Page 1

Ano XI - Edição 118 - Passos - MG - Novembro 2013

PERDER GANHANDO...

O Dia de Finados é o dia da celebração da vida eterna das pessoas queridas que já faleceram. É o Dia do Amor, porque amar é sentir que o outro não morrerá nunca. É a grande celebração da vida eterna que não termina nunca. Pois a vida cristã é viver em comunhão íntima com Deus, agora e para sempre. Desde o século I, os Cristãos rezam pelos falecidos; costumavam visitar os túmulos dos mártires nas catacumbas para rezar pelos que morreram sem martírio. No século IV, já encontramos a Memória dos Mortos na celebração da missa. Desde o século V, a Igreja dedica um dia por ano para rezar por todos os mortos, pelos quais ninguém rezava e dos quais ninguém se lembrava. A partir do século XI, os Papas Silvestre II (1009), João XVIII (1009) e Leão IX (1015) pediram às comunidades que dedicassem um dia por ano aos mortos. Desde o século XIII, esse dia é comemorado no dia 2 de novembro. Portanto o interessante é perceber que a Igreja lembra-se de todos, por exemplo, no Dia de Todos os Santos, que se celebra no dia 1º de novembro, para destacar todos aqueles que morreram em estado de graça e não foram canonizados. Já o Dia de Todos os Mortos, que se celebra no dia 2 de novembro enfatiza todos os que morreram e não são lembrados nas orações. Parece que ao celebrar o Dia de Finados ficamos aprisionados à morte. Porém se morremos no Cristo, Nele nascemos para a eternidade. É preciso aprender a perder para ganhar. Quem aprende a perder ganha muito mais do que se imagina. Digamos que todo homem nasce

perdendo. Esta é uma verdade puramente nata do homem. Nem nascemos e estamos sujeitos a perder. A perda em todos os sentidos gera uma profunda dor interior, dor que tira nossa paz. Contudo, ao tirar nossa paz, gera sofrimento, mas se temos uma fé bem fortalecida no evangelho, consequentemente a perda gera em nós uma transformação que capacita-nos a seguir em frente. Quando perdemos, nessa perda ganhamos experiência, pois nascemos experimentando aquilo que é agradável e o que não o é. Temos que aprender a mudar e assim a caminhar perdendo. A perda nos chicoteia por dentro, ela nos arranca do comodismo. Ela nos desestabiliza no caminhar. Ela nos provoca e incomoda no nosso jeito de ser e agir. Perder é um bom sinal quando de fato o objetivo não é o material e nem o físico, mas o espiritual. Perder é de fato entrar na dinâmica da cruz que leva-nos à luz. Portanto, se pensamos que perdemos nossos entes queridos, estamos equivocados, pois os ganhamos na eternidade como intercessores na vida eterna. Rezemos, pois pelos nossos irmãos e irmãs que já morreram.

MISSAS NO DIA DE FINADOS DE NOSSA PARÓQUIA: Cemitério Municipal: 9h30 Santuário Nossa Senhora da Penha: 19h

Gilmar Antônio Pimenta Vigário Paroquial


Informativo Paroquial - Novembro 2013 - 2

CAMINHADA PAROQUIAL

Queridos Paroquianos e leitores; Estamos no penúltimo mês do ano, terminando também o Ano Litúrgico com a Solenidade de Cristo Rei. Que possamos, realmente, colocar Jesus na centralidade de nossa vida. Em Cristo Rei a Igreja "termina" o Ano da Fé, porém nos propondo um mergulho cada vez maior em tal mistério centrado na

Palavra de Deus, na Eucaristia e na Vida em Comunidade. Vamos participar na UNIDADE PAROQUIAL, neste momento propício do "encerramento" do Ano da Fé. Celebraremos juntos no Santuário. Nossa Paróquia está em obras com o Centro Pastoral Sant' Ana, que se tornará um espaço aconchegante, com mais salas, melhor circulação e humanização. Nesse espaço poderemos não só servir e evangelizar, como também assumir parcerias em projetos sociais que favoreçam os mais carentes. Com as Celebrações Eucarísticas também estamos criando novos horários para que nosso Povo de Deus possa nutrir-se da Eucaristia e ser enviado em missão. "A Eucaristia é o centro da

Missão da Igreja e o cume para o qual se dirige a atividade da Igreja, e ao mesmo ritmo a nascente a Partir da qual nasce a Força da Igreja" (SC 10). Teremos missas pela manhã no Santuário (a Igreja Mãe), durante a semana, na quarta-feira na futura paróquia de São Luis de Montfort e uma no domingo pela manhã na Igreja Santo Antonio. Por fim, estamos retomando a Campanha dos Carnês da futura Paróquia São Luis. Participe! Colabore! Abrace essa causa. É um momento especial que todos nós devemos assumir com o amor. Ser Igreja é se doar, colaborar, viver, ser extensão de nosso lar! Um fraterno abraço do padre, irmão e amigo, Padre Francisco Clóvis Nery Pároco

"O Escandaloso Teatro das Virtudes" Queremos parabenizar o escritor e colaborador do nosso Informativo Paroquial, Marco Túlio Costa, pelo lançamento do livro : "O Escandaloso Teatro das Virtudes". Que o dom da Sabedoria sempre seja derramado sobre você para que possa continuar nos presenteando com esses belos escritos. PARABÉNS, SUCESSO E O NOSSO MUITO OBRIGADO PELA DISPONIBILIDADE DE SEMPRE COLOBORAR CONOSCO. PASCOM PENHA

Venha você e sua família comemorar junto a nós!

ção:

Anima

ell B k 31 de dezembro de 2013 - À partir das 22h c i R e s i r p Re a d Espaço Santa Tereza (Rua Bocaiúva, 178) Informações: n a eB

MESA 6 LUGARES - VALOR: R$ 35,00 - (POR PESSOA)

Secretaria Paroquial: (35) 3521-3538 Suely Caetano: (35) 8862-1875


Informativo Paroquial - Novembro 2013 - 3

A FÉ, DOM DE DEUS. ENCERRAMENTO DO ANO DA FÉ - 24 de Novembro - Solenidade de Cristo Rei -

Estamos às vésperas do encerramento do Ano da Fé, momento forte na nossa caminhada pastoral como Comunidade. Para tal, no dia 24 de novembro, dia em que se encerra o mesmo, realizaremos um momento de intensa reflexão e adoração ao Santíssimo Sacramento. De fato nossa fé é sustentada na Eucaristia e na Palavra de Deus. Portanto, não podemos nos resguardar e nem ignorar este forte momento de oração. O Ano da Fé nos convidou a revermos nossa vida, a sermos íntegros em nossas ações. Contudo, se olharmos para o Catecismo da Igreja veremos no §171 que a Igreja, é "a coluna e o sustentáculo da

verdade" (1 Tm 3,15), que guarda fielmente a fé uma vez por todas confiada aos santos. É ela que conserva a memória das Palavras de Cristo. É ela que transmite de geração em geração a confissão de fé dos apóstolos. Como uma mãe que ensina seus filhos a falar e, com isso, a, compreender e a comunicar, a Igreja, nossa Mãe, nos ensina a linguagem da fé para introduzir-nos na compreensão e na vida da fé. Diante dos desafios do mundo, em constantes mudanças, somos impelidos a olhar com ternura a vida comunitária. Temos que arriscar, lutar e vivenciar desde já a misteriosa ação da fé. É preciso urgentemente ser sinal da fé nas nossas Comunidades, fortalecendo nossas ações pastorais em vista de uma missão mais solidificada na comunhão. Temos um compromisso a assumir com serenidade e muita sinceridade do coração. A Igreja é chamada a ser “Sal da terra e luz do mundo” (Mt. 5, 1314). Contudo, “a Igreja de Jesus Cristo ou é missionária ou não é Igreja!” já dizia Dom José Mauro, em saudosa memória. Eis aí um desafio a todos.

É preciso que todos os paroquianos, agentes de pastorais, bem como todos os envolvidos com movimentos e grupos estejam em sintonia e oração nesse dia. Teremos a oportunidade de nos encontrar como as Comunidades se encontravam para rezar e fortalecerem suas condições de viver a fé. Amados paroquianos de Nossa Senhora da Penha: não nos acovardemos, vamos viver esse momento forte de nossa fé! Vamos fazer esse encontro com o Senhor e Dele saciar nossa sede e fome (Lc 10, 38-42) (Mt 5,6). Nesse dia solene em que a Igreja encerra este forte momento de reflexão sobre a FÉ, teremos TODA A CONCENTRAÇÃO NO SANTUÁRIO, não haverá missas nas Comunidades, pois daremos início ao dia festivo de muita oração, unidade e unção. SERÁ NA IGREJA M Ã E O L O C A L PA R A RECEBERMOS AS INDULGÊNCIAS PLENÁRIAS, NESTE DIA DE ENCERRAMENTO DO ANO DA FÉ.

PROGRAMAÇÃO 06h - Santa Missa Solene, com exposição do Santíssimo Sacramento para Adoração, que transcorrerá durante todo o dia no SANTUÁRIO DE NOSSA SENHORA DA PENHA Demais horários das Santas Missas: 09h30 e 17h30 15h - Oração do Terço meditado. 19h30 - Encerramento com Missa Solene Caminhemos juntos neste caminho que é a verdade e a vida (Jo 14,6). Você não pode faltar, pois unidos formamos um corpo (Rm 12,5) integrado na fé, numa única direção. Temos que nos arriscar, temos que nos sacrificar, temos que vibrar de alegria, pois o Senhor caminha conosco. Nesse dia subamos ao Monte Tabor (Mt 17,1-3) para rezar e ali, sem nenhum receio, apreciemos os degraus da “escada secreta” ( São João da Cruz) para nos encontrar com o Senhor e assim rezar, meditar e adorar ao Senhor. Que tenhamos a ousadia de sermos homens e mulheres de fé, na fé e pela fé, tornando nossa missão um verdadeiro oásis da paz. Que saibamos crescer na fraternidade sendo generosos no agir com simplicidade e honestidade. Vivamos a fé “sendo imitadores de Deus, como filhos queridos” (Ef 5,1), e vistamos a armadura de Deus para resistir às manobras do diabo (Ef 5,11). “Estejamos bem firmes: cingidos com o cinturão da verdade, vestidos com a couraça da justiça, os pés calçados com o zelo para propagar o evangelho da paz. Tenhamos sempre na mão o escudo da fé...” (Ef 5 14-20). Padre Gilmar Antônio Pimenta Vigário Paroquial


Informativo Paroquial - Novembro 2013 - 4

CAMPANHA DOS CARNÊS DE SÃO LUÍS MARIA DE MONTFORT Quase Paróquia São Luis Maria de Montfort CAMPANHA DOS DEVOTOS A futura Paróquia São Luis Maria de Mon ort precisa da sua ajuda e da sua família. Estamos contribuindo para a construção da secretaria paroquial, sala de atendimento do padre, arquivo, salas de reuniões diversas. CÓDIGO DO DEVOTO CONTRIBUINTE

Nº 1501

Valor por Família: R$ 10,00 ( ) | R$ 20,00 ( ) | R$ 50,00 ( ) ou Outro Valor: R$_______________( ).

Contribuinte:____________________________________________________________ Endereço:______________________________________________________Nº_______ Bairro:___________________________________Fone:__________________________ CEP:____________________Cidade:______________________________Est.:_______

“Se examinarmos atentamente o resto da vida de Jesus, veremos que foi por Maria que ele quis começar seus milagres”. São Luis Maria Grignion de Montfort

Quantas benfeitorias já conseguimos fazer em nossa Comunidade Paroquial graças a Deus, graças a Nossa Senhora da Penha e graças a tantos devotos contribuintes. A partilha faz milagres! São Graças sobre Graças! Uma nova Campanha dos Carnês estamos começando em nossa Paróquia e esperamos que todos abracem a causa e colaborem. Esta Campanha tem por meta a construção da secretaria paroquial, sala de atendimento do

padre, arquivo e salas de catequese/reuniões na futura Paróquia São Luis Maria de Montfort. É uma bênção para nossa Paróquia, que já viu nascer a Paróquia Nossa Senhora de Fátima, e agora se prepara para um novo desmembramento, de que nascerá a Paróquia São Luis. Porém, é necessário fazer tudo de maneira correta, organizada e serena, tanto na parte estrutural, quanto pastoral. Como a "mãe e o pai que se

Nossa Paróquia vem realizando, nos últimos anos, em dezembro, seu Bazar de Natal. A renda é revertida para a complementação do orçamento paroquial, visando às diversas ajudas a entidades sociais de caridade que a Paróquia faz mensalmente. Certamente, temos em casa muitas roupas, sapatos, bijuterias, brinquedos e outros objetos que estão sem uso, guardados em nossos armários.

preparam para acolher o novo filho que vem ao mundo e se enchem de carinho e amor", queremos nos preparar e agir. Não vamos começar as obras de imediato e, sim, fazer um caixa com as entradas mensais dos carnês, somado-o com outros eventos que serão promovidos pela Comunidade. Desmembrar a Paróquia para um melhor atendimento pastoral é uma necessidade em vista dos inúmeros loteamentos que vão surgindo em todo território dessa imensa área pastoral chamada Paróquia Nossa Senhora da Penha. Portanto, vista esta "camisa de Cristo", somos Igreja, discípulosmissionários. Mas lembre-se: "Dízimo é dízimo, carnê é carnê, ou seja, o carnê não isenta nosso compromisso de fidelidade com o dízimo que mantém as dimensões religiosa, missionária e social. Pe. Francisco Clóvis Nery, Pe. Gilmar Antonio Pimenta e Equipe dos Carnês.

Doando-os a nossa Paróquia, serão vendidos a preços populares. Dessa maneira, ajudamos muitas pessoas a adquirir os produtos por um valor simbólico e da mesma maneira auxiliamos a Paróquia. Na hora de doar, lembre-se de que, se algo não é digno a minha pessoa também não é digno para nosso irmão e irmã. Nosso Bazar de Natal prima pela limpeza, bom estado, conservação e qualidade dos produtos, o que atrai tantas pessoas. Deixe suas doações nas missas das Comunidades, Secretaria ou Sacristia Paroquial. Se for um objeto maior, ligue 3521-3538 para que um funcionário da Paróquia vá buscar a doação. Desde já agradecemos e rogamos a Deus e à Nossa Senhora da Penha bênçãos copiosas para todos doadores que compreendem o valor da PARTILHA.

GRAÇA ALCANÇADA


Informativo Paroquial - Novembro 2013 - 5

HISTORINHAS PARA PENSAR O julgamento do Cabeça de Batata Quando o netinho espalhou pelo chão do quarto a caixa repleta de brinquedos, o avô identificou no meio daquela badulaqueira um Cabeça de Batata. Veio, agachou-se assumindo a mesma estatura do neto, e ficou observando aquela figura. Faltavamlhe um dos olhos e a boca. - Você sabia que o vovô, quando era pequeno, brincava com boizinhos feitos com chuchu? - Isso não é chuchu, vô. É batata. Cabeça de Chuchu não existe. - Eu sei – tornou ele, achando engraçado aquilo - Estou contando que quando eu era criancinha, não tinha brinquedos bonitos assim, como você tem. Aí, lá no fundo do terreiro de casa tinha laranjeiras e um pé de chuchu. Com palitinhos eu fazia as pernas, os chifres, montava meus boizinhos e vaquinhas. Eram meus brinquedos. O neto tomou das mãos do avô o Cabeça de Batata e distraiu-se garimpando a parte que escapulira do Cabeça de Batata, do meio de centenas de peças de Lego, soldadinhos de plástico, cabeças de Playmobil, carrinhos Hot Wheels, peças de quebra-cabeça. Quando finalmente conseguiu recompor o simpático Cabeça de Batata. Voltou-se para o avô. - Agora ele não está desbocado, nem desolhado... - Hum... mas sabe que um certo Cabeça de Batata preferiu perder partes do corpo, a ser condenado por erros do passado? - O que foi que ele fez? – indagou o neto, sentando-se à frente do avô, com o boneco desmontável ao colo. O avô começou a narrar sua história: - Existia em um reino encantado muito distante uma cidade chamada Batatais... - Batatais fica em São Paulo, vô. Não é tão longe. - São nomes parecidos, mas era outra cidade. Ficava no distante país chamado Batatasmânia. Lá moravam seres assim, batatas. - E tinham olhos, nariz, orelhas e as outras partes, como o Cabeça de Batata? - Certamente! Quando nascia uma batatinha, seus felizes papais já escolhiam com muito carinho os

olhinhos, o narizinho, a boquinha e tudo o mais, montavam a batatinha mais fofinha do mundo. A vida ali era tranquila e as batatas viviam em harmonia. Mas um dia aconteceu uma coisa. - O quê? - Apareceu na cidade um pepino. O neto deu boas gargalhadas. Correu até a geladeira, remexeu a gaveta da parte debaixo e voltou com um pepino. - Igual a este? - Nossa, pensei até que era o próprio Dom Pepinone, o perigoso trambiqueiro, larápio e mentiroso. - Ele era mau? - Tinha escapado de um vidro de conserva de segurança máxima, onde cumpria pena de dez anos. Era o sujeito mais azedo que havia no mundo encantado. - Eco! - Apesar de ser azedo, tinha o bico doce, sabe como é, cheio de conversa, lero-lero. Então, convenceu um cidadão batatense a ser laranja. - Vô, isto é uma história ou uma lista de feira? - É uma história – riu-se o avô – Laranja é aquela pessoa que um vigarista usa para disfarçar seu próprio envolvimento em um crime. - Ah... ele faz e o outro é que leva a culpa – deduziu o menino – E o que pretendiam fazer? - Sequestraram a Rainha da Festa da Batata e pediram uma fortuna de resgate, senão... - Senão o quê? - Eles transformariam a coitadinha em uma porção de batata palito. Só que a polícia descobriu o cativeiro. Cercou a casa onde a dupla estava escondida e gritou: 'a batata de vocês está assando!' Dom Pepipone até que tentou escapar, mas voltou para

o vidro de conserva. E o laranja foi levado à presença de um Juiz, que lhe disse na batata: 'Você está frito, seu banana'. O neto coçou a cabeça, achando aquilo tudo divertido. - Mas esse batata era um laranja ou um banana? - Então, aconteceu uma coisa impressionante! – continuou narrando, pegando das mãos do neto o Cabeça de Batata. - O que foi? – perguntou o garoto. - O Juiz disse: você seguiu o caminho do crime e quando foi apanhado tentou correr de suas responsabilidades! O Cabeça de Batata acusou suas próprias pernas! Disse: não, seu Juiz, foram minhas pernas que me levaram para o mau caminho. E, imediatamente, as pernas espernearam, mas foram separadas do réu. O Juiz condenou as duas à prisão. Ele tornou: você deu ouvido a maus conselhos! O Cabeça de Batata reconheceu. Sim, mas por culpa das minhas orelhas que deram ouvido a maus conselhos. Prefiro perdê-las, a repetir esse erro. O Juiz mandou que elas fossem retiradas e fez nova acusação: suas mãos judiaram da vítima e aceitaram dinheiro por esse crime! Mais uma vez o Cabeça de Batata se arrependeu e preferiu que elas fossem arrancadas, para que não cometessem outra infâmia igual. E o Juiz prosseguiu: você sabia que aquela situação não cheirava bem, mesmo assim prosseguiu. E o réu, disse: prefiro perder este nariz a me meter onde não deveria. Por fim, o Juiz disse: vendo o sofrimento da vítima, você preferiu se fingir de cego. E o Cabeça de Batata, envergonhado, disse: prefiro perder meus olhos. E o Juiz retirou dele os dois olhos. Quando o neto percebeu, seu boneco de plástico estava quase que totalmente desfeito. Só restavam o corpo em forma de batata e a boca. - E a boca? – perguntou o menino – Ele não podia mais ir a lugar nenhum, nem ouvia mais nada, nem enxergava. - Serviu para pedir perdão. A boca disse: é melhor eu perder todas as minhas partes, a me perder todinho. (Mateus 5, 27-30) Marco Túlio Costa Escritor e membro da PASCOM


Informativo Paroquial - Novembro 2013 - 6

DIZIMISTA EM FAMÍLIA

Eu me chamo Rosângela dos Santos Pereira, sou da comunidade Santo Antônio, sou viúva e tenho dois filhos que são a minha alegria. Eu e meus dois filhos e noras fazemos parte da Pastoral do dízimo e isso para mim é uma bênção que Deus proporcionou para mim e minha família. Sou muito grata a Deus por ter me dado a graça de fazer esta experiência do seu amor através do dízimo. Para mim o dízimo é uma

experiência de fé e de amor. Eu acredito que só consagra o dízimo quem tem reconhecimento dentro do seu coração. Pois o maior ato de fé que eu posso realizar é reconhecer Deus como o provedor de tudo e, se eu acreditar que Ele está no comando de tudo, aí sim eu serei um dizimista ou uma dizimista fiel. Quero agradecer a Deus por tudo que ele tem me proporcionado, primeiramente por ter me dado a graça de ter tido um esposo exemplar e dois filhos maravilhosos. Quando o meu esposo partiu para a casa do Pai, meus filhos eram ainda crianças e eu tive muito medo por eles, temia se eles iam conseguir um trabalho. Mas Deus, com sua bondade infinita, providenciou tudo para mim. Quando chegou a idade deles trabalharem, conseguiram emprego e, para minha maior alegria, foram logo registrados em carteira. Cheguei até receber ajuda dos vicentinos quando eu morava no São Benedito e hoje graças a Deus

eu posso ajudar aqueles que precisam. E tudo isso graças ao meu encontro com o dízimo que me fez ver que Deus realmente é fiel na sua Palavra. Posso testemunhar com a minha história de vida, não precisamos ter medo, pois se ouvimos a voz de Deus a nossa vida sempre caminhará para melhor. Ser dizimista para mim é confiar na providência e no amor de Deus por nós. Dízimo não é uma questão de troca, mas de amor e de reconhecimento da minha parte que sou também uma filha de Deus, que a todo momento é cuidada e cercada do carinho Dele. Eu só preciso prestar atenção. Eu, meus filhos e também minhas noras jamais queremos deixar de ser dizimistas porque vale a pena ver as maravilhas de Deus em nossas vidas. Faça você também a experiência e um dia você também vai dar testemunho para honra e glória de Deus. Rosângela dos Santos Pereira Dizimista

GRAÇA ALCANÇADA Amigos, sou devoto de Nossa Senhora da Penha, toco em missas de nossa Paróquia, pois foi um dom que Deus me deu e tenho que colocá-lo em prática. Hoje tenho um testemunho de quão infinito é o amor de Deus para conosco, para compartilhar com vocês: 15 de outubro de 2013, Avenida Dona Liquinha da Silveira, 22h, noite de uma fina garoa... Lá estava eu indo embora da casa de minha noiva Suzana, em minha motocicleta. Devido à chuva na viseira e os faróis contrários, a visibilidade era péssima e eu me embaracei em um cabo ou fio de altíssima tensão que havia arrebentado, após um curto circuito, minutos antes. Acreditem, pensei que não estaria vivo para contar esta história. Muitos chamam a isso de sorte, mas pela fé que tenho sei que

foi um milagre eu estar vivo e quero que as lágrimas que nesse momento escorrem dos meus olhos não sejam mais por causa do pavor que senti, ao tentar descer da moto com as pessoas gritando que eu iria morrer, mas que elas possam ser sinal de agradecimento à minha Mãe Santíssima que me envolveu com seu Manto Sagrado e me protegeu, evitando que o fio descarregasse em mim um choque capaz de tirar a minha vida em segundos, deixando até mesmo os técnicos da CEMIG e os Policiais incrédulos por eu estar ileso. Como eu saí da moto com o fio de alta tensão em cima dela? A Virgem da Penha me retirou de lá! Para a Glória de Deus, estou aqui para agradecer e glorificá-lo por grandiosa graça alcançada. Amém! Flávio Agmar Rabelo Silva Devoto de Nossa Senhora da Penha


Informativo Paroquial - Novembro 2013 - 7

DIA NACIONAL DA CONSCIÊNCIA NEGRA A data foi escolhida por coincidir com o dia da morte de Zumbi dos Palmares, em 1695. O Dia da Consciência Negra procura ser uma data para se lembrar da resistência do negro à escravidão de forma geral, desde o primeiro transporte de africanos para o solo brasileiro (1549).

O Dia Nacional da Consciência Negra é celebrado em 20 de novembro no Brasil e é dedicado à reflexão sobre a inserção do negro na sociedade brasileira. A semana dentro da qual está esse dia recebe o nome de Semana da Consciência Negra.

Algumas entidades como o Movimento Negro (o maior do gênero no país) organizam palestras e eventos educativos, visando principalmente crianças negras. Procura-se evitar o desenvolvimento do autopreconceito, ou seja, da inferiorização perante a sociedade.

identificação de etnias, moda e beleza negra, etc. O dia é celebrado desde a década de 1960, embora só tenha ampliado seus eventos nos últimos anos. Este dia é muito importante e serve como reflexão em relação à introdução dos negros na sociedade brasileira. Este dia tem a finalidade de fazer você refletir e pensar na grande jornada e batalha que os negros enfrentaram contra o preconceito racial dentre os diversos outros problemas.

Outros temas debatidos pela comunidade negra e que ganham evidência nesse dia são: inserção do negro no mercado de trabalho, cotas universitárias, se há discriminação por parte da polícia,

Consciência Negra Sou a alma que ontem nasceu no mundo. Sou filha da África, Dos olhos de pérolas, Do sorriso de marfim, Dos sons dos atabaques em noite de luar, Da roda de capoeira, Do jongo ao maculelê. Sou da raça que irradia perfume de alegria. Sou semente da história humana, De vida apesar de tanta dor.

Dos canaviais e senzalas, Das mãos calejadas, exploradas e injustiçadas. Podem tirar a minha vida, Menos o direito de sonhar, De ter esperança... De lutar por dignidade e respeito, Nem que seja em grito mudo, Clamando por igualdade e justiça, E de acreditar num amanhã melhor. (autor desconhecido)


Informativo Paroquial - Novembro 2013 - 8

APOIO:

VIVENDO O DIA A DIA PAROQUIAL NOVEMBRO D IA

AT I V I DAD E S

LO CAL

01-SEX

1ª Sexta-Feira do Mês - Missa às 19h30

Santuário

02-SÁB

Finados 09h30 - Missa

04-SEG

Cemitério Municipal

19h00 - Missa

Santuário

Grupos de Reflexão

Setores/Núcleos

06-QUA

Formação de Lideranças

Casa São José

08-SEX

19h - Novena Jubilar de Nossa Senhora da Penha

Capela da Penha

19h - Celebração na Comunidade Rural

São João

09-SÁB

Missa do Dízimo

Comunidades

(35) 3521-2177

10-DOM

Missa do Dízimo

Comunidades

RUA DOS CAETÉS, 305

11-SEG

Encontro para os Crismandos

Salão Paroquial

Grupos de Reflexão

Setores / Núcleos

Celebração na Comunidade São Pedro Claver

Vila São José

13-QUA

Formação de Lideranças

Casa São José

14-QUI

Reunião Equipe Executiva de Pastoral

15-SEX

Celebração na Comunidade Rural

Capela da Penha Condomínio Luciana

16-SÁB

Encontros de Pais - Coroinhas e Acólitos

Salão Paroquial

17-DOM

09h - Missa da Crisma

Santuário

18-SEG

Grupos de Reflexão

Setores/Núcleos

19-TER

19h30 - Estudo da Novena de Natal

São Luís

Encontro para Pais e Padrinhos (Curso de Batismo)

Salão Paroquial

Reunião para as Equipes de Canto

Sacristia da Capela da Penha

Formação de Lideranças

Casa São José

20-QUA 22-SEX 24-DOM

3521-6222

Dia da Consciência Negra - Missa

São Luís

Reunião Mensal do ECC

Salão Paroquial

(35) 3521-4938

Celebração na Comunidade Rural

Santa Rita

Av. Com. Francisco Avelino Maia, 3591

Solenidade de Cristo Rei e Encerramento do Ano da Fé 06h - Missa Solene onde o Santíssimo será exposto para Adoração durante todo o dia

Santuário

09h30 - Missa

Santuário

15h - Oração do Terço Meditado

Santuário

17h30 - Missa

Santuário

19h30 - Missa Solene de Encerramento do Ano da Fé

Santuário

25-SEG

Grupo de Reflexão - Plenária

Núcleos

26-TER

Reunião para as Equipes de Canto

27-QUA

Formação de Lideranças

Salão Paroquial Casa São José

28-QUI

DIA NACIONAL DE AÇÃO DE GRAÇAS

Capela da Penha

30-SÁB

Abertura da Novena de Natal 17h30 - Missa e Envio dos Animadores das Comunidades Capela e São Luís

São Luís

19h - Missa e Envio dos Animadores da Comunidade Santuário

Santuário

Abertura da Novena de Natal

01/12 DOM

17h30 - Missa e Envio da Novena de Natal da Comunidade Santo Antônio

17h30 - Missa e Envio dos Animadores da Comunidade Nossa Senhora de Guadalupe

Horários de Missas DOMINGO

07h30 - Missa na Igreja São Luís Maria de Montfort 09h30 - Missa no Santuário Nossa Senhora da Penha 09h30 - Missa na Igreja Santo Antônio 17h30 - Missa na Comunidade Nossa Senhora de Guadalupe 17h30 - Missa na Igreja Santo Antônio 19h30 - Missa no Santuário Nossa Senhora da Penha SEGUNDA-FEIRA

07h - Missa no Santuário Nossa Senhora da Penha 16h - Missa no Santuário Nossa Senhora da Penha QUARTA-FEIRA

07h - Missa no Santuário Nossa Senhora da Penha 19h - Missa na Igreja São Luís Maria de Montfort QUINTA-FEIRA

07h - Missa no Santuário Nossa Senhora da Penha 19h - Missa na Capela Nossa Senhora da Penha

Aten ç N ão! Horoávos rios

SEXTA-FEIRA

07h - Missa no Santuário Nossa Senhora da Penha 19h - Missa na Capela Nossa Senhora da Penha (Exceto a 1ª sexta-feira do mês onde a Santa Missa será no Santuário) SÁBADO

17h30 - Missa na Igreja São Luis de Montfort 19h - Missa no Santuário Nossa Senhora da Penha

Santo Antônio Guadalupe

Cotidiano Horário de Atendimento da Secretaria: Segunda a Sexta-feira de 08 às 12h e de 13 às 18h. Horário de Atendimento dos Padres: Agendar na Secretaria Paroquial ou através do telefone: 3521-3538. Plantão do Dízimo: Antes e após as Missas em todas as Igrejas das Paróquias e também na Secretaria Paroquial. Cadastre-se, faça seu recadastramento ou tire suas dúvidas. Encontro de Pais e Padrinhos (Curso de Batismo): 3ª Terça-Feira do Mês no Santuário com inscrições às 19h e início às 19h30 Para o Batizado fazer inscrição antecipada na Secretaria Paroquial com os documentos: certidão de nascimento da criança e certificado do curso dos pais e padrinhos. Batizados: 1º Domingo: Capela Nossa Senhora da Penha às 11h. (Agendar na Secretaria Paroquial) 2º e 4º Domingo: Santuário às 11h. Trazer Certidão de Nascimento da Criança e Certificado de Participação do Curso.

Expediente Paróquia Nossa Senhora da Penha

Acompanhe também nossa página no PASCOM PENHA pascom.penha@facebook.com E se quiser passar algo para divulgarmos envie para: pascompenha2011@hotmail.com

O Site da Paróquia Nossa Senhora da Penha... É todo seu...É todo nosso... Visite sempre!

www.penhapassos.org.br

Pça. Trindade, s/nº - Penha Passos - MG Fone/Fax: (35) 3521-3538 CEP 37903.006 - Passos - MG E-mail: nspenha@oi.com.br Tiragem: 2500 exemplares Impressão: Gráfica Alto Impressos (37) 3371-2631 - Piumhi - MG

Informativo paroquial nspenha novembro 2013  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you