Issuu on Google+

gr át is ão

ve rs

Os passos para obter a certificação Green IT Citizen


Copyright © 2014, Cesta de Conhecimentos. Todos os direitos reservados e protegidos pela Lei 9.610 de 19/02/1998. Nenhuma parte desse eBook, sem autorização prévia por escrito do autor, poderá ser reproduzida ou transmitida sejam quais forem os meios empregados: eletrônicos, mecânicos, fotográficos, gravação ou quaisquer outros.


Não sabe por onde começar? O que estudar? Livros? Vídeos? Cursos?


Comece por aqui.

Neste guia vou passar para você exatamente o mesmo conteúdo, passo a passo, que eu estudei para tirar a certificação.


Sobre

Róger Marroni é formado em Gestão da Tecnologia da Informação pela Faculdade Ftec. Natural da capital do Rio Grande do Sul, Porto Alegre. Possui, até o momento, três títulos de certificação ligados à gestão e governança TI: ITIL v3, Cobit 4.1 e Green IT Citizen. Atuou durante a maior parte de sua carreira prestando consultoria em Gestão Organizacional e Boas Práticas em Tecnologia da Informação. Fundador do site Cesta de Conhecimentos, hoje se dedica como editor de conteúdo do site e a ministrar aulas e treinamentos na área.

www.cestadeconhecimentos.com.br


Dedicatória

Dedico esse livro aos meus pais, Henrique Marroni e Sirlei Nunes, que sempre me deram apoio e são responsáveis pelo meu nível de estudo e educação que tenho hoje. Agradeço também a minha namorada, Pauline Bersagui, pela paciência nos momentos que não puder dar atenção a ela durante a criação desse projeto.

www.cestadeconhecimentos.com.br


Para quem é esse eBook?

Escrevi esse eBook para todos os profissionais que buscam ascensão na carreira e, procuram obter isso, através de certificações. Quem deve fazer a certificação Green IT Citizen? Os perfis mais comum são: gerentes de TI, analistas e técnicos, mas a certificação não é apenas para profissionais de TI. Atinge também analistas de responsabilidade social corporativa, compradores e todos os demais que precisam entender o que a TI verde pode fazer pela sua organização. Gravei um vídeo que falo mais sobre isso e, inclusive, eu revelo 2 exemplos de práticas verdes para profissionais que não são da área de TI. http://cestadeconhecimentos.com.br/blog/2014/03/sera-que-certificacaogreen-e-para-voce.html

www.cestadeconhecimentos.com.br


Como esse eBook vai ajudar você?

A ideia para escrever esse livro nasceu a partir de uma experiência própria que passei. Logo no início da minha vida profissional, tive sempre uma visão muito clara sobre o quanto precisamos nos qualificar para obter reconhecimento diante o mercado de TI. Ter ótimas qualificações, referências profissionais, diversos cursos e grandes experiências não bastavam. O mercado sempre exigia algo a mais, uma certificação. Diante desse fato, comecei a buscar informações que pudessem me ajudar e orientar sobre esse assunto. Naquela época foi difícil começar. Encontrei muita informação desencontrada, espalhada em diversos sites, blogs e fóruns de discussões de fontes não seguras. Não havia nada prático, que orientasse o estudo para a certificação de uma forma simples, segura, sem rodeios ou teorias que me levassem meses de estudo.

www.cestadeconhecimentos.com.br


Como esse eBook vai ajudar você?

A partir de então, resolvi colocar toda a informação e experiência que adquiri, durante meu período de estudos, nesse eBook. Quero que você, diferente de mim, tenha acesso a uma informação precisa, direta, objetiva e gratuita para realizar o exame. Quero que você não perca seu tempo à toa catando conteúdo e informações em diversos pontos diferentes. Quero que coloque seu esforço todo no planejamento e no estudo para compreender o conteúdo do exame. Quero ter a satisfação de ajudar você, de poder contribuir com teu sonho. Auxiliar-te numa conquista e ter você caminhando junto comigo, ao meu lado, com um título de certificação conquistado.

www.cestadeconhecimentos.com.br


Capítulo 1 Universo de TI Verde

Neste capítulo: Conceito de TI Verde; Motivadores para Green IT; Alvos estratégicos de Green IT;


TI Verde

A TI verde nasceu diante de uma necessidade de controle dos impactos causados pelo consumo da Tecnologia da Informação por empresas, indústrias e pela sociedade em geral. Contudo, em paralelo a esse grande consumo de tecnologia, existe a preocupação com os impactos que ela pode causa no meio ambiente. Diante desse fato, a TI verde é uma iniciativa que propõem diversas ações a serem adotados por empresas e pessoas que, a partir de uma visão holística, irão trabalhar em paralelo ao avanço da TI, executando diversos processos de melhorias a fim de beneficiar o meio ambiente.

www.cestadeconhecimentos.com.br


Mudança climática

Refere-se à preocupação com a contribuição das atividades humanas para o aumento da emissão de gases que impactam no efeito estufa na atmosfera terrestre, aumentando a temperatura da terra.

www.cestadeconhecimentos.com.br


Responsábilidade social corporativa

Trata-se de como o negócio entende seu senso de responsabilidade para considerar o bem-estar da sociedade e do meio ambiente com um entendimento que desafios sociais, ecológicos e econômicos estão inter-relacionados e que todos dependem uns dos outros.

www.cestadeconhecimentos.com.br


Tripé

da sustentabilidade

O conceito de Tripé da Sustentabilidade é formado por três elementos. Pessoas, Planeta e Lucro. Esses elementos devem estar em equilíbrio entre si para que a sustentabilidade funcione em uma organização e também devemos considerá-lo como um grande ponto de atenção na implantação de TI verde.

www.cestadeconhecimentos.com.br


Tripé

da sustentabilidade

Podemos definir o Tripé da Sustentabilidade como uma maneira em que as empresas conduzem seus negócios de forma lucrativa, trazendo benefícios para as pessoas envolvidas e para a sociedade e, logicamente, causando o mínimo possível de impacto ao meio ambiente. A partir de então, para o Tripé da Sustentabilidade funcionar, os três lados devem sair ganhando. Ou seja, os negócios devem gerar a receita aos seus investidores, esse lucro também deve gerar benefícios à sociedade e, por fim, impactar o mínimo possível de forma negativa ao meio ambiente.

www.cestadeconhecimentos.com.br


Tripé da sustentabilidade

Agora vamos ver alguns benefícios que você, futuro certificado Green IT Citizen, poderá agregar para sua organização, através da implantação de TI verde tornando um tripé maduro e bem equilibrado. Primeiro passo – Lucro: Conforme já comentei no artigo “Motivadores Green IT para empresas”, é um fato conhecido, a redução de custo e o lucro gerado pela implantação das práticas verdes na TI são indiscutíveis. Hoje desenvolver práticas verdes, além de tornar a empresa mais eficiente é também uma oportunidade de mercado, ou seja, uma vantagem competitiva para a organização diante de seus concorrentes que não tem a sustentabilidade entre os valores da organização.

www.cestadeconhecimentos.com.br


Tripé da sustentabilidade

Segundo passo – Pessoas: A organização que está consciente e aplica as práticas verdes é muito bem vista pela sociedade. Cada vez mais as pessoas preferem consumir serviços e produtos de empresas que investem na responsabilidade ambiental, que tem consciência de produzir de forma verde e sustentável. Assim, a organização está criando um melhor relacionamento com seus clientes. Terceiro passo – Planeta: As boas práticas verdes na TI auxiliam na redução do consumo de energia, diminuindo assim a emissão e poluição ao meio ambiente.

www.cestadeconhecimentos.com.br


Ecossistema de TI verde

A certificação Green IT Citizen [Falo mais dela nesse artigo], na tradução, Cidadão de TI verde, é composta por diversas práticas que orientam o profissional certificado a ter uma visão sistêmica, se preocupando não apenas com a empresa, mas também, com os impactos da TI e como e porque a TI opera, ou seja, com o ecossistema de TI. Então, para você entender o conceito de ecossistema de TI, gostaria que imaginasse um mapa de relacionamento que mostra como vários componentes (Pessoas, compra de softwares e hardwares e a cultura da empresa) influenciam e impactam entre si.

www.cestadeconhecimentos.com.br


Ecossistema de TI verde

A composição do ecossistema de TI é formada por pessoas e pela cultura organizacional, pela forma que as pessoas compram, implementam e realizam o descarte de hardwares e softwares. Isso tudo faz parte do ecossistema de TI e deve ser muito bem analisado, pois para qualquer ação de TI verde que for implantada na empresa é de suma importância que ocorra o apoio e conscientização das pessoas. A cultura deve ser conscientizada e alinhada com as boas práticas orientadas pela Green IT. Portando, nesse momento o papel do profissional Green IT Citizen é muito estratégico, pois é ele quem deve assumir a posição chave para o sucesso da implantação, prestando orientações para a empresa e servindo de fonte de referência para a gradativa mudança dos hábitos da cultura empresarial.

www.cestadeconhecimentos.com.br


Motivadores de TI verde

Assim como eu, você também convive a sua a vida inteira com desejos e aspirações. Independente de qual anseio tiver, podemos dividi-los em duas grandes categorias. Os desejáveis e os obrigatórios, ou seja, dois grupos de motivadores oriundos de duas vertentes. Então, assim como você, as empresas também possuem seus motivadores da TI verde classificados nessas duas categorias.

www.cestadeconhecimentos.com.br


Motivadores de TI verde

Começamos então por aquilo que é desejável, ou seja, procedente exclusivamente de uma vontade da organização. Logo, dentro dos desejáveis, temos os motivadores de negócio e os motivadores ambientais. Os motivadores de negócio, ligados diretamente aos custos da empresa, são relacionados aos projetos de TI verde com foco na redução de energia, Data Center otimizados, cloud computing, etc. Estudos apontam que o setor de TI é um grande consumidor de energia. Portanto, torná-lo mais verde pode reduzir esse custo. Segundo a Global e-Sustainability Initiative, com a implantação da Green IT indústrias podem economizar 800 bilhões de dólares em custo de energia até 2020.

www.cestadeconhecimentos.com.br


Motivadores de TI verde

Já os motivadores ambientais estão ligados com a preocupação da empresa no impacto ao ambiente. Um exemplo para gerenciar esses impactos é a chamada “Compra Verde”. Como em todo negócio, sempre existe uma necessidade de comprar algo. Seja um computador, switch, servidores, enfim. O comum nesse processo é analisar o espaço em disco do PC, memória, número de portas do switch. Porém, além disso, devemos analisar se algum desses componentes contém alguma substância nociva para a natureza. Como Cádmio (Cd), por exemplo.

a text block


Motivadores de TI verde

A TI verde evidência a preocupação com aquisição de produtos que tenha seu ciclo de vida ecológico. Ou seja, boas práticas e cuidados que devemos ter na compra de produtos, ficando atentos para que o próprio fabricante faça o descarte correto. Aquisição de produtos biodegradáveis, sem Cádmio (Cd), Mercúrio (Hg) e Chumbo (Pb) ou outras substâncias cancerígenas é orientada por boas práticas da TI verde.

a text block


Motivadores de TI verde

Agora o nosso último ponto é o motivador obrigatório, ou seja, as regulamentações, normas e leis. Oriundos muitas vezes de governos e grupos ao redor do mundo, as regulamentações tem como foco proteger a natureza através de leis que determinam diversas regras que as organizações sujeitas devem cumprir, estando aderentes a tudo que foi estabelecido por lei. Os principais regulamentos em vigor hoje são: REACH, RoHS E Cap And trade. Dica: Os três regulamentos normalmente aparecem em mais de uma questão na prova.

a text block


Motivadores de TI verde

REACH - É um regulamento da União Europeia relativo ao Registo, Avaliação, Autorização e Restrição dos produtos químicos. Entrou em vigor no dia 1 de Junho de 2007 e substitui um conjunto de diretivas e regulamentos comunitários por um único instrumento legislativo. O reach é o acrónimo de “Registration, Evaluation and Authorization of Chemicals”, o que quer dizer “Registo, Avaliação e Autorização dos Produtos Químicos”. O reach foi publicado no Jornal Oficial da União Europeia a 30 de Dezembro de 2006, sob a forma do Regulamento (CE) nº 1907/2006, entretanto retificado e publicado no JO L 136, de 29.05.2007.

a text block


Motivadores de TI verde

RoHS - Restringe algumas substâncias perigosas: É uma legislação europeia que restringe o uso de certas substâncias perigosas em processos de fabricação de produtos: cádmio (Cd), mercúrio (Hg), cromo hexavalente (Cr(VI)), bifenilos polibromados (PBBs), éteres difenilpolibromados (PBDEs) e chumbo (Pb).

a text block


Motivadores de TI verde

Cap and Trade - A expressão ‘cap and trade’ que na tradução livre seria algo como ‘limite e negociação’ é usada para denominar um mecanismo de mercado que cria limites para as emissões de gases de um determinado setor ou grupo. Com base nos limites estabelecidos, são lançadas permissões de emissão e cada participante do esquema determina como cumprirá estes limites. A negociação de permissões de emissão é o centro deste sistema, sendo que as empresas que possuem mais emissões do que o total convencionado são obrigadas a comprar uma quantidade suficiente de permissões para ficar dentro dos limites. As empresas que ficarem abaixo das metas de emissão podem então vender permissões.

a text block


Motivadores de TI verde

Basicamente, podemos dizer que as permissões são equivalentes ao direito de poluir até um certo patamar. As principais medidas tomadas pelas empresas para alcançar os limites de emissão, além da negociação de permissões, são o controle da poluição, melhoria da eficiência energética, substituição de fontes de energia, entre outros. Devemos encarar as normas como uma forma de mudar a cultura das organizações, pois para todos nós é difícil mudar hábitos, então, é importante que tenhamos as regulamentações bem claras a fim de servirem também de apoio na implantação de novas políticas.

a text block


Motivadores de TI verde

Não podemos esquecer que, nosso papel como certificado Green IT Citizen é ter uma visão clara de cada um desses motivadores. É necessário ter consciência que são eles a origem do nosso trabalho e que cada um, quando bem trabalhado, pode trazer inúmeros benefícios para a organização.

a text block


Lixo eletrônico

O ritmo em que a tecnologia avança e evolui nos dias de hoje é extremamente alto. E isso, com certeza é um dos grandes fatores para termos diversas comodidades eletrônicas, que talvez, não saberiamos mais viver sem elas. Todavia, devido à velocidade que os componentes eletrônicos evoluem para novas versões, as anteriores são substituidas mais constantemente. E aqui está o problema, pois componentes eletrônicos podem conter diversas substâncias nocivas ao meio ambiente e a saúde. Uma solução para as empresas é a utilização de um sistema de rastreamento dos ativos eletrônicos. Através dele você poderá acompanhar todo o ciclo de vida do componente. Logo, poderá programar o descarte ecológico do produto, uma vez que, através do sistema você saberá o período estimado de vida do produto. www.cestadeconhecimentos.com.br


Lixo eletrônico

Existem algumas medidas que você poderá tomar hoje, para garantir a correta destinação final do seu lixo eletrônico no futuro: -Dê preferência para fabricantes que tenham programado o processo de descarte ecológico; -Evite comprar equipamentos feitos de material que não são faceis de reciclar; -Considere a locação de equipamentos ao invés de compra-los;

www.cestadeconhecimentos.com.br


Lixo eletrônico

Uma maneira para prolongar a vida útil de componentes eletrônicos é encontrar novas utilidades para ele dentro da organização: -Servidores mais antigos podem ser mantidos como equipamentos de reserva para períodos de alta demanda; -Computadores antigos podem ser utilizados por usuários que não necessitam de alto desempenho;   Talvez a doação dos equipamentos antigos para bibliotecas, escolas ou algum grupo sem fins lucrativos poderá ser uma ótima solução para os computadores antigos da empresa.

www.cestadeconhecimentos.com.br


Web

conferência

Atualmente as organizações tem uma série de plataformas que permitem a realização de seminários e reuniões online. As vantagens na utilização de web conferências começam na reducão de custos. Imagine você organizar uma conferência dos gerentes da sua empresa. Imagine os custos para alugar um auditório com capacidade para 5.000, cuidar da iluminação do local, recepção para os convidados, logística de equipamentos, deslocamento das pessoas até o local. Todas essas dores podem ser evitadas através de ferramentas online que disponibilizam ambientes virtuais para diversas finalidades. Como apresentação de produtos, treinamentos e workshops.

www.cestadeconhecimentos.com.br


Redes socias

É indiscutível que as redes socias representam um grande ambiente virtual que reuni um ernorme número de pessoas. Apenas no Linkedin, uma rede online para negócios e profissionais, chegou ao número de 34 milhões de usuários. As redes socias, quando bem geridas pelas empresas, permitem que as pessoas conhecam uns aos outros, sem se deslocar fisicamente para isso. Um exemplo muito comum nas organizações é o Skype, ferramenta que reuni sua e o vídeo, muito utilizada para reuniões virtuais, suporte técnico remoto e treinamentos de pequenos grupos da empresa.

www.cestadeconhecimentos.com.br


Capítulo 2 Ações verdes para componentes de TI

Neste capítulo: Os padrões verdes; Ferramenta EPEAT; Selo PROCEL; Virtualização;


Padão IEEE 1680

O padrão IEEE 1680 é referente aos ctitérios de desempenho ambiental para computadores de mesa, notebooks e monitores. Atualmente, a categoria de padrões está dividida da seguinte forma: -1680: Standar for the Environmental Assessment of Electronics; -1680.1: Standard for Environmental Assessment of Personal Computer Products, Including Notebook Personal Computers, Desktop Personal Computers, and Personal Computer Displays; -1680.2: Standard for the Environmental Assessment of Imaging Equipment; -1680.3: Standard for the Environmental Assessment of Televisions;

www.cestadeconhecimentos.com.br


Ferramenta EPEAT

EPEAT, que significa Ferramenta de Avaliação Ambiental de Produtos Eletrônicos é uma ferramenta online fácil de usar para a avaliação e classificação das características verdes de equipamentos de computadores. Ela é baseada em um conjunto de critérios de desempenho ambientais como as capacidades de gerenciamento de uso de energia do equipamentos, a quantidade de materiais perigosos que ele contém, a quantidade de materiais reciclados utilizada e quão facilmente ele pode ser desmontado quando alcançar o fim de vida útil. O EPEAT foi desenvolvido em resposta à demanda crescente dos compradores institucionais por uma ferramenta de avaliação fácil de usar para comparar produtos eletrônicos com base no desempenho ambiental, além de considerações sobre custo e desempenho.

www.cestadeconhecimentos.com.br


Selo PROCEL

O Selo Procel Eletrobras de Economia de Energia, ou simplesmente Selo Procel, foi instituído por Decreto Presidencial em 8 de dezembro de 1993. É um produto desenvolvido e concedido pelo Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica (Procel), coordenado pelo Ministério de Minas e Energia, com sua Secretaria-Executiva mantida pela Eletrobras. O Selo Procel tem por objetivo orientar o consumidor no ato da compra, indicando os produtos que apresentam os melhores níveis de eficiência energética dentro de cada categoria, proporcionando, assim, economia na conta de energia elétrica. Também estimula a fabricação e a comercialização de produtos mais eficientes, contribuindo para o desenvolvimento tecnológico e a preservação do meio ambiente.

www.cestadeconhecimentos.com.br


Selo PROCEL

Para ser contemplado com o Selo Procel, o produto deve ser submetido a ensaios específicos em laboratório idôneo, indicado pelo Procel. Os parâmetros a serem avaliados para cada equipamento constam nos Critérios Específicos para Concessão do Selo Procel que estão no Regulamento do Selo Procel Eletrobras de Economia de Energia. No processo de concessão do Selo Procel, a Eletrobras conta com a parceria do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro), executor do Programa Brasileiro de Etiquetagem (PBE), cujo principal produto é a Etiqueta Nacional de Conservação de Energia (ENCE), sendo também a Eletrobras parceira do Inmetro no desenvolvimento do PBE. Normalmente, os produtos contemplados com o Selo Procel são caracterizados pela faixa "A" da ENCE.

www.cestadeconhecimentos.com.br


Compreender a virtualização

Acredite ou não, a idéia por trás da virtualização remonta a década de 1960. Os primeiros computadores mainframe tinha muito pouco aleatório memória de acesso (RAM) em que para executar programas, a série de que hoje chamamos de aplicações. Projetistas de computadores surgiu com a idéia de enganar o mainframe em pensar que tinha mais memória do que estava realmente presente na máquina. Eles fizeram isso por partes de um programa que se desloquem em um especial arquivo no disco rígido do computador - um processo conhecido como troca. Quando um computador precisava de alguma parte de um programa que foi armazenado em disco, essa parte foi carregado a partir do disco para a memória apenas como se fosse sempre lá. Pense em alguém malabarismo pinos de bowling e você tem uma boa imagem do que o computador estava fazendo. www.cestadeconhecimentos.com.br


Virtualização verde

A virtualização é um dos caminhos mais fáceis para a cor verde, pois quando você executar mais de um aplicativo em um servidor consolidação de aplicações - a reduzir o número de servidores necessária para suportar essas aplicações. A redução na número de servidores físicos é a consolidação de servidores. menos servidores significa menos consumo de energia e uma energia mais baixa requisito para o arrefecimento dos servidores. Em um centro de dados, tendo menos servidores traduz em menos espaço cremalheira e, portanto, uma menor pegada para o centro de dados ou sala de servidores.

www.cestadeconhecimentos.com.br


Hábitos do cidadão de TI verde

Nesse capítulo quero que você leia sobre alguns hábitos que o profissional certificado em Green IT deverá ter consciência de aplicá-los durante seu dia a dia. Seja em ações durante seu período profissional, como também, em seus hábitos pessoais. COMPRA VERDE Diante de todo o tipo de negócio, grande ou pequena empresa, é comum existir a necessidade de compra. Seja a compra de algum insumo através de um fornecedor, compra de materiais, componentes eletrônicos, etc. Diante disso, nosso hábito comum nessas situações é procurar realizar uma compra de qualidade, buscando um produto que atinja nossas necessidades e tenha um valor condizente ao orçamento. Até aqui tudo bem.

www.cestadeconhecimentos.com.br


Hábitos do cidadão de TI verde

Contudo, muitos itens que compramos, por exemplo, componentes eletrônicos, podem ter substâncias nocivas para o meio ambiente. Como: Cádmio, mercúrio ou chumbo. O Papel da TI verde é ter a consciência e conscientizar os demais desse cuidado na hora da compra. Você deverá analisar não apenas os requisitos técnicos e funcionais do produto, mas também, as substancias químicas que pode ele contém. Para ler mais, acessar o exemplo de compra verde citado nesse artigo.

www.cestadeconhecimentos.com.br


Hábitos do cidadão de TI verde

CICLO DE VIDA DO PRODUTO Além da consciência verde na hora de comprar um produto, você deverá junto ao fornecedor ou fabricante, verificar como é realizado o ciclo de vida do produto que está adquirindo. É através desse ciclo que o produto, quando não mais utilizado pela empresa, será descartado de uma forma sustentável. Ou seja, todos os produtos e serviços tem um tempo de vida, após esse período, devemos ter a consciência que não podemos abandonar o equipamento em um canto de um depósito ou em algum terreno vazio, por exemplo. O vazamento de substancias nocivas no solo e a emissão de gases são exemplos de impactos negativos que um mau descarte do produto pode causar.

www.cestadeconhecimentos.com.br


Hábitos do cidadão de TI verde

Portando, antes de finalizar o processo de compra é interessante que seja verificado junto ao fabricante como é feito o descarte do produto e quem é o responsável por realizar essa tarefa. A maioria dos grandes fornecedores já respeita as leis ambientais e, realiza o descarte ecológico de seus produtos fabricados.

www.cestadeconhecimentos.com.br


Hábitos do cidadão de TI verde

SELO VERDE O Selo verde nada mais é que um rótulo colocado nos produtos, trazendo informações que afirmam que a produção foi feita de forma consciente, sem causar impactos negativos ao ambiente. Vemos abaixo alguns selos verdes. O FSC (Forest Stewardship Council) é uma organização que atua na contenção do avanço da destruição de florestas pelo mundo. Esse selo atesta que os papéis produzidos contém matéria-prima certificada. Ou seja, o papel tem origem de manejo florestal responsável. Energy Star é uma iniciativa da Environmental Protection Agency para combater o desperdício de energia de computadores. O selo indica que o produto consome menos energia do que outros produtos da mesma categoria.

www.cestadeconhecimentos.com.br


Hábitos do cidadão de TI verde

REDUÇÃO DE ENERGIA EM DESKTOP O modo sleep é uma boa maneira de manter seu computador ligado usando muito pouca energia. O modo sleep é um recurso ótimo em computadores, ele permite colocar o computador em um estado de espera, onde, o consumo de energia é muito pouco e ainda, seu trabalho estará seguro no PC. O modo sleep pode receber diferentes nomes como Stand By (Microsoft Windows), Sleep (Mac), e Suspend (Linux). Geralmente, todos seguem o mesmo procedimento de desligar todo o hardware e aplicações que não são absolutamente necessárias. Normalmente isto inclui os discos, a CPU, ventiladores de resfriamento e luzes.

www.cestadeconhecimentos.com.br


Hábitos do cidadão de TI verde

É importante lembrar que, o principal impacto ambiental no uso de computadores é provocado pelo seu consumo de energia. Logo, você deverá estar atento aos seguintes fatores: • Refrigeração interna; • Fonte de alimentação; • Nível do desempenho; • Tempo de permanência ligado; Esses quatro itens, quando desregulados ou em mau funcionamento, afetam o consumo de energia dos computadores.

www.cestadeconhecimentos.com.br


Hábitos do cidadão de TI verde

REDUÇÃO DE USO DO PAPEL Conforme estudo feito pela Associação Brasileira das Empresas de Gerenciamento de Documentos (ABGD), 37% das impressões feitas nas empresas são desnecessárias. A taxa de reciclagem do papel no Brasil ainda é muito baixo, apenas 45% do papel que consumimos. Diante desses dados, você deve ter a consciência de tentar reduzir ao máximo o consumo de papel. Procure utilizar meios eletrônicos. Para o uso empresarial, existem alguns softwares que fazem a Gestão Eletrônica de Documentos (GED). Ou seja, os documentos são armazenados, elaborados, lidos e revisados através do computador, nada é impresso. Para o uso pessoal, já existem vários apps para celulares e PC’s, que substituem perfeitamente o bloco de notas utilizado no dia a dia para rascunhos e anotações. O Wunderlist é um ótimo exemplo, recomendo.

www.cestadeconhecimentos.com.br


Hábitos do cidadão de TI SUBTITLE verde

MUDANÇAS DE HÁBITOS DE IMPRESSÃO É importante lembrar que, o principal impacto ambiental no uso de impressoras é provocado pelos maus hábitos na impressão. Logo, você deverá estar atento aos seguintes fatores: • Substituir impressoras que não imprimam frente e verso; • Considerar o ciclo de trabalho da impressora (volume de impressão por mês); • Conscientizar as pessoas sobre os custos e desperdícios na impressão; • Configurar a impressora para impressão frente e verso;

a text block


Capítulo 2 Ações verdes para componentes de TI

Neste capítulo: Os padrões verdes; Ferramenta EPEAT; Selo PROCEL; Virtualização;


Capítulo 3 Ações organizacionais de TI

Neste capítulo: Prédios sustentavéis; Prevemção do lixo eletrônico; Cloud computing; Trabalho a distancia;


Prédios sustentavéis

CICLO DE VIDA DO PRODUTO Além da consciência verde na hora de comprar um produto, você deverá junto ao fornecedor ou fabricante, verificar como é realizado o ciclo de vida do produto que está adquirindo. É através desse ciclo que o produto, quando não mais utilizado pela empresa, será descartado de uma forma sustentável. Ou seja, todos os produtos e serviços tem um tempo de vida, após esse período, devemos ter a consciência que não podemos abandonar o equipamento em um canto de um depósito ou em algum terreno vazio, por exemplo. O vazamento de substancias nocivas no solo e a emissão de gases são exemplos de impactos negativos que um mau descarte do produto pode causar.

www.cestadeconhecimentos.com.br


Segurança da informação na reciclagem

As informações armazenadas nos discos rígidos dos computadores apresentam um grande obstaculo para a reciclagem e reutilização desses equipamentos. O comum nessas situações é a retirada dos discos rígidos dos computadores. Contudo, isso aumenta muito a chance do computador acabar num aterro sanitário ou inutilizavel por uma escola ou biblioteca. Uma melhor solução é desenvolver um procedimento para limpeza das informações dos discos rigidos. Saliento que esse procedimento não é apenas excluir arquivos do computador. Uma vez que em alguns sistemas operacionais o arquivo é apagado do diretório, mas não é necessáriamente excluido dos dados. Assim, possibilitando a recuperação dos dados através de softwares, como o Norton Unerase.

www.cestadeconhecimentos.com.br


Segurança da informação na reciclagem

O descarte de equipamentos eletrônicos sem a remoção das informações pode ter diversas consequências legais para a organização. Para você ter uma ideia, abaixo está uma lista de leis que exigem medidas para evitar que pessoas não autorizadas tenham acesso a informações restritas: • Informação em Saúde Portabilidade e Accountability Act (HIPAA); • Ato de Proteção à Privacidade Infantil On-line; • Proteção de informação de pessoas documentos eletrônicos (PIPEDA); • Lei Gramm -Leach- Bliley (GLBA); • Sarbanes- Oxley Act (SBA);

www.cestadeconhecimentos.com.br


Cloud Computing

Talvez o grande benefício da utilização de cloub computing para a empresa é a liberação de espaço fisico. Uma vez que utilizando o processamento na nuvem, você estará fazendo todo o processamento de dados e armazenamento em servidores fora da empresa. Logo, a computação na nuvem dispensa a necessidade de compra de servidores fisicos pela empresa, e consequentemente, não existirá a necessidade de reciclagem de lixo eletrônico.

www.cestadeconhecimentos.com.br


Trabalho a distancia

Antes de implantar a prática do trabalho à distância, a empresa, deverá estar ciente de como educar seus colaboradores sobre essa nova cultura. A execução do trabalho remoto deverá ser bem planejada pela empresa e, formalizado através de politicas que servirão para orientar os colaboradores. O governo dos EUA, através do site www.telework.gov, criou diretrizes sobre esse tema, passando dicas e orientações de como gerir os trabalhadores remotos, como trabalhar a distancia e algumas sugestões de procedimentos para seguir.

www.cestadeconhecimentos.com.br


[ebook] Teste