Page 1

ÓRGÃO INFORMATIVO DA EMPRESA ANTONIO CARLOS & RISELDA MORAIS LTDA - ME ANO X - Nº 167 - DISTRIBUIÇÃO GRATUITA - São Paulo, 2ª quinzena de janeiro de 2015 - TEL.: (11) 2785-5339 - Site: www.jornalpolopaulistano.com.br

Foto: César Ogata

Imóvel com 1,6 mil metros quadrados abriga administração da nova subprefeitura e tem capacidade de atender até 500 pessoas por dia O prefeito Fernando “A região reivindica- zeladoria e dos investimenHaddad inaugurou no sábado va há muitos anos a criação tos pequenos e médios que o 24/01 a sede da Subprefeitu- de uma subprefeitura própria. subprefeito pode cuidar”, afirra Sapopemba, na zona leste Sapopemba tem mais de 300 mou Haddad. da capital. mil habitantes, justifica uma A praça de atendimen O imóvel tem 1,6 mil subprefeitura do ponto de vis- to da subprefeitura oferece metros quadrados e abriga a ta técnico e do ponto de vista 150 serviços, como a solicitaadministração da nova sub- quantitativo. Passamos um ção de alvarás e certificados, prefeitura, criada em 2013. A ano estruturando o equipa- obras e serviços, consulta a praça de atendimento insta- mento e os cargos. A nossa processos, informações sobre lada no local tem capacidade expectativa é a melhoria da uso e ocupação do solo, além de atender até 500 pessoas qualidade do diálogo com a de vistorias e fiscalização. “Já por dia. comunidade, dos serviços de estamos fazendo 50 obras de

Vila Esperança vai ganhar nova unidade básica de saúde

Das quatro unidades que serão construídas na cidade, uma está projetada para a Vila Esperança A Secretaria de Infraestrutura Urbana e Obras (SIURB) autorizou a contratação, por meio de licitação, de empresas para a execução de obras e serviços relativos à construção de mais quatro UNIDADES BÁSICAS DE SAÚDE no município de São Paulo. As novas UBSs (que pertencem ao Lote 3 são: Vila Esperança (Penha), Nascer do Sol (Cid. Tiradentes) e Vila Ema, na zona leste; e, Jardim Fontalles (Jaçanã), na zona oeste. As obras começam em 2015 e tem prazo de execução de 360 (trezentos e sessenta) dias corridos. Em média essas unidades terão de 1.000m² a 1.600m² com estrutura con-

vencional de concreto, revestimento externo de pastilha e interno com pintura lavável, pisos de granito, cerâmica e vinílico (este último nas áreas de atendimento). Nestas novas unidades o munícipe poderá receber atendimentos básicos e gratuitos em Pediatria, Sala de Raio-X, Ginecologia, Clínica Geral, Enfermagem e Odontologia, além de serviços de consultas médicas, inalações, injeções, curativos, vacinas, coleta de exames laboratoriais, tratamento odontológico, encaminhamentos para especialidades, fornecimento de medicação básica, sanitários acessíveis e piso tátil.

manutenção e revitalização. Estamos esperando atender de 300 a 500 pessoas por dia. Vamos ter um período de adaptação até as pessoas se habituarem com a novidade. Os maiores desafios da região são moradia e as áreas de risco”, explica o subprefeito Nereu Marcelino Amaral (Sapopemba). Antes de contar com uma subprefeitura própria, a região do Sapopemba era vinculada à administração da Vila Prudente e de São Lucas. O distrito tem 13,5 quilômetros quadrados de área. A Subprefeitura Sapopemba foi criada pela lei 15.764, sancionada pelo prefeito em maio de 2013. A nova subprefeitura estava prevista no Plano de Metas 2013-2016. Para convidar a população a conhecer o novo equipamento, foram organizadas atividades lúdicas e culturais, como a instalação de brinquedos para as crianças. Também estiveram presentes na inauguração a vice-prefeita Nádia Campeão e os secretários municipais Francisco Macena (Governo), Ricardo Teixeira (Coordenação das Subprefeituras), Nunzio Briguglio (Comunicação) e Artur Henrique (Desenvolvimento, Trabalho e Empreendedorismo).

Subprefeitura Penha lidera pesquisa de bem-estar social na cidade

A matéria publicada pelo Jornal Diário de São Paulo, na sexta-feira, dia 23 de janeiro, sobre o resultado do estudo denominado de Irbem (Indicadores de Referência de Bem-Estar do Município), realizado para medir o índice de bem-estar dos paulistanos, a Subprefeitura Penha divide a liderança apenas com as Subs de Pinheiros, Itaim Paulista, Cidade Tiradentes e Guaianases. Para o Subprefeito Pedro Guastaferro Junior e o Chefe de Gabinete José Roberto Mesquita, a pesquisa revela o bom trabalho que vem sendo feito pela atual gestão. “Temos programas municipais importantes para à elevação de vida na nos-

sa região”. Além disso, o resultado positivo é atribuído à experiência e ao esforço da maioria dos servidores que se dedicam diariamente para tornar a Penha, Vila Matilde, Cangaiba e Artur Alvim um lugar melhor para se viver. O índice de bemestar social de 6,1 apresenta uma elevação de 1,2 ponto a mais comparado ao estudo anterior, feito em 2013. Isso mostra que na região da Subprefeitura da Penha moram as pessoas mais satisfeitas com a vida na capital. Em Pinheiros, além do IHD (Índice de Desenvolvimento Humano) elevado, a região é consolidada por equipamentos públicos, como o Metrô e o Hospital das Clínicas.

Farmácia de Manipulação

Manifrança 15 anos cuidando da sua saúde! Aberta de segunda a sábado das 08h00 às 20h00

- Laboratório próprio com alto padrão de qualidade - Assistência farmacêutica - Equipe altamente qualificada - Entregas em domicílio - Orçamentos via fax e e-mail - Descontos especiais no pagamento à vista - Parcelamos suas compras em 3x sem juros

Sala de conferência e Finalização

Loja 1 - Rua General Porfírio da Paz, 16 A - Jd.Grimaldi - Fone: (11) 2143-2995 Loja 2 - Av. do Oratório, 2848/2850 - Pq. São Lucas - Fone: (11) 2116-3141

E-mail: manifranca@uol.com.br / Site: www.manifranca.com.br COMPRA - VENDE - ADMINISTRAÇÃO ADVOCACIA

CAVALLI

Imobiliária e Advocacia Ltda

VENDE

www.cavalliimoveis.com.br - (11) 2651-5385 / 2651-5395

Locação

Casa Térrea V. Matilde

Quarto, Cz, WC, Á.S., 100 metros do Metrô Vila Matilde, aceita deposito 03 meses, R$ 400,00 + 35,00 água.

Casa Térrea Jd. Maringá

Quarto, Cozinha, Banheiro, Área de Serviço, lugar tranquilo, próx. Av. Itaquera e a Av. Aricanduva, aceita deposito, R$ 550,00

Casa Cidade Patriarca

Locação

Lindo Apto. Vila Matilde

02 dorms, sala 02 ambs, cz, wc, 1 vaga, sacada, pr´x. ao metrô. R$ 1.100,00 - (642)

Prédio Industria Itaquera

500m² área construida, força trifásica de 99 CV, banheiros, escritório, garágem, ótimo local. R$ 4.000,00 (2420)

Sobrados Novos Patriarca

1 dorm, sala, cozinha, wc, área de serviço, água/luz Independente, 5 minutos do metrô. R$ 800,00

Quarto, sala, cozinha, banheiro, sacada, lavanderia, esquina co a Av. Souza Bandeira e da Gamelinha. R$ 750,00 (2577)

Apto Mobiliado Itaquera

Lindo Apto. Vila Matilde

2 dorms, sla 2 amb, cz, wc, área de serviço, 1 vga, 300 mts da subprefeitura, totalmente mobiliado. R$ 900,00 + Condomínio

03 dorms, sala 02 ambs, cozinha, área serviço, garagem, banheiro ao lado do Metrô R$ 2.000,00 (2627)

SOBRADOS ARTUR ALVIM OPORTUNIDADE

O resgate do Carnaval de Rua da Vila Esperança Foto: Divulgação

A Penha é um dos Distritos mais antigos da capital. Localizado na Zona Leste, é um bairro de identidade multiétnica e multicultural por essência. Descendentes de Africanos, espanhóis, portugueses e, recentemente, bolivianos fazem parte da construção e história da região. Por volta de 1922, nas ruas da Vila Esperança, acontecia a tradicional festa denominada “Batalha de Confetes”, na qual, os homens se vestiam de mulher para brincar o carnaval, divertindo os foliões. A Vila Esperança sempre teve um Carnaval diferenciado, com blocos de rua, batalha de confetes, desfiles de carros alegóricos

dos clubes locais, que contaram com a presença de personalidades como: Adoniran Barbosa, que se encantou com o Carnaval da Vila e até compôs uma marchinha em que cita a folia nesta região. A marchinha “Vila Esperança” é um clássico e foi imortalizada na versão do grupo Demônios da Garoa. O antigo Largo da Igreja, hoje totalmente modificado, conhecido como “Praça Onze”, era o centro da folia do Carnaval paulistano, arrastando multidões. As batalhas de confetes tomavam conta da Rua Otília, no Clube Guarany. O Clube “Vasquinho” foi substituído por um edifício, bem perto de onde surgiu a escola, no Largo do Peixe, conhe-

cida hoje como a quadra da Nenê. Também famoso por seu Carnaval, o extinto “Cinco de Julho” acabou se tornando a Nenê de Vila Matilde, hoje nome da Escola de Samba. Com o passar dos anos e a crescente competição entre as Escolas de Samba, esses carnavais de rua foram perdendo espaço e ficando apenas na memória de quem os viveu, eternizado nas canções e marchinhas que embalavam os foliões. Neste ano, buscando resgatar o envolvimento familiar e a participação da população nos Carnavais de Rua, a Subprefeitura Penha está organizando com o Centro Cultural da Penha, Blocos de Carnaval, Escolas de Sam-

ba e com o apoio das mídias locais (Penha e Cangaíba), o resgate do Carnaval da família, por meio da tradicional “Batalha de Confetes da Vila Esperança”, que acontecerá no dia 8 de fevereiro, a partir das 15h, na rua Atuaí, ao lado do Metrô Vila Matilde. Estarão presentes Blocos de diversos bairros e heterogêneos, mostrando a força que tem uma tradição popular. São eles: Bloco Chorões da Tia Gê e Grupo Teatral Espalhafatos, Turma do Tio Gal, Bloco da Favela Chik, Bateria Salmo 150 (Vila Esperança); Centro Cultural da Penha, Grupo Heleno Teatro Ilusion; Bloco N. Sra. do Rosário dos Homens Pretos e Bloco Carnavalesco Estação Brahma SP (Penha); ABC Boca do Povo (Cangaíba); Escola de Samba Filhos do Zaire (Ermelino Matarazzo); Escola de Samba Nova Luz e o Coletivo Kofilabá, com a divulgação da Gazeta Penhense, Revista City Penha e Portal do Cangaíba. Às 14h, os foliões se encontrarão nos pontos de concentração como: Centro Cultural da Penha (Largo do Rosário, 20); Bar Estação Brahma SP (Rua Cairo, 8 – Metrô Penha); esquina da Rua Mirandinha com Orêncio Vidigal, seguindo o percurso pelas Ruas: Largo do Rosário, Major Ângelo Zanchi, Irapucará, Aquilino Vidal, Cairo, Orêncio Vidigal até encontrar os foliões na Rua Atuaí, na Vila Esperança.

J-20.911

Subprefeitura de Sapopemba ganha sede e praça de atendimento

2 suítes, 2 sacadas, cozinha, wcs; 2 vagas.

Apenas R$ 395.000,00 - IMPERDÍVEL

Direto c/ proprietário: 947281475 / 98146-4217 (Tim)

inscrições apenas pelo

www.ibrasa.org.br


São Paulo, 2ª quinzena de janeiro de 2015

Editorial Escassez de água doce, pode ser apenas um sinal, do que ainda está por vir, se a seca continuar! Riselda Morais

Somos privilegiados, vivemos no Planeta Água, um planeta onde 75% de sua superfície é coberta de água e mais privilegiados ainda, porque moramos no Brasil, um país que tem 12% da água doce superficial no mundo. No entanto, 97,5% da água do planeta é salgada, apenas 2,5% da água da Terra é doce; sendo que, 1,72% da água doce está congelada nas geleiras e calotas polares; 0,75% estão em forma de água doce subterrâneas; 0,02% dessa água está contida em plantas e animais e apenas 0,01% de toda água do planeta está disponível em rios, lagos e represas, é dessa pequena fração que dependemos para sobreviver, mas não estamos sabendo valorizar a água doce, esse recurso natural primordial para nossa existência, que nos foi ofertado pela natureza tão generosamente. O desperdício, a contaminação dos rios, represas e mananciais; a poluição do ar, que provoca o efeito estufa e as mudanças climáticas, vêm nos mostrando que nossas fontes de água não são inesgotáveis, e que já passou da hora de todos nos preocuparmos com a preservação dos recursos hídricos e da natureza como um todo. É chegada a hora de percebermos e de mudarmos nossos hábitos, de sermos uma nação sustentável. No Brasil, o Nordeste sempre sofreu com a seca, mas os nordestinos aprenderam a lidar com a falta de água, a sobreviver a consecutivos anos de estiagem, mas neste ano, outras regiões, Estados como São Paulo e Minas Gerais que sempre tiveram chuvas constantes, foram surpreendidos com a seca e assistem lamentando, as represas e rios, sendo poluídos e secando, hoje, convivemos em São Paulo, com o medo de ficar sem água em nossas torneiras. - Estaria o Sudeste preparado para aprender a sobreviver a anos de seca como o Nordeste? Não resta dúvida que as consequências da seca, de estiagens longas por dois, três, quatro anos aqui no Sudeste, seriam mil vezes mais desastrosas que no Nordeste, uma vez que aqui estão as grandes indústrias, milhões de comércios, as hidrelétricas e mais de 80 milhões de pessoas, consumindo milhões de litros de água diariamente, nas três maiores e mais populosas cidades do Brasil, São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte. Segundo a ONU, 768 milhões de pessoas no mundo, não possuem acesso a água potável, ela alerta que, se em curto prazo, não

houver mudanças de hábitos, até 2030, quase metade da população global terá problemas de abastecimento e em 2025, aproximadamente 40% viverão em regiões onde a água escasseará e em 2050 apenas um quarto da humanidade terá acesso a água. Ainda segundo a ONU, no último século, mais de 2 bilhões de pessoas sofreram com as secas no mundo, das quais, 11 milhões perderam a vida em consequência dela. Na África, Oriente Médio, Norte da China, América do Sul, muitos Estados sofrem com a falta de água e se hoje, muitos têm menos água do que precisam, os especialista alertam que, no início do próximo século, um terço das nações terá escassez de água de modo permanente. A contaminação das águas pode provocar mais que a sede, provoca a morte de pessoas por doenças como diarreia e malária, a morte dos peixes, animais, da vegetação, enfim, a seca e a poluição mata a fauna e a flora. Independentemente do nível social, estado ou cidade onde se vive, é importante que façamos uso consciente da água, que tanto precisamos para beber; na hora de fazer higiene, cozinhar, limpar a casa, irrigar plantas, lavar o carro e tão importante quanto, é não poluir rios, lagos, mananciais, não jogar lixo nas ruas, margens dos córregos e estradas que vão poluir nossas águas. Podemos contribuir com a preservação, com pequenas mudanças de hábito, como tomar banho rápido (um banho demorado gasta de 95 a 180 litros de água), fechar a torneira ao escovar os dentes ou fazer a barba (deixando a torneira aberta você estará gastando de 12 a 20 litros de água por minuto), fechar bem a torneira (uma torneira pingando desperdiça cerca de 46 litros por dia); fechar a torneira enquanto ensaboa a louça e abrir só para o enxágue; não jogar óleo pelo ralo da pia (um litro de óleo jogado na pia polui 25 mil litros de água); evitar lavar o carro com mangueira em casa (desperdiça até 560 litros em 30 minutos), varrer a calçada e não lavar com a mangueira; usar regador para regar as plantas e se for gramado usar mangueira com “esguicho-revolver”. A natureza está respondendo as agressões sofridas, ao desmatamento, a poluição das águas e do ar, com a mudança climática, com a seca, com o calor excessivo, com o derretimento das geleiras que faz o nível do mar subir, enfim, a seca pode ser apenas um sinal do que ainda está por vir!

Jornal Pólo Paulistano

Página 02

Fique atento: corrente falsa fala sobre suposta mudança nos valores de multas e nas regras para renovar CNH Cidadão deve consultar canais oficiais do Detran.SP para confirmar a veracidade de informações recebidas por e-mail, redes sociais, SMS ou comunicadores instantâneos Está sendo compartilhada nas redes sociais e também nos aplicativos de mensagem para celular uma “corrente” que fala de um suposto aumento nos valores de multas e de “novas regras do Detran” para renovar a habilitação. Todo o conteúdo é falso, exceto a parte que fala sobre a substituição dos extintores, do tipo BC para o ABC. Os valores das multas são sempre reajustados por lei federal, uma vez que são os mesmos para os 26 estados e o Distrito Federal. A última mudança ocorreu em novembro de 2014, quando houve aumento das multas aplicadas para prática de racha, promoção de competição nas vias públicas, exibição de manobra perigosa e ultrapassagem de veículos em local proibido – uma forma de punir com mais rigor quem comete infrações que ofereçam risco de acidentes ou que são consideradas crimes de trânsito. O texto que circula nas redes sociais traz mais de dez valores diferentes, o que invalida a mensagem, pois só existem sete valores possíveis de multas. No entanto, as situações listadas são, sim, infrações de trânsito.

Confira abaixo o valor correto das multas correspondentes a cada infração citada na mensagem que está sendo compartilhada. “Antes de repassar mensagens recebidas pelas redes sociais e até mesmo por e-mail, orientamos que o cidadão sempre confira se a informação é verdadeira. Isso evita dar credibilidade a algo falso e acabar formando uma corrente de desinformação. Quando envolver ações de trânsito, o condutor pode buscar informações no Disque Detran.SP ou no portal www. detran.sp.gov.br”, ressalta o diretor-presidente do Detran. SP, Daniel Annenberg. Valores das multas O valor da multa corresponde à categoria de infração cometida pelo motorista: quem comete infração gravíssima recebe multa de R$ 191,54 e sete pontos na carteira; infrações graves são punidas com multas de R$ 127,69 e cinco pontos; as médias têm o valor de R$ 85,13 e quatro pontos; e as leves, de R$ 53,20 e três pontos. Quando o pagamento da multa for feito até a data do vencimento, é concedido o desconto de 20%. Conforme prevê o

A lei federal que prevê a ampliação da carga horária do curso de formação de condutores para a categoria B (carros) entrou em vigor no Estado de São Paulo na segunda-feira, 19/01. A medida passa a valer para o candidato que realizar o exame médico a partir dessa data. O Detran.SP articulou-se com o Sindicato das Auto Moto Escolas de São Paulo para garantir que o reajuste nos valores praticados pelos Centros de Formação

de Condutores (CFCs) seja mínimo, em torno de 6%. O que muda Conforme determina a Resolução 493 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), o cidadão que passar pelo processo de primeira habilitação na categoria B fará 25 horas de aulas práticas, e não mais 20 horas/ aula. Desse total, 5 horas/aula devem ser realizadas no período noturno. Para o motorista que já está habilitado na catego-

APOSENTADORIA Quer se aposentar? Está com problemas com INSS? NÓS RESOLVEMOS

Homens e Mulheres (Loas), 65 anos de idade sem pagamentos ao INSS... ( 2289-2850 / 2651-3349 / 2651-0447

Jornais da Empresa Jornalistica ACRM

Da carga horária total para adicionar a categoria, poderão ser realizadas no simulador, se o cidadão desejar, até 6 horas/aula, sendo 3h para substituição das aulas noturnas e 3h para as diurnas. Importante ressaltar que o Centro de Formação de Condutor (CFC) não é obrigado a ter o simulador de direção veicular. E, mesmo o que tenha, cabe ao cidadão optar por fazer ou não uso do equipamento em sua aprendizagem.

Para anunciar ligue: (11) 2785-5339 contato@jornalpolopaulistano.com.br www.jornalpolopaulistano.com.br

PREDINHA ESCAPAMENTOS Vo c ê a c r e d i t a . S e u f i l h o c h e g a l á .

Matrícula grátis de 21/01 a 20/03/2015

Com o Kumon, você percebe a

diferença!

• Matemática • Português • Inglês • Japonês

PARA TODAS AS IDADES

Unidades:

Fones:

Artur Alvim.......................................... 2743-3523 Vila Matilde - Metrô............................. 2653-0774

Especialista em Escapamentos Silenciosos - Adaptação e Colocação para Qualquer Veículo

Fone: 2785-2420

Av. Waldemar Carlos Pereira, 1821 Vila Talarico (a 150 metros da Av. Itaquera)

Seguros: Auto - Vida - Condomínio Empresa - Residência Transportes - Saúde Previdência - Consórcio

Site: www.jornalpolopaulistano.com.br / E-mail: contato@jornalpolopaulistano.com.br

O Jornal não se responsabiliza por idéias ou opiniões emitidas em artigos assinados e reserva-se ao direito democrático, a liberdade e a imparcialidade não oferecendo exclusividade.

ria A (moto) e vai adicionar a categoria B (carro), a carga horária passará de 15 para 20 horas de aulas práticas, das quais 4 horas/aula deverão ser realizadas no período noturno. Simulador de Direção Veicular O candidato à 1ª habilitação na categoria B (carro) poderá substituir até oito aulas práticas pelo aprendizado no simulador de direção veicular, das quais 4h no período noturno e 4h no diurno.

Av. Waldemar Carlos Pereira, 219 - Sala 04

Tel.: (11) 2785-5339

Especialista em Comunicação e Mercado -Editora Chefe e Jornalista: Maria Riselda Morais B. Malta Prefixo Editorial Nº 907573 - MTB/SP Nº 34.190 Diretor Comercial e Jornalista Responsável: Antonio Carlos Borges Malta - MTB/SP Nº 34.072 Diagramação e Arte: Antonio Carlos Borges Malta Circulação: Zonas Leste e Norte de São Paulo Periodicidade: Quinzenal - Tiragem: 40.000 Impressão: Editora Gráfica Pana -CNPJ: 02.740.573/0001-87

R$ 191,54 e sete pontos na carteira, além de recolhimento da CNH e retenção do veículo até a apresentação de outro condutor habilitado, como prevê o Código de Trânsito Brasileiro (CTB). Extintor de incêndio Outra informação que não procede é a de que o motorista será multado se o plástico que envolve o extintor não for retirado. O uso do extintor, que é obrigatório, é normatizado pela resolução 157 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), que não faz nenhuma menção à obrigatoriedade de se retirar o plástico do equipamento. Porém, o ideal é o extintor estar livre para ser acessado mais rapidamente, caso seja preciso utilizá-lo. Conduzir veículo sem o extintor, com o equipamento vencido, em mau estado de conservação ou sem o selo do Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Inmetro) é infração grave, com multa de R$ 127,69 e cinco pontos na carteira. A partir de 1º de abril de 2015, todos os veículos só poderão circular se estiverem equipados com o extintor com carga de pó ABC, conforme determina o Contran.

Aulas práticas para categoria B (carro) tem nova carga horária

EXPEDIENTE: JORNAL PÓLO PAULISTANO

Antonio Carlos & Riselda Morais Ltda - ME CNPJ: 03.905.472/0001-81

Código de Trânsito Brasileiro (CTB), algumas infrações gravíssimas têm o valor original (R$ 191,54) multiplicado por três, cinco ou até dez vezes, passando para R$ 574,62, R$ 957,70 e R$ 1.915,40, respectivamente. Por exemplo: dirigir sem ser habilitado (3x), com a CNH cassada (5x) e após ingerir bebida alcoólica (10x). Renovação da CNH A mesma mensagem fala em “novas regras do Detran” para renovação da Carteira Nacional de Habilitação (CNH). O texto diz que o motorista tem que renovar o documento em até 30 dias após o vencimento. Do contrário, além de receber multa, teria de recomeçar o processo do zero, incluindo aulas teóricas e práticas, porque a habilitação seria automaticamente cancelada – o que também não é verdade. É importante esclarecer que as regras para o processo de habilitação são federais e não de cada Departamento de Trânsito. O condutor não é obrigado a renovar a CNH, caso não dirija. O que não é permitido é dirigir com o documento vencido há mais de 30 dias, o que configura infração gravíssima: multa de

CADASTRO CRC 2SP014058/0-3

Jairo Pinto JUNTE-SE A NÓS • Advocacia •Assessoria Fiscal e Trabalhista • Folhas de Pagamento • Aberturas • Alterações • Encerramento de Firmas • Imposto de Renda • Totalmente Informatizado

Fone/Fax: 2823-0500

www.grupouniaocontabil.com.br Av. Waldemar Carlos Pereira, 2087 a 2091 Vila Talarico

Trabalhamos com as melhores Cias de Seguros

Rua Visconde do Uruguai, 19 - Sl. 03 e-mail: roncarate@uol.com.br Tel: 2082-8222 / 8236 Cel: 9163-3060 / Fax: 2651-0500

LICENCIAMENTO - TRANSFERÊNCIA MULTA- IPVA - REGULARIZAÇÃO EM GERAL Parcelamos débitos em até 18 vezes c/ cheque pré.

Fone: 2036-9910 / Fax: 2036-9915 Av. Waldemar Carlos Pereira, 1787 - V. Talarico


São Paulo, 2ª quinzena de janeiro de 2015

Novo cadastro para programa habitacional está no ar

Jornal Pólo Paulistano

Página 03

Prefeitura define tamanho e capacidade da “sacola verde”, para recicláveis, e da “sacola cinza”, para lixo comum

Com 165 mil inscrições válidas, o sistema de cadastramento habitacional foi revisado para se adequar aos critérios de seleção do Ministério das Cidades e do Conselho Municipal de Habitação As novas sacolinhas, que serão distribuídas a partir de fevereiro, serão A Secretaria Munici- Município a definição de até e famílias residentes ou que 40% maiores do que as utilizadas atualmente e deverão suportar mais pal de Habitação, por meio da três critérios adicionais, cuja trabalhem no distrito do em- de 10 quilos. As embalagens deverão ser feitas de materiais de fontes COHAB-SP, publicou o novo definição foi aprovada pelo preendimento a ser entregue renováveis e tecnologia sustentável foram os critérios municipais sistema para o cadastramen- CMH.

to dos cidadãos residentes na cidade de São Paulo interessados em participar dos programas habitacionais da secretaria, inclusive do programa Minha Casa Minha Vida – Faixas 1 e 2. As famílias inscritas anteriormente deverão atualizar o cadastro para serem consideradas habilitadas a participarem do processo de seleção de demanda. Caso contrário, a inscrição não terá mais validade. O sistema de cadastro habitacional foi readaptado para atender a Portaria do Ministério das Cidades n° 595, de 18 de dezembro de 2013, e aos critérios municipais aprovados pelo Conselho Municipal de Habitação (CMH) por meio da Resolução CMH n° 61, de 16 de outubro de 2014. Aguarda-se, no momento, a edição de Decreto Municipal referendando a decisão do CMH. Pela Portaria deverá ser reservado, no mínimo 3% do total de unidades a idosos e outros 3% a deficientes físicos. Deduzidas as cotas destinadas a idosos e deficientes, até 50% das unidades contratadas podem ser utilizadas pelo município para atender famílias que foram removidas de áreas de alto risco ou realocadas por projetos de regularização fundiária. As unidades restantes (no mínimo 47%) devem ser ocupadas por famílias do cadastro do município de São Paulo, operado pela COHABSP, seguindo os critérios de priorização estabelecidos na Portaria, que definiu três critérios nacionais e delegou ao

Qualquer cidadão residente na cidade de São Paulo pode se inscrever para participar de processo de seleção dos programas habitacionais. A inscrição, ou atualização, deve ser feita imediatamente e renovada anualmente no site da COHAB-SP: www. cohab.sp.gov.br por meio do site da Secretaria Municipal de Habitação. A seleção não é feita por ordem de inscrição, mas sim por critérios de prioridades estabelecidos em normas municipais e federais (Resolução n° 61, do CMH e Portaria n°595, do Ministério das Cidades). Definição dos critérios A portaria do Ministério das Cidades determina que os municípios complementem com até três critérios municipais o processo de seleção da demanda. A definição dos critérios em São Paulo foi feita em conjunto com o Conselho Municipal de Habitação, composto por representantes da sociedade civil, poder público e entidades populares de moradia, cuja eleição foi em março de 2014. Famílias com alta vulnerabilidade social (com muitas crianças ou idosos na composição familiar; idosos como chefe de família; gay, bissexual ou mulher, independente de sua orientação sexual, em situação de violência doméstica; transexual ou travesti, negros ou índios, famílias em situação de rua), em situação de precariedade habitacional (famílias com baixa renda que pagam aluguel excessivo que comprometa mais do que 30% da renda familiar e famílias em cortiços)

estabelecidos e aprovados pelo Conselho Municipal de Habitação. Já os critérios nacionais foram estabelecidos na Portaria do Ministério das Cidades, n° 595 de dezembro de 2013. Os três critérios nacionais são: (I) famílias residentes em áreas de risco ou insalubres ou que tenham sido desabrigadas; (II) famílias com mulheres responsáveis pela unidade familiar, e (III) famílias que façam parte pessoas com deficiência. Conselho Municipal de Habitação O Conselho Municipal de Habitação (CMH) influencia diretamente nas decisões da política habitacional da cidade. Foi instituído pela Lei Municipal nº 13.425/02 e tem caráter consultivo, fiscalizador e deliberativo. O conselho assegura espaço a todos os segmentos sociedade civil, poder público e entidade de movimentos populares para participação na política habitacional da cidade. Participam do conselho sindicatos, empresários, educadores, líderes de movimentos sociais e gestores públicos. O conselho é composto por 48 representantes da sociedade civil, com mandato de dois anos, quando novas eleições são convocadas. São eleitos 16 representantes das entidades populares de moradia, 16 da sociedade civil, como universidades, sindicatos de classes e sindicatos empresariais, e 16 representantes do Poder Público (municipal, estadual e federal). O atual conselho vai atuar no biênio 2014 – 2016.

Sistema Alto Tietê aumenta captação de água do córrego Guaratuba Foto: A2 Fotografia / Edson Lopes Jr.

Atualmente 500 litros por segundo de água são transferidos para a Grande São Paulo; com a nova obra, esse volume dobrará, chegando a 1.000 litros por segundo A oferta de água para parte de Mauá, de Mogi das a Grande São Paulo foi au- Cruzes e de Santo André. “O Sistema Alto Tietê mentada em 500 litros por se- gundo, com a inauguração na ganha meio metro cubico por terça-feira, 27/01, da amplia- segundo a mais [de água]. ção da transferência de água A Sabesp tem uma equipe do córrego Guaratuba para o muito preparada e conseguiu SIstema Alto Tietê. Este sis- fazer este trabalho em tempo tema abastece parte da zona recorde”, destacou o governaleste de São Paulo e os mu- dor Geraldo Alckmin. A obra nicípios de Arujá, Ferraz de foi executada em pouco mais Vasconcelos, Itaquaquece- de dois meses. Atualmente, 500 lituba, Poá, Suzano, além de

tros por segundo de água são transferidos do córrego Guaratuba para a Grande São Paulo. Com a nova obra, o volume dobrará, chegando a 1.000 litros por segundo. Toda a Grande São Paulo é beneficiada, já que a oferta de água aumenta para o Sistema Integrado Metropolitano da Sabesp, que interliga oito sistemas diferentes. O córrego Guaratuba nasce na serra do Mar e deságua em Bertioga, no litoral paulista. Para permitir o aumento da transferência, a Sabesp ampliou a adutora e a estação elevatória localizadas no córrego, na altura do município de Biritiba-Mirim. A água captada é bombeada para o rio Claro, que deságua na represa Ponte Nova, uma das cinco que compõem o Sistema Alto Tietê. A água do córrego será incorporada ao volume armazenado nesse sistema e será tratada em Suzano, na Estação de Tratamento de Água Taiaçupeba. Foram investidos R$ 8 milhões.

SP aperta fiscalização contra venda de álcool para menores antes e durante o Carnaval Começou uma megaoperação para apertar a fiscalização contra a venda e o consumo de bebidas alcoólicas por menores de 18 anos no período que antecede o Carnaval e também durante os cinco dias de festa. Em todo o Estado, cerca de 4.500 agentes das vigilâncias sanitárias estadual e municipais e do Procon-SP atuarão à paisana, percorrendo bares, casas noturnas e quadras de escolas de samba, onde são realizados os ensaios preparatórios para os desfiles. O objetivo das inspe-

ções é restringir a venda e o consumo de álcool para menores de idade nestes locais e em outros tipos de estabelecimentos comerciais, com base na “Lei Antiálcool para menores”, válida desde 2011 no Estado. Vigente desde 19 de novembro de 2011, até o momento, a lei antiálcool já fiscalizou 742.885 estabelecimentos no Estado, com aplicação de 2.051 multas, o que representa índice de 99,7% de cumprimento da legislação. Os estabelecimentos infratores estão sujeitos a

multas de mais de R$ 100 mil e, no caso de reincidências, podem ser interditados por 15 a 30 dias e até mesmo perderem a inscrição no cadastro de contribuintes do ICMS. Além do álcool, os fiscais também estarão de olho no cumprimento da lei antifumo, que proíbe desde 2009 o consumo de produtos fumígeros em ambientes fechados e de uso coletivo. Denúncias sobre o descumprimento da lei podem ser feitas pelo site www. alcoolparamenoreseproibido. sp.gov.br ou pelo telefone 0800-771-3541.

A Secretaria Municipal de Serviços, por meio da Autoridade Municipal de Limpeza Urbana (Amlurb), publicou na quinta-feira 15/01 no Diário Oficial da Cidade, a resolução que define as especificações técnicas das novas sacolas “verde” e “cinza” que estão autorizadas a ser distribuídas pelo comércio a partir do dia 05/02, com base na lei municipal 15.374/2011. A resolução autoriza somente as sacolas reutilizáveis feitas de materiais de fontes renováveis e proíbe as sacolinhas brancas, consideradas nocivas ao meio ambiente. Após ser usada pelo consumidor para carregar as compras, a “sacola verde” deverá ser reutilizada somente para o descarte do lixo reciclável que é recolhido pelo Programa de Coleta Seletiva. São eles: metal, papel, plástico e vidro, que serão encaminhados para as duas novas centrais mecanizadas de triagem inauguradas em 2014. Já a “sacola cinza” deverá ser reutilizada pelo cidadão para o descarte do lixo comum, recolhidos pela coleta convencional, como por exemplo, restos de comida, papel sujo, bitucas de cigarro e fraldas. “A sacola cinza é complementar à verde. Ela [a sacola cinza] também é reutilizável, mas enquanto a verde serve para os resíduos secos e irão para as centrais mecanizadas de triagem, a cinza receberá o descarte dos rejeitos, por exemplo, o lixo orgânico. Isso dá alternativa ao cidadão, e com uma matériaprima renovável, com conceito de economia circular”, afirmou o secretário municipal de Serviços, Simão Pedro. Dimensões e material Tanto a verde quanto a cinza terão as mesmas dimensões, de 48 centímetros por 55 centímetros, 40% maiores que as utilizadas atualmente, e deverão suportar a partir de 10 quilos de produtos, conforme consta na resolução. As embalagens deverão ser feitas de materiais de fontes renováveis e tecnologia sustentável em, no mínimo, 51% de sua composição, conforme padrão internacional. “Por serem maiores e aguentarem mais peso, acreditamos que isso diminuirá a quantidade utilizada por cada pessoa e é claro que os impactos são menores”, afirmou Simão. No caso de estabelecimentos que preferirem utilizar um modelo de sacola menor para acondicionar produtos menores, as embalagens devem ser feitas de

qualquer outro material que não seja plástico, como papel e celulose. “É preciso lembrar que as sacolas convencionais, as sacolas brancas, são grandes vilãs. Enquanto as sacolas convencionais são emissoras de gás carbônico, as bioplásticas são coletoras em sua produção”, disse Simão. As sacolinhas ainda terão impressas orientações sobre o descarte correto de resíduos e educação ambiental. Entre as informações contidas estarão exemplos de produtos que poderão ser descartados naquele tipo específico de sacola e também, os que não são permitidos. A resolução complementa a lei, que foi considerada constitucional pela Justiça no fim do ano passado, e também o decreto 55.827, publicado no último dia 7, que regulamenta a lei. “Um dos papéis mais importantes dessas sacolinhas estará na conscientização do cidadão, na promoção da coleta seletiva e na ampliação da educação ambiental. Esse é o espírito da lei. As pessoas continuariam descartando os resíduos em sacos plásticos, então, nós padronizamos para um modelo que dialoga com o Plano Municipal de Resíduos Sólidos”, disse Simão. Fiscalização A fiscalização do uso das sacolas será realizada pela Secretaria Municipal do Verde e Meio Ambiente e as penas são determinadas pelo decreto federal 6.514, de 22 de julho de 2008. O comerciante que desrespeitar a lei poderá receber uma multa de R$ 500 a R$ 2 milhões, de acordo com a gravidade e o impacto do dano provocado ao meio ambiente. Já o cidadão que não cumprir as regras poderá receber advertência e, em caso de reincidência, poderá ter que pagar uma multa com valor entre R$ 50 e R$ 500. Segundo o secretário Wanderley Meira do Nascimento, as regras de fiscalização serão publicadas após a entrada da lei em vigor, mas o trabalho ficará por conta das equipes do Departamento de Gestão Descentralizada (DGD). Os cidadãos serão fiscalizados em amostragem e com base em denúncias, enquanto nos estabelecimentos comerciais o trabalho será ponto a ponto. “O cumprimento e fiscalização da lei são importantes, mas o principal para a gestão é que essa lei entre em vigor, o trabalho de educação ambiental e ampliação

da coleta seletiva seja feito e principalmente, o meio ambiente sofra menos com essas sacolinhas”, afirmou. Histórico da lei Após a Lei 15.374/2011 ter sido sancionada em maio de 2011, o Sindicato da Indústria de Material Plástico do Estado de São Paulo ingressou com um pedido no Tribunal de Justiça de São Paulo para suspender sua aplicação. O desembargador Luiz Pantaleão concedeu uma liminar suspendendo a lei no mês seguinte. A entidade também ingressou com uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (Adin) contra a lei. Com isso, a legislação foi impedida entrar em vigor, como era previsto, a partir de janeiro de 2012. A Prefeitura recorreu para suspender a liminar, mas o Tribunal manteve a decisão no ano passado. Em 7 de outubro de 2014, o Órgão Especial do TJ-SP considerou improcedente a ação movida pelo sindicato e cassou a liminar que mantinha a aplicação da lei. Após a confirmação da constitucionalidade de lei, a Prefeitura ficou responsável por sua regulamentação. Reciclagem As diretrizes para a gestão de resíduos sólidos na cidade estão organizadas no Plano de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos da Cidade de São Paulo (PGIRS), documento elaborado de maneira participativa com entidades e cooperativas. Em 2014, a Prefeitura inaugurou duas centrais mecanizadas, com capacidade para processar 500 toneladas de recicláveis por dia, em processo pioneiro na América Latina. Até 2016, serão instaladas mais duas centrais mecanizadas, na Vila Maria e em São Mateus, atingindo a marca de cerca de 1.250 toneladas diárias. A meta é aumentar o percentual de coleta seletiva em São Paulo de 2% para 10%, até 2016. Na capital, em 2014, dez novos distritos passaram a contar com coleta seletiva e mais 40 tiveram a coleta universalizada. No total, 85 distritos têm coleta de recicláveis. Atualmente, a Amlurb tem cadastradas para triagem manual 22 cooperativas e associações de catadores, que juntas processam manualmente cerca de 250 toneladas por dia. Na agenda ambiental da cidade está ainda a reutilização dos resíduos orgânicos por compostagem, para redução da quantidade de materiais enviados aos aterros sanitários.

São Paulo atinge menor taxa de homicídios desde 2001 Nos últimos 14 anos, a queda deste indicador foi de 70% O estado de São Paulo registrou a menor taxa de homicídios desde 2001. A taxa de homicídios caiu, em 2014, para 10,06 por grupo de 100 mil habitantes. Até então, o ano com menor registro era 2011, com 10,08 hom/100 mil hab. Nos últimos 14 anos, a queda neste indicador foi de 70%. A taxa de homicídios mede a proporção de ocorrências em relação à população e é o principal índice internacional de criminalidade. A taxa recomendada pela Organização das Nações Unidas (ONU) é de 10 hom/100 mil habitantes. Em dezembro, os ho-

micídios tiveram redução, em números absolutos, pela sétima vez no ano. O mês passado teve queda de 7% nas mortes intencionais, com 373 casos ante 401 no mesmo período do ano anterior. Este é o menor número para um mês de dezembro desde 2001. Ainda no último mês do ano, os latrocínios caíram 16,7%, com 30 casos ante 36. Em 2014, os roubos seguidos de morte tiveram uma redução de 2,1%, de 380 latrocínios em 2013 para 372. Veículos O ano passado também registrou queda na taxa

de veículos roubados e furtados, que compara o número de crimes em relação à frota existente. Em 2014, o índice de roubo e de furtos de veículos no estado recuou 2,1%. Já a Operação Desmanche fiscalizou 999 estabelecimentos em 2014 e interditou 503 locais por irregularidades. A iniciativa combate a venda irregular de veículos e peças usadas, e, consequentemente, o roubo e o furto de veículo. Os dados fazem parte das estatísticas de criminalidade divulgadas pela Coordenadoria de Análise e Planejamento (CAP).


São Paulo, 2ª quinzena de janeiro de 2015

São Paulo terá 75 novas escolas de tempo integral

Jornal Pólo Paulistano

Aumento de peso pode ser sinal de desequilíbrio na tireoide; entenda

Foto: Diogo Moreira

Foram anunciadas, na terça-feira, 20/01, mais 75 escolas de tempo integral no Estado de São Paulo. As novas unidades funcionam a partir de 2 de fevereiro, mesma data em que tem início o ano letivo de 2015. “As escolas ficam na capital, na Região Metropolitana de São Paulo e no interior. Nesse modelo, os alunos entram às 7h30, saem às 16h30 e fazem três refeições”, explicou o governador Geraldo Alckmin durante anúncio, que ocorreu no Palácio dos Bandeirantes. Das novas escolas, 17 serão destinadas a crianças e vão conduzir a alfabetização com a oferta de atividades pedagógicas artísticas

e lúdicas, além da apresentação aos conceitos do protagonismo juvenil, com gratificação dos servidores. Outras 58 unidades vão atender alunos dos ensinos fundamental e médio, com foco nas disciplinas obrigatórias e atividades complementares como orientação vocacional, desenvolvimento do projeto de vida, iniciação científica, música, teatro. A Secretaria da Educação pretende aumentar também a partir do próximo ano o número de escolas de tempo integral. “O objetivo é chegar a 2018 com pelo menos mil escolas no modelo de ensino integral”, disse o secretário Herman Voorwald. “A

comunidade [escolar] tem que se manifestsar interessada. A partir daí, as escolas são selecionadas, passam por processo de reforma para que iniciem em 2016 [o modelo de ensino em tempo integral]”, explicou. Atualmente, há em todo o Estado 493 escolas com jornada igual ou superior a 7 horas, responsáveis por atender 130 mil alunos. O número é 64% maior do que o registrado em 2012, quando 79 mil estudantes foram beneficiados. A modalidade de ensino oferece aos professores gratificação de 75% sobre o salário-base por conta da dedicação exclusiva.

IPEM-SP identifica irregularidades em 21% dos materiais escolares Operação “Aluno Nota 10” analisou 51 produtos em todo Estado de São Paulo Foto: Divulgação

O IPEM-SP (Instituto de Pesos e Medidas do Estado de São Paulo) analisou 51 produtos de uso escolar e cerca de 21% apresentaram irregularidades durante a Operação “Aluno Nota 10”. Os exames avaliaram se a indicação quantitativa das embalagens corresponde ao que o consumidor de fato leva para casa.

O consumidor pode verificar o resultado de cada item no site da Instituição. Foram analisados diferentes artigos de uso escolar como cadernos, etiquetas, purpurina, glitter, clips, plástico para encapar, fita adesiva, cola, tintas (guache, nanquim, acrílica), papel sulfite, papel crepom, massas de modelar, papéis em bloco (canson, ve-

getal, folha para fichário), entre outros itens. As massinhas para modelar foram os itens com maior quantidade de irregularidades. Em uma delas, que declarava ter 90g de produto na embalagem, apresentou até 10% menos de produto. A mesma operação, em 2014, fiscalizou 81 lotes de produtos, com 10% de irregularidades encontradas. Os fabricantes dos itens em desacordo com as normas foram autuados e têm até dez dias para apresentar defesa ao IPEM-SP. A multa pode variar de R$ 640 a R$ 30 mil, dobrando na reincidência. Em caso de dúvidas ou denúncias, o consumidor pode entrar em contato com a Ouvidoria do IPEM-SP pelo telefone 0800-0130-522, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, ou pelo e-mail: ouvidoria@ipem.sp.gov.br.

Aberta votação para Prêmio Governador do Estado para Cultura Iniciativa homenageia artistas e instituições culturais de destaque em 2014 A votação para o Prêmio Governador do Estado para Cultura já começou. A iniciativa da Secretaria da Cultura homenageia artistas e instituições culturais que se destacaram ao longo do ano de 2014. Todos podem votar pela internet até dia 19 de fevereiro. Os vencedores serão anunciados no dia 23. Haverá

dois ganhadores por categoria, um vencedor será escolhido pelo júri e o outro pela votação popular. A lista dos 45 finalistas nas categorias Arte para Crianças, Artes Visuais, Circo, Dança, Música, Cinema, Teatro, Instituição Cultural e Territórios Culturais está disponível no site oficial. Nesta edição, o prê-

mio ganhou a categoria Arte para Crianças, especialmente dedicada às produções para o público infantil, e a modalidade Inclusão Cultural, agora denominada Territórios Culturais, que reconhecem iniciativas de instituições, movimentos e programas independentes que reinventam as formas de relacionamento com o público.

Estudo do Iamspe indica que câncer no cérebro é mais frequente em mulheres Os meningiomas, que são os tumores das meninges, foram os cânceres cerebrais primários mais encontrados nas pacientes Estudo realizado pelo Iamspe (Instituto de Assistência Médica ao Servidor Público Estadual) indica a predominância de cânceres cerebrais em mulheres. O levantamento foi realizado, entre 2010 e 2012, com 369 pacientes do Serviço de Neurocirurgia do Hospital do Servidor Público Estadual. Os meningiomas, tumores das meninges, foram os cânceres cerebrais primários mais encontrados. Eles ocorrem principalmente em pacientes entre 40 e 70 anos

e são comuns no sexo feminino, com taxa de incidência 2,3 vezes maior em mulheres do que em homens. A maioria dos meningiomas é considerada benigna (92,8%), somente 2,2% são considerados atípicos e 5% são considerados malignos. Já o segundo tipo histológico mais encontrado foram os gliomas. O estudo mostrou o predomínio de glioblastomas em mulheres, um tumor cuja frequência aumenta com a idade. Maligno, de grau IV, seu caráter infiltrativo

Página 04

e de recrescimento torna difícil o seu tratamento, com baixas taxas de sobrevida (2,2% dos pacientes sobrevivem por mais de três anos após o diagnóstico). Diante desse quadro, o neurocirurgião e diretor do Serviço de Neurocirurgia do HSPE, José Marcus Rotta, faz uma alerta: “a exposição à radiação ionizante, fatores hormonais, polimorfismos genéticos, diabetes, tabagismo, hipertensão, epilepsia e atopia são considerados fatores de risco”.

Alterações na glândula da tireoide pode causar também emagrecimento repentino

Engordar de uma hora para outra, ter muita dificuldade de perder peso mesmo com dieta e exercícios físicos ou ainda emagrecer sem ter feito nenhuma alteração na rotina podem traduzir algum desequilíbrio na glândula tireoide. A nutricionista funcional Francesca Holanda, da Clinica Alessandra Haddad, em São Paulo, explica como a glândula pode interferir no aumento e perda de peso e como identificar o problema. O que é a tireoide Localizada na base do pescoço, a glândula tireoide controla o metabolismo das células. “Ela produz os hormônios que absorvem energia dos alimentos, a temperatura corporal, a frequência cardíaca e a manutenção da boa estrutura do corpo”, explica a especialista.

Alterações na tireoide Dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) mostram que pelo menos 300 mil pessoas em todo o mundo sofre com algum distúrbio na tireoide. A Dra. Ana Cristina Belsito, endocrinologista do Hospital São Vicente de Paulo (RJ) e membro da Sociedade de Endocrinologia explica que as mulheres têm até oito vezes mais chances de apresentar alterações na tireoide. Hipotireoidismo Caracteriza-se pelo mau funcionamento da glândula e baixa produção de hormônios, que diminui o “ritmo” do metabolismo. De acordo com a nutricionista, os principais sintomas do problema são fadiga, aumento de peso, raciocínio lento e unhas e cabelos fracos e quebradiços. Hipertireoidismo

De acordo com Francesca, a produção excessiva de hormônios ativos dá origem ao hipertireoidismo, que causa irritabilidade, taquicardia, emagrecimento exagerado, insônia e olhos saltados são os principais sintomas. Diagnóstico e tratamento O diagnóstico de alterações na tireoide se dá por exames laboratoriais e o tratamento é feito com a ingestão diária de hormônios prescritos por um endocrinologista. Tireoide X peso Segundo a nutricionista funcional, como os hormônios da tireoide controlam o metabolismo, regulam a manutenção do peso e o equilíbrio saudável corporal, o desequilíbrio na produção desses hormônios pode causar o aumento de peso repentino ou emagrecimento desregulado.

Curso do Iamspe dá orientações sobre diabetes Objetivo é oferecer aos usuários do local informações sobre tratamento, prevenção, aplicação de insulina, controle glicêmico, atividade física entre outros Tem dúvidas sobre diabetes? O Instituto de Assistência Médica ao Servidor Público Estadual (Iamspe) oferece aos usuários do local palestras ministradas por médicos, nutricionistas, assistentes sociais e enfermeiras. O intuito é orientar sobre trata-

mento, prevenção, aplicação de insulina, controle glicêmico, atividade física, cuidados com os pés, aspectos psicológicos e recomendações nutricionais. Os encontros acontecem sempre às quintas-feiras, das 8h às 12h, na sala 478, no 4º andar do HSPE. O paciente

deve estar alimentado, tomar a medicação normalmente e pode trazer acompanhante. Os interessados podem escolher uma das duas datas disponibilizadas por mês e se inscrever gratuitamente pela Central de Atendimento (11) 5583-7001.

Cuidados com a alimentação devem ser reforçados no verão Hospital das Clínicas faz alerta para a ingestão de alimentos que podem ajudar o organismo a lidar com o calor intenso O cuidado com a alimentação no verão pode evitar mal-estar, vômito, diarréia e desidratação, comuns no período. A área de Nutrição e Dietética do Instituto Central do Hospital das Clínicas, da Faculdade de Medicina da USP, dá algumas dicas sobre alimentos que podem ser consumidos e sobre os que devem ser evitados. A indicação é consumir carnes magras (assadas ou grelhadas), frutas ricas em água, verduras, legumes, cereais e pães integrais por apresentarem ótimas fontes de vitaminas, minerais e fibras.

Na hora da refeição, deve-se evitar alimentos comercializados por ambulantes, pois o tempo quente favorece a proliferação de bactérias em alimentos com refrigeração inadequada o que pode causar infecção intestinal. Alimentos com alto teor calórico, como carnes gordas, frituras, embutidos (cachorro-quente e linguiça), frios (mortadela, salame, presuntos, entre outros) e molhos à base de maionese dificultam a digestão, provocam desconforto, sensação de mal-estar e deixa a temperatura do corpo vulnerável. A ingestão de líquidos deve ser frequente para

evitar a desidratação. O recomendado é beber no mínimo dois litros de água mineral ou filtrada por dia e de preferência entre as refeições, para manter o organismo hidratado e resfriado. Bebidas isotônicas repõem com facilidade os sais minerais perdidos pelo suor, no entanto, o consumo deve ser moderado, especialmente para pessoas hipertensas, com problemas renais e ou que apresentem retenção de líquidos. Os líquidos adoçados, bebidas alcoólicas ou refrigerantes têm valor calórico elevado e interferem na alimentação saudável. Uma alternativa são os chás frios, que aumentam o bem-estar.

Risco de contrair dengue é maior na época de chuvas e calor É preciso adotar medidas permanentes para o controle do mosquito transmissor De acordo com o Iamspe (Instituto de Assistência Médica ao Servidor Público Estadual), o risco de dengue aumenta nos dias de altas temperaturas e chuvas fortes, pois as fêmeas procuram locais quentes e úmidos para eclosão dos ovos. Portanto, para evitar essa situação, é preciso adotar medidas permanentes para o controle do mosquito transmissor, ou seja, ações preventivas de eliminação de focos, como manter recipientes fechados com

tampas, evitar vasilhas ou similares que retenham água. Normalmente, a primeira manifestação da dengue é a febre alta (39 a 40°C) de início abrupto, que geralmente dura de dois a sete dias, acompanhada de dor de cabeça, mialgia, artralgia, prostração, dor retro-orbital (olhos), erupções na pele. Falta de apetite, náuseas e vômitos também são comuns. Nessa fase inicial da doença, pode ser difícil diferenciá-la de outras doenças febris.

“O tratamento deve ser principalmente a hidratação adequada. Devem ser levados em consideração os sinais e os sintomas apresentados pelo paciente para decidir condutas, bem como o reconhecimento precoce dos sinais de alarme, como dor abdominal intensa e contínua, vômitos persistentes, sangramento de mucosa ou outra hemorragia, aumento progressivo do hematócrito, queda abrupta das plaquetas, entre outros”, afirma.


Jornal Pólo Paulistano

Vendas de imóveis novos melhoram em novembro de 2014, conforme Pesquisa do Mercado Imobiliário Estudo do Secovi-SP aponta reação no 11º mês de um ano de comportamento atípico para o setor

Empresas de incorporação concentraram esforços de lançamentos e vendas no final de 2014, e o mês de novembro apresentou bons resultados para o mercado imobiliário, tanto na capital paulista quanto nos outros municípios que compõem a Região Metropolitana de São Paulo (RMSP), conforme Pesquisa do Mercado Imobiliário do Secovi-SP (Sindicato da Habitação). Em novembro de 2014, foram comercializadas 2.987 unidades residenciais novas na cidade de São Paulo, o que significou um aumento de 210,2% em relação ao mês de outubro, quando foram vendidas 963 unidades. Comparativamente ao mesmo mês do ano anterior, o crescimento foi de 7,6% (2.777 imóveis negociados em novembro de 2013). Do total comercializado em novembro de 2014, 1.165 unidades eram de 2 dormitórios; 1.117 de 1 quarto; 555 de 3 dormitórios; e 150 imóveis de 4 ou mais dormitórios. Em valores absolutos, as unidades de 2 dormitórios foram as que mais venderam. Porém, analisando o VSO mensal (Vendas Sobre Oferta), o imóvel com o melhor desempenho foi o de 1 dormitório, com vendas de 13,6% do total ofertado. As unidades de 2 quartos atingiram o índice de 10,8%; as de 3 dormitórios representaram 7,1% do total; e as de 4 ou mais dormitórios, 5,5%.

Lançamentos - No mês de novembro de 2014, foram lançadas 6.301 unidades residenciais, conforme a Embraesp (Empresa Brasileira de Estudos de Patrimônio), um aumento de 169,7% em comparação com os lançamentos de outubro (2.336 unidades) e de 26,1% em relação a novembro de 2013. Foram lançadas 2.105 unidades de 1 dormitório, 2.192 de 2 dormitórios, 1.442 de 3 dormitórios e 562 de 4 ou mais dormitórios. Com VGV (Valor Global de Vendas) de R$ 1,6 bilhão, o penúltimo mês de 2014 apresentou um crescimento de 190,8% em relação a outubro, e queda de 28,2% em relação a novembro de 2013, considerando os valores atualizados pelo INCC (Índice Nacional de Custo de Construção). Em novembro de 2014, o estoque do município de São Paulo ficou em 26.579 unidades ofertadas, um aumento de 12,4% em relação a outubro do mesmo ano, e de 42,1% se comparado a novembro de 2013. Considerando que a média de vendas de janeiro a novembro de 2014 foi de 1.666 unidades, esse estoque seria suficiente para 16 meses de vendas. Apesar do crescimento gradual da oferta durante os 11 meses do ano, tradicionalmente novembro e dezembro apresentam os maiores volumes de lançamentos, pois as empresas têm de cumprir metas anuais e aproveitam o 13º salário

para incrementar as vendas. Acumulado - No acumulado de janeiro a novembro de 2014, foram comercializadas 18.324 unidades residenciais novas. Na comparação com o mesmo período de 2013, a retração foi de 40%. Porém, para analisar esse comportamento, é preciso considerar que 2013 foi um ano excepcional para o mercado imobiliário, com elevado crescimento em relação aos dois anos anteriores. Contudo, se compararmos o resultado dos 11 meses de 2014 com os mesmos períodos de 2012 e 2011, as quedas são bem menores, com registro de 24% e 25%, respectivamente. Novembro foi o melhor mês para as vendas de unidades novas no município de São Paulo. “Passados os momentos mais críticos do ano, como Copa do Mundo e eleições presidenciais, em dois turnos, o mercado tomou fôlego e reagiu positivamente também no volume de lançamentos”, observa Celso Petrucci, economista-chefe do Secovi-SP. Com o resultado de novembro, os lançamentos residenciais na Capital em 11 meses chegaram a 27.004 unidades novas, conforme apurado pela Embraesp. Mesmo com a recuperação do mês, esse total é 9% inferior ao mesmo período de 2013. “Conforme as nossas expectativas, o mercado imobiliário apresentou melhores resultados em novembro, mês com maior quantidade

de vendas no ano. Porém, a previsão é que o desempenho de 2014 fique aquém ao de 2013”, diz Claudio Bernardes, presidente do Secovi-SP. Estoque - Com 26.579 unidades ofertadas, a cidade de São Paulo atingiu seu maior nível histórico desde a mudança de metodologia da pesquisa, em janeiro de 2004. “Mas devemos ponderar que a Prefeitura está limitando cada vez mais a produção imobiliária, com parâmetros de construção restritivos e aumento dos custos de incorporação. Por conta desses fatores, os lançamentos tendem a diminuir nos próximos anos. Porém, não haverá um descompasso com a demanda, que permanece alta, e voltaremos a equilibrar a oferta”, analisa Emilio Kallas, vice-presidente de Incorporação e Terrenos Urbanos do Secovi-SP. A Pesquisa SecoviSP percebeu, no entanto, que pelo terceiro mês consecutivo os municípios do entorno da Capital venderam mais do que lançaram, com consequente redução do estoque. “Isso demonstra que o mercado dessa região está mais aquecido do que o da cidade de São Paulo”, avalia Kallas. Esses comportamentos opostos entre a Capital e as outras cidades da RMSP parecem ter sido ditados, principalmente, pelo preço das unidades. “Enquanto o preço médio de um imóvel vendido no município de São Paulo é de R$ 520 mil, nos outros municípios é de R$ 375 mil”, justifica Petrucci.

Aluguel de casas para o Carnaval tem alta de até 82% no litoral norte de SP em média R$ 2.150, contra R$1.180 no mesmo período do ano passado. O aluguel para imóveis com três dormitórios também teve alta de 56% e chegou a R$ 1.225. Já as casas com dois dormitórios estão em média 28% mais caras, custando cerca de R$ 650 reais o dia. Segundo o presidente do Creci-SP, José Viana, o litoral norte de São Paulo oferece imóveis com padrão mais elevado do que as demais regiões litorâneas do estado. “O preço está mais alto porque a procura está muito grande. O calor está bem forte e com o dólar operando em alta, muitas pessoas escolhem por destinos na região. Nisso, os proprietários de imóveis acabam lucrando um pouco mais

SOBRADOS ARTUR ALVIM OPORTUNIDADE

também”, afirmou. Para locação de apartamentos, as principais altas foram para imóveis de dois a três quartos, cujos valores médios do aluguel subiram cerca de 45%. Para apartamentos com dois quartos, o preço de locação nesta temporada é de R$ 525. Já os locais com três dormitórios saem por cerca de R$ 725. Na linha oposta das casas, os apartamentos com quatro dormitórios tiveram redução de 11% no valor do aluguel e estão custando em média R$ 800. Segundo Viana, a locação de apartamentos costuma ser mais barata devido a maior oferta no mercado. “A oferta de casas para temporada é menor e acaba tendo uma valorização maior do

imóvel para aluguel”, explica. Rede hoteleira: De acordo com o Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similiares (Sinhores), cerca de 60% dos leitos no litoral norte já estão ocupados para o carnaval. O pacote incluindo diárias para os quatro dias de folia varia entre R$ 1.200 e R$ 5 mil. “Normalmente no carnaval, o turista deixa para fazer a reserva um pouco mais tarde, mas nossa expectativa é chegar a pelo menos 90% dos leitos ocupados”, afirma o secretário do Sinhores José Carlos Souza. Segundo o Sinhores, o litoral norte conta com mais de 900 opções de hospedagem e cerca de 63 mil leitos disponíveis para turistas.

HÁ 25 ANOS FAZENDO BONS NEGÓCIOS! ALUGUEL VENDAS

SOBRADO - 216m² á.c.

3 Dorms. sdo 1 suíte, sla 2 ambs, coz, á.s. c/ churr, 5 vagas. R$ 580 Mil

APTO NOVO- VILA PRUDENTE

APTO - VL. CARRÃO

3 Dorms, sl, cz, wc, 1 vaga. Aluguel R$ 1.500,00

SOBRADO JD. VILA FORMOSA

3 Dorms, sl, copa e cz, churrasqueira, 2 vagas. Aluguel R$ 1.600,00

APTO NOVO - VL. PRUDENTE

2 Dorms, sdo 1 ste, sl, cz, 2 wc, á.s., 1 vaga, sacada, excelente - Aluguel R$ 1.800,00

SALÃO COMERCIAL

2 Dorms. sdo 1 suíte, sla, coz, wc, á.s, sacada c/ ponto elétrico, 1 vaga, R. Ibitirama R$ 380 Mil

100m² c/ 2 wcs - Aluguel R$ 1.200,00

SALAS COMERCIAIS À partir de R$ 800,00

APARTAMENTO - VILA CARRÃO 80m²

Direto c/ proprietário: 947281475 / 98146-4217 (Tim)

Fácil acesso, vão livre, escritório, refeitório, wc. Aluguel R$ 3.300,00

(11) 2 2 9 4 - 6 6 5 9

-

APTO COHAB ITAQUERA 2 dorms, sl, cz, c, á.s., 1 vaga. Aceita financiamento. R$ 170 Mil - Ref. 94-A

SOBR. JD. ARICANDUVA 3 dorms sdo 1 ste, sl, cz, wc, lav, 2 vagas, próx. ao Shopping Aceita financiamento R$ 370 Mil - Ref. 133-S

SOBR. VL. GUILHERMINA

TERR. JD. PRIMAVERA Com casa velha, lote 10X29 esquina, prox. a Av. Sapopemba. R$ 500 Mil

TERR. VL. NOVA YORK

Com construção velha, lote 10X40, ótimo local, Trv. da Av. Rio das Pedras. R$ 850 Mil - Ref. 25-P/G

CASA VILA ANTONIETA

3 suítes, sl, copa, cz, wc, lav, lavanderia, 2 vagas, ótimo acab. Aceita financiamento. R$ 470 Mil

Térrea - 2 dorms, sl, cz, wc, lav, edícula, 2 vagas. Aluguel R$ 1.200,00 + IPTU Fiador ou seguro fiança - Ref. 26

TERR. JD. ARICANDUVA

SOBR. VL. NOVA YORK

Com casa velha - Terr. 6 x 27 Trav. da Av. Rio das Pedras. R$ 170 Mil - Ref. 25-T

3 drms, sl, cz, wc, lav, 2 vagas. Aluguel R$ 1.300,00 + IPTU Fiador ou Seguro fiança

(11) 2294-9549

Atenção proprietários: Traga seu imóvel para alugar ou vender e anuncie conosco gratuitamente. GIUSEPPE PALMISANO - ADVOGADO - CAUSAS CIVIS - CRIMINAIS - FAMÍLIA

www. giuseppeimoveissp.com.br

Est rela D’alva Imó veis

Compra - Vende - Administra - Advocacia

estreladalva@aasp.org.br / www.estreladalvaimoveis.com.br

Tels: 2726-6465 / 2724-8222 Av. Inconfidência Mineira, 2081 - Vila Antonieta

GALPÃO 400m²

3 Dorms, 1 suíte, sla 2 ambs, 2 vagas, Salão de festas, Churrasqueira. R$ 600 Mil

COMPRA E VENDA DE IMÓVEIS ADMINISTRAÇÃO DE BENS CRECI J 23079

www.jornalpolopaulistano.com.br

VENDE

COMPRA - VENDE - ADMINISTRAÇÃO ADVOCACIA

CAVALLI

Imobiliária e Advocacia Ltda

www.cavalliimoveis.com.br - (11) 2651-5385 / 2651-5395

Locação

Locação

Casa Térrea V. Matilde

Quarto, Cz, WC, Á.S., 100 metros do Metrô Vila Matilde, aceita deposito 03 meses, R$ 400,00 + 35,00 água.

Casa Térrea Jd. Maringá

Quarto, Cozinha, Banheiro, Área de Serviço, lugar tranquilo, próx. Av. Itaquera e a Av. Aricanduva, aceita deposito, R$ 550,00

Lindo Apto. Vila Matilde

02 dorms, sala 02 ambs, cz, wc, 1 vaga, sacada, pr´x. ao metrô. R$ 1.100,00 - (642)

Prédio Industria Itaquera

500m² área construida, força trifásica de 99 CV, banheiros, escritório, garágem, ótimo local. R$ 4.000,00 (2420)

Sobrados Novos Patriarca

Casa Cidade Patriarca

1 dorm, sala, cozinha, wc, área de serviço, água/luz Independente, 5 minutos do metrô. R$ 800,00

Quarto, sala, cozinha, banheiro, sacada, lavanderia, esquina co a Av. Souza Bandeira e da Gamelinha. R$ 750,00 (2577)

Apto Mobiliado Itaquera

Lindo Apto. Vila Matilde

2 dorms, sla 2 amb, cz, wc, área de serviço, 1 vga, 300 mts da subprefeitura, totalmente mobiliado. R$ 900,00 + Condomínio

03 dorms, sala 02 ambs, cozinha, área serviço, garagem, banheiro ao lado do Metrô R$ 2.000,00 (2627)

FBraga Imóveis

Tel: (11) 2836-9324 Cel: 97271-7377 / 98800-2009 Av. Líder, 597 - 1º andar - Cidade Líder

franciscobraga326@hotmail.com

APTO VILA FORMOSA

APTO GRANDE COHAB 5º andat - 2 drms, wc, á.s, + garagem fechada. R$ 190 Mil - Financia CEF

3 drms, sl e cz plan, wc, á.s., reforma impecável. Financia Caixa R$ 280 Mil

APTO CIDADE LÍDER

CASA JD. MARÍLIA

9º andar, 67m² á.ú., sl c/ sacada, cz plan, 3 drms, wc, á.s., 1 vaga, play, s.festas, forno pizza, 2 elevadores.

APTO GDE COHAB I

4 casas p/ renda, c/ escritura. R$ 330 Mil

APTO COHAB I

Térreo - Reformado Garágem fechada Próximo do metrô R$ 215 Mil

1º andar - Reformado, todo planejado c/ closet, garágem fechada. R$ 220 Mil - Financia CEF

APTO C. JOSÉ BONIFÁCIO

TERRENO JARDIM FERNANDES

2 drms, sl, cz, wc, á.s, 1 vaga, Financia Caixa R$ 175 Mil

10X25 = 250m² c/ escritura registrada R$ 260 Mil

PETIU IMÓVEIS

FONE: 2651-5289 / 99829-1726 www.petiuimoveis.com.br

CRECI 39.364

Av. Waldemar Carlos Pereira, 1598 - Jd. Maringá

VENDO- VL GUILHERMINA

VENDO - VL GRILHERMINA

Casa - 1 drm, sl, cz, wc, despensa, quintal nos fundos, 2 vagas. R$ 330 Mil

Apartamento - 2 dorms, sl, cz, wc, 1 vaga, 52 m², cond. R$ 280,00. R$ 310 Mil

VENDO - JD. MARINGÁ

VENDO - VL. TALARICO

Sobrado - 4 drms sdo 1 ste ampla, sl ampla, cz, lavand. coberta, wc, 4 vagas + salão c/ 160m². R$ 700 Mil - Ac. prop. à vista

VENDO - VILA DALILA

Sobrado - 3 dorms amplos, sl e cz ampla, quintal, 3 vagas cobertas. R$ 450 Mil.

VENDO - JD. IPANEMA

Sobrado - 3 drms, sl, cz, 2 wcs, área de churr + dep. empreg fdos, 2 vagas cobertas. R$ 400 Mil

Sobrado - 2 drms, sl, cz, 2 wcs, 1 vaga e lavanderia. R$ 290 Mil Aceita proposta a vista.

VENDO - COHAB I

Temos casas, sobrados, salas comerciais e salões para alugar com preços a partir de R$ 600,00 c/ depósito. Consulte-nos

Apartamento médio - 2 drms, sl, cz, wc, lavanderia, 1 vaga. Próximo Davó R$ 180 Mil

Av. Engº Soares de Camargo, 487 - Cid.Patriarca

2 Dorms. sendo 1 suíte, sala, coz, wc, 1 vaga. R$ 260 Mil

2 suítes, 2 sacadas, cozinha, wcs; 2 vagas.

contato@jornalpolopaulistano.com.br

COMPRA - VENDE - ALUGA ADMINISTRA - INCORPORA Tel.: 2749-5101 / 2741-5410

APTO - VILA DIVA - 55m²

Apenas R$ 395.000,00 - IMPERDÍVEL

Para anunciar ligue: (11) 2785-5339

CRECI 31047

O preço médio do aluguel de casas para temporada de Carnaval teve alta de até 82% no litoral norte de São Paulo, segundo o Conselho Regional de Corretores de Imóveis (Creci-SP). O principal aumento considera imóveis com quatro dormitórios em Caraguatatuba, São Sebastião, Ubatuba e Ilhabela. O levantamento feito pelo Creci foi divulgado na segunda-feira (26) e também aponta que o preço de locação na região é o maior de todo litoral paulista. A pesquisa considerou 12 cidades do Estado de São Paulo e mais de 30 imobiliárias. De acordo com a pesquisa, o valor da diária para aluguel de casas com quatro quartos no litoral norte sai

Página 05

J-20.911

São Paulo, 2ª quinzena de janeiro de 2015

Fones: 2651-4016 / 2651-8081

CRECI 19303-J

VENDA APTO VL. MATILDE

SOBR. VL. NHOCUNÉ

2 Dorms, Sl, Cz, WC, Lav, arm. emb., 1 Vaga, 54,6 m², reformado. R$ 360 Mil

SOBR. JD. HERCÍLIA

CASA CID. PATRIARCA

2 Dorms. sdo 1 ste, sl, cz, 2 wcs, lav. c/ 1 wc, 2 Vagas, corredor lateral.. R$ 400 Mil

Térrea - 2 dorms, sl, cz, wc, lav, 1 vaga descoberta Aluguel R$ 1.200,00

SOBRADO VL. NHOCUNÉ

Novo - Condomínio 2 Suítes, sl, cz, lavabo, lavanderia, s/garágem. R$ 180 Mil 20% entrada + financ., Doc Ok.

ALUGA CASA JD. HERCÍLIA

2 dorms, sl, cz, 2 wcs, lav, quintal nos fundos, 2 vagas. Aluguel R$ 1.500,00 + IPTU Fiador, Seguro fiança.

SOBR. ARTUR ALVIM

Condomínio - 2 dorms, sl, cz, 2 wcs, lavanderia, 1 vaga. Aluguel R$ 1.200,00 Fiador, Seguro fiança.

CASA VILA NHOCUNÉ

Térrea - 1 dorm, sl, cz, wc. Aluguel R$ 700,00 Fiador, Seguro ou 3 meses dep.

Térrea - 1 dorm, cz, wc, lavand, 1 vaga. Aluguel R$ 750,00 Fiador, Seguro fiança.

Terreno Mongaguá

Av. Waldemar Carlos Pereira, 876 - Vila Matilde

SOBR. VL. BUENOS AIRES 4 Drms sdo 1 ste, sl, Jd. Inverno, cz, 2 wcs, lavand, lavbo, 2 vagas, quintal. R$ 400 Mil - Ac. Fin - Ref. 4714

SOBR. VL. GUILHERMINA 2 suítes, sl, cz, sacada, 3 wcs, lavabo, quintal, 2 vagas. R$ 330 Mil - Doc. Ok - Ref. 5200

SOBR. CID. PATRIARCA

3 Drms sdo 1 ste, sl c/ sanca, cz plan, 2 wcs, lavabo, 2 vagas, lavanderia, churr, jd. inverno. R$ 470 Mil - Ref. 5313

SOBR. VILA EUTÁLIA

2 suítes, sl c/ sanca, copa, cz plan, sacada, lavabo, 3 wcs, 2 vagas, quintal, churr, á.s. R$ 320 Mil - Ref. 5331

SOBR. VL. CARMOSINA

4 drms, sdo 2 sts, sl, cz, copa, á.s., varanda, 4 wcs, quintal, corredor lateral, dep. empreg, depósito, escritório. R$ 850 Mil - Ref. 5372

SOBR. VILA CARRÃO

3 drms sdo 2 sts, sl 2 ambs, cz, copa, lavabo, 3 wcs, lavand, sacada, quintal, corredor lateral. R$ 700 Mil - Ref. 5393

SOBR. VL. MATILDE 4 drms. sdo 2 sts, sl, cz planej, 3 wcs, hidro, sacada, quintal, corredor lateral, 2 vagas. R$ 800 Mil - Ref. 5409

SOBR. VILA CARRÃO 3 drms, sdo 1 ste, lavabo, sl 2 ambs, cz, 2 wcs, lavand, 2 vagas. R$ 390 Mil - Ref. 3604

199m², de esquina Balneário Arara Vermelha Tratar pelo tel:

2785-5339


Jornal Pólo Paulistano

São Paulo, 2ª quinzena de janeiro de 2015

Opção de lazer: conheça os parques estaduais do litoral de São Paulo Administrados pela Fundação Florestal, as Unidades de Conservação contam com trilhas e passeios variados Com a temporada de verão, as pessoas que forem para o litoral podem se planejar para conhecer as Unidades de Conservação (UC) da Mata Atlântica que a Fundação Florestal mantém. Para visitar as UCs e realizar as atividades oferecidas por elas, é necessário fazer agendamento prévio, além de consultar os valores cobrados por estes roteiros. Vale lembrar que é obrigatório o uso de tênis e calça comprida para fazer as trilhas. É importante também o uso de repelente, protetor solar, óculos de sol e capa de chuva para uma visita agradável aos parques. Confira alguns roteiros e as formas de contato em cada unidade. Parque Estadual da Serra do Mar (PESM) Núcleo Caraguatatuba O Núcleo conta com diversas trilhas, entre elas a Trilha Noturna, onde o turista pode avistar espécies de animais de hábito noturno, entre elas, os cogumelos bioluminescentes. Outro destaque da Unidade é a Trilha do Jequitibá, onde está situado o Circuito de Observação de Aves, com comedouros e condições ideais para avistar diversas espécies, como tiê-sangue, saíras, sabiás e outros. PESM - Núcleo Caraguatatuba: Rua do Horto Florestal, 1200, Bairro Rio do Ouro. Para mais informações, ligue: (12) 3882-5999, das 14h às 17h, acesse o hotsite ou mande um e-mail para: nucleocaragua@hotmail.com.br . As visitas precisam ser agendadas. PESM Núcleo São Sebastião Os turistas que estiverem em São Sebastião poderão visitar a trilha da Praia Brava, que conta com subidas íngremes, passando por mirantes, terminando na Praia Brava, que é deserta e boa para a prática de surf. O Núcleo São Sebastião reserva também ao visitante, um passeio pelo Sítio Arqueológico São Francisco, o mais importante sítio arqueológico do PESM. São 3 km quadrados de ruínas de aquedutos, terraços, fornos eoratórios, de mais de 200 anos de história de um engenho que era, na verdade, uma fazenda de escravos. PESM - Núcleo São Sebastião: Agendamento das trilhas deve ser feito pelo Centro de Informações Turísticas, que disponibiliza guias. Os interessados devem ligar para

(12)3865-4335 ou (12)38922620. Para mais informações, escreva para pesm.saosebatiao@fflorestal.sp.gov.br, pesm.nss@gmail.com ou acesse o hotsite da unidade. PESM - Núcleo Picinguaba O Centro Cambucá de Observação de Aves, destinada à observação e estudo das aves, é um dos atrativos no Núcleo Picinguaba. O espaço tem um grande lago, onde são avistadas e registradas as paradas de aves migratórias. Além de diversas trilhas, o Núcleo reserva ainda uma visita pela Comunidade Tradicional Quilombola da Fazenda, onde os turistas poderão visitar a Agrofloresta, Casa de Farinha, Roda de Conversa com moradores antigos, apresentação musical “Tambores da Fazenda” e visita à cachoeira; é possível também agendar um almoço tradicional na comunidade. PESM - Núcleo Picinguaba: Rodovia BR - 101, km 08. As trilhas necessitam de agendamento prévio pelo e-mail: agendamento.picinguaba@ gmail.com, ou pelo telefone (12) 9707-2426. Para mais informações, ligue (12) 38321397, ou acesse o hotsite. Parque Estadual da Ilhabela No Parque Estadual da Ilhabela, um dos roteiros mais procurados é a Trilha do Pico do Baepi. O local é procurado por ecoturistas que gostam de caminhadas mais desafiadoras. Seu principal atrativo, além da Mata Atlântica preservada, são os mirantes, que proporcionam vistas panorâmicas, com paisagens incríveis. Outro passeio muito procurado é o da Estrada Parque de Castelhanos. Com uma extensão de 17 km, a estrada liga a zona urbana de Ilhabela com a comunidade da Praia dos Castelhanos. Ela pode ser feita a pé, de bicicleta, a cavalo ou em veículo. Parque Estadual Ilhabela: A entrada é gratuita, porém a maioria das trilhas depende de contratação de guias. Preços sob consulta diretamente nas unidades de conservação. Para mais informações, entre em contato pelos telefones (12) 3896-2585, (12) 38961646, ou acesse o hotsite. Parque Estadual da Ilha Anchieta Quem visitar o Parque Estadual da Ilha Anchieta, em Ubatuba, poderá conhecer o Patrimônio Histórico da Ilha, habitada por Índios da tribo Tupinambás. Em 1977, a Ilha se tornou reduto de preservação e conscientização am-

biental, tombada pelo CONDEPHAAT. Outro importante roteiro é a Trilha Subaquática, disponível apenas durante a Temporada de Verão. O mergulho é realizado próximo ao Costão Rochoso, com uma rica e complexa comunidade biológica. Parque Estadual da Ilha Anchieta: Todos os passeios necessitam de agendamento e a taxa é de R$ 12,00, mas o valor das trilhas não está incluso nesta taxa. Para agendar os roteiros oferecidos, o interessado deve ligar para (12) 3832-1397 e falar com Natália, das 8h às 16h ou escrever para peianchieta@ yahoo.com.br. Para mais informações, acesse o hotsite. Parque Estadual do Rio Turvo - Núcleo Capelinha No Núcleo Capelinha, os visitantes poderão conhecer a Trilha da Cachoeira, que tem como principais atrativos, a contemplação das serras e mirantes em seu percurso, além da própria cachoeira. Outro atrativo é a Trilha das Andorinhas, onde os visitantes poderão passear por um rio encachoeirado. Núcleo Capelinha: Rodovia Régis Bittencourt, km 511/Sul Bº Capelinha, Cajati/SP. Para informações, ligue para (13) 3821-1480, (13) 3821-5030 e (13)3855-7137, escreva para o e-mail:pe.rioturvo@fflorestal.sp.gov.br. A entrada é gratuita. Parque Estadual Carlos Botelho Os visitantes do Parque Estadual Carlos Botelho poderão desfrutar de diversas trilhas, entre elas, a Trilha da Represa/Fornos, uma fazenda de imigrantes na década de 40. A trilha tem como principais atrativos, os fornos de carvão da década de 40 e a represa. Além das trilhas, a sede dispõe de Centro de Exposição Temático, Mini Museu de Zoologia e Trilha das Bromélias adaptada para Portadores de Necessidades Especiais ou com mobilidade reduzida. Parque Estadual Carlos Botelho: O ingresso é de R$ 6,00 e o valor das trilhas é variado, devendo ser consultado previamente. Há necessidade de agendamento prévio, com pelo menos 5 dias de antecedência. Para mais informações, entre em contato com o Setor de Agendamento e Informações, das 8h as 16h, pelo telefone (15) 3379-1477, pelo e-mail pe.carlosbotelho@ fflorestal.sp.gov.br, ou acesse o hotsite.

Página 06

Casa de Apoio à Criança com Câncer necessita de doação de sangue para quatro assistidos internados em três hospitais da capital paulista A Cajec - Casa de Apoio à Criança com Câncer José Eduardo Cavichio está com quatro dos seus assistidos internados em três hospitais da capital paulista, Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia, Hospital Itaci e Hospital AACD e necessita urgentemente de doação de sangue. Para fazer essa boa ação, basta que você tenha idade entre 16 e 67 anos, pese mais de 50 kg, esteja em boas condições de saúde e compareça aos locais de coleta , dos respectivos hospitais, portando documento de identificação original com foto e levando o nome do paciente. Tatiane Soster da Silva - Paciente do Hospital AACD – Posto de Coleta – Banco de Sangue Paulista: Rua Dr. Alceu de Campos Rodrigues, 46 – 14º. andar ou na Rua Iguatinga, 382 – Santo Amaro. De 2ª. à Sábado das 8 às 12 e das 13 às 16 horas. Fechado aos domingos e feriados. Telefone para informações: 3048-8969. Terezinha Cândido Correa – Paciente do Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia – Posto de Coleta – Av. Dante Pazzanese, 500 – Ibirapuera. De 2ª. à 6ª, das 8 às 17 horas. Sábados, das 8 às 16 horas. Fechado aos domingos e feriados. E, também, os postos do Hemocentro. Emanuel Soares da Costa e Pedro Henrique Sungaila Souto – Pacientes do Hospital Itaci – Instituto de Tratamento do Câncer Infantil. Postos de Coletas do Itaci – Todos os postos do Hemocentro – Informações Alô Pró Sangue – 0800 55 0300 Posto Hospital das Cllínicas - Av. Dr. Enéas Carvalho de Aguiar, 155 – 1º. Andar – Cerqueira César. De 2ª. à 6ª , das 7 às 19 horas. Sábados e feriados, das 8 às 18 horas. Fechado aos domingos. Posto Dante Pazzanese –

Av. Dr. Dante Pazzanese, 500 – Ibirapuera. De 2ª. à 6ª, das 8 às 17 horas. Sábados, das 8 às 16 horas. Fechado aos domingos e feriados. Posto Mandaqui - Rua Voluntários da Pátria, 4227 – Mandaqui. De 2ª à 6ª, das 12h45 às 18 horas. Fechado aos sábados, domingos e feriados. Posto Osasco - Rua Ari Barroso, 355 – Presidente Altino – Osasco. De 2º À 6ª, das 8 às 16H30. Sábados, 1º, 3º, e 5º de cada mês, das 8 às 16 horas. Fechado nos demais sábados, domingos e feriados. Posto Barueri – Rua Angela Mirella, 354 – Térreo – Jd. Barueri – Barueri. De 2ª. à 6ª , das 8 às 16 horas. Fechado aos sábados, domingos e feriados. Posto Pedreira – Rua João Francisco de Moura, 251 – Vila Campo Grande – SP. De 2ª. à 6ª , das 7h30 às 12h30. Sábados, 1º, 3º, e 5º de cada mês, das 7h30 às 16h30. Fechados nos demais sábados, domingos e feriados. A sua ajuda é muito importante para o combate e prevenção ao câncer infantojuvenil, para ajudar de outras formas e conhecer a Cajec vá a Rua Preciosa, 86 – Parque Monte Alegre – Taboão da Serra – SP. Telefones:: 47014194 ou 4787-7149. Requisitos básicos para ser doador, segundo a Fundação Pró Sangue - Estar em boas condições de saúde. - Ter entre 16 (com autorização dos pais) e 67 anos, desde que a primeira doação tenha sido feita até 60 anos. - Pesar no mínimo 50kg. - Estar descansado (ter dormido pelo menos 6 horas nas últimas 24 horas). - Estar alimentado (evitar alimentação gordurosa nas 4 horas que antecedem a doação). - Apresentar documento original com foto emitido por órgão

oficial (Carteira de Identidade, Cartão de Identidade de Profissional Liberal, Carteira de Trabalho e Previdência Social). Impedimentos temporários -Resfriado: aguardar 7 dias após desaparecimento dos sintomas. - Gravidez- 90 dias após parto normal e 180 dias após cesariana. - Amamentação (se o parto ocorreu há menos de 12 meses). - Ingestão de bebida alcoólica nas 12 horas que antecedem a doação. - Tatuagem nos últimos 12 meses. - Situações nas quais há maior risco de adquirir doenças sexualmente transmissíveis: aguardar 12 meses. - Quem esteve no Acre, Amapá, Amazonas, Rondônia, Roraima, Maranhão, Mato Grosso, Pará e Tocantins que são estados onde há alta prevalência de malária, deve aguardar 12 meses. Impedimentos definitivos - Hepatite após os 11 anos de idade. * - Evidência clínica ou laboratorial das seguintes doenças infecciosas transmissíveis pelo sangue: Hepatites B e C, AIDS (vírus HIV), doenças associadas aos vírus HTLV I e II e Doença de Chagas. - Uso de drogas ilícitas injetáveis. * Malária. * Hepatite após o 11º aniversário: Recusa Definitiva; Hepatite B ou C após ou antes dos 10 anos: Recusa definitiva; Hepatite por Medicamento: apto após a cura e avaliado clinicamente; Hepatite viral (A): após os 11 anos de idade, se trouxer o exame do diagnóstico da doença, será avaliado pelo médico da triagem. * Respeitar os intervalos para doação. - Homens 60 dias: até 4 doações por ano. - Mulheres 90 dias: até 3 doações por ano.

Confira cinco dicas do Procon-SP para contratar seguro do carro Contratar um seguro automotivo é quase tão importante quanto comprar o carro. Para evitar transtornos em caso de acidentes, furto ou roubo, o Procon-SP listou algumas dicas sobre o assunto. Confira: 1-Informe-se É sempre importante checar se o corretor e a seguradora possuem registro na Superintendência de Seguros Privados (Susep.) pelo site. Antes de assinar qualquer documento, leia com atenção a minuta da proposta e as condições gerais do contrato. 2-Pesquisar Compare as propostas. Não deixe de pesquisar preços e quais são os serviços prestados pela seguradora: abrangência da cobertura, exclusões, se há previsão de carro reserva.

3-Enchente e outros fenômenos da natureza O cliente deve ficar atento as coberturas e exclusões. É bom saber se danos provocados por enchentes ou outros fenômenos da natureza, como queda de árvore, por exemplo, estão inclusos na cobertura. Se não estiverem, podem ser negociados. 4-Prazos O prazo para aceitação do seguro tem que ser especificado na proposta e não pode ser superior a 15 dias, contados da data do recebimento. Havendo recusa, o valor pago deverá ser devolvido com atualização até a efetiva restituição. Será considerada como início da cobertura de risco a data indicada na proposta de seguro. Na falta desta, valerá a data do re-

cebimento da proposta pela seguradora. Por isso, é importante que você exija o preenchimento correto do dia de assinatura do contrato. O consumidor precisa relacionar e protocolar os documentos entregues à seguradora. Eles serão o comprovante em eventual descumprimento do prazo por parte do fornecedor. 5. Preenchimento do Questionário A idade, o sexo e o local de estacionamento (se coberto ou não) são detalhes que contam no desconto sobre o prêmio. No preenchimento dos dados, a responsabilidade pela veracidade das informações é do cliente, por isso você mesmo deve responder o questionário de avaliação de riscos emitido pela seguradora.

Fazenda arrecada R$ 5,1 bilhões em pagamentos do IPVA 2015

FIQUE ATENTO AOS CRIADOUROS DO MOSQUITO QUE PODEM ESTAR NO SEU BAIRRO OU NA SUA CASA, ISSO É MUITO PERIGOSO. Saiba como proteger sua família seguindo estas dicas de prevenção: Não deixar acumular água em pneus, calhas e lajes.

Não deixar acumular água em recipientes, lonas e brinquedos.

Eliminar os pratos dos vasos de plantas.

Caixasd’água sempre fechadas com tampas ou telas.

Se você perceber sintomas como:

Febre alta

Manchas vermelhas no corpo

Fraqueza, dor intensa no corpo ou nas juntas

Dor de cabeça ou no fundo dos olhos

Valor equivale às quitações feitas até 22 de janeiro A Secretaria da Fazenda arrecadou R$ 5,12 bilhões com o IPVA (Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores) 2015. O valor corresponde a recolhimentos de 8,66 milhões de veículos e refere-se aos pagamentos feitos até 22/1, data que encerrou o ciclo de janeiro. Dos 17,2 milhões de

veículos que compõem a frota estadual sujeita à tributação do IPVA, 4,15 milhões tiveram o imposto pago integralmente, com desconto de 3%. Isso resultou aos cofres públicos R$ 3,64 bilhões. A Fazenda também registrou que proprietários de 4,51 milhões de veículos optaram pelo parcelamento e efetuaram o pagamento da

primeira cota do imposto em janeiro, totalizando R$ 1,47 bilhão. Pagamento em fevereiro Os proprietários de veículos que optaram por recolher o IPVA 2015 em fevereiro, sem desconto, devem ficar atentos às datas de vencimento do tributo definidas de acordo com o final de placa.

Não tente se automedicar, é muito perigoso. Procure imediatamente uma das unidades de saúde. Informações: prefeitura.sp.gov.br ou ligue 156.

Jornal polo paulistano ed 167  
Jornal polo paulistano ed 167  

Jornal Polo Paulistano edição 167 São Paulo - Brasil

Advertisement