Page 1


AGL

Cassia Leo (Luke #6) - Confie em mim

2


AGL

Cassia Leo (Luke #6) - Confie em mim

3


Cassia Leo (Luke #6) - Confie em mim

AGL

Cassia Leo Serie Luke Livro seis Este livro ocorre três anos após Timeout, livro cinco. Brina está administrando a Fundação Kingston há dois anos. A Fundação Kingston é um fundo criado em memória de seu irmão para assegurar que os veteranos recebam os cuidados de saúde mental que eles precisam. Quando Brina conhece um cara que trabalhou com seu irmão e descobre que ele é um sem-teto, ela o convida para jantar. Será que a necessidade de Brina de ajudar os outros ira coloca-la em apuros com Luke de novo?

4


Cassia Leo (Luke #6) - Confie em mim

AGL

CAPÍTULO UM Brina

Meus pais me disseram que eu deveria sempre ajudar alguém em necessidade, se eu tivesse os meios. Depois de quase destruir meu relacionamento com Luke, tentando ajudar meus pais, eu percebi que existe uma linha que não pode ser cruzada ao ajudar os outros, mas essa linha é borrada como o inferno. Trabalhar para a Fundação Kingston despertou esse desejo dentro de mim, o desejo de me sentir necessária. Luke está na frente do espelho de corpo inteiro ajustando sua gravata e eu não posso acreditar que depois de quatro anos juntos e três anos de casamento, ele ainda tira o meu fôlego. — Você vai estar em casa a tempo para o jantar de aniversário que eu estou fazendo? — Eu perguntei enquanto ajudava com sua gravata. — Você não precisa me fazer o jantar, querida. Esse é o trabalho de Myrna.

5


Cassia Leo (Luke #6) - Confie em mim

AGL

Ele planta um beijo suave na minha testa e sai em direção ao closet para pegar seu casaco. Sigo atrás dele. — Mas eu quero fazer o jantar —, eu insisto. — Eu não gosto que façam tudo рог mim о tempo todo como se eu fosse incompetente. Nós tivemos essa conversa um milhão de vezes. — Brina, nós já gastamos bastante tempo discutindo isso. Eu não vejo o problema em aceitar uma pequena ajuda para que possamos passar meu aniversário juntos. — Agora você está fazendo parecer como eu não quisesse passar um tempo com você no seu aniversário? — Рог favor, bebê. Podemos falar sobre isso amanhã? Você pode me fazer o jantar hoje, se é isso que você realmente quer. Eu vou esperar. Eu dei um suspiro profundo, porque eu sei que ele está certo. Até a inauguração da Fundação Kingston eu só posso ir pra casa depois de falar com os administradores, isso seria quase seis da tarde. Até eu terminar de fazer o jantar, Luke terá esperado mais de duas horas. Então, provavelmente teremos um jantar rápido com Rhianne ou Júnior gritando por pelo menos metade da refeição. Quando formos para a cama, vamos estar muito cansados, física e mentalmente, para fazer nada mais do que termos em uma rapidinha antes de adormecer. As únicas vezes que temos tempo para nós mesmos, e realmente desfrutar um do outro, é quando eu permito que Myrna, a governanta-barra-babá me ajudar. E eu odeio admitir a derrota.

6


Cassia Leo (Luke #6) - Confie em mim

AGL

Eu deveria ser capaz de fazer isso рог conta própria. Milhares e milhares de mulheres antes de mim tem feito isso. Mas a fundação tem vindo a tomar muito mais tempo do que eu esperava. E agora que estamos abrindo o nosso primeiro centro de aconselhamento, minha agenda tornou-se especialmente agitada. Eu agarro o braço de Luke antes que ele possa sair do closet. — Eu vou pedir Myrna fazer seu macarrão tailandês favorito. Ele sorriu quando veio em minha direção e envolveu seus braços em volta da minha cintura. — Você sabe o que eu quero para o meu aniversário? Ele desliza suas mãos sobre minha bunda e me puxou contra ele. — Que eu desembrulhe esse enorme presente em suas calças? Ele se inclina para beijar meu pescoço e eu suspiro. — Nada —, ele sussurra, sua respiração fazendo cócegas os cabelos da minha nuca enquanto ele levanta meu vestido e leva a minha bunda em suas mãos fortes. — Eu quero esquecer tudo e que todos existem. Eu não preciso de comida ou presentes. Eu só preciso de você. — Sua mão esquerda desliza para frente, em seguida, em minha calcinha. Se você vir para casa cedo hoje à noite, eu também vou Ele mergulha dois dedos dentro de mim e eu suspiro. —

Oh,

meu... eu....

7


Cassia Leo (Luke #6) - Confie em mim

AGL

Ele puxou os dedos para fora e empurrou a língua dentro da minha boca enquanto ele massageava meu clitóris. Eu choraminguei quando meu corpo se enrolou no dele. Eu não quero nada mais do que voltar para casa mais cedo e me entregar a ele, mas eu não posso. A inauguração e o banquete com os administradores não podem ser reprogramados. Eles estão voando de todas as partes do país para este banquete. Eu fechei minhas mãos firmemente em torno de seu pescoço e inclino minha cabeça contra a sua e tento encontrar a força para dizer-lhe isso. Soltei um gemido agudo enquanto minhas pernas tremiam. — Vamos lá, bebê —, ele sussurra. E me beija profundamente quando meus músculos tensos atingem o clímax. Deixei escapar uma respiração profunda e me inclino contra ele para me apoiar. — Isso não é justo. Venho planejando este banquete рог um longo tempo. —

Seus dedos tocaram meu clitóris sensível

quando ele puxou a mão da minha calcinha eu suspirei. Ele alisou a saia do meu vestido para baixo e eu tentei recuperar a minha posição. Sua boca estava definida em uma linha dura e eu sei que ele está desapontado, mas conhecendo Luke ele está prestes a dizer algo reconfortante e diplomático. Ele estabelece um beijo suave na minha orelha e se vira para ir embora. — Faça o que te faz feliz, Brina. Isso é tudo que eu quero. Eu te vejo quando você chegar em casa.

8


Cassia Leo (Luke #6) - Confie em mim

AGL

Cheguei ao centro de aconselhamento às nove da manhã para encontrar um grupo de pintores se instalarem na entrada. As cadeiras do hall foram empurradas para o centro do espaço e cobertas com com plástico. Mais plástico estava sendo colocado nos rodapés para cobrir o piso de ladrilho ardósia. — Bom dia, Sra. Maxwell —, disse Liam, o contramestre ruivo desengonçado da empresa de pintura. — Ben nos pediu para entrar e fazer alguns retoques antes da inauguração de hoje. — Ben está aqui? —

Eu perguntei e fiz o meu caminho em

direção ao corredor, o que levava para a sala de conferência onde me reunirei com os administradores ainda hoje. — Ben está em seu escritório. — Obrigada, Liam. Eu contornei o rolo de plástico no chão e fiz o meu caminho para o corredor e para o escritório de Ben Hoffman. Ben é o Diretor Executivo da Fundação Kingston. Embora eu seja tecnicamente sua chefe, Ben realmente não recebe ordens de ninguém e ele é um perfeccionista. Ele veio altamente recomendado pelo mentor de Luke, Jerry Wilshire. Ben faz o seu trabalho muito bem, talvez bem demais, mas ele parece ficar nervoso em torno de mim e eu não consigo descobrir o porquê. Eu entro no escritório e Ben está segurando o celular ao ouvido e levantando um dedo, como se dissesse, — “Dê-me um segundo”. — Me assentei na cadeira elegante na frente de sua mesa e cruzei as pernas enquanto eu esperar ele terminar a sua conversa. Ele se

9


Cassia Leo (Luke #6) - Confie em mim

AGL

inclinou para frente sobre a mesa e agarrou seu cabelo escuro. Eu não tenho certeza se ele está estressado ou ele está tentando esconder o rosto. — Sim, diga a ela que ela precisa chamar o empreiteiro mecânico sobre a garantia. Os controles devem ser cobertos e não podemos ter alguém lá em cima até que eles estejam funcionando. Isso não deve mesmo ser um problema do caralho. Eu os quero aqui ao meio-dia. — Ele desligou o telefone e olhou para mim com uma expressão de desculpas. — Sinto muito. Eu fui lá em cima esta manhã e os controles para uma das unidades de ar condicionado não está funcionando eu tive que chamar quatro pessoas diferentes pra ter que ficar esperando. O que está acontecendo? Seus dedos estão tocando o topo da mesa quando ele se inclina para frente. Ele está nervoso. Ben perdeu sua esposa no ano passado em um acidente de carro e tem cuidado dos três filhos sozinho desde então. Nós pagamos o suficiente para contratar uma babá, mas ele insiste que ele não precisa de uma. Eu o admiro, mas eu não invejo. — Você acha que

ficaria terrível se eu sair do banquete um

pouco mais cedo, você sabe, depois que eu conhecer todos os curadores? — Рог quê? O que você vai fazer? — É o aniversário do Luke e eu acho que nós precisamos de um motivo para celebrar, isso não está relacionado com o centro que já vem tomando muito do meu tempo.

10


Cassia Leo (Luke #6) - Confie em mim

AGL

Seus dedos pararam de se mover e seus olhos se arregalaram enquanto ele se sentava em sua cadeira. — Certo. Quantos anos ele tem agora? Faço uma pausa рог um momento, sem saber рог que ele se importa quantos anos Luke tem. — Ele fez trinta e dois hoje. Então você acha que estaria tudo bem? — Bem, você é a base desta fundação, Brina. Eu acho que ficaria ruim, mas o seu casamento é importante. Se você sentir que você precisa sair mais cedo, então isso é o que você deve fazer. — Ele olha para o telefone de mesa рог um momento antes de continuar. — Há alguém aqui para te ver. Ele está esperando na sala de reuniões . — Quem é? Ele lança um olhar cansado em minha direção. — Os seguranças o verificaram para armas é claro. Ele é apenas um garoto sem-teto. Diz ele que serviu com o seu irmão. Meu coração parou com a alusão do meu irmão. Todo mundo aqui sabia que meu irmão cometeu suicídio enquanto

sofria de

transtorno de estresse pós-traumático grave, bem antes que de estar programado para sair na sua segunda viagem de serviço. Todo mundo sabe que eu estava lá com Ryan quando ele pulou do telhado do hospital. É a razão pela qual começamos a fundação e construí este centro de aconselhamento. Mas ainda sentia um soco no estômago cada vez que alguém falava dele. Ben viu a dor subindo à superfície na minha expressão facial. — Você não tem que falar com ele, mas eu senti uma espécie de

11


Cassia Leo (Luke #6) - Confie em mim

AGL

реnа do сага. Imaginei que o mínimo que eu poderia fazer é perguntar. Eu vou dizer-lhe para sair. — Ele se levantou e circulou a mesa para deixar seu escritório, mas agarrei a mão dele quando ele passava por mim. — Espere. — Ele olhou para minha mão e eu o soltei rapidamente. — Eu vou falar com ele, me dê um minuto para me recompor. O músculo na mandíbula de Ben se apertou e ele me deu um breve aceno de cabeça e saiu do escritório. Eu me inclinei para frente na cadeira e escondi meu rosto em minhas mãos enquanto dei algumas respirações profundas. A última vez que encontrei alguém que serviu com o meu irmão não terminou bem. Conheci Júlio Perez em uma cerimônia de premiação de serviços da comunidade para os veteranos. Tivemos uma conversa de dez minutos onde eu descobri que ele estava passando рог algumas coisas terríveis pesadelos, insônia, debilitante depressão, mas ele insistiu que ele não precisava de ajuda. Sua expressão era morta, ocasionalmente revertia para uma espécie de sorriso maníaco que estava mais triste do que assustador. Eu acabei saindo da cerimônia no início porque eu estava tão chateada com a minha conversa com ele. Eu não conseguia parar de imaginar que o que aconteceu com o meu irmão aconteceria com Júlio, se ele não procurar ajuda. Eu sai da cadeira e fiz o meu caminho para fora do escritório, pressionando meus lábios juntos com aquelas emoções que estão sempre vazando logo abaixo da superfície começaram a inchar

12


Cassia Leo (Luke #6) - Confie em mim

AGL

dentro de mim. A caminhada pelo corredor até a sala de reuniões foi assustadora, só agravada pelo fato de que eu estava chegando a área do prédio onde o ar condicionado não estava funcionando. Estava quente. Cheguei à sala de reuniões e imediatamente o vi através da parede de vidro. Assustadoramente magro e não tão sujo quanto eu imaginava que estaria. Ele estava inclinado para frente na mesa de conferência, os dedos brincando coma aba do seu boné de beisebol preto. Eu engoli meus nervos e abri a porta de vidro. Ele olhou para cima e meu coração saltou um pouco com o olhar perturbado em seus olhos. Ele vê o medo em meus olhos e ele olha para a superfície lisa da mesa de conferência . Eu imediatamente me senti horrível. Ele provavelmente recebe esses tipos de olhares durante todo o dia e não esperava conseguir um em um centro de aconselhamento para os veteranos. — Eu sou Brina —, eu disse quando me aproximei dele, segurando os meus ombros para trás para que ele saiba que eu não tenho medo dele. Ele se afastou da mesa e eu mantive a minha mão para ele. Ele tirou o chapéu antes de pegar a minha mão para apertar a dele. Seu cabelo loiro areia está desgrenhado e ele tem um grande caso de calvície, mas sem o chapéu eu posso ver que ele é mais novo que Ryan. — Brandon Newell — , diz ele enquanto ele pegou a minha mão e sacudiu suavemente.

13


Cassia Leo (Luke #6) - Confie em mim

AGL

Ele colocou seu chapéu de volta e esperou eu me sentar antes que ele seguir o exemplo. — Você conheceu que Ryan? — Eu perguntei, tentando não olhar para as cicatrizes de queimaduras em sua mão direita. — Desculpe. Eu sei que provavelmente pareço um pouco fora de lugar aqui. — Não seja bobo. Nós construímos este lugar para você e outros como você. Ele olha para a superfície da mesa, como se não tivesse certeza de como responder. — Sim. Tenho certeza de que Ryan teria se sentido fora de lugar aqui, também. — Por quê? — Oh, sem ofensa. Ele estava sempre falando sobre como ele não se sentia pertencendo ao Afeganistão, mas ele não pertencia aqui também. Eu cerrei os dentes para lutar contra as lágrimas. — Você quer falar com alguém? Estamos abrindo o centro em poucas horas e teremos conselheiros disponíveis. Na verdade, eles devem chegar dentro de uma hora, se você quiser apenas esperar no lobby. Eu não sou a pessoa que ele precisa falar. Falar sobre Ryan nunca foi fácil para mim. Luke sempre foi paciente comigo sobre esse assunto, mas esse сага provavelmente nem sabe que eu estava lá com meu irmão quando ele tomou o seu último suspiro.

14


Cassia Leo (Luke #6) - Confie em mim

AGL

— Na verdade, eu vim falar com você, mas eu entendo se você não você não quiser. Eu só queria conversar com alguém que ele conhecia. Eu o admirava e realmente me fodeu quando eu descobri o que aconteceu. Seus olhos escuros amassaram nos cantos e tenho a sensação de que ele está escondendo alguma coisa. Sua pele é esticada sobre as maçãs do rosto e eu só posso imaginar como ele se tornou familiarizado com a fome roendo que eu ouço borbulhando na barriga. Eu dei um suspiro profundo. — Escute Brandon, eu tenho um milhão de coisas para fazer hoje, mas eu adoraria se você pudesse se juntar a minha família e a mim para o jantar hoje à noite. Eu adoraria conversar um pouco mais. Ele sorriu e me forcei a sorrir de volta quando eu imaginava que tipo de dor que eu daria a Luke hoje à noite.

15


Cassia Leo (Luke #6) - Confie em mim

AGL

CAPÍTULO DOIS Luke Mesmo que eu saia do escritório duas horas mais cedo, ir pra casa de carro é um pesadelo no trânsito do caralho. Quando eu puxo o carro na garagem de nossa nova casa do lago fico surpreso e animado, por ver o Volvo preto de Brina estacionado na garagem. Eu realmente não esperava que ela voltasse para casa do banquete mais cedo. A fundação é tão importante para ela, ela parece ter encontrado sua vocação. Eu já estou antecipando todas as maneiras que eu vou agradecer a ela рог me colocar em primeiro lugar hoje, até eu entrar pela porta da frente e vê-la levando um homem para a cozinha. Brina nunca iria me trair. Além disso, esse сага parece muito pobre para ser seu tipo. Mas isso não me impede de seguir em silêncio рог trás deles. Eu passo pelo relógio de parede que Brina tinha feito há alguns meses com um artesão local. O relógio tinha uma foto diferente de Júnior, onde cada um dos números deveria estar. Ela tinha suas dúvidas quando estava grávida de Luke, mas eu sempre soube que Brina daria uma excelente mãe.

16


Cassia Leo (Luke #6) - Confie em mim

AGL

Quando eu entro na sala о сага está tomando um assento atrás do bar na ilha de cozinha. Ele parece fino e um pouco desgrenhado, possivelmente sem-teto, mas ele é jovem. Ele me vê na porta e seus olhos se arregalaram de medo. Que diabos ela está fazendo convidando homens estranhos em nossa casa? Onde estão as crianças? Ele não diz nada e eu mantenho

meus olhos fixos nos dele

quando eu falo. — Brina? — Eu tento parar a construção de raiva dentro de mim, mas algo me diz que eu não vou gostar do que está acontecendo aqui. Ela gira em torno de onde ela está de pé na frente da geladeira aberta. A expressão em seu rosto é ao mesmo tempo chocada e arrependida. Eu olho para о сага sentado na minha banqueta na minha casa e ele tem a cabeça baixa, a aba de seu boné de beisebol escondendo o rosto. — Luke, mel, este é Brandon Newell, — Brina diz, ela fecha a porta da geladeira e começa a vir para mim. — Serviu com Ryan. Eu o convidei para jantar. Tudo bem? Minhas narinas estão queimando enquanto eu tento me manter calmo. Concordo com a cabeça em direção ao corredor e ela me segue fora da sala. Quando eu me viro o seu rosto está a centímetros de distância, franzindo as sobrancelhas juntas sobre seus lindos olhos castanhos, e eu balancei minha cabeça com o quão fácil é para ela conseguir o que quer comigo. — No meu maldito aniversário?

17


Cassia Leo (Luke #6) - Confie em mim

AGL

— Ele está sem casa e, obviamente, passando fome. Ele queria falar. Eu me ofereci para levá-lo uma consulta com um conselheiro no centro, mas ele disse que se sentiria mais confortável falando comigo, porque ele realmente admirava Ryan. — Isso é besteira. — Luke, рог favor. Eu realmente acho que ele só quer falar sobre o meu irmão. Podemos agradar, apenas dar-lhe o benefício da dúvida? É uma refeição. Ela desliza suas mãos sobre meu peito e eu cerro os dentes enquanto o sangue corre para a minha virilha. Eu estive pensando sobre ter Brina na cama todo o maldito dia e agora eu tenho que colocá-lo de lado para jantarmos com um estranho. Eu beijei sua testa e seu sorriso alivia a tensão construída dentro de mim. — Tudo bem. Mas eu estou lhe chamando um táxi logo após o jantar e você vai pagar рог isso hoje à noite. Ela morde o canto do lábio e leva tudo em mim para não chutar a сага para fora logo agora. — Oh, não. Parece ser sério. — É muito sério, porra, рог isso não prolongue isto. Ela se vira e ri quando eu pego sua bunda, que bunda deliciosa que só fica mais sexy a cada gravidez. Quando entramos na cozinha, о сага está descansando a cabeça em cima de seus braços na mesa de café da manhã. Algo sobre esse сага tanto me enfurece e faz-me ter реnа dele ao mesmo tempo. Eu não sei o que ele passou, e eu

18


Cassia Leo (Luke #6) - Confie em mim

AGL

sinto muito pelo сага, mas eu não o conheço e meu trabalho é proteger a minha família. Brina olha рог cima do ombro para mim e encolhe os ombros. — Devo acordá-lo —, ela sussurra. Eu balancei minha cabeça e aceno em direção ao corredor. — Onde estão as crianças? — Pergunto e ela me segue até as escadas para o quarto. — Myrna disse que iria levá-los para um cochilo há uma hora. — Qual é o nome desse сага ?— Eu pergunto quando eu deslizo meu celular do meu bolso e me preparo para disparar uma mensagem de texto

para Perry o antigo guarda-costas em tempo

integral de Brina que só funciona de plantão desde que Brina começou a gastar a maior parte de seu tempo trabalhando para a fundação. — Brandon Newell. Peço a Perry para fazer uma verificação de antecedentes sobre Brandon Newell e vir aqui o mais rápido que puder. — Quanto tempo antes das crianças acordarem? — Rhianne provavelmente vai dormir рог pelo menos mais uma hora. Júnior provavelmente vai acordar em breve. Entramos no quarto e eu fechei a porta atrás dela. — Então eu acho que é uma coisa boa que você está usando um vestido.

19


Cassia Leo (Luke #6) - Confie em mim

AGL

Eu agarro sua cintura e a prendo contra a porta quando eu esmago os meus lábios contra os dela. Ela tem gosto de champanhe. Eles devem ter bebido no banquete. Eu arranco a saia de seu vestido e me movo contra ela enquanto seus dedos agarram meu cabelo. — Tire sua calcinha —, eu sussurro em seu ouvido antes de provar seu pescoço. Ela balança a cabeça e empurra o meu peito para trás. — Não. É seu aniversário. Ela mordeu o lábio e olhou para mim com aquele olhar malicioso que nunca deixa de conseguir o que ela quiser. Ela agarra a frente da minha camisa e me empurra para trás em direção a espreguiçadeira perto da janela com vista para o lago. Eu inclino para trás e deixo-a tomar conta enquanto tira meu cinto e desata minhas calças. Ela sorri quando minha ereção sai e eu prendo a respiração enquanto espero. Ela coloca um beijo suave na ponta e eu aperto minha mandíbula. Ela adora me provocar dessa maneira porque ela sabe que me deixa louco. Ela me leva em sua boca e eu chupo em uma respiração afiada através dos meus dentes. Seus lábios e sua língua são quentes e ela me atrai até que eu bati na parte de trás de sua garganta. Eu pego um punhado de seu cabelo e me guio suavemente dentro e fora dela, observando com admiração quando ela me engole. A batida na porta nós assusta e ela solta um som abafado estrangulada antes de eu puxar a cabeça para trás.

20


Cassia Leo (Luke #6) - Confie em mim

AGL

— Foda-se! — Eu grito como eu me esforço para fechar minhas calças рог cima do meu pau duro. — Quem é? Brina passa seu polegar sobre seus lábios enquanto ela salta de pé e eu alcanço seu vestido para alisar a parte de trás. — Sr. Maxwell! — Myrna parece em pânico. — Há um homem na cozinha! Eu contorno Brina para chegar até a porta. O rosto redondo de Myrna está pálido e seus olhos negros são largos com medo quando ela entrega Rhianne para mim. Os olhos azuis de Rhianne também são largos como ela percebe o terror de Myrna. Eu afastei os ralos, cachos castanhos do rosto e beijei sua testa. — Acalme-se, Myrna, ele é apenas um amigo de Brina —, eu digo, e faço o meu caminho descendo as escadas. Rhianne pega um punhado de meu cabelo e puxa com seus dedinhos pegajosos. Tal mãe tal filha. Eu puxo a mão e dou em seus dedos uma mordida brincalhona que a faz rir. — Onde está o Júnior? — Pergunto a Myrna — Ainda dormindo. Ele estava muito cansado de tanto fazer birra. Eu pensei que eu ia ter mais problemas com a filha, mas no ano passado Júnior deu um novo significado para os terríveis dois anos. Este ano, ele criou uma nova categoria de terror que eu gosto de chamar de os tirânicos três anos. Brina o estraga muito e todos nós pagamos o preço, porque ela se recusa a acreditar que rir é uma reação

21


Cassia Leo (Luke #6) - Confie em mim

AGL

inadequada para as birras de uma criança. Rhianne, рог outro lado, é o meu anjo. Quando entramos na cozinha, Brandon está sentado ereto na banqueta com as mãos no colo e um olhar de culpa em seu rosto. Em outras palavras, ele se parece com Júnior cada vez que entra na sala. Eu entrego Rhianne para Myrna. — Você pode рог favor trocar a fralda e acordar o Júnior antes de preparar o jantar? Ela acena com a cabeça, enquanto ela leva Rhianne em direção as escadas. Eu encaro Brandon рог um segundo, porque ele precisa saber que eu não aprecio o caos que ele trouxe para a minha casa no espaço de quinze minutos. Ele assustou a babá dos meus filhos e interrompeu o meu boquete. Estou ficando cada vez mais irritado com ele a cada segundo. Brina vem atrás de mim e enfia os dedos através do cabelo na parte de trás da minha cabeça. Eu sei por que ela está fazendo isso, então eu vou relaxar, mas isso só me irrita mais, porque meu pau ainda está duro. Eu torço minha cabeça para ficar longe de sua mão. — Há quanto tempo você tem estado nas ruas? — Pergunto aо сага. Eu não vou ficar na ponta dos pés com ele, ele está em minha casa рог conta da hospitalidade da minha esposa, não a minha.

22


Cassia Leo (Luke #6) - Confie em mim

AGL

Seus olhos endurecem e ele me olha nos olhos. — Três semanas. Eu estava no Compass Center enquanto o VA1 processava minha alegação de deficiência, mas negou há algumas semanas atrás, então eu saí. Brina engasga com esta notícia. —

Рог que você iria deixar

Compass Center? Esse é um ótimo lugar. Vou ligar para Tracy, de manhã e pedir-lhe para levá-lo de volta. — Não, você não tem que fazer isso. — Não é nenhum problema, realmente. Tracy e eu falamos quase todos os dias. Ela tem sido uma grande ajuda para mim, tais com a criação do programa de aconselhamento. — Não, você não entende. Eu não posso voltar. Eles me chutaram para fora. Brina e seu grande coração. É essa qualidade que me atraiu pra ela e a mesma qualidade que quase nos quebrou exatamente quatro anos atrás. Você acha que nós dois teríamos aprendido alguma coisa agora. Concordo com a cabeça em direção ao corredor e pego o braço de Brina e ela me segue. — Eu sei que você quer ajudar esse сага, mas eu não acho que o quero aqui. Eu posso ver as rodas girando em sua cabeça e eu não vou permitir que esse сага fique aqui. Entendido? 1

VA Veterans Administration

a agência federal encarregada de administrar os

benefícios previstos em lei para os veteranos das forças armadas. Abreviatura: VA

23


Cassia Leo (Luke #6) - Confie em mim

AGL

Ela franze a testa e, рог um momento, ela olha do jeito que Júnior olha quando ele está sendo castigado. — Brina? Diga-me você entende e você não está indo oferecer esse сага nada mais do que uma refeição? Ela olha para o meu peito рог um momento antes de falar. — Tudo bem, mas ele é filho de alguém. Você faria isso se fosse o Ryan? Ryan poderia ter acabado assim. Eles o liberaram рог outra missão embora tivesse transtorno de estresse pós-traumático. Caras como eles apenas mantém escorregando por entre as fendas. Você pode fingir que não se importa, mas eu sei que você faz. É рог isso que você me puxou de lado para me dizer isso em vez de lhe dizer sem rodeios. Eu olho nos olhos dela e ela não recua. Ela está certa, como sempre. — Tudo bem. Ele pode passar a noite, mas você vai levá-lo para o centro amanhã e deixá-lo encontrar um lugar para ir. Uma noite. Entendeu? Ela sorriu e eu posso sentir a minha decisão derretendo. Isso não vai acabar bem.

24


Cassia Leo (Luke #6) - Confie em mim

AGL

CAPÍTULO TRÊS Brina

Depois que as crianças comeram o seu jantar, eu decidi dar as crianças um banho enquanto Myrna fazia sua almofada especial tailandesa. Eu banhei Rhianne primeiro porque ela é uma calmaria. No momento em que eu puxei Júnior para fora da banheira, a pele em minhas mãos está coberta de pequenas marcas de mordida, e eu tenho uma dor de cabeça por causa da gritaria. Ele finalmente se acalma quando eu vesti seu pijama. Como sempre, eu deito com ele na “cama de mamãe e papai” рог um tempo para acalmá-lo ainda mais. — O que é isso? — Eu perguntei, apontando para o dinossauro na frente de sua camisa. — Dinossauro —, ele grita com orgulho. — Muito bom, mas que tipo de dinossauro é? — Ele encolhe os ombros e sorri, porque ele sabe. — Venha querido, você pode dizer isso? Que tipo de dinossauro é esse? Ele balança a cabeça e eu puxo para um abraço. Ele sobe em cima de mim e envolve seus braços em volta do meu pescoço enquanto ele coloca a cabeça no meu peito. Eu respiro o perfume de

25


Cassia Leo (Luke #6) - Confie em mim

AGL

seus cabelos e aperto com força. Eu nunca pensei que pudesse amar alguém mais do que eu amo Luke até que este pequeno monstro apareceu. Luke entra no quarto carregando Rhianne. Sua bochecha gordinha está descansando em seu ombro e seus cachos são ainda um pouco úmido nas pontas, mas ela está dormindo. Ele acena com a cabeça em direção ao corredor e eu sento Júnior em meu colo de frente para mim. — É hora de ir para a cama. Você pode me fazer uma promessa? — Eu não quero ir dormir. Erramos em permitir que Júnior dormisse na nossa cama até os dez meses de idade. Quando voltamos da nossa lua de mel, nós quebramos esse hábito, mas ele ainda sai da sua cama e foge para o nosso quarto para se juntar a nós, uma vez ou duas vezes рог semana. Esta noite não é uma boa noite para isso. — Eu sei querido, mas eu quero que você me prometa que você vai ficar na sua cama hoje à noite e se você precisar de mamãe ou o papai você vai pressionar o botão para chamar-nos. Você pode me prometer isso? Luke tinha um sistema de chamada instalado na casa, além do sistema de intercomunicador. Se Júnior precisar de nós, tudo o que ele tem a fazer é apertar um botão no lado de sua mesa de cabeceira e um alarme soa no nosso quarto e alguns outros quartos na casa.

26


Cassia Leo (Luke #6) - Confie em mim

AGL

Júnior olha para os meus lábios enquanto ele considera minha pergunta. Eu pego suas mãozinhas macias e beijo os dedos antes de levantar-me da cama com ele em meus braços. — Eu prometo —, ele sussurra em meu ouvido quando ele coloca a cabeça no meu ombro. Eu o levo para o corredor a tempo de ver Luke suavemente fechar a porta do quarto de Rhianne. Ele me segue no quarto de Júnior e o pequeno sorri como um palhaço com a visão de seu pai. Eu nunca me canso de assistir Luke com as crianças. A adoração pura que ilumina seus rostos quando eles o vêm sempre derrete meu coração. À medida que saímos do quarto de Júnior, uma sensação de pavor se avoluma dentro de mim. É hora de enfrentar Brandon e quaisquer memórias angustiantes do meu irmão, ele sente a necessidade de discutir. Luke enfia seus dedos nos meus e aperta minha mão, mas não faz nada para aliviar a minha ansiedade. Eu aperto a mão dele e ele olha para mim. — Eu tenho o seu presente de aniversário, mas eu vou dar para você amanhã. Tudo bem? — Bebê, eu te disse que eu não quero nada, além de você para o meu aniversário e eu quis dizer isso. Então, vamos fazer este jantar rápido. Quando estamos todos sentados na mesa de jantar, com Luke e eu em uma extremidade e Brandon, no outro extremo, Myrna traz

27


Cassia Leo (Luke #6) - Confie em mim

AGL

Bourbon de Luke e eu saboreio o vinho branco, mas Brandon recusa o álcool. — Eu não bebo. Não bebi nada desde que eu ouvi sobre Ryan. Pousei minha taça de vinho e começei a rodopiar o garfo no meu prato de macarrão. Eu posso sentir Luke olhando para mim e o mal-estar familiarizado deposita em meus membros. — Ryan não gostava de falar sobre o Afeganistão —, digo antes de tomar mais um gole de vinho. — Eu sempre senti que havia uma parte dele que eu nunca soube... Nunca saberemos. Você acha que você poderia compartilhar algumas de suas memórias favoritas dele?— Luke chega debaixo da mesa e aperta meu joelho, um pequeno gesto para mostrar que ele está orgulhoso de mim. Eu tenho que me impedir de olhar para ele porque eu sei que só vai tornar isso mais difícil. Brandon termina o macarrão que ele está mastigando e coloca o garfo. Eu posso dizer que ele está tentando muito duro para não devorar sua comida e isso parte meu coração. Ele toma um gole de água antes de falar. — Em certo momento quando estávamos fazendo uma verificação de segurança na aldeia e esse сага velho continuou nos seguindo рог toda parte gritando merda em Dari, mas não podíamos entender. O filho da puta não se importava que Ryan estivesse segurando a porra de um M249, ele continuou gritando em seu rosto. Meu peito aperta quando eu imagino o que meu irmão deve ter sentido sendo atacado verbalmente рог um desconhecido por fazer o

28


Cassia Leo (Luke #6) - Confie em mim

AGL

seu trabalho. Brandon pode ter conhecido o meu irmão no momento em que ele teve que ser duro, mas eu conhecia o meu irmão quando ele chorou em mais de um rompimento. Ele nem sempre foi tão forte e algo assim teria o matado por dentro. Brandon termina sua história sobre como Ryan acalmou о сага, embora nenhum deles entendesse uma palavra do que o outro estava falando. Quando ele terminou, um silêncio pesado caiu sobre a mesa. Eu coloquei o meu guardanapo na mesa e fiquei de pé. — Eu vou para a cama. Myrna irá mostrar-lhe o quarto de hóspedes. Há um chuveiro lá. Obrigado рог sua companhia, Brandon. — Ei, eu não queria incomodá-la —, diz ele, quando eu passei рог ele no meu caminho para fora da sala de jantar. — Eu só queria que eu tivesse chegado em casa quando ele fez. Concordo com a cabeça rapidamente e saio antes das primeiras lágrimas rolarem pelo meu rosto. Assim que Luke e eu chegamos ao quarto ele imediatamente me toma em seus braços. Meu rosto dói com o esforço de manter no dilúvio de emoções. Não é só o pesar sobre o fato de que eu dirigi meu irmão para o prédio, onde ele pulou, é o fato de que há mais alguém na minha casa que realmente entende esse arrependimento e eu não posso nem me recompor o suficiente para ter uma conversa com ele. Luke embala meu rosto enquanto beija minha testa. — Eu sei o que está incomodando você e eu acho que você deveria ir lá e falar com ele. Eu vou ficar aqui e trabalhar um pouco no caso de as crianças acordarem.

29


Cassia Leo (Luke #6) - Confie em mim

AGL

— Não, é seu aniversário. Eu quero gastá-lo com você. Ele balança a cabeça com firmeza. — Eu quero que você vá lá em baixo. Eu não posso fazer amor com você quando eu sei que sua mente está em outro lugar. Vá. — Como é que eu fui tão sortuda? Ele sorri o mesmo sorriso deslumbrante que capturou meu coração no dia em que entrei em seu escritório há quatro anos. — Não foi sorte. Enganei-a para trabalhar para mim. Ele me beija com ternura e рог um momento eu estou perdida nele, ansiando рог mais. Ele se afasta e coloca um beijo suave na minha bochecha. — Tente não demorar muito. Ainda é meu aniversário рог mais três horas. Eu bato na porta do quarto e Brandon grita: — Estou indo! — Quando ele abre a porta, ele já tomou banho e está vestido apenas uma toalha enrolada na cintura. Fico sem palavras рог um momento enquanto eu olho a definição de seu peito e músculos abdominais, em seguida, as cicatrizes de queimaduras que cobrem a mão direita todo o caminho até seu antebraço. Ele muda as mãos para que sua mão esquerda esteja segurando a toalha e ele enfia a mão direita atrás das costas. — Desculpe. Eu não queria olhar. —Tudo bem. Eu estou acostumado com isso.

30


Cassia Leo (Luke #6) - Confie em mim

AGL

Ele ficou lá esperando eu dizer-lhe porque estou lá quando caio em mim, ele não tem nenhum roupas limpas para trocar. — Basta ficar ali mesmo. Eu vou te dar algo limpo para trocar. Quando eu chego ao quarto, Luke está no chuveiro, então eu rapidamente pego um pacote fechado de boxers e uma roupa, então eu faço o meu caminho de volta para o quarto de hóspedes. Apresento-lhe a pilha de roupas e ele ergue uma sobrancelha. — Obrigado, mas eu não posso aceitar isso. — Sim, você pode. Vá em frente e mude. Vou pedir Myrna para lavar o outras coisas e você pode mudar de volta amanhã, se quiser. Ele pega as roupas de mim e vai para o banheiro se trocar. Quando ele sai Estou surpresa com o quão normal que parece. Na verdade, mesmo que as roupas de Luke penduram um pouco solto em cima dele, ele parece melhor do que o normal. Ele joga a toalha em uma cadeira no canto e balança o cabelo úmido enquanto toma um assento na borda da cama. — O que aconteceu com sua mão? — Eu pergunto colocando a toalha no chão e sentando na cadeira. — Aconteceu um par de meses depois de Ryan sair. O mudaram para o norte, e eu tenho certeza que ele sabia que é onde ele estava indo para sua segunda missão. — Ele faz uma pausa рог um momento, enquanto seus olhos vidrados. — A porra do carro bomba nos atingiu e o tanque de gás explodiu. Eu vi o meu amigo se queimar vivo.

31


Cassia Leo (Luke #6) - Confie em mim

AGL

— Eu sinto muito. Espero não ter perturbado você. Ele olhou para frente, sem piscar e reconheci aquele olhar. É a mesma expressão que vi no rosto de Ryan quase todos os dias durante meses antes que ele tirasse sua vida. Ele finalmente pisca e olha para mim, antes de se inclinar para frente e repousa os cotovelos sobre os joelhos. — Você já teve a sensação de que Ryan sabia algo que não você sabe? Eu engoli o caroço na minha garganta e respire fundo. — Todo o tempo. Ele me disse algo que um par de dias antes de morrer. Luke é o único que sabe. Eu nem sequer disse a meus pais. — Faço uma pausa para reunir a minha coragem como ele olha para sua mão. — Ele me disse que as pessoas são estúpidas a pensar que em esperança e a fé são o suficiente para obter qualquer um рог qualquer coisa. Compartilhamos nossas memórias de Ryan рог mais algum tempo antes de começar a tornar-se demasiado. Só de pensar em meu irmão é desgastante. Falar sobre ele é suficiente para amortecer o meu humor рог dias. Nós dizemos nossos boa noite e marchei de volta para o quarto, certificando-me de evitar olhar para a imagem de Ryan no corredor no andar de cima.

32


Cassia Leo (Luke #6) - Confie em mim

AGL

CAPÍTULO QUATRO Luke

Brina entra no quarto parecendo um pouco em estado de choque. Eu fecho o meu laptop e o coloco no chão. — Você está bem? Ela balança a cabeça enquanto caminha em direção ao banheiro da suíte. — Eu vou ser rápida. Trinta minutos mais tarde, o chuveiro ainda está em execução, então eu vou ver como ela está. Ela está sentada no chão do chuveiro abraçando os joelhos como a água corre sobre suas costas. Eu nem sequer se preocupei em tirar minha cueca antes de eu pisar dentro e agachar-me na frente dela. A água está quente. Quando ela olha para cima seus olhos não são vermelhos ou inchados como eu esperava, ela está pensando. Brina pode lançar-se em um poço de desespero simplesmente рог pensar demais. Ela sorri fracamente e balancei minha cabeça. — Você não tem que sorrir. — Ela bloqueia os dedos ao redor do meu pescoço e eu beijo sua testa enquanto eu a levanto até que ela está de pé.

33


Cassia Leo (Luke #6) - Confie em mim

AGL

Ela desliza os braços em volta da minha cintura e ficamos assim, abraçados, рог um tempo antes de ela puxar a cabeça longe do meu peito. Ela desliza os dedos sob o cós da minha boxers e desliza-los até que eles caírem no chão do chuveiro. Recebo uma ereção instantânea, o que pressiona contra a barriga enquanto ela envolve seus braços em volta da minha cintura novamente. Eu beijo o topo de sua cabeça enquanto a seguro com força e eu sinto o gosto de um pouco de xampu. — Vem cá, bebê —, eu disse, e avirei de modo que a água atingisse suas costas. Ela inclinou a cabeça para trás na água e eu massageei o seu couro cabeludo até que toda a espuma sumiu. Seu pescoço é tão atraente e eu não consigo resistir, me inclino para um gosto. Suas mãos deslizam sobre a minha cabeça e embreiam no meu cabelo enquanto ela puxa meu rosto e esmaga seus lábios contra os meus. Ela tem um gosto limpo com um toque de doçura do vinho. Eu pressiono meus dedos em sua carne macia e deslizo minhas mãos рог suas costas e sobre sua bunda. Ela conecta os braços ao redor do meu pescoço enquanto se prepara para pular em mim. Eu gemi quando ela se empurra do chão e pula para cima. Eu a pego pela cintura enquanto ela envolve as pernas em torno de meus quadris. Fixando-a contra a parede, eu estou faminto de repente por ela. Eu balanço meus quadris até encontrar o lugar e deslizar para dentro dela. Ela engasga e eu mordo suavemente em seu ombro para abafar um gemido profundo.

34


Cassia Leo (Luke #6) - Confie em mim

AGL

Deveria ser ilegal a sentir-se tão bem. Eu mantenho uma mão firmemente presa debaixo de sua coxa enquanto eu deslizo minha mão entre as pernas dela para encontrar seu clitóris. Ela dá uma respiração afiada e eu sei que eu o encontrei. Ela escava suas unhas em mim e eu trabalho lentamente, deslizando para dentro e para fora dela e acariciando-a até que seus olhos começam a rolar para trás. Eu empurrei minha língua em sua boca enquanto ela começa a ofegar, pronto para engolir os gritos dela quando ela gozar. Ela se contorce contra mim, se contorcendo de prazer quando eu me mergulhar profundamente dentro dela. — Luke —, ela choraminga e isso é tudo o que preciso. Eu explodo dentro dela enquanto ela aperta as mãos em torno da minha cabeça e aperta a testa com força contra a minha. Seu corpo treme e minhas pernas e braços se enfraquecem. Eu a seguro рог tanto tempo quanto eu posso, então dou um beijo suave em seus lábios antes de deixá-la descer. — Eu sinto muito —, ela sussurra. — Eu não deveria tê-lo convidado

para

vir

aqui

sem

pedir-lhe

em

primeiro

lugar,

especialmente no seu aniversário. — Você não tem que pedir desculpas. — Eu afastei o cabelo do seu rosto e beijar a ponta de seu nariz. — Eu deveria ter sido mais compreensivo, porque eu sei que você nunca faria nada para me machucar ou as crianças. Eu confio em seu julgamento.

35


Cassia Leo (Luke #6) - Confie em mim

AGL

Depois de secar e se estabelecer na cama, ela se aconchega no meu canto e eu beijo o topo de sua cabeça. Ela beija meu peito e a fome começa a construir de novo. — É melhor você não começar algo que você não pode terminar. Ainda é meu aniversário, você sabe. — Oh, eu sei. Eu tenho o seu presente esperando рог você. Eu vou dar a você assim que Brandon partir amanhã. Ela desliza suas mãos sobre o meu peito, em seguida, para baixo no meu estômago até que ela envolve seus dedos em volta do meu pau endurecido. — Não podemos expulsá-lo agora? — Seja agradável. Seu peito desliza sobre o meu enquanto ela sobe em cima de mim. Eu puxo sua bunda até ela estar na posição certa para eu entrar nela. Ela desliza para baixo, mantendo o peito perto do meu, porque estar no topo sempre dói, a não ser que ela se incline para frente. É a única maldição de ter um pau grande. Ela se esfrega em mim enquanto ela me monta devagar. Eu me inclino para cima para que eu possa levar uma mama em minha boca e ela geme quando eu rodo a minha língua em torno de seu mamilo. Eu agarro a cintura dela e ela solta um grito quando eu a viro de costas. Ela bate a mão sobre a boca, porque ela percebe que foi muito alto. Com certeza, o alarme de Júnior é acionado. Pelo menos, ele apertou o botão em vez de intrometer-se entre nós.

36


Cassia Leo (Luke #6) - Confie em mim

AGL

CAPÍTULO CINCO Brina Eu chamo Ben no escritório para lhe dizer que eu estou chegando. Depois de um café da manhã desajeitado, onde eu poderia dizer que Luke estava tentando não comentar sobre o fato de que Brandon estava vestindo suas roupas, Myrna finalmente entregou suas roupas recém-lavadas pra ele e levou as crianças para preparálos para a sua caminhada matinal. Luke está muito feliz em oferecer Perry para levar Brandon de volta para o centro de aconselhamento onde Ben e eu vamos trabalhar com Tracy no Compass Center para colocá-lo em alojamento provisório. Lucas observa da porta da frente quando Perry, Brandon e eu caminhamos para o carro no final da garagem. Quando chegamos ao carro, eu olho por cima do ombro e Lucas se foi, uma pequena demonstração de fé, mas significa mais que o mundo. — Obrigado рог tudo. Espero que eu não tenha feito Luke muito desconfortável. — Não seja bobo. Luke não é facilmente perturbado. Confie em mim, eu tentei.

37


Cassia Leo (Luke #6) - Confie em mim

AGL

— Obrigado рог falar comigo. É bom saber que há alguém lá fora, quem sabe como é. Eu estreito os olhos para ele. — Como é o que? — Lutar contra os demônios, a voz que lhe diz Ryan tinha tudo planejado. Essa é a merda que você tem que lutar, porque ele era provavelmente tão sem noção como nós somos. Eu não sei se eu quero sorrir ou chorar, então eu o abraço. Ele ri, pois o pega de surpresa. Eu deixo de forma rápida e ele está olhando timidamente para a calçada de pedra pavimentada. — Eu acho que eu vou te ver ao redor do centro—, eu digo, e ele balança a cabeça quando ele circula a parte dianteira do carro e entra no banco do passageiro. Não é preciso muito tempo para encontrar Luke sentado no deck com vista para o lago com uma xíсага de café. Eu paro atrás dele, e passo meus braços em volta do pescoço dele, e dou um beijo duro em sua mandíbula desalinhado. — Feliz aniversário, querido. — Tarde demais. Eu já encontrei outra menina que vai me dar presentes no meu aniversário de verdade. — Droga. Eu ia dar-lhe um boquete de aniversário. — Bem, eu acho que um presente de aniversário atrasado é perdoável.

38


Cassia Leo (Luke #6) - Confie em mim

AGL

Eu passo em volta da cadeira e sento em seu colo. — Bem, eu vou ter que guardar esse presente para mais tarde. — Eu planto um beijo suave em seus lábios enquanto ele puxa minhas pernas sobre o braço da cadeira, então estou mais perto dele. — Eu disse a Ben ontem, agora que o centro está instalado e funcionando eu tenho que cortar as horas e passar a trabalhar para a fundação. Não mais do que 30 horas рог semana agora. As sobrancelhas de Luke se juntam sobre seus lindos olhos azuis esverdeadas. — Mas eu pensei que você estava trabalhando longas horas, porque você achava preciso. Não corte as horas por mim se ele vai fazer você infeliz. — Não é só por você. É pelas crianças. Preciso passar mais tempo com eles, especialmente Júnior. — Esse garoto é igual a você, B. Teimoso como o inferno. — Рог favor, não me chame de B. Você sabe o quanto eu odeio isso. E ele pode ser teimoso como eu, mas ele tem com ciúmes como você. Quando ele acordou ontem à noite, ele me disse que não queria que eu voltasse para a cama com você. — Isso é porque você tem os travesseiros mais macios —, diz ele, e deslizou sua mão debaixo da camisa e aperta o meu peito. Eu rolei os olhos para a sua incapacidade de se concentrar. — Eu estou cortando as minhas horas por nós dois.

39


Cassia Leo (Luke #6) - Confie em mim

AGL

Sua mão desliza sobre as minhas costelas e eu tremo quando ele beija meu pescoço. — Obrigado —, ele sussurra contra a minha pele. — Mas há mais uma coisa que eu preciso de você. — Mais do que mudar meu horário de trabalho e um boquete de aniversário? — Sim. Eu quero que você me prometa que não vai permitir que qualquer outro projeto, vá mantê-la longe das crianças. Eu posso continuar sem você, mais ou menos, mas as crianças precisam de você aqui mais do que eu. Eu não quero que você seja uma porra de uma dona de casa. Mas eu tenho tentado muito duro chegar em casa pelas quatro horas todos os dias. — Você tem? — Sim, você apenas não tenha notado, porque você nunca está aqui. Eu pego o rosto para fazê-lo me enfrentar. — Рог que você não me contou? — Eu não quero que você sinta como se eu estivesse tentando culpá-la. Eu acho que eu pensei que você iria descobrir isso рог conta própria. — Sinto muito. — Eu o beijei e ele riu. — Рог que você está rindo? Não é engraçado. Eu tenho negligenciado totalmente o meu marido e filhos.

40


Cassia Leo (Luke #6) - Confie em mim

AGL

— Não comece a bater-se. O importante é que você descobriu isso рог conta própria. E eu aprendi a não ficar chateado sobre o seu complexo de cachorrinho perdido. — Complexo de cachorrinho perdido? É isso o que você chamando quando eu trago para casa um ser humano sem-teto? Isso soa horrível, Luke. Estou muito decepcionada com esse comentário. — Ok, você está certa. Isso soou mal. Você pode levar para casa o maior número de cachorros perdidos e os seres humanos como você quer. Prometo não fazer quaisquer comentários depreciativos ou ficar com ciúmes quando você lhes dá minhas roupas. — Que tal quando eu durmo com eles? Os cachorrinhos quero dizer. — Bem, você está castrada, portanto, quanto mais, melhor. — O marido mais confiante do ano. Eu acho que você merece dois boquetes de aniversário. Um deste ano e outra no ano que vem. — Você me estragar muito. Eu o beijei lentamente, prolongando o momento, na esperança de ficarmos assim o dia todo. Abaixo de mim, sua ereção está crescendo e eu começo a temer as próximas palavras que vão sair de sua boca enquanto ele puxa seus lábios. — Quer que eu ligue e diga que estou doente? Eu sorrio com sua sugestão porque Luke nunca ligou pra dizer que está doente. Ele não precisa.

41


Cassia Leo (Luke #6) - Confie em mim

AGL

— Você está castrado? — Pergunto de brincadeira. — Claro que não. Você sabe que meu sonho é fazê-lo em Maury Povich2 . — Bem, eu sinto muito em estragar para você, mas há uma chance de 99,999% que Rhianne ser sua filha. Isso significa que há uma chance de 99,999% que você vai ter que mudar uma fralda hoje, se você faltar porque está doente. Ele sai da cadeira, enquanto ainda está me segurando em seus braços. — Eu sempre soube que com você teria que viver a vida no limite. — Ele me beija com ternura e eu mordo o lábio quando ele começa a se afastar. — Você confia em mim? — Eu aceno de cabeça e ele sorri maliciosamente. — Má ideia. Ele me carrega em todo o convés e desce as escadas para o pedaço onde ele mantém sua lancha. Eu só tenho um segundo pra gritar antes que ele me jogue dentro do lago. Eu ressurjo rapidamente com o que é, provavelmente, um olhar de descrença absoluta e completa para a água incrivelmente fria. — Agora você tem faltar porque está doente —, diz ele enquanto ele me puxa para ele. Meus dentes imediatamente começar a bater. — Só você pra me jogar em um lago congelando para me fazer ficar em casa. — Eu vou fazer de tudo para passar mais tempo com você. 2

Maury Povich apresentador que se tornou conhecido por apresentar um programa de TV com o

tema chamado "Quem é o papai?" durante o qual os homens que estavam negando ou tentando estabelecer a paternidade passaram por testes de DNA, e os resultados foram revelados no ar.

42


Cassia Leo (Luke #6) - Confie em mim

AGL

— Bem, que tal começar рог me tirar deste lago e me levar para o chuveiro antes de congele até a morte. — Então... Eu posso te amarrar? — Sim, Luke, você pode me amarrar, me amarre, amarra-me aos trilhos do trem. Faça o que quiser comigo. Só me tire daqui. —Negocio fechado. Eu coloco minhas pernas ao redor de seus quadris e ele me puxa para um último beijo frio e molhado, porque eu sei Luke vai me tirar antes que eu congele. Luke sempre pode ser confiável para manter as crianças seguras e felizes. E agora eu posso confiar em mim para fazer o mesmo. Ser necessária na a fundação é muito bom e eu nunca vou desistir enquanto eu tenho a energia e meios para sustentá-la. Se Ryan estivesse aqui, eu acho que ele finalmente entenderia. Nossas famílias precisam de nós muito mais do que nós pensamos deles.

43

06 trust in me cassia leo