Issuu on Google+


Faça você mesmo Página 02

RIO DE JANEIRO, 20 de Abril de 2014

Direção

Genaro Braga

Atendimento 21 2135-8966 Comercial 21 9 7609-0052

contato@riopesca.com @ jornalriopesca@gmail.com

Instalando o sonar A intalação do Lourence no caiaque

www.riopesca.com www.facebook.com/rio.pesca

+ 1º pASSO Faça um buraco para a instação da caixa de expensão

A

+ 2º pASSO Faça a marcação dos furos para a instalação da base do sonar e passagem dos fios

pescaria em caiaque fica ainda mas completa quando temos a nossa disposição alguns equipamentos que nos facilite encontrar os cardumes de peixes. Com isso o Jornal Rio Pesca fez a adaptação de um sonar Lourence que pode ser feito em qualquer modelo de caiaque. Nas fotos abaixo o projeto foi efetuado em um Barracuda e levou em torno de 2 horas para ser instalado. Projeto de nosso amigo: Abraão Sakalauska Barreira

+ 3º pASSO

+ 4º pASSO

Faça uma base em EVA para o suporte do caiaque colando com silicone

Prenda o suporte e o sonar no local

O sensor do sonar foi colocado dentro do caiaque usando um EVA bem grosso

Faça uma base em EVA para o suporte da bateria e cole no fundo do caiaque com cola de contato

Foi usado uma pequena ventosa colada com silicone para a passagem dos cabos .

lembrando de sempre passar silicone nas bordas e nos buracos para evitar que a água entre

coloque um pouco d’ água ou vaselina sólida entre o sensor e o fundo do caiaque para evitar interferência

A bateria utilizada em motos, de 12V e de 7 Ampères com uma autonomia de cerca de 20 horas

+ 5º pASSO

+ 6º pASSO

+ 7º pASSO Com tudo preso e bem vedado está na hora de correr atráz dos peixes

A Instalação do sonar foi feito pelo nosso amigo Fosk, parabéns pelo projeto.


Página 03

RIO DE JANEIRO, 20 de Abril de 2014

Caiaques

Simone Caiaques & Cia Qualquer dúvida ou sujestões, entrem em contato através do email caiaquesecia@gmail.com

caiaquesecias@gmail.com www.caiaquesecias.com.br

Os melhores locais para a pesca de caiaque Locais onde só poderíamos chegar de lancha, e costumam dar boas brigas e ações.

Ola amigos Caiaqueiros e pescadores, nesse edição vamos falar de alguns pontos de pesca onde o caiaque fará diferença. + ITAIPU

+ GRUMARI

Praia de Itaipu em Niteroi, fica na Estrada Francisco da Cruz Nunes, 5770 Itaipu – RJ

Praia do Grumari no Recreio Praia da Urca – Baia da Guanabara Fica na Rua Professora Francisca Fica na Av. Portugal – Urca Caldeira - Recreio dos Bandeirantes

Praia da Engenhoca na Ilha do Governador, fica na Rua Praia da Engenhoca

Com uma mega estrutura de parades rochosas e 2 ilhas a poucas remadas, você encontra uma variedade imensa de especies de peixes: Robalo, Xareu, Ubaranas, Badejo, Garoupa, Espadas e Olho de Cão. Apesar de ser em mar aberto, a formação da praia é bem abrigada e com uma otima estrutura para pescaria e laser de toda a familia .

Local ainda bem conservado e longe das metrópoles, ali temos opções de muitos pontos e estrutura para pescas das mais variadas espécies: Anchovas, Xareus, Olhetes, Robalos, Badejos, Garoupas e Baiacus Arara sem contar com as Lulas que sempre fazem a alegria do Caiaqueiro .

Praia com águas tranquilas, indicado para caiaqueiros iniciantes. O local tem muitas estruturas de rochas , lajes e um canal que costuma render boas brigas . Lá sempre podemos achar as seguintes espécies: Garoupas , Badejos, Cocorocas, Baiacus, Lulas, Robalos e Micholes, as vezes ainda perdidos achamos alguns exemplares de linguado .

Ao contrario do que muitos falam, nossa Baia de Guanabara ainda esta muito viva e com uma variedade e espécies maravilhosa. Onde com poucas remadas já conseguimos fisgar diversos peixes: Pescadas Amarelas e Brancas, Badejos, Garoupas, Robalos, Ubaranas, Bagres, Corvinas e Cocorocas

Os caiaqueiros Rafael ( Cioba ) e Ademar ( Linguado ) mostrando seus troféus.

Quem pode afirma isso são os Caiaqueiros Simone, Charles e Alexandre ( Corvina ) e Ademar ( Pescada Branca ) .

Os Caiaqueiros: Vando ( Corvina ) e Marcio ( Os Caiaqueiros: Com seus exemplares de Cavalinhas ) podem provar a produtividade Baiacu Arara e os Caiaqueiros, Sergio e Ferdo local nando mostram que aqui também tem peixe

+ Praia da Urca

+ Praia da Engenhoca


Entrevista Página 04

RIO DE JANEIRO, 20 de Abril de 2014

Direção

Genaro Braga

Atendimento 21 2135-8966 Comercial 21 9 7609-0052

contato@riopesca.com @ jornalriopesca@gmail.com

www.riopesca.com www.facebook.com/rio.pesca

Entre a farda e o Caiaque

Entrevistamos Leonardo Albernaz, o guerreiro que conseguiu transformar uma diversão em bom negócio

Leonardo Albernaz Leogafanha - 36 anos Leo Gafanha, como é chamado no mundo da pesca, é Bombeiro ( 3º SGT) e trabalha na CSRC (Coordenação do serviço de remoção de cadaveres) além de ser formado no curso de Salvamento e HUET ( Escape de aeronaves no mar ) o que lhe dá segurança para exercer a sua segunda Paixão: “ A Pesca de Caiaque “ Rio Pesca: Leo, Conte pra o leitor como foi que tudo começou. Gafanha - Minha primeira experiência com caiaque foi em 2011, graças a dois amigos: Roberto Gomes e sua esposa Juliana. Amigo de Surf, comprou um caiaque duplo para passear com a esposa. Nos encontramos na Praia Vermelha, onde aluguei um caiaque de fibra (aqueles do Juba e Lula), e tive a idéia de levar meu material de pesca, pra aproveitar e dar uma pescada: vara de praia e material bem simples. Remamos até a Ilha da Contuduba, e fui arrastando um Sabiki. Chegando lá, fui conferir a linha e tinha um Olho de Cão e uma Cavalinha fisgados. Pronto! No dia seguinte estava em Itaboraí em busca de um caiaque. Rio Pesca: Qual foi seu primeiro caiaque e como você entrou no mundo dos videos de pesca Gafanha - Meu primeiro caiaque foi um Foca, que usava pra remar e pescar com os amigos. Em meu primeiro vídeo, foi filmada uma Anchova pega na isca de meia água no Flamengo. Quem filmou foi o Igor Escobar, com seu celular, que estava com problema no áudio. Coloquei no Youtube e gostei da idéia. Vi alguns vídeos e comecei a filmar todas as pescarias. No inicio com câmeras comuns com sacos estanques mas a revolução mesmo foi quando comprei uma Gopro. Filmando dava para ver os detalhes e com isso melhorar as técnicas Rio Pesca: Como surgiu a idéia de aluguel de caiaques Gafanha - Foi participando de vários eventos e encontros de pescadores com caiaque, onde sempre fui muito bem recebido e com um pessoal de primeira, muito divertido. A procura por vaga no caiaque aumentou, os amigos gostaram da idéia e mesmo os que não gostam de pescar, iam pelo passeio, exercício físico e o belo visual dessa cidade. Então, veio a idéia de alugar os caiaques: comecei postando em redes sociais e comecei com um caiaque duplo e um simples, para acompanhar e ajudar no passeio e pescaria... levo poucas pessoas por dia, para ter um controle maior da situação.

Rio Pesca: Como você consegue administrar o seu tempo com a instituição? Gafanha - Concilio meu trabalho do Bombeiro e as remadas através de planilhas mensais, com escala de 24hs x 72hs, usando os 3 dias de folga, para “trabalhar” com a pesca com caiaque. É dificil, cansa, sol na pele, acordar cedo, sair de serviço e ir direto pra praia, ter que tirar plantão no dia seguinte Rio Pesca: Apoio é importante, conte como foi conseguir patrocínios Gafanha - Com minhas postagens e visualizações no Youtube, comecei a ter um aumento significativo nos vídeos da Internet e comecei a procurar apoio e patrocínios pra continuar com o trabalho, pois os gastos com material eram altos e já não conseguia repor. O primeiro a me ajudar foi o João da JF Caiaques. Nos encontramos em um Test Drive realizado por ele e por causa das trocar de idéias pela Internet, parecia que já nos conhecíamos há anos... Aprendi a pescar nesses encontros e com os amigos Fosk, Maike, GM e John, que me fizeram evoluir das iscas mortas para as artificiais, que pratico há pouco tempo 8 meses, porém com muita intensidade e frequência. Hoje conto com o apoio, parceria e amizade de alguns fabricantes de iscas e da loja que me apoiou desde o inicio, são eles: Camarão Artificial Flex e Jig Head Flex (o primeiro patrocínio ), Iscas GBF( metais), Bicho Dágua (Tube Jigs), Snaps by GM, Mary Kay (protetor solar – consultora Ana Correa), Brudden Náutica (caiaques), L. A Arte em fotos, que me ajudou com toda parte gráfica e de informática.

Rio Pesca: E como se tornou um negócio rentável? Gafanha - Hoje estou com 240 videos no Youtube, o que mostra a minha evolução na pesca com caiaque, desde o material até tipo de caiaque usado para a pratica. Estou também com uma media de 1.500 visualizações dos vídeos/dia, e o que começou como uma brincadeira, se tornou minha academia, “trabalho” e forma de relaxar após um serviço forte e que depende de muito preparo psicológico que é a remoção de cadáveres pelo CBMERJ. É um trabalho que usa o corpo, e, com isso, tanto no bombeiro como no Caiaque, tenho que estar em forma e tomar alguns cuidados. Alugo caiaques exclusivamente para pesca, com todo o material e em todo RJ, Costa Verde(até Paraty) e Região dos Lagos (até Búzios). São de 6h a 8h de pescaria e remadas, e vou junto para dar umas dicas (aula) e fazer a segurança. Tenho sempre dois caiaques em cima do carro que não tiro para nada, até pra casamento eles me acompanham... rsrsrsrs E conto com uma parceria na Praia Vermelha, que me disponibiliza, mas só durante a semana, até 10 caiaques. Faço Test Drive de Caiaques e guio em pescarias aqueles que ainda estão com medo do Mar. Não é fácil, porém é muito prazeroso. Todas as informações e calendário de pescarias são feitos pelo FaceBook ou por telefone... e vamos botar o braço motor pra funcionar!!! E claro que não podia me esquecer: “Meus parceiros Perninha tu é uma figura, e Bruno agradeço muito a vocês!! Rio Pesca: Hoje o que falta? Gafanha - Então hoje não gasto mais com materiais de pesca e caiaques, o que falta agora é patrocinio para viagens... um sonho, mas no inicio é assim...


Página 05

RIO DE JANEIRO, 20 de Abril de 2014

Fosk & João

Dicas de Caiaques

Qualquer dúvida ou sujestões, entrem em contato através do email 21 -2446-7920 / 7761-0440

www.jfcaiaques.com.br

PROGRAMANDO SUA PESCARIA DE CAIAQUE

Algumas dicas de como se programar para pescar sem surpresas

A

migos caiaqueiros, resolvi esplanar esse assunto devido a quantidade de perguntas e duvidas sobre como programar uma pescaria e poder pescar tranquilamente sem se preocupar com alterações do tempo como: ventos,altura das ondas ou chuvas e, principalmente,o receio de ser pego de surpresa. Vou tentar sintetizar as medidas a serem tomadas antes de se marcar uma pescaria de caiaque:

O Centro de Hidrografia da Marinha possue diversos boletíns de tempo e tábuas de marés muito utilizado pela navegação. O site do RIOPESCA ( www.riopesca.com ) também da a previsão diariamente https://www.mar.mil.br/dhn/chm/meteo/

1Tempo 2 Vento 3 Ondas 4 Marés 5 OBS.: Verificar as condições dos ventos para o dia em questão através do site (WINDGURU) Sobre o tempo posso dizer que um dia nublado, ou com garoa não prejudica em nada a pescaria, pelo contrário, até se torna uma pescaria mais agradável e menos cansativa, devido ao calor excessivo produzido pelo sol que tanto nos castiga.

Verificar as condições dos ventos para o dia em questão através do site (WINDGURU) Sobre os ventos devo destacar a maior atenção ao sudoeste, que é o vento mais forte e trás chuvas, mar grande e tempestades. Os outros ventos são mais amenos, mais não menos importantes. Costumo agir da seguinte maneira: ventos até 8 nós são tranquilamente suportados por nós caiaqueiros, sendo que o ideal são ventos de 7 nós para baixo. Devemos tambem ficar atentos a mudança de velocidade do vento durante a pescaria, pprogramando-a até o horário que teremos menos ventos.

Verificar as condições da altura do mar através do site (SURFGURU) Em relação a altura do mar se torna relativo pois vai depender do local onde se vai pescar. Se for dentro da baia como Muriqui, Junqueira, Urca, Adão e Eva, Boa Viagem, não há grandes problemas se o mar estiver em torno de 1.6m, 1.8m. Agora se for pescar em mar aberto como Grumari, Barra de Guaratiba, Barra, Recreio, Itaipu, o ideal é que o mar esteja em torno de 0.9m / 1.1m.

Verificar as marés e incidência da atividade dos peixes para o dia através do site (TABUA DE MARÉS)

Sobre as marés, o ideal para pescaria e quando está na enchente ou na vasante, que é quando a maré corre e os peixes comem. Quando a maré não corre dificilmente os peixes ficam ativos. O posicionamento da lua também influencia diretamente na atividade dos peixes devido as marés.

Outro ponto importante é a entrada e saida do mar de caiaque: devemos verificar e observar a sequência de ondas, para que possamos entrar no intervalo das mesmas e na saída ter a mesma atitude. Nunca ficar de lado em uma onda, devemos sempre atacá-la de frente e continuar remando. Espero ter elucidado algums pontos sobre o assunto, abraços e até a próxima!


Meu Caiaque Página 06

RIO DE JANEIRO, 20 de Abril de 2014

Direção

Genaro Braga

Histórias e Bricolagens feitas pelos leitores - Mande a sua também Atendimento 21 2135-8966 Comercial 21 9 7609-0052

contato@riopesca.com @ jornalriopesca@gmail.com

www.riopesca.com www.facebook.com/rio.pesca

Ser diferente é legal

Leandro é de Porto Alegre e conseguiu adaptar seu Caiaque de maneira inusitada

S

empre fui meio Professor Pardal e gosto das coisas meio diferentes. Dai comprei esse caiaque porque eu tenho dois filhos que gostam de remar junto comigo. E logo começaram a vir as necessidades de fazer as bricolagens. Primeiro veio a adaptção de uma cadeira com um encosto bem firme. Depois o sistema de fundear ou apoitar que adaptei um carretel com 50 mt de cabo, pois aqui na nossa região tem uns canais bem fundos, e uma ancora de 1,5 kg modelo folding dourada. Depois veio o sistema de vela testei os modelos de velas em V e vela com mastro sem a retranca. Agora ja estou usando com retranca e duas bolinas laterais tipo canivete e a biruta para a indicar a posição do vento e o sistema de leme manual. Mas, previnido, carrego sempre os dois modelos das velas caso estrague um, tem o outro! Então tive a ideia de por toldo pois vejo, a toda hora, barcos com um toldo. Então eu disse: porque não posso por um no caiaque? Quando comentei com o pessoal do grupo Pescaique/ RS que iria por um, eles ficaram rindo de mim. Na outra semana eu já estava usando, ficou bem confortavel, não atrapalha para remar e nem para velejar e o principal: não fico exposto direto ao sol. Resultado: todos querem em seus caiaques o toldo! Veio, também, a necessidade de

Leandro Xiqnourtim

fazer alguma coisa pra comer enquanto estamos pescando no meio do rio ou lagoa,. Para podermos comer alguma coisa tem que voltar até a margem. Então veio a ideia de fazer uma churrasqueira! Se os veleiros podem ter, porque nós não podemos? O caiaque não deixa de ser uma em-

barcação de pequeno porte! Lembrando que criar é arte, copiar faz parte e é só ter criatividade! Tenho 3 sistema de suporte de vara de pesca , duas tampas de inspeção de 150mm mais um banco com encosto rigido onde coloquei a bússola de navegação e o sistema

de sonar . Uso dois suporte de câmera para registrar todas as aventuras! Coloquei os cabos nas laterais que servem como linha de vida, suporte de remo. E ainda ta faltando o compartimento termico porque esse negocio de carregar caixa de isopor não ta com nada! Pre-

ciso manter os espetinhos do churrasco refrigerados! kkkk E o principal de tudo: nunca esqueça de usar o colete, mesmo que seja umj bom nadador, pois o excesso de confiança é que leva ao afogamento. E sempre respeite o mar e o seu limite fisico. E vidva a diferença!


PARTICIPE VOCÊ TAMBÉM ENVIANDO SUAS FOTOS

Para participar é muito fácil envie um email para: JORNALRIOPESCA@GMAIL.COM Atendimento 21 2135-8966 Comercial 21 9 7609-0052

Daniel Bertozzo

Mario Mello

Daniel Dantas

contato@riopesca.com @ jornalriopesca@gmail.com

Pesca de Caiaque www.riopesca.com www.facebook.com/rio.pesca

Direção

Genaro Braga

William Barbosa

RIO DE JANEIRO, 20 de Abril de 2014

Dinho

Baia de Guanabara

Marcio Machado

Anderson Copio

Darcy Vacchi

Página 07



Caiaque mania ed 7