Page 21

Nossa missão Igualmente ao Líbano dos Fenícios, e até aos dias de hoje, nossa missão é continuar o projeto iniciado por nossos ancestrais. Tal como eles, amamos o mundo e as diferenças entre todos os povos. Nossa relação com o planeta remonta sete mil anos, e valorizar e estimular a cultura é nossa principal meta. Nossa responsabilidade é grande. Os Fenícios deram ao mundo o alfabeto fonético, a navegação, a matemática e o direito (o imperador Constantino referia-se a Beirute como a mãe das leis). Também a odontologia, a medicina (Avicena foi filósofo e médico) e a arquitetura. Os Fenícios criaram a púrpura e o vidro. Na química, Mocos de Sidon (século XIII a.C), foi verdadeiramente o pai da teoria atômica, pois definiu como tomos, ou seja, divisível, a matéria (diferentemente de Demócrito), nisso já visionário da teoria de Einstein. Muitos foram as realizações, que prometemos detalhar nas próximas edições. E, saltando para um tempo mais moderno, cito os monges das montanhas do Líbano que gramaticaram o que era um dialeto árabe, transformando-o em um idioma rico. Portanto, graças ao alfabeto fonético, a história, a ciência, enfim, todos os registros importantes da humanidade foram preservados. E como diz Ildefonse Sarkis, “graças a este povo pacífico, que ama a paz e a procura, pois ela faz de fato sua fortuna, favorecendo seu comércio, e é também um mandamento do Deus El que ordena: ‘Ponde a paz no mundo. Derramai-a no seio da terra’. O povo libanês foi invadido e sitiado por diversos povos através dos séculos. Entretanto, o Líbano, que não conquistou nenhum país, nem sitiou nenhuma cidade, nem maltratou nenhuma liberdade, nem derramou nenhuma gota de sangue, invadiu o mundo, ilhas e continentes, oriente e ocidente, para estabelecer o império colonial mais vasto da história. Este colonialismo foi de outra ordem. Levou aos povos o dom do alfabeto.” Antonio Hamdar Diretor de cultura libanesa

HONRADAS PRESENÇAS O diretor de cultura libanesa, Antonio Hamid Hamdar, deseja agradecer a presença dos amigos professor Antonio de Oliveira Pereira (e esposa), Coordenador do Centro de Literatura e Cultura do Forte de Copacabana, que homenageou o dr. Adib Saadi, presidente da Assembléia Geral do Clube Monte Libano durante o “Encontro da Poesia” realizado recentemente nas dependências do clube. Na ocasião estiveram presente, prestigiando a iniciativa, o professor emérito da PUC, Gilberto Mendonça Teles, Jussara Valverde, presidente da Academia dos Médicos Escritores, Joarry Batista, presidente da Alcam e vice presidente da Liga da Defesa Nacional, Cecília Costa Junqueira, vice presidente do Pen Clube do Brasil e dra. Lúcia Regina Lucena, presidente da Academia Nacional de Letras e Artes. CLUBE MONTE LÍBANO

Revista Agosto 2011  
Revista Agosto 2011  

Clube Monte Líbano

Advertisement