Issuu on Google+


2

CLUBE MONTE LÍBANO


MENSAGEM DO PRESIDENTE

JOÃO RANDOLFO ARBEX Nos últimos anos, o Clube Monte Líbano tem recebido um grande contingente de novos associados. Isso é resultado de uma política de acolhimento iniciada nas gestões anteriores e que estamos dando continuidade com muita satisfação. Hoje, os novos associados que chegam encontram um clube bem cuidado, com diversas opções de lazer e entretenimento para eles e seus dependentes. Mas encontram, também, toda uma estrutura de envolvimento, para que se sintam “em casa” fazendo parte de uma nova e grande família. O resultado desse “encontro” é um clube unido, formado por sócios bem-humorados e dispostos a fazer daqui um lugar especial. E toda essa energia que estamos - nós, associados - imprimindo ao Clube se reflete também nas oportunidades que surgem e que valorizam ainda mais o Clube Monte Líbano e sua história na cidade. Temos o caso recente do time de vôlei do Rio de Janeiro - o RJX -, que durante dias fez do nosso clube o local de treinamento de sua jovem equipe, conduzida pelo competente Marcos Miranda. Novos amigos foram conquistados. Especialmente porque esses jovens meninos estão dispostos a representar o Rio de Janeiro em uma importante virada social: a inclusão de jovens nessa modalidade esportiva através de um trabalho de base. Afinal, não podemos esquecer que vivemos em uma das mais importantes cidades do país, que se tornará a sede das Olimpíadas de 2016 e da Copa do Mundo de 2014. Contribuir com a preparação de nossos representantes é, sem dúvida nenhuma, uma honra.

Especialmente porque sabemos do potencial que o Clube Monte Líbano tem para abrigar treinos e atividades esportivas. Nossa infraestrutura é das melhores, tanto a oferta dos espaços para as atividades esportivas, quanto no que se refere aos bastidores, com saunas, banheiros e vestiários em condições de atender qualquer equipe esportiva. Isso nos remete, obviamente, ao importante papel que o Clube Monte Líbano pode exercer no contexto dessas duas competições que colocaram o Rio de Janeiro e o Brasil em maior evidência. Podemos oferecer nossas instalações, nossa estrutura e até mesmo a nossa tradição em ações cidadãs, para que as delegações que chegarem ao Rio de Janeiro possam realizar seus treinos e os preparativos para as disputas que irão, certamente, “incendiar” a cidade. Possuímos uma área privilegiada, arborizada, central e em uma região de importante movimentação cultural, comercial e hoteleira. Isso significa que atletas vindos das mais diferentes regiões poderão ter suas demandas e necessidades - divertimento, gastronomia, compras, hospedagem e treinamento - atendidas em um único lugar. Nesse sentido, é importante que os representantes do Comitê Olímpico Brasileiro (COB), da Federação Internacional de Futebol (FIFA) e da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) estejam atentos a essa disponibilidade e iniciem conosco esse canal de negociação. O Clube Monte Líbano, seguindo as suas tradições de acolhimento e fraternidade, está abrindo os braços a esses amigos, que nas piscinas, nas quadras de vôlei, basquete e futsal, nos campos de futebol, futevôlei e vôlei de areia e nas mais diversas atividades esportivas levam entretenimento e alegria aos povos em todo o mundo.

CLUBE MONTE LÍBANO


Beirute. Vista aĂŠrea

Clube Monte LĂ­bano Av. Borges de Medeiros, 701 - Leblon CEP 22430-041 - Rio de Janeiro - RJ Tel. (21) 2512-8833 www.clubemontelibano.com.br

CLUBE MONTE L�BANO Fundado em 12 de setembro de 1946 Declarado de Utilidade Pública pela Lei Estadual no. 1.952 de 1971 BenemÊrito do Estado por Resolução do Poder Legislativo. Lei no. 2.297 de 1974 Tombado por sua imagem cultural e fachadas arquitetônicas inscritas no Compêndio Internacional de Arquitetura. Lei no. 3796 de 7 de julho de 2004.

Biênio 2010/2011 Presidente de Honra Salomão Saadi Mesa do Conselho Deliberativo Presidente: Gilberto Adib Couri Vice-presidente: Michel Eduardo Chaachaa 1° Secretårio: Rubens Baracat Dip 2° Secretårio: Bruno Felício Asmar Secretårio Suplente: Omar Koury Jr.

Editor e Jornalista ResponsĂĄvel Ricardo Da Fonseca, MTb RJ23267JR

Produção Conselho Diretor Presidente: João Randolfo Arbex Vice-presidente Financeiro: SÊrgio Chucri Merhy Vice-presidente Administrativo: Paulo CÊsar de Azevedo Ritto Vice presidente Social, Cultural e Comunicaçþes : Hilton Abi-Rihan Vice-presidente de Patrimônio: Frederico Landim Machado Vice-presidente de Sede, Compras e Manutenção: Roberto Gaui Vice-presidente de Esportes: Paulo Roberto G. da Cunha Vice-presidente Executivo Cultural: Paulo Edde Filho Vice-presidente Executivo de Comunicaçþes: Humberto Cury Saade Vice-presidente Executivo de Compras e Manutenção: João Pedro Costa Leite Vice-presidente da Presidência: Arlinda Elias Couri França dos Anjos Tesoureiro Geral: Raphael Luiz P. Siqueira Secretårio Geral: Marco Antonio Couri Assessor Jurídico: Michel Eduardo Chaachaa Conselho Consultivo Presidente: JosÊ Elias Jacob Aloan Vice-presidente: Munir Murad Secretårio: AmÊrico JosÊ Oakim Membros: Adib Saadi, Salomão Saadi, Gilberto Adib Couri, Edward Caram Assemany, Ramez Saade, Roberto Salomão Couri, Paulo Cezar Assed e João Randolfo Arbex Conselho Fiscal Presidente: Paulo Cezar Assed Membros: Osmar Fernandes Terra, Nelson Murrad, Luiz Carlos Sabbak TomÊ, Adib Jamil Amin e Roberto Jorge

4

CLUBE MONTE LĂ?BANO

Conselho Editorial Conselho Diretor do Clube Monte Líbano Redação Ricardo Da Fonseca Monica Veiga Projeto Gråfico R. Gatto Edição e Tratamento de Imagens Victor Oliveira

Rua da Lapa, 120 / 601 - Lapa Tel.: (21) 2709-3950 e-mail: widebrasil@widebrasil.com www.widebrasil.com

Revisão de Texto Marco Antonio Nicolau Fotografia Acervo do Clube Monte Líbano e Laura Gargan. Publicidade WideBrasil Comunicação Integrada

$UHYLVWD&OXEH0RQWH/tEDQRpXPDSXEOLFDomRRÀFLDOGR&OXEH0RQWH/tEDQRGR Rio de Janeiro e Ê produzida pela WideBrasil Comunicação Integrada. As opiniþes emitidas nas entrevistas concedidas e os textos assinados são de responVDELOLGDGHGHVHXVDXWRUHVQmRUHà HWLQGRQHFHVVDULDPHQWHDSRVLomRGRVHGLWRUHV nem do Clube Monte Líbano do Rio de Janeiro. É permitida a reprodução parcial ou total das matÊrias, desde que citada a fonte. Agosto de 2011 - Tiragem: 2.000 exemplares


Cartas do leitor Prezado jornalista Ricardo, Desejo expressar nosso agradecimento por teu empenho e da tua equipe pelo trabalho que vêm desenvolvendo junto ao Clube Monte Líbano, através da produção da revista do nosso querido clube. Podemos ver o resultado desse empenho e desse esforço nas páginas da revista, que hoje oferece informações relevantes e de credibilidade aos leitores que apreciam um bom texto e que estão ávidos por conhecer melhor a realidade do Oriente Médio, com suas diferenças ideológicas, religiosas e culturais, delimitadas por necessários limites geográficos. Um verdadeiro estudo sociológico. E nos parece que ganha corpo um projeto – e quem sabe no porvir – de construção de um referencial em termos de aprofundamento para pesquisadores e centros acadêmicos. Estimado Ricardo, creia, os textos da jornalista Flávia Cohen, e principalmente a entrevista realizada com a cineasta Carmen Labaki, que reafirmou um espírito e um pensamento que é universal, nos trouxe muita alegria e emoção de presenciar o manifesto de uma autoridade em política sociológica libanesa como Carmen Labaki. E você, caro jornalista, pesquisou, cortou o azul do mar mediterrâneo e ligou concretamente, através dos fios telefônicos, o Brasil ao Líbano com essa maravilhosa entrevista, que jamais imaginamos realizar e que enriqueceu ainda mais a publicação. Saiba que admiramos o trabalho desenvolvido por Carmen Labaki, que conhecemos através do documentário “O Brasil no Líbano” gravado na fita de vídeo doada ao Clube Monte Líbano pelo querido Dr. Adib Saadi. Portanto, Ricardo, parabéns pelo seu trabalho, e que ele continue com este nível inigualável, feito com devoção e amor, pois quando se faz com amor, faz-se melhor. Não posso deixar de registrar nessas minhas palavras a importância do apoio do valoroso amigo e líder João Arbex e seu time para a realização dessa importante iniciativa editorial. Antonio Hamdar Associado desde o nascimento CLUBE MONTE LÍBANO


PERSONALIDADE DO RIO Atleta

MARLON YARED Ricardo Da Fonseca

Marlon Yared

Ricardo Da Fonseca - Marlon, você faz parte da história do voleibol brasileiro, tendo atuado na seleção brasileira e no exterior como levantador. Conte um pouco dessa trajetória. Marlon Yared - O meu encontro com o voleibol teve início na cidade onde nasci, em Guaíra (PR) , especificamente na escola onde estudei, a Escola Positivo. Eu tinha oito anos de idade, me lembro bem. A partir do meu interesse sincero por esse esporte, pude estudar em escolas de qualidade sem nenhum custo. Esse era um importante apoio que as escolas nas quais estudei me davam. A única contrapartida era me dedicar no esporte que havia escolhido. O que fazia com muita satisfação. Participava de jogos e torneios estudantis estaduais, sempre representando a cidade da minha escola. Fui evoluindo no esporte e aos 13 anos de idade fui convidado para jogar na equipe de vôlei profissional da Sadia. Com o consentimento e apoio dos meus pais, saí de casa e fui morar sozinho. Aos vinte anos me tornei profissional na equipe da Olympikus, em Campinas. Fiz parte, depois, de diversas outras equipes, como a do Minas Tênis Clube, do Brasil Vôlei Clube, da Unisul, do Verona e do Cuneo, ambas na Itália. Hoje, retorno ao Rio de Janeiro para atuar na equipe RJX, que promete apresentar um trabalho bastante profissional, para que reconquistemos o espaço que o Rio de Janeiro sempre teve no voleibol brasileiro. 6

CLUBE MONTE LÍBANO

RDF - Chama muito a atenção o fato de toda essa sua trajetória ter se iniciado graças ao apoio da sua escola, desde a infância. A escola tem um importante e insubstituível papel na construção do futuro de um jovem, não é verdade? Marlon Yared - Antes de qualquer coisa, quero dizer que me considero um indivíduo privilegiado. Em primeiro lugar, pelo fato dos meus pais – José Andreucci e Kozué – sempre terem me apoiado, incondicionalmente mesmo. Em segundo lugar, por ter estudado em escolas que realmente me ajudaram a identificar um caminho. A inserção séria e permanente do aluno no esporte é uma necessidade primordial do poder público, e nunca deveria abrir mão disso. Nem a sociedade deveria deixar o poder público não investir nessa ação. Em terceiro lugar, acho que depois de ter o apoio dos pais, e da escola, você precisa ter um profissional competente e de boa visão para organizar as suas ideias e indicar os melhores caminhos. Eu tive grandes técnicos na minha trajetória, que sempre me conduziram pelo caminho certo e me deram importantes dicas. Falavam assim: ‘Você realmente está no caminho, você tem condição de se tornar um profissional, a partir do momento que você se torna um profissional, aí depende de você. Se você realmente se dedicar, aproveitar as oportunidades e traçar o seu futuro’. Eu me considero, então, privilegiado por ter tido esses três itens que formam um importante tripé nessa história do esporte profissional.


RDF - Você é, então, um sortudo ou há uma história de esforço pessoal e dedicação nessa trajetória? Marlon Yared - Lógico! Quando digo que me sinto um privilegiado é porque diversos elementos convergiram em minha direção. Mas é óbvio que, se eu não me esforçasse para avançar, estaria até hoje nos planos... Eu costumo dizer que sou um operário. Não tenho o dom do voleibol no nível de esportistas como o Renan, o Maurício, o Marcelo Negrão, o Tande e o Giba, por exemplo. Eu me identifico muito com o Nalbert, que também é um grande operário. Aí vai da sua crença. Eu acho que é assim, alguns atletas nascem para aquele esporte. Como o Pelé! Ele tem o dom do futebol. Eu não posso, por exemplo, abrir mão dos meus treinos e dos esforços para meu aprimoramento. Senão perco o ritmo, ao contrário de muitos desses atletas que citei. Isso não desmerece ou enaltece em demasia ninguém. São apenas peculiaridades, características de cada um. Eu valorizo muito a busca do conhecimento próprio. Ninguém melhor do que você mesmo para saber quais são as suas limitações e potencialidades. E eu, a partir desse processo de autoconhecimento, busco fazer as escolhas que melhor atendem minhas necessidades e expectativas.

RDF - Você é um bem sucedido profissional do esporte. Muitos jovens, quanto assistem aos jogos da seleção, se empolgam e decidem ser esportistas. O que você diria para esses jovens? Marlon Yared - Aqui no Brasil, de um modo geral, tratase o esporte de uma maneira muito amadora, indisciplinada. Por isso, quem pretende se tornar profissional do vôlei – ou de qualquer outro esporte – deve estar atento para diversas questões. Combater a preguiça e a indisciplina são, possivelmente, as primeiras coisas que um jovem atleta deve focalizar. Seguido disso, eles devem ser treinados e conduzidos por um profissional conceituado, que saiba o que faz. É ele, o técnico, que vai impor um ritmo de trabalho e de treinamento, que vai dar um direcionamento a esse esportista. É o treinador capacitado que vai identificar os melhores caminhos, indicar as melhores possibilidades, desenvolver aptidões e facilidades... Por isso, a formação desses profissionais é o muito importante. Eles são como os professores das nossas escolas: essenciais. RDF - Que mensagem gostaria de deixar para os leitores da revista do Clube Monte Líbano? Marlon Yared - Gostaria, em meu nome e de toda a equipe do RJX, de agradecer a acolhida do Clube Monte Líbano a nossa equipe. Depois, gostaria de convidar a todos, principalmente as nossas crianças e jovens, para participarem conosco dessa “virada” do voleibol do Rio de Janeiro. Vamos reconquistar o espaço que o estado do Rio de Janeiro teve no cenário do voleibol nacional. E para isso, a participação do torcedor que vive e mora aqui é muito importante. Vá aos jogos! Leve seus filhos! Participe! Torça por nós! CLUBE MONTE LÍBANO


TURISMO

PARIS Monica Veiga

Para quem pensa que viajar é somente conhecer os lugares exóticos e os pontos distantes no planeta, vou contar um segredo: Paris é e sempre será o destino de quem quer fazer uma viagem inesquecível. Na realidade, Paris é uma festa! Seja no livro de Hemingway, no mais recente filme do cineasta Woody Allen, ou nas suas desejadas e merecidas férias. Uns preferem Paris no verão; auge do calor francês, com as praias artificiais às margens do Sena; outros preferem a cidade no começo do outono europeu, quando o clima ainda favorece os passeios ao ar livre e os vinhos e a culinária franceses têm outro sabor. Reinventando-se a cada estação, Paris convive harmoniosamente com os antigos palácios transformados em museus e também com a modernidade do século XXI. Você pode escolher ficar cinco dias ou um mês na cidade, e sempre terá algo mais para fazer e conhecer. O fundamental é ter um calçado confortável para longas caminhadas. Em Paris, revivemos a história acontecida em cada monumento visitado. Conhecemos os aposentos onde Maria Antonieta ficou aprisionada na La Conciergerie, e visitamos a praça onde existiu a Bastilha, terrível prisão antes da Revolução Francesa, há mais de 200 anos. A casa onde viveu Victor Hugo e escreveu seus livros está aberta à visitação, e na Place des Vosges, a mais antiga praça de Paris, no Marais, o deslumbramento é completo. Lá perto, haverá tempo para uma taça de vinho e sanduíches de falafel – há quem diga que 8

CLUBE MONTE LÍBANO

são os melhores do planeta – no Chez Marianne, na rue des Hospitalières. Se sobrar energia, vá até a rue de Rivoli para compras. Para encerrar a noite, um jantar no La Coupolle, um dos mais conhecidos restaurantes da cidade, há 80 anos reduto de personalidades do mundo das artes e amantes da boa cozinha. Paris é uma cidade que se presta a todo tipo de turismo: dos básicos aos sofisticados, diurnos e noturnos, todos ficam felizes na cidade-luz. Podemos elaborar um roteiro, do mesmo jeito que podemos andar sem destino por ruelas estreitas e charmosas. Um passeio interessante é atravessar a Pont Neuf – datada do século XVI, a mais antiga ponte de Paris sobre o Sena – para a Île de la Cité e visitar La Sainte Chapelle,


uma capela gótica do século XIII, e a Catedral de Notre Dame, datada do século XII. Depois, continuar o passeio na Île de Saint Louis, lendo nas placas de endereços sobre seus ilustres moradores e se deliciar com um sorvete no Berthillon. Todos falam que um dia é pouco para se encantar com as maravilhas do Museu do Louvre. É a mais pura verdade e, nesse caso, a recomendação é estudar antecipadamente quais seções serão as suas imperdíveis e ir direto a elas. Caso seja possível, reserve mais de um dia para visitar o museu, mas com intervalos, pois assim não será um programa repetitivo. No subsolo do Louvre, muitas lojinhas com presentes e souvenires. Do lado de fora, o Jardin des Tuileries, a pirâmide e a place de la Concorde, com o obelisco. O Museu D’Orsay, antiga estação ferroviária, já seria um maravilhoso passeio por si só, mas ele abriga a coleção impressionista que antes estava no Jeu de Paume, e flanar por suas galerias será um tempo de cores e prazer insuperáveis. O Centro Georges Pompidou, mais conhecido como Beaubourg, abriga coleções de arte moderna e contemporânea, além de cinemas, shows e debates. O Grand Palais, construído para a exposição universal de 1900, abriga diversos eventos ligados às artes e aos jovens. Por fim, o Museu Rodin, com a deslumbrante coleção de esculturas de Auguste Rodin e de Camille Claudel. O Museu Picasso estará fechado para reforma até 2013. Quem nunca foi a Paris tem parada obrigatória na Torre Eiffel e sua visão de 360º da cidade. Quem já conhece pode se sentar em um dos cafés por perto. Aliás, sentar-se em um café e jogar conversa fora enquanto aprecia um excelente croque monsieur acompanhado de vinho é um dos melhores programas da cidade. Algumas dicas de cafés e restaurantes são: Brasserie Balzar na rue des écoles; o L’ami Jean na rue Malar, atual centro da boemia jovem; a Brasserie Lipp no boulevard Saint-Germain, onde também fica o Café de Flore; o L’ecluse na place de L’Madeleine; o Café de L’Odeon, em frente ao boulevard Saint-Germain; o Bistrot des artistes, na rue des Anglais; o Café Deux Magot na place Saint German des Près; o Café Le Bonaparte na rue Bonaparte; e o Café de La Mairie, na place Saint Sulpice.

O pôr do sol na Basílica de Sacre Couer é belíssimo, e podese aproveitar a visita para entrar na boemia, subindo a pé para Montmartre. Passar a noite entre artistas locais e escolher um dos muitos bares e restaurantes para celebrar a vida é um excelente programa. As compras em Paris são um capítulo à parte, e também é possível escolher por gosto e orçamento: pode-se visitar as Galeries Lafayette e a loja de departamentos Primtemps, ambas no boulevard Haussmann; andar pelas ruas de Rennes e Rivoli, pela place L’Opéra ou encontrar as melhores marcas do mundo na avenue des Champs-Elysées. E já que estamos por aqui, aproveita-se para subir no Arco do Triunfo e fotografar Paris do alto. Acha que acabou? Nosso programa em Paris está só começando. Falta visitar a Place Vendôme, a Ópera de Paris, a Igreja de La Madeleine e andar por seus arredores, o Panteão de Paris, onde estão enterradas algumas das pessoas mais célebres do mundo, como os escritores Émile Zola, Jean-Jacques Rousseau, Alexandre Dumas, Voltaire e Victor Hugo, além de muitos outros. O cemitério Père Lachaise, onde estão sepultados Alan Kardec, Jim Morrison, Balzac, Chopin, Oscar Wilde e Maria Callas, entre outros conhecidos. E se o programa de visitar túmulos e panteões não for do seu agrado, escolha um livro, ou pegue sua máquina fotográfica e passe uma tarde no Jardin du Luxembourg, ouvindo pássaros e passos de gente do mundo todo. E lembre-se: Paris é mesmo uma festa para todos os sentidos: as cores e a arquitetura para os olhos, os vinhos e a comida para o paladar, a poesia da língua francesa para os ouvidos, os aromas de perfumes e bosques para o olfato, tudo isso e mais um pouco, de braços dados com a companhia agradável escolhida para essa viagem. Malas prontas?

CLUBE MONTE LÍBANO


DIA DOS PAIS 14 de agosto, domingo Buffet às 13 horas no Salão Nobre e Serviço a La Carte no Restaurante Piano’s Bar.

FUNCIONÁRIO DO MÊS

AGRADECIMENTO O Clube Monte Líbano deseja expressar os seus mais sinceros agradecimentos às Sras. Glória Couri e Laura Gea, pelas doações feitas à barraca de doces da Festa Junina.

Jane Luiza da Penha Função: Serviços Gerais Admissão: 05/2008

BICICLETÁRIO Buscando minimizar riscos de acidentes e/ou danos em equipamentos dos associados nos horários em que não há atividades no clube, a diretoria estabeleceu que não será mais permitido o pernoite de bicicletas no interior do clube. Colabore e divulgue mais essa norma de bem estar social.

10

CLUBE MONTE LÍBANO


PINTE PARIS COMO VOCÊ GOSTARIA QUE ELA FOSSE.

CLUBE MONTE LÍBANO


AGENDA DE EVENTOS

AGOSTO VO BAR A AO VI ANO’S I P E T MÚSIC N TAURA AS NO RES IRA – 21 HOR E F SEXTA- ma II Te Dia 05 – aes Marcos P e Filho Dia 12 – art Renno Du Dia 19 – Tema II Dia 26 –

PROGRAMAÇÃO INFANTIL Dia 07 Recreação com a equipe Recrear Festas – das 13 às 17 horas Dia 14 Tobogão e Pula Pula – das 13 ás 17 horas Dia 21 Recreação com Tio Tetê – das 13 às 17 horas Dia 28 – Recreação com a equipe Recrear Festas – das 13 às 17 horas

DANÇA DO VENTRE Dia 04 Sara Caldas e Dahab Chaim Dia 11 Darah Hamad e Virgínia Njainne Dia 18 Sara Caldas e Amanda Alexandre Dia 25 Sara Caldas e Nurren Thaiar 12

CLUBE MONTE LÍBANO


ANIVERSARIANTES DO MÊS O Clube Monte Líbano parabeniza os sócios que completam em agosto mais um ano de vida, desejando saúde, paz e prosperidade. Dia 1 Claudia Chilaze, Dalva Osorio C. de Araujo, Danielle Zacharias Barcelos, Elaine Moreira de La Roque, Jorge Jose Netto, Jose Vasco Teixeira da Costa, Jose Vicente Scarpa Pinto, Miguel Afonso Araujo Gonçalves, Priscilla Calmon de Barros Warwar, Priscilla Vilela de Abreu e Stelvio Rosi Dia 2 Emilia Perrout da Silva, Jane Morgana Mar Passos, Maria de Fátima Valle Bueno, Mariana Gonçalves Ribeiro, Olavo De Castro Lobo Filho, Paulo Henrique Vidaurre N. Villaça e Roberto Mesquita Rodrigues. Dia 3 Julienne Carla P. Gonçalves, Marcio José de Carneiro Macedo, Neuseli Menezes Costa, Neyda Márcia Senra Souza Abeid, Sandra Saba e Tamina Nehme Saade Dia 4 Antonio Marques Pazos, Arlinda Elias Couri, Etyene Castro Dip, Jamil Gaui, Livia Araujo Lemos Gonçalves, Luiz Claudio De Almeida Ribeiro, Luiz Guilherme Morgato Marques, Marco Aurélio Fernandes Zarur, Meropi Keti Paes Brazil, Micaela Oliveira David, Michelly De Alessio Meira Cortines, Nicole Tranjan Hajj e Roberta Haddad M. Blatt Dia 5 Adriana Amaral de A. Ramos, Evanice Lima M. Weitzel, Luciana Fortes Farah Teixeira da Cruz, Mara Gloria N. T. Avvad, Pedro Paulo Muanis, Sonia Leite Chami e Theo Couto Xavier Dia 6 Augusto Cesar G. Goncalves Rodrigues, Carlos Leidens Tajra, Gilda Moreira de Faro, Luisa Torelly Ruiz, Maria Henriqueta B. Xavier e Marly Taranto Haddad Dia 7 Alessandro Gomes dos Santos, Edmond Aziz Baruque, Heloisa AlChueyr Proença Rosa, Marcella Britto Boechat Capital, Mauricio Correa de Oliveira, Sandra Chilaze e Vitoria Pereira Gazal

Elias Kaiuca, Maria Amelia F. Loureiro, Matheus Gonçalves Ribeiro, Paulo da Costa Miragaya, Paulo Gomes Neto, Rafaela Rodrigues Pinho e Rosana Nonato L. Ferreira Dia 17 Eduardo Laus Brodbeck, Gabriel Jorge Habib Filho, Julia Vilela Silva S Lacerda, Maria da Gloria C. S. Miragaya, Marina Lomba Z. Puelker, Rafael Goldemund e Rosanna Zraick Dia 18 Agricio de Faria Pimentel, Alvaro Octavio de Alencastre Ceva, Eduarda Goldschmidt Micas, Humberto Eustaquio C. Mota e Paula Marcia de S.B. Bogossian Dia 19 Aline Pires Carvalho Assuf, Daniel Duclos Cavalcanti, Diana Maurity Burle, Frederico Ferrari Araujo e Joao Peroni Borges Barroso Dia 20 Adriana Radler de Aquino Shaum, Amelia Chuquer Abrão, Anderson Nassar Guimarães, Anna Carolina Safadi, Bruna Amorim Meira Cavaliere, Fernanda Henriques De Araujo, Julia Amorim Meira Cavaliere, Juliana Silva Queiroz, Luiza Ferreira Marques Moreira, Marcus Vinicius Siqueira, Maria Ines Janella Ferreira Da Silva, Renata Pinheiro Firpo Henningsen, Vanessa Moussaouba e Walter Oaquim Dia 21 Diva Maria Rasch Bello, Fernando Pires Dos Santos, Gustavo Da Gama Vital De Oliveira, João Vitor Maia Prates, Luis Afonso Falci Campos, Maria Cecilia Couri, Marlene Monteiro Amin e Nathalia Marques Martins Dia 22 Adele Saade, Anderson da Silva Silva, Daniele Couto Judice, Fabio Chammas Fabri, Geraldo Lagden e Patricia de Albuquerque De Azevedo

Dia 8 Bruna Wagner Aloan, Clotilde Al-Chueyr Proença Rosa, Hiram Baliu Chami, João Carlos Koury e Luiz Vieira da Silva

Dia 23 Alice Pereira Gazal, Andre Balassiano, Antonio Augusto Goncalves, Iracema Elisabeth Groth, Ivone Bridi Beze, Jose Elias Jacob Aloan, Maria Consuelo Galvão Gazal, Maria Del Pilar F. Jassus e Rosana Kneipp Lucas

Dia 9 Alfredo Chaia, João Ricardo Farias Japiassu, Leticia Machado Ribeiro, Mauro Mounayar Barreto e Patricio Junqueira

Dia 24 Ana Lucia Abeid Nassar, Eduardo Kanaan, George Feris Sauma Neto e Humberto José Moutinho Rocha

Dia 10 Ana Gabriela de A P Burlamaqui, Ana Maria Sousa Andrade Essus, Arany Teixeira Dias, Breno Zacharias Barcelos, Carlos Eduardo Moura Rodrigues, Solange Duro e Volkan Guzey

Dia 25 Antonio Claudio de Souza, Gilberto Adib Couri, Izabel Cristina Vieira, Jose Alberto Santos Silva e Paulo Cesar Teixeira da Cruz Filho

Dia 11 João Randolfo Arbex, Natalia Do Carmo e Reno Godleski Heitor

Dia 26 27, Clarissa Kede Lima Jallad, Helio Rogerio Capeluto, Jorge Roberto Arab Oakim, Juliana Martins Duarte, Luciana Vidaurre Nassif Villaça, Regina Cely R. da S. Bumachar e Rogério Ferreira Paiva

Dia 12 Alice Junqueira Moll, Carla Warwar Murad, Jose Octavio Knaack Campos, Maria do Rosário B.P. Pizarro e Pedro Piazzarollo Marques Dia 13 Ana Celia Viana Sousa, Georges Ghabi Hajj, Luiz Eduardo Marques Moreira, Maria Cristina F. Campos e Paula Bastos Ferreira Moreira Dia 14 Marcio Nascif Dib Dia 15 Ana Maria Piazzarollo, Fellipe Augusto Melazzi Amorim, Ivan Lopes Moreira Lima, Juliana Duarte Diab Jorge, Maria Da Gloria de A. Couri, Miriam El Hayar, Paula Ganem de Almeida Csettkey, Sonia Maria Galvão Costa e Wilson Fraiha Dia 16 Bernardo Moreira Gadelha, Cristiano Couri Feres Sauma, Marcelo Diab

Dia 28 Bernardo de Vilhena Saadi, Carolina Campos Silva da Cunha, Lucia Cristina Vilela de Carvalho, Rachel Santos Macario e Yara Moura Dia 29 Beatriz H. P.A. de S. Siqueira, Bruna Bandel de G. Lazcano, Bruno Pinheiro Costa, Mariana Nascimento Gomes, Nelson Caram Assemany e Pedro Meneds Tabach Dia 30 Carolina Daibes Rachid de Faria, Daniel Correa Lima da Fonseca, Debora Christina M. Saade, Dilson José Abdalla, Elza Guimarães Boaventura, Marcelo Alves Monfort de Mello, Marise Tinoco de Souza, Pedro Paulo Rios Vieira dos Santos e Ricardo Miguel Japiassu Dia 31 Carlos Mauricio Torres Filho, Heliane de Carvalho Miceli e Rosa Ely Hankis Ghazi CLUBE MONTE LÍBANO 13


Em uma noite de muita alegria e emoção, o cantor Dover Manifold se apresentou no salão 701 do Clube Monte Líbano, interpretando sucessos que se eternizaram na voz de grandes intérpretes, como On Broadway, I’ve got you under my skin e New York, New York. Na ocasião, o cantor fez um tributo a Nat King Cole, lembrando o programa de TV semanal ‘Nat King Cole Show’, comandado pelo cantor norte-americano nos anos 50. O evento foi prestigiado pelos associados do Clube e convidados que puderam conhecer não só a excelente performance de Dover Manifold, como também dos cantores convidados Pedro Calheiros e Karinna Duque Estrada, com performances de Frank Sinatra e Liza Minelli, respectivamente.

O evento contou com a presença de associados do Clube Monte Líbano e convidados, que saíram satisfeitos com o show da noite. 1. Carlos Brazil, José Vicente Scarpa, Lisete Chamun, Amira Zaccur, e convidados. 2. Roberto Rodrigues e Xila Rodrigues e convidados. 3. Teresa Cristina, Cel Vidal da Silveira e Andrea Elizabeth, Elias Georges Mathias e convidados. 4. Maria Claudia Wright e família. 5. Mário Gea, Laura Gea, Onicio Nogueira, Henriqueta Nogueira e convidados. 6. Luiz Fernando (Bonga), Maria Inês, Alvaro Ceva, Sandra Helena Ceva, e convidados. 7. Hilton Abi-Rihan e Clemens Abi-Rihan. 8. Presidente do Conselho Diretor João Arbex, Edward Assemany, Teresa Arbex, Lucila Assemany, Pagrad Paboudjian e Edir Paboudjian. 9. Presidente do Conselho Deliberativo Gilberto Couri, Glória Couri, Glaycon de Paiva e Maria Edith de Paiva. 10. Arno Chammas e sua Sra. Branca Chammas e convidada. 11. Presidente da Assembléia Geral e Fundador Adib Saadi, Marisa Couri, Sérgio Merhy, Cláudio Junqueira, Rosa Helena Junqueira Zarur e Rosa Zarur. 12. Tylda Haddad Fonseca e Carlos Silva. 13. Amado Zarur, Deolinda Zarur, Lilian Zarur e Ricardo Kornalewski. 14. Humberto Moutinho, Fátima Moutinho, José Roberto Pires, Sandra Pires e convidados. 15. Armando Monteiro e sua Sra. Maria Aparecida e seus convidados. 16. Luiz Salomão e acompanhante. 17. Sebastião Porto e Zilma Gusmão. 18. Fernando Salles e Bárbara Salles.

14

CLUBE MONTE LÍBANO


CLUBE MONTE LÍBANO


2º Torneio de Duplas de Vôlei de Areia O Clube Monte Líbano realizou, no dia 09 de julho, o 2º Torneio de Duplas de Vôlei de Areia. O evento foi um sucesso pelo número de participantes, 15 duplas, e pela presença animada de associados e torcedores. No final da competição, o título de 2011 foi para a dupla Marcio Couto e Eduardo Balassiano, que com isso conquistaram o bicampeonato nessa modalidade esportiva. Parabéns a todos, competidores, associados, torcedores e ao Clube Monte Líbano, que permanece incentivando e promovendo um esporte de qualidade nas suas dependências.

A dupla campeã do torneio: Marcio Couto e Eduardo Balassiano.

BATE BOLA Lembramos que, aos sábados, a partir de 11h, nossa quadra recebe todos aqueles que quiserem “bater uma bola”. Parabéns ao nosso Diretor e incentivador Guilherme Tanus. 16

CLUBE MONTE LÍBANO

As equipes de duplas de vôlei que conquistaram as três primeiras colocações: Fred, Bernardo, Marcio, Eduardo, Guilherme e André.


Torneiro de Tênis do Clube Monte Líbano Em partidas muito disputadas, terminou o Torneiro de Tênis do Clube Monte Líbano - Classe A. A modalidade de competição contou com a participação de oito jogadores, considerados os melhores duplistas do Clube. A final foi realizada entre as duplas Alberto Warwar/Paulo Cunha e Leandro Borges/Marcelo Khazen, no dia 02 de julho, e teve como dupla vencedora Leandro/Marcelo. Parabéns aos tenistas participantes do Torneio, que com sua empolgação e dedicação protagonizaram momentos de muita alegria e vibração. Leandro, Marcelo e seus adversários da final, Alberto Warwar e Paulo Cunha.

A dupla campeã do Torneio, Leandro Borges e Marcelo Khazen.


CLUBE MONTE LÍBANO programação esportiva de aniversário

5 6nos a

Setembro é o mês em que o Clube Monte Líbano comemora seu aniversário de fundação. Em 2011, a data marca os 65 anos de fundação do clube, e em homenagem a essa data tão importante, que simboliza uma história singular de luta e defesa da unidade fluminense e árabe no Estado do Rio de Janeiro, a diretoria do Clube Monte Líbano estará realizando diversos eventos comemorativos, nos mais diversos segmentos. Na área de esportes, competições estarão sendo realizadas, além de diversas atividades recreativas e esportivas. Confira alguns eventos que estarão incluídos na agenda de eventos comemorativos dos 65 anos do clube:

07 de agosto Futsal Clube Monte Líbano x Clube da Light Categorias: sub 7, sub 9, sub 11 e sub 13 Local: ginásio Horário: a partir de 9h.

10 de setembro Futebol Soçaite Finais do Campeonato Adulto Horário: a partir das 16h. 11 de setembro Futsal Clube Monte Líbano x Piraquê Categorias: sub 7, sub 9, sub 11 e sub 13 Horário: a partir das 9h.

18 de agosto Futebol Soçaite 1ª rodada do Campeonato Adulto Horário: 20h As inscrições devem ser feitas com o coordenador 17 de setembro Hidroginástica de esporte Marcos. Aulão na piscina Horário: a partir de 10:30h 03 de setembro Futevôlei Patinação Artística Torneio Alunos e iniciantes Horário: a partir das 14h. Local: Ginásio Horário: a partir das 13h. Sinuca Torneio (Lembramos que as mesas de sinuca 24 de setembro foram totalmente reformadas) Categorias: feminino, iniciantes masculino e expe- Natação Competição (alunos e iniciantes) na piscina rientes masculino Horário: a partir de 10h. Horário: a partir de 19h.

18

CLUBE MONTE LÍBANO


Baile de aniversário do Clube Monte Líbano Além das atividades esportivas que marcam as comemoração pelos 65 anos de fundação do clube, a diretoria social reserva importantes apresentações musicais para o período, entre elas a A Banda Varda e o grupo musical Os Cariocas.

Dia 01 de outubro - Os Cariocas Dia 24 de outubro – Banda Varda. O show, que conta com a produção musical do renomado compositor Maurício Duboc, autor de músicas gravadas por Roberto Carlos, Maria Bethânia, Xitãozinho & Chororó, Simone, Emílio Santiago, entre outros, vai apresentar músicas que fizeram parte da vida do carioca. De clássicos ao popular, a Banda Varda promete dar ao seu público no Clube Monte Líbano, uma noite inesquecível.

ESTÁGIO EM JORNALISMO Se você está a menos de dois períodos para terminar sua faculdade de jornalismo, aproveite a oportunidade! A WideBrasil Comunicação está abrindo uma vaga para estagiário(a). Envie seu currículo para widebrasil@ widebrasil.com que em breve você poderá estar fazendo parte desse time e colaborando, inclusive, com a produção da revista do Clube Monte Líbano.

O Grupo vocal Os Cariocas se apresentam no Clube Monte Líbano na Boate 701. A partir das 21:00hs o público poderá apreciar a produção musical de um dos grupos mais tradicionais e respeitados do Brasil. Formado no Rio de Janeiro em 1942 por Ismael Neto, Severino Filho, Salvador e Tarquínio, o grupo se popularizou pelas suas apresentações inovadoras, utilizando um repertório de bossa nova. Atualmente, o grupo vocal Os Cariocas é formado por Severino Filho, Fabio Luna, Neil Teixeira e Elói Vicente.

Informações mais detalhadas sobre a programação social, ligue para o telefone (21) 2512-8833. CLUBE MONTE LÍBANO


POSSE NO ROTARY CLUB Nosso associado José Said tomou posse como presidente do Rotary Club Laranjeiras no dia 05 de julho, em solenidade realizada no Fluminense Futebol Clube. O Clube Monte Líbano deseja expressar suas sinceras congratulações, desejando sucesso na nova administração.

20

CLUBE MONTE LÍBANO

CLUBE MONTE LÍBANO

20


Nossa missão Igualmente ao Líbano dos Fenícios, e até aos dias de hoje, nossa missão é continuar o projeto iniciado por nossos ancestrais. Tal como eles, amamos o mundo e as diferenças entre todos os povos. Nossa relação com o planeta remonta sete mil anos, e valorizar e estimular a cultura é nossa principal meta. Nossa responsabilidade é grande. Os Fenícios deram ao mundo o alfabeto fonético, a navegação, a matemática e o direito (o imperador Constantino referia-se a Beirute como a mãe das leis). Também a odontologia, a medicina (Avicena foi filósofo e médico) e a arquitetura. Os Fenícios criaram a púrpura e o vidro. Na química, Mocos de Sidon (século XIII a.C), foi verdadeiramente o pai da teoria atômica, pois definiu como tomos, ou seja, divisível, a matéria (diferentemente de Demócrito), nisso já visionário da teoria de Einstein. Muitos foram as realizações, que prometemos detalhar nas próximas edições. E, saltando para um tempo mais moderno, cito os monges das montanhas do Líbano que gramaticaram o que era um dialeto árabe, transformando-o em um idioma rico. Portanto, graças ao alfabeto fonético, a história, a ciência, enfim, todos os registros importantes da humanidade foram preservados. E como diz Ildefonse Sarkis, “graças a este povo pacífico, que ama a paz e a procura, pois ela faz de fato sua fortuna, favorecendo seu comércio, e é também um mandamento do Deus El que ordena: ‘Ponde a paz no mundo. Derramai-a no seio da terra’. O povo libanês foi invadido e sitiado por diversos povos através dos séculos. Entretanto, o Líbano, que não conquistou nenhum país, nem sitiou nenhuma cidade, nem maltratou nenhuma liberdade, nem derramou nenhuma gota de sangue, invadiu o mundo, ilhas e continentes, oriente e ocidente, para estabelecer o império colonial mais vasto da história. Este colonialismo foi de outra ordem. Levou aos povos o dom do alfabeto.” Antonio Hamdar Diretor de cultura libanesa

HONRADAS PRESENÇAS O diretor de cultura libanesa, Antonio Hamid Hamdar, deseja agradecer a presença dos amigos professor Antonio de Oliveira Pereira (e esposa), Coordenador do Centro de Literatura e Cultura do Forte de Copacabana, que homenageou o dr. Adib Saadi, presidente da Assembléia Geral do Clube Monte Libano durante o “Encontro da Poesia” realizado recentemente nas dependências do clube. Na ocasião estiveram presente, prestigiando a iniciativa, o professor emérito da PUC, Gilberto Mendonça Teles, Jussara Valverde, presidente da Academia dos Médicos Escritores, Joarry Batista, presidente da Alcam e vice presidente da Liga da Defesa Nacional, Cecília Costa Junqueira, vice presidente do Pen Clube do Brasil e dra. Lúcia Regina Lucena, presidente da Academia Nacional de Letras e Artes. CLUBE MONTE LÍBANO


ATIVIDADES ESPORTIVAS PROGRAMAÇÃO REGULAR

Alongamento Profa. Cristiane Horário: 3as. e 5as. 08:00 às 09:00h 09:00 às 10:00h - Com hora marcada Pilates Profa. Karina / Rosa e Cristian Horário: 2as. a 6as. 07:00 às 19:00h Dança e Teatro Profa. Luisa / Lívia Horário: 2as. e 6as. 08:00 às 20:30h RPG / Fisioterapia Horário: 2a. à 6a. 07:00 às 21:00h Horário: Sábados 09:00 às 13:00h Patinação Artística Profa. Sandra Horário: 2as., 4as. e 6as. 17:15 às 20:00h Natação Profa. Marcelli Horário: 3a. à 6a. 07:00 às 11:40h 16:00 às 20:30h

22

CLUBE MONTE LÍBANO

Musculação Horário: 2as. à 6as. 07:00 às 22:00h Horário: Sábados. 10:00 às 14:00h


Futsal Prof. Humberto Horário: 3as. e 5as. 17:10 às 18:10h (4 a 6 anos) 17:50 às 18:50h (7 a 13 anos) Horário: 4as. e 6as. 08:30 às 09:30h (4 a 6 anos) 09:40 às 10:40h (7 a 13 anos) Tênis Prof. Moisés / Gandara / Bruna Horário: 2as. à 6as. A combinar

Mergulho Prof. Marcelo Horário: 2as. à 5as. 19:00 às 22:00h Jiu-Jitsu e Capoeira (ver quadro ao lado) Hidroginástica Prof. Fábio / Profa. Flávia Horário: 3as. à 6as. 08:00 às 12:20h

Informações mais detalhadas, ligue para o telefone (21) 2512-8833.

CLUBE MONTE LÍBANO


HOMENAGEM AOS HOMENS ESSENCIAIS por Humberto Saade

Uma realização sólida e duradoura não é construída de uma hora para outra. Nem é fruto do acaso. Ela é o resultado da contínua dedicação e da obstinada perseverança de homens indispensáveis, que têm os pés no chão mas que olham sempre para frente, focados na construção de um futuro melhor e mais fraterno. Filho de Wadyh Saade, fundador do Clube Monte Líbano, aprendi o valor dessa instituição e, por isso, nos últimos cinquenta anos me dediquei ao Clube, dentro e fora dos seus limites. Essa atuação me valeu o reconhecimento como sócio benemérito e me faz entender cada vez mais a importância dos sonhos trabalhados com afinco. Presto, por isso, essa homenagem aos fundadores do Clube Monte Líbano, porque eles foram capazes de superar adversidades e limitações, inclusive em nível político e diplomático, para construir uma instituição sólida e duradoura. Se o Clube Monte Líbano é hoje um dos principais clubes do Brasil, não podemos deixar de reverenciar seus fundadores.

Abdo Bogossian Abrahão Jabour Abrahão Khattar Abdulmacih Wadih Aquim Adib Antonio Couri Adib Saadi Albert Fadel Alexandre Edde Alexandre Issa Maluf Aléxis Arab Aléxis Rachid Azen Albert Farjalla Bumachar Alfredo Fiani Alfredo Habib Maksoud Alfredo Rachid Haddad Alfredo Saad Alfredo Thomé Rahal Américo José Oakim Amin Alexandre Kalache Amim Brunetti Atta André Murad Ângela Sayad Nader Antonio Abbas Mousse Antonio Anysio Zaher Antonio Jorge Abunahman Antonio Jorge Direne Antonio José Abichain Antonio Lakiss 24

CLUBE MONTE LÍBANO

Antonio Nejaim Antonio Roque Aristides Edde Assad Miguel Simão Assid Nassif Augusto Cherian Augusto de Gregório Aziz Bahadian Aziz Nader Bechara Abdalla Bichara Cury Calil Andraus Calil M. Bachur Calil Elias Sultano Calil Nassar Calixto Assuf Camil Muanis Camil Saad Camillo Nader Cezar Ganem Cezar Gebara Cezar Thomé Chafic Issa Maluf Chakib Jabôr Chakib João Issa Chaul Hette Chedid Jafet Chedid Malouf

Chicri Elias Kfuri Chucri Cury Merhej Criacos Aquim Daher Chedraoiu David Salomão Saadi Demétrio Caram Demétrio Curi Accauhy Diana Sayad Koury Dib Ibrahim Kazan Edmundo Jorge Chame Eduardo Bahouth Eduardo Benjamin Jafet Eduardo Fadel Eduardo Jorge Farah Eduardo Michel Bacil Eduardo Mokdessi Elias Assad Elias Bedran Elias Assuf Elias Benjamin Elias Chame Elias Jafet Elias Gorayeb Elias Isaac Elias Jorge Bachour Elias José Chamun Elias Margem Elias Miguel Sauan

Elias Said Couri Elias Tutundji Emil Chalita Emilio Jorge Bedran Emilio Wadih Gebara Fadel Fadel Fares Nemer Junior Feiz Torbey Felipe Sawaya Felippe Boutalla Felippe Fares Fiad Felippe Haddad Fernando Luiz Maksoud Feres Assaf Feres Assis Feres Nemer Fouad Coury Safady Fouad Gemmal Fouad José Khair Fouad Karam Francisco Calarge François Jammel Frederico Jafet Fuad Kuri Merhej Fuad Lutfalla Fued Moysés Gabriel André Gabriel Bassil


Gabriel Calfat Gabriel Miguel Jafet Galipe Nasser Ganem Nahum Ganem George Jean Chaia Georges Nicolas Farah Gilberto Acar Gladston Jafet Gloria Tuffy Habib Gregório Bogossian Habib Bestani Habib Toufik Haouche Heitor Tupogi Henrique Abdalla Chamma Isaac Scialon Izabel Caram Sayad Jacob João Issa Jamil João Issa Jamil Muanis Jamil Saade Jamil Feres Sauma Jean Eluf Jean Gemmal João Abdalla Debeis João Abeid João Chalita João Daniel Edde João Assad Houaiss João Gabriel Macari João Jabour João Jacob Issa João Jafet João Jorge Mauad João Mussi Ibrahim João Richa João Saddy João Salomão Haje Joaquim João Oakim Joberto Abdalla Chamma Jorge Abdalla Chamma Jorge Adayme Jorge Alexandre Kalache Jorge André Jorge Bey Maluf Jorge Choeiri Jorge Elias Bacil Jorge Elias Calfat

Jorge Elias Nakad Jorge Jabour Jorge João Chaloupe Sobrinho Jorge João Oakim Jorge José Karam Jorge Kazan Jorge Saddy Jorge Theophilo Abdalla José Abbas Mousse José Abdulmacih Diab José Boueri José Abrahim Elias Khattar José Chaloupe Sobrinho José Gebara José Habib Abduche José Jammel José Jorge José Khalil Khair José Leone Habib José Mansur José Melhem Bumachar José Miguel Caram José Miguel Jorge José Rachid Caram José Said Couri Julio Elias Nigri Khalil Saad Khalil Zarzur Manoel Simões Elsimaani Maurice Misk Mauricio Assuf Mauricio Chame Mauricio José Adissi Michel Adayme Michel João Issa Michel Khoury Michel Salim Rezk Michel Simão Miguel Antonio Assaife Miguel Ângelo Sayad Miguel Arab Miguel Chaloub Miguel Daixum Miguel Darze Miguel Elias Nigri Miguel Isbir Dib

Miguel Jabour Miguel João Oakim Miguel Jorge Rabay Miguel Kalil Lotfi Miguel Raphael Badouy Milton Barbosa Mounir Boutros Saade Munir Abdallah Helayel Nabih Murad Nagib Asfor Nagib Assad Filho Nagib Daniel Nagib David Nagib Elias El Abras Nagib Gazal Nagib Hanna Alzuguir Nagib Jafet Nagib Matte Merhej Nagib Murad Nagib Oakim Nagib Youssef Khair Nahum Antonio Ganem Naim Nassim André Naja Koury Neif Mattar Nelson Chamma Nicola Assuf Nicolas Georges Farah Nicolau Abalem Nicolau Elias Daye Nicolau Nasseh Oswaldo Tolipan Pedro Antonio Ganem Pedro Chein Succar Pedro João Sayad Phelippe Gebara Phydias Haddad Rachid Dib Coury Rachid Nascif Rachid Raad Tannure Rahal Saddi Raphael Abbas Mousse Raphael Jafet Rescalla Abeid Rezkallah Fares Ricardo Nami Jafet Rizcalla Haddad

Roberto Jafet Roberto Maksoud Said Cheadi Said Elias Nigri Said Jammel Salim Abdalla Chamma Salim Hanna Alzuguir Salim Jorge Mansur Salim José Assaf Salim Mansur Salim Matte Merhej Salim Nagib Atalla Salim Neder Salim Salles Salomão Manoel Elsimaani Salomão Saadi Salomão Simão Sayd Chalita Simão Abbas Mousse Simão Jorge Dib Simões Caram Assemany Seba Ananias Semi Abrão Zattar Theophilo Badim Toufic Kanham Tofic Nigri Toufic Saad Toufik José Jorge Aouilla Toufic Srour Tuffy Nicolau Habib Ubaldo Ganem Victor Majdalany Wadih Jorge Bedran Wadih Jorge Tauille Wadih Simão Wadyh Elias Saade Wagih Elias Murad Waldemar Melhem Couri Washington Abdalla Chamma Wehbe José Mansur William Gabriel Benjamin Yomtov Nigri Zacharias Boueri Zouain Zouain CLUBE MONTE LÍBANO


O MUNDO ÁRABE

ARÁBIA SAUDITA Ricardo Da Fonseca

A Arábia Saudita é um país localizado na Ásia, na região conhecida como Oriente Médio, na península árabe. É, dentre os países localizados na península, o de maior extensão territorial. Seu clima é predominantemente árido quente, com uma pequena área ao norte do país de clima subtropical. A falta de cobertura de nuvens leva a grandes variações de temperatura entre o dia e a noite, com temperaturas que podem chegar a 55ºC no verão e 20ºC nos dias de inverno, sendo que nas noites de inverno a temperatura pode chegar a ser negativa. O grupo étnico dominante da população saudita é o árabe, mas há minorias indianas, iranianas e negras, com cerca de 15% da população formada por beduínos nômades ou seminômades. A Arábia Saudita adota como religião o islamismo, sendo os sunitas a corrente mais forte e representativa no país. O país também recebe um grande contingente de imigrantes estrangeiros devido ao fato da sua economia estar baseada no petróleo. Imigrantes procedentes do Iêmen, dos países do golfo Pérsico, do Egito, da Coreia do Sul, da Europa e dos Estados Unidos buscam no país a riqueza e as oportunidades que as refinarias de petróleo e outros segmentos do mercado do petróleo podem oferecer, já que o país abriga a maior reserva de petróleo do mundo. Além disso, devido aos investimentos que o país vem fazendo para aproveitar melhor os seus escassos recursos hídricos, inclusive com a implantação de modernas técnicas de irrigação, a Arábia Saudita já vem alcançando resultados interessantes na produção agrícola, com destaque especial para a produção de trigo, tâmara, tomate, melancia, cevada, uva, pepino, abóbora, berinjela, batata, cenoura e cebola. Como muitos dos países do mundo árabe, a Arábia Saudita, ou melhor, seus líderes e governantes, ainda não prezam as conquistas da modernidade, como a democracia e a participação popular na construção de uma nação melhor. 26

CLUBE MONTE LÍBANO

A prova disso é que nesse país não há poder legislativo nem uma Constituição em vigor que norteie com isenção os rumos da nação. Em razão do fundamentalismo islâmico, esse desprezo pelas liberdades individuais s e e x pressa, também, no âmbito religioso: na Arábia Saudita não é permit i do a manifestação em público de outra religião. Apesar disso, no país vivem, além dos mulçumanos, cristãos, hinduístas, budistas, Sikhistas e Fé Baháí. Além, naturalmente, dos sauditas que não praticam nenhuma religião. A Arábia Saudita, ainda hoje, não permite o voto feminino, e as mulheres não podem sair de suas casas sozinhas. Nação com diretrizes rígidas, a Arábia Saudita possui sistema legal que prescreve pena de morte ou castigo físico, incluindo amputação das mãos e dos pés para certos crimes, como assassinato, roubo, estupro, contrabando de drogas, atividade homossexual e adultério. O roubo é punível com a amputação da mão, embora normalmente em casos reincidentes. Em termos de organização geográfica, a Arábia Saudita abriga ainda diversas cidades antigas, como Djeda, Medina e Meca, capital espiritual do islamismo. Riyad, a capital política, é moderna, mas conserva traços antigos. É importante destacar que as cidades de Meca e Medina, pelo significado e importância religiosa, recebem peregrinos do mundo inteiro durante todo o ano, o que torna o turismo religioso uma importante fonte de renda para essas cidades e para a Arábia Saudita.


Clube Monte Líbano Av. Borges de Medeiros, 701 - Leblon CEP 22430-041 - Rio de Janeiro - RJ Tel. (21) 2512-8833 www.clubemontelibano.com.br

Fundado em 12 de setembro de 1946 Declarado de Utilidade Pública pela Lei Estadual no. 1.952 de 1971 Benemérito do Estado por Resolução do Poder Legislativo. Lei no. 2.297 de 1974 Tombado por sua imagem cultural e fachadas arquitetônicas inscritas no Compêndio Internacional de Arquitetura. Lei no. 3796 de 7 de julho de 2004.

CLUBE MONTE LÍBANO

28


Revista Agosto 2011