Issuu on Google+


Editorial

Produzir, verbo transitivo

S EXPEDIENTE

Diretor Idalécio Rêgo Marketing Sandra Oliveira Edição Rodrigo Hammer - DRT/RN 764 Diagramação Giovanni Barros Comercial Idalécio - 8889-4001 Endereço Av. Prudente de Morais, 507 Sala 103 - Petrópolis. Natal/RN Fone/Fax: (84) 3222-4001 Site: www.rneditora.com.br Email: rneditora@rneditora.com.br Impressão - Gráfica Moura Ramos Período - Mensal

empre associado à modernidade, o Plástico ganhou múltiplas formas, revolucionou o mundo industrial e compõs parte da engrenagem macroeconômica mundial, até transformar-se de uma hora para outra no terror dos ambientalistas preocupados com o futuro do planeta. Por todos esses capítulos de uma história controversa, a Indústria Brasileira soube corresponder à demanda crescente e atravessou bons e maus momentos sem se deixar abalar. No Rio Grande do Norte, o empresariado - hoje representado em parte pelo SINDIPLAST - vê o mundo se preparar para novos tempos, confrontado por fatores como Aquecimento Global e exigências tecnológicas ditadas em ritmo avassalador. Para trazer um pouco desse universo da produção local ao leitor, Sucesso Indústria & Comércio percorreu diversas empresas que, a exemplo da nossa primeira edição dedicada ao setor há dois anos, se provaram dispostas a resistir e crescer. Em pequena ou grande escala, produtores dos mais diversos pontos do estado continuam atendendo à demanda local/regional sob ritmo crescente, caso da Implasverde de João Câmara. No lugar do temor ou do pessimismo, o movimento das bobinas a girar e produzir de forma constante, das "sopradoras" injetando progresso onde existem novas possibilidades.

ÍNDICE Conceição Tavares, SINDIPLAST/RN

• SINDPLAST/RN ................................................. 06 • HEMFIBRA........................................................ 08 • INPLAST ........................................................... 09 • IMPLASVERDE .................................................. 12 • USIPLÁSTICO .................................................... 13 • RECICLAGEM ................................................... 14 • SOLUPET .......................................................... 15 • COLETA SELETIVA............................................. 16 • Guia Sucesso .................................................... 18

Reciclar: uma saída para o planeta

COMPRAMOS SEU CARTUCHO VAZIO. ENTREGA GRÁTIS E RÁPIDA. Colori

do

Série

51649A (84) 201 .39

29

Cartuchos e Toners Compatíveis 4Revista Sucesso

3201-3929


Sindicato:

Forte e pronto para o futuro Sindicato tem no comando da presidente Conceição Tavares uma de suas gestões mais atuantes Empresária Conceição Tavares, presidente do SINDIPLAST/RN

A

busca pela união dos fabricantes de plásticos e derivados do Rio Grande do Norte tem sido uma constante através de empresários que veem com bons olhos qualquer esforço rumo ao fortalecimento do setor. É com esse ideal em mente, que a empresária Conceição Tavares, presidente do SINDIPL AST/RN Sindicato das Indústrias de Material e Laminados Plásticos

do Estado do Rio Grande do Norte - vem tocando há dois anos a entidade hoje com 14 indústrias filiadas. Do seu escritório, a presidente destacou algumas conquistas significativas para o setor no estado. Capacitação, por exemplo, foi citada por ela como uma das mais importantes, graças à preciosa colaboração do SENAI/RN; outra, a sala do primeiro andar na Casa da Indústria destinada às reuniões do sindicato. "O SINDIPLAST vem tendo apoio total dessas instituições, mas sem a participação dos empresários que estão ao nosso lado no setor, dificilmente teríamos chegado a esse ponto", reconheceu. Conceição refere-se a eventos como a reunião realizada no dia 4 de março deste ano, quando foi elaborado o Planejamento Estratégico a ser executado de acordo com o Programa de Desenvolvimento Associativo (PDA) conhecido na FIERN pela nomenclatura Programa de Fortalecimento Sindical.

6Revista Sucesso

"O encontro foi de extrema importância. Lá eu pude sentir como o empresariado local está realmente envolvido nesse sentimento de evolução. Nosso maior propósito é ainda a adesão de novas empresas. Só assim poderemos nos fortalecer, brigar por melhores condições no mercado", lembrou, ainda satisfeita pela Carta Sindical aprovada e publicada no Diário Oficial em fevereiro. Através do documento, a personalidade sindical da entidade foi validada, ou seja, passou a vigorar de acordo com a legislação competente no Brasil. A presidente tem como propósito a descentralização do sindicato, de modo a agilizar decisões que ainda atravessam um penoso oceano de circunvoluções burocráticas; tal disposição poderá se refletir na continuidade do mandato de Conceição Tavares, que ainda citou a participação do SINDIPL AST/RN na última edição da FICRO. "Estivemos presentes em cinco estandes muito visitados. Foi uma forma do sindicato mostrar que está atuante, que representa o setor com o trabalho e a seriedade que merece", concluiu.


INPLAST :Informe Publicitário

Qualidade e resistência Indústria de Parnamirim sustenta tradição de atendimento e soluções práticas para embalagens em todo o Estado.

H

á 24 anos no mercado, a INPL AST é uma empresa que se pode considerar consolidada à base de um conceito valorizado em épocas de instabilidade: adequação. Ancorada em princípios que vão da qualidade do produto oferecido à preocupação com o meio ambiente, conquistou credibilidade para atravessar as intempéries econômicas. "Desde o princípio a nossa preocupação foi a de firmar o nome da empresa junto a clientes, para, daí, partir em busca de segmentos que nos dessem sustentação", explicou a diretora-administrativa Vilma Estefan. A linha de produção da INPL AST, voltada às embalagens flexíveis, apenas produzia, inicialmente, sacos em polietileno de alta densidade, tendo sido pioneira no Estado, neste segmento. Hoje produz uma vasta gama de produtos, tais como bobinas técnicas para empacotamento

automático, filmes tubulares termo- contráteis, sacolões para reembalagens e cestas básicas, sacos para embalar leite e frango, atendendo principalmente a industrialização de camarão, peixe, farinha de mandioca, polpa de frutas e outros produtos da região. A empresa dá preferência à produção de embalagens personalizadas (por exemplo, sacos ou sacolas impressos com a logomarca do cliente), desenvolvendo junto a este, um trabalho de adequação da sua arte ao seu material, fazendo com que o cliente se sinta satisfeito ao receber um produto que contém a sua logomarca impressa e que ele sabe que pode confiar, pois tem a garantia de ser um produto fabricado pela Inplast.

INPLAST - Indústria de Plásticos Ltda

(84) 3272-2233 | (84) 3272-2668 Endereço: Rua Presidente Getúlio Vargas, 184 Centro - Parnamirim / RN E-mail: contato@inplastrn.com.br www.inplastrn.com.br Revista Sucesso9


Informe Publicitário: IMPLASVERDE

Um Exemplo de pioneirismo Indústria de João Câmara (RN) transforma-se numa das maiores do setor plástico graças a investimento em tecnologia e qualidade

E

alimentos; aqui e ali também atendemos ao setor da Panificação e de produtos para lavanderias" explicou Cláudio Souza.

Nada na IMPLASVERDE foi pensado sem a aplicação de um planejamento que vai do acesso à matéria-prima (polietileno) à distribuição cuidadosamente dirigida: "Procurei desde o início definir a nossa linha de atuação. O foco da empresa é o segmento dos supermercados atacadistas e o setor de

Prudência é, por sinal, uma qualidade que o empresário aprendeu a valorizar ainda quando traçava o primeiro esboço da IMPL ASVERDE em 1994: gradativamente, das três máquinas da linha de produção inicial, a indústria foi ganhando impulso e conquistando credibilidade suficiente para chegar a outras regiões: hoje, além do Rio Grande do Norte, atende a pedidos provenientes de cidades tão diversas quanto Juazeiro do Norte (CE) e várias praças da Paraíba. São milhares de sacolas de plástico PP e PE de Alta e Baixa Densidade produzidas diariamente, chegando à capacidade atual de 4 toneladas previstas para um acréscimo que poderá

xperiência e empreendedorismo, quando bem administrados, podem render frutos que vão além da simples vontade de prosperar. Assim pode ser definida a linha de atuação da IMPLASVERDE, empresa localizada no município de João Câmara, afinal de contas, são 15 anos de atividades pautadas por princípios que vão da valorização do colaborador local - funcionários nascidos ou residentes na cidade de 33 mil habitantes - ao rígido controle de qualidade responsável pela aceitação que a empresa vem obtendo por todo esse tempo.

atingir a marca de 6 mil unidades/dia após a implantação de novos equipamentos. Os 54 funcionários da empresa seguem, um a um, a filosofia de trabalho implementada por Cláudio: total dedicação à qualidade do produto e ênfase no acabamento elogiado pela clientela que vem se expandindo a cada ano. "Nosso produto é conhecido por fatores como resistência e transparência, fundamentais para quem entende de plástico. Por não nos descuidarmos desse padrão, atingimos a preferência do nosso cliente em cheio. A marca IMPLASVERDE significa qualidade aqui e em qualquer lugar", comemorou Cláudio Souza em meio ao matraquear das máquinas que se alinham no ambiente da fábrica, cenário de mais um sonho de empreendedorismo conquistado.

Fone: (84) 3262.2575 Fax: (84) 3262-2428 Rua Antônio Câmara, Centro - 200 BR 406 - João Câmara/RN E-mail: implasverde@terra.com.br 12Revista Sucesso


USIPLÁSTICO :Informe Publicitário

A qualidade faz a diferença Visão empresarial e critério elevado para diversificação tornaram empresa uma das mais requisitadas no segmento industrial

A

conhecida expressão "tino comercial" ganha mais relevância quando aplicada a exemplos de vida que provam ser verdadeira a teoria da força de vontade aplicada ao trabalho e à vocação para inovar. Foi o que transformou a USIPLÁSTICO em potência do setor de vestuário para indústria, graças à visão da empresária Goretti Alves. Exfuncionária pública, Goretti demonstrava inclinação para vendas ainda menina, quando aos seis anos já negociava com a escola onde estudava, vendendo matéria-prima para o refresco da cantina. Com o passar do tempo, a vocação latente da jovem se converteu num projeto de vida mais ousado, até surgir a idéia de montar uma empresa de verdade. Com fé em Deus e o apoio do marido, o projeto logo se concretizou na simpática vila da Rua dos Pajeús, coração do Alecrim, onde a USIPLÁSTICO cresceu e apareceu. Dos aventais e conjuntos de cozinha, a linha de

produção passou a atender fardamento para a Indústria de Alimentos, Panificação, frigoríficos e supermercados nas modalidades Avental Industrial (60 cm x 1 m) e Avental Courvin (60 cm x 80 cm). "Desde o início a minha preocupação era proporcionar ao cliente, não importasse grande ou pequeno, o mesmo padrão de atendimento. Fomos ganhando credibilidade e investindo na ampliação da nossa capacidade", revelou a empresária. Em termos de clientela, a USIPLÁSTICO detém boa parte do mercado local. Começou atendendo o antigo Superete Queiroz e conquistou uma carteira que inclui nomes do porte da Pizzaria Reis Magos, Restaurante Talher, Mangai, Bonfrigo, Buon Gustaio, JSS, Sabugi, Gascana, Churrascaria Pantanal, Viveiro Marina, Hora do Pão, Gosto de Pão, Do Trigo, entre outros. No setor supermercadista, chegou ao concorrido bazar do Supermercado Nordestão, mais um patamar galgado graças a fatores como ênfase na qualidade, perfeccionismo e, sobretudo, honestidade no trato com parceiros, clientes e fornecedores.

"Costumo dizer que o nosso slogan definine a nossa filosofia de trabalho: a qualidade faz a diferença. Nunca me desanimei, até conseguir estabelecer uma linha de atuação bem definida", reconhece a empresária habituada a tempos de crises supostas ou reais, como na época em que diversos supermercados fechavam as portas em Natal e a USIPLÁSTICO encontrou uma saída na fabricação e venda de flanelas de limpeza. "Sempre há alternativas quando existe disposição para trabalhar e a criatividade é maior que o pessimismo", pontuou Goretti com um largo sorriso, ao final de mais um dia de trabalho.

Rua dos Pajeús, 1843-F - Alecrim - Natal / RN Revista Sucesso13


Panorama RN:

Empresário do ramo da Reciclagem de Matéria Plástica Campanhas infrutíferas e hipocrisia à parte, tem gente trabalhando de verdade pela reciclagem de matéria plástica no Rio Grande do Norte, exemplo do empresário Raimundo Negreiros. Preocupado com a situação do meio ambiente bem antes da invasão de propostas e ONGs oportunistas, Negreiros desde cedo enxergou possibilidades concretas no tratamento do plástico utilizado pela sociedade. Determinado, arregaçou as mangas e partiu para a ação. De poucas palavras e muita seriedade, ele falou à Sucesso sobre a experiência no ramo. Sucesso Indústria & Comércio Quando surgiu a empresa e qual a sua linha de atuação? Raimundo Negreiros - A empresa está na ativa desde 1985, gerando hoje 30 empregos diretos. Nossa linha de atuação envolve reciclagem de plástico, papel e papelão. Sucesso Indústria & Comécio Qual a proporção entre consumo/aproveitamento hoje no estado? Desse total, o que a sua empresa utiliza? Raimundo Negreiros - Chegamos a processar 10.000 Toneladas/mês. Utilizamos, no total, 3% dessa produção. Sucesso Indústria & Comércio Para onde se destina o plástico reciclado? De que forma ele pode ser reaproveitado? Raimundo Negreiros - Para as industrias de transformação. O plástico reciclado pode ser reaproveitado com incentivos dos governos. Sucesso Indústria & Comércio Do que dispõe a sua empresa em termos de equipamentos / tecnologia?

14Revista Sucesso

Raimundo Negreiros - É preciso estar em dia com as inovações. Utilizamos linhas de seleção de equipamentos sempre renovadas. Sucesso Indústria & Comércio - Há alguma norma técnica exigida pelo Governo em relação ao plástico reciclado? Raimundo Negreiros - Sim. Somos regidos pela ABNT e dependemos de Liçença Ambiental para o funcionamento. Sucesso Indústria & Comércio - A reciclagem é de fato rentável para o empresário? Há uma contrapartida interessante por parte da sua clientela? Raimundo Negreiros - Seria, se o reciclado que já foi tributado não pagasse novamente as mesmas tarifas. Sucesso Indústria & Comércio - O gerenciamento dos resíduos sólidos é prática fundamental nas economias preocupadas com o desenvolvimento sustentável. Como o Sr. considera o estado sob esse ponto de vista? Raimundo Negreiros - Essas preocupações ainda continuam lá com os governos. Nunca recebemos nen-

huma comunicação oficial de apoio. Sempre tomamos conhecimento de tudo pela mídia. Sucesso Indústria & Comércio Onde se encontra no município a região de maior dispensa de plástico reutilizável? Algum bairro em particular? Raimundo Negreiros - Nos municipios de maior população. rincipalmente nos bairros de classe A. Sucesso Indústria & Comércio Há alguma política de incentivo aos empresários que lidam com o segmento? O que estaria faltando? Raimundo Negreiros - Somos desconhecidos pelos políticos. Falta isenção dos impostos, por que tudo já foi tributado. Mesmo assim, evitamos o alto custo dos governos na coleta e transporte dos resíduos para os aterros sanitários e ajundamos a MÃE NATUREZA, evitando a decomposição indevida do plástico que leva em média 100 anos. Quando os rios secarem e o último peixe morrer, as plantações se extinguirem e não abastecerem mais o último alimento no supermercado, o ser humano irá se convencer de que DINHEIRO não se come. Recicle.


SOLUPET :Informe Publicitário

Potencial para crescer e conquistar Com apenas um ano de mercado, empresa se destaca pela ênfase no diferencial da criatividade Empresário Juliano Venutto

I

nteligência para desafiar a acomodação e abrir caminhos que levem ao êxito no ramo escolhido. Foi com tal noção que o empresário paulista Juliano Venutto fundou a SOLUPET há um ano, inspirado pela idéia de dar ao mercado "soluções em pet". Proveniente de uma bemsucedida experiência no setor de produtos de limpeza e ao perceber que a proposta inicial poderia ser aprimorada e transformada em veículo para novas possibilidades, a empresa começou a tomar forma: Venutto investiu em tecnologia, adquiriu equipamento diferenciado e deu início a uma linha de produção que pouco a pouco foi ganhando terreno no concorrido mercado potiguar. Uma pesquisa de mercado mais apurada fez com que se decidisse pelo ramo das garrafas Pet. "Conhecendo as dificuldades e necessidades de uma indústria que envasa produtos, procuramos desenvolver projetos de garrafas e recipientes livres dos problemas geralmente encontrados. Todos os novos projetos passaram a ser realizados em parceria com novos clientes e também com clientes em potencial. A partir do momento que uma empresa confia em outra para o fornecimento de um determinado produto, o mínimo que podemos fazer é cumprir com qualidade e prazos contratados. É preciso lem-

brar que o nome de uma empresa fica em jogo quando se fala nesses dois aspectos", revelou o empresário. Vendo que novas possibilidades poderiam ser descortinadas, Juliano Venutto tomou uma decisão que seria determinante na evolução do negócio: "Aproveitei o espaço do fundo das garrafas para pôr o nosso número de contato. Os resultados não demoraram a aparecer. Único no Rio Grande do Norte, o equipamento utilizado pela SOLUPET produz garrafas PET para a indústria de saneantes e alimentícia (polidores, detergentes, temperos, vinagres, água, etc) e também qualquer tipo de recipiente que se encontre entre 150 ml e 5 litros. Com design exclusivo, os recipientes são preferidos por características como durabilidade, transparência e adequação às exigências do consumidor. "Na minha ótica, qualidade nunca foi diferencial competitivo e sim uma grande necessidade para um mercado extremamente exigente. Excelência é o que a nossa indústria pode oferecer, sem temer os imprevistos", defende Juliano. Disposto a ampliar sua linha de produção, ele continua a encarar os desafios de cabeça erguida, na visão do empreendedorismo destemido. É uma receita da qual a SOLUPET, definitivamente, não abre mão.

Revista Sucesso15


Matéria: Meio Ambiente

Coleta Seletiva: em ritmo de expansăo Estudos e pesquisas indicam a consolidação do sistema no país, em consonância com o esforço de preservação do meio ambiente

O

número expressivo de 405 municípios não deixa dúvida: a Coleta Seletiva já é plena realidade no Brasil. O mais interessante, é notar que esse número indica um incremento de quase 25% em relação ao levantamento de 2006, quando 327 municípios dispunham do sistema. Percebeu-se, claramente, que chegou a vez de as cidades menores se engajarem nesse movimento com o aumento significativo no número de municípios com menos de 100 mil de habitantes que passaram a adotar o sistema. Ou seja, apesar de eventuais dificuldades, as prefeituras estão se envolvendo mais. Dessa forma, aproximadamente 14% da população brasileira é atendida pela Coleta Seletiva, num total de 26 milhões de pessoas, o que soma 1 milhão a mais do que no último levantamento. Quanto à forma de organização dos programas, 201 dos municípios trabalham com o modelo Porta em Porta, 105 possuem postos de Entrega

PARA TODA OBRA

Voluntária (PEV) e 174 têm relação com cooperativas de catadores de materiais recicláveis. Os programas continuam concentrados nas regiões Sul e Sudeste, com 83% do total. Em 18 municípios, a pesquisa se deu de maneira mais detalhada para avaliar de perto a estruturação dos sistemas locais. O custo médio com a Coleta Seletiva, incluindo as etapas de coleta e triagem, é de R$ 376, mantendo-se em relação à coleta convencional no mesmo patamar da pesquisa anterior - ou seja, cinco vezes maior. Vale destacar que essa relação, em 1994, era de 10 para 1. O *Ciclosoft indica o crescimento linear da Coleta Seletiva com percebendo a consolidação da coleta no país e um grande impulso talvez possa ser dado pelo PAC Resíduos. De fato, o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), em sua vertente voltada para os Resíduos, prevê financiamentos para que as prefeituras disponibilizem galpões de triagem para cooperativas de catadores.

*A concentração dos programas permanece nas regiões Sudeste e Sul do País. Do total de municípios brasileiros com coleta seletiva, 83% está situado nestas regiões: Distribuição dos municípios com Coleta Seletiva por Regiões: Norte (07); Centro-Oeste (16); Nordeste (44); Sul (143); Sudeste (195).

CHAPAS EM AÇO CARBONO E INOX TUBULAÇÕES INDUSTRIAL E PETROLÍFERA TUBOS DIN 2440 / SCH 40 / SCH 80 TUBOS SEM CONSTURA A53 ASTMA 120 / A106 TUBOS GALVANIZADOS | METALON AÇOS ESPECIAIS VM 40 SAE 8620 EIXOS MECÂNICOS E PERFILADOS TODA LINHA DE CHAPAS, AÇO CARBONO E TUBOS TODA LINHA EM AÇO INOXIDÁVEL (TUBOS, CHAPAS, ETC)

www.compal.com.br 16Revista Sucesso

Serão R$ 50 milhões entregues a 130 municípios para a viabilização de 150 galpões de triagem já equipados com carrinhos, balança, prensa e empilhadeira, num esforço para estimular a coleta seletiva com a geração de emprego e renda, segundo o Ministério das Cidades. A expectativa é que o impacto positivo dessa iniciativa já possa ser identificado no próximo Ciclosoft.

MATRIZ: NATAL - RN Rua Araraí, 344 Bairro Nordeste compal@compal.com.br

MACAÍBA - RN Rua Encanto Verde, 1080 Lot. Canto Verde compal@compal.com.br

(84) 4009.0010

(84) 3271.3003

MOSSORÓ - RN Av. Wilson Rosado, 157 Alto do Sumaré jpatriciosmetais@mikrocenter.com.br

(84) 3316.8152


Guia Sucesso ACRÍLICO Acrilart

3611-1213

DISTRIBUIDOR MARCENARIA Placacentro Armazém Ribeira 3653-3210

ÁGUA MINERAL Água Mineral Cristalina Água Mineral Santa Maria Água Mineral Santos Reis

3232-0100 3272-7000 3223-1144

ALUGUEL DE ROUPAS Kinder Noivas

3614-2353

Carservice Centro Automotivo Lojão das Peças Marpas Revisa Car

3211-7444 3615-1000 3615-2080 3615-1060

BOLSAS - CONFECÇÃO LM Bolsas

ETIQUETAS TAGS Etiquetas

3613-0111

9925-2051

FERRAMENTAS DIAMANTADAS JR Representações Aço Potiguar Casa do Ferro

3204-5428 3215-8282

Ceiça Flores

CONSTRUÇÃO CIVIL Conisa 3211-2190 MCM Engenharia e Consult. 3213-6001 S Dantas 3206-6352 Tecnart Engenharia 3206-2393

COZINHA INDUSTRIAL Brasinox 3643-3366 Maxprom Industria e comércio 3643-1799 Só Inox 3223-0004 Tudoinox 3272-5110

CRACHÁ Videofótica

3212-2871

Videofótica JSS Carnes Gráfica Sul Compal

3203-3300

3204-5428

Infosoft Miranda Computação

INOX Brasinox 3643-3366 DVN Inox 3653-9700 Maxprom Indústria e Comércio 3643-1799 Só Inox 3223-0004 Tudoinox 3272-5110

MANUTENÇÃO INDUSTRIAL Global

Multiplacas

3206-9471

PORTÕES AUTOMATICOS Natal Portões Eletronicos

3643-1630

3613-1567

PRONTA ENTREGA 3231-2916

SANDUICHERIA 4008-7000

SEGURANÇA ELETRÔNICA Starvision

3213-4123

SINALIZAÇÃO Videofótica

3212-2871

SORVETERIA Picolé Caseiro Caicó

3206-3380 3232-3322

3203-3300

PLACAS

3271-2456

INFORMÁTICA

3207-4991

PERFUMARIA

Pittsburg

INDÚSTRIA / PLÁSTICO

Pauling Nordeste

PEDRAS

3223-7495 3211-2360

GUINDASTE

9416-3398 3206-0553 3653-1750 3653-3873

Arraes Pedras P/ Decoração

Lider Rio

GRÁFICA

3223-0271 3214-5336 3615-5005

MÓVEIS CL Móveis Ipê Móveis Lyra Móveis M & T Móveis

3212-2871

FRIGORÍFICO

DISTRIBUIDOR ATACADISTA Casa Norte Atacado

3217-2755

FOTOGRAFIA

CHURRASCO Cia do Espeto 3091-3885 Arraes Pedras P/ Decoração 3207-4991 COLCHÃO Natal Colchões 3223-4133

3223-0271 4006-0101

3653-9700 3272-4035 3653-4143 3643-2099 3217-6279

MATERIAL DE CONSTRUÇÃO Aço Potiguar Comercial Paiva Saci

Casa Norte Atacado

FLORICULTURA

CELULAR

DVN Mármores e Granitos Marmoraria Parnamirim Porcemarmore TR Marmoré WR Pedras Ornamentais

3207-3258

FERRO

CAMINHÃO MUCK Ponto Celular

3213-1667

FERRAMENTAS

CAIXAS DE SOM P/ VEÍCULO

Compal

3211-4660

EXTINTORES Casa do Ferro 4006-0101 Placacentro Armazém Ribeira 3653-3210

3214-8693

JR Som Equipadora

Maxprom Indústria e Comércio 3643-1799

3213-2525

CABELEIREIRO Salão Toque de Beleza

ESQUADRIA / MADEIRA M & T Móveis 3653-3873/9401-3873 J. Regis Esquadrias 3205-5036

Artincêndio

BOMBA INJETORA Megadiesel

3223-5907 3219-3838

EQUIPAMENTOS INDUSTRIAIS

AUTO PEÇAS E SERVIÇOS

3213-7756

MARMORARIA

ELETRÔNICA Electronic Line JR Eletrônica

MÁQUINA DE COSTURA Natal Máquinas

3213-3827

TELHAS Arraes Pedras P/ Decoração 3207-4991

TRANS. VEÍCULOS R & A Transportes

3207-3583

TRATOR Marpas

3615-2074

VIDRAÇARIA DVN Vidros

3203-5454

Peça que a gente tem! R. Pres. José Bento, 459 - Alecrim - Natal/RN TelePeças: 3615-1000 Pág 18

Revista Sucesso

Junho 2009 - www.rneditora.com.br



Revista Sucesso