Jornal Bandeira UM edição 195

Page 1

Mire a câmera do celular aqui e leia as matérias do site

Ano 17 | nº 195 | Curitiba - PR Publicação mensal direcionada aos taxistas e usuários

Abril 2022

Distribuição Dirigida Comprometido com os interesses da categoria

Urbs atualiza tabela das tarifas de táxi, que estava congelada desde 2016 PÁG. 08 Crédito da foto: Cesar Brustolin/SMCS

19h

Rádio Cultura

ao vivo

Segunda à Sexta

CURITIBA 930 KHZ A mais livre de todas

www.cultura930.com.br Jotapê

João Eduardo

LIVE

CULTURA930


Curitiba, Abril 2022

2

Motorista de ônibus que bloqueou rua para passageira atravessar é homenageado na Assembléia Legislativa

O

motorista de ônibus Alesso Lacerda de Assis foi homenageado na Assembleia Legislativa do Paraná. Ele ficou conhecido ao bloquear a rua com o ônibus que dirige, da linha Interbairros VI, em Curitiba, para que uma passageira, portadora de necessidades especiais, pudesse atravessar a via em segurança. A homenagem foi proposta pela deputada Maria Victoria (PP) que destacou o ato como digno de merecer a menção honrosa e também por Alesso ser conhecido por sua cordialidade ímpar no ambiente de trabalho. “Nobre atitude deste cidadão que, no dia 10 de fevereiro, utilizou o ônibus que dirigia para bloquear uma rua na Cidade Industrial de Curitiba para que uma menina com limitações motoras pudesse atravessá-la em segurança. Tomei conhecimento do gesto pela imprensa e pelas redes sociais, que divulgaram as imagens registradas por câmeras de segurança, e fiquei comovida com a solidariedade e a empatia demonstradas pelo senhor Alesso, cuja presença hoje enobrece o plenário da Assembleia Legislativa”, disse. Segundo Maria Victoria, o “propósito, além de homenagear o senhor Alesso, é que esse exemplo se replique, para que sua simpatia inspire a convivência amistosa nas nossas cidades. Quanto mais pessoas e empresas se inspirarem em gestos de respeito e cordialidade como o do senhor Alesso, melhor será a nossa sociedade”, finalizou.

O motorista de ônibus Alesso Lacerda de Assis foi homenageado na Assembleia Legislativa do Paraná.

A Assembleia Legislativa do Paraná estende os votos de congratulações à Auto Viação Redentor, que foi representada pela diretora de Recursos Humanos, Sueli Gulin Calabrese, pelo treinamento constante oferecido aos seus colaboradores, para melhor servir a comunidade atendida. Alesso disse que sempre, depois da passageira desembarcar, ficava olhando a dificuldade dela em atravessar a rua, até que um dia veio um carro e ela quase se desequilibrou para subir no meio fio. “Eu fiquei chateado com essa situação e pen-

sando de que forma poderia ajudar. No dia seguinte falei para ela que iria atravessar o ônibus na rua para ela passar. Tranquei bem a via para ela atravessar tranquila, sem se machucar, porque ela é uma guerreira e está indo trabalhar”, relatou. Para ele a homenagem recebida da Assembleia é em razão não só desse ato, mas pelos 15 anos de dedicação à empresa, sendo 11 anos como motorista. “Ser homenageado e reconhecido é muito bom”.

EXPEDIENTE

Jornal Bandeira UM

www.jornalbandeiraum.com.br

jornalbandeiraum@gmail.com

Crédito da foto: Dálie Felberg/Alep

Redação e Departamento Comercial |41| 3362-0604 jornalbandeiraum@gmail.com

As matérias assinadas não expressam necessariamente a opinião do Jornal.

Uma publicação de: Bandeira UM Agência de Notícias Ltda. CNPJ 07.314.682/0001-56

JBC


Curitiba, Abril 2022

3

Grupo de taxistas espanhóis transporta mais de cem refugiados da Ucrânia

"É

um pesadelo”. É assim que a programadora Olga, de 38 anos, define a guerra na Ucrânia, enquanto, ao lado dos filhos, cruza a Europa pela estrada e tenta fugir do conflito. Com a ajuda de um grupo de 28 motoristas de táxi espanhóis que foram para a Polônia apoiar a evacuação em massa de refugiados, cerca de 140 pessoas conseguiram voltar à Espanha. No entanto, como muitas das quase três milhões de pessoas que cruzaram as fronteiras da Ucrânia em busca de refúgio desde que a invasão russa começou, no dia 24 de fevereiro, Olga é assombrada pelo que viu. Ela precisou se despedir do marido, irmão e pai, que ficaram para trás para lutar. - É um desastre humanitário. São muitas pessoas mortas, e isso não tem fim, não sabemos por quanto tempo vai continuar - disse Olga em Nadarzyn, perto do Capital polonesa Varsóvia. De acordo com ela, esta é a segunda vez que, ao lado da família, precisou abandonar repentinamente o seu lar. Em 2014, eles escaparam das forças separatistas pró-Rússia que avançavam para a região leste de Donbass. - Meu coração tinha acabado de se acalmar (depois de deixar Donbass). Então, novamente acordei de manhã com explosões, e de novo temos que deixar nossa pátria - disse ela, enxugando as lágrimas antes de embarcar em sua jornada. Naquela época, Olga, que não quis divulgar o sobrenome

por preocupação com a segurança de seus parentes do sexo masculino, deixou para trás o negócio que construiu como programadora de computadores na cidade de Luhansk. Em Kiev, nasceu sua filha mais nova, de 6 meses, e seu filho de 11 anos, Slavik, frequentou a escola. Cidadãos de toda a Europa Ocidental viajaram de carro ou minivan para as fronteiras europeias da Ucrânia para ajudar os refugiados a encontrar novos lares. Cerca de 2,95 milhões de ucranianos fugiram da terra natal desde o início do conflito, incluindo 1,8 milhão na Polônia, segundo a agência de refugiados da ONU. Desses, cerca de 300 mil foram para a Europa Ocidental. "Meu coração está partido" Em Nadarzyn, um taxista brincava com a bebê Vera, filha de Olga, enquanto outro carregava uma garotinha com uma mochila colorida nos ombros, cumprimentando-a com brinquedos e doces trazidos da Espanha. O comboio de táxis, com dois motoristas em cada veículo, deixou a capital espanhola Madrid na sexta-feira. Com mais de 3.300 km, a viagem de ida e volta durou 40 horas e foi organizada em menos de uma semana pelos próprios motoristas. Eles estimaram o custo em 50 mil euros, que, segundo eles, foi financiado por eles mesmos e por doações adicionais. - No começo eu estava organizando a viagem só para mim,

Crédito da foto: Cesar Manso/ STR

mas fiquei sabendo que outros colegas também queriam ajudar e tirar as pessoas daquele inferno - disse o motorista Javier Hernandez, que disse ter perdido um amigo ucraniano nos combates há alguns dias. Pablo Ucero, um motorista de 58 anos, ficou emocionado ao falar sobre o assunto. - Meu coração está partido por eles. Ninguém deveria ter que passar por algo assim. A iniciativa deles é apenas uma das muitas que estão surgindo na Espanha e na Europa com o objetivo de ajudar os refugiados. Mayte Pérez, 51, seu marido e quatro vizinhos voltaram da Polônia para a Espanha com sete refugiados. Quatro deles - uma mãe, seus dois filhos e uma menina que veio sozinha - vão morar em um apartamento cedido por um vizinho em San Clodio, no norte da Espanha. Pérez disse que não perguntou a seus passageiros sobre o que aconteceu antes de se encontrarem na Polônia. - Tenho medo de machucá-los - disse ela por telefone a caminho de volta à Espanha.

Os taxistas esperavam retornar a Madri, onde os refugiados seriam examinados por médicos e autoridades espanholas antes de serem postos em acomodações temporárias. - Alguns de nossos motoristas já estão falando em fazer a rota novamente. Salvamos 140 vidas e você não pode colocar um preço nisso — disse José Miguel Funez, porta-voz da Federação de Táxis Profissionais de Madri. Na Espanha, os ucranianos devem receber ordens de proteção temporária da União Europeia que lhes permitam obter rapidamente autorizações de residência e trabalho. O Ministério da Inclusão da Espanha disse que em meados da semana passada, mil ucranianos haviam entrado na rede de recepção estatal, embora muito mais estivessem entrando com a ajuda de familiares e amigos. As autoridades enfatizaram a necessidade de planear, coordenar e formalizar a chegada de refugiados em Espanha para garantir a sua segurança, sobretudo no caso das crianças.


Curitiba, Abril 2022

4 ALMIRANTE TAMANDARÉ

Governador libera R$ 4,8 milhões para obras e equipamentos em Almirante Tamandaré

O

investimento total de R$ 4,8 milhões em Almirante Tamandaré inclui um financiamento de R$ 1,9 milhão para a pavimentação urbana e mais R$ 2,9 milhões para a aquisição de equipamentos rodoviários, sendo R$ 1,6 milhão a fundo perdido do Estado e contrapartida municipal de R$ 1,3 milhão. "Serão pavimentadas ruas importantes da cidade, que vão melhorar muito a mobilidade. Os equipamentos, por sua vez, vão ajudar a Secretaria de Obras e Infraestrutura do município na manutenção das vias", disse o prefeito Gerson Colodel. A pavimentação de mais de 5 mil metros quadrados incluem as ruas Juvenal Cordeiro, no trecho entre a rua Bonifácio Bento Cordeiro até a Travessa Grécia; e Dom João IV, no trecho entre as ruas Juvenal Cordeiro e Miguel Sarote. Além disso, o parque de máquinas será modernizado, com a aquisição de caminhão plataforma, uma pá carregadeira e de uma motoniveladora.

COMPRA DIRETA.

Apoio para a agricultura familiar e alimento para quem precisa. 18 mil agricultores 150 cooperativas O Paraná Solidário, um programa do Governo do Estado, além de comprar as produções de milhares de agricultores e usá-las nos projetos sociais pelo Paraná, também possui diversos outros programas para melhorar a vida dos paranaenses que precisam de apoio. Assim, vamos em frente, sem deixar ninguém para trás.

TERRA DE GENTE QUE TRABALHA E CUIDA

Crédito da foto: SECS


Curitiba, Abril 2022

5 CAMPO LARGO

Licitação do Binário Ema Tanner de Andrade será aberta dia 12/05

A

notícia foi divulgada pelo próprio prefeito de Campo Largo, Maurício Rivabem, com a abertura da licitação para contratação dos serviços agendada para 12/05/2022. Os serviços são: Implantação do Binário nas ruas Ema Tanner de Andrade e Bernardo Fedalto, reurbanização das ruas Luiz Fedalto, Engenheiro Tourinho e Desembargador Clotário Portugal e intersecção com a BR 277, Pista Sul. Esta é a Licitação CP 02/2022, com abertura já na primeira quinzena do mês de maio. O primeiro lote é a reurbanização das ruas Engenheiro Tourinho e a Desembargador Clotário Portugal, junto à intersecção com a BR 277, Pista Sul, no valor orçado de R$ 7.638.618,69 mi. O segundo lote é a implantação do Binário nas ruas Ema Tanner de Andrade e Bernardo Fedalto, com a reurbanização das ruas Luiz Fedalto e Maria Bertoja Rivabem, mais a intersecção com a BR 277, Pista Sul, no valor orçado de R$ 9.364.376,56 mi. O prazo de execução da obra, total, é de 12 meses, a observar condições climáticas, e o objetivo dessa reestruturação viária é para a melhoria significativa no tráfego da região, considerando tratar-se de acesso central ao município e localização do Terminal Urbano de Campo Largo.

Os recursos investidos foram adquiridos pelo Executivo Municipal através de Recursos de Financiamento - via Secretaria de Estado do Desenvolvimento Urbano e de Obras Públicas do Paraná - SEDU/PARANACIDADE. Planejamento Urbano - O Binário Viário traz maior fluidez ao tráfego e promove algumas mudanças no trânsito do município. É um sistema que consiste em transformar vias paralelas de mão dupla em ruas com um sentido único. Esta é uma das medidas que integram o planejamento urbano da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano e que serão implantadas a partir da licitação fechada. A previsão é que este sistema comece a funcionar em 2023, nas respectivas importantes vias que atravessam a área central da cidade. O prefeito Maurício Rivabem esteve com o Governador do Estado do Paraná, Carlos Massa Ratinho Junior, no último mês, para receber a autorização de Recursos de Financiamento da SEDU, ao projeto que tem a finalidade de evitar impactos no trânsito. A obra integral vem também de encontro às ações da Campanha Maio Amarelo, que iniciará no próximo dia 29/04, com informações e ações educativas e preventivas para um trânsito mais seguro,

Crédito da foto: SMCS

em todo território campo-larguense. "O novo Binário vem garantir e aumentar as condições de tráfego do nosso município, notadamente crescente em número populacional e de motoristas. Buscamos, junto aos engenheiros da nossa secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano, eliminar pontos de conflitos com acidentes de trânsito. A obra garantirá uma maior segurança viária, não só para os condutores, mas também para os pedestres", destacou o prefeito Rivabem. Contemplam, juntamente, o projeto melhorias no trânsito com mais sinalização de vias, adequação viária de intersecções e de pontos geradores de tráfego.


Curitiba, Abril 2022

6 PIRAQUARA

Polícia Militar deflagra “Operação Múltipla” em Piraquara

N

o último dia 11 de abril, ocorreu o lançamento da Operação Múltiplos, em Piraquara. Desencadeada pelo 29º Batalhão da Polícia Militar do Paraná, o antigo Batalhão de Polícia de Guarda – BPGd, a operação tem por finalidade intensificar a execução de ações operacionais nos municípios de Piraquara, Pinhais, Campina Grande do Sul e Quatro Barras. A solenidade foi realizada em frente ao prédio da Prefeitura, e contou com a presença do Prefeito de Piraquara, Josimar Fróes, do Vice-Prefeito, Rivas, do Comandante do 29º Batalhão, Major Ederson Ubirajara Martins, do Juiz de Direito da Vara Criminal de Piraquara, Sergio Bernardinetti, do Presidente da Câmara, Valmir Nanico, e dos vereadores Guanair e Gilmar Cordeiro. A operação se dará por meio de patrulhamento e pontos base, bloqueios e saturação de área nos bairros e vias de comércio com grande circulação de renda e pessoas. Ela tem por objetivo intensificar a presença ostensiva da Polícia Militar nos municípios, a fim de promover a prevenção delitiva e reprimir eventuais atos e infratores da lei. “Mais uma vez, em nome de Piraquara, enaltecemos a parceria com a Polícia Militar, por meio do 29º Batalhão, que traz mais tranquilidade aos munícipes. Maior presença policial na rua e sinônimo de segurança a todas. Desejo um bom trabalho e que Deus acompanhe toda a tropa nessa operação”, destacou o Prefeito, Josimar Fróes.

Crédito da foto: SMCS


Curitiba, Abril 2022

7 PARANÁ

Governo ajuda 114 famílias de Paranavaí a comprar apartamentos em novo residencial

O

governador Carlos Massa Ratinho Junior inaugurou o Residencial Terra de Santa Cruz, conjunto com 160 apartamentos em Paranavaí, na região Noroeste do Paraná. O projeto contou com a participação do Governo do Estado, que realizou o repasse de R$ 1,7 milhão em subsídios a 114 famílias que residirão nas novas moradias. O aporte, de R$ 15 mil por imóvel, foi utilizado para abatimento do valor de entrada dos financiamentos a serem pagos pelas famílias beneficiadas à Caixa Econômica. O montante permitiu uma redução expressiva no valor inicialmente pago, que é um dos principais fatores que travam a aquisição de uma casa própria pela população. A concessão de subsídios estaduais em imóveis financiados pelo governo federal é uma iniciativa criada pela gestão estadual no âmbito do programa Casa Fácil, com o objetivo de reduzir o déficit habitacional do Paraná. “Este é o maior programa habitacional do Brasil, que criamos para realizar o sonho da casa própria das famílias paranaenses”, disse Ratinho Junior. “Os empreendimentos estão sendo construídos em diversas cidades paranaenses, com 30 mil famílias beneficiadas pelo subsídio de entrada. O Governo do Estado está investindo meio bilhão de reais para que as pessoas tenham a oportunidade de começar uma vida nova em seu próprio lar”, afirmou o governador. “Paranavaí, que é um polo do Noroeste e uma das cidades que mais crescem no Estado, também recebe as moradias”. Além do valor de entrada, os compradores também recebem descontos do programa Casa Verde e Amarela, que variam conforme a renda familiar. Isso reduz ainda mais o custo do financiamento, a ser quitado em até 360 meses. “Este é o primeiro empreendimento que o Governo entrega oficialmente às famílias que foram beneficiadas pelo valor de entrada do Casa Fácil”, afirmou o presidente da Cohapar, Jorge Lange. “O programa tem alavancado o ramo da construção civil, gerado empregos por todo o Estado e também realiza o sonho da moradia”. O recurso foi concedido a famílias com renda mensal de até três salários mínimos e que não possuíam casa própria, mediante análise de crédito da Caixa e avaliação da Cohapar a partir da base de pessoas inscritas no cadastro de pretendentes da companhia. Todo o processo, desde a etapa de adesão dos interessados à aprovação do financiamento pelo banco, ocorreu de forma digital. Os apartamentos do Terra de Santa Cruz possuem planta padrão de 45,73 metros quadrados com dois dormitórios, sacada e vaga de garagem individual. Eles estão divididos em torres

Crédito da foto: José Fernando Ogura/AEN

de quatro andares, além de áreas de uso comum equipadas com piscina, salão de festas, quadra poliesportiva e playground. O prefeito Caíque Rossato explicou que o condomínio foi construído em uma área nobre da cidade, no Jardim Oásis, próximo a vários serviços públicos e do futuro Centro Cívico de Paranavaí. “Moradias populares são muitas vezes construídas em locais afastados, tanto do trabalho da pessoa como de estruturas de equipamentos públicos. Aqui foi justamente o contrário, é um bairro consolidado e que está em franco crescimento”, disse. “A falta de moradia é um grande problema das cidades, e esse programa do Governo do Estado vem para solucionar essa questão”. Entre os novos moradores está a salgadeira Neusa dos Santos, de 56 anos, que vai dividir o apartamento com o filho Danilo, de 21 anos. “Estou muito feliz por poder comprar a minha casa depois de morar a vida inteira de aluguel. Recebi o subsídio de R$ 15 mil, que foi uma glória na minha vida, porque nunca tive uma casa própria”, afirmou. “É uma casa dos sonhos mesmo, aconchegante. A gente chega em uma idade em que quer sossego e uma vida mais saudável, o que vai ser possível aqui”. A auxiliar de cartório Beatriz Rossato, de 21 anos, viu a oportunidade de começar a vida adulta com seu próprio apartamento. “Faz um tempo que junto dinheiro para isso e hoje estou conseguindo realizar esse sonho de morar em um local com essa estrutura. O subsídio do Governo do Estado foi o grande diferencial para essa conquista”, afirmou.


Curitiba, Abril 2022

8 PARANÁ

CURITIBA

Taxista é preso após ser pego com R$ 110 mil em dinheiro no Paraná, diz polícia Segundo PM, suspeita é que dinheiro seria usado para contrabando de cigarros. Suspeito é de Umuarama

U

Crédito da foto: Divulgação/PM

m taxista de Umuarama, no noroeste do Paraná, foi preso após ser pego com R$ 110 mil em dinheiro, de acordo com a Polícia Militar (PM). Segundo a corporação, a suspeita é que o dinheiro seria utilizado para o contrabando de cigarros na região de Guairá, no oeste do estado. Aos policiais, o motorista de 69 anos afirmou que levaria o dinheiro até a cidade na fronteira com o Paraguai, mas não soube explicar quem teria feito a encomenda do valor. A PM afirmou que o dinheiro e o carro foram apreendidos e entregues para a Polícia Federal de Guairá.

Urbs atualiza tabela das tarifas de táxi, que estava congelada desde 2016 Foto: Levy Ferreira/SMCS

A

nova tabela está prevista no decreto 440/2022, publicado no dia 31 último. Os novos valores valem a partir da data de publicação. No táxi convencional, o valor da bandeirada inicial, R$ 5,40, permanece o mesmo. O quilômetro rodado na bandeira 1 passa de R$ 2,70 para R$ 3,50. Na bandeira 2, cobrada das 20h às 6h, o quilômetro rodado passa de R$ 3,30 para R$ 4,28. À hora parada passa de R$ 24 para R$ 31. No táxi executivo, a bandeirada inicial, de R$ 7,15, será mantida. O preço do quilômetro rodado na bandeira 1 subiu de R$ 3,60 para R$ 4,67. Na bandeira 2, o valor do quilômetro rodado passa de R$ 4,40 para R$ 5,70. À hora parada passa de R$ 31,20 para R$ 40,45 O reajuste ficou em média em 29,6%, abaixo da inflação medida pelo IPCA. (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) acumulada entre 2016 e 2022: 38,33%. E bem inferior à inflação do combustível no período, que foi de 140%. Curitiba tem 2.511 veículos táxi ativo.

Prefeitura renova isenção do EstaR para carros elétricos por dois anos

A

Crédito da foto: Hully Paiva/SMCS

Prefeitura renovou por mais dois anos a isenção do pagamento do Estacionamento Regulamentado (EstaR) para carros 100% elétricos nas vias públicas da capital. O objetivo é incentivar a eletromobilidade e o uso de veículos não poluentes na cidade. O decreto 485, publicado no último dia 6, vale para veículos elétricos particulares e também para carros de compartilhamento (carsharing) – aluguel de curta duração e para curta distância desses veículos – na cidade. Funcionamento - Para usufruir da isenção, os donos de veículos e as empresas de carsharing deverão fazer um cadastro na Urbanização de Curitiba (Urbs). O cadastro terá validade de um ano. "É um incentivo importante para os carros elétricos, o que deve contribuir para a diminuição do número de emissões de poluentes e, com o carsharing, reduzir o número de veículos particulares no trânsito da cidade, melhorando a fluidez do tráfego", disse o presidente da Urbs, Ogeny Pedro Maia Neto.