Page 1

ANO I - AGOSTO/2013 - NÚMERO 001

AFO B

RIO DE JANEIRO

Virtualização dos Processos,

Mito ou Realidade?


ANO I - AGOSTO/2013 - NÚMERO 001

AFO B

RIO DE JANEIRO

Virtualização dos Processos,

Índice 6

Entrevista:

9

Acontece:

12

Essencial:

17

Cinema

18

Gastronomia

20

Comportamento

25

Equilíbrio

28

Cidadania

30

Falando Sério

34

Ponto

41

Que Rua É Essa

48

Classificados

Mito ou Realidade?

EDITORES Fernanda Ferraz Eduardo Nuno Ferreira de Souza EQUIPE Ivone Santos Elisa Corbelt João P. F. Vieira Carla Wiese Sonia Ferreira DIREÇÃO DE ARTE Daniel Jorge JORNALISTA RESPONSÁVEL Ivone Santos - mtb 18 288 COLABORAÇÃO Flavia Penido Márcia Simal Alessandra P. Angeli Luis Marques Pedro Souza Luiz Eduardo Celidonio Emerson Lopes Evelin Brasile A revista da AFOAB (Associação de Funcionários da Ordem dos Advogados do Brasil) é uma publicação mensal, feita em papel couché 90gr. em tamanho especial. Distribuição gratuita para mailing, cadastrados e associados. CIRCULAÇÃO Todo Rio de Janeiro e Grande Rio. O veículo não se responsabiliza pela opinião dos artigos assinados. contato@revistaafoab.com.br www.revistaafoab.com.br Tel.: 55 (21) 0000-0000


AFO B

A Instituição

A AFOAB/RJ foi a pioneira nas mais profundas reivindicações em favor do funcionálismo das entidades a ela ligados. Conforme abaixo:

Custeava despesas de funeral em até R$ 1.000,00 no caso de falecimento do associado, também extinto em 2004 por dificuldades financeiras.

Concessão de Plano de Saúde na época PLASC CAARJ com o pagamento de 1/3 por parte do funcionálismo, assinado em novembro de 1991

Realizou diversas parcerias e eventos recreativos (Festa Junina, Torneios de Futebol , Confraternização de fim de ano na Sendolândia , Bailes livres e a caráter no clube dos Advogados etc...)

Reajustes salariais nas datas bases da entidades. Integrou no ano de 2000 a Comissão de acompanhamento da Implementação da Complementação de Aposentadoria dos Servidores da OAB/RJ. Promoção de Assisntencia Jurídica aos associados gratuíta. Ingressou no ano de 1998, com Ação relativo as perdas do FGTS referentes aos Plano Bresser e Color 1 e ll A AFOAB/RJ concedeu alguns benefícios a seus associados tais como: Auxilio Natalidade 1 (um) salário mínimo para cada filho do sócio nascido, extinto em 2004, por dificuldades financeiras.

Em OUTUBRO DE 1996 a AFOAB/RJ, após 17 anos de existência realiza o seu maior sonho, ter uma sede campestre para atender seu quadro social, adquirindo um sítio no município de ITABORAÍ, com uma área de 6 mil metros quadrados na gestão da Diretoria biênio 1996/1998 – Ailton Gerão Lima – Presidente , Marilene F. Chianca Lira Vicepresidenta – Sebastião Ronaldo S. Ângelo – Tesoureiro – Margarte Sass – 1a Secretaria e Vânia Carla Menezes Secretaria Adjunta. Celebrou convênio com a partir do ano de 1998, com diversas F A C U L D A D E S E UNIVERCIDADES com descontos entre 20 a 50% entre elas; Estácio de Sá , Unisuam, Veiga de Almeida, Uniabeu , São Camilo , Pinheiro Guimarães, Simonsen, Plínio Leite, Unig , Celso Lisboa , Universo entre outras),

Celebrou convênio no ano de 1997 com a UNIODONTO Coop. Odontológica, para atendimento odontológico de qualidade a seus associdos. Celebrou convênio com a Corretora ASSURÊ SEGUROS, para a contratação de seguro de vida por seus associados. Celebrou convênio no ano de 1997, com o SINAF FUNERAL, para serviços de assistência funeral aos associados , extensivo a seus dependentes: Celebrou vários convênios na área de entretenimento tais como; Walte Planet Parque Aquático, Parque da Mônica,Terra Encantada, O BOTOCÁRIO entre outros. A AFOAB/RJ no auge de sua carteira de associados entre os anos de 2002 a 2007 já teve em seus Quadros 857 sócios, hoje a AFOAB/RJ conta com 50 % do número acima, haja vista, os desligamentos em massa ocorridos na CAARJ em 2008, o que reduzira drasticamente seu quadro social.


Virtualização dos Processos, Mito ou Realidade? Estamos passando por constantes mudanças nos últimos anos, tanto na economia como na política de mercado, tendo estas, influência direta ou indireta sobre a tecnologia. Estas mudanças, tem levado as empresas, cada vez mais a discutirem e buscarem formas de reduzirem custo, risco e complexidade de seus ambientes de TI. Neste cenário, a virtualização se tornou um componente chave para o desenvolvimento de uma estratégia eficiente na busca destes objetivos. Dentre os desafios enfrentados nos datacenters podemos destacar: Eficiência energética; Datacenters que atingiram a capacidade máxima; Servidores subutilizados; Gerenciamento e Segurança complexa dos servidores; Hardware e sistemas legados; Problemas de compatibilidade de aplicações;

Crescimento exponencial dos dados. Para entendermos um pouco mais sobre virtualização, temos de fazer um paralelo entre o que é “real” e o que é “virtual”. Seguindo este raciocínio, real é algo concreto, físico, enquanto o virtual está associado a algo abstrato, assim, podemos definir virtualização como sendo a criação de ambiente virtual que simula um ambiente real, de forma que seja possível a utilização de sistemas e aplicativos, sem necessidade de acesso a máquina, na qual estão hospedados. Este termo não é novo, pois foi utilizado pela primeira vez em 1959, como “Múltiplas Aplicações” por Christopher Strachey e anos depois, a IBM chamou de “Múltiplos Sistemas Operacionais” utilizando em s e u s m a i n f r a m e s , computadores de grande porte, capazes de substituir vários

servidores e executar diferentes sistemas operacionais. Independente da época, o objetivo é o mesmo, no passado tratava-se da redução de tempo na execução das tarefas, hoje, vemos como fundamental para redução de custo. Há basicamente três tipos de soluções em virtualização para atender a infraestrutura de TI, que são: Virtualização de servidores (Hypervisor); Virtualização de aplicativos; Virtualização de desktops. Virtualização de servidores: Conhecidos como hypervisor, são sem dúvida o mais usado entre os três. Hypervisor é a tecnologia que permite a um único servidor físico rodar, simultaneamente, mais de um Sistema Operacional, mesmo que sejam heterogêneos. Isso mesmo, você pode, em um mesmo equipamento, executar


Windows Server, Novell, Linux e Unix. Um fator determinante para adoção desta é o gerenciamento centralizado, manutenção e otimização de de espaço. Virtualização de aplicativos: Basicamente, virtualização de aplicações é a possibilidade de acessar, utilizar e produzir aplicações de forma remota, sem a necessidade de instalação da mesma no computador (máquina) na qual se está operando. Primeiramente, este acesso era feito apenas em LAN ou através de VPN, sendo obrigado a configuração de um cliente, como se fosse um discador antigo de ASDL, mas com o surgimento do mundo Web, hoje é possível o acesso via internet, de forma simples, fácil e segura, com possibilidades até de acessos mobile através de smartphones e tablets. Cada vez mais se tem falado sobre esta, com o crescimento e concretização do SOA. Virtualização de desktops ou VDI: Consiste em criar instâncias de máquinas virtuais, também chamados de desktops virtuais, para os usuários da rede, com recursos avançados

de gerência, controle e segurança. Os usuários podem fazer acesso às suas máquinas virtuais através dos conhecidos thin clients, de conexões TCP, ou simplesmente através de um navegador web comum. É uma grande tendência, devido à iminente demanda por gestão e segurança das informações corporativas. É também, uma tecnologia que assim como as grandes ondas, voltam a tona, ganhando espaço, já que tivemos uma experiência como esta, na época dos mainframes, a qual perdeu espaço, devido ao alto custo, mas, com a atual tecnologia dos servidores, tornou-se viável. Como vimos, a virtualização pode ser vista como sinônimo de economia, produtividade e gerenciamento. O que vale notar nessa conversa, são as razões para se utilizar a virtualização e quais benefícios podemos agregar com o uso desta tecnologia. Fato é que a cada dia tem-se discutido mais sobre o assunto, surgindo também novas ferramentas de implementação, quer seja em servidores, desktops ou aplicações.


Para OAB-RJ, manifestação

teve 'traços de fascismo’

O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil no Rio de Janeiro (OAB-RJ), Felipe Santa Cruz, afirmou que o protesto contra o governador Sérgio Cabral (PMDB) que gerou os tumultos da madrugada dessa quinta-feira, 18, na zona sul do Rio, começou como um movimento legítimo, mas "desbordou para uma manifestação com traços de fascismo". A Anistia Internacional vê repressão policial "indiscriminada".

Segundo Santa Cruz, o ato foi acompanhado por 50 advogados voluntários da OAB que o mantiveram informado até as 5h sobre o que acontecia. Ele recebeu relatos sobre excessos da polícia e também sobre falta de policiamento em algumas áreas. "Acredito que a única discussão que poderíamos fazer esta manhã é como reagir a uma manifestação que é legítima, mas que claramente desbordou, em alguns momentos, e ontem especificamente, para uma manifestação com traços, me perdoem a força da palavra, de fascismo. O que estamos vendo na internet, lendo nas últimas 24 horas, tem um caráter autoritário, fascista e que desconsidera o processo democrático brasileiro", disse.

O presidente da OAB-RJ considerou legítimas as manifestações que acontecem desde junho, mas condenou a violência. "O País não autoriza que se chame pela internet a queima de um palácio, que se cerque um policial e ataque com pedras. Não estamos aqui para defender o governo A ou B", afirmou Santa Cruz, depois de se reunir com o governador Cabral e com a cúpula da Justiça e da Segurança do Estado.

Santa Cruz criticou ainda a declaração do comandante da PM, coronel Erir Ribeiro da Costa Filho, de que, depois da depredação desta madrugada, o acordo feito com a OAB, a Anistia Internacional e outras instituições para reduzir o uso de armas não letais e gás lacrimogêneo na contenção das multidões terá de ser reavaliado. Filho do estudante Fernando Santa Cruz, desaparecido no regime militar, o presidente da OAB-RJ criticou ainda as declarações do comandante da Polícia Militar, coronel Erir Ribeiro, de que a falha na repressão às depredações se deu porque foi "pactuado", em encontro com a OAB e a Anistia Internacional, a redução no uso de armas não letais. "O que nos parece preocupante, e a OAB já manifestou isso, é que às vezes h á u m e x c e s s o d e enfrentamento em algumas frentes e ausência em outras áreas. (...) Nos parece que não há como transferir para a Anistia e para a Ordem a falta de preparo na reação a uma passeata. É um excesso e é uma impropriedade técnica". Para o diretor executivo da Anistia Internacional, Átila Roque, a escalada da violência nas manifestações tem a ver com a repressão policial

«indiscriminada". "A manifestação foi pacífica das 17h às 22h45 e degringolou em cenas dantescas de violência por um lado, e inação da polícia por outro. Um fator que tem contribuído para a escalada da violência é a violência da polícia. É um processo que tem mais de um mês e está gerando grau de ressentimento na juventude contra a polícia e vice-versa", afirmou. Roque disse que "causa estranhamento" a dificuldade d a p o l í c i a d e " m a p e a r, identificar e conter grupos bastante minoritários", que tem praticado atos de violência. Ele também criticou as declarações do comandante da PM. "É um espanto. Imagina se a OAB ou a Anistia fariam um pacto dessa ordem. A Anistia Internacional não defende a inação, mas a atuação de forma inteligente para conter a violência e a depredação de patrimônio público e privado". Imprensa. A Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão (Abert) e a Associação Nacional de Jornais repudiaram, em nota, atos de vandalismo cometidos contra a sede da Rede Globo, que teve a fachada danificada num ataque com coquetéis molotov, e contra um carro de reportagem do SBT, pichado.


«Esses atos de vandalismo são incompatíveis com o legítimo direito à manifestação, e refletem o caráter autoritário de quem os pratica. A violência contra veículos de comunicação é também contra a liberdade de expressão e a democracia. Em última análise, busca atingir o direito dos cidadãos de serem livremente informados", diz o texto da ANJ, assinado pelo vice presidente da entidade e responsável pelo Comitê de Liberdade de Expressão, Francisco Mesquita Neto. A Abert defende que atos de vandalismo sejam rechaçados "por atentarem contra a liberdade de imprensa e o direito à informação". O presidente da Associação Brasileira de Imprensa, Maurício Azêdo, classificou de "desvario" as afirmativas do coronel Erir Ribeiro, segundo quem a "imprensa também é polícia; a imprensa também investiga". "É um raciocínio enviesado. Não se pode confundir os papéis da imprensa e da polícia. Estamos assistindo à revogação do estado democrático de direito sob o comando desse policial, que vem usando a força de forma alucinada e agride indiscriminadamente".

Porque a

primeira impressão é a que fica! A Escala Graphica faz a diferença no atendimento aos seus clientes, em soluções inovadoras, no dinamismo, responsabilidade, na criatividade, na flexibilidade, competência, comprometimento, facilidade de negociações e sobretudo, na rapidez. Na Escala Graphica, a melhor imagem surge a partir da utilização dos mais avançados sistemas digitais pelos melhores profissionais, preocupados em encontrar a solução perfeita para os projetos, problemas e desafios de seus clientes. Investindo na formação e informação de seus colaboradores e em equipamentos de última geração, sempre em busca dos melhor es r esultados, aliados à r apidez, segurança e preços competitivos.

Adesivos Banners Cartão de Visita Cartazes Convites Crachás Encartes Envelopes Folders Flyers Logotipo Pastas Receituários Site Campanhas Publicitárias Crachás Lonas

Tel.: (21) 2595-7843 - Cel.: (21) 7750-2530


Classificados Pick-Up sem gasolina Vendo Pick-Up semi-nova, linda, em perfeito estado. Motivo: não tenho dinheiro para a gasolina. Faço preço bacana, mas tem que ir buscar. Dou mapinha. 8854-3333 - Málcool

Pick-Up sem gasolina Vendo Pick-Up semi-nova, linda, em perfeito estado. Motivo: não tenho dinheiro para a gasolina. Faço preço bacana, mas tem que ir buscar. Dou mapinha. 8854-3333 - Málcool

Pick-Up sem gasolina Vendo Pick-Up semi-nova, linda, em perfeito estado. Motivo: não tenho dinheiro para a gasolina. Faço preço bacana, mas tem que ir buscar. Dou mapinha. 8854-3333 - Málcool

Pick-Up sem gasolina Vendo Pick-Up semi-nova, linda, em perfeito estado. Motivo: não tenho dinheiro para a gasolina. Faço preço bacana, mas tem que ir buscar. Dou mapinha. 8854-3333 - Málcool

Pick-Up sem gasolina Vendo Pick-Up semi-nova, linda, em perfeito estado. Motivo: não tenho dinheiro para a gasolina. Faço preço bacana, mas tem que ir buscar. Dou mapinha. 8854-3333 - Málcool

Pick-Up sem gasolina Vendo Pick-Up semi-nova, linda, em perfeito estado. Motivo: não tenho dinheiro para a gasolina. Faço preço bacana, mas tem que ir buscar. Dou mapinha. 8854-3333 - Málcool

Pick-Up sem gasolina Vendo Pick-Up semi-nova, linda, em perfeito estado. Motivo: não tenho dinheiro para a gasolina. Faço preço bacana, mas tem que ir buscar. Dou mapinha. 8854-3333 - Málcool

Pick-Up sem gasolina Vendo Pick-Up semi-nova, linda, em perfeito estado. Motivo: não tenho dinheiro para a gasolina. Faço preço bacana, mas tem que ir buscar. Dou mapinha. 8854-3333 - Málcool

Pick-Up sem gasolina Vendo Pick-Up semi-nova, linda, em perfeito estado. Motivo: não tenho dinheiro para a gasolina. Faço preço bacana, mas tem que ir buscar. Dou mapinha. 8854-3333 - Málcool

Pick-Up sem gasolina Vendo Pick-Up semi-nova, linda, em perfeito estado. Motivo: não tenho dinheiro para a gasolina. Faço preço bacana, mas tem que ir buscar. Dou mapinha. 8854-3333 - Málcool

Pick-Up sem gasolina Vendo Pick-Up semi-nova, linda, em perfeito estado. Motivo: não tenho dinheiro para a gasolina. Faço preço bacana, mas tem que ir buscar. Dou mapinha. 8854-3333 - Málcool

Pick-Up sem gasolina Vendo Pick-Up semi-nova, linda, em perfeito estado. Motivo: não tenho dinheiro para a gasolina. Faço preço bacana, mas tem que ir buscar. Dou mapinha. 8854-3333 - Málcool

Pick-Up sem gasolina Vendo Pick-Up semi-nova, linda, em perfeito estado. Motivo: não tenho dinheiro para a gasolina. Faço preço bacana, mas tem que ir buscar. Dou mapinha. 8854-3333 - Málcool

Pick-Up sem gasolina Vendo Pick-Up semi-nova, linda, em perfeito estado. Motivo: não tenho dinheiro para a gasolina. Faço preço bacana, mas tem que ir buscar. Dou mapinha. 8854-3333 - Málcool

Pick-Up sem gasolina Vendo Pick-Up semi-nova, linda, em perfeito estado. Motivo: não tenho dinheiro para a gasolina. Faço preço bacana, mas tem que ir buscar. Dou mapinha. 8854-3333 - Málcool

Pick-Up sem gasolina Vendo Pick-Up semi-nova, linda, em perfeito estado. Motivo: não tenho dinheiro para a gasolina. Faço preço bacana, mas tem que ir buscar. Dou mapinha. 8854-3333 - Málcool

Pick-Up sem gasolina Vendo Pick-Up semi-nova, linda, em perfeito estado. Motivo: não tenho dinheiro para a gasolina. Faço preço bacana, mas tem que ir buscar. Dou mapinha. 8854-3333 - Málcool

Pick-Up sem gasolina Vendo Pick-Up semi-nova, linda, em perfeito estado. Motivo: não tenho dinheiro para a gasolina. Faço preço bacana, mas tem que ir buscar. Dou mapinha. 8854-3333 - Málcool

Pick-Up sem gasolina Vendo Pick-Up semi-nova, linda, em perfeito estado. Motivo: não tenho dinheiro para a gasolina. Faço preço bacana, mas tem que ir buscar. Dou mapinha. 8854-3333 - Málcool

Pick-Up sem gasolina Vendo Pick-Up semi-nova, linda, em perfeito estado. Motivo: não tenho dinheiro para a gasolina. Faço preço bacana, mas tem que ir buscar. Dou mapinha. 8854-3333 - Málcool

Pick-Up sem gasolina Vendo Pick-Up semi-nova, linda, em perfeito estado. Motivo: não tenho dinheiro para a gasolina. Faço preço bacana, mas tem que ir buscar. Dou mapinha. 8854-3333 - Málcool

Pick-Up sem gasolina Vendo Pick-Up semi-nova, linda, em perfeito estado. Motivo: não tenho dinheiro para a gasolina. Faço preço bacana, mas tem que ir buscar. Dou mapinha. 8854-3333 - Málcool

Pick-Up sem gasolina Vendo Pick-Up semi-nova, linda, em perfeito estado. Motivo: não tenho dinheiro para a gasolina. Faço preço bacana, mas tem que ir buscar. Dou mapinha. 8854-3333 - Málcool

Pick-Up sem gasolina Vendo Pick-Up semi-nova, linda, em perfeito estado. Motivo: não tenho dinheiro para a gasolina. Faço preço bacana, mas tem que ir buscar. Dou mapinha. 8854-3333 - Málcool

Pick-Up sem gasolina Vendo Pick-Up semi-nova, linda, em perfeito estado. Motivo: não tenho dinheiro para a gasolina. Faço preço bacana, mas tem que ir buscar. Dou mapinha. 8854-3333 - Málcool

Pick-Up sem gasolina Vendo Pick-Up semi-nova, linda, em perfeito estado. Motivo: não tenho dinheiro para a gasolina. Faço preço bacana, mas tem que ir buscar. Dou mapinha. 8854-3333 - Málcool

Pick-Up sem gasolina Vendo Pick-Up semi-nova, linda, em perfeito estado. Motivo: não tenho dinheiro para a gasolina. Faço preço bacana, mas tem que ir buscar. Dou mapinha. 8854-3333 - Málcool

Pick-Up sem gasolina Vendo Pick-Up semi-nova, linda, em perfeito estado. Motivo: não tenho dinheiro para a gasolina. Faço preço bacana, mas tem que ir buscar. Dou mapinha. 8854-3333 - Málcool

Pick-Up sem gasolina Vendo Pick-Up semi-nova, linda, em perfeito estado. Motivo: não tenho dinheiro para a gasolina. Faço preço bacana, mas tem que ir buscar. Dou mapinha. 8854-3333 - Málcool

Pick-Up sem gasolina Vendo Pick-Up semi-nova, linda, em perfeito estado. Motivo: não tenho dinheiro para a gasolina. Faço preço bacana, mas tem que ir buscar. Dou mapinha. 8854-3333 - Málcool

Pick-Up sem gasolina Vendo Pick-Up semi-nova, linda, em perfeito estado. Motivo: não tenho dinheiro para a gasolina. Faço preço bacana, mas tem que ir buscar. Dou mapinha. 8854-3333 - Málcool

Pick-Up sem gasolina Vendo Pick-Up semi-nova, linda, em perfeito estado. Motivo: não tenho dinheiro para a gasolina. Faço preço bacana, mas tem que ir buscar. Dou mapinha. 8854-3333 - Málcool


Revista AFOAB  

Revista da Associação de Funcionários da Ordem dos Advogados do Brasil.