mão de honorários sucumbenciais dos advogados como acordo, mas mesmo assim a União ainda não se manifestou sobre o pagamento. Agora, vamos endurecer”, disse Daniel Pereira.


Geral

/jornalrondoniagora @rondoniagoranet

PORTO VELHO, DE 2 À 8 DE NOVEMBRO DE 2013

POLÍTICA & INFORMAÇÃO P Jornalista

/jornalrondoniagora

@rondoniagoranet

Por Adair J.de Oliveira comercial@rondoniagora.com

Confederação de árbitros I Com grandes competições esportivas acontecendo em Rondônia à confederação de estadual de árbitros de Judô e Handebol está deixando a

desejar, fato esse que vem acontecendo nos Jogos Intermunicipais de Rondônia – JIR, em Presidente Médici.

15

Falta de Tramal gera denúncia contra governo Arquivo/Rondoniagora

Arquivo/Rondoniagora

CONFEDERAÇÃO DE ÁRBITROS II

A Confederação de Judô simplesmente pegou parte da sua arbitragem a laço minutos antes do inicio da competição, inclusive um dos árbitros da partida era também atleta.

CONFEDERAÇÃO DE ÁRBITROS III Nossa equipe de reportagem está investigando a fundo já que os valores pagos aos árbitros durante a partida e irrisório, já estamos analisando o empenho feito para a confederação de judô, pois de antemão podemos ver que a irregularidades, na próxima coluna traremos mais detalhes.

CONFEDERAÇÃO DE ÁRBITROS IV Já no handebol a delegação de Cacoal fez uma representação na comissão desportiva do JIR, contra os árbitros já que houve omissão por parte da arbitragem numa jogada envolvendo os atletas da delegação e Cacoal e Ouro Preto D’Oeste.

PRESIDENTE MÉDICI I Mesmo depois de a prefeita de Presidente Médici, Maria de Lourdes Dantas Alves, esbravejar na imprensa que iria suspender o JIR, pois não havia recebido recursos do Governo do Estado para custear as despesas da organização do evento, está acontecendo os Jogos Intermunicipais de Rondônia.

PRESIDENTE MÉDICI II Reconhecemos que a cidade e pequena e as estruturas municipais não são das melhores, mas a organização local do cerimonial pegou muito durante a cerimonia de abertura, pois houve muitos erros grosseiros.

PRESIDENTE MÉDICI III Durante nossa passagem por Presidente Médici, na cobertura dos Jogos Intermunicipais de Rondônia, podemos observar vários problemas na administração municipal, vários vereadores nós procurarão para relatar os problemas, estamos apurando todos os fatos e traremos mais informações nas próximas semanas.

Legenda 95

DE ACORDO COM A REPRESENTAÇÃO DE UM PACIENTE, EMPRESAS VENCEDORAS DE CERTAMES LICITATÓRIOS NÃO ESTÃO EFETUANDO A ENTREGA DOS MEDICAMENTOS Pacientes internados no Hospital de Base Dr. Ary Pinheiro estariam sendo obrigados a comprar o analgésico Tramal, medicamento administrado para inibir dores pós-cirúrgicas. A denúncia foi protocolada no último dia 22 no Ministério Público do Estado pelo morador da zona rural de Porto Velho Valdemiro Miro Sobrinho. De acordo com o relatório levado a conhecimento dos promotores, a maior unidade hospitalar do estado não tem o remédio. “Os pacientes que se encontram hospitalizados na rede pública de

saúde, mantida e administrada pelo estado vêm sendo tratados de maneira cruel e desumana (...) quem pode financeiramente, encontra-se obrigado a adquirir a medicação”, diz trecho da representação. O paciente que procurou o MPE/RO também relata que entrou em contato com o diretor-executivo do Hospital de Base para informar da falta do Tramol e pedir previdências. “Ele confirmou a falta da droga, mas disse que aguarda processo licitatório para fazer a aquisição”. De acordo com o documento apresentado no Ministério Público, o diretor da unidade teria reclamado das empresas vencedoras dos certames. “Não estão efetuando a entrega dos medicamentos”. Penalizado com o sofrimento dos pacientes, um médico chegou a comprar três caixas de Tramol, quantidade infinitamente insuficiente para atender os operados. “Há pacientes que de acordo com a cirurgia chegam a tomar três ampolas por dia. No setor de ortopedia a situação é pior”.


16

Informe Publicitário

/jornalrondoniagora @rondoniagoranet

PORTO VELHO, DE 2 À 8 DE NOVEMBRO DE 2013

Respeite a sinalização de trânsito

NOVO CITROËN C4 LOUNGE. CONFORTO SEM LIMITES...

C4 Lounge Origine 2.0 Manual

A partir de R$ 59.990,00

Sistema Keyless

Sistema Start/Stop

SAM – Smart Alert Move

Não jogar em vias públicas.

Câmbio automático Auto 6

Central multimídia

Teto solar elétrico

PREÇO A VISTA DE R$ 59.990,00 VÁLIDO PARA O VEÍCULO LOUNGE ORIGINE 2.0 MANUAL 2013/2014 na cor Branca Blanquise, para pedido de fabrica. Alguns itens são de série da versão Origine. 3 anos de garantia nos termos dos respectivos manuais . Consulte os preços das revisões. Prazo de 45 dia para entrega. Prazo da promoção até 31/10/2013. Não cumulativa para outras promoções. Para mais informações, acesse www.citroën.com.br.

Av. Pinheiro Machado,2616, esquina com Av.Rafael Vaz e Silva 69 3217-0001 Porto Velho - RO

Rondoniagora impresso  

Versão semanal impressa com notícias exclusivas.