Page 4

O Centro da Cultura Judaica

trabalha as artes cênicas desde que abriu suas portas em 2003, desenvolvendo atividades regulares e pontuais. Entre as atividades regulares, destacamos o Concurso de Montagem Teatral, que vai para a sua 4a edição este ano, e os tradicionais “sipurim” – contações de histórias quinzenais – pilotados pelo departamento de ação educativa em colaboração com Ana Luisa Lacombe. Nos últimos anos foram também muitas as atividades pontuais. Diversas peças que marcaram o cenário cultural paulista ensaiaram seus primeiros passos aqui: A mulher que escreveu a Biblia, Einstein, A Alma Imoral, Que horas são?, entre outras. Recebemos temporadas de óperas dirigidas por Iacov Hillel, uma série de cabarés realizados por Debora Dubois e leituras dramáticas organizadas por Silvana Garcia. O formato “mostra” foi iniciado com muito sucesso apenas em abril do ano passado, oferecendo, em um curto período de tempo, uma programação ampla, articulada ao redor de três peças, concentrando tanto algumas dessas atividades pontuais quanto atividades regulares. Sob a nova presidência de Nilton Serson, o Centro da Cultura Judaica reforça em 2012 este formato de mostra e a presença das artes cênicas tanto na nossa programação como na cidade, já que, nessa edição, ela se tornou o nosso palco. Palcos pulveriza a própria noção de espaço cênico, multiplicando-o para diversos ambientes dentro do próprio Centro da Cultura Judaica (cafeteria, biblioteca e auditório), bem como para fora (SESC Pinheiros, ruas do bairro do Bom Retiro, oficina Oswald de Andrade e ensaios no ICIB). Parcerias com o SESC e o Goethe Institut são fundamentais para compartilhar cultura judaica e abri-la, destacando o Centro da Cultura Judaica na diversidade cultural da cidade.

Yael Steiner Superintendência Executiva

4

Palcos  
Palcos  

Programa para mostra de arte cênicas

Advertisement