Page 27

Imagens do Sagrado - Blima Dia 28/04 As Sefirot são os dez atributos ou emanações divinas que representam Deus: Keter (Coroa), Chochma (Sabedoria), Binah (Entendimento), Chessed (Graça), Guevurah (Poder), Tiferet (Beleza), Netzach (Resistência), Hod (Esplendor), Yesod (Fundação), Schechina (Presença).

Shell Melhor Atriz S.P. Atualmente, coordena, com a sua filha Naira, a Caravana Buriti-Arte e Educação na Estrada, um projeto itinerante de arte-educação com o seu grupo Os Burititeatro de dança, além de continuar apresentando espetáculos com sua filha e Os Buriti.

Mencionadas no Sefer Yetzirah (o Livro da Criação), elas são multidimensionais fontes de energia e estão conectadas entre si através de letras do alfabeto hebraico. São descritas como Blima, que significa “extraordinário”, assim como “sem existência” e “sem substância”. Em Imagens do Sagrado – Blima, Eliana Carneiro inspira-se em textos do Livro da Criação que fundamentam a Cabala, datados do primeiro milênio, época da mística de Merkavá que surgiu no centro do Oriente. O Sefer Yetzirah descreve como o Universo foi criado pelo Deus de Israel através de 3trinta e dois prodigiosos caminhos de sabedoria: dez Sefirot, vinte e duas letras, três das quais letras-mães, sete letras duplas e doze letras simples.

Agradecimentos/ Kabbalah Center São Paulo, Yonatan Shani, Cleide Guedes, Glória Hazam, Jaqueline Aronis, Lila Carneiro, e em especial a Aimar Labaki e toda equipe do Centro de Cultura Judaica de São Paulo

Juntamente com a doutrina das Sefirot, dos algarismos e do alfabeto, existe a teoria dos contrastes e sua natureza, os Syzygies (pares de opostos complementares), que ocupam lugar importante no Sefer Yetzirah. Blima é a primeira parte de uma série de danças que Eliana Carneiro pretende desenvolver e que evocam Imagens do Sagrado através dos tempos, das religiões, dos corpos.

Ficha Técnica Data/ 28/04 Horário/ 21h Idade/ Livre Local/ Auditório Capacidade/ 60 pessoas Duração/ 50 minutos Concepção e Interpretação/ Eliana Carneiro Músicas/ Graham Fitkin, Arvo Part e Jorge Brasil Criação de Luz/ TSSI -Tomate Saraiva Serviços de Iluminaçao Operação de Luz/ Raquel Nogueira Fotos de Divulgação/ Ana Gilioli Produção/ Manaká Eliana veste Cristina Cordeiro

Corpos em estados alterados. Corpos que são sempre a porta, o elo de transmissão para as manifestações do divino, que traduzem a experiência mística e do sagrado através de gestos simbólicos, de adoração, doação, irradiação, purificação e devoção. Corpos em diversos estados de comunhão, oração, transe e êxtase. Eliana Carneiro é dançarina, atriz, contadora de histórias, arte-educadora, ilustradora e videomaker. Seus primeiros solos de dança, nos anos 80, lhe valeram dois prêmios APCA de Melhor Espetáculo de Dança e uma indicação ao Prêmio

27

Palcos  

Programa para mostra de arte cênicas

Advertisement